G1 > Amapá

    Polícia prende principal suspeito de matar empresária a facadas dentro de casa no AP

    Polícia prende principal suspeito de matar empresária a facadas dentro de casa no AP


    Delegacia não deu detalhes sobre a identidade do preso. Cunhado da vítima era acusado de latrocínio pela família. Crime aconteceu no dia 24 de março, na Zona Norte de Macapá. Tarcila Machado Satiro foi morta a facadas no dia 24 de março, dentro...


    Delegacia não deu detalhes sobre a identidade do preso. Cunhado da vítima era acusado de latrocínio pela família. Crime aconteceu no dia 24 de março, na Zona Norte de Macapá. Tarcila Machado Satiro foi morta a facadas no dia 24 de março, dentro de casa Reprodução/Facebook A Polícia Civil do Amapá prendeu o principal suspeito do assassinato da comerciante Tarcila Machado Satiro, de 36 anos, de acordo com o Núcleo de Operação e Inteligência (NOI). A empresária foi morta a facadas quando saia para trabalhar, no dia 24 de março, no bairro Infraero 2, na Zona Norte de Macapá. O caso é investigado pela Delegacia Especializada em Crimes Contra o Patrimônio (DCCP), que não deu mais detalhes sobre a prisão. O cunhado da Tarsila era acusado de latrocínio pela família, porque ele desapareceu após o crime, assim como o celular da vítima. De acordo com a polícia, Tarsila foi atacada por um homem que chegou ao local de motocicleta e invadiu a casa dela às 6h do dia 24. O criminoso desferiu facadas no pescoço, tórax e abdôme da vítima. Gritos foram ouvidos pelos vizinhos, que tentaram ajudar, mas ela faleceu na sala da casa. A Delegacia de Investigação de Crimes Contra a Pessoa (Decipe) começou as investigações, mas devido à suspeita de latrocínio, o caso foi encaminhado para a DCCP. Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    Escola Barão do Rio Branco tem fiação elétrica furtada e aulas são suspensas, no AP

    Escola Barão do Rio Branco tem fiação elétrica furtada e aulas são suspensas, no AP


    Invasão ocorreu na madrugada desta segunda-feira (23). Tradicional instituição de ensino da rede estadual pode retomar atividades ainda pelo turno da tarde, segundo a direção. Escola Barão do Rio Branco suspendeu aulas após furto de cabos da...


    Invasão ocorreu na madrugada desta segunda-feira (23). Tradicional instituição de ensino da rede estadual pode retomar atividades ainda pelo turno da tarde, segundo a direção. Escola Barão do Rio Branco suspendeu aulas após furto de cabos da fiação elétrica Jorge Abreu/G1 A tradicional Escola Estadual Barão do Rio Branco, localizada no Centro de Macapá, foi invadida e teve parte da fiação elétrica levada, o que provocou a suspensão das aulas na manhã desta segunda-feira (23). De acordo com a diretora Ágata Favacho, o crime foi praticado durante a madrugada. Ela destaca a empresa responsável pela manutenção de escolas já trabalha no local para tentar reestabelecer a energia. “Nesta madrugada, ocorreu um furto nos cabos de força da rede elétrica, o que impossibilitou as aulas pela manhã. Mas, como a equipe já está fazendo os reparos, a escola pode voltar as atividades à tarde”, explicou. A previsão é que as atividades na escola que atende mais de 650 alunos do 5º ao 9º do ensino fundamental sejam retomadas ainda pelo turno da tarde. Segundo a diretora, a equipe que realiza o serviço de monitoramento eletrônico atua com a Polícia Militar (PM) para encontrar o suspeito. “Esse caso está sob investigação. A equipe do sistema de monitoramento já tem um suspeito. Ele seria o mesmo que estava praticando furtos também em outras escolas”, disse Ágata. Prédio Histórico Resistindo ao tempo, ao vandalismo e ao abandono, o prédio histórico da Barão do Rio Branco completou 72 anos na sexta-feira (20) e segue fechado há mais de três anos. Ainda é incerteza o retorno das atividades no local, que foi o primeiro colégio construído em alvenaria do Amapá. Prédio histórico da escola Barão do Rio Branco está abandonado Jorge Abreu/G1 Com a interrupção em 2014 para uma reforma que ainda não começou, os alunos foram transferidos para um prédio provisório alugado na Avenida Iracema Carvão Nunes. Inaugurada em 1946 como Grupo Escolar de Macapá, a instituição foi renomeada para o nome atual cinco meses depois. A Secretaria de Estado da Educação (Seed) informou que o lançamento da licitação para reforma está prevista para o segundo semestre e o início das obras até 2019. Apesar de não ser tombado como patrimônio, a ideia é manter as principais características do prédio histórico. Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    Explosão por vazamento de gás causa princípio de incêndio em shopping do AP

    Explosão por vazamento de gás causa princípio de incêndio em shopping do AP


    Problema ocorreu em um restaurante da praça de alimentação, no domingo (22). Não houve feridos, mas o empreendimento foi fechado. Shopping recebeu manutenção e foi reaberto às 17h. Explosão por vazamento de gás causa princípio de incêndio...


    Problema ocorreu em um restaurante da praça de alimentação, no domingo (22). Não houve feridos, mas o empreendimento foi fechado. Shopping recebeu manutenção e foi reaberto às 17h. Explosão por vazamento de gás causa princípio de incêndio em shopping de Macapá Um vazamento de gás causou uma pequena explosão e um princípio de incêndio no domingo (22), no Amapá Garden Shopping, localizado na Rodovia JK, na Zona Sul de Macapá. O problema, ocorrido na cozinha de um restaurante da praça de alimentação, causou correria e o empreendimento ficou fechado até às 17h. Não houve feridos, apenas danos materiais, segundo o shopping. Em um vídeo exibido pelo Bom Dia Amazônia, é possível ver pessoas do lado de fora do prédio e um caminhão do corpo de bombeiros. Shopping foi fechado após vazamento de gás e princípio de incêndio, em Macapá Reprodução/Rede Amazônica Em nota, o shopping confirmou que o problema foi no sistema de gás, na manhã de domingo. “A manutenção de urgência já foi executada pelo Corpo de Bombeiros, e todas as providências já foram tomadas pela administração do shopping”, informou. O empreendimento afirmou ainda que os bombeiros fizeram perícia e o laudo técnico deve sair nos próximos dias. O shopping reabriu às 17h e, segundo a nota, foi uma medida “necessária para garantir a segurança dos lojistas, funcionários e clientes”. Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!

    Dois postos de combustíveis são assaltados em menos de 3 horas em Macapá


    Casos aconteceram na madrugada desta segunda-feira (23), nas zonas Sul e Norte da capital. Suspeitos dos dois roubos seguem foragidos. Dois postos de combustíveis foram assaltados na madrugada desta segunda-feira (23) em Macapá. Os casos aconteceram...

    Casos aconteceram na madrugada desta segunda-feira (23), nas zonas Sul e Norte da capital. Suspeitos dos dois roubos seguem foragidos. Dois postos de combustíveis foram assaltados na madrugada desta segunda-feira (23) em Macapá. Os casos aconteceram nas zonas Sul e Norte da cidade, com pouco mais de duas horas de diferença entre eles. Bandidos seguem foragidos. O assalto mais recente aconteceu por volta das 3h40, no bairro Pacoval, na Zona Norte. De acordo com o Batalhão Força Tática, dois motociclistas armados renderam e agrediram o frentista do posto. Os bandidos levaram toda a renda da madrugada, que não teve a quantia informada. Após o crime, os assaltantes fugiram e o frentista acionou a polícia, que fez buscas pela região, mas até a última atualização desta reportagem, ninguém foi localizado. O segundo caso aconteceu por volta das 1h30, na Rua Claudomiro de Moraes, na Zona Sul. De acordo com o Centro Integrado de Operações de Defesa Social (Ciodes), um homem armado rendeu o frentista e levou a quantia de R$ 100. O bandido contou com o apoio de um motociclista na ação. Assim como no caso anterior, a polícia foi acionada após a dupla fugir. Buscas foram feitas, mas eles também não foram localizados. Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!

    Dupla invade bar, tenta matar proprietário e um dos suspeitos morre baleado, no AP


    Jovem de 21 anos foi baleado após ameaçar equipe policial; caso ocorreu na madrugada de domingo (22), na cidade de Pedra Branca do Amapari. Um jovem de 21 anos morreu ao ser baleado na perna durante confronto com a Polícia Militar, após invadir bar e...

    Jovem de 21 anos foi baleado após ameaçar equipe policial; caso ocorreu na madrugada de domingo (22), na cidade de Pedra Branca do Amapari. Um jovem de 21 anos morreu ao ser baleado na perna durante confronto com a Polícia Militar, após invadir bar e tentar matar o proprietário com golpes de terçado. Caso foi na cidade de Pedra Branca do Amapari, a 183 quilômetros de Macapá. Outro suspeito, também de 21 anos, foi preso. O caso ocorreu na madrugada de domingo (22), quando o proprietário do bar acionou a polícia, informando que estava sendo ameaçado pela dupla, que chegou no bar e teria quebrado garrafas de vidro e com a arma branca, perseguiram a vítima. Ao sair correndo do local, o proprietário do bar se escondeu atrás de uma viatura da polícia. Os suspeitos se aproximaram e ameaçaram também a equipe da PM. Um deles efetuou um disparo com a arma de fogo, que atingiu a perna do suspeito identificado como Claudiomar Nunes Batista. Ele foi encaminhado ao hospital na cidade, mas não resistiu aos ferimentos. O outro suspeito foi detido e levado para a delegacia de polícia em Pedra Branca. Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    Jovem é preso suspeito de matar homem com 28 facadas e jogar corpo próximo à Ponte Binacional, no AP

    Jovem é preso suspeito de matar homem com 28 facadas e jogar corpo próximo à Ponte Binacional, no AP


    Valdeir Sfair Santos, de 25 anos, foi morto após uma briga no município de Oiapoque no sábado (21). Suspeito confessou crime e disse que agiu por impulso. Suspeito teria desferido facadas na região no peito da vítima Polícia...


    Valdeir Sfair Santos, de 25 anos, foi morto após uma briga no município de Oiapoque no sábado (21). Suspeito confessou crime e disse que agiu por impulso. Suspeito teria desferido facadas na região no peito da vítima Polícia Civil/Divulgação A Polícia Civil realizou na noite de domingo (22) a prisão de um jovem de 20 anos, suspeito de matar com 28 facadas Valdeir Sfair Santos, de 25 anos, encontrado no sábado (21) com várias perfurações num igarapé próximo a Ponte Binacional, na cidade de Oiapoque, na divisa entre o Amapá e a Guiana Francesa. O jovem confessou o crime e disse que teria agido por impulso, após se desentender com a vítima, informou o delegado titular Charles Correa à Rede Amazônica. A Polícia Militar (PM) da cidade informou que as perfurações se concentraram na região do tórax de Valdeir. A briga ocorreu próximo à ponte. Após esfaquear, ele teria jogado o corpo no rio. “Foi um crime hediondo que ganhou repercussão devido à violência que foi feito. Recebemos denúncias anônimas e ao abordar o suspeito, ele confessou que matou o Valdeir. Durante a discussão, ele pegou uma faca que estava enrolada na camisa da vítima e deu os golpes. Depois ele jogou o corpo da ponte, no rio”, informou o delegado. Corpo de vítima foi encontrado próximo à igarapé Politec/Divulgação Ainda segundo a polícia, o suspeito teria desferido mais facadas no peito da vítima, que estava desacordada e caída no rio. O cadáver de Valdeir foi encontrado por moradores da região e retirado pelo Corpo de Bombeiros. O suspeito foi encaminhado para a delegacia do município e indicado. Outro homem foi apontado de estar envolvido no crime. Ele está sendo procurado, de acordo com a polícia. *Com informações da Rede Amazônica. Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    No AP, palmilhas adaptadas ajudam no tratamento de pacientes com hanseníase

    No AP, palmilhas adaptadas ajudam no tratamento de pacientes com hanseníase


    Centro de Referência de Doenças Tropicais fornece o revestimento gratuitamente. Item auxilia na perda de sensibilidade e evita o surgimento ou agravamento de lesões. Palminhas adaptadas ajudam no tratamento de pacientes com hanseníase em...


    Centro de Referência de Doenças Tropicais fornece o revestimento gratuitamente. Item auxilia na perda de sensibilidade e evita o surgimento ou agravamento de lesões. Palminhas adaptadas ajudam no tratamento de pacientes com hanseníase em Macapá Jorge Abreu/G1 A pessoa diagnosticado com hanseníase, além de receber a medicação indicada, ganha palmilhas adaptadas como parte do tratamento no Centro de Referências de Doenças Tropicais (CRDT), em Macapá. Com o revestimento especial, o paciente pode evitar o agravamento de lesões. O método é praticado desde 2009 no Amapá como parte do protocolo de tratamento. Outra função da palmilha, segundo o CRDT, é a qualidade de vida, proporcionando conforto e segurança aos pacientes que perdem a sensibilidade de diversas partes do corpo devido à doença. Técnico em enfermagem Elias de Almeida, responsável pela confecção das palmilhas Jorge Abreu/G1 O responsável pela confecção das palmilhas é o técnico em enfermagem Elias de Almeida. Ele foi enviado ao Hospital Santa Cecilia, em Porto Velho, capital de Rondônia, onde participou de um curso intensivo de produção e captou técnicas usadas em outros hospitais. “A importância da palmilha é facilitar a locomoção do paciente no seu dia a dia. Vai melhorar o caminhar, dar conforto e evitar o comprometimento do nervo ou lesão com ferimento. Geralmente, a palmilha normal não absorve o impacto como as adaptadas”, explicou Almeida. Segundo a fisioterapeuta Cínthia Coutinho, a cura da doença acontece entre o período de seis a doze meses de tratamento, com alguns casos em que chega a ultrapassar. Ela destaca que a hanseníase afeta sensibilidade, força muscular e a hidratação da pele diante do suor. “O objetivo é dar uma maior proteção ao pé, uma melhor distribuição de peso e assim evitar surgimento de calos e úlceras. A gente buscar favorecer uma pisada bem mais confortável para também auxiliar na cicatrização das feridas”, detalhou a fisioterapeuta. Cínthia Coutinho, fisioterapeuta do Centro de Referências de Doenças Tropicais Jorge Abreu/G1 A profissional apresenta duas facetas da hanseníase: uma em caráter dermatológico através do aparecimento de manchas pelo corpo com alterações de sensibilidade e, outra, em caráter neurológico que seria o comprometimento de neuros periféricos. Uma ONG holandesa fazia a doação de materiais para confecção de palmilhas e sapatos especiais para pacientes do centro, assim como também o fornecimento de bonés e hidratantes. Sem o auxílio da ONG desde 2007, os pacientes devem levar calçados próprios para a sapataria do CRDT, onde são feitas as adaptações. Além das palmilhas, o tratamento também oferta férulas, confeccionadas conforme a necessidade de cada pessoa. “No momento da avaliação, a gente precisa identificar quais seriam as alterações que o paciente apresenta e a palmilha faz parte do protocolo de tratamento. Temos toda uma cautela de prevenção e quando o paciente apresenta ferimentos, a palmilha auxilia que não se agravem”, finalizou Cínthia. O Centro de Referência em Doenças Tropicais está localizado na Rua Professor Tostes, número 2200, no bairro Santa Rita, em Macapá. Centro de Referências de Doenças Tropicais oferta o revestimento gratuitamente Jorge Abreu/G1 Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    Agente penitenciário é internado suspeito de ter contraído leptospirose em presídio

    Agente penitenciário é internado suspeito de ter contraído leptospirose em presídio


    Acúmulo de lixo e esgotos a céu aberto são alvos de reclamações de agentes. Direção do Iapen afirma que licitações estão sendo realizadas para limpeza e dedetização da área na Zona Oeste de Macapá. Agentes penitenciários reclamam da...


    Acúmulo de lixo e esgotos a céu aberto são alvos de reclamações de agentes. Direção do Iapen afirma que licitações estão sendo realizadas para limpeza e dedetização da área na Zona Oeste de Macapá. Agentes penitenciários reclamam da sujeira e esgoto que transborda a céu aberto no Iapen, em Macapá Divulgação/Sinapen Um agente do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), de idade não informada, está internado desde sexta-feira (20) no Hospital de Clínicas Dr. Alberto Lima (Hcal), em Macapá, com suspeita de leptospirose. Ele teria contraído a doença na área interna do presídio, onde há constantes reclamações de falta de saneamento básico. A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) informou que investiga a doença do agente e que aguarda o resultado de exames. Não foi confirmado onde ele está internado. A pasta declarou ainda que, sem autorização da família, não pode divulgar informações sobre o quadro clínico do paciente. Membros do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Estado do Amapá (Sinapen) acreditam que o servidor tenha sido contaminado pela doença, nas áreas próximas onde há o acúmulo de lixo e esgotos a céu aberto. “Essa situação não é de hoje, tanto os agentes quanto os prisioneiros estão sujeitos a contrair doenças, como o surto de tuberculose que atingiu o instituto em 2017. Este é o segundo caso de leptospirose, que pode ter sido contraído aqui dentro, em, pelo menos, um ano”, denunciou um agente, que não quis ser identificado. Vídeos mostram grande acúmulo de lixo e sujeira em área de presídio no Amapá Ele complementa que a situação é constantemente informada à direção. Os agentes, segundo ele, temem epidemias de doenças ligadas à falta de limpeza. “Nossa preocupação é que haja uma epidemia dessas doenças no Iapen, pois vários presos estão doentes e trabalhamos sem nenhuma proteção. É um risco também para quem mora nas proximidades do Iapen”, disse. Agentes registraram a existência de ratos, esgotos e lixo acumulado na área interna do Iapen, em Macapá Divulgação/Sinapen O diretor do Iapen, Lucivaldo Costa, declarou que reconhece a existência de ratos, esgoto a céu aberto e lixo acumulado na área interna do instituto. Diante disso, ele informou que licitações estão sendo realizadas para que procedimentos de limpeza, drenagem e dedetização sejam feitos no presídio. “O sistema prisional de certa forma foi abandonado no país inteiro ao longo dos anos, mas estamos trabalhando há cerca de dois anos para garantir melhorias nas condições e vamos começar a colher os frutos disso. Já conseguimos recursos para realizar serviços emergenciais de limpeza, retirada de entulhos, esgoto e pragas na área do instituto e iniciamos as licitações”, destacou. Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    Balcão de Oportunidades: envie suas dúvidas sobre o sistema eSocial

    Balcão de Oportunidades: envie suas dúvidas sobre o sistema eSocial


    Contador responde perguntas ao vivo no G1, na terça-feira (24). Tire dúvidas sobre o sistema eSocial Thiago Oliveira/Agência Freelancer/Folhapress Na terça-feira (24), o contador Fabiano Pimentel vai responder perguntas de internautas sobre o...


    Contador responde perguntas ao vivo no G1, na terça-feira (24). Tire dúvidas sobre o sistema eSocial Thiago Oliveira/Agência Freelancer/Folhapress Na terça-feira (24), o contador Fabiano Pimentel vai responder perguntas de internautas sobre o Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial). A entrevista será transmitida ao vivo pelo G1, no quadro "Balcão de Oportunidades", às 13h, no endereço g1.com.br/amapa. Envie sua contribuição, pode ser mensagem, vídeo ou áudio, através do aplicativo de notícias Tô na Rede ou pelos comentários desta matéria. Saiba como usar o TNR: Criar conta no endereço tonarede.tv ou baixar no celular; O login pode ser a conta da sua rede social ou de um novo cadastro; Para enviar uma informação, é preciso clicar em Relato, no menu horizontal, e clicar em Novo Relato; Em seguida, é necessário informar o título, descrição da informação, selecionar uma categoria (Segurança, Enchente, Trânsito e etc). No lado direito da tela, é necessário informar o local da ocorrência, ponto de referência e selecionar os arquivos (fotos ou vídeos).
    Prédios públicos e empresas com débitos poderão ter energia cortada, diz CEA

    Prédios públicos e empresas com débitos poderão ter energia cortada, diz CEA


    Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) inicia mutirão de cortes em prefeituras, condomínios e empresas com pendências no pagamento do serviço. Ações vão acontecer nos 16 municípios. Mutirão pretende incentivar clientes a negociarem...


    Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) inicia mutirão de cortes em prefeituras, condomínios e empresas com pendências no pagamento do serviço. Ações vão acontecer nos 16 municípios. Mutirão pretende incentivar clientes a negociarem débitos Catarina Costa/G1 A Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) informou que inicia na segunda-feira (23) um grande mutirão nos 16 municípios do estado visando a regularização nos débitos de energia elétrica de usuários com pendências, como estabelecimentos comerciais e prédios públicos. A estatal adiantou que esses locais estarão sujeitos ao corte do serviço. A orientação, segundo a companhia, é efetivar a suspensão da energia elétrica desses clientes, que possuem regime diferenciado de cortes dos feitos nas residências comuns. Dívidas de prefeituras são as maiores pendências e a interrupção no fornecimento poderá atingir órgãos públicos, com exceção de atividades essenciais, como hospitais e escolas. Nos últimos anos, a CEA aponta em balanços que as pendências dos executivos municipais tem dificultado a captação de recursos, e o pagamento ou a regularização podem garantir recursos para a companhia investir em melhorias no fornecimento de eletricidade. Em 2015, as dívidas das 16 prefeituras do Amapá somavam R$ 290 milhões, e na época, alguns prédios públicos ficaram no escuro. A estatal informou que na segunda-feira divulgará os débitos atualizados dos entes do poder público, alguns deles, acumulados há mais de duas décadas. A orientação da CEA é que os clientes com dívidas procurem as agências de atendimentos ou as unidades do Super Fácil em cada cidade para negociação dos débitos e evitar a suspensão. Todas os locais passíveis de corte foram avisados previamente da possibilidade da interrupção. Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    Confira as vagas de emprego do Sine Macapá para 23 de abril

    Confira as vagas de emprego do Sine Macapá para 23 de abril


    Há oportunidades para lavadeira, costureira, passador de roupas e vendedor. Número de vagas é de acordo com as empresas cadastradas. Há uma vaga para passador de roupa no Sine Macapá Reprodução/TV Mirante O Sistema Nacional de Empregos no...


    Há oportunidades para lavadeira, costureira, passador de roupas e vendedor. Número de vagas é de acordo com as empresas cadastradas. Há uma vaga para passador de roupa no Sine Macapá Reprodução/TV Mirante O Sistema Nacional de Empregos no Amapá (Sine/AP) oferece vagas de empregos para Macapá. O número de vagas está disponível de acordo com as empresas cadastradas no Sine e são para todos os níveis de escolaridade e experiência. Os interessados podem procurar o Sine/AP, localizado n Rua General Rondon, nº 2350, na praça Floriano Peixoto. Em toda a rede Super Fácil tem guichês do Sine e neles é possível obter informações sobre vagas em Macapá e Santana. Outras informações e oferta de vagas são pelo número (96) 4009-9702. Para se cadastrar e atualizar os dados, o trabalhador deverá apresentar Carteira de Trabalho, RG, CPF e comprovante de residência (atualizado). Veja as vagas disponíveis de acordo com as solicitações das empresas: Auditor de ATM – 1 vaga Auxiliar de vidraceiro – 1 vaga Controlador de rotas – 1 vaga Costureira – 2 vagas Gerente administrativo – 1 vaga Lavadeira – 1 vaga Líder de operação de valores – 1 vaga Monitorador de rotas – 1 vaga Passador de roupas – 1 vaga Professor de inglês – 1 vaga Técnico em eletrônica – 1 vaga Técnico em enfermagem – 1 vaga Técnico de manutenção de informática – 1 vaga Vendedor interno – 5 vagas
    Maternidade no Amapá lança edital com 248 vagas para contratação de funcionários

    Maternidade no Amapá lança edital com 248 vagas para contratação de funcionários


    Candidatos podem concorrer em 44 cargos. Inscrições seguem até o dia 27 de abril e a seleção terá sete etapas, entre análise curricular, entrevista e prova de conhecimentos gerais e específicos. Maternidade Bem Nascer fica localizada na Zona...


    Candidatos podem concorrer em 44 cargos. Inscrições seguem até o dia 27 de abril e a seleção terá sete etapas, entre análise curricular, entrevista e prova de conhecimentos gerais e específicos. Maternidade Bem Nascer fica localizada na Zona Norte de Macapá Márcio Pinheiro/Secom Estão abertas as inscrições de contratação de funcionários para compor o corpo administrativo e técnico da maternidade Bem Nascer Dra. Euclélia Américo, localizada na Zona Norte de Macapá. Ao todo, 248 vagas, com cadastro reserva, para 44 áreas, estão sendo ofertadas. CONFIRA O EDITAL A seleção será feita pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, Organização Social de Saúde (OSS), contratada pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) para administrar a unidade médica. Os interessados devem se inscrever pela web até o 27 de abril. Entre as funções com vagas estão: analista em administração de pessoal, aprendiz, analista de contratos, analista de recursos humanos, analista financeiro, enfermeiro, farmacêutico, nutricionista, fonoaudiólogo, líder de hotelaria, maqueiro, motorista administrativo, entre outros. No edital não estão especificados os salários destinados a cada cargo, assim como não foi infomado também o número de selecionados para cada função, nem a disposição de cadastro reserva. Na primeira fase do processo de seleção, que acontece a partir do dia 30 de abril, será analisado o currículo do candidato. Em seguida, o interessado passará por prova de conhecimentos gerais ou específicos, aplicação de teste psicológico, além de entrevistas. Todas as fases serão feitas no mesmo dia, diz o edital. As etapas de seleção são destinadas a todos os cargos, exceto as vagas de jovens aprendizes que estarão condicionadas à homologação do programa de aprendizagem. Os aprovados, serão convocados em até três dias úteis após o processo final. Eles serão chamados para assinar contrato de acordo com a necessidade da maternidade, que ainda não tem data de inauguração. Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!

    Homem morre baleado em distrito de Macapá; atirador estava em bicicleta, diz PM


    Elias dos Santos Almeida, de 33 anos, foi atingido por pelo menos dois disparos. Crime ocorreu na noite de sábado (21) no distrito do Coração. Um homem identificado como Elias dos Santos Almeida, de 33 anos, foi morto com pelo menos dois tiros na...

    Elias dos Santos Almeida, de 33 anos, foi atingido por pelo menos dois disparos. Crime ocorreu na noite de sábado (21) no distrito do Coração. Um homem identificado como Elias dos Santos Almeida, de 33 anos, foi morto com pelo menos dois tiros na noite de sábado (21) por um indivíduo que estaria numa bicicleta, segundo a Polícia Militar (PM). O crime aconteceu por volta de 23h30 na Rua São Francisco de Assis, no distrito do Coração, distante 7 quilômetros de Macapá. A arma usada no crime, um revólver calibre 38, foi encontrada ao lado do corpo de Elias, que era conhecido como "penoso". Testemunhas relataram à PM que outro um homem vestido de camisa azul e cinza, boné e bermuda se aproximou da vítima e atirou. Em seguida ele fugiu. A PM fez buscas pela região, mas não localizou o responsável pelo crime. Também não foi descoberta a motivação para o assassinato, nem informado se Elias tinha antecedentes criminais. Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    Corpo de homem é encontrado na água próximo à Ponte Binacional em Oiapoque

    Corpo de homem é encontrado na água próximo à Ponte Binacional em Oiapoque


    Cadáver apresentava várias perfurações na região do tórax. Remoção foi feita no sábado (21) e até o momento não foram identificados os autores do assassinato. Corpo de Bombeiros removeu cadáver do igarapé Politec/Divulgação O corpo de...


    Cadáver apresentava várias perfurações na região do tórax. Remoção foi feita no sábado (21) e até o momento não foram identificados os autores do assassinato. Corpo de Bombeiros removeu cadáver do igarapé Politec/Divulgação O corpo de Valdeir Sfair Santos, de 25 anos, foi encontrado no sábado (21) com várias perfurações num igarapé próximo a Ponte Binacional, na cidade de Oiapoque, na divisa entre o Amapá e a Guiana Francesa. A vítima estava na água e o cadáver foi retirado pelo Corpo de Bombeiros. A Polícia Militar (PM) da cidade informou que as perfurações, possivelmente de faca, se concentravam na região do tórax de Valdeir. Até o momento, ninguém foi apontado como autor da morte, mas um homem foi preso por suspeita de envolvimento. O cadáver foi removido da área pela Polícia Técnico-Científica (Politec) e passará por perícia. Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    Dia do Trabalhador em Macapá terá mais de 50 serviços e sorteio de prêmios

    Dia do Trabalhador em Macapá terá mais de 50 serviços e sorteio de prêmios


    Ação vai acontecer no dia 1º de maio, no estádio Zerão, em Macapá. Programação inclui atividades esportivas, lazer e serviços de cidadania. Vagas de emprego serão ofertadas durante a programação Dyepeson Martins/Arquivo G1 Mais de 50...


    Ação vai acontecer no dia 1º de maio, no estádio Zerão, em Macapá. Programação inclui atividades esportivas, lazer e serviços de cidadania. Vagas de emprego serão ofertadas durante a programação Dyepeson Martins/Arquivo G1 Mais de 50 serviços serão ofertados gratuitamente na programação do Dia do Trabalhador, no dia 1º maio, no Estádio Olímpico Milton de Souza Corrêa, o Zerão, localizado na Zona Sul de Macapá. De acordo com a Secretaria de Trabalho e Empreendedorismo (Sete), atendimentos de saúde, educação, lazer, cidadania, esporte, entre outras atividades irão compor a programação. A ação em homenagem aos trabalhadores amapaenses será das 8h às 14h e contará com diversos parceiros, entre secretarias de governo, instituições federais e iniciativa privada. O tema central este ano é "Cuidando do Nosso Trabalhador". Segundo a coordenação, a expectativa é de que 10 mil pessoas participem da programação durante o feriado. A meta é realizar aproximadamente 15 mil atendimentos. O coordenador de Trabalho da Sete, Antônio Carlos Moraes Favacho, diz que a programação, além de homenagear o trabalhador, também promove uma festa para sociedade. "Queremos proporcionar uma grande festa para a população. Durante toda a programação mais de 30 prêmios serão sorteados e cestas básicas serão distribuídas aos trabalhadores", contou. Serviços na área de saúde serão ofertados gratuitamente no dia 1º de maio Jéssica Alves/G1 Os participantes do evento receberão também atendimento à saúde com serviços de massoterapia, medição de pressão arterial, exames laboratoriais e intervenções educativo-preventivas de dengue, zika, chikungunya, DST, acidentes de trabalho, saúde bucal, alimentação, diabetes. Além da distribuição de preservativos e vacinação de adultos e crianças. O evento conta também com uma vasta programação de atividade de lazer, entre elas, a tradicional corrida do trabalhador, torneio de futebol de sabão, área para crianças com cama elástica, pula-pula e pintura facial. Também haverá cortes de cabelo e sessão de beleza para os trabalhadores. Entre as atividades de cidadania serão disponibilizadas aos trabalhadores expedição de documentos e emissão de passe livre para idosos, vagas de empregos e orientações jurídicas como direito do trabalhador, direito do consumidor, tutela, divórcio, aposentadoria, audiência de conciliação, de instrução e julgamento. Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    Isoladas, 52 aldeias do Tumucumaque têm serviços de saúde comprometidos

    Isoladas, 52 aldeias do Tumucumaque têm serviços de saúde comprometidos


    Distribuição de remédios e remoção de pacientes às comunidades do AP e do PA acontecem via transporte aéreo, mas contrato que garantia voos para as aldeias está sem vigência desde janeiro. Comunidades que vivem em áreas isoladas do Parque do...


    Distribuição de remédios e remoção de pacientes às comunidades do AP e do PA acontecem via transporte aéreo, mas contrato que garantia voos para as aldeias está sem vigência desde janeiro. Comunidades que vivem em áreas isoladas do Parque do Tumucumaque necessitam de assistência aérea Rede Globo Pelo menos 52 aldeias indígenas do Amapá e do Pará, localizadas em regiões isoladas no Parque do Tumucumaque, estão sem acesso a atendimentos de saúde que dependem de transporte aéreo. A situação gerou denúncia do Conselho Distrital de Saúde Indígena (Condisi) ao Ministério Público Federal (MPF). Na sexta-feira (20), o MPF informou ter recomendado ao Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei) e à Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) a contratação, em caráter de urgência, de empresa aérea que possa garantir o atendimento às aldeias. O G1 tenta contato com representantes da Dsei e da Sesai. Voos são fundamentais para transporte de medicamentos, insumos e de profissionais de Saúde Abinoan Santiago/Arquivo G1 A distribuição de medicamentos e insumos, o acesso de profissionais da saúde até as regiões para atender os índios e a remoção de pacientes em casos de urgência, são alguns dos serviços afetados, segundo o Condisi. De acordo com o MPF, até dezembro de 2017, as regiões recebiam assistência com suporte aéreo. No entanto, desde janeiro as comunidades estão desassistidas, após o término da vigência do contrato com a empresa que fazia os voos. Ainda segundo o ministério, no documento protocolado pelo conselho indígena, os membros apontam que os pacientes com alta médica da Casa de Saúde Indígena, em Macapá, também não conseguem retornar às suas aldeias de origem por causa da falta de transporte. Índia waiãpi do Amapá foi resgatada pela Força Aérea Brasileira com intervenção do MPF Força Aérea Brasileira/Reprodução Facebook Resgate pelo ar O ministério destacou como exemplo, o resgate de uma índia waiãpi grávida de quatro meses, que foi picada por uma cobra e passou três dias no aguardo de assistência médica. O Conselho das Aldeias Wajãpi (Apina) solicitou a intervenção do MPF nesse caso, que entrou com pedido de liminar, solicitando resgate aéreo para a vítima. A liminar foi concedida pela Justiça Federal e a indígena foi resgatada, em 12 de abril, com apoio de helicóptero e equipe da Força Aérea Brasileira. Para o procurador da República Alexandre Guimarães, que acompanhou o caso, esse fato reforça a necessidade do serviço de transporte aéreo na saúde indígena de forma ininterrupta, para que os atendimentos sejam prestados de maneira rápida e com qualidade. Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    Davi Alcolumbre lança pré-candidatura ao governo do Amapá pelo DEM

    Davi Alcolumbre lança pré-candidatura ao governo do Amapá pelo DEM


    Anúncio foi feito na noite deste sábado (22), na quadra da escola Grupo Perspectivas Construtivas, em Santana. Candidato disse que a decisão nasceu de um trabalho de renovação política no estado. Davi Alcolumbre lança pré-candidatura ao...


    Anúncio foi feito na noite deste sábado (22), na quadra da escola Grupo Perspectivas Construtivas, em Santana. Candidato disse que a decisão nasceu de um trabalho de renovação política no estado. Davi Alcolumbre lança pré-candidatura ao governo do Amapá pelo DEM Carlos Alberto Jr/G1 O senador Davi Alcolumbre (DEM) anunciou que é pré-candidato ao governo do estado do Amapá. A decisão foi divulgada na noite deste sábado (22) na quadra da escola Grupo Perspectivas Construtivas (GPC), no município de Santana, distante a 17 quilômetros de Macapá. A solenidade reuniu lideranças partidários e populares. O pré-candidato disse que o nome dele foi escolhido por aliar a experiência ao trabalho de renovação política no estado. "É claro que essa candidatura não surgiu agora, muito menos foi uma decisão pessoal minha, ela nasceu de forma coletiva, tanto através lideranças que têm confiança no meu trabalho no decorrer desses anos de política, como também na esperança que o povo deposita em mim. Esse será um trabalho que alia minha experiência com uma renovação no governo do Amapá", declarou. Davi atualmente é senador pelo Amapá com mandato que segue até 2023. O pré-candidato começou sua trajetória na política em 2000, quando foi eleito vereador de Macapá. Depois de dois anos de mandato, foi eleito deputado federal em 2002, sendo reeleito em 2006 e 2010. Davi Alcolumbre é o segundo candidato a confirmar nome para a disputa ao executivo. Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    Concurso de dança e karaokê são atrações em encontro de fãs de k-pop em Macapá

    Concurso de dança e karaokê são atrações em encontro de fãs de k-pop em Macapá


    Programação será realizada no domingo (29), em um shopping localizado na Rodovia JK. Programação em Macapá quer reunir cerca de 300 fãs de K-Pop no domingo (22) Armys/Divulgação A música pop coreana (k-pop) tem ganhado fãs pelo mundo todo e...


    Programação será realizada no domingo (29), em um shopping localizado na Rodovia JK. Programação em Macapá quer reunir cerca de 300 fãs de K-Pop no domingo (22) Armys/Divulgação A música pop coreana (k-pop) tem ganhado fãs pelo mundo todo e no Amapá os admiradores do estilo vão se encontrar no domingo (29), em um evento com concursos de dança e karaokê, em um shopping na Rodovia JK, na Zona Sul de Macapá. Inicialmente, a programação aconteceria no dia 22 de abril, mas, devido a um princípio de incêndio, foi remarcada para o próximo domingo. A programação, que também terá jogos, brincadeiras e concurso de beleza e covers, vai iniciar às 13h. A proposta é aumentar a visibilidade do k-pop e gerar a interação de fãs, principalmente da banda Bangtan Boys, mais conhecidos por “BTS”. A boy band sul-coreana BTS inspira fãs no Amapá Divulgação São esperadas cerca de 300 pessoas durante a programação, que é organizada por um grupo de amigos. De acordo com a organizadora Everlane Silva, de 20 anos, que atende pelo nome artístico Lanne Hyuuga, o grupo começou com poucos membros e, atualmente, busca crescer cada vez mais. “Nosso grupo faz um ano de criação e essa programação será o nosso 4º evento realizado, justamente pela grande adesão de público. Começamos com três amigos e, agora, esperamos um público de 300 pessoas”, disse Lanne. Serviço Encontro da Armys para fãs da BTS Data: 29 de abril (domingo) Horário: a partir de 13h Local: Amapá Garden Shopping Taxa de participação: R$ 5 Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    Museu Sacaca tem exposições e atividades lúdicas para celebrar a cultura indígena

    Museu Sacaca tem exposições e atividades lúdicas para celebrar a cultura indígena


    Evento gratuito ocorre no domingo (22), das 11h às 17h, na Zona Sul de Macapá. Cultura indígena é destaque de programação no Museu Sacaca, em Macapá Fabiana Figueiredo/G1 Em comemoração ao Dia do Índio, celebrado na quinta-feira (19), o...


    Evento gratuito ocorre no domingo (22), das 11h às 17h, na Zona Sul de Macapá. Cultura indígena é destaque de programação no Museu Sacaca, em Macapá Fabiana Figueiredo/G1 Em comemoração ao Dia do Índio, celebrado na quinta-feira (19), o Museu Sacaca realiza uma programação que inclui atividades de lazer, exposições e pintura corporal feita por membros de tribos indígenas no Amapá. O evento ocorre no domingo (22), das 11h às 17h, na sede do museu, localizada no bairro Trem, Zona Sul de Macapá. Segundo a coordenação do evento, as atividades têm o objetivo de celebrar a história e cultura dos índios e quem visitar o museu poderá participar gratuitamente da programação, que é voltada para todos os públicos. Além das atividades, peças do artesanato indígena estarão à venda no museu. A programação alusiva ao Dia do Índio está inserida no projeto “Domingo no Museu”, que também faz parte da campanha “Vem pro Museu! Valorize, que é Nosso”. Serviço Dia do Índio no Museu Sacaca Data: 22 de abril (domingo) Hora: 11h às 17h Local: Museu Sacaca (Av. Feliciano Coelho, número 1509, bairro Trem) Entrada Franca Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    Justiça mantém prisão de quatro PMs por morte de suspeito de roubo no AP

    Justiça mantém prisão de quatro PMs por morte de suspeito de roubo no AP


    Decisão do desembargador João Guilherme Lages é do dia 19 de abril. Policiais são suspeitos de assassinar William Natividade Silveira, no dia 22 de março, no bairro Congós, em Macapá. PMs estão presos no Centro de Custódia do bairro Zerão,...


    Decisão do desembargador João Guilherme Lages é do dia 19 de abril. Policiais são suspeitos de assassinar William Natividade Silveira, no dia 22 de março, no bairro Congós, em Macapá. PMs estão presos no Centro de Custódia do bairro Zerão, na Zona Sul de Macapá John Pacheco/G1 O desembargador João Guilherme Lages, do Tribunal de Justiça do Amapá, negou o pedido de habeas corpus e manteve a prisão dos quatro policiais militares envolvidos na ação que terminou na morte de William Natividade Silveira, de 27 anos, no dia 22 de março, no bairro Congós, na Zona Sul de Macapá. A defesa informou que já recorreu da decisão, proferida na quinta-feira (19). Os policiais estão presos preventivamente desde o dia 28 de março, no Centro de Custódia do bairro Zerão, na Zona Sul, por ordem do juiz da Vara do Tribunal do Júri. A corporação afirmou que William, acusado de praticar assaltos e de aterrorizar moradores da região, resistiu à prisão e esboçou reação contra os policiais, quando levou um tiro. A família contesta a versão. No pedido de soltura, a defesa alegou que os policiais agiram em legítima defesa e cumprimento do dever legal. Na decisão, o desembargador ressaltou que, diante da gravidade do crime, a manutenção da prisão é a garantia de que crimes semelhantes não vão ocorrer. Ele reforçou que a liberdade dos PMs põe em risco o andamento do processo. O Ministério Público (MP) do Amapá ofertou denúncia sobre esse caso, que foi aceita pelo juiz da 1ª Vara do Tribunal do Júri na terça-feira (17). Eles são réus pelos crimes de homicídio duplamente qualificado, fraude processual e abuso de autoridade. Ação policial Ação aconteceu no dia 22 de março, em uma área de ponte no bairro Congós Carlos Alberto Jr/G1 A ocorrência aconteceu no dia 22 de março, na Rua Carlos Drummond de Andrade, no bairro Congós, em uma área de periferia, sobre uma região alagada. A polícia chegou no local após receber denúncia anônima de que William estava com uma arma de fogo na área de ponte. A corporação informou, no dia da morte do suspeito, que os militares entraram na residência, por volta das 7h, para procurar a arma, quando ele teria feito o movimento que causou a reação militar, que atingiu o peito do suspeito. A PM afirma que William era suspeito de diversos roubos na região. Um vídeo mostra o suspeito ainda vivo, sendo levado para dentro da casa onde ocorreu a morte. Em outro vídeo, um dos policiais envolvidos na ação aparece manuseando uma arma, no momento que seria após a morte do suspeito. A Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Amapá (OAB-AP) pediu ao MP que solicitasse a prisão preventiva do grupo, devido à suposta violação de direitos humanos. A informação foi contestada pela defesa dos policiais militares. A PM informou na época do crime que iria abrir inquérito interno para apurar a situação. Uma manifestação na capital pediu a liberdade dos militares. Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    Ijoma comemora oito anos de serviços em Macapá com ação social e corrida

    Ijoma comemora oito anos de serviços em Macapá com ação social e corrida


    Instituição sem fins lucrativos trabalha com prevenção e acompanhamento do tratamento de câncer no Amapá. Programação foi realizada neste sábado (21). Instituto do Câncer Joel Magalhães (Ijoma) celebrou oito anos em Macapá neste sábado...


    Instituição sem fins lucrativos trabalha com prevenção e acompanhamento do tratamento de câncer no Amapá. Programação foi realizada neste sábado (21). Instituto do Câncer Joel Magalhães (Ijoma) celebrou oito anos em Macapá neste sábado (21) Raphael Jucá/Ijoma Para comemorar os oito anos de trabalhos, o Instituto do Câncer Joel Magalhães (Ijoma) promoveu neste sábado (21), em Macapá, uma programação que teve uma corrida de rua, com direito a premiações, e uma ação social, que ofertou serviços gratuitos de saúde e cidadania na Zona Oeste da capital. O evento iniciou às 5h e ocorreu até 13h, na sede do Ijoma, localizado no bairro Alvorada. Segundo a organização, a corrida contou com mais de 700 corredores, entre atletas inscritos e amadores, conhecidos como “pipoqueiros”, e 500 pessoas na ação social. Serviços de saúde foram ofertados gratuitamente durante a ação Jorge Abreu/G1 Entre os serviços de saúde ofertados estavam consultas com clínico geral, nutricionista, psicólogo, ginecologista, além de coleta de PCCU, massoterapia, entre outros. Já na área da cidadania, a ação ofertou emissão de documentos e atendimento jurídico. Para o presidente do Ijoma, Paulo Roberto Matias, a data é sinônimo de vitória diante das lutas que o grupo de voluntários tem realizado para manter as atividades. Ele destaca a crise financeira instaurada no Brasil que atingiu também o trabalho de ONGs. “Todas as organizações no país passam por dificuldades financeiras e dependem do Estado, mas nós estamos realizando nossos projetos sem buscar o apoio do poder público. Isso foi uma escolha nossa, em fazer parceria com sociedade”, disse Matias. Emissão de documentos foi uma das opções mais procuradas pela população Jorge Abreu/G1 Matias destaca a inauguração do laboratório de análises clínicas, no dia 7 de abril. De acordo com o gestor, a prevenção do câncer é tão importante quanto o tratamento. Ele reforça que a doença silenciosa, em muitos casos, é descoberta em um estágio avançado, o que diminui as chances de cura. “O ponto alto de 2018 foi a inauguração do nosso laboratório de análises clínicas. Esse espaço vem para nos ajudar a trabalhar a questão da prevenção, a saúde básica”, explicou o presidente do instituto. A dona de casa Nazaré das Graças, de 66 anos, buscou os serviços de saúde ofertados neste sábado. Após os atendimentos, a mulher contou que não conhecia o trabalho do Ijoma e, satisfeita, vai procurar outras vezes ações e serviços ofertados pela instituição. “Vim atrás de atendimento de clínico geral e ginecologista. Achei essa ação ótima. Fiquei sabendo disso conversando em uma parada de ônibus e vim conhecer o trabalho. Acabei me dando muito bem”, comemorou a mulher. Programação contou também com uma corrida de rua com cerca de 700 participantes Raphael Jucá/Ijoma Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    Suspeito de homicídio em Macapá é preso cinco meses após o crime e nega autoria

    Suspeito de homicídio em Macapá é preso cinco meses após o crime e nega autoria


    Ele também é apontado como autor de tentativa de homicídio na mesma noite, em novembro de 2017. Jovem se apresentou neste sábado (21) à polícia, após pedido de prisão preventiva. Ronaldo Coelho, delegado da Homicídios, pediu prisão...


    Ele também é apontado como autor de tentativa de homicídio na mesma noite, em novembro de 2017. Jovem se apresentou neste sábado (21) à polícia, após pedido de prisão preventiva. Ronaldo Coelho, delegado da Homicídios, pediu prisão preventiva de Ricardo Macedo Fabiana Figueiredo/G1 A Polícia Civil do Amapá prendeu um jovem de 22 anos na manhã deste sábado (21). Ele é apontado como o autor de um homicídio e uma tentativa de homicídio, crimes ocorridos em novembro de 2017, na Zona Norte de Macapá. Ricardo Macedo, que não quis gravar entrevista, negou a autoria dos crimes. As vítimas, Clemildo Souza Costa, de 33 anos, e o cunhado dele, teriam sido atacados pelo jovem. As investigações da polícia indicam que Macedo ameaçou Clemildo de morte, devido os dois terem um desentendimento na época. O suspeito teria, então, agredido o cunhado a pauladas. Os golpes quebraram um braço dele. Depois, Macedo teria procurado Clemildo na casa da vítima, onde ocorreu o homicídio, no bairro Ipê, e teria efetuado os tiros e facadas. Macedo teria fugido do local com apoio de um grupo que estava em um carro vermelho. “Ricardo, por alguma coisa que ele não quis revelar, tinha um uma rixa com a vítima. Inclusive ameaçou ela na frente de todo mundo, que ia matar ele e que ele sabia o motivo. […] Dizem que quem entrou na casa foi só ele [Ricardo], que matou a vítima a tiros e facadas. E os outros ocupantes do carro vermelho ficaram apenas fazendo a contenção”, descreveu o titular da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Pessoa (Decipe), delegado Ronaldo Coelho. De acordo com a polícia, além de negar o crime, o jovem nega que conhecia Clemildo e que tinha desentendimento com ele. “Nós não conseguimos identificar quem estava no carro. A esperança era que, ele preso revelasse quem eram essas pessoas, mas ele não quer falar. O juiz decretou a prisão porque desde o dia do crime, ele sumiu. Meses depois ele se apresentou para negar, para dizer que ele não estava lá, que é mentira de todas essas pessoas. Nega tudo. Mas tem um vivo, que foi vítima dele, que reconheceu, e verbalizou com ele, e viu ele sair do local do crime”, contou o delegado. Macedo já teria se envolvido em uma tentativa de homicídio, quando ainda era menor de idade. O suspeito se apresentou na manhã deste sábado à polícia, que já havia solicitado a prisão preventiva dele. O jovem foi levado para a Polícia Técnico-Científica (Politec) para, em seguida, ser apresentado ao Instituto de Administração Penitenciária (Iapen). Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    Mutirão realiza limpeza e manutenção de cemitérios em Macapá para o Dia das Mães

    Mutirão realiza limpeza e manutenção de cemitérios em Macapá para o Dia das Mães


    Trabalho é realizado para receber quem vai visitar os túmulos. Neste sábado (21), ação foi concentrada no cemitério São José, na Zona Sul da capital. Serviços serão realizados nos cemitérios até o dia 11 de maio Divulgação/PMM Com a...


    Trabalho é realizado para receber quem vai visitar os túmulos. Neste sábado (21), ação foi concentrada no cemitério São José, na Zona Sul da capital. Serviços serão realizados nos cemitérios até o dia 11 de maio Divulgação/PMM Com a proximidade do Dia das Mães, celebrado no segundo domingo de maio, no dia 13, o fluxo de pessoas aumenta nos três cemitérios de Macapá. Por causa disso, um trabalho de manutenção está sendo realizado para receber quem vai visitar os túmulos. Neste sábado (21), a ação foi concentrada no cemitério São José, no bairro Buritizal, na Zona Sul. Segundo o titular da Secretaria Municipal de Manutenção Urbanística (Semur), Augusto Almeida, os trabalhos seguem até o dia 11 de maio, para que os locais estejam prontos para receber as visitações. Os serviços incluem capina manual, roçagem motorizada e retirada de entulhos. Trabalhos incluem capinagem manual, roçagem motorizada e retirada de entulhos Divulgação/PMM “A responsabilidade de limpeza como capina e lavagem das sepulturas é dos familiares daquele ente. A prefeitura tem a obrigação de limpar as vias e recolher o lixo. Tudo para que os vistantes tenham um ambiente limpo e organizado no domingo de Dia das Mães, que costuma ter muito fluxo de pessoas”, destacou. O secretário enfatiza que até o dia 11 de maio é permitido para as famílias a realização de construções nas sepulturas. Após isso, somente a velação e limpeza nos locais deverá ser feita até o dia 13. Para acelerar os trabalhos, o Departamento Administrativo de Logradouros e Cemitérios informou que o município recebeu ajuda de 20 soldados do Exército Brasileiro. Mais de 50 pessoas estão distribuídas na limpeza dos cemitérios. Juntos, os cemitérios São José, Nossa Senhora da Conceição, localizado no Centro, e São Francisco, na Zona Norte, somam 42 mil lotes. Desses, a metade fica no São José. A Semur informou que vai colocar duas pessoas das equipes de limpeza em cada quadra dos cemitérios para recolher o lixo deixado pelos visitantes, como caixas de velas, copos, garrafas plásticas e outros, tanto no dia 12 quanto no dia 13. Construções só serão permitidas nos cemitérios até o dia 11 de maio Divulgação/PMM Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    Suspeito de envolvimento na morte de policial civil é morto em troca de tiros no AP

    Suspeito de envolvimento na morte de policial civil é morto em troca de tiros no AP


    Alexssandro Lobato Leão trocou tiros com policiais no residencial São José, em Macapá, na madrugada deste sábado (21). Ele teria articulado assalto que deixou morto o policial Asplênio. Alexssandro Lobato Leão, morto neste sábado (21), é...


    Alexssandro Lobato Leão trocou tiros com policiais no residencial São José, em Macapá, na madrugada deste sábado (21). Ele teria articulado assalto que deixou morto o policial Asplênio. Alexssandro Lobato Leão, morto neste sábado (21), é apontado como envolvido no assassinato de policial civil, em Macapá Polícia Civil/Divulgação Um jovem de 25 anos, suspeito de envolvimento na morte do policial civil Asplênio da Costa Ribeiro, ocorrida na terça-feira (17) em Macapá, morreu após uma troca de tiros com a Polícia Militar (PM) do Amapá, na madrugada deste sábado (21). Alexssandro Lobato Leão foi apontado como um dos mandantes do crime, em depoimentos dos outros quatro suspeitos, que estão presos. O tiroteio desta madrugada ocorreu no bloco 2 do residencial São José, localizado no bairro Congós, na Zona Sul da capital. Conforme o registro da PM, uma equipe do Batalhão de Operações Especiais (Bope) foi ao local para realizar a prisão do suspeito e foi surpreendida por disparos feitos pelo mesmo. Jovem suspeito de homicídio estava com colete e revólver ao ser abordado Divulgação/Polícia Militar Os policiais revidaram e atingiram Alexssandro com dois tiros. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local, segundo o Bope. A polícia apreendeu com ele um revólver e um colete à prova de balas. O tenente Hercules Lucena, Bope, informou que ele já foi preso outras vezes, por envolvimento em homicídios, tráfico de drogas e porte ilegal de armas. “Inclusive ele já foi preso nos estados do Amazonas e Pará e foi encaminhado para cá. Ele tem envolvimento em, pelo menos, outros três homicídios”, destacou. O corpo do jovem foi removido pela Polícia Técnico-Científica (Politec). Segundo o delegado Ronaldo Coelho, Alexssandro Leão seria o quinto envolvido na morte de Asplênio Jéssica Alves/G1 Um dos homicídios aconteceu em 2016, de acordo com o delegado Ronaldo Coelho, titular da Delegacia de Crimes Contra a Pessoa (Decipe). Ele é apontado como autor da morte de Janderson Brito Machado, e tentativa de homicídio de outra pessoa. Ele chegou a ser preso temporariamente, mas foi liberado. “Ele ainda aguardava julgamento por esses crimes. Os quatro presos dessa semana citaram ele como sendo um dos integrantes, que ele estaria no carro, armado. Fazendo uma análise deste caso de 2016, foi revelado que ele é articulador de grupos que cometem assaltos em Macapá. Provavelmente ele era um dos articuladores dessa quadrilha. Agora se ele foi morto, não vamos ter certeza da real participação dele”, disse o delegado. Morte de policial Asplênio da Costa Ribeiro era policial civil do Amapá Redes Sociais/Divulgação A morte de Asplênio ocorreu na noite de terça-feira (17), em um estabelecimento comercial na Zona Sul de Macapá. Ele estava em frente ao local, quando dois homens armados chegaram e anunciaram o assalto. O policial reagiu e tentou tirar a arma de um dos criminosos. Imagens gravadas por uma das câmeras de segurança mostram o momento em que um carro branco se aproxima pela rua ao lado do comércio. Os dois assaltantes saem e andam em direção ao comércio. O carro fica dando apoio esperando por eles. Pouco tempo depois os dois voltam correndo, entram no veículo, que foge em seguida. Asplênio levou tiros no tórax e no abdômen. Outro policial civil que estava próximo o socorreu e o levou para o Hospital de Emergência, mas ele não resistiu e morreu logo após dar entrada na unidade. O último jovem que se entregou à polícia, na madrugada de quinta-feira (19), disse ser o autor dos disparos que atingiram a vítima. Com a prisão do suspeito dos tiros, a Polícia Civil diz que já tem o detalhamento de como o fato ocorreu. Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    Comércio e indústria puxam queda de empregos formais em março no Amapá

    Comércio e indústria puxam queda de empregos formais em março no Amapá


    Os dois setores, ao lado da construção civil, demitiram 182 trabalhadores no mês passado. Março acumula redução na oferta de empregos pelo 5º ano consecutivo, aponta Caged. Após dois meses de alta, empregos com carteira caíram Marcelo...


    Os dois setores, ao lado da construção civil, demitiram 182 trabalhadores no mês passado. Março acumula redução na oferta de empregos pelo 5º ano consecutivo, aponta Caged. Após dois meses de alta, empregos com carteira caíram Marcelo Loureiro/Governo do Amapá O terceiro mês do ano fechou com mais demissões que contratações com carteira assinada no Amapá. Números divulgados na sexta-feira (20) pelo Ministério do Trabalho (MTE) mostram a redução de 182 postos formais provocados por três setores: indústria de transformação, comércio e construção civil. As informações são de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), que registrou a queda em março após janeiro e fevereiro em alta. Além dos setores em baixa no terceiro mês do ano, apenas a área de serviços teve aumento significativo nas contratações. Confira a evolução em março: Serviços: +67 Serviços industriais de utilidade pública: +39 Extrativa mineral: +5 Agropecuária: +3 Administração pública: 0 Construção civil: -31 Comércio: -55 Indústria de transformação: -210 O saldo negativo de menos 182 vagas no mês passado é resultado de 1.431 admissões diante de 1.613 desligamentos nas empresas do estado. Apesar da baixa no primeiro trimestre, o Amapá gerou mais empregos que perdeu, com 280 admissões, puxado pela construção civil e serviços. Detalhando o setor, de indústria de transformação, que teve o pior desemprenho em março, a maior parte das demissões ocorreu nas áreas de "indústria da madeira e do mobiliário", "indústria de minerais não metálicos" e "indústria de bebidas, produtos alimentícios e álcool etílico". Municípios O Caged também divulgou o saldo de vagas nas três maiores cidades do Amapá, todas fecharam com mais demissões do que admissões. Macapá perdeu 124 postos, Santana ficou com menos 55 vagas e Laranjal do Jari encerrou março reduzindo nove trabalhadores. Salário médio de admissão O Ministério do Trabalho também informou que o salário médio de admissão foi de R$ 1.496,58 em março. Em termos reais (após a correção pela inflação), houve alta de 1,07%, ou R$ 15,78, no salário de admissão na comparação com fevereiro deste ano. Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    Detran realiza 2º leilão no ano e pretende ofertar 200 veículos seminovos em Macapá

    Detran realiza 2º leilão no ano e pretende ofertar 200 veículos seminovos em Macapá


    Prioridade do próximo certame, previsto para o mês de junho, será a oferta de carros. Proprietários começam a ser notificados sobre a possível perda do patrimônio. Pátio do Detran é ocupado atualmente por cerca de 5 mil veículos Jorge...


    Prioridade do próximo certame, previsto para o mês de junho, será a oferta de carros. Proprietários começam a ser notificados sobre a possível perda do patrimônio. Pátio do Detran é ocupado atualmente por cerca de 5 mil veículos Jorge Abreu/G1 O Departamento Estadual de Trânsito do Amapá (Detran-AP) iniciou um novo processo para a realização do 2º leilão de carros e motos em 2018. Segundo o órgão, a próxima edição pretende ofertar 200 veículos seminovos e pode ocorrer a partir de junho, mas ainda sem local definido. O diretor-presidente do Detran-AP, Inácio Maciel, comentou que a prioridade desta vez será na venda de carros. O gestor lembra que o leilão anterior ofertou 333 veículos, em Macapá, sendo mais de 80% de motos. Ainda segundo Maciel, os veículos apreendidos passam por avaliações e os que estiverem em melhor estado serão selecionados a participar do certame. Os proprietários já começaram a ser notificados pelo Detran para poderem se regularizar e, assim, recuperar o patrimônio. “A partir de 60 dias apreendido, o bem já pode ser leiloado. Fazemos nossa notificação ao proprietário, informando que o veículo está dentro do prazo e passível de ser leiloado. Essa é a oportunidade da pessoa para se regularizar e não perder o carro ou a moto”, disse. O departamento reúne, atualmente, cerca de 5 mil veículos que foram apreendidas em blitzen por diversas infrações. Toda arrecadação do leilão é para o pagamento de inadimplências deixadas pelo proprietário e o restante é devolvido ao mesmo, conforme protocolo. Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    MP Eleitoral registra seis manifestações por propaganda antecipada no Amapá

    MP Eleitoral registra seis manifestações por propaganda antecipada no Amapá


    Prática é proibida e pode configurar em irregularidade eleitoral e improbidade administrativa. Campanha eleitoral é permitida a partir de 16 de agosto. Denúncias podem ser feitas na sede do Ministério Público Federal no Amapá Rita...


    Prática é proibida e pode configurar em irregularidade eleitoral e improbidade administrativa. Campanha eleitoral é permitida a partir de 16 de agosto. Denúncias podem ser feitas na sede do Ministério Público Federal no Amapá Rita Torrinha/G1 O Ministério Público Eleitoral (MP Eleitoral) registrou seis manifestações por propaganda eleitoral antecipada no Amapá, em 2018. Os casos foram identificados em mídias veiculadas em programas de rádio, internet, outdoors e transportes coletivos. A prática é proibida e pode configurar em irregularidade eleitoral e improbidade administrativa, segundo o órgão. Os casos identificados pelo MP Eleitoral foram feitos por pré-candidatos que demonstraram o uso de mídias pagas para enaltecer a própria imagem, por meio da divulgação de emendas parlamentares e outros projetos. Segundo a procuradora Nathália Mariel, tanto nos outdoors, quanto na publicidade em ônibus e internet, fica evidente o destaque dado à imagem pessoal dos pré-candidatos, deixando em segundo plano a informação institucional. Essa prática vai contra os princípios da Constituição Federal. Ela destaca que o uso de veículos de transporte coletivo como mídia para pré-candidato é vedado tanto por ser pago, proibido no período de pré-campanha, quanto pela veiculação em bem de uso comum, que é ilegal, inclusive durante a campanha eleitoral regular. Já em relação ao outdoor, tradicional ou eletrônico, segue a mesma regra e também é proibido por configurar abuso de poder econômico. Nathalia Mariel, procuradora no MP Eleitoral no Amapá Jéssica Alves/G1 “Esse tipo de propraganda é probida porque não divulga as atividades feitas de forma educativa, mas estampam a imagem e vinculam o projeto a nomes, de maneira muito visual. Com isso os envolvidos receberam as manifestações que, além de irregularidade eleitoral, representam casos de improbidade administrativa”, destacou a procuradora. Conforme o art. 59 da Lei Federal nº 8.713/93, a realização de propaganda antes do prazo previsto sujeita o responsável e o beneficiário, independente de ser candidato nato ou não, ao pagamento de multa. Ainda de acordo com a lei, entende-se como propaganda eleitoral antecipada qualquer manifestação que, previamente aos três meses anteriores ao pleito leve ao conhecimento geral, a candidatura. A partir do dia 16 de agosto os candidatos podem realizar a divulgação de campanha eleitoral e o prazo se estende até a véspera do primeiro tuno nas Eleições 2018. No site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) no Amapá, os candidatos podem ter acesso às práticas que são permitidas e as que são proibidas. As ações de combate a irregularidades e propaganda antecipada estão sendo intensifacadas, segundo o MPF. O órgão informa que a população pode realizar denúncias por meio do site da instiuição, aplicativo em smartphones ou na sede localizada no bairro Laguinho, na Zona Central de Macapá. Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    Quatro sucatarias são notificadas por despejo irregular em via pública de Macapá

    Quatro sucatarias são notificadas por despejo irregular em via pública de Macapá


    Responsáveis receberam o prazo de 48 horas para fazerem a remoção dos materiais. Prefeitura realiza o mapeamento em outros pontos na capital. Sucatas foram encontradas ao longo da 'Rodovia do Curiaú', na Zona Norte de Macapá Cássia...


    Responsáveis receberam o prazo de 48 horas para fazerem a remoção dos materiais. Prefeitura realiza o mapeamento em outros pontos na capital. Sucatas foram encontradas ao longo da 'Rodovia do Curiaú', na Zona Norte de Macapá Cássia Lima/Semur Carcaças de carros, caminhões, ônibus e até de trio elétrico foram encontradas por equipes de fiscalização da Secretaria Municipal de Manutenção Urbanística (Semur) ao longo da Rodovia AP-070, também conhecida como “Rodovia do Curiaú, situada na Zona Norte de Macapá. Diante disso, quatro sucatarias foram notificadas na quinta-feira (19) e receberam o prazo de 48 horas para fazerem a remoção dos materiais. Caso a determinação não seja cumprida, os responsáveis já identificados poderão receber multa no valor de até R$ 2 mil. De acordo com o titular da Semur, Augusto Almeida, toda sucata tem destinação específica. Ele ressalta que o cidadão pode procurar a secretaria para receber orientações, pois alguns materiais podem ser encaminhados para reciclagem, enquanto outros devem ser incinerados ou aterrados. “Os materiais considerados sucatas são aquelas estruturas metálicas dos veículos, sem os motores, os famosos ‘depenados’, que não servem mais para nada. Só que esses materiais representam risco à saúde, por acumularem água parada e também por chamarem a atenção de crianças”, disse. Carcaças devem ser removidas em um prazo de R$ 48 mil Cássia Lima/Semur Almeida destaca que a população deve colaborar com denúncias sobre o despejo irregular tanto de sucata como de lixo, através do número (96) 99147-1050. “Além dessa frente com as sucatas, nós continuamos com o trabalha contra as águas servidas e lixeiras viciadas. O apoio da população é fundamental para que a nossa cidade fique cada vez mais limpa”, finalizou o secretário. Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    Justiça nega liberdade a cunhados presos com 13 quilos de crack dentro de barco

    Justiça nega liberdade a cunhados presos com 13 quilos de crack dentro de barco


    Pedido da defesa foi indeferido pelo desembargador Carmo Antônio. Processo tramita na 1ª Vara Criminal de Santana. Dupla segue presa no Iapen, em Macapá. Homens foram presos no dia 30 de março em Santana, no Amapá Jéssica Alves/G1 O...


    Pedido da defesa foi indeferido pelo desembargador Carmo Antônio. Processo tramita na 1ª Vara Criminal de Santana. Dupla segue presa no Iapen, em Macapá. Homens foram presos no dia 30 de março em Santana, no Amapá Jéssica Alves/G1 O desembargador do Amapá, Carmo Antônio, manteve a prisão de dois cunhados acusados de tráfico de drogas. Os homens foram presos em flagrante no dia 30 de março, no porto de Santana, a 17 quilômetros de Macapá, com 13 quilos de crack. A droga estava em uma embarcação no porto do município e, de acordo com as investigações, veio de Santarém. A cidade paraense é rota do tráfico que tem como origem a Bolívia, segundo investigações policiais. A defesa pediu a soltura, alegando que os dois têm bons antecedentes criminais, residência fixa e ocupação lícita. Na decisão publicada na quinta-feira (19), desembargador considerou que o crime foi grave, e ressaltou que um dos acusados já foi condenado por tráfico de drogas. Portanto, é reincidente. O processo tramita na 1ª Vara Criminal de Santana. O delegado Sidney Leite, titular da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE), responsável pela apreensão, disse à época que a dupla já estava sendo investigada pela polícia, por suspeita de tráfico. O flagrante ocorreu quando um deles chegou no porto na embarcação que saiu da cidade de Santarém, e entregaria a droga para o cunhado. De acordo com o delegado, cerca de 26 mil papelotes de crack ou mais poderiam ser produzidos com os 13 quilos da substância apreendidos. Os homens seguem em reclusão no Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen). Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    Campanha contra vírus Influenza pretende imunizar 10 mil pessoas em Santana, no AP

    Campanha contra vírus Influenza pretende imunizar 10 mil pessoas em Santana, no AP


    Calendário inicia na segunda-feira (23) e se estende até 1º de junho nas Unidades Básicas de Saúde e policlínicas. Dose da vacina trivalente combate vírus da gripe como o H1N1 e o H3N2. Crianças de 6 meses a 4 anos, gestantes, trabalhadores da...


    Calendário inicia na segunda-feira (23) e se estende até 1º de junho nas Unidades Básicas de Saúde e policlínicas. Dose da vacina trivalente combate vírus da gripe como o H1N1 e o H3N2. Crianças de 6 meses a 4 anos, gestantes, trabalhadores da saúde, entre outros grupos, serão priorizados Carlos Alberto Jr/G1 A prefeitura de Santana, município distante 17 quilômetros de Macapá, pretende imunizar cerca de 10 mil pessoas durante a campanha de vacinação Contra o Vírus da Influenza, que inicia no dia 23 de abril. De acordo com o calendário, serão priorizados no atendimento idosos, crianças de 6 meses a 4 anos, gestantes, trabalhadores da saúde, indígenas, professores e agentes penitenciários. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a imunização ocorrerá em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e policlínicas de Santana. A campanha ocorrerá até o dia 1º de junho, informou a pasta. “Nosso foco segue o calendário de vacinação nacional e possivelmente iremos levar as doses para instituições de ensino. Se todo o público-alvo for atendido e sobrarem doses, elas serão distribuídas para a população”, disse o secretário Rosivano Albuquerque. A dose da vacina trivalente combate os vírus da gripe como o H1N1 e o H3N2. O estado do Amapá recebeu 178 mil doses para serem distribuídas aos 16 municípios. De acordo com a Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS), responsável pela distribuição, o estado foi o primeiro da federação a receber a remessa. Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    União reconhece situação de emergência em municípios do AP devido a ‘terras caídas’

    União reconhece situação de emergência em municípios do AP devido a ‘terras caídas’


    Executivo estadual decretou condição para Macapá e Itaubal em fevereiro. Defesa Civil finaliza plano para solicitar recursos e auxílios federais para população. Fenômeno das 'terras caídas' atinge o arquipélago do Bailique John Pacheco/G1 A...


    Executivo estadual decretou condição para Macapá e Itaubal em fevereiro. Defesa Civil finaliza plano para solicitar recursos e auxílios federais para população. Fenômeno das 'terras caídas' atinge o arquipélago do Bailique John Pacheco/G1 A situação de emergência causada pela erosão que atinge o Arquipélago do Bailique, a 180 quilômetros de Macapá, e o município de Itaubal, foi reconhecida nesta sexta-feira (20) pelo Ministério da Integração Nacional. Com isso, o Executivo vai poder solicitar recursos federais para auxiliar as famílias atingidas pelo fenômeno conhecido como “terras caídas”. O comandante da Defesa Civil Estadual, coronel Wagner Coelho, informou que o órgão finaliza o plano de auxílio e planeja enviá-lo ao Governo Federal até terça-feira (24), para poder receber recursos para as regiões atingidas. Moradores do Arquipélago do Bailique (AP) enfrentam o avanço da erosão “Pode vir em forma de recurso financeiro ou materiais, e a ajuda humanitária, com colchão, água, cesta básica. Nosso foco vai ser principalmente para o restabelecimento principalmente das edificações”, falou o coronel. 'Durmo e acordo com medo', diz ribeirinha sobre perder casa pela erosão no Bailique Veja fotos do avanço das 'terras caídas' no Bailique Após a análise técnica, o órgão federal define o valor do recurso a ser disponibilizado para ações de socorro, assistência, restabelecimento de serviços essenciais e recuperação de áreas danificadas pelo desastre natural, como por exemplo as casas de moradores, empreendimentos, pontes e escolas. Mais de 150 prédios já foram atingidos pelo fenômeno em 2018 Divulgação/Defesa Civil O reconhecimento via Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil aconteceu quase dois meses após o Governo do Estado do Amapá (GEA) decretar a situação de emergência nas duas cidades. Um levantamento realizado pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) aponta que quatro escolas, um posto de saúde, um posto da Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa), 84 postes de energia, 1,5 mil metros de passarelas e 85 metros de pontes foram atingidos, com destruição total ou parcial. O comandante informou que a última visita do órgão às comunidades foi em março. A ação foi feita para ouvir os moradores e contabilizar os danos causados pela erosão, cujos dados compõem o plano a ser enviado à União. Uma das escolas que tiveram que ser desapropriadas devido aos riscos de erosão John Pacheco/G1 Pelo menos 13 comunidades no Bailique sofrem com o fenômeno, e mais de 150 casas já desabaram. Em 6 comunidades visitadas, já foram contabilizadas 1.926 vítimas, de 427 famílias. E, segundo Coelho, os números não param de crescer. Em Itaubal, são 7 famílias atingidas, totalizando 29 pessoas. “Constatamos que a cesta, a água é bem-vinda, mas o que eles elencaram que é necessidade acima de tudo é realmente madeira ou então recurso para ajudar a reconstruir a casa em outro local. Por isso nós estamos buscando produzir toda a documentação necessária com ajuda humanitária e com edificação”, certificou o comandante. 'Terras caídas' afeta fornecimento de energia às comunidades do Bailique, em Macapá John Pacheco/G1 Ainda de acordo com o governo, pesquisadores realizaram projeções com dados da Base Cartográfica do Amapá, levantados pelo Exército Brasileiro, que indicaram avanço de 10 metros, por ano, na margem do rio Amazonas que circunda o Bailique. O avanço da maré, representa, segundo estudos, a diminuição das regiões apropriadas para moradia. As localidades mais prejudicadas são Itamatatuba, São Pedro, Vila Macedônia, Vila Progresso, Boa Esperança e Franco Grande. Nos últimos anos, o distrito de Bailique vem sofrendo com o fenômeno, em que a força do rio provoca a erosão de áreas ribeirinhas. Esta é a terceira vez que o local tem decretada situação de emergência. As outras duas condições aconteceram em março de 2015 e fevereiro de 2017. Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    Show 'Deu Jazz', da cantora Ariel Moura, tem releitura de sucessos em Macapá

    Show 'Deu Jazz', da cantora Ariel Moura, tem releitura de sucessos em Macapá


    Cantora amapaense mostra novos arranjos para canções de Amy Winehouse, Maria Rita e Esperanza Spalding. Apresentação será no dia 4 de maio, em um restaurante na orla de Macapá. Ariel Moura faz show inédito no dia 4 de maio, na orla de...


    Cantora amapaense mostra novos arranjos para canções de Amy Winehouse, Maria Rita e Esperanza Spalding. Apresentação será no dia 4 de maio, em um restaurante na orla de Macapá. Ariel Moura faz show inédito no dia 4 de maio, na orla de Macapá Ariel Moura/Divulgação Com um repertório eclético e fazendo uma homenagem a grandes cantores da música brasileira e mundial, Ariel Moura apresenta pela primeira vez o show "Deu Jazz". A apresentação será no dia 4 de maio, em um restaurante na orla de Macapá, a partir das 22h. De acordo com a cantora, a apresentação terá releituras de grandes sucessos de cantoras como Amy Winehouse, Maria Rita e Esperanza Spalding. O repertório será, na maioria, formado por obras femininas e transita entre o jazz, a MPB e música regional. A cantora explica que essa mistura representa as suas principais influências nos primeiros passos para a música. O show "Deu Jazz" também está marcado para ser apresentado em Caiena, na Guiana Francesa. "Esse show não vai ser realizado só em Macapá, na verdade, esse hoje é realidade porque vou fazer uma viagem à Caiena e estou em articulando essa mesma apresentação em outros lugares", contou. Mesmo com um repertório eclético, a apresentação de cerca de uma hora e meia terá um formato de uma banda “jazzística”, formado pelos músicos Hian Moreira (bateria), Alan Gomes (baixo elétrico e acústico) e Jeffrei Redig (teclado). Serviço Show "Deu Jazz", de Ariel Moura Data: 4 de maio (sexta-feira) Hora: 22h Local: Restaurante Norte das Águas (complexo do Araxá) Mesas: R$ 60 (quatro pessoas) Reservas e informações: (96) 98140-4980 / 98109-5560 / 99149-7245 Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    Sete mil amapaenses ainda não sacaram abono salarial a dois meses do fim do prazo

    Sete mil amapaenses ainda não sacaram abono salarial a dois meses do fim do prazo


    Benefício referente ao ano base 2016 pode ser retirado até 29 de junho. Trabalhadores que atuaram com carteira assinada recebendo ate dois salários mínimos estão entre os aptos. Trabalhadores de empresas privadas sacam valores em agências da...


    Benefício referente ao ano base 2016 pode ser retirado até 29 de junho. Trabalhadores que atuaram com carteira assinada recebendo ate dois salários mínimos estão entre os aptos. Trabalhadores de empresas privadas sacam valores em agências da Caixa Fabiana Figueiredo/G1 Cerca de R$ 5,5 milhões esperaram pouco mais de sete mil amapaenses aptos que ainda não sacaram os valores referentes ao abono salarial. O benefício que pode ser sacado até 29 de junho de 2018 é destinado a quem trabalhou com carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2016 recebendo até dois salários mínimos por mês. Os valores estão sendo pagos desde o 2º semestre do ano passado atendendo a cronograma que encerrou em março. Desde então, todos os trabalhadores que poderiam receber e não fizeram a retirada podem sacar. Ao todo, 49,7 mil cidadãos estavam aptos a receber o abono. Trabalhadores da iniciativa privada sacam os valores do Programa de Integração Social (PIS) na Caixa Econômica Federal. No caso dos servidores públicos, o pagamento é feito pelo Banco do Brasil, através do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep). O valor do benefício varia de R$ 80 a R$ 954, dependendo do tempo em que a pessoa trabalhou formalmente em 2016. Por exemplo, se o período trabalhado foi de 12 meses, vai receber o valor integral do benefício, que é de um salário mínimo (R$ 954). Se trabalhou um mês, vai receber o equivalente a 1/12 do salário (R$ 79,50), e assim sucessivamente. "Desde março, o calendário está aberto para as pessoas que nasceram em todos os meses do ano e as agências da Caixa, lotéricas, estão disponíveis para fazer o pagamento. Para quem ainda tem dúvida pode ligar no 0800-726-0207 e com o número do PIS consegue fazer a consulta para saber se tem o valor disponivel", detalhou Ederson Negri, superintendente da Caixa no Amapá. Os servidores públicos que têm direito ao Pasep precisam verificar se houve depósito em conta. Caso isso não tenha ocorrido, precisam procurar uma agência do Banco do Brasil e apresentar um documento de identificação. Mais informações sobre o Pasep podem ser obtidas pelo telefone 0800-729-00-01, do Banco do Brasil. Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    ‘É a minha vida’, diz professora nos 73 anos da Biblioteca Pública do Amapá

    ‘É a minha vida’, diz professora nos 73 anos da Biblioteca Pública do Amapá


    Terezinha Pantoja é uma das funcionárias mais antigas. Aniversário comemorado nesta sexta-feira (20) teve bolo, reconhecimento a personalidades amigas da instituição e atrações culturais. Professora Terezinha Pantoja trabalha há quase 30 anos...


    Terezinha Pantoja é uma das funcionárias mais antigas. Aniversário comemorado nesta sexta-feira (20) teve bolo, reconhecimento a personalidades amigas da instituição e atrações culturais. Professora Terezinha Pantoja trabalha há quase 30 anos na Blioteca Pública Estadual Elcy Lacerda, no Amapá Rita Torrinha/G1 Nesta sexta-feira (20) a Biblioteca Pública Estadual Elcy Lacerda, no Centro de Macapá, completa 73 anos de fundação. Para uma das funcionárias mais antigas, a professora Terezinha Pantoja, de 71 anos, há quase 30 atuando no local, o espaço representa uma segunda casa. “Esse espaço é a minha vida. Não me vejo longe daqui. Eu não tiro férias, nem licença especial, só falto quando adoeço mesmo. Eu sinto como se fosse a minha casa”, contou. Terezinha passou por muitas salas temáticas, antes de se fixar na infantil. Lá, ela diz contar histórias, ajudar crianças a lerem, brincar e estar perto de grandes nomes da literatura brasileira. Mas na sala dela, tratar o livro com cuidado é ordem, embora ela diga que tenha se desapegado um pouco mais. “Houve um tempo em que eu brigava por um livro que sumia. Aí uma amiga bibliotecária dizia pra mim ‘Terezinha, ponha a mão para o céu e agradeça porque tem alguém que está querendo ler, minha irmã. Deixa levarem’. Aí eu comecei a me desapegar dos livros, mas eu ficava doente. Uma vez sumiu uma coleção do Monteiro Lobato, e parece que morreu alguém da minha família”, lembrou. Bolo de aniversário não faltou na comemoração Rita Torrinha/G1 Para comemorar a data, a direção da instituição organizou uma programação com apresentações de dança, música, contação de histórias e homenagens a pessoas que, de alguma forma, ajudam no funcionamento do espaço. Os festejos iniciaram às 15h e terminam às 19h. O diretor José Pastana, conta que, ao longo dos anos, foi necessário reinventar estratégias para conseguir atrair o público. Isso por conta da baixa procura aos livros, em razão do surgimento cada vez mais presente das tecnologias. “Tivemos que mudar o conceito nos reinventar, até mesmo como funcionários, para pensar no mundo atual, dentro de um projeto digital. Ainda falta muito para avançarmos nesse sentido, mas passamos a apostar alto em arte e cultura. Hoje a Elcy Lacerda é um espaço fomentador da cultura amapaense. Aqui tem muitas histórias e sempre é importante comemorar mais um ano de superação”, destacou. A Biblioteca Elcy Lacerda foi fundada em 20 de abril de 1945. Possui 16 salas temáticas que promovem atividades culturais e educacionais para crianças jovens e adultos, e conta com um acervo de aproximadamente 60 mil itens, entre livros, CDs, DVDs, revistas, panfletos e jornais. O prédio abre diariamente das 8h às 18h. Biblioteca Elcy Lacerda fica no Centro de Macapá Rita Torrinha/G1 Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    Operação com mais de 600 policiais nas ruas quer coibir crimes violentos no Amapá

    Operação com mais de 600 policiais nas ruas quer coibir crimes violentos no Amapá


    Ação denominada ‘Tiradentes’, em alusão ao feriado deste sábado (21), tem duração de 24 horas e pretende evitar novos homicídios com características de execução. Operação 'Tiradentes' no Amapá conta com 600 policiais nas ruas Jorge...


    Ação denominada ‘Tiradentes’, em alusão ao feriado deste sábado (21), tem duração de 24 horas e pretende evitar novos homicídios com características de execução. Operação 'Tiradentes' no Amapá conta com 600 policiais nas ruas Jorge Abreu/G1 A Polícia Militar (PM) deu início a mais uma operação “Tiradentes” nesta sexta-feira (20). Com 600 homens nas ruas de todos os batalhões, o objetivo é coibir crimes em todos os municípios do Amapá, principalmente os que envolvem mortes. Para o coronel Rodolfo Pereira, comandante da PM, o foco do trabalho é evitar crimes contra a vida, como latrocínios e homicídios, em especial casos com características de execução, que têm crescido no estado. “Vale ressaltar que nesse sentido, a atividade administrativa da Polícia Militar está suspensa para que se empregue mais policiais nas ruas. Já estamos com o reforço preventivo em vários bairros e, em seguida, entramos com as equipes mais repressivas”, detalhou. A ação faz alusão a Joaquim José da Silva Xavier, o “Tiradentes”, que é considerado patrono da Polícia Militar no Brasil. Com apoio do Corpo dos Bombeiros, o trabalho tem duração de 24 horas, interruptas. Em 2017, a operação apreendeu drogas e veículos, além de 12 detidos. Coronel Rodolfo Pereira, comandante da Polícia Militar do Amapá Jorge Abreu/G1 Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    Açaí é tema de exposição fotográfica produzida por estudantes de Macapá

    Açaí é tema de exposição fotográfica produzida por estudantes de Macapá


    Material foi registrado por alunos do centro Cândido Portinari. Exposição gratuita acontece nesta sexta-feira (20), em um shopping da capital. Processos de produção e comercialização do açaí foram fotografados por estudantes de...


    Material foi registrado por alunos do centro Cândido Portinari. Exposição gratuita acontece nesta sexta-feira (20), em um shopping da capital. Processos de produção e comercialização do açaí foram fotografados por estudantes de Macapá MedioTec/Divulgação Cerca de 30 fotografias compõem uma exposição de agradar os olhos de quem admira o açaí. Jovens estudantes registraram os diferentes processos de produção e comercialização do fruto. As fotos podem ser vistas nesta sexta-feira (20), em um shopping de Macapá. As fotografias foram feitas por alunos com idades entre 15 e 19 anos que estão cursando, na maioria, o 2º ano do ensino médio na rede pública. Além da exposição, o evento terá uma oficina de arte que poderá ser acompanhada pelos visitantes, das 16h às 21h. A programação é resultado da disciplina de fotografia publicitária, ensinada durante o curso técnico em processos fotográficos do programa MedioTec, do Ministério da Educação (MEC). As aulas acontecem no Centro de Educação Profissional em Artes Visuais Candido Portinari, na capital. A turma se forma em agosto. Açaí é tema de exposição fotográfica em Macapá nesta sexta-feira (20) MedioTec/Divulgação “O tema foi escolhido pelos alunos. Todo o processo de produção para a exposição foi feito por eles. Através dessa disciplina surgiu essa ideia de abrir esse espaço e valorizar a produção que é deles. Que seja um estímulo para eles, para mostrar que eles têm espaço e são valorizados”, explicou a professora Luana Picanço, que coordenou a exposição. Além das fotografias impressas, o evento chamado “O açaí nosso de cada dia” também terá exibição de fotografias digitalizadas. Com a ideia de valorizar as raízes do povo amapaense, os estudantes conheceram o passo a passo da produção do açaí, onde colocaram em prática as aulas de fotografia. Serviço Exposição fotográfica “O açaí nosso de cada dia” Dia: 20 de abril (sexta-feira) Local: Macapá Shopping (Rua Leopoldo Machado, bairro Trem) Hora: das 16h às 22h Entrada gratuita Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    Terceirizados da saúde do AP fecham rua para cobrar salários atrasados há 3 meses

    Terceirizados da saúde do AP fecham rua para cobrar salários atrasados há 3 meses


    Manifestantes se reuniram nesta sexta-feira (20) na avenida FAB, no Centro de Macapá. Sesa informou que está previsto para o dia 10 de maio o pagamento de um salário. Manifestantes se reuniram na Avenida Fab e bloquearam acesso de veículos...


    Manifestantes se reuniram nesta sexta-feira (20) na avenida FAB, no Centro de Macapá. Sesa informou que está previsto para o dia 10 de maio o pagamento de um salário. Manifestantes se reuniram na Avenida Fab e bloquearam acesso de veículos Jéssica Alves/G1 Servidores de uma empresa terceirizada que presta serviços para a Secretaria de Estado de Saúde (Sesa) realizaram um protesto nesta sexta-feira (20) em Macapá, para cobrar o pagamento de salários que estão em atraso há cerca de 3 meses, segundo eles. Por duas horas, eles se concentraram na avenida FAB, no Centro, em frente a secretaria, e bloquearam o acesso de veículos. Segundo o secretário adjunto de planejamento de gestão da Sesa, Paulo Távora, houve uma reunião com os representantes do manifesto, e ele informou que no dia 10 de maio será realizado o pagamento de um mês de salários. A pasta reconehceu o atraso, mas ressaltou que está buscando recursos para quitar os vencimentos dos terceirizados. “Fizemos a reunião com os terceirizados e a previsao mais certa e até o dia 10, onde acertamos para pagar mais um mês a eles. A busca de recursos está sendo feita para um novo pagamento, o mais breve possível”, destacou o secretário adjunto. Manifesto durou aproximadamente duas horas na Avenida FAB Jéssica Alves/G1 Durante a manifestação, foi fechado o perímetro da Avenida FAB entre as ruas Odilardo Silva e Jovino Dinoá, no Centro de Macapá. O protesto foi acompanhado pela Polícia Militar e durou até o fim da manhã. Segundo o presidente do Sindicato dos Terceirizados do Amapá, Roni Santos, o problema afeta aproximadamente 300 trabalhadores, entre maqueiros, vigilantes e auxiliares de serviços gerais em hospitais. Eles estão em greve, por tempo indeterminado, há cerca de duas semanas. “Sem o pagamento em dia enfrentamos muitos transtornos, como contas em atraso e até dificuldades para sustentar nossas famílias. Sabemos da boa vontade da Sesa, mas queremos receber o nosso dinheiro”, disse. O trânsito ficou lento na região do Centro durante a manifestação que prosseguiu de forma pacífica. O tráfego foi liberado na avenida FAB no início da tarde. Roni Santos, presidente do Sindicato dos Terceirizados no Amapá Jéssica Alves/G1 Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    Escola Barão do Rio Branco completa 72 anos com prédio histórico abandonado

    Escola Barão do Rio Branco completa 72 anos com prédio histórico abandonado


    Primeira escola construída em alvenaria no Amapá, em 1946, está com a estrutura fechada há três anos para reforma. Seed vai lançar licitação para obras no segundo semestre de 2018. Situação do prédio da escola Barão do Rio Branco no dia do...


    Primeira escola construída em alvenaria no Amapá, em 1946, está com a estrutura fechada há três anos para reforma. Seed vai lançar licitação para obras no segundo semestre de 2018. Situação do prédio da escola Barão do Rio Branco no dia do aniversário Jorge Abreu/G1 Resistindo ao tempo, ao vandalismo e ao abandono, o prédio histórico da Escola Estadual Barão do Rio Branco, que completa 72 anos nesta sexta-feira (20), segue fechado há mais de três anos no Centro de Macapá. Ainda é incerteza o retorno das atividades no local, que foi o primeiro colégio construído em alvenaria do Amapá. Com a interrupção em 2014 para uma reforma que ainda não começou, os alunos foram tranferidos para um local provisório alugado na Avenida Iracema Carvão Nunes, também no Centro. Inaugurada em 1946 como Grupo Escolar de Macapá, a instituição foi renomeada para o nome atual cinco meses depois. Mato alto localizado no entorno da escola Jorge Abreu/G1 Para a Secretaria de Estado da Educação (Seed), o lançamento da licitação de reforma está prevista para o segundo semestre e o início das obras para 2019. Apesar de não ser tombado como patrimônio, a ideia é manter as principais características do prédio histórico. Atualmente a área da escola está pichada, tomada pelo mato, pelo lixo e maior parte da estrutura do prédio foi depredada, como janelas, portas, banheiros e salas. Alguns itens também foram saqueados nos anos em que a unidade esteve fechada, entre mesas, cadeiras, livros e lâmpadas. Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!