G1 > São Paulo

    Fábricas de veículos paralisam produção e já veem reflexo nas exportações

    Fábricas de veículos paralisam produção e já veem reflexo nas exportações


    Greve dos caminhoneiros afeta o fornecimento de peças e o fluxo logístico de distribuição das montadoras. Fábrica da Volkswagen em São Bernardo do Campo (SP) Divulgação Pelo menos 20 fábricas de automóveis do Brasil estão paradas por causa...


    Greve dos caminhoneiros afeta o fornecimento de peças e o fluxo logístico de distribuição das montadoras. Fábrica da Volkswagen em São Bernardo do Campo (SP) Divulgação Pelo menos 20 fábricas de automóveis do Brasil estão paradas por causa da greve de caminhoneiros, que está no quarto dia. Greve: veja mais reflexos da greve pelo país Unidades da Ford, Volkswagen, Fiat Chrysler, Chevrolet, Toyota, Nissan, Honda, Renault, Peugeot, Citroën, Caoa Chery, Volvo e Scania não produziram nesta quinta-feira (24) devido a falta de peças e problemas de logística. Algumas linhas estão paradas há mais de um dia. A Mitsubishi afirmou que irá interromper a produção em (GO) a partir desta sexta-feira (25). De acordo com a associação das fabricantes (Anfavea), o setor automotivo já espera impactos para este mês na produção, nas vendas e também nas exportações. "Se a greve dos caminhoneiros continuar até o fim de semana, é certo que todas as fábricas pararão", afirmou Antonio Megale, presidente da Anfavea. No ABC paulista, Ford e Volkswagen já estão sem produzir desde ontem. Chevrolet e Scania também pararam hoje, segundo informaram os sindicatos de metalúrgicos do ABC e de São Caetano do Sul. A General Motors (GM) não confirmou oficialmente quais unidades estão paradas, mas afirmou em nota que o movimento dos caminhoneiros tem impacto na operação. Os sindicatos dos metalúrgicos de Gravataí (RS) e São José dos Campos (SP), onde a empresa tem fábricas, afirmaram que a produção foi interrompida. Na unidade gaúcha, apenas um dos turnos estava funcionando. "Com a falta de componentes, as linhas de produção começam a ser paralisadas e também estamos enfrentando dificuldades na distribuição de veículos à rede de concessionárias”, disse a GM. A Fiat Chrysler (FCA) suspendeu a produção em Betim (MG) e em Goiana (PE) nesta quinta-feira, por causa dos bloqueios nas estradas. A empresa aproveitou a parada para fazer inventário de peças na unidade mineira. A Ford também interrompeu também as linhas em Taubaté (SP) ontem e Camaçari (BA) na segunda-feira, além de São Bernardo do Campo (SP) hoje. A Toyota informou que as unidades de Sorocaba e Indaiatuba estão paradas desde ontem, mas continua com a produção em Porto Feliz e São Bernardo - todas no estado de São Paulo. "A greve também impacta na distribuição de veículos e autopeças para a rede de concessionários e paralisou as operações de exportação", afirmou a Toyota. O complexo da Renault em São José dos Pinhais (PR) deixou de montar veículos na quarta-feira e de produzir motores hoje. A Nissan não faz veículos em Resende (RJ) desde terça-feira. Protesto dos caminhoneiros interrompe produção na Volks em Taubaté A Volkswagen parou a linha do Gol, Up! e Voyage em Taubaté (SP) também na terça-feira, segundo o sindicato local. Oficialmente, a empresa diz que está "fazendo ajustes em seu programa de produção". O sindicato de São José dos Pinhais (PR), onde a empresa compartilha a fábrica com a Audi, afirmou que apenas o setor de estamparia estava trabalhando, com cerca de 500 funcionários. A Peugeot Citroën (PSA) e a Honda suspenderam suas linhas em Porto Real (RJ) e Sumaré (SP), respectivamente, ainda na quarta-feira. A Caoa Chery afirmou que a produção na unidade de Jacareí (SP) foi interrompida nesta quinta-feira. Fábricas paradas Ford - Camaçari (BA), Taubaté e São Bernardo do Campo (SP) FCA - Betim (MG) e Goiana (PE) Volkswagen - São Bernardo do Campo e Taubaté Chevrolet - São Caetano (SP) e São José dos Campos (SP) Renault - São José dos Pinhais (PR) Nissan - Resende (RJ) Chevrolet - São Caetano do Sul (SP) Toyota - Indaiatuba e Sorocaba (SP) Scania - São Bernardo do Campo Peugeot Citroën - Porto Real (RJ) Honda - Sumaré (SP) Caoa Chery - Jacareí (SP) e Anápolis (GO) Volvo (Curitiba)
    Votuporanga registra mais de 100 vagas de trabalho criadas em abril

    Votuporanga registra mais de 100 vagas de trabalho criadas em abril


    Mês de abril fechou com 867 admissões e 750 desligamentos. Nos primeiros quatro meses do ano, Votuporanga teve 3.671 admissões e 3.544 demissões. Votuporanga (SP) registrou um saldo positivo de 117 novas vagas de trabalho formal em abril deste...


    Mês de abril fechou com 867 admissões e 750 desligamentos. Nos primeiros quatro meses do ano, Votuporanga teve 3.671 admissões e 3.544 demissões. Votuporanga (SP) registrou um saldo positivo de 117 novas vagas de trabalho formal em abril deste ano, segundo dados divulgados pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados). O mês de abril fechou com 867 admissões e 750 desligamentos, totalizando as 117 vagas abertas. Os setores que ajudaram no número positivo foram a construção civil e serviços (+1.061). O comércio foi o que mais empregou, na função de vendedor, seguido pelas profissões de servente de obras, motorista de caminhão e educador social. Nos primeiros quatro meses do ano, Votuporanga aponta 3.671 admissões contra 3.544 desligamentos, resultando num saldo positivo de 127 novos empregados no mercado formal. Março teve variação positiva de 87 novos empregos formais, sendo 1.009 contratações contra 922 demissões. Em fevereiro, foram contratados 839 trabalhadores e demitidos 933. Já em janeiro, foram 956 novas vagas contra 939 desligamentos, resultando no saldo positivo de 17. Votuporanga registra saldo positivo na criação de empregos Rafael Neddermeyer / Fotos Públicas Veja mais notícias da região em G1 Rio Preto e Araçatuba
    AGU diz que conseguiu decisões na Justiça contra bloqueio de rodovias em 11 estados e no DF

    AGU diz que conseguiu decisões na Justiça contra bloqueio de rodovias em 11 estados e no DF


    No total, Advocacia-Geral da União obteve, até o fim da manhã desta quinta, 15 liminares (decisões provisórias). Ações são para desbloquear rodovias ocupadas ou evitar novos bloqueios.  Caminhoneiros protestam causando congestionamento na...


    No total, Advocacia-Geral da União obteve, até o fim da manhã desta quinta, 15 liminares (decisões provisórias). Ações são para desbloquear rodovias ocupadas ou evitar novos bloqueios.  Caminhoneiros protestam causando congestionamento na rodovia Regis Bittencur, próximo a Embu das artes, em São Paulo Felipe Rau/Estadão Conteúdo A Advocacia-Geral da União (AGU) informou nesta quinta-feira (24) que conseguiu na Justiça 15 liminares (decisões provisórias) para impedir o bloqueio das rodovias federais por caminhoneiros grevistas no Distrito Federal e em 11 estados. Em alguns locais, há mais de uma liminar. As decisões foram obtidas nas seguintes unidades da federação: Paraná; Minas Gerais; Goiás; São Paulo Santa Catarina; Pernambuco; Paraíba; Rondônia; Rio Grande do Sul; Rio Grande do Norte; Sergipe; Distrito Federal. Nesta quinta, a mobilização dos caminhoneiros entrou no quarto dia. A categoria reivindica diminuição no preço do diesel. Por causa da paralisação, diversos estados começaram a enfrentar problemas de abastecimento de produtos como combustíveis e alimentos. O governo federal tem feito reuniões com os caminhoneiros nos últimos dias, mas ainda não chegou a uma solução para a crise. A AGU informou que, além da liminares já obtidas, espera o resultado de outras 15 ações que moveu para impedir o bloqueio de rodovias. Essas ações foram protocoladas nestes estados: Mato Grosso; Goiás; Pará; Rio Grande do Sul; São Paulo. Segundo a AGU, quase todas as ações são pedidos de reintegração de posse ou para evitar bloqueios em rodovias federais. Uma delas, a de Pernambuco, pediu desbloqueio de uma rodovia estadual, porque a obstrução atrapalhava o funcionamento de serviços federais no aeroporto de Guararapes. A AGU disse que servidores do órgão acompanham nos estados se as liminares estão sendo cumpridas, mas que ainda não é possível apresentar um balanço de quantas rodovias foram desbloqueadas. O órgão também disse que, pelas decisões judiciais, cabe à Polícia Rodoviária Federal (PRF) atuar para desbloquear as rodovias. Em alguns casos, segundo a AGU, os juízes autorizaram o auxílio da Polícia Militar. Greve dos caminhoneiros tem reflexos na economia
    Concurso do TRT-15 para 12 cargos tem mais de 70 mil inscritos; veja os mais concorridos

    Concurso do TRT-15 para 12 cargos tem mais de 70 mil inscritos; veja os mais concorridos


    O Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, com sede em Campinas, abriu concurso para duas vagas efetivas e cadastro reserva em dez cargos em oito cidades; confira o nº de inscritos por município. Concurso do TRT da 15ª Região tem mais de 70...


    O Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, com sede em Campinas, abriu concurso para duas vagas efetivas e cadastro reserva em dez cargos em oito cidades; confira o nº de inscritos por município. Concurso do TRT da 15ª Região tem mais de 70 mil inscritos; Campinas (SP) tem maior número de cargos e inscritos. Fernando Evans/G1 O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 15ª Região, com sede em Campinas (SP), recebeu 70.339 inscritos para o concurso aberto em março para duas vagas e cadastro reserva em dez cargos. Os salários vão de R$ 6.708,53 a R$ 12.742,14. As provas, que serão discursivas, de redação e estudo de caso, estão previstas para este domingo (27). Entre as oito cidades contempladas pelo edital, a metrópole teve o maior número de inscrições: 41.227, todas para opções com cadastro reserva. Veja, abaixo, a lista de ocupações, a concorrência e o número de inscrições por município. Veja o edital no site da Fundação Carlos Chagas As cidades com vagas para cadastro reserva são: Bauru (SP), Campinas (SP), Jundiaí (SP), Piracicaba (SP), Ribeirão Preto (SP), São José dos Campos (SP) e Sorocaba (SP). As duas vagas abertas são em São José do Rio Preto (SP), para analista judiciário com especialidade em medicina e técnico judiciário com especialidade em enfermagem. Ao todo, 635 pessoas se inscreveram para pleiteá-las. As ocupações oferecidas no concurso são de nível médio, no caso dos técnicos judiciários, e nível superior, no caso dos analistas judiciários. Cargos mais concorridos Lista completa de cargos do edital Vagas efetivas Analista judiciário - especialidade medicina: 1 vaga Técnico judiciário - especialidade enfermagem: 1 vaga Cadastro reserva Analista judiciário - oficial de justiça avaliador federal Analista judiciário - área judiciária Analista judiciário - área administrativa Analista judiciário - especialidade arquitetura Analista judiciário - especialidade história Analista judiciário - especialidade psiquiatria Analista judiciário - especialidade odontologia Analista judiciário - especialidade psicologia Técnico judiciário - área administrativa Técnico judiciário - especialidade segurança Veja mais oportunidades de emprego no G1 Campinas
    Após gastar R$ 20 mil para se mudar com cães de rua para a Europa, ativista conscientiza sobre adoção responsável

    Após gastar R$ 20 mil para se mudar com cães de rua para a Europa, ativista conscientiza sobre adoção responsável


    Eva Alice Astrid Leutenegger morou em Itupeva (SP) por 15 anos e, em 2014, levou 10 cães de rua à Espanha. Em 2014, Eva se mudou para a Espanha com 10 cães Eva Alice Astrid Leutenegger/Arquivo Pessoal Sem deixar nada para trás. Foi pensando assim...


    Eva Alice Astrid Leutenegger morou em Itupeva (SP) por 15 anos e, em 2014, levou 10 cães de rua à Espanha. Em 2014, Eva se mudou para a Espanha com 10 cães Eva Alice Astrid Leutenegger/Arquivo Pessoal Sem deixar nada para trás. Foi pensando assim que a cantora Eva Alice Astrid Leutenegger deu um jeito de encaixar "na mala" os 10 cães que havia resgatado em Itupeva (SP) na mudança que fez para a Espanha em 2014. A protetora conta que, na época, a passagem aérea de cada cão custou US$ 250 e os gastos totais com o transporte dos animais foram aproximados em R$ 20 mil. "Vendi meu carro para pagar as despesas, tudo que eu tinha. Fiquei com 500 euros somente para vir para a Espanha." Quatro anos depois da viagem, Eva conta ao G1 que trabalha atualmente conscientizando sobre a importância de ter certeza antes de adotar um animal e da bandeira que levanta na Europa sobre adoção responsável. "A adoção de um animal é muito séria e deve ser muito bem analisada, é uma grande responsabilidade, o adotante deve estar ciente que vai ter que ficar até o final da vida dele." Eva morou em Itupeva por 15 anos e se mudou para o país europeu com os dez cachorros, entre eles uma paraplégica que foi salva da eutanásia. "Os cães e gatos abandonados foram se tornando parte da minha vida. Em nenhum momento pensei em doá-los", explica. Eva Alice Astrid Leutenegger trabalha com adoção responsável na Espanha Arquivo Pessoal Requisitos Sky, Star, Skip, Spaik, Spock, Stive, Dourado, Titi, Tutuca e Luana passaram por exames de sangue para obter atestado contra doenças como a raiva e tomaram diversas vacinas exigidas pela lei. Além disso, os animais foram transportados em caixas com medidas adequadas para garantir o bem-estar e também receberam chips de rastreamento. Eva não sabia como os cães, que viviam soltos pela casa, reagiriam ao transporte em caixas. A protetora ouviu os latidos dos cães durante a viagem. "Eu me sentia triste e preocupada, pois com certeza era um sofrimento para eles." Animais passaram por exames de sangue para obter atestado contra doenças Eva Alice Astrid Leutenegger/Arquivo Pessoal Adoção consciente A recomendação dos protetores é que a adoção de animais seja uma escolha analisada e com a consciência da responsabilidade. "É um ser vivente que está entrando na família, um ser que sente alegria, dor, amor e tristeza como nós humanos." Eva explica que a saúde fisica e emocional do animal deve ter atenção dos donos. Fatores como ração, vacinas e cuidados médicos devem ser considerados antes de adotar os bichinhos, além de tempo para dar atenção ao animal. "Para adotar um animal se deve estar convicto de que vai cumprir com todas as obrigações necessárias, caso contrário é melhor comprar um cachorro de pelúcia." A protetora ainda ressalta que o animal se torna confiante com o passar do tempo e a família passa a ser essencial emocionalmente para os cães e gatos. A conscientização é o objetivo dos protetores para lutar contra maus-tratos de animais, além da aplicação das leis que coíbem este tipo de crime. "Todo ser humano que tenha amor e responsabilidade pode adotar um animal. Ambos serão felizes, um por se doar com amor e o outro por receber e ser grato. A única saída para parar com maus-tratos é a conscientização da população." De acordo com o artigo 32 da lei federal 9.605, de 1998, "praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos" é crime. A pena prevista é detenção, de três meses a um ano, além de multa. A conscientização é o objetivo dos protetores para lutar contra maus-tratos de animais Eva Alice Astrid Leutenegger/Arquivo Pessoal *Colaborou sob a supervisão de Ana Carolina Levorato Veja mais notícias na página do Mundo Pet
    Conheça a história da centenária Festa Junina de Votorantim

    Conheça a história da centenária Festa Junina de Votorantim


    Comemoração foi criada em 1915 por um pequeno grupo de católicos da cidade. Saiba quem foi Lecy de Campos, cidadão que dá nome à praça onde o evento é realizado. Foto de 1925 mostra a comunidade católica da igreja São João Batista, que...


    Comemoração foi criada em 1915 por um pequeno grupo de católicos da cidade. Saiba quem foi Lecy de Campos, cidadão que dá nome à praça onde o evento é realizado. Foto de 1925 mostra a comunidade católica da igreja São João Batista, que começou a tradição da Festa Junina de Votorantim; em 1982 a igreja foi destruída por uma enchente Divulgação/Prefeitura de Votorantim Desde 1915, bandeirinhas coloridas são hasteadas e comidas típicas entram em cena na Festa Junina Beneficente de Votorantim (SP). O tradicional evento da cidade resistiu ao tempo e completa 103 anos em 2018. Se hoje a festa se tornou um marco na história do município, atraindo milhares de pessoas com comidas típicas, brinquedos e shows com as celebridades do momento, no começo o movimento era muito mais tímido. A festa começou por iniciativa da comunidade junto à igreja católica, em homenagem ao santo padroeiro da cidade, São João Batista, comemorado no dia 24 de junho, além de Santo Antônio, no dia 13, e o dia de São Pedro, 29. Quando a Festa Junina começou, em 1915, era realizada no terreno em frente à Fábrica de Tecidos Votorantim; à direita é possível ver a igreja São João Batista Divulgação/Prefeitura de Votorantim No início do século, a festa era realizada no bairro Vila Dominguinho, em frente a uma fábrica de tecidos, já extinta, onde permaneceu por cerca de 45 anos, até o começo dos anos 1960. Na época, a festa já arrecadava fundos, como manter as despesas clericais e também a arrecadação para a construção da igreja matriz, nomeada de Paróquia São João Batista e Imaculada Conceição. Santinho distribuído na festa de 1930 César Silva/Arquivo Pessoal Em entrevista ao G1, o historiador César Silva afirmou que um grupo de católicos se reunia para organizar as quermesses anualmente em uma pequena igreja, a primeira do município, que teve a estrutura levada por uma enchente em 1982. “A Festa Junina Beneficente de Votorantim começou de forma simples. Naquela época já havia a festa do Padroeiro São João batista e os outros santos do mês de junho”, explicou César. A partir dos anos 1970, a celebração deixou de ser organizada pela igreja e foi entregue ao poder público. Como a prefeitura não poderia realizar o evento, foi criada a Comissão Municipal de Assistência Social (Comas), responsável até os dias atuais por distribuir a arrecadação para entidades assistenciais. Logo depois, o evento passou a ser realizado na Praça José Ermírio de Moraes, no mesmo bairro, onde ficou até o fim da década. Praça Doutor José Ermirio de Moraes, em Votorantim, foi um dos locais a sediar a festa Google Street View/Reprodução “Antigamente as pessoas eram mais simples, não existiam meios eletrônicos. Era uma festa regada de costumes, valores e tradições. O maior meio acesso à informação ainda era o rádio.” Neste período, o evento foi realocado para o local atualmente conhecido como a praça de eventos Lecy de Campos, cartão postal da cidade, que na época ainda era um terreno de chão batido. O espaço só foi nomeado em dezembro de 1996, quando a praça finalmente foi inaugurada para receber as festividades de Votorantim. Festa na Praça de Eventos Lecy de Campos, no início dos anos 80 César Silva/Arquivo pessoal Diversas brincadeiras faziam parte da comemoração junina, como o pau de sebo, em que é necessário escalar um mastro ensebado para pegar o prêmio no topo, o correio elegante, que era a troca de recados escritos no papel pelos integrantes da festa. Brinquedo conhecido como 'chapéu mexicano' onde atualmente é a praça Lecy de Campos César Silva/Arquivo Pessoal Lecy de Campos A praça de eventos da cidade leva o nome Lecy de Campos, em homenagem a um presbítero de Votorantim que viveu de 11 outubro de 1913 a 7 de setembro de 1991. É ele o autor do hino da cidade, oficializado em 28 de junho de 1972. A praça foi nomeada por meio de um projeto de lei do então prefeito Erinaldo Alves da Silva, encaminhado e aprovado na Câmara Municipal. Praça de eventos Lecy de Campos em Votorantim Google Street View/Reprodução *Colaborou sob supervisão de Geraldo Jr. Veja mais notícias sobre a Festa Junina de Votorantim

    PF e Ibama fazem operação em SP contra esquema de fraude em madeireiras e prendem 13 pessoas


    Foram cumpridos 13 mandados de prisão temporária e 9 de busca e apreensão em São Paulo e no interior. Polícia Federal faz operação em São Paulo A Polícia Federal de São Paulo deflagrou na manhã desta quinta-feira (24) a operação Pátio...

    Foram cumpridos 13 mandados de prisão temporária e 9 de busca e apreensão em São Paulo e no interior. Polícia Federal faz operação em São Paulo A Polícia Federal de São Paulo deflagrou na manhã desta quinta-feira (24) a operação Pátio contra um esquema de fraudes na homologação de depósitos de madeireiras. A operação é feita em parceria com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Foram cumpridos 13 mandados de prisão temporária e 9 mandados de busca e apreensão, todos expedidos, a pedido da PF, pela 3ª Vara Federal de Bauru. Os mandados são cumpridos nas cidades de São Paulo, São Bernardo do Campo, Osasco, Tietê e Piracicaba. Os depósitos são conhecido no ramo como pátios e serviam para 'esquentar' madeira de origem ilegal e para manipular o sistema de controle de irregularidades administrativas daquele órgão. A madeira que chega da região Norte do país precisa ficar armazenada em áreas homologadas pelo Ibama. Para burlar essa regra ou para legalizar áreas que não poderiam receber essa madeira, as madeireiras procuram empresas de consultoria na área de licenciamento ambiental. Esses consultores pagam propina para que fiscais do Ibama regularizem áreas que não poderiam servir de depósito. Os investigados responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de associação criminosa, falsidade ideológica, inserção de dados falsos em sistemas de informação oficiais, corrupção passiva, corrupção ativa e violação de sigilo de dados, todos previstos no Código Penal, com punição de 1 a 12 anos de prisão, sem prejuízo dos decorrentes crimes ambientais (Lei 9.605/98). Investigações As investigações tiveram início em maio de 2016, junto à delegacia da PF em Bauru, após o Ibama ter encaminhado à PF um documento que noticiava a suspeita do esquema criminoso envolvendo um servidor daquele instituto. O inquérito policial aponta que o servidor receberia vantagens indevidas para, em conluio com consultores e intermediários que atuam junto a empresas do ramo madeireiro, praticar atos relacionados à aprovação de pátios de empresas madeireiras pelo Ibama, no sistema denominado SISDOF, com o intuito de burlar a fiscalização. Há indício da homologação de “pátios” fictícios, utilizados somente para as atividades do grupo investigado. Até o momento, cerca de 8.000 m3 de créditos em madeira fictícios foram gerados pelo servidor. O volume corresponde a 325 caminhões carregados com madeira. Os créditos são um meio para que o Estado contabilize os produtos florestais produzidos e comercializados pelas empresas autorizadas. Agora, com a análise do material apreendido no âmbito policial e do início de auditorias do Ibama junto aos envolvidos, será possível verificar a extensão dos prejuízos ao erário público e ao meio ambiente. O inquérito policial tramitará junto à Delegacia de Polícia Federal de Bauru e a 3ª Vara Federal naquela cidade, onde se iniciaram as investigações.
    Pastor acusado de matar filho e enteado no ES foi cabeleireiro em SP

    Pastor acusado de matar filho e enteado no ES foi cabeleireiro em SP


    George Alves era pai de Joaquim e padastro de Kauã, mortos em incêndio na cidade de Linhares. Polícia diz que vítimas foram queimadas vivas após serem abusadas pelo pastor. Pastor acusado de matar filho e enteado era cabeleireiro e Juliana...


    George Alves era pai de Joaquim e padastro de Kauã, mortos em incêndio na cidade de Linhares. Polícia diz que vítimas foram queimadas vivas após serem abusadas pelo pastor. Pastor acusado de matar filho e enteado era cabeleireiro e Juliana Salles, mãe das crianças, servia como modelo Reprodução / Facebook Antes de se tornar pastor no Espírito Santo, George Alves, acusado de matar o filho e o enteado em Linhares, era dono de um salão em São Paulo, onde atuava como cabelereiro. O pastor tem uma dívida bancária de R$ 33 mil do Gs Studio Cabelo e Estética, segundo dados do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP). Segundo a polícia, Joaquim Alves Salles, de 3 anos, e Kauã Salles Butkovsky, de 6 anos, foram estuprados, agredidos e queimados por Geroge Alves, pai do mais novo e padastro do mais velho. O pastor está preso desde o dia 28 de abril e foi indiciado por duplo homicídio triplamente qualificado e duplo estupro de vulneráveis. A soma máxima das penas pode chegar a 126 anos. Veja a cronologia do incêndio e das investigações De acordo com o cadastro na Receita Federal, o salão de George Alves ficava no bairro Jardim Itapoan, na cidade de Santo André (SP), e foi aberto em maio de 2011. George e Juliana Salles, mãe das crianças, se conheceram em São Paulo. A esposa servia de modelo para trabalhos do marido como cabeleireiro. Ao se mudarem para Linhares, o casal abriu um salão no térreo do prédio onde morava, no bairro Interlagos, em 2014. No Espírito Santo, George e Juliana abriram outro salão antes de se tornarem pastores Reprodução / Facebook O processo de Execução de Título Extrajudicial movido pelo Banco Santander no valor de R$ 33.204,16 é de maio de 2015. Não há informação precisa sobre o motivo da mudança do casal para a cidade do Norte do Espírito Santo, onde Juliana tem familiares. Uma amiga que não foi identificada disse apenas que "a vida dos dois era tumultuada" em São Paulo. Igreja Vida e Paz Igreja onde o pastor, pai das crianças, celebra os cultos em Linhares, no Espírito Santo Raphael Verly/ TV Gazeta George e Juliana atuvam como pastores Igreja Batista Vida e Paz de Interlagos, em Linhares. No dia seguinte à morte das crianças, o pastor comandou um culto. No dia 10 de maio, a igreja foi vista trancada com cadeados e sem as placas de identificação. Em um vídeo publicado no YouTube em 2015, George conta por que entrou para a igreja. "Na verdade, no começo eu não sabia nem como vim parar aqui, na verdade. Vim para a cidade fazer um negócio, e quando me deparei estava no encontro", relatou. "Eu já era evangélico, mas está sendo um divisor de águas, está mudando bastante coisa na minha vida. Eu espero que continue assim para melhor", completou. A Igreja Vida e Paz não é reconhecida pela Bastista. O Espírito Santo tem 660 igrejas cadastradas na Convenção Batista Brisileira, mas nenhuma delas é a que George participava. Incêndio O crime aconteceu em Linhares, na região Norte do Espírito Santo, no dia 21 de abril. Inicialmente, o pastor George Alves, que estava sozinho em casa com os meninos, disse que eles morreram em um incêndio que atingiu apenas o quarto onde as vítimas dormiam. Mas, segundo a polícia, as informações de George não estavam de acordo com os fatos apurados durante as investigações. Entrevista após incêndio Dois dias depois da morte dos irmãos, o pastor George Alves, deu uma entrevista à imprensa contando detalhes sobre a sua versão do incêndio. Assista ao vídeo abaixo. ‘Escutei os choros, a gritaria’ lembra pai e padrasto de irmãos mortos em incêndio no ES Na ocasião, ele disse que tentou entrar no cômodo para salvar as crianças pelo menos três vezes. “Escutei os choros, a gritaria, eles gritando ‘pai, pai’. Pus a mão na cama e queimei as mãos, mas não consegui pegar”, disse. Segundo George, o fogo começou por volta das 2h. Ele contou que, ao colocar Joaquim para dormir, ligou o ar condicionado e a babá eletrônica, equipamento que monitora o que acontece no quarto das crianças. “Por volta de umas 2h da manhã, escutei a babá eletrônica, os gritos deles, vi o fogo muito grande [através da babá eletrônica], corri desesperado, e a casa já não tinha energia. Eu empurrei a porta do quarto deles, que estava entreaberta, eu só havia encostado por causa do ar condicionado, entrei. Quando entrei, escutei os choros deles, a gritaria, eles gritando ‘pai, pai’. Pus a mão na cama, queimei as mãos, não consegui pegar”, lembrou George. Ele afirmou que Kauã tinha descido da beliche onde dormia para tentar ajudar o irmão e se proteger. “Eles se abraçaram, eu não consegui, o fogo estava muito quente, queimei meus pés, minhas mãos. Eu saí, estava só de cueca, gritando. Comecei a desesperar, duas pessoas vieram e me tiraram da casa, eu tentei uma três vezes entrar para salvar mas já não ouvia mais a voz deles”, lamentou o pastor. Depois de três perícias na casa da família e de ser interrogado duas vezes, o pastor teve a prisão temporária decretada por 30 dias, no dia 28 de abril. No dia 17 de maio, a polícia pediu a prorrogação da prisão e afirmou que George estava sendo investigado por homicídio. No dia 22 de maio, foi o Ministério Público quem pediu à Justiça a prorrogação da prisão temporária do pastor.
    Polícia Civil prende falsa médica em bairro nobre de Campinas

    Polícia Civil prende falsa médica em bairro nobre de Campinas


    De acordo com a DIG, Thaisa Daher do Prado exercia ilegalmente a profissão há pelo menos 1 ano. Polícia Civil prende falsa médica em bairro nobre de Campinas Policiais da Delegação de Investigações Gerais (DIG) de Campinas (SP) prenderam...


    De acordo com a DIG, Thaisa Daher do Prado exercia ilegalmente a profissão há pelo menos 1 ano. Polícia Civil prende falsa médica em bairro nobre de Campinas Policiais da Delegação de Investigações Gerais (DIG) de Campinas (SP) prenderam nesta quarta-feira (23), em um bairro nobre da cidade, uma falsa médica apontada suspeita de exercer ilegamente a profissão há pelo menos um ano. A Polícia Civil chegou a Thaisa Daher do Prado, de 40 anos, após denúncia de uma médica de São José do Rio Preto (SP), que registrou boletim de ocorrência na terça-feira (22) após receber um telefonema de uma enfermeira de Campinas (SP) contando que a suspeita usava o nome e CRM da profissional. Thaisa Daher do Prado foi presa em Campinas (SP) por exercício ilegal da profissão Reprodução Em seu apartamento, no bairro Cambuí, os policiais civis encontraram dois carimbos com CRM - ambos de médicas que também se chamam Thaisa. Em seu perfil numa rede social, a falsa médica se apresenta como doutora e faz postagens com jaleco e equipamentos médicos. Thaisa alegou aos policiais que é médica formada na Suíça. Segundo a Polícia Civil, Thaisa, que possui duas passagens por estelionato, prestava assessoria médica em um grupo de Campinas que faz regulagem e liberação de ambulâncias para clientes conveniados. O delegado Roney de Carvalho Barbosa, da DIG, explicou que Thaisa foi interrogada, indiciada por exercício ilegal da medicina e falsidade ideológica e liberada, já que não foi presa em flagrante. Procurado pelo G1, o advogado de Thaisa preferiu não comentar o caso. Veja mais notícias da região no G1 Campinas
    Infraero alerta que aeroportos de Congonhas, em São Paulo, e os de Recife, Palmas, Maceió e Aracaju só têm combustível para esta quarta-feira

    Infraero alerta que aeroportos de Congonhas, em São Paulo, e os de Recife, Palmas, Maceió e Aracaju só têm combustível para esta quarta-feira


    Outros sete aeroportos têm combustível para no máximo dois dias, entre os quais Santos Dumont (RJ). Anac recomenda procurar companhias aéreas. Trecho de relatório da Infraero sobre falta de combustível Reprodução/G1 Um relatório da Infraero...


    Outros sete aeroportos têm combustível para no máximo dois dias, entre os quais Santos Dumont (RJ). Anac recomenda procurar companhias aéreas. Trecho de relatório da Infraero sobre falta de combustível Reprodução/G1 Um relatório da Infraero de 11h09 aponta que os aeroportos de Congonhas, em São Paulo, e os de Palmas (Tocantins), Recife (Pernambuco), Maceió (Alagoas) e Aracaju (Sergipe) têm combustível suficiente para abastecer as aeronaves até esta quarta-feira (23), em razão da greve de caminhoneiros e do bloqueio às distribuidoras. Congonhas é um dos três aeroportos mais movimentados do país. É nele que fica a rota de maior circulação de passageiros do Brasil, a ponte aérea Rio-São Paulo. Outros sete aeroportos têm combustível para um ou no máximo dois dias (Santos Dumont-RJ, Goiânia-GO, Teresina-PI, Campo Grande-MS, Ilhéus-BA, Foz do Iguaçu-PR e Londrina-PR). O alerta foi dado pelo Núcleo de Acompanhamento e Gestão Operacional (Nago), no "relatório de monitoramento da mobilização dos caminhoneiros". O relatório diz respeito apenas aos aeroportos administrados pela Infraero; os gerenciados por empresas privadas não entram na lista. Brasília, por exemplo, restringiu, também nesta quarta-feira (28), o recebimento de aeronaves com pouco combustível no terminal. Pelo 3º dia seguido, nesta quarta-feira (23), caminhoneiros continuam protestando em rodovias federais e estaduais, além de vias importantes em 23 estados do país mais o Distrito Federal. Alguns atos ocorrem diante de refinarias, impedindo a saída de caminhões-tanque. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) disse recomendar aos passageiros "com voos marcados para os próximos dias que consultem as empresas aéreas antes de se deslocarem para os aeroportos até que a situação se normalize". A Abear, associação que representa companhias aéreas, não se manifestou. Em nota, a Infraero informou estar "monitorando o abastecimento de querosene de aviação por parte dos fornecedores que atuam nos terminais e já alertou aos operadores de aeronaves que avaliem seus planejamentos de voos para que cada um possa definir sua melhor estratégia de abastecimento de acordo com o estoque disponível na origem e destino do voo". Situação do combustível nos aeroportos Igor Estrella/G1 Veja a situação específica dos aeroportos da Infraero: Têm combustível apenas até esta quarta-feira - 5 aeroportos: Congonhas (SP) - "As carretas da BR Distribuidora foram bloqueadas e não conseguiram chegar no aeroporto. A Shell conseguiu trazer 4 das 10 carretas previstas" Recife (PE) - "Chegaram quatro carretas do Rio Grande do Norte e, com contingência aplicada pelas companhias aéreas, temos estoque até as 18h de hoje [quarta]" Aracaju (SE) - "Querosene suficiente até esta quarta e gasolina até quinta. Há caminhões parados em Feira de Santana/BA, distante 300 km de Aracaju, ou quatro horas)"; Palmas (TO) - "Caminhão da BR parado em Gurupi-TO. Previsão de estoque até meio-dia. O da Shell está parado em Paulínia-SP"; Maceió (AL) - Shell tem estoque apenas para hoje. BR tem estoque para dois dias. Solicitado apoio da Polícia Rodoviária Federal para liberar caminhão preso em barreira". Combustível para mais um dia ou dois - 7 aeroportos Santos Dumont (RJ) - Tem combustível para mais um dia, até 24/5; Goiânia (GO) - "Combustível atende a aviação até o dia 24"; Teresina (PI) - "Autonomia até 25/5"; Campo Grande (MS) - "Estoque até sexta 25/5"; Ilhéus (BA) - "Em função das carretas não conseguire passar no bloqueio em Cruz das Almas, caso não chegue até amanhã às 08:30, o abastecimento do aeroporto estará comprometido"; Foz do Iguaçu (PR)- Mesmo usando todo o estoque da BR, teremos combustível somente até amanhã"; Londrina (PR) - "Combustível (...) para hoje e amanhã. Previsão de reposição de estoque para amanhã". Combustível suficiente para três dias ou mais - Joinville (SC); São Luís (MA); Navegantes (SC); Manaus (AM); Uberaba (MG) Uruguaiana (RS); João Pessoa (PB); Uberlândia (MG); São José dos Campos (SP); Paulo Afonso (BA); Santarém (PA); Juazeiro do Norte (CE). Leia a íntegra da nota da Infraero A Infraero está monitorando o abastecimento de querosene de aviação por parte dos fornecedores que atuam nos terminais e já alertou aos operadores de aeronaves que avaliem seus planejamentos de voos para que cada um possa definir sua melhor estratégia de abastecimento de acordo com o estoque disponível na origem e destino do voo. Ao mesmo tempo, a Infraero está em contato com órgãos públicos relacionados ao setor aéreo para garantir a chegada dos caminhões com combustível de aviação aos aeroportos administrados pela empresa. Sobre o relatório mencionado pela reportagem, trata-se de um levantamento diário da Infraero e que ajuda a empresa a monitorar a situação do fornecimento de querosene de aviação pelas fornecedoras, além de auxiliar na proposta de ação por parte do Poder Público no sentido de garantir o abastecimento das aeronaves. Aos passageiros, a Infraero recomenda que procurem suas companhias para consultar a situação de seus voos. Aos operadores de aeronaves, a empresa orienta que façam a consulta sobre a disponibilidade de combustível na origem e no destino do voo programado. A Infraero compreende o direito de manifestação, mas entende que os protestos devem ocorrer sem afetar o direito de ir e vir das pessoas, bem como a segurança das operações aeroportuárias. Interdições nas rodovias federais Alexandre Mauro/G1 Initial plugin text
    Inscrições para festival de música da Festa Junina de Votorantim terminam nesta sexta-feira

    Inscrições para festival de música da Festa Junina de Votorantim terminam nesta sexta-feira


    Eliminatórias serão realizadas nos dias 10 e 17 de junho e a final está marcada para 1º de julho. Concurso contará com as categorias autoral e cover. Músicos profissionais e amadores disputam premiação em dinheiro Divulgação Os interessados...


    Eliminatórias serão realizadas nos dias 10 e 17 de junho e a final está marcada para 1º de julho. Concurso contará com as categorias autoral e cover. Músicos profissionais e amadores disputam premiação em dinheiro Divulgação Os interessados em participar do Festival de Música que será realizado durante a 103ª Festa Junina de Votorantim têm até sexta-feira (25) para se inscrever. O concurso, que acontece nos dias 10 e 17 de junho, contará com as categorias autoral e cover em apresentações de músicos profissionais e amadores de Votorantim e região. Confira a programação dos 20 dias de festa Durante as eliminatórias serão classificados três músicos de cada categoria para apresentação na final, que será realizada no dia 1º de julho, durante o encerramento da festa. A premiação será a mesma para as duas categorias: R$ 1 mil para o primeiro lugar, R$ 500 para o segundo e R$ 200 para o terceiro. As inscrições para o Festival de Música devem ser feitas através deste link. A lista dos selecionados será divulgada na próxima quarta-feira (30). O edital completo está disponível no site da Prefeitura de Votorantim. Mais informações pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone (15) 3243-1191. Veja mais notícias sobre a Festa Junina de Votorantim
    Triângulo do Sol obtém liminar que impede bloqueio de caminhoneiros em três rodovias do interior de SP

    Triângulo do Sol obtém liminar que impede bloqueio de caminhoneiros em três rodovias do interior de SP


    Decisão fixou multa de R$ 100 mil por hora em caso de descumprimento. Concessionária diz que há manifestações em três cidades sem interferência no trânsito. Rodovia Washington Luís SP-310 São Carlos Fabio Rodrigues/G1 A Concessionária AB...


    Decisão fixou multa de R$ 100 mil por hora em caso de descumprimento. Concessionária diz que há manifestações em três cidades sem interferência no trânsito. Rodovia Washington Luís SP-310 São Carlos Fabio Rodrigues/G1 A Concessionária AB Triângulo do Sol, que administra três rodovias no interior paulista, conseguiu na segunda-feira (21) uma liminar na Justiça contra o bloqueio de caminhoneiros nos 442 quilômetros de rodovias sob sua concessão, entre elas a Washington Luís em São Carlos, Matão e Araraquara. 6 perguntas para entender alta nos preços da gasolina e do diesel Planalto convoca reunião com os caminhoneiros O processo foi movido contra o Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Cargas de Colina e Região (Sindicam/cr) e pessoa que se encontrar no local de protesto e se identificar como responsável pelo movimento. A liminar do juiz Amilcar Gomes da Silva, da 2ª Vara de Bebedouro, fixou multa de R$ 100 mil por hora em caso de descumprimento. Outras administradoras de vias também conseguiram liminares. Segundo a empresa, a liminar impede bloqueios nas faixas de rolamento, acostamentos e canteiros central e laterais da Rodovia Washington Luís (SP-310), entre São Carlos e Mirassol; Rodovia Brigadeiro Faria Lima (SP-326), de Matão a Bebedouro; e Rodovia Carlos Tonanni/ Nemésio Cadetti / Laurentino Mascari / Dr. Mario Gentil (SP-333), entre Sertãozinho e Borborema. Liminar Na decisão, o juiz afirmou que "o ato anunciado como protesto se reveste de alta probabilidade de interferência no curso normal das atividades desenvolvidas pela autora, dentre as quais se encontram não somente a prestação de serviços determinada no contrato de concessão, mas também, e principalmente, o zelo pela segurança dos usuários, de seus empregados e de seu patrimônio, que, no fundo, se equipara ao próprio patrimônio público, tendo em vista a sua destinação de uso", afirmou. "Isso posto, defiro o pedido formulado pela autora e determino, liminarmente a expedição de mandado proibitório ao réu, a fim de que se abstenha de praticar qualquer ato tendente a obstaculizar o regular funcionamento tanto das praças de pedágio como, por consequência, da malha rodoviária abrangida pelo contrato de concessão, assegurada a proteção policial, caso necessário (...)", disse na decisão. Imagens de drone mostram caminhões parados na marginal da Rodovia Brigadeiro Faria Lima, em Bebedouro (SP) Rodrigo Perez Gamito Protestos nesta quarta Segundo a concessionária, na tarde desta quarta acontecem manifestações no acostamento do km 268 da Washington Luís, em Araraquara, mas sem interferência no tráfego de veículos. No km 360, em Santa Adélia, também há protesto sem impedimento no trânsito. No km 348, em Fernando Prestes, houve manifestação, mas ela já foi encerrada. Na Rodovia Brigadeiro Faria Lima (SP-326), em Bebedouro, ocorre manifestação sem interferência no trânsito no km 379. Caminhoneiros protestam na Faria Lima em Bebedouro Em nota, a Triângulo do Sol informou que "que respeita o direito democrático de manifestação popular ou de classes, mas entende que a segurança dos usuários das rodovias deve ser preservada". Veja mais notícias da região no G1 São Carlos e Araraquara
    Liminar impede bloqueio por caminhoneiros em 5  vias do interior paulista, diz AB Colinas

    Liminar impede bloqueio por caminhoneiros em 5 vias do interior paulista, diz AB Colinas


    Segundo a Concessionária, decisão fixa multa de R$ 100 mil por descumprimento. Caminhões fizeram fila em rodovias da região de Campinas nesta quarta-feira (23); liminar contra bloqueio afeta a Rodovia Santos Dumont. Bianca Rosa/EPTV A...


    Segundo a Concessionária, decisão fixa multa de R$ 100 mil por descumprimento. Caminhões fizeram fila em rodovias da região de Campinas nesta quarta-feira (23); liminar contra bloqueio afeta a Rodovia Santos Dumont. Bianca Rosa/EPTV A Concessionária AB Colinas, que administra cinco rodovias no interior paulista, conseguiu nesta quarta-feira (23) uma liminar na Justiça contra o bloqueio de caminhoneiros nos 307 quilômetros de rodovias sob sua concessão entre elas a Santos Dumont (SP-075), que passa em frente ao Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP). O protesto de caminhoneiros nas rodovias do país contra o aumento no preço do diesel chegou ao terceiro dia nesta quarta. Na região, duas rodovias tiveram manifestações com filas de caminhões, e há reflexos em serviços. O processo judicial foi movido contra os caminhoneiros em geral e não contra uma entidade específica que represente a categoria. Outras administradoras de vias também conseguiram liminares. Seis perguntas para entender os protestos dos caminhoneiros Planalto chama caminhoneiros para reunião Multa de R$ 100 mil Segundo a empresa, a decisão é válida para a Rodovia Santos Dumont, Córnelio Pires (SP-127), Castelo Branco (SP-280), Dom Gabriel Bueno (SP-300) e Engenheiro Herculano de Godoy Passos (SP 102/300). Ainda segundo a empresa, a liminar fixa multa de R$ 100 mil em caso de descumprimento da ordem judicial. No despacho, a juíza Andrea Leme Luchini relata que a decisão é válida devido ao risco que os protestos levam para usuários das vias. "Tal situação oferece risco não somente aos que participam do ato, atrelado à denominada "Paralisação dos Caminhoneiros", de abrangência nacional, mas também aos usuários das rodovias, o que não se mostra aceitável.Além disso, a despeito da legitimidade do protesto, é de rigor que os manifestantes não impeçam os demais usuários do exercício regular da rodovia, decorrente do direito de ir e vir ", escreve a juíza. A AB Colinas aponta que entrou com o pedido após paralisações parciais em trechos administrados por ela, principalmente no km 36 da Santos Dumont. "A AB Colinas informa que, em relação às manifestações de movimentos dos caminhoneiros, respeita o direito democrático de manifestação popular ou de classes, mas entende que o direito de ir e vir e a segurança dos usuários de suas rodovias estão em primeiro lugar. Por isso, obteve na manhã de hoje, 23, liminar favorável contra bloqueios nos 307 quilômetros de rodovias sob sua concessão", informa a concessionária. Veja mais notícias da região no G1 Campinas
    PATs divulgam mais de 100 oportunidades de emprego na região de Itapetininga

    PATs divulgam mais de 100 oportunidades de emprego na região de Itapetininga


    Oportunidades são para as áreas da indústria, comércio e saúde. Interessados podem se cadastrar pelo site do Emprega São Paulo. Confira quais são as vagas de emprego disponíveis da região de Itapetininga (SP) Gabriel Costa/G1 As unidades dos...


    Oportunidades são para as áreas da indústria, comércio e saúde. Interessados podem se cadastrar pelo site do Emprega São Paulo. Confira quais são as vagas de emprego disponíveis da região de Itapetininga (SP) Gabriel Costa/G1 As unidades dos Postos de Atendimento ao Trabalhador (PATs) da região de Itapetininga (SP) divulgaram 117 novas vagas de emprego em 12 cidades, nesta quarta-feira (23). São oportunidades em setores como indústria, comércio e saúde. Os interessados devem se cadastrar por meio do site do programa Emprega São Paulo ou ir até uma unidade do PAT com os documentos pessoais como RG, CPF, Carteira de Trabalho e o número do PIS. O PAT destaca que a existência das vagas depende do fluxo de acessos de empresas e usuários, e que elas podem sofrer alterações. Confira as vagas: Avaré (12 vagas) Farmacêutico (uma vaga); Impressor (uma vaga); Técnico de instalação de tv a cabo (uma vaga); Mecânico de manutenção de máquina industrial (uma vaga); Mecânico de motor a diesel (uma vaga); Operador de extrusora (uma vaga); Operador de Motoniveladora (uma vaga); Operador de máquina agrícola (uma vaga); Psicólogo (uma vaga); Supervisor de vendas comercial (uma vaga); Técnico de urnas eletrônicas (uma vaga); Vendedor pracista (uma vaga). O PAT fica na rua Bahia, 1.580, Centro. Capão Bonito (sete vagas) Vendedor de seguro rural (uma vaga); Vendedor de material de construção (uma vaga); Reflorestamento - para pessoa com deficiência (cinco vagas). O PAT fica na rua Sete de Setembro, 840, Centro. Cerquilho (14 vagas) Ajudante geral (uma vaga); Tapeceiro (uma vaga); Projetista (uma vaga); Conferente (uma vaga); Vendedor de esquadrias (uma vaga); Auxiliar de vendas (uma vaga); Expedidor (uma vaga); Serviços gerais (duas vagas); Costureiro (duas vagas); Repositor de mercadoria (uma vaga); Estágio em administração ou informática (duas vagas). O PAT está na rua Doutor Soares Hungria, S/N, Centro Laranjal Paulista (11 vagas) Analista de contas a pagar (uma vaga); Auxiliar de contas a pagar (uma vaga); Auxiliar de produção (duas vagas); Auxiliar financeiro (uma vaga); Faturista (uma vaga); Operador de caldeira (uma vaga); Operador de moinho (uma vaga); Servente de obras (uma vaga); Técnico em eletromecânica (duas vagas). O PAT fica na rua Delfino de Melo, 63, Centro. Itaí (10 vagas) Porteiro (uma vaga); Operador de máquinas florestais (três vagas); Eletricista de painéis (uma vaga); Mecânico de manutenção industrial (uma vaga); Mecânico agrícola (uma vaga); Assistente de recursos humanos (uma vaga); Técnico em farmácia (uma vaga); Vendedor (uma vaga). O PAT fica na Avenida Santo Antônio, 1.085, Centro. Itapetininga (15) Alinhador/balanceador (uma vaga); Assistente de logística (uma vaga); Assistente de planejamento logístico (uma vaga); Auxiliar contábil (uma vaga); Contador (duas vagas); Maçariqueiro (uma vaga); Mecânico (uma vaga); Operador de motosserra (uma vaga); Operador de retro-escavadeira (uma vaga); Representante comercial (uma vaga); Soldador (três vagas); Vigia (uma vaga). O PAT fica na rua Monsenhor Soares, 251, Centro. Itapeva (seis vagas) Caseiro (uma vaga); Empregada doméstica (duas vagas); Mecânico de automóvel (duas vagas); Vendedor externo (uma vaga). O PAT fica na rua Lucas de Camargo, 290, Centro Pilar do Sul (quatro vagas) Motorista de caminhão (uma vaga); Farmacêutico (uma vaga); Vendedor externo (duas vagas) O PAT fica na Avenida Antônio Lacerda, 308 , Santa Cecília. Piraju (10 vagas) Costureiro em máquinas de confecção em série (três vagas); Controlador de pragas (uma vaga); Açougueiro (uma vaga); Auxiliar de serviços gerais (uma vaga); Jardineiro (uma vaga); Padeiro (uma vaga); Serralheiro (uma vaga); Mecânico de autos (uma vaga). O PAT fica na rua Esteves Kristensen, 175, Jardim Jurumirim Taquarituba (12 vagas) Vendedor de eletrodomésticos (uma vaga); Cobrador (uma vaga); Montador de móveis (uma vaga); Auxiliar administrativo (uma vaga); Auxiliar de almoxarifado (uma vaga); Crediarista (uma vaga); Eletricista industrial (uma vaga); Operador de retroescavadeira (uma vaga); Trabalhador rural (uma vaga); Vendedor de móveis (uma vaga); Mecânico diesel / caminhão / trator (uma vaga); Vendedor externo (uma vaga). O PAT fica na rua 13 de Maio, 560, Centro. Tatuí (cinco vagas) Operador de máquinas florestais (uma vaga); Mecânico pleno de caminhão diesel (uma vaga); Mecânico especializado em ar condicionado automotivo (uma vaga); Engenheiro agrônomo (uma vaga); Economista financeiro (uma vaga). O PAT fica na rua Professor Adalto Pereira, 352, Vila Minghini Tietê (11 vagas) Auxiliar de comércio exterior (uma vaga); Assistente de vendas (uma vaga); Supervisor de vendas (uma vaga); Supervisor de produção (uma vaga); Mecânico de manutenção (uma vaga); Supervisão de manutenção (uma vaga); Vendedor de esquadrias de alumínio e pvc (uma vaga); Pizzaiolo (uma vaga); Soldador tig (uma vaga); Líder de costura (uma vaga); Eletricista de manutenção (uma vaga). O PAT fica na rua Domingos Aparecido Lazarin, 19, Centro. Veja mais notícias da região no G1 Itapetininga
    Polícia Civil atua em 4 estados contra grupo suspeito de estelionato e lavagem de dinheiro em empreendimentos imobiliários

    Polícia Civil atua em 4 estados contra grupo suspeito de estelionato e lavagem de dinheiro em empreendimentos imobiliários


    São cumpridas 15 ordens judiciais em quatro cidades gaúchas, e também em nos estados de Goiás, Santa Catarina e São Paulo. Polícia Civil do Rio Grande do Sul durante o cumprimento das ordens judiciais na manhã desta quarta-feira (23) Polícia...


    São cumpridas 15 ordens judiciais em quatro cidades gaúchas, e também em nos estados de Goiás, Santa Catarina e São Paulo. Polícia Civil do Rio Grande do Sul durante o cumprimento das ordens judiciais na manhã desta quarta-feira (23) Polícia Civil/Divulgação A Polícia Civil do Rio Grande do Sul realiza na manhã desta quarta-feira (23) operação contra crimes de estelionato, lavagem de dinheiro e associação criminosa, supostamente praticados por um grupo econômico responsável por empreendimentos imobiliários que não eram concluídos, ou sequer saiam do papel. A ação conta ainda com o apoio das polícias de Santa Catarina, São Paulo e Goiás, e é coordenada pela Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Administração Pública e Ordem Tributária, que cumpre as ordens judiciais em endereços de empresas que fazem parte do M.Grupo, na casa dos investigados, de uma advogada e de funcionários. O G1 entrou em contato com o representate legal da empresa, mas ainda não obteve resposta. São cumpridas 15 ordens judiciais de busca e apreensão nas cidades gaúchas de Porto Alegre, Canoas, Gramado e Nova Santa Rita. Em São Paulo, a ação acontece na capital paulistana e em São Carlos. Em Santa Catarina, a polícia cumpre os mandados em Florianópolis, e em Goiás, na capital, Goiânia. A investigação foi iniciada no primeiro semestre de 2016. Diretores, sócios e avalistas da empresa são apontados pela polícia como responsáveis pelas operações conduzidas pelo grupo econômico. A polícia apura sucessivos negócios de venda de imóveis ainda na planta que tiveram as obras abandonadas, ou sequer haviam saído do papel. É citado o caso de um edifício que não teve autorização para incorporação. Com o cumprimento das ordens judiciais, na operação denominada Torre Negra, a polícia busca apreender documentos que possam corroborar com que o que foi apurado pela polícia até o momento. Centenas de pessoas afetadas De acordo com o advogado Arthur Silveira coordenador da massa falida do M.Grupo, que representa os os afetados pelos empreendimentos não concluídos, o número de pessoas afetadas ainda é apurado, mas a estimativa é de que centenas de pessoas podem ter sido atingidas. "Ainda estamos na fase de avaliação [...] mas estima-se que, no mínimo, entre 500 e 600 pessoas tenham sido diretamente lesadas", afirma Silveira, citando um empreendimento do programa Minha Casa, Minha Vida não concluído na Região Metropolitana de Porto Alegre, que deixou de entregar 400 unidades habitacionais. Segundo ele, a Justiça determinou o bloqueio de 104 empresas ligadas ao grupo com o objetivo de garantir o ressarcimento dos prejudicados pela falência do grupo. Os valores, em capital social, apesar de ainda não determinados, chegam aos bilhões de reais. "São valores significativos que foram bloqueados, mas que ainda não sabemos se essa quantia existe, ou se são apenas cotas dos fundos", afirma Silveira. Documento é analisado por policial durante o cumprimento de ordem judicial no RS Polícia Civil/Divulgação Pistola e munição localizada pela polícia durante a operação na manhã desta quarta-feira Polícia Civil/Divulgação
    Concessionária obtém liminar contra bloqueios na Castello Branco e Raposo Tavares

    Concessionária obtém liminar contra bloqueios na Castello Branco e Raposo Tavares


    Caminhoneiros protestam em estradas contra alta do preço do diesel. Multa pelo descumprimento é de R$ 300 mil. Rodovia Castello Branco, que liga capital paulista a Sorocaba, Tatuí e outras cidades do interior do estado Google Street...


    Caminhoneiros protestam em estradas contra alta do preço do diesel. Multa pelo descumprimento é de R$ 300 mil. Rodovia Castello Branco, que liga capital paulista a Sorocaba, Tatuí e outras cidades do interior do estado Google Street View/Reprodução A concessionária CCR ViaOeste obteve, na noite de terça-feira (22), uma liminar contra bloqueios nas rodovias que controla, a Castello Branco e Raposo Tavares. A decisão judicial é referente aos atos ocorridos desde segunda-feira (21) nas estradas administradas pela empresa. A decisão determina que fica proibido “no leito carroçável e no acostamento das Rodovias acima individualizadas, o contingenciamento de pessoas e estacionamento de veículos destinados à manifestação pública dos réus, bem como, por Centrais Sindicais, Órgãos de Classe e Movimentos Sociais, estes últimos caso identificados por ocasião da realização do evento, seja em toda a sua extensão e, especialmente, no trecho que corta este município e no acesso a capital, através do tráfego de pessoas ou estacionamento de veículos destinados a participação de manifestação coordenada pelos réus”. Segundo a liminar, a multa estabelecida para o descumprimento é de R$ 300 mil. A liminar em favor da ViaOeste foi concedida pela juíza Renata Bittencourt Couto da Costa, titular da 4ª Vara Cível de Barueri e válida por todo o trecho controlado pela concessionária. Nesta quarta (23), pelo terceiro dia seguido, caminhoneiros bloqueiam estradas em protesto contra o preço do diesel em São Paulo e outras partes do país. Ao longo da manhã, houve manifestações nas rodovias Régis Bittencourt, Dutra e Padre Manuel da Nóbrega. No total, a Via Oeste administra 168,6 km de rodovias. Na Castello Branco, o trecho vai de Osasco a Itu. Na Raposo Tavares, de Cotia a Araçoiaba da Serra. A concessionária também controla as rodovias Senador José Ermírio de Moraes (SP-075), de Sorocaba a Itu e Dr. Celso Charuri (SP-091/270), em Sorocaba.
    Quatro anos depois, ainda há obras prometidas para Copa no Brasil inacabadas em 11 das 12 cidades-sede

    Quatro anos depois, ainda há obras prometidas para Copa no Brasil inacabadas em 11 das 12 cidades-sede


    A maioria é nas áreas de mobilidade urbana e aeroportos. Responsáveis alegam falta de recursos, problemas com construtoras, impasses judiciais e com desapropriações.  VLT de Cuiabá tem só 6 km de trilhos construídos, do total de 22...


    A maioria é nas áreas de mobilidade urbana e aeroportos. Responsáveis alegam falta de recursos, problemas com construtoras, impasses judiciais e com desapropriações.  VLT de Cuiabá tem só 6 km de trilhos construídos, do total de 22 km Gcom-MT Os quatro anos que separam a Copa no Brasil do Mundial que começa no próximo dia 14 na Rússia não foram suficientes para terminar obras de infraestrutura que deveriam ter sido entregues até 2014. De todas as 12 cidades-sede brasileiras, 11 têm algum projeto que chegou a ser prometido para a Copa ainda inacabado. Apenas o Rio concluiu todas as obras, não necessariamente dentro do prazo para a Copa de 2014. Além disso, a cidade recebeu a Olimpíada dois anos depois, razão pela qual muitos projetos não foram deixados de lado assim que o torneio de futebol terminou – como ocorreu em outras capitais. A maioria das obras que ainda não foram entregues é da área de mobilidade urbana ou de ampliação e melhorias em aeroportos. Falta de dinheiro, problemas com empreiteiras, contratos rescindidos e impasses judiciais e com desapropriações estão entre as causas do atraso de anos na conclusão dos projetos, segundo as administrações. Quatro anos depois, ainda há obras prometidas para Copa no Brasil inacabadas em 11 cidades Veja a situação em cada cidade-sede: Belo Horizonte Aeroporto de Confins ainda tem obras prometidas para a Copa inacabadas Humberto Trajano/ G1 No Aeroporto Internacional de Confins há obras de ampliação e modernização do terminal paradas desde setembro de 2014. A empresa que opera o local desde agosto daquele ano afirma que melhorias prometidas para a Copa são responsabilidade da Infraero. Ambas estão em negociação para concluir as intervenções. Veja a reportagem completa Cuiabá Nove obras prometidas para a Copa de 2014 seguem inacabadas na capital de Mato Grosso – e isso tem custado caro aos cofres públicos. Entre elas, está a construção do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), que já consumiu R$ 1,066 bilhão e está parada desde dezembro de 2014. Só 6 km de trilhos foram concluídos, do total de 22 km. Uma nova licitação será feita e não há prazo de conclusão. Enquanto isso, a manutenção de 42 vagões e de outros materiais já comprados custa R$ 16 milhões por mês. Veja a reportagem completa Curitiba Obra inacabada de responsabiliade do Governo do Paraná que faz parte do projeto Corredor Aeroporto/Rodoferroviária Giuliano Gomes/PR Press Quatro das 13 obras prometidas para a Copa ainda não foram concluídas – três de responsabilidade do governo estadual, e duas, da Prefeitura de Curitiba. Todas elas fazem ligação entre a capital e a Região Metropolitana, como o corredor Aeroporto-Rodoferroviária – onde já foram investidos mais de R$ 44 milhões – e a reforma e ampliação do Terminal do Santa Cândida. Entre as razões alegadas para o atraso de anos estão problemas com as empresas que venceram as licitações e impasses judiciais. Veja a reportagem completa Brasília Imagem aérea do estádio Mané Garrincha em Brasília TV Globo/Reprodução São cinco obras prometidas para a Copa atrasadas, entre elas a urbanização do entorno do estádio Mané Garrincha e a construção do VLT entre o Aeroporto de Brasília e o Plano Piloto. Em 2012, o governo do DF desistiu de entregar o entorno do estádio a tempo para a Copa. Novos prazos foram estabelecidos, mas desde então nada foi feito. O projeto do VLT foi cancelado definitivamente em 2015. Na ocasião, o Metrô, responsável pela obra, disse que estudava "novos traçados para o veículo". Três anos depois, nenhum novo plano foi anunciado. Foram gastos pelo menos R$ 20 milhões antes da suspensão do projeto. Veja a reportagem completa Fortaleza Obras do Aeroporto de Fortaleza viraram amontoado de ferro e concreto. TV Verdes Mares/Reprodução A previsão de entrega da expansão do Aeroporto Pinto Martins era dezembro 2013, mas os trabalhos foram interrompidos em maio de 2014. O Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) que iria cruzar 22 bairros também não foi entregue e, em alguns pontos da obra, moradores convivem com transtornos há seis anos. Com custo inicial de R$ 307,5 milhões, a obra do VLT teve o contrato rompido pelo governo estadual com o consórcio responsável após uma série de atrasos. Desde então, cinco licitações foram feitas para tentar dar continuidade à obra – que se encontra com 75,32% de avanço. Veja a reportagem completa Manaus Obra de Centro de Atendimento ao Turista no Centro Antigo de Manaus está parada Adneison Severiano/G1 AM O BRT, sistema de ônibus rápido, seria o principal meio de transporte para os torcedores até a Arena da Amazônia. Porém, em 2012, o governo estadual e a prefeitura desistiram de entregar a obra para a Copa, alegando atraso na liberação de recursos para o projeto. Mas ficou a promessa de entregá-lo depois do Mundial – porém a obra ainda nem foi licitada. A prefeitura afirma que o projeto já está pronto, mas não dá detalhes nem prazos. Dos três Centros de Atendimento ao Turistas prometidos para a Copa, um está com as obras paradas e os outros nem saíram do papel. Veja a reportagem completa Natal Ao menos quatro obra previstas para a Copa na capital do Rio Grande do Norte ainda não foram entregues. A mais atrasada é a reforma e padronização de 55 km de calçadas nas avenidas que dão acesso à Arena das Dunas, na Zona Sul da cidade. Com 5% do projeto executado, a obra precisou ser parada por problemas com desapropriações. A obra dos acessos ao Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves deve ser entregue dentro de 60 dias sem o viaduto que era previsto para ligar a estrada à BR-304 por falta de dinheiro para essa etapa. Veja a reportagem completa Porto Alegre Obra na Avenida Cristóvão Colombo, em Porto Alegre, estava prevista para a Copa 2014, mas está parada desde que o consócio desistiu do contrato alegando dificuldades financeiras Lucas Bubols/G1 Das 18 obras previstas para a Copa de 2014 na capital gaúcha, dez estão atrasadas e duas nem começaram – todas na área de mobilidade urbana. Parte de um financiamento de R$ 120 milhões do Banrisul será usado para concluir alguns dos projetos. Veja reportagem completa Recife Previsto para a Copa do Mundo, Terminal Integrado da IV Perimetral no Recife ainda não foi entregue Marlon Costa/Pernambuco Press São cinco as obras de mobilidade prometidas para a Copa ainda não entregues. Além disso, o governo do estado rescindiu no ano passado o contrato para construir a Cidade da Copa, projeto apresentado como primeiro modelo de cidade inteligente no Brasil. Veja a reportagem completa Rio de Janeiro Estação do BRT Transcarioca está sem algumas das portas de vidro Yasmim Restum/ G1 A cidade tem as obras prometidas para a Copa do Brasil concluídas. Entretanto, um dos principais investimentos de mobilidade para o Mundial sofre com vandalismo e falta de manutenção. O G1 percorreu os 39 km do BRT Transcarioca, que liga a Barra da Tijuca ao Galeão, e viu sinais de depredação em ao menos 26 das 47 estações. Usuários reclamam do serviço, de portas quebradas, sujeira e falta de manutenção. O custo da obra chegou a quase R$ 2 bilhões, R$ 700 milhões a mais que o valor inicial. O contrato é alvo de investigação na Lava Jato. Veja a reportagem completa Salvador Reformas no aeroporto internacional da capital baiana se arrastam até hoje. Houve troca de administração da Infraero para uma empresa francesa, que ainda irá concluir a nova área de check-in. A implementação do BRT na cidade chegou a estar na lista das obras prometidas para a Copa de 2014, mas foi retirada porque não ficaria pronta a tempo. A ordem de serviço para iniciar as obras só foi assinada em março deste ano. Veja a reportagem completa São Paulo Operários trabalham nas obras da estação Chucri Zaidan da linha 17-ouro do monotrilho na Zona Sul de São Paulo Marcelo Brandt/G1 A Linha 17-Ouro do monotrilho, que chegou a ter a inauguração anunciada para antes da Copa de 2014, até hoje não teve nenhuma estação entregue. O projeto foi retirado da lista de obras do Mundial por causa da mudança do estádio da Copa para Itaquera, na Zona Leste. Desde então, os valores da obra aumentaram, e os prazos foram sucessivamente ampliados. A construção tem sido investigada e alvo de vários questionamentos do Tribunal de Contras do Estado. Inicialmente orçada em R$ 1,39 bilhão, a obra agora deve chegar a R$ 3,5 bilhões. De acordo com o Metrô, a execução do trecho prioritário, entre o Aeroporto de Congonhas e a estação Morumbi da CPTM, está em andamento e deve ser entregue em 2019. Veja a reportagem completa
    Relatório da Human Rights Watch considera degradante tratamento a deficientes em instituições do Brasil

    Relatório da Human Rights Watch considera degradante tratamento a deficientes em instituições do Brasil


    'Eles ficam até morrer' detalha as condições sub-humanas a que pessoas com mobilidade e sentidos reduzidos são expostas no país. Grupo de crianças em instituição superlotada que abriga 109 internos na Bahia. Reprodução/ Human Rights Watch O...


    'Eles ficam até morrer' detalha as condições sub-humanas a que pessoas com mobilidade e sentidos reduzidos são expostas no país. Grupo de crianças em instituição superlotada que abriga 109 internos na Bahia. Reprodução/ Human Rights Watch O Brasil tem uma legislação considerada avançada para garantir direitos das pessoas com deficiência. Mas a realidade é bem diferente da teoria. Essa é uma das conclusões do relatório que a Human Rights Watch divulga nesta quarta-feira (23), no Rio de Janeiro, sobre as condições de vida e o tratamento de quem tem mobilidade e sentidos reduzidos ou sofre de distúrbios psicossociais, entre outras deficiências. O documento alerta também para a ausência de apoio público e de fiscalização nas instituições que se propõem a cuidar e a abrigar estas pessoas. Em praticamente todos os locais visitados e que deveriam acolher e ajudar os portadores de deficiência a se desenvolverem, pesquisadores encontraram condições degradantes, como adultos e crianças amarrados a camas e que passam o dia sem nenhum estímulo que os permita buscar uma vida com independência. “Eles ficam até morrer”, afirmou diretor de abrigo, cuja frase deu nome ao relatório. Dezenove abrigos foram visitados no Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia e Distrito Federal. O levantamento foi realizado entre novembro de 2016 e março de 2018. No RJ, solidão e maus-tratos nas instituições Pesquisadores destacam o grande número de pessoas dividindo o mesmo espaço e a falta de roupas e bens pessoais de cada interno. Em alguns locais, até escova de dentes é compartilhada. Grupo de pessoas com deficiência em pátio de instituição no Rio de Janeiro. Eles ficam do lado de fora por algumas horas, mas passam a maior parte do dia confinados. Reprodução/ Human Rights Watch Internos dopados e camisa de força O que mais surpreendeu a HRW foi o frequente uso de medicamentos sem prescrição terapêutica, apenas para "acalmar" internos mais agressivos, mantendo-os dopados. Os relatos de pessoas que trabalham nestas instituições mostram um panorama sombrio para os internos que demonstrem qualquer tipo de reação fora da esperada. "Às vezes usamos camisa de força e colocamos as pessoas em um cômodo de isolamento para se acalmarem", contou um funcionário de uma das instituições. Não foi o único relato do tipo. “Às vezes, a gente amarra as pessoas com lençóis ou usamos camisa de força por cerca de 30 minutos até a medicação fazer efeito”, explicou uma enfermeira. Adultos com deficiência contavam com pouca ou nenhuma privacidade em pelo menos 12 das instituições visitadas. Em uma delas, cerca de 30 pessoas viviam em grandes alas ou quartos com camas colocadas lado a lado, sem cortinas ou qualquer outra forma de separação. Jovem amarrado a sua cama em uma instituição para 32 pessoas com deficiência no Rio de Janeiro Reprodução/ Human Rights Watch Falta de atividades A falta de atividades ocupacionais foi outro problema encontrado. Os portadores de deficiência tinham pouca ou nenhuma ação relevante ao longo do dia. No caso das crianças, muitas não tinham contato humano regular nem frequentavam instituições de ensino, e as poucas que conseguiam eram instruídas de forma limitada e segregada. Embora a lei brasileira determine que as crianças não podem permanecer internadas em instituições deste tipo por mais de 18 meses, salvo os casos em que há determinação judicial ou médica, muitas ocupam vagas neste tipo de local por muito mais tempo. De acordo com funcionários, muitos perderam o contato com os pais. "O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), a Organização Mundial de Saúde e décadas de pesquisa em ciências sociais revelam que ambientes institucionais podem limitar o desenvolvimento físico, intelectual, emocional e social de crianças separadas das famílias e colocadas em instituições, devido a uma estimulação ou motivação inadequada, à falta de um envolvimento ou contribuição consistente de cuidadores, à falta de reabilitação, além de outras privações", destaca um trecho do documento. Ala psiquiátrica de instituição para deficientes no Rio de Janeiro Reprodução/ Human Rights Watch Dados imprecisos Os dados sobre este tipo de instituição também são considerados falhos pelos pesquisadores da Human Rights Watch. Usando como referência informações da Secretaria Nacional de Assistência Social, vinculada ao Ministério do Desenvolvimento Social, até 2016, no início da pesquisa, havia 5.078 crianças com deficiência vivendo em abrigos ou outras instituições de acolhimento. A entidade considera que este número não representa a realidade, pois os dados são obtidos por meio de um questionário obtido pelas próprias instituições, sem uma checagem posterior ou uma supervisão por parte dos órgãos públicos. De acordo com a mesma fonte, no mesmo período 5.037 adultos também viviam em clínicas ou outros locais destinados ao cuidado de deficientes. Funcionários despreparados Outro ponto ressaltado pelo documento da Human Rights Watch é a falta de preparo dos funcionários nas instituições analisadas. "Diversos estudos de caso demonstram que a institucionalização de crianças, independentemente de suas condições materiais, é prejudicial ao seu desenvolvimento emocional, cognitivo, físico e social quando o cuidado prestado foca apenas nas necessidades básicas, sem uma relação individualizada", afirma a entidade. Os pesquisadores encontraram uma realidade de falta de profissionais, que fazia com que internos fossem deixados de lado em camas ou cadeiras na maior parte do dia. Jovem em um dormitório de uma instituição no Rio de Janeiro. Reprodução/ Human Rights Watch Abusos e negligência Além disso, muitas vezes eles não eram preparados para lidar com crianças e adultos portadores de deficiência, correndo o risco de agravar os quadros de saúde dos internos. "Em várias instituições, a Human Rights Watch documentou abusos, incluindo maus-tratos, negligência, uso de restrições para controlar ou punir os residentes, sedação, bem como condições desumanas e degradantes. As condições e o tratamento foram particularmente abusivos nas instituições com número elevado de pessoas com necessidade de apoio intensivo", esclarece. Em uma das instituições visitadas, os internos usavam fraldas e sequer saíam das camas para ir ao banheiro. A mãe de um dos residentes afirmou aos investigadores que acreditava que alguns deles, incluindo o seu filho, poderiam usar o banheiro normalmente se possuíssem o apoio adequado. A falta de equipamentos de mobilidade, que permitissem a circulação dos internos, chamou a atenção. Em Salvador, um jovem de 18 anos que possuía uma deficiência que comprometeu os músculos das pernas tinha dificuldade para sair do quarto que dividia com outra pessoa. Circular pelos corredores era extremamente penoso, e ele não tinha uma cadeira de rodas. "Meu sonho é ver o mar, mas eu não tenho cadeira de rodas para ir e ver", contou o jovem aos pesquisadores. A instituição onde ele vive fica a 200 metros da praia. Interno de instituição em Salvador sonha em conhecer o mar. Local fica a 200 metros da praia. Reprodução/ Human Rights Watch Em um dos locais visitados, os internos dormiam em colchões no chão. Outros não possuíam lençóis que forrassem a cama, contando apenas com um pedaço de pano para se cobrir. "Funcionários de uma instituição disseram que as fraldas estavam em falta e contavam com apenas duas fraldas para adultos ou crianças por dia. Como resultado, alguns residentes tinham que permanecer com fraldas sujas por longos períodos", destaca outro trecho do documento.
    Após pedido de vista, STJ adia decisão sobre equiparação da guarda de animal à de filho

    Após pedido de vista, STJ adia decisão sobre equiparação da guarda de animal à de filho


    Corte definirá se visitação a animais deve ou não seguir mesmas regras em caso de separação do casal. Decisão foi adiada após ministro Marco Buzzi pedir mais tempo para analisar o caso. Ministros do STJ reunidos em plenário durante a sessão...


    Corte definirá se visitação a animais deve ou não seguir mesmas regras em caso de separação do casal. Decisão foi adiada após ministro Marco Buzzi pedir mais tempo para analisar o caso. Ministros do STJ reunidos em plenário durante a sessão desta terça (22) Hamanda Viana/G1 O Superior Tribunal de Justiça adiou nesta terça-feira (22) a decisão sobre se equipara a guarda de animais domésticos à de filhos em caso de separação. Neste caso específico, a Corte definirá se a visitação aos bichos deve ou não seguir as mesmas regras relacionadas às crianças (leia detalhes mais abaixo). O placar está em 2 votos a 1 por permitir as visitas aos animais, mas sem equiparar à guarda de filhos. Na sessão desta terça, o relator do caso, Luis Felipe Salomão, argumentou que não se pode equiparar a guarda de animais à de filhos, embora ele tenha ressaltado que o Poder Judiciário tem sido chamado, cada vez mais, a decidir sobre o tema. Salomão afirmou, ainda, ser preciso considerar que, diante das novas configurações de família, os animais de estimação significam mais que objetos, como são definidos pelo Código Civil. "Os animais são cada vez mais tratados como membros da família." Entenda o caso Um casal de São Paulo estava junto há sete anos e, ao terminar o casamento, os dois declararam que não havia nenhum bem em comum para partilhar. Depois da separação, o homem entrou com uma ação na Justiça pedindo a regulamentação das visitas à cachorra que pertencia a eles. O ex-marido usou como argumento o "intenso apego" ao animal, com quem tinha "verdadeiro laço afetivo", e afirmou ser responsável pelo valor da compra e dos gastos relacionados à cadela. De acordo com o processo, mesmo depois da separação, o homem sempre visitava a cachorra, mas, com o passar do tempo, a ex-mulher passou a proibir as visitas, o que teria lhe causado "intensa angústia". O juiz de primeira instância responsável pelo caso compreendeu que a relação entre animais de estimação e donos não pode ser equiparada à de pais e filhos, apesar da inegável relação afetiva existente. Além disso, entendeu que não poderia se falar em direito de visitação, pois a mulher comprovou ser a única dona da cachorra.
    Operação da Anatel mira distribuição de produtos piratas em 7 estados 

    Operação da Anatel mira distribuição de produtos piratas em 7 estados 


    Fiscalização ocorre desde o início da manhã e tem como alvo 15 empresas distribuidoras de equipamentos de telecomunicações. Anatel faz operação de combate à pirataria de TVs por assinatura A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel)...


    Fiscalização ocorre desde o início da manhã e tem como alvo 15 empresas distribuidoras de equipamentos de telecomunicações. Anatel faz operação de combate à pirataria de TVs por assinatura A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) realizou nesta terça-feira (22) uma operação contra a distribuição de produtos de telecomunicação sem autorização para serem comercializados no Brasil. A operação ocorreu em 14 cidades de 7 estados brasileiros - Bahia, Minas Gerais, Mato Grosso, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. De acordo com o Superintendente de Fiscalização da Anatel, Juliano Stanzani, a ação dos fiscais ocorreu simultaneamente em 15 empresas distribuidoras desses equipamentos. Em balanço parcial divulgado por volta das 18h30, a Anatel informou que 10.225 produtos haviam sido apreendidos durante a operação, entre eles tranceptores (equipamento usado na transmissão de sinal de banda larga), telefones IP, antenas para banda larga sem fio e cabos de rede. Mais de 10 mil produtos foram apreendidos pela Anatel, entre eles tranceptores, telefones IP, antenas para banda larga sem fio e cabos de rede. Divulgação/Anatel
    Confira a programação do 'palco extra' da Festa Junina de Votorantim

    Confira a programação do 'palco extra' da Festa Junina de Votorantim


    Confira o cronograma de shows da edição 2018 do evento, que será realizada entre os dias 6 de junho e 1º de julho, na Praça de Eventos 'Lecy de Campos'. 103ª Festa Junina de Votorantim divulga programação completa Divulgação A organização...


    Confira o cronograma de shows da edição 2018 do evento, que será realizada entre os dias 6 de junho e 1º de julho, na Praça de Eventos 'Lecy de Campos'. 103ª Festa Junina de Votorantim divulga programação completa Divulgação A organização da Festa Junina de Votorantim anunciou, nesta terça-feira (22), a relação de artistas que vão se apresentar no Palco Cultura, na praça de alimentação. Os artistas farão as aberturas dos shows principais, entre os dias 6 de junho e 1º de julho. Em parceria com a Comissão Municipal de Assistência Social (Comas), a Secretaria da Cultura, Turismo e Lazer (Sectur) selecionou 20 artistas para o "placo extra". Veja o cronograma de apresentações: Dia 06/06 (quarta-feira) - Thiago Silva e Alexandre; Dia 07/06 (quinta-feira) - Alessandra Beraldo; Dia 08/06 (sexta-feira) - Neto Baroni e Cleverson D'Freitas; Dia 09/06 (sábado) - Gabriel Bagon; Dia 10/06 (domingo) - Festival com artistas covers; Dia 13/06 (quarta-feira) - Praia Souza e Valdo Lima; Dia 14/06 (quinta-feira) - Sérgio e Gabriel; Dia 15/06 (sexta-feira) - Felipe Lima e Renan; Dia 16/06 (sábado) - Apresentação de academias de dança; Dia 17/06 (domingo) - Festival de música com artistas autorais; Dia 20/06 (quarta-feira) - Ministério E.S.; Dia 21/06 (quinta-feira) - Expresso 015; Dia 22/06 (sexta-feira) - The Lamberts; Dia 23/06 (sábado) - Grupo Pego de Surpresa; Dia 24/06 (domingo) - André Lui e Padilha; Dia 27/06 (quarta-feira) - Orquestra de Viola São Gonçalo; Dia 28/06 (quinta-feira) - Diamantino e Platinense, Vitória da Viola e Lúcia Lyra; Dia 29/06 (sexta-feira) - Crusherz e Suliside Vila; Dia 30/06 (sábado) - Fragata Júpiter; Dia 01/07 (domingo) - Final do festival de música. A programação dos shows principais foi divulgada em março, e conta com atrações como Anitta, Alok e Mc Kevinho. Confira a lista completa de shows. Saiba como e onde comprar ingressos Veja mais notícias sobre a Festa Junina de Votorantim

    Primeira Turma do STF condena Maluf a 2 anos e 9 meses de prisão domiciliar


    Deputado afastado foi condenado por falsidade ideológica para fins eleitorais. Paulo Maluf já cumpre prisão domiciliar por ter sido condenado em outro processo. STF condenou o deputado Paulo Maluf, PP, a 2 anos e 9 meses de prisão domiciliar A...

    Deputado afastado foi condenado por falsidade ideológica para fins eleitorais. Paulo Maluf já cumpre prisão domiciliar por ter sido condenado em outro processo. STF condenou o deputado Paulo Maluf, PP, a 2 anos e 9 meses de prisão domiciliar A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) condenou nesta terça-feira (22) o deputado afastado Paulo Maluf (PP-SP) a 2 anos e 9 meses (em prisão domiciliar), além do pagamento de multa, por falsidade ideológica para fins eleitorais. Maluf já está preso desde o ano passado por ter sido condenado em outro processo (entenda). Sobre a condenação desta terça, a defesa do deputado afastado informou que não irá se manifestar. Durante a sessão do STF, o relator do caso, ministro Luiz Fux, entendeu que há elementos que comprovam o crime cometido por Paulo Maluf. "Diante destes dados, eu entendo que a materialidade delitiva está bem comprovada", votou Fux. O ministro também considerou que, como não é possível o comparecimento do deputado à Câmara, a Casa deve declarar a perda do mandato de Maluf - Fux determinou que a Mesa da Câmara seja comunicada para tomar as providências. Rosa Weber, Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso acompanharam o voto do relator. Em seguida, o ministro Marco Aurélio Mello considerou que há elementos suficientes sobre a autoria e materialidade do crime e votou pela condenação, mas ressaltou que, para ele, não cabe ao STF este tipo julgamento. Isso porque, no início deste mês, a Corte entendeu que o foro privilegiado de deputados federais e de senadores só vale para casos de crimes cometidos no exercício do mandato e em função da atividade parlamentar. Entenda a denúncia A denúncia contra Maluf foi apresentada pelo Ministério Público Federal em 2013 e acolhida pelo Supremo em 2015. Segundo a Procuradoria Geral da República, Maluf teve despesas eleitorais de R$ 168,6 mil pagas pela empresa Eucatex, que pertence à família do parlamentar. Ainda de acordo com o MP, atualmente os valores alcançam cerca de R$ 260 mil, o equivalente a 21% dos recursos usados na campanha do deputado afastado. As despesas não foram declaradas na prestação das contas de campanha ao Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo. Acusação A Procuradoria Geral da República argumenta que três notas fiscais emitidas pela Eucatex, "sem sombra de dúvidas", indicam que as despesas pagas pela empresa "custearam a confecção de material de campanha de Paulo Maluf". O subprocurador da República Paulo Gustavo Gonet Branco sustentou, durante a sessão do Supremo, que há anotações nas notas fiscais que indicam que os recursos eram para a campanha. "Há provas testemunhais que confirmam a realidade do pagamento", declarou Branco, acrescentando: "O que acontece é que as provas convergem para acreditar que o réu participou ativamente na elaboração do documento que foi apresentado à Justiça Eleitoral". O que diz a defesa Quando a ação penal foi aberta, a defesa de Maluf alegou que o parlamentar não assinou a prestação de contas da campanha e que houve mero equívoco, sem a intenção de fraudar o documento apresentado à Justiça Eleitoral. Na sessão desta terça, a advogada do deputado, Patrícia Rios Salles de Oliveira, declarou que em nenhum momento foi comprovada a intenção de cometer o crime. "Nunca, em momento algum, ficou comprovado o dolo necessário para a tipificação do crime", declarou a advogada, ressaltando que as notas fiscais que indicariam a participação do parlamentar no delito são apócrifas e manuscritas. A advogada pediu que, caso a Turma condenasse o deputado, aplicasse a prisão domiciliar já que o estado de saúde de Maluf, segundo a defesa, é "extremamente delicado". Prisão de Maluf Paulo Maluf cumpre prisão domiciliar desde o dia 30 de março, em razão da condenação em outra ação penal. Em maio do ano passado, o Supremo Tribunal Federal, condenou o deputado a 7 anos e 9 meses de prisão por lavagem de dinheiro, no período em que o parlamentar foi prefeito de São Paulo, entre 1993 e 1996. Em setembro de 2017, o ministro Edson Fachin determinou o “imediato início” do cumprimento da pena.
    Etec abre inscrições para curso gratuito de assentador de portas em Rio Preto

    Etec abre inscrições para curso gratuito de assentador de portas em Rio Preto


    Interessados devem se inscrever até o dia 4 de junho. Podem participar pessoas a partir de 18 anos de idade, com ou sem conhecimento prévio na área. Curso profissionalizante gratuito está com inscrições abertas em São José do Rio Preto Diego...


    Interessados devem se inscrever até o dia 4 de junho. Podem participar pessoas a partir de 18 anos de idade, com ou sem conhecimento prévio na área. Curso profissionalizante gratuito está com inscrições abertas em São José do Rio Preto Diego Bachiéga/Prefeitura de Bertioga Estão abertas até dia 4 de junho as inscrições para o curso profissionalizante gratuito de assentador de portas promovido pela prefeitura de São José do Rio Preto (SP) em parceria com a ETEC Philadelpho Gouvêa Netto. Ao todo, são 80 vagas disponibilizadas no curso que tem o objetivo de proporcionar formação para marceneiros, "maridos de aluguel", pedreiros e demais profissionais de construção civil. As aulas acontecerão na ETEC, em Rio Preto, nos dias 6 de junho e 3 de julho e em data intermediária a ser definida. Ao final do curso, os participantes receberão arquivo de material gráfico para divulgar seus serviços. Podem participar pessoas a partir de 18 anos de idade, com ou sem conhecimento prévio na área. Os interessados devem se inscrever pelo site. Veja mais notícias da região no G1 Rio Preto e Araçatuba
    Caminhoneiros voltam a protestar em rodovias contra alta do diesel

    Caminhoneiros voltam a protestar em rodovias contra alta do diesel


    Atos ocorrem em pelo menos 24 estados. Caminhoneiros protestam em trecho da BR-116 em Lages, Santa Catarina Fom Conradi/Futura Press/Estadão Conteúdo Alta dos combustíveis mobiliza caminhoneiros pelo segundo dia Caminhoneiros voltaram a protestar...


    Atos ocorrem em pelo menos 24 estados. Caminhoneiros protestam em trecho da BR-116 em Lages, Santa Catarina Fom Conradi/Futura Press/Estadão Conteúdo Alta dos combustíveis mobiliza caminhoneiros pelo segundo dia Caminhoneiros voltaram a protestar em rodovias federais e estaduais nesta terça-feira (22). Na segunda, foram registrados atos em ao menos 24 estados. A maioria dos atos impede a passagem de caminhões, mas libera a de carros de passeio e outros veículos. Alguns protestos ocorrem apenas nos acostamentos. A Justiça Federal de SC e do PR proibiram que os manifestantes ocupem ou dificultem a passagem em rodovias federais. A categoria quer a redução do valor do óleo diesel, que tem tido altas consecutivas nas refinarias. Nesta terça, o preço sobe 0,97% nas refinarias. Mas a Petrobras já anunciou que a partir de quarta-feira (23), o valor cairá 1,54%. A escalada dos preços aconteceu em meio à disparada dos valores internacionais do petróleo. As revisões podem ou não refletir para o consumidor final – isso depende dos postos. Segundo a Agência Nacional do Petróleo, do Gás Natural e dos Biocombustíveis (ANP), o preço médio do diesel nas bombas já acumula alta de 8% no ano. O valor está acima da inflação acumulada no ano, de 0,92%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Fabricantes de veículos também foram afetadas. Chevrolet, Fiat e Ford afirmaram nesta terça-feira que estão enfrentando problemas na produção em decorrência das manifestações. Nesta manhã, foram registrados atos em pelo menos 24 estados: Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe, e Tocantins. Motoristas se mobilizam no Rio Grande do Sul e em Mato Grosso Protesto de caminhoneiros em Jacareí Lucas Cardoso/TV Vanguarda Caminhoneiros bloqueiam vias de vários estados em protesto contra a alta do diesel Veja, a seguir, a situação em cada estado: Alagoas Caminhoneiros bloqueiam o km 73 da BR-101, em Messias, Zona da Mata de Alagoas. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que o bloqueio começou às 10h15. A manifestação já resulta em quatro quilômetros de congestionamento e não há previsão de liberação. Amazonas No Amazonas, o protesto acontece na BR-174, entre Manaus e Boa Vista. Bahia Caminhoneiros voltaram a fechar a BA-535, conhecida como Via Parafuso. A via chegou a ser bloqueada totalmente, mas depois foi liberada uma faixa de cada sentido. Também há ato no acostamento da BR-101, próximo a Alagoinhas, mas até por volta das 6h o trânsito não havia sido bloqueado. Ceará Caminhoneiros voltaram a protestar em dois pontos no estado. O primeiro protesto fecha um trecho da BR-116, no km 70, no município de Chorozinho, Região Metropolitana de Fortaleza. Um outro ato ocorre no km 20 da BR-116, no município de Itaitinga, também na Região Metropolitana. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal do Ceará (PRF-CE), o trânsito nestes locais está lento e não há previsão de liberação. Uma equipe da PRF-CE está no local juntamente com a Polícia Militar. Espírito Santo Motoristas voltaram a protestar em alguns pontos da BR-101: Km 305 (Viana): ato no acostamento, o trânsito é livre. Km 414 (Cachoeiro de Itapemirim): manifestação apenas no trevo; trânsito é livre. Km 156 (Ibatiba): ato no acostamento; trânsito livre apenas para carros de passeio. Goiás Protesto segue bloqueando distribuidoras de combustíveis e trechos de rodovias em Goiás. Os bloqueios são exclusivamente para caminhões. Carros de passeio, ônibus e veículos que transportam cargas perecíveis são liberados em todos os pontos de interdição. Veja os pontos: BR-050 – três pontos no trecho de Catalão BR-060 – um ponto em Rio Verde BR-153 - dois pontos em Aparecida de Goiânia e um Itumbiara BR-158 – trecho no município de Caiapônia BR-364 - um ponto em Jataí BR-414 - um ponto em Niquelândia BR-452 - um ponto em Bom Jesus de Goiás Caminhoneiros seguem bloqueando distribuidoras de combustíveis e rodovias em Goiás Maranhão Caminhoneiros fazem atos em seis pontos de rodovias que atravessam o estado. Os protestos acontecem na BR-135, em São Luís; na BR-010, em Imperatriz e Estreito; e na BR-316, em Caxias, segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF). A BR-230, em Balsas e São Domingos do Azeitão, também foi interdidata. No Km 12 da BR-135, a manifestação começou por volta das 7h30 desta terça. Os caminhoneiros estacionaram seus veículos na faixa direita da via e deixaram o fluxo do trânsito fluir. Durante a tarde, a manifestação migrou para o acesso próximo à Vila Maranhão. Já em Imperatriz, a PRF informou que o grupo de caminhoneiros bloqueou a BR-010 em um trecho do Km 246, em frente a um posto de combustível. Somente uma faixa da pista é liberada para passagem de automóveis. Em Caxias, na BR-316, o protesto se concentra Km 554. Assim como em Imperatriz, todos os outros tipos de veículos seguem com autorização dos manifestantes, exceto os caminhões. Em São Domingos do Azeitão, a 633 km de São Luís, uma manifestação começou no fim da manhã no km 216 da BR-230, próximo ao acesso para o município de Benedito Leite. São cerca de 25 a 30 manifestantes, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal. Outra protesto que se iniciou no começo da tarde ocorre no km 131 da BR-010 em Estreito, onde manifestantes também bloquearam a rodovia. Mato Grosso Dez pontos de protesto são registrados nesta manhã nas rodovias federais de Mato Grosso. Há atos em Cuiabá, Sinop, Primavera do Leste, Campo Verde, Sapezal, Comodoro, Rondonópolis, Nova Mutum e Tangará da Serra. Segundo a concessionária que administra a rodovia, Rota do Oeste, em todos os pontos está liberada a passagem de veículos de passeio, ambulâncias e veículos de carga viva e perecíveis. Protesto de caminhoneiros na BR-163 em Rondonópolis, nesta terça-feira (22) Maycon Araújo/TV Centro América Mato Grosso do Sul Em Campo Grande, caminhoneiros protestam em dois pontos da BR-163, na altura do km 477 e km 550. Eles estão liberando a passagem somente para carros de passeio, ambulâncias e ônibus, sem a queima de pneus. São cerca de 2 km de congestionamento. Na cidade de Bandeirantes, a 71 km de Campo Grande, caminhoneiros também estão parados na rodovia, km 550, sentido São Gabriel do Oeste. Já em Eldorado, a paralisação está na altura do km 39. Em Naviraí, na altura do km 117. No município de Rio Brilhante, caminhoneiros estão na altura do km 323. No caso de Paranaíba, a categoria parou na BR 158, altura do km 96 e, em Sidrolândia, BR-060, km 420, com pista liberada desde as 8h. Minas Gerais De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) há manifestantes em 20 trechos das estradas federais que cortam o estado. Uma delas é na Rodovia Fernão Dias, em Igarapé, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Os manifestantes ocupam uma faixa no sentido Belo Horizonte e outra na direção de São Paulo. Segundo a PRF, não há congestionamento em nenhuma das rodovias, porque o tráfego flui nas faixas liberadas. No Sul de Minas, os motoristas seguem parados em pelos menos quatro rodovias - Fernão Dias, BR-491, BR-265 e MG-050. Há também manifestações no Triângulo Mineiro e na região Centro-Oeste. Pará De acordo com a PRF, por volta das 9h a BR-316, no km 23, estava totalmente bloqueada nos dois sentidos. O trecho fica em Benevides, região metropolitana de Belém, onde o engarrafamento chega a 10 km de extensão. Já em Paragominas, no km 165 da BR-010, a interdição é parcial. Os manifestantes estão permitindo a passagem de veículos particulares e de emergência. Paraíba O trecho da Alça Sudoeste, na BR-230, em Campina Grande, está interditado desde as 7h. Caminhoneiros colocaram pneus na pista, mas estão liberando a passagem para carros de passeio. Também há pontos de interdição na BR-104, na saída para o Sertão paraibano e na BR-110, no município de Monteiro. Protesto também acontece na cidade de Monteiro Edivaldo José/Arquivo Pessoal Paraná Caminhoneiros fazem o 2º dia de protestos nas rodovias do Paraná contra o aumento do diesel. Não há estradas totalmente bloqueadas nas estradas federais, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Uma determinação judicial proíbe que eles fechem totalmente as rodovias federais, sob pena de multa de R$ 100 mil por hora. Pernambuco Caminhoneiros realizaram uma manifestação na BR-232, em Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco, contra o aumento no preço dos combustíveis. O protesto, que ocorreu nos dois sentidos da rodovia, teve início às 8h31 e terminou por volta das 10h20. A BR-232 foi liberada. Manifestantes também interditam uma faixa da BR-101, no município de Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o protesto começou por volta das 8h, no quilômetro 83, nas proximidades da fábrica da Vitarella. A PRF ainda não sabe informar a extensão do congestionamento no local. A BR-316, em Ouricuri, no Sertão Pernambucano, também registra protesto. O congestionamento é de cerca de 15 km nos dois sentidos. Apenas ambulâncias, veículos de carga de animais, transportes escolares e carros de passeio podem passar pelo bloqueio. Caminhoneiros bloquearam a PI-247 no Sul do Piauí Arquivo Pessoal/Eduardo Gomes Lima Piauí Mais de 200 caminhoneiros fecharam a PI-247, na entrada de Uruçuí, Sul do Piauí. A manifestação começou desde às 7h desta terça e não tem previsão para terminar. Para bloquear a rodovia, os caminhoneiros queimaram pneus e depois de negociação com a polícia decidiram liberar uma das vias para passagem de veículos de passeio e ônibus. Centenas de caminhões estão estacionados ao longo da rodovia. Rio de Janeiro Motoristas fazem manifestação em três estradas de acesso ao Rio. Na Rodovia Presidente Dutra, é interditada uma faixa no sentido Rio e o acostamento, na altura do quilômetro 276, Barra Mansa. O trânsito está fluindo pela faixa da direita e o congestionamento atinge dois quilômetros. Tempo real: acompanhe a situação do trânsito Na rodovia BR-101, caminhoneiros interditam o acostamento nos trechos de Manilha e Campos. Na Rodovia Washington Luiz, o ato é realizado em três pontos: no km 810, no acostamento, e nos km 808 e 780 nos dois sentidos da rodovia BR-040. Os motoristas permitem a passagem de outros veículos. Caminhoneiros fazem protesto em rodovias do Rio de Janeiro Reprodução / TV Globo Rio Grande do Norte Caminhoneiros voltaram a interditar parcialmente o trecho do quilômetro 106 da BR-101 em Parnamirim, região metropolitana de Natal, no final da manhã. Após deixar apenas uma faixa liberada ao tráfego, o ato foi encerrado por volta das 19h. Também foi registrada interdição na BR-304, na altura de Mossoró, no Oeste potiguar. Os caminhoneiros liberaram a via por volta das 17h40, de acordo com a PRF. Rio Grande do Sul Por volta das 8h30, caminhoneiros protestavam em ao menos 15 pontos de rodovias federais e estaduais, sem bloqueios, segundo a Polícia Rodoviária Federal. Em Araricá, a fila de caminhões parados na rodovia chegava a 8 km por volta das 9h30. Em todos os pontos, caminhoneiros se aglomeravam às margens das rodovias, abordando transportadores de cargas, mas sem prejuízos para o tráfego. A GM divulgou uma nota informando que o movimento dos caminhoneiros está impactando o fluxo logístico em suas fábricas no Brasil, com reflexo nas exportações. "Com a falta de componentes, as linhas de produção começam a ser paralisadas e também estamos enfrentando dificuldades na distribuição de veículos à rede de concessionárias", ressalta a nota. Manifestação ocorrida em Araricá, no Vale do Sinos, na madrugada desta terça-feira (22) Reprodução/RBS TV Rondônia A BR-364 foi interditada por caminhoneiros na região de Candeias do Jamari, cerca de 20 km de Porto Velho. Os manifestantes montaram barricadas de pneus e estão barrando o tráfego de caminhões, com passagem permitida apenas para ônibus, carros pequenos e ambulâncias. Até as 10h30 havia um congestionamento de mais de 10km na região. Roraima Um ato com 150 pessoas acontece no trecho urbano da BR-174, em Boa Vista. Caminhões, carretas e carros de passeio estão estacionados no acostamento da pista direito, no sentido bairro-centro. De acordo com a PRF, a uma das vias chegou a ficar interditada por 15 minutos. Santa Catarina Os atos ocorrem na Serra Catarinense, Oeste, Litoral, Vale de Itajaí, Grande Florianópolis, Norte e Sul. Caminhoneiros passaram a noite em pelo menos 17 pontos de rodovias federais. Às 8h, o km 282, na BR-101, em Imbituba, tinha bloqueio total dos caminhoneiros. Nos demais pontos não são registrados bloqueios totais no trânsito, mas a Polícia Rodoviária Federal (PRF) considerava os locais como pontos de atenção para os motoristas. São Paulo Capital: por volta das 12h40, os manifestantes bloquearam a Rodovia Régis Bittencourt nos dois sentidos incendiando uma barricada de pneus, na altura de Embu das Artes. A interrupção na via causa trânsito de cerca de 1 km tanto no sentido Curitiba quanto no sentido São Paulo. Vale do Paraíba: pelo 2º dia consecutivo, caminhoneiros protestam contra o aumento do diesel na Dutra em Jacareí, Pindamonhangaba e Lorena. Em Jacareí havia lentidão de ao menos 1 quilômetro, por volta das 7h desta terça, na região do Parque Meia Lua. Carretas e caminhões estão estacionados no acostamento da rodovia. Litoral: a categoria se concentra no viaduto da Alemoa, um dos acessos ao Porto de Santos. O protesto não causa interdições ou congestionamentos nas rodovias da região. Também há manifestação em Guarujá, na Rua do Adubo, que dá acesso aos terminais da margem esquerda do Porto de Santos. Segundo a Polícia Rodoviária, carretas não consegue passar pelo local. Na Comandante João Ribeiro de Barros (SP-255), que liga Tupã a Marília, manifestantes usaram um caminhão para interditar as duas vias, causando congestionamento. Em Botucatu, os manifestantes estacionaram cerca de 30 caminhões na rodovia João Hipólito Martins. Já em Bauru, os motoristas permanecem na rodovia Marechal Rondon, próximo ao trevo que dá acesso à Marília. Os veículos estão estacionados no acostamento, sem interferir no tráfego da rodovia. Na região de Itapetininga foram registrados protestos em Itapetininga, Capão Bonito, Taquarituba, Taquarivaí, Angatuba, Itaberá e Tatuí (SP). As manifestações estão sendo acompanhadas pela PM e Polícia Rodoviária. Nenhuma rodovia foi interditada. Na Rodovia Geraldo de Barros (SP-304), em Piracicaba, ocorre um bloqueio parcial na altura do quilômetro 169, no bairro Santa Terezinha. Os manifestantes permitem apenas a passagem de carros. Segundo a PMR, uma faixa de cada sentido foi interditada, além do acostamento. No Oeste Paulista também são realizados atos em Osvaldo Cruz, Tupi Paulista, Presidente Prudente e Panorama Em Bebedouro, na Rodovia Brigadeiro Faria Lima, a manifestação pacífica reúne entre 300 e 500 veículos. Os manifestantes falam em 700 caminhões. Em Mococa, cerca de 15 caminhoneiros realizaram uma manifestação no quilômetro 268 da Rodovia Abraão Assed (SP-338) no início da tarde. Em Salto, um grupo de caminhoneiros interditou uma das faixas e o acostamento da Rodovia Hélio Steffen (SP-75), no km 36, por volta das 18h. Um grupo de motociclistas fechou a rodovia Anhanguera, no km 56, para protestar a favor dos caminhoneiros em Jundiaí. A manifestação foi bem rápida e durou alguns minutos. Pela manhã, em Votorantim, os manifestantes se reuniram na altura do quilômetro 100 da Rodovia Raimundo Antunes Soares (SP-79), próximo a um posto de combustíveis. O trânsito não foi interditado. Cerca de 80 motoristas de vans, segundo a polícia, se concentraram no Parque das Águas, em Sorocaba. O tráfego ficou lento em vários pontos e houve congestionamento, por volta das 9h. Caminhoneiros fazem protesto no acesso ao Porto de Santos, SP. Solange Freitas/G1 Sergipe Desde as primeiras horas desta terça, dezenas de caminhoneiros fecharam a entrada o Porto de Sergipe, localizado no município de Barras dos Coqueiros, na Grande Aracaju. Por volta das 10h, os manifestantes fecharam os dois sentidos da BR-101 no Povoado Pedra Branca, no município de Laranjeiras. Caminhoneiros concentrados na acesso ao Porto de Sergipe Conlutas Tocantins Por volta das 8h, havia interdições em Araguaína, Colinas do Tocantins, Fortaleza do Tabocão, Paraíso do Tocantins, Gurupi e Pedro Afonso. É impedida a passagem de caminhões e caminhonetes. Em Alvorada, também foi registrado protesto, mas não há interdição. Caminhões fecham trecho da BR-153 em Gurupi Jairo Santos/TV Anhanguera
    Campanha arrecada roupas e camas para cães e gatos em Jundiaí

    Campanha arrecada roupas e camas para cães e gatos em Jundiaí


    Doações serão recebidas até julho em caixas espalhadas no térreo da prefeitura. Todos os itens serão destinados a protetores de animais ou para pets necessitados. Debea realiza campanha para arrecadar roupas e camas para cães e gato de pessoas...


    Doações serão recebidas até julho em caixas espalhadas no térreo da prefeitura. Todos os itens serão destinados a protetores de animais ou para pets necessitados. Debea realiza campanha para arrecadar roupas e camas para cães e gato de pessoas carentes ou abrigados com protetores Divulgação Uma campanha para arrecadação de roupas e camas para cães e gatos será realizada a partir desta segunda-feira (21) pelo Departamento de Bem Estar Animal (Debea) de Jundiaí (SP). As doações podem ser deixadas em caixas espalhadas no andar térreo do paço municipal. Todo o material será encaminhado a protetores de animais ou para pets atendidos pelo Debea. As caixas ficarão no local até julho. O departamento informou que os interessados em colaborar com a campanha podem doar roupinhas de todos os tamanhos e camas para o conforto doss animais, que, muitas vezes, já passaram por situações de maus-tratos. A Prefeitura de Jundiaí fica na Avenida Senador César Lacerda de Vergueiro, 111, Jardim Ana Maria. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (11) 4521-6833. Veja mais notícias da região no G1 Sorocaba e Jundiaí
    Confira dicas de segurança para aproveitar a Festa Junina de Votorantim

    Confira dicas de segurança para aproveitar a Festa Junina de Votorantim


    PM e organização vão reforçar as medidas de segurança para os visitantes da tradicional festa. Evento deve atrair milhares de pessoas na Praça de Eventos Lecy de Campos. Em caso de necessidade, visitantes podem procurar a equipe de segurança da...


    PM e organização vão reforçar as medidas de segurança para os visitantes da tradicional festa. Evento deve atrair milhares de pessoas na Praça de Eventos Lecy de Campos. Em caso de necessidade, visitantes podem procurar a equipe de segurança da festa Divulgação Ficar longe de tumultos, planejar a chegada ao evento e ter cuidados com bolsas e celulares podem auxiliar na segurança em lugares onde há grande concentração de pessoas, como a 103ª Festa Junina de Votorantim (SP). Pensando nisso, o G1 separou algumas dicas que podem ajudar os visitantes durante o evento. Com apresentações de Anitta, Marília Mendonça, Wesley Safadão e outros artistas conhecidos nacionalmente, a festa deve atrair milhares de pessoas na Praça de Eventos Lecy de Campos, entre os dias 6 de junho e 1º de julho. Em nota, a Polícia Militar informou que vai reforçar o trabalho de segurança e que o número de policiais nos arredores da festa será maior do que no ano passado. Ao G1, a PM separou algumas dicas para auxiliar na diminuição do número de roubos e furtos no evento. Confira abaixo: Programe sua chegada com antecedência ao local do evento; Estacione seu veículo em local seguro ou em estacionamentos credenciados da festa; Compre apenas convites e ingressos nos postos credenciados da festa; Evite locais isolados; Evite falar ao celular enquanto anda e prefira enviar áudios, evite digitar mensagens; Não aceite provocações de terceiros, peça desculpas e se afaste; Leve dinheiro suficiente para as despesas e evite realizar pagamentos com notas de alto valor; Certifique-se de que sua bolsa esteja sempre fechada, transportando sempre à frente de seu corpo; Certifique-se de que seus filhos saibam seu nome completo, endereço e telefone (se possível escreva um cartão ou marque nas roupas ou objetos). A organização do evento também informou que haverá equipe extra de seguranças, que as pessoas podem procurar em caso de necessidade. Além disso, o sistema de videomonitoramento será ampliado. Caso o visitante tenha problemas e precise registrar uma ocorrência, a organização orienta que a pessoa procure a delegacia da Polícia Civil mais próxima ao local da festa, na avenida Reverendo José Manoel da Conceição, 544, bairro Protestantes. Em caso de perda de objetos e pessoas, os visitantes podem solicitar apoio no palco 2, onde será o local da Rádio Festa. A 103ª Festa Junina de Votorantim contará com barracas de entidades assistenciais, parque de diversões, shows de diversos artistas e uma novidade: um palco especial para artistas locais, que farão as aberturas dos shows principais. Evento deve atrair milhares de pessoas na Praça Lecy de Campos Divulgação Veja mais notícias sobre a Festa Junina de Votorantim
    Campanha de vacinação antirrábica termina neste sábado em Rio Preto

    Campanha de vacinação antirrábica termina neste sábado em Rio Preto


    Imunização ocorre de terça a sexta-feira, das 15h às 19h, e aos sábados, das 10h às 16h. Confira os postos de vacinação. Campanha de vacinação acontece em diversos pontos de Rio Preto Prefeitura de Rio Preto/Divulgação A campanha de...


    Imunização ocorre de terça a sexta-feira, das 15h às 19h, e aos sábados, das 10h às 16h. Confira os postos de vacinação. Campanha de vacinação acontece em diversos pontos de Rio Preto Prefeitura de Rio Preto/Divulgação A campanha de vacinação antirrábica para cães e gatos termina neste sábado (26) em São José do Rio Preto (SP). A imunização é gratuita e ocorre de terça a sexta-feira, das 15h às 19h, e aos sábados, das 10h às 16h. Confira os locais de vacinação. Os cães devem ser levados aos postos de vacinação por um adulto, com guia e coleira, e os gatos em caixas de transporte. Todos os animais com mais de três meses de vida devem ser vacinados, exceto os que estiverem doentes e fêmeas prenhas. A raiva é uma doença letal e pode ser transmitida para os seres humanos a partir da mordida de cães e gatos infectados. Segundo a prefeitura, entre os dias 2 e 10 de maio foram vacinados mais de 4,5 mil animais no município. Caso não seja possível vacinar os animais durante a campanha, os responsáveis também podem imunizar os pets no Centro de Controle de Zoonoses, na Avenida Projetada 2, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Ainda de acordo com a prefeitura, a vacinação na área rural da cidade será feita no segundo semestre do ano, em postos volantes. Cães e gatos são o alvo da campanha contra raiva em Rio Preto Prefeitura de Rio Preto/Divulgação Veja mais notícias do Mundo Pet
    Inscrições para cursos gratuitos de curta duração estão abertas em Votuporanga

    Inscrições para cursos gratuitos de curta duração estão abertas em Votuporanga


    Senac oferece vagas para os cursos de educador social, costureiro, salgadeiro, manicure e pedicure , porteiro e vigia. Cursos para costureiro está sendo oferecido pelo Senac de Votuporanga Assessoria Fashion Revolution/Divulgação O Senac de...


    Senac oferece vagas para os cursos de educador social, costureiro, salgadeiro, manicure e pedicure , porteiro e vigia. Cursos para costureiro está sendo oferecido pelo Senac de Votuporanga Assessoria Fashion Revolution/Divulgação O Senac de Votuporanga (SP) abriu nesta segunda-feira (21) as inscrições para cinco cursos gratuitos de curta duração com carga horária de 160 horas. Ao todo, são oferecidas 105 vagas para os cursos de educador social, costureiro, salgadeiro, manicure e pedicure , porteiro e vigia. Os interessados devem se apresentar com RG, CPF e comprovante de escolaridade no setor de atendimento da unidade. Serviço Os candidatos podem se inscrever das 9h às 20h30 até a terça-feira (22), no Senac de Votuporanga, localizado na rua Guaporé, 3221. Mais informações sobre os cursos podem ser obtidas no site do Senac. Veja mais notícias da região no G1 Rio Preto e Araçatuba

    PSOL lança professora Lisete Arelaro como pré-candidata ao governo de São Paulo


    A pedagoga e doutora em Educação é, por enquanto, a única mulher entre os pré-candidatos. Lisete Arelaro é a pré-candidata do PSOL ao governo de São Paulo O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) anunciou neste sábado (19) a professora Lisete...

    A pedagoga e doutora em Educação é, por enquanto, a única mulher entre os pré-candidatos. Lisete Arelaro é a pré-candidata do PSOL ao governo de São Paulo O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) anunciou neste sábado (19) a professora Lisete Arelaro, da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, como pré-candidata do partido ao governo do estado. Ela é, por enquanto, a única mulher entre os pré-candidatos ao posto. Lisete é pedagoga, doutora em Educação e fez parte da equipe de Paulo Freire durante a gestão de Luiza Erundina (1989-1992) na prefeitura de São Paulo. Lisete também foi Secretária de Educação, Cultura, Esporte e Lazer em Diadema, em duas ocasiões, e diretora da Faculdade de Educação da USP, entre 2010 e 2014. Ela é atualmente professora titular da instituição. A educação será um dos temas principais da campanha da candidata do PSOL, que prometeu lutar por aumentos e melhores condições nas escolas. Seu vice será Maurício Costa, que também é professor. Lideranças políticas do PSOL como Luiza Erundina, Ivan Valente e Guilherme Boulos participaram da convenção na capital paulista.

    Família desconhecia aneurisma em jovem que morreu após AVC e cesárea em recepção de prédio


    Jovem de 28 anos estava na 38ª semana de gestação e sofreu AVC quando saía da consulta com a obstetra. Alice, que nasceu na recepção de um prédio, em Sorocaba (SP), passa bem e deve ter alta em breve. A família de Janaína Gonçalves, de 28 anos,...

    Jovem de 28 anos estava na 38ª semana de gestação e sofreu AVC quando saía da consulta com a obstetra. Alice, que nasceu na recepção de um prédio, em Sorocaba (SP), passa bem e deve ter alta em breve. A família de Janaína Gonçalves, de 28 anos, que sofreu um AVC e passou por um parto de emergência na recepção de um prédio, em Sorocaba (SP), desconhecia que a jovem tinha aneurisma. "Ninguém sabia de nada, foi um baque para nós", conta Raquel Soares, cunhada da jovem. Acompanhada do marido, Janaína estava saindo da consulta com a obstetra na segunda-feira (14), quando sofreu o AVC - uma hemorragia no cérebro - além de uma convulsão seguida de parada cardiorrespiratória. Ela foi hospitalizada, mas morreu dois dias depois. A pequena Alice, que nasceu em um parto feito às pressas na recepção do prédio, passa bem e deve ter alta em breve. "Eu considerava a Janaína como uma irmã para mim, porque eu só tenho o meu irmão. Ela era uma pessoa muito especial, a gente estava sempre junto", lamenta a cunhada. Janaína foi velada em Capão Bonito (SP) e enterrada no cemitério São João Batista, na quinta-feira (17). A cunhada conta que o casal estava junto há seis anos, e, agora, a família se mobiliza para dar apoio ao pai da pequena Alice. "Meu irmão está bem abalado, correndo atrás da documentação e da liberação da Alice. Temos que estar junto com ele neste momento." Cesárea improvisada O parto de Alice foi realizado pela ginecologista e obstetra Adriana Aparecida Dias dos Santos, que havia acabado de atender Janaína em uma consulta pré-natal. "Nunca passei por isso, mas, se não fizesse, o bebê teria morrido. Ou tirava o bebê ou ele morria, não tinha outra alternativa. Usei um par de luvas e um bisturi, nunca vou esquecer esse parto", lembra. Segundo a obstetra, o último boletim médico indicou que Janaína havia tido um aneurisma. Como não tem sintoma, o aneurisma só pode ser detectado com exames de imagem, como tomografia e ressonância magnética. "Pode romper por conta da pressão ou uma emoção muito forte. Nesses casos, a hemorragia é grave, infelizmente não tem o que fazer", completa Adriana. De acordo com a médica, a paciente estava na 38ª semana de uma gestação tranquila. O parto de Alice, a primeira filha de Janaína com Leandro, estava programado para a semana seguinte. O bebê nasceu com 2,8 quilos. Veja mais notícias da região no G1 Sorocaba e Jundiaí
    Iluminação LED alia versatilidade à economia de energia; confira as vantagens

    Iluminação LED alia versatilidade à economia de energia; confira as vantagens


    Entre os benefícios das lâmpadas LED está a baixa emissão de calor e a durabilidade, que pode chegar a mais de 10 anos. Cada vez mais surgem no mercado tecnologias voltadas à economia e à preservação do meio ambiente, inclusive no setor...


    Entre os benefícios das lâmpadas LED está a baixa emissão de calor e a durabilidade, que pode chegar a mais de 10 anos. Cada vez mais surgem no mercado tecnologias voltadas à economia e à preservação do meio ambiente, inclusive no setor imobiliário. Uma delas, que já se popularizou nos estabelecimentos e lares brasileiros, é a iluminação de LED, que pode durar mais de 10 anos. Os benefícios das lâmpadas LED são muitos. Além de mais econômicas que as fluorescentes, as lâmpadas LED são: Versáteis: possuem uma gama de cores, formas e diferentes potências; Eficientes: iluminam melhor e exigem um custo mínimo de manutenção; Seguras: não esquentam, pois a emissão de calor é baixíssima, podendo ser instaladas em saunas e até piscinas; Mais duráveis e resistentes: além de sua vida útil prolongada - que pode chegar até 50 mil horas -, elas são mais resistente às vibrações e aos impactos. Tudo isso torna as lâmpadas de LED um investimento com ótimo custo-benefício. A sustentabilidade fica por conta de sua produção, livre de metais poluentes, e seu desempenho ao não emitir raios ultravioletas, o que reduz os danos à saúde dos olhos, por exemplo. Lâmpadas LED são versáteis, pois estão disponíveis em diversas cores, formas e potências Divulgação E o melhor, as lâmpadas LED podem ser recicladas! No entanto, o descarte deve ser feito em pontos específicos de coleta. Para saber onde ficam estes locais, uma opção é entrar em contato com a prefeitura municipal ou com o fabricante da lâmpada. A Agrometal é uma das maiores empresas do interior de São Paulo especializada em elétrica, hidráulica, ferramentas e tintas. As lojas da Agrometal oferecem diversas opções de iluminação LED, como o Tubo LED Glass T8 18W 6400K (R$ 19,99) e a Lâmpada LED Dicróica GU10 6W Bivolt (R$ 16,50), ambos da marca Ourolux. Uma opção mais em conta é a Lâmpada LED Bulbo 8W A-60 806LM 6500K, da marca Osram, que sai por R$ 8,99. Ajude o planeta economizando! Nas lojas Agrometal: Tubo LED Glass T8 18W 6400K Ourolux (R$ 19,99), lâmpada LED Dicróica GU10 6W Bivolt Ourolux (R$ 16,50), lâmpada LED Bulbo 8W A-60 806LM 6500K Osram (R$ 8,99) Divulgação Além disso, a Agrometal oferece vários produtos para iluminação, como plafons, luminárias, entre outros. Seus vendedores especializados estão capacitados para discutir tecnicamente cada material e indicar a melhor opção. Visite uma das lojas da Agrometal, localizadas em São José do Rio Preto e Marília, ou acesse a loja virtual pelo site www.agrometal.com.br.
    Fiscais encontram grupo em situação de trabalho escravo em sítio de Cabreúva

    Fiscais encontram grupo em situação de trabalho escravo em sítio de Cabreúva


    Três menores de idade estavam no local; funcionários afirmam que não recebem salário há três meses. Dono do sítio não foi encontrado, mas advogado firmou termo de compromisso com o grupo. Fiscais encontram grupo em situação de trabalho...


    Três menores de idade estavam no local; funcionários afirmam que não recebem salário há três meses. Dono do sítio não foi encontrado, mas advogado firmou termo de compromisso com o grupo. Fiscais encontram grupo em situação de trabalho escravo em sítio de Cabreúva O Ministério do Trabalho flagrou oito pessoas em situação de trabalho escravo em um sítio no bairro Pedregulho, em Cabreúva (SP), nesta quinta-feira (17). Representantes do Ministério Público do Trabalho (MPT) também participaram da fiscalização que flagrou três famílias vivendo em situação precária na casa de quatro cômodos. Os trabalhadores, sendo três menores de idade, afirmaram que não recebem salário há três meses e acumulam dívida de compras em uma mercearia indicada pelo empregador. Todos são de Ribeirão Branco (SP). Fiscais afirmam que condições de moradia eram precárias em Salto Ministério do Trabalho/Divulgação O dono do sítio não estava no local quando os fiscais chegaram, mas será multado por não pagar todos os direitos trabalhistas do grupo e ainda pode ser preso. Um advogado, que se apresentou como defensor do homem, foi ao local e disse aos fiscais que o empregador se comprometeu a pagar R$ 2,5 mil a cada funcionário. O acordo foi formalizado em um termo de compromisso. Os trabalhadores serão levados a um hotel com diária e refeições pagas pelo empregador antes de voltarem para a cidade natal nesta sexta-feira (18). O caso será encaminhado pelo Ministério Público do Trabalho à Justiça. Fiscais encontraram oito pessoas em situação de trabalho escravo em Cabreúva Ministério do Trabalho/Divulgação Veja mais notícias da região no G1 Sorocaba e Jundiaí
    Quadrilha suspeita de furtar cabeças de gado na região de Itapeva é presa

    Quadrilha suspeita de furtar cabeças de gado na região de Itapeva é presa


    Integrantes foram presos em Itapeva, Votorantim e Piedade. Segundo Polícia Civil, Ao todo foram furtadas 100 cabeças de gado. Quadrilha teria roubado mais de 100 cabeças de gado na região de Itapeva (SP) TV TEM/Reprodução Parte de uma quadrilha...


    Integrantes foram presos em Itapeva, Votorantim e Piedade. Segundo Polícia Civil, Ao todo foram furtadas 100 cabeças de gado. Quadrilha teria roubado mais de 100 cabeças de gado na região de Itapeva (SP) TV TEM/Reprodução Parte de uma quadrilha suspeita de furtar mais de 100 cabeças de gado em propriedades da região de Itapeva (SP) foi presa. As investigações duraram mais de três meses e os mandados foram cumpridos entre segunda (14) e quarta-feira (16). Segundo a Polícia Civil, seis integrantes foram detidos em Itapeva, um em Piedade e outro em Votorantim (SP). Duas pessoas estão foragidas. De acordo com o delegado responsável pelo caso, a quadrilha furtava bois em Angatuba, Buri, Pilar do Sul, Itapeva, Itaoca, Itapirapuã Paulista (SP) e Cerro Azul (PR). Os suspeitos foram levados ao presídio de Cerqueira César (SP) e devem responder por formação de quadrilha e furto de gados. Ainda segundo a polícia, foram furtadas 100 cabeças de gados pela quadrilha. Com os suspeitos foram apreendidos celulares, papéis com anotações das vendas, notas frias e uma bala de revólver. Ainda segundo o delegado, os suspeitos foram ouvidos e disseram que vendiam os animais para abatedores clandestinos e que além do furto das cabeças de gado, planejavam começar a roubar máquinas agrícolas. Quadrilha responsável por furtar cabeças de gado é presa em Itapeva Reincidentes Parte desse grupo já tinha sido detida no dia 29 de março durante uma blitz na Rodovia Francisco Alves Negrão, em Itapeva. Durante a ocorrência, a Polícia Rodoviária parou um caminhão baú com 24 cabeças de gado. Segundo a polícia, os animais estavam amontoados num pequeno espaço e durante a abordagem os responsáveis não informaram para onde ia com os animais e nem sobre quem era o responsável. Veja mais notícias da região no G1 Itapetininga
    Balcão de Empregos tem quase 400 vagas de trabalho em Rio Preto

    Balcão de Empregos tem quase 400 vagas de trabalho em Rio Preto


    Interessados devem fazer o cadastro no portal da prefeitura, preencher o cadastro na página da secretaria ou ir até a sede, localizada na rua Ondina. O Balcão de Empregos da Secretaria do Trabalho de São José do Rio Preto (SP) está com 396 vagas...


    Interessados devem fazer o cadastro no portal da prefeitura, preencher o cadastro na página da secretaria ou ir até a sede, localizada na rua Ondina. O Balcão de Empregos da Secretaria do Trabalho de São José do Rio Preto (SP) está com 396 vagas de emprego abertas. São oportunidades em diversas áreas na cidade. Os interessados devem fazer o cadastro no portal da prefeitura, preencher o cadastro na página da secretaria ou ir até a sede, localizada na rua Ondina, 216, Redentora. Mais informações pelos telefones (17) 3218-8041 e 3211-4950. Confira as vagas no Balcão de Empregos Coordenador administrativo de vendas Açougueiro Ajudante de depósito Ajudante de obras Ajudante de produção Apoio tecnologia informação/administrativo Assistente comercial Assistente de atendimento Assistente de marketing Assistente fiscal Assistente operacional - expedição Atendente Auxiliar de açougueiro Auxiliar de centro de distribuição Auxiliar de cozinha Auxiliar de estacionamento Auxiliar de faturamento Auxiliar de limpeza Auxiliar de logística Auxiliar de produção Auxiliar de vendas Auxiliar financeiro Balconista Cabeleireiro/escovista Captador de imóveis para locação Carpinteiro Conferente Consultor comercial Consultor de vendas - externo Copeira Cuidadora de idosos Desenvolvedor web Educador físico Eletricista Eletricista de iluminação pública Empregada doméstica Encarregado de obras civis Encarregado para setor de frios/pas Encarregado para setor de açougue Encarregado para setor de FLV Encarregado para setor de mercearia Encarregado para setor frente de caixa Estagiário administrativo Farmacêutico Fiscais de caixa Funileiro Garçom freelancer Inspetor de alunos (PCD) Inspetor de controle de qualidade Instalador de ar-condicionado Lavador de veículos Líder de açougue Líder de bazar Líder de mercearia Líder flv Manicure Mecânico Mecânico de manutenção ar condicionado Monitor de buffet infantil freelancer Operador de compactadora solo (terraplanagem) Operador de empilhadeira Operador de munck Operador de produção Operadores de caixa Prevenção e percas Professor de pilates Promotor de vendas Promotor de vendas externas com motocicleta Recepcionista Repositor de bazar Repositor de FLV (frutas e verduras) Repositor de mercearia Repositor de supermercado (PCD) Retificador de virabrequim / torneiro mecânico oficial Retificador de virabrequins Sub encarregado de estoque Supervisor automotivo frota pesada Sushiman Técnico de enfermagem do trabalho Técnico em telecomunicações Televendas Torneiro mecânico meio oficial Vendedor de franquias Vendedor de telemarketing Vendedor externo Vendedor interno Tem vaga para auxiliar de açougueiro em Rio Preto TVCA/Reprodução Veja mais notícias da região em G1 Rio Preto e Araçatuba
    Operação de combate à pornografia infantil prende 251 pessoas no país

    Operação de combate à pornografia infantil prende 251 pessoas no país


    Operação 'Luz na Infância 2' mobiliza 2,6 mil policiais em 24 estados e no DF. Alvos são pessoas que possuem conteúdos de exploração sexual contra crianças e adolescentes. Operação contra pornografia infantil prende 251 em 24 estados e no...


    Operação 'Luz na Infância 2' mobiliza 2,6 mil policiais em 24 estados e no DF. Alvos são pessoas que possuem conteúdos de exploração sexual contra crianças e adolescentes. Operação contra pornografia infantil prende 251 em 24 estados e no DF A maior operação de combate à pornografia infantil na história do Brasil prendeu 251 pessoas, em flagrante, até as 18h desta quinta-feira (17) em todo o país. O dado é do Ministério Extraordinário da Segurança Pública. O número final pode ser ainda maior. Até o fim da tarde, policiais civis de 24 estados e do Distrito Federal ainda trabalhavam para cumprir mandados e checar apreensões. O balanço final da operação deve ser divulgado nesta sexta (18). Operação Luz na Infância 2 Arte/G1 À noite, o presidente Michel Temer publicou, no Twitter, vídeo em que aparece ao lado do ministro de Segurança Pública, Raul Jungmann. Além da operação desta quinta, ele citou outras realizações da pasta. "Na semana passada ou duas semanas atrás, operação da Polícia Militar, mais de 100 mil homens em todo o país com mais de 5 mil flagrantes em todo país. É a segurança pública do governo federal, comandada pelo ministro Raul Jungmann, que dá os melhores resultados", declarou. De acordo com o ministério, foram presas 128 pessoas na região Sudeste, 47 no Nordeste, 38 no Sul, 21 no Centro-Oeste e 17 na região Norte. Os dados por estado também só serão divulgados nesta sexta. "Nas capitais, equipes das policiais civis seguem trabalhando para checar e contabilizar conteúdos apreendidos para instrução de inquéritos", diz o ministério. Raul Jungmann fala sobre a maior operação contra pedofilia realizada no Brasil “Pela primeira vez na história, temos informações para produzir estatísticas nacionais na área de segurança, possibilitando o desenvolvimento de um plano nacional de segurança pública e defesa", disse o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann. Até então, segundo ele, os documentos existentes não eram analisados de forma conjunta pelos órgãos nacionais de segurança. Policiais cumprem 55 mandados contra pedofilia no Rio de Janeiro Foram cumpridos 579 mandados de busca e apreensão no Distrito Federal e em 24 estados – apenas Paraná e Rio Grande do Norte não estão na operação. Alvos O principal alvo da polícia nesta quinta-feira (17) foi preso em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, com 780 mil arquivos baixados. Policiais prendem mais de 100 pessoas em operação contra pedofilia A ação nacional intitulada Luz na Infância 2 é coordenada pelo Ministério Extraordinário da Segurança Pública e realizada pelas polícias civis de cada estado. Segundo o ministro Raul Jungmann, 1 milhão de arquivos foram analisados. Ao todo, 2,6 mil policiais de todo o país fazem apreensão de arquivos com conteúdos relacionados a crimes de exploração sexual contra crianças e adolescentes. Suspeitos também estão sendo detidos em flagrante. Secretário Nacional de Segurança Pública conta detalhes da ação Luz na Infância 2 Os alvos foram identificados pela Diretoria de Inteligência da Secretaria Nacional de Segurança Pública com base em elementos informativos coletados em ambientes virtuais. A operação é realizada na véspera do Dia Nacional de Combate à Violência e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Homem preso em Campo Grande (MS) durante operação de combate à pornografia infantil Allysson Maruyama/TV Morena Parte dos presos é reincidente no crime, mas a maioria deles nunca havia sido detido, devido à dificuldade para rastrear esse tipo de material – parte dele está na "dark web", acessível apenas por meio de programas específicos e impossível de ser visto por mecanismos de busca tradicionais. Por razões de segurança, o diretor de inteligência da Secretaria Nacional de Segurança Pública, Carlos Afonso Gonçalves Coelho, não detalhou a forma como os arquivos foram encontrados. "O que posso dizer que é estamos fazendo, desde o ano passado, capacitação do efetivo e desenvolvimento de novas tecnologias", afirmou. Polícia Civil cumpre mandados de busca e apreensão em Mato Grosso e em Pernambuco Veja a situação em cada estado: Acre Alagoas Amapá Amazonas Bahia Ceará Distrito Federal: um dos presos é um empresário de 57 anos, dono de um restaurante. Espírito Santo Goiás Maranhão Mato Grosso: um professor de inglês de 45 anos foi preso em Barra dos Garças, a 516 km de Cuiabá. Mato Grosso do Sul: um policial civil está entre os detidos. Minas Gerais: em Uberlândia, foi preso o principal alvo da operação, com 780 mil arquivos baixados; nas cidades do Vale do Aço e Vale do Rio Doce, foram três pessoas presas; em São Sebastião do Paraíso, um homem de 61 anos preso admitiu ter utilizado o computador de uma escola estadual para acessar os vídeos. Pará Paraíba Pernambuco Piauí Rio de Janeiro: em Campos, um homem foi preso com HDs, discos e notebook com material pornográfico; em Petrópolis, além do material, um idoso tinha um revólver. Rio Grande do Sul Rondônia Roraima: um funcionário público foi preso com fotos de crianças a partir de 5 anos. Santa Catarina São Paulo: em Campinas, um ex-sargento da polícia foi preso em flagrante, com quase mil fotos de pornografia infantil; em São Miguel Arcanjo, um dos presos atraía crianças com brinquedos e balas; em São José do Rio Pardo, um jovem de 21 anos foi detido; na região de Presidente Prudente, foram dois presos; e na Baixada Santista e no Vale do Ribeira, foram cinco presos. Sergipe Tocantins Operação contra pornografia infantil cumpre mandados em 24 estados e no DF Na primeira edição da operação Luz na Infância, realizada em 20 de outubro de 2017, foram cumpridos 157 mandados de busca e apreensão de computadores e arquivos digitais. À época, 112 pessoas foram presas. Segundo Carlos Afonso Gonçalves Coelho, na primeira etapa os arquivos foram analisados entre quatro e seis meses. Desta vez, com o aprimoramento tecnológico, o tempo foi otimizado: O serviço de inteligência chegou aos alvos em dois meses. Suspeito de 24 anos é detido em São José do Rio Preto (SP) durante operação contra pedofilia André Modesto/TV TEM Os alvos e os crimes Todas as pessoas presas nesta quinta-feira (17) estavam com uma quantidade “considerável” de arquivos de pornografia infantil armazenados, segundo o coordenador do Laboratório de Inteligência Cibernética da Secretaria de Segurança Pública, Alessandro Barreto. "Não era como se tivessem baixado sem querer. O mínimo foi 150 arquivos. Teve alguns com 50 mil, 80 mil. Um deles foi preso com mais de 200 mil arquivos armazenados." Ainda de acordo com Barreto, o perfil dos criminosos é variado. Foram identificados homens e mulheres, estudantes, advogados, profissionais da saúde e até educadores. "Teve um técnico de enfermagem que preso na Operação Peter Pan, em São Paulo, por armazenar pornografia infantil no computador de casa e, desta vez, foi preso de novo, mas com os arquivos no trabalho", disse. Os crimes investigados nesta operação são: Armazenar fotos ou qualquer material de pronografia infantil ou que revele clara violência sexual de crianças e adolescentes: de 1 a 4 anos de prisão. Compartilhamento de pornografia infantil: de 3 a 6 anos de prisão. Produção de pornografia infantil: de 4 a 8 anos de prisão. Polícia Civil faz megaoperação contra pedofilia em 24 estados e no DF Pedofilia é doença A pedofilia está entre as doenças classificadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como transtorno de preferência sexual. Pedófilos são pessoas adultas (homens e mulheres) que têm preferência sexual por crianças – meninas ou meninos - do mesmo sexo ou de sexo diferente, geralmente pré-púberes (que ainda não atingiram a puberdade) ou no início da puberdade. O Código Penal considera crime a relação sexual ou ato libidinoso (todo ato de satisfação do desejo, ou apetite sexual da pessoa) praticado por adulto com criança ou adolescente menor de 14 anos. Conforme o artigo 241-B do ECA é considerado crime, inclusive, o ato de "adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente." Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.
    Festa Junina de Votorantim deve injetar R$ 2 milhões na economia local

    Festa Junina de Votorantim deve injetar R$ 2 milhões na economia local


    Estimativa foi divulgada pela Comas, uma das organizadoras do evento. Setores de alimentação e hoteleiro são os que mais se beneficiam com o evento. Edição 2018 será realizada entre os dias 6 de junho e 1º de julho Divulgação A edição 2018...


    Estimativa foi divulgada pela Comas, uma das organizadoras do evento. Setores de alimentação e hoteleiro são os que mais se beneficiam com o evento. Edição 2018 será realizada entre os dias 6 de junho e 1º de julho Divulgação A edição 2018 da Festa Junina de Votorantim (SP) deve injetar cerca de R$ 2 milhões na economia local. A estimativa foi divulgada pela Comissão Municipal de Assistência Social de Votorantim (Comas), uma das organizadoras do evento, que será realizado entre os dias 6 de junho e 1º de julho, na Praça de Eventos "Lecy de Campos". Confira a programação dos 20 dias de festa O valor contempla a arrecadação média das entidades assistenciais que participam da festa e o faturamento do comércio regional. Entre os setores que mais se beneficiam com o evento estão o de alimentação e o hoteleiro. Segundo a Comas, grande parte das associações mantém seus trabalhos sociais graças ao arrecadamento no local. Venda de ingressos Considerada a maior e mais tradicional do segmento no Estado de São Paulo, a Festa Junina de Votorantim chega à 103ª edição trazendo uma agenda de shows extensa, parque de diversões e barraquinhas com comidas típicas. Os valores dos ingressos, divididos entre pista, área Vip e camarote individual, variam de R$ 3 a R$ 80. Podem ser adquiridos online ou em três pontos físicos: bilheteria da Praça de Eventos, Shopping Cidade Sorocaba e Pátio Cianê Shopping. Nos pontos de venda também é possível comprar a cartela com 10 ingressos para o parque de diversões. O valor promocional antecipado é de R$ 50. Entre quarta e sexta-feira, o evento começa às 19h. Aos sábados, os portões abrem às 14h e, aos domingos, a partir das 12h. A praça fica na avenida 31 de Março. Veja mais notícias sobre a Festa Junina de Votorantim
    Michel Teló tranquiliza fãs após acidente com ônibus da banda em Pereira Barreto, SP

    Michel Teló tranquiliza fãs após acidente com ônibus da banda em Pereira Barreto, SP


    Veículo com integrantes da equipe atropelou uma vaca na Rodovia Feliciano Sales Cunha, a caminho de Guaíra, SP. Cantor faz show na cidade na noite desta quarta-feira (16). Michel Teló tranquila fãs após acidente com ônibus em Pereira Barreto,...


    Veículo com integrantes da equipe atropelou uma vaca na Rodovia Feliciano Sales Cunha, a caminho de Guaíra, SP. Cantor faz show na cidade na noite desta quarta-feira (16). Michel Teló tranquila fãs após acidente com ônibus em Pereira Barreto, SP O cantor Michel Teló usou as redes sociais nesta quarta-feira (16) para tranquilizar os fãs após o ônibus da banda dele se envolver em um acidente na Rodovia Feliciano Sales Cunha, próximo a Pereira Barreto (SP). O veículo seguia com os integrantes para Guaíra (SP), onde ele se apresenta, quando atropelou uma vaca solta na pista. “Graças a Deus está tudo bem. A galera da minha equipe está todo mundo bem. O seu Jorge, que é nosso motorista, está tudo bem, tudo certo. O pessoal, inclusive, já está indo para Guaíra. Eu, que moro aqui em São Paulo, daqui a pouco estou indo para Guaíra fazer o show. Vai ter show sim. Obrigado pelo carinho. Beijo no coração de todo mundo”, afirmou. O cantor é uma das atrações da Festa do Peão de Guaíra. O ônibus havia saído de Campo Grande (MS) e seguia com 15 passageiros, entre músicos e técnicos de som, além do motorista. De acordo com a polícia, uma vaca cruzou a pista e não houve tempo para o condutor desviar. O animal foi atropelado e morreu na hora. Ônibus ficou parado na Rodovia Feliciano Sales Cunha, em Pereira Barreto Eduardo Martins/TV TEM Com o impacto, os vidros frontais do ônibus foram danificados. O motorista sofreu ferimentos leves e, segundo a assessoria de imprensa do cantor, foi levado ao hospital por protocolo. Ele já foi liberado. Uma das faixas da rodovia chegou a ser interditada. A polícia vai investigar quem seria o dono do animal. No vídeo publicado nesta quarta-feira, Teló chega a comentar que acidentes envolvendo animais nas rodovias são comuns. "Isso é coisa que acontece no interior, infelizmente. Acaba um animal atravessando a pista e esse tipo de acidente no interior, a galera sabe que acontece muito." Michel Teló tranquiliza fãs após acidente com ônibus da banda em Pereira Barreto Reprodução/Facebook Veja mais notícias da região no G1 Ribeirão e Franca
    Traficante é preso em MS com 480 quilos de maconha que levaria para SP

    Traficante é preso em MS com 480 quilos de maconha que levaria para SP


    Droga estava em carro de placas de Cotia (SP). Apreensão foi na região de fronteira com o Paraguai. Fardos de maconha apreendidos pelo DOF em MS DOF/Divulgação Um traficante de 30 anos foi preso na manhã desta quarta-feira (16), na BR-463, entre...


    Droga estava em carro de placas de Cotia (SP). Apreensão foi na região de fronteira com o Paraguai. Fardos de maconha apreendidos pelo DOF em MS DOF/Divulgação Um traficante de 30 anos foi preso na manhã desta quarta-feira (16), na BR-463, entre Ponta Porã e Dourados, com um carro lotado de maconha. Segundo o Departamento de Operações da Fronteira (DOF), o suspeito disse que entregaria a droga em São Paulo. Conforme o DOF, o suspeito disse que pegou o carro, com placas de Cotia (SP), em Ponta Por, na linha internacional, fronteira com o Paraguai, e receberia dinheiro para entregar na capital paulista. A ocorrência foi registrada e entregue na Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira (Defron), para os procedimentos legais.
    Instituto em Rio Preto tem mais de 200 vagas para cursos profissionalizantes de graça

    Instituto em Rio Preto tem mais de 200 vagas para cursos profissionalizantes de graça


    Cursos começam em junho, mas as inscrições já começaram. Elas devem ser feitas pessoalmente no Iefa. Inscrições para cursos profissionalizantes gratuitos estão abertas em Rio Preto O Iefa, Instituto Educacional Francisco de Assis, está com...


    Cursos começam em junho, mas as inscrições já começaram. Elas devem ser feitas pessoalmente no Iefa. Inscrições para cursos profissionalizantes gratuitos estão abertas em Rio Preto O Iefa, Instituto Educacional Francisco de Assis, está com inscrições abertas para cursos profissionalizantes em São José do Rio Preto (SP). São 216 vagas ao todo para nove cursos e é tudo de graça. Os cursos começam em junho, mas as inscrições já começaram. Elas devem ser feitas pessoalmente no Iefa. É preciso levar RG, CPF, comprovante de residência, comprovante de renda familiar, declaração ou histórico escolar. O local funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h15 às 18h. O instituto fica na Rua Euclides de Lima, 175, bairro Romano Calil. Confira as vagas dos cursos Auxiliar de escritório Auxiliar administrativo Programador de sistemas Informática para 3ª idade Padeiro Salgadeiro Auxiliar de cozinha Costureira Patwork Tem curso de padeiro no instituto de Rio Preto Reprodução/TV TEM Veja mais notícias da região em G1 Rio Preto e Araçatuba
    Ônibus de Michel Teló atinge vaca em rodovia no interior de SP e motorista fica ferido

    Ônibus de Michel Teló atinge vaca em rodovia no interior de SP e motorista fica ferido


    Segundo a Polícia Rodoviária de Pereira Barreto, veículo bateu em animal que estava solto na pista. Veículo transportava banda e a equipe de som; vítima foi encaminhada à Santa Casa da cidade. Frente do ônibus com equipe do cantor ficou...


    Segundo a Polícia Rodoviária de Pereira Barreto, veículo bateu em animal que estava solto na pista. Veículo transportava banda e a equipe de som; vítima foi encaminhada à Santa Casa da cidade. Frente do ônibus com equipe do cantor ficou danificada Eduardo Martins/TV TEM O ônibus que transportava a banda e a equipe de som do cantor sertanejo Michel Teló se envolveu em um acidente ao atingir uma vaca na manhã desta quarta-feira (16) na Rodovia Feliciano Sales Cunha, no trecho de Pereira Barreto (SP). Com o impacto da batida, o motorista de 60 anos sofreu ferimentos leves e foi encaminhado à Santa Casa de Pereira Barreto. A assessoria de imprensa do cantor disse por telefone que o motorista foi levado para o hospital por "protocolo", mas já foi liberado e passa bem. Michel Teló postou um vídeo nas redes sociais para tranquilizar os fãs após o acidente com ônibus em Pereira Barreto. Michel Teló Marcelo Brandt/G1 De acordo com a polícia, o ônibus ia para a cidade de Guaíra (SP), quando o motorista não conseguiu desviar e bateu no animal que estava solto na pista. As outras 15 pessoas que também estavam no ônibus não se machucaram. O animal não resistiu e morreu no local. Devido ao acidente, uma das faixas ficou interditada, mas o veículo já foi retirado e trânsito normalizado. A polícia vai investigar de quem seria o dono do animal. Ônibus ficou parado na Rodovia Feliciano Sales Cunha, em Pereira Barreto Eduardo Martins/TV TEM Veja mais notícias da região no G1 Rio Preto e Araçatuba