G1 > Paraná

    Média de consumo de energia elétrica em Foz do Iguaçu é a maior do estado

    Média de consumo de energia elétrica em Foz do Iguaçu é a maior do estado


    Segundo a Copel, uso de ar-condicionado nos meses mais quentes do ano é o principal fator de aumento da conta de luz. Nos meses mais quentes do ano, o valor das contas de luz em Foz do Iguaçu chegam a triplicar Reprodução/RPC As altas temperaturas...


    Segundo a Copel, uso de ar-condicionado nos meses mais quentes do ano é o principal fator de aumento da conta de luz. Nos meses mais quentes do ano, o valor das contas de luz em Foz do Iguaçu chegam a triplicar Reprodução/RPC As altas temperaturas registradas durante a primavera e o verão em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, fazem com que a cidade tenha a maior média de consumo de energia do estado. Segundo a Companhia Paranaense de Energia (Copel), moradores da fronteira consomem em média 223 kWh de energia por mês, contra os 161 kWh por mês da média paranaense. Em seguida, aparecem Maringá (192 kWh), Londrina (175 kWh), Paranavaí (173 kWh), Curitiba (172 kWh) e Cascavel (162 kWh), com exceção da capital, cidades que historicamente registram temperaturas mais elevadas. O gerente regional da Copel, Júlio César Ramires, explica que o principal fator para a média elevada e o aumento da conta de luz nesta época do ano em Foz do Iguaçu é o uso do ar-condicionado. “Foz do Iguaçu é uma cidade peculiar nesse sentido, principalmente em função do calor. Quando começa a temporada de calor, a conta de luz normalmente dobra ou triplica. E, o ar-condicionado é o grande vilão”, comentou. Na casa da secretária Kyndarly Vnuk, ninguém dorme sem o ar-condicionado ligado. De acordo com ela, só assim é possível amenizar as temperaturas acima dos 35ºC registrados nos últimos dias em Foz do Iguaçu. Apesar de adotar algumas estratégias para reduzir a conta de energia, como ligar o aparelho somente à noite, entre novembro e dezembro o valor chegou a R$ 620, cerca de R$ 150 que nos últimos meses. Dicas para reduzir o consumo de energia com o ar-condicionado Alguns cuidados, aponta Ramires, podem ajudar a reduzir o consumo de energia com o ar-condicionado. Ele lembra que é preciso comprar um aparelho com a capacidade correta para refrigerar o ambiente onde será instalado, o local da instalação do compressor – a parte que fica do lado de fora do imóvel e é responsável por captar o ar -, preferencialmente na sombra, e a manter a temperatura em 24ºC. Ramires destaca ainda que atualmente não há cobrança extra na conta de energia. “A tarifa continua a mesma, estamos com bandeira verde”, aponta ao explicar que quando, por exemplo, usinas termelétricas são acionadas para suprir a demanda nacional, são aplicadas taxas extras (bandeiras amarela e vermelha). Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.

    Após equipamentos serem roubados, Centro de Saúde Especial suspende atendimentos até início de 2019


    Getexcel atende gratuitamente 150 pessoas por mês. Em novembro, criminosos roubaram compressor e bomba à vácuo utilizados nos atendimentos. Os atendimentos do Centro de Saúde Especial Getexcel em Londrina, no norte do Paraná, estão suspensos até...

    Getexcel atende gratuitamente 150 pessoas por mês. Em novembro, criminosos roubaram compressor e bomba à vácuo utilizados nos atendimentos. Os atendimentos do Centro de Saúde Especial Getexcel em Londrina, no norte do Paraná, estão suspensos até o fim de janeiro de 2019. Por falta de condições de prestar o serviço, após criminosos roubarem equipamentos em novembro, a unidade filantrópica está desmarcando consultas. O Getexcel é uma instituição que presta atendimento odontológico com profissionais voluntários para crianças e adultos com deficiência. A entidade funciona no prédio do Centro de Saúde Especial Bárbara Daher, que é do município, e atende 150 pessoas por mês, o serviço é gratuito. No dia 15 de novembro, criminosos roubaram um compressor e uma bomba à vácuo que são essenciais para os profissionais prestarem atendimento. Nesse período, a instituição organizou uma arrecadação de recursos e, até o começo de dezembro, conseguiu dinheiro para comprar o compressor. “Nós fizemos uma vaquinha virtual, algumas pessoas nos ajudaram, e arrecadamos R$ 5 mil para comprar o compressor”, explica a presidente do Getexcel, Martha Issa. Maria Luzia Tardin diz que a saúde bucal da filha Letícia foi prejudicada por falta de atendimento. “Ela não pode ficar sem a consulta. Se passa muito tempo a gengiva dela sangra muito”, conta a dona de casa. A vaquinha virtual está mantida para conseguir dinheiro suficiente para comprar uma nova bomba à vácuo. A presidente da entidade espera que isso possa ser feito até o fim de janeiro, para só depois retomar normalmente os atendimentos. “A partir de fevereiro voltaremos a atender normalmente e a clínica estará organizada”, acredita Martha Issa. Para fazer doações ao Getexcel, basta acessar a vaquinha virtual pelo site. Quem quiser, também pode ajudar com doações através de depósito em conta bancária do Banco do Brasil. O telefone da entidade é (43) 3348-0728. Dados para depósito: Agência: 2755-3 Conta Corrente: 9483-8 CNPJ: 81.761.777/0001-70 Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.
    Justiça nega pedido da Lava Jato para que Palocci pague US$ 20 milhões para permanecer em prisão domiciliar

    Justiça nega pedido da Lava Jato para que Palocci pague US$ 20 milhões para permanecer em prisão domiciliar


    Ex-ministro deixou a prisão no dia 29 de novembro, em Curitiba, depois que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) concedeu progressão de pena a ele. Antônio Palocci cumpre regime domiciliar desde 29 de novembro. Reprodução/TV Globo A...


    Ex-ministro deixou a prisão no dia 29 de novembro, em Curitiba, depois que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) concedeu progressão de pena a ele. Antônio Palocci cumpre regime domiciliar desde 29 de novembro. Reprodução/TV Globo A 12ª Vara Federal de Curitiba negou o pedido feito pelo Ministério Público Federal (MPF) para que Antônio Palocci pagasse US$ 20 milhões para permanecer em prisão domiciliar. Segundo o juiz Danilo Pereira Júnior, o valor do bloqueio de bens de Palocci, de US$ 10 milhões, é suficiente para conceder a progressão de pena ao ex-ministro. O valor, de acordo com a Justiça, é referente à reparação dos danos causados à Petrobras pelos quais Palocci foi condenado. Os procuradores da força-tarefa da Operação Lava Jato alegavam que o ex-ministro deveria pagar o dobro do valor, referente à vantagem indevida paga somada à reparação dos danos, totalizando os US$ 20 milhões. O juiz, no entanto, justifica sua decisão com base em uma determinação do STF, que determina que nos casos de crimes contra a administração pública, a progressão de regime está condicionada "à reparação do dano ou à devolução do produto do ilícito". Na decisão, Danilo Pereira Júnior considera que os US$ 10 milhões já superam "em muito o valor da única condenação" de Palocci, e que "não se mostra lógico e razoável exigir qualquer complementação de valor". Palocci tinha sido preso em setembro de 2016 e deixou a prisão no dia 29 de novembro, em Curitiba, depois que o TRF-4 concedeu prisão domiciliar a ele. Veja mais notícias da região no G1 Paraná.
    Câmara Municipal de Foz do Iguaçu devolve R$ 4,7 milhões à prefeitura

    Câmara Municipal de Foz do Iguaçu devolve R$ 4,7 milhões à prefeitura


    Segundo o presidente da Casa, Rogério Quadros, economia foi conseguida por conta de cortes de gastos como gratificação para servidores e diárias de viagens. A previsão do orçamento da Câmara Municipal de Foz do Iguaçu para 2019 é de R$ 30,1...


    Segundo o presidente da Casa, Rogério Quadros, economia foi conseguida por conta de cortes de gastos como gratificação para servidores e diárias de viagens. A previsão do orçamento da Câmara Municipal de Foz do Iguaçu para 2019 é de R$ 30,1 milhões Câmara Municipal de Foz do Iguaçu/Divulgação A Câmara Municipal de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, devolveu na sessão desta sexta-feira (14) R$ 4,7 milhões aos cofres da prefeitura. Segundo o presidente da Casa, Rogério Quadros, a economia de 17% é resultado, de cortes de gastos como com telefonia, gratificações para servidores e diárias de viagens. O orçamento da Câmara para este ano foi de R$ 27,6 milhões. Deste total, foram gastos pouco menos de R$ 23 milhões. Para 2019, a previsão para o orçamento do Legislativo é de R$ 30,1 milhões. No ano passado, com a devolução de R$ 3,4 milhões a economia foi de 13,7% do orçamento R$ 24,7 milhões. Orçamento do Município Os vereadores votam nesta sexta-feira, em sessão extraordinária, o projeto final do orçamento do Município para 2019. O total previsto é de R$ 1.123.777.045,50. Na quarta-feira (12), foram votadas 113 emendas que passam a fazer parte das previsões orçamentárias de 2019. Áreas como saúde e assistência social foram contempladas com a maioria das emendas impositivas dos vereadores, que são de execução obrigatória pelo Executivo. Cada parlamentar teve R$ 764.084,30 para direcionar às pastas de maior interesse. Os maiores valores previstos devem ser para as secretarias de saúde (R$ 296,6 milhões) e de educação (R$ 224,4 milhões). Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.
    Acidente entre carro e caminhão deixa  policiais civis feridos no Contorno Norte, em Curitiba

    Acidente entre carro e caminhão deixa policiais civis feridos no Contorno Norte, em Curitiba


    Os quatro policiais foram levados a hospitais da cidade, com ferimentos moderados. Batida aconteceu por volta das 11h desta sexta-feira (14). Quatro policiais civis ficaram feridos no acidente, de acordo com os bombeiros BPMOA/Divulgação Um acidente...


    Os quatro policiais foram levados a hospitais da cidade, com ferimentos moderados. Batida aconteceu por volta das 11h desta sexta-feira (14). Quatro policiais civis ficaram feridos no acidente, de acordo com os bombeiros BPMOA/Divulgação Um acidente entre um carro e um caminhão deixou quatro policiais civis feridos na manhã desta sexta-feira (14), em Curitiba, conforme os bombeiros. Segundo a corporação, eles estavam indo para uma ocorrência quando o veículo bateu na traseira do caminhão. Os quatro homens foram socorridos, com ferimentos moderados, e levados a hospitais da cidade. Nenhum corre risco de vida. Helicóptero ajudou no resgate das vítimas BPMOA/Divulgação A batida aconteceu por volta das 11h, no Contorno Norte, perto do viaduto que fica no trecho da PR-418 com a Rua Justo Manfron, em Santa Felicidade. Equipes do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) e dos bombeiros foram ao local prestar socorro aos feridos. Além disso, um helicópterto da PM foi acionado para ajudar no atendimento. Acidente aconteceu por volta das 11h desta sexta-feira (14) Irene Severo/Arquivo pessoal Trânsito fechado A Secretaria Municipal de Trânsito (Setran) informou que o trânsito precisou ser fechado, no fim desta manhã, no Contorno Norte por causa da colisão. Carro bateu na traseira do caminhão no Contorno Norte BPMOA/Divulgação Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.
    Câmara aprova projeto de lei que retira exigência de consulta popular para venda de ações da Sercomtel

    Câmara aprova projeto de lei que retira exigência de consulta popular para venda de ações da Sercomtel


    Vereadores aprovaram em primeira votação projeto de lei encaminhado pela prefeitura. Se projeto for aprovado, Sercomtel terá mais flexibilidade para encontrar um parceiro de investimento Reprodução/RPC A Câmara de Vereadores de Londrina, no...


    Vereadores aprovaram em primeira votação projeto de lei encaminhado pela prefeitura. Se projeto for aprovado, Sercomtel terá mais flexibilidade para encontrar um parceiro de investimento Reprodução/RPC A Câmara de Vereadores de Londrina, no norte do Paraná, aprovou, em primeira votação e em regime de urgência, o projeto de lei que facilita a venda de ações da Sercomtel. Com apenas dois votos contrários, os vereadores aprovaram a revogação da consulta popular para a venda das ações. Mas, manteve a exigência da empresa em consultar o Legislativo em caso de venda, permuta, transações ou transferência de ações da Sercomtel Telecomunicações em qualquer dimensão. A proposta encaminhada pelo Executivo pretende revogar a lei que condiciona a venda ou a negociação das ações da empresa de telefonia a realização de um plebiscito. No mesmo projeto, a prefeitura ainda pretende revogar a lei que exigência autorização do Legislativo para a venda das ações da empresa. A prefeitura tem pressa para a aprovação desse novo projeto de lei, pois dessa forma a empresa terá mais flexibilidade para encontrar um parceiro de investimento. Além disso, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) abriu um processo que pode cassar a concessão da Sercomtel para operar o serviço de telefonia. De acordo com Marcos Urbaneja, chefe de gabinete da prefeitura, a Anatel está exigindo medidas para dar mais agilidade nas negociações para melhorar o processo. “A partir do momento que você tem que colocar uma questão complexa como essa para ser discutido através de um plebiscito você torna o processo muito demorado e com uma deficiência técnica. Seria muito difícil fazer um debate com a população pontuando as questões técnicas”, explicou. A segunda votação vai ocorrer na terça-feira (18), na Câmara de Vereadores. Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.
    'Coxintone': Panetone de coxinha atrai curiosos em Curitiba

    'Coxintone': Panetone de coxinha atrai curiosos em Curitiba


    A rede de salgados de festa criou a coxinha, que pesa 1,5 kg e está sendo vendida por R$ 35. Empresa de Curitiba lança o ‘Coxintone’, o panetone de coxinha Fátima Salgados/Divulgação Facebook Uma das comidas mais clássicas do Natal é o...


    A rede de salgados de festa criou a coxinha, que pesa 1,5 kg e está sendo vendida por R$ 35. Empresa de Curitiba lança o ‘Coxintone’, o panetone de coxinha Fátima Salgados/Divulgação Facebook Uma das comidas mais clássicas do Natal é o panetone. Nas prateleiras dos supermercados e armazéns a população encontra diversas variedades do produto: tem com recheio de frutas cristalizadas, chocolate, doce de leite, e até de sorvete. Mas você já viu panetone de coxinha? A empresa Fátima Salgados, do bairro Boqueirão, em Curitiba, apostou nessa ideia. Pesando 1,5 kg, o panetone de coxinha, ou o "Coxintone", como foi batizado, é feito com uma massa de batata recheada coberta com pedacinhos de bacon. Guilherme Edmundo de Almeida, é gestor da empresa e conta que a ideia surgiu vendo uma reportagem sobre os panetones gourmets. “Vimos que existiam diversos sabores e estilos, e então, veio a ideia de testar a receita de coxinha em formato de panetone, afinal foge do tradicional porque é salgado, e quem não gosta de coxinha?”, brinca Gulherme. São quatro opções de recheio: frango, frango com cheddar, frango com catupiry, e brócolis. O valor é de R$ 35 para todos os sabores. O gestor diz que como a empresa é focada justamente em produção de salgadinhos de festa, eles já estão acostumados em fazer grandes quantidades e tamanhos. A receita do coxintone é segredo, mas ele afirma que não tem dificuldade. Sabendo os ingredientes básicos de uma coxinha normal, o resto sai, já que o molde é feito a mão e a fritura é realizada assim como os pequenos salgados. Guilherme conta que o "lançamento" do coxintone foi na quarta-feira (12), e por enquanto, a procura ainda está restrita aos clientes fiéis, mas tem gerado curiosidade. "Foi só publicar no Facebook que choveu curtidas e comentários. Esperamos que toda essa curiosidade resulte em boas vendas da nossa criação. Os clientes mais fiéis já aprovaram", diz Guilherme. Fátima de Almeida, proprietária da empresa de salgados Fátima Salgados/Divulgação Facebook Leonardo Zanello é cliente antigo da empresa e aprovou o coxintone. “Bem fritinho, o frango bem temperado. Toda a família adorou! Estão de parabéns, de verdade”, conta Leonardo. Coxitone de 1,5 kg está sendo vendida por R$ 35 Fátima Salgados/Divulgação Facebook Outras versões A rede já fez outras versões criativas de coxinha, como o salgado em formato de bolo, de ovo de páscoa, de buquê e até de coração para o Dia dos Namorados. “Nós fazemos o que o cliente pedir, mesmo que nunca tenhamos feito. Esse nosso perfil faz com que além de gerar um movimento e atrair clientes, também fortaleça a marca e mantenha a fidelidade dos clientes mais antigos”, diz Guilherme. Coxinhas em formato de coração Fátima Salgados/Divulgação Facebook Para driblar a crise, mulher ganha dinheiro com buquê de coxinhas Coxinha gigante vira sucesso de vendas no norte do Paraná Cozinheira dá dicas de como preparar a coxinha gigante de 3,5 kg Ovo de Páscoa de coxinha fideliza clientes de salgadeira do Paraná
    MPF pede arquivamento do inquérito que apura morte de vendedor após abordagem na Ponte da Amizade

    MPF pede arquivamento do inquérito que apura morte de vendedor após abordagem na Ponte da Amizade


    Pedido é baseado no laudo que concluiu que Ademir Gonçalves Costa morreu por intoxicação por substâncias usadas na fabricação de comprimidos de ecstasy. Ademir Gonçalves, de 39 anos, morreu logo após ser abordado por fiscais na aduana da...


    Pedido é baseado no laudo que concluiu que Ademir Gonçalves Costa morreu por intoxicação por substâncias usadas na fabricação de comprimidos de ecstasy. Ademir Gonçalves, de 39 anos, morreu logo após ser abordado por fiscais na aduana da Ponte da Amizade, em Foz do Iguaçu Reprodução/RPC O Ministério Público Federal (MPF) pediu o arquivamento do inquérito que apura a morte do vendedor Ademir Gonçalves Costa, de 39 anos, após uma abordagem na Ponte Internacional da Amizade, em Foz do do Iguaçu, no oeste do Paraná. O pedido é baseado no novo laudo apresentado pela Polícia Federal, que concluiu que Ademir Gonçalves Costa, de 39 anos, morreu intoxicado por substâncias usadas na fabricação de ecstasy. "Merece destaque a concentração potencialmente letal de lidocaína encontrada no sangue da vítima (16 ug/ml), estado eventualmente intensificado por interações químicas que levaram ao aumento do efeito tóxico de outras drogas, conforme conclusão do laudo", destacou o procurador Alexandre Porciúncula. O MPF já havia pedido o arquivamento do caso em maio, após a conclusão de que não houve violência ou crime na morte do vendedor. O inquérito foi reaberto após pedido da defesa da família de Ademir Gonçalves, que afirma que ele morreu por asfixia e pelo uso excessivo de spray de pimenta por fiscais na aduana da Receita Federal na Ponte da Amizade. O vendedor morreu no dia 28 de janeiro de 2017, quando voltava do país vizinho de mototáxi e foi abordado pelos agentes. Na época, os fiscais disseram que ele resistiu à abordagem e foi detido. O novo laudo apresentado no dia 7 indicou que no corpo dele foram encontradas substâncias como clobenzorex, sildenafil, fenacetina e lidocaína - comumente encontradas em comprimidos de ecstasy apreendidos na região e fabricados no Paraguai, segundo a PF. O laudo apontou ainda que tais substâncias não fazem parte da composição de sprays de pimenta. Contestação Desde o começo das investigações a família contesta a versão da Receita Federal e do primeiro laudo, feito pelo Instituto Médico-Legal (IML) do Paraná, que também apontou intoxicação por substâncias químicas, mas não especificou quais. Para a PF, no entanto, a quantidade de spray usada na abordagem não tem relação com a morte. O advogado Wilson André Neres disse que só deve se manifestar sobre o pedido do MPF após o perito contratado pela família se manifestar sobre o novo laudo incluído no inquérito. Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.
    Em menos de 48 horas, outro homem é preso suspeito de importunação sexual em ônibus de Curitiba

    Em menos de 48 horas, outro homem é preso suspeito de importunação sexual em ônibus de Curitiba


    Segundo relatos, homem assediou uma mulher de 25 anos na linha Inter 2 na quinta-feira (13). Curitiba teve 29 ocorrências de importunação sexual em ônibus ao longo deste ano, conforme a Secretaria Municipal da Defesa Social Reprodução/RPC Em...


    Segundo relatos, homem assediou uma mulher de 25 anos na linha Inter 2 na quinta-feira (13). Curitiba teve 29 ocorrências de importunação sexual em ônibus ao longo deste ano, conforme a Secretaria Municipal da Defesa Social Reprodução/RPC Em menos de 48 horas, outro homem foi preso suspeito de importunação sexual em um ônibus de Curitiba, de acordo com a Secretaria Municipal da Defesa Social. Essa última situação aconteceu na quinta-feira (13). Na quarta (12), um caso foi registrado na linha Ligeirão Santa Cândida/Praça do Japão e resultou na prisão de um homem de 39 anos. Dessa vez, o suspeito é um homem de 46 anos. Segundo relatos, ele assediou uma mulher de 25 anos na linha Inter 2. O homem foi preso na estação-tubo Santa Quitéria. Quando a equipe da Guarda Municipal chegou à estação-tubo, durante o patrulhamento que fazia na região, passageiros contaram aos guardas o que havia acontecido com a jovem. O homem, conforme a secretaria, pressionou o corpo dele contra o da mulher. As duas ocorrências foram encaminhadas para a Delegacia da Mulher. Os dois suspeitos continuam presos, à disposição da Justiça. Não cabe fiança nesses casos de importunação sexual, de acordo com a Polícia Civil. O que fazer A orientação da Secretaria de Defesa Social é para que a vítima ou testemunhas do assédio sexual liguem para o telefone 153, para que o atendimento seja feito o mais rápido possível. Levantamento Um levantamento da Guarda Municipal de Curitiba apontou os casos foram registrados em 2018, até quinta-feira: 21 ocorrências por atos obscenos; 8 ocorrências por conduta inconveniente; 6 ocorrências por importunação ofensiva ao pudor; 29 ocorrências por importunação sexual no transporte coletivo. Em setembro, houve uma mudança na lei federal sobre o assunto. Até então, a prática era considerada contravenção – uma infração penal considerada como "crime menor". Agora, a importunação sexual é crime, com pena de até cinco anos de prisão. Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.
    Rapaz é preso com mais de 4 mil cápsulas de munição no noroeste do Paraná

    Rapaz é preso com mais de 4 mil cápsulas de munição no noroeste do Paraná


    Na carga apreendida estavam cápsulas de munição para abater aeronave. Apreensão ocorreu em Iporã, na noite de quinta-feira (13). Carregadores e munição foram apreendidos pela Polícia Rodoviária Estadual em Iporã PRE/Divulgação Um rapaz de...


    Na carga apreendida estavam cápsulas de munição para abater aeronave. Apreensão ocorreu em Iporã, na noite de quinta-feira (13). Carregadores e munição foram apreendidos pela Polícia Rodoviária Estadual em Iporã PRE/Divulgação Um rapaz de 18 anos foi preso com 4.060 cápsulas de muniçãona noite desta quinta-feira (13) em Iporã, no noroeste do Paraná. A apreensão foi feita após perseguição na PR-323, rodovia que liga as regiões norte e noroeste do Estado. Na apreensão estavam carregadores de fuzis e até mesmo 60 cápsulas de munição de calibre .50, que tem poder para derrubar aeronaves. Por volta das 22h30, a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) observou uma caminhonete saindo de uma estrada rural e entrando em uma rodovia. Os policiais deram voz de parada com luzes e sinais sonoros, mas o motorista não obedeceu a ordem dos policiais e tentou fugir. Segundo a PRE, o motorista fez ultrapassagens forçadas e tentou tirar a viatura da polícia para fora da rodovia. Os policiais dispararam algumas vezes contra o veículo. A caminhonete só parou após colidir com uma árvore em Guaiporã, distrito de Iporã. O jovem conduzia um veículo roubado em Louveira, no interior de São Paulo. Ele contou aos policiais que pegou o veículo carregado em Guaíra, no oeste, e seguiria até Umuarama, no noroeste. Segundo a polícia, a munição foi contrabandeada do Paraguai. O jovem foi preso e levado junto com o carregamento e o veículo à Delegacia da Polícia Federal de Guaíra. Mais de 4 mil cápsulas de munição foram apreendidas PRE/Divulgação Veja a lista da apreensão: 1 carregador grande do tipo caracol para fuzil 7,62 51 carregadores para fuzil 7,62 1601 cápsulas de munição de calibre 7,62 150 cápsulas de munição de calibre 9mm 150 cápsulas de munição de calibre .380 16 carregadores para fuzil .556 1.100 cápsulas de munição de calibre .556 9 carregadores para fuzil .308 999 cápsulas de munição de calibre .308, 60 cápsulas de munição de calibre .50 17 bandoleiras de marcas diversas 80 suportes de ferro para munição .50 Polícia apreendeu munição para abater aeronaves PRE/Divulgação Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.
    VÍDEOS: Bom Dia Paraná de sábado, 14 de dezembro

    VÍDEOS: Bom Dia Paraná de sábado, 14 de dezembro


    Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do...


    Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná.
    Prefeitura apreende 21 cachorros em situação de maus-tratos em casa de idosa em Curitiba

    Prefeitura apreende 21 cachorros em situação de maus-tratos em casa de idosa em Curitiba


    Apreensão ocorreu na tarde de quinta-feira (13), no Pilarzinho. Administração pública multou moradora em R$ 10,5 mil. Havia cães das raças shihtzu, poodle, lhasa e maltês na residência Divulgação/Prefeitura de Curitiba A Rede de Proteção...


    Apreensão ocorreu na tarde de quinta-feira (13), no Pilarzinho. Administração pública multou moradora em R$ 10,5 mil. Havia cães das raças shihtzu, poodle, lhasa e maltês na residência Divulgação/Prefeitura de Curitiba A Rede de Proteção Animal apreendeu, na tarde de quinta-feira (13), 21 cães em situação de maus-tratos em uma casa no bairro Pilarzinho, em Curitiba. A residência é de uma idosa aparentemente acumuladora, que foi multada em R$ 10,5 mil, segundo a prefeitura. A administração pública chegou ao local depois de denúncias via Central 156. Os funcionários constataram, principalmente, falta de higiene no ambiente e nos cachorros das raças shihtzu, poodle, lhasa e maltês. Depois da ação, os animais foram microchipados e levados para lares temporários. Protetores independentes ficaram como fiéis depositários dos animais até que estejam aptos para a adoção. A partir de agora, eles recebem atendimento veterinário, banho e tosa. A operação envolveu, além do Departamento de Pesquisa e Conservação da Fauna, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente; a Guarda Municipal; a Fundação de Ação Social (FAS); e a Secretaria Municipal de Saúde. A Procuradoria-Geral do Município deu o suporte para obtenção da autorização judicial para entrar no local, já que a prefeitura havia tentado entrar na casa da idosa outras vezes, mas sem sucesso. Funcionários constataram, principalmente, falta de higiene no ambiente e nos cachorros Divulgação/Prefeitura de Curitiba Outras ações Nesta semana, também em atendimento a uma denúncia recebida via Central 156, fiscais da Rede apreenderam 10 coelhos em situação de maus-tratos, abandonados em um imóvel no bairro Portão. No local, animais fugindo e sendo atropelados na rua, além de bichos mortos e carcaças em decomposição. O dono do terreno foi multado em R$ 20 mil. Em 2018, já foram atendidos pela rede 3.110 casos de maus-tratos reportados pela população. Animais foram microchipados e levados para lares temporários. Divulgação/Prefeitura de Curitiba Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.
    Atrações natalinas atraem turistas e movimentam economia da cidade

    Atrações natalinas atraem turistas e movimentam economia da cidade


    Em 2018, foram investidos cerca de R$ 19 milhões para o Natal na cidade, segundo o Instituto Municipal de Turismo. Até o dia 23 de dezembro, serão mais de 70 atrações por toda a cidade, entre autos, corais, exposições de presépios, paradas,...


    Em 2018, foram investidos cerca de R$ 19 milhões para o Natal na cidade, segundo o Instituto Municipal de Turismo. Até o dia 23 de dezembro, serão mais de 70 atrações por toda a cidade, entre autos, corais, exposições de presépios, paradas, concertos e feiras temáticas, em toda Curitiba. A programação além de agitar a cidade, também movimenta a economia, já que atraem turistas de todo o país.
    Incêndio atinge bairro residencial de Cambé e destrói três casas

    Incêndio atinge bairro residencial de Cambé e destrói três casas


    Fogo começou na noite de quinta-feira (13); ninguém ficou ferido. Três casas são destruídas durante incêndio em Cambé Um incêndio atingiu um dos maiores bairros residenciais de Cambé, no norte do Paraná, na noite de quinta-feira (13). Três...


    Fogo começou na noite de quinta-feira (13); ninguém ficou ferido. Três casas são destruídas durante incêndio em Cambé Um incêndio atingiu um dos maiores bairros residenciais de Cambé, no norte do Paraná, na noite de quinta-feira (13). Três casas foram destruídas pelas chamas. Ninguém ficou ferido. Outras quatro casas precisaram ser desocupadas, mas, depois foram liberadas. O local onde houve o incêndio é o Jardim Ana Rosa. Ninguém ficou ferido durante o incêndio que atingiu um dos maiores bairros residenciais de Cambé Alberto D'angele Bombeiros de Cambé e de Londrina, outra cidade no norte do estado, foram apagar o fogo. Os moradores que tiveram as casas atingidas pelas chamas passaram a noite em vizinhos e parentes. Até o início da manhã desta sexta-feira (14), não se sabia a causa do incêndio. Carro também foi atingido pelo fogo Alberto D'angele/RPC Incêndio destruiu três casas, em Cambé Alberto D'angele/RPC Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.
    Seis governadores devem começar mandato com situação fiscal confortável, aponta estudo

    Seis governadores devem começar mandato com situação fiscal confortável, aponta estudo


    Das 27 UFs, estão com folga nas contas públicas Amapá, Espírito Santo, Amazonas, Rondônia, Tocantins e Paraíba. Apenas seis estados começam 2019 com boa situação fiscal Dos 27 governadores que tomam posse ou permanecem no cargo a partir de...


    Das 27 UFs, estão com folga nas contas públicas Amapá, Espírito Santo, Amazonas, Rondônia, Tocantins e Paraíba. Apenas seis estados começam 2019 com boa situação fiscal Dos 27 governadores que tomam posse ou permanecem no cargo a partir de janeiro do ano que vem, seis vão começar o mandato com uma situação fiscal considerada muito boa ou boa. O tamanho do desafio dos governadores foi mensurado por um estudo realizado pela Tendências Consultorias Integrada. De acordo com o levantamento, apenas os governadores de Amapá, Espírito Santo, Amazonas, Rondônia, Tocantins e Paraíba receberão as contas públicas em boas condições. Servidores de Minas Gerais protestam contra salários atrasados Reprodução/TV Globo A crise fiscal dos governos estaduais tem um impacto perverso e direto na vida do cidadão. São os estados que fornecem boa parte dos serviços básicos para a sociedade como educação, saúde e segurança pública. Hoje, sem folga no orçamento, boa parte das políticas públicas está sendo comprometida e, em alguns estados, o salário de servidores está atrasado. Pagamento de 13º salário a servidores ainda está indefinido ou atrasado em 5 estados "A situação dos estados é muito complicada", diz o analista de contas públicas da Tendências, Fabio Klein, e coordenador do estudo. O levantamento teve a participação do economista Marcio Milan, também da Tendências. Para avaliar a situação fiscal dos estados, os analistas deram notas de 0 a 10 com base em dados do Tesouro Nacional para seis indicadores das contas públicas: endividamento; poupança corrente, liquidez, resultado primário, despesa com pessoal e encargos sociais e investimentos. Cada item recebeu um peso diferente e, em seguida, foi feita uma média para cada unidade da federação. Pelo levantamento, os estados com boa capacidade fiscal precisam ter nota média igual ou acima de 6. Com muito boa capacidade, a nota tem de ultrapassar 8 - o único a superar foi Amapá. "Mas a minha experiência mostra que os dados do Amapá variam muito. É preciso olhar com um certo cuidado", afirma Klein. No outro extremo, estão Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. Esses são os Estados mais frágeis. "O Rio vai mal em quase todos os indicadores. O mesmo ocorre com Minas Gerais", diz Klein. Estados com a corda no pescoço Infografia G1 Pessoal e investimento são travas Embora cada estado tenha características peculiares, o levantamento mostrou que as piores avaliações das administrações estaduais geralmente estão no gasto com pessoal e nos investimentos. A dificuldade com pessoal é explicada por sucessivos aumentos concedidos para servidores ao longo dos últimos anos e gastos elevados com trabalhadores inativos – em 12 meses, o gasto dos estados com inativos cresceu 8%. Já os investimentos são afetados e reduzidos diante da pouca margem de manobra dos governantes no controle do orçamento. Dessa forma, segundo especialistas, a solução das contas públicas estaduais passa inevitavelmente por mudanças envolvendo os servidores, com uma ampla reforma da previdência local e mudanças no plano e na estrutura de carreira. "Há medidas (de ajuste) que podem ser adotadas no plano local como aumento da contribuição previdenciária ou eventualmente com a criação de previdência complementares para os estados que não têm”, afirma a economista Ana Carla Abrão, ex-secretária de Fazenda de Goiás. "No campo dos servidores ativos, é preciso rever todas as leis de carreiras que foram incorporando, acumulando um conjunto de benefícios com progressões e promoções automáticas." No dia 5 de dezembro, a Câmara dos Deputados aprovou um projeto que flexibiliza a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) para permitir o estouro do limite de gastos com pessoal. A medida, no entanto, vale apenas para municípios – ou seja, não abrange os governos estaduais. Exemplo do Espírito Santo Considerado um exemplo positivo na condução das contas públicos, o governo do Espírito Santo não escapou dessa regra. O estado reduziu os gastos com servidores, mas teve de segurar boa parte dos investimentos para conseguir equilibrar as contas. "Em 2015, logo ao assumir, o novo governo assinou um decreto que determinava 20% na redução de custeio, suspensão dos concursos e diminuição de cargos comissionados", diz o secretário de Fazenda do Espírito Santo, Bruno Funchal. 14 estados superam limite da LRF para gastos com pessoal em 2017, diz Tesouro Nacional Com as mudanças, a administração do Espírito Santo inverteu uma tendência de crescimento das despesas de 10% ao ano para uma queda de 10% ao ano. "O investimento baixo é uma consequência da política de aumento de pessoal que vinha sendo tocada", diz Funchal. No ano passado, o estado investiu apenas R$ 200 milhões com recursos próprios. Neste ano, com a melhora das contas públicas, deve chegar a R$ 800 milhões. "Todo o ajuste fiscal foi feito com base na despesa, sem aumento de impostos", afirma o secretário. No último relatório do Tesouro Nacional, o Espírito Santo foi o único estado que recebeu nota A para a capacidade de pagamento. Roraima sob intervenção Apesar de o estado ter situação fiscal considerada média na comparação com outros estados, o governo Roraima alega crise financeira, deve salários de servidores, pagamentos a terceirizadas e fornecedores, duodécimo dos poderes, e tem contas bloqueadas por decisões judiciais. Os pagamentos de servidores de todas as secretarias, com exceção da Saúde e Educação, estão atrasados desde outubro e a Secretaria da Fazenda estima uma dívida de R$ 188 milhões só com folhas de pagamento. Não há previsão para o pagamento da 2ª parcela do 13º e os salários de novembro e dezembro podem ficar para 2019. Foi nesse cenário que, no dia 7 de dezembro, o presidente Michel Temer anunciou intervenção federal em Roraima até 31 de dezembro. O estado enfrenta uma crise migratória com a chegada de cidadãos venezuelanos e também uma crise no sistema penitenciário. Entenda a intervenção federal em Roraima
    Natal de Curitiba: Confira a programação para esta sexta-feira (14)

    Natal de Curitiba: Confira a programação para esta sexta-feira (14)


    Programação conta com Coral Palácio Avenida e Coro de 700 vozes. Coral Palácio Avenida - Natal do Bradesco 2018 Natalia Filippin/G1 Curitiba terá centenas de espetáculos relacionados ao Natal – a programação é variada e vai até 23 de...


    Programação conta com Coral Palácio Avenida e Coro de 700 vozes. Coral Palácio Avenida - Natal do Bradesco 2018 Natalia Filippin/G1 Curitiba terá centenas de espetáculos relacionados ao Natal – a programação é variada e vai até 23 de dezembro. O G1 separou alguns destaques para esta sexta-feira (14). Confira: Coral Palácio Avenida - Natal do Bradesco 2018 Mais de 100 crianças de escolas municipais e de instituições de acolhimento cantam nas janelas do Palácio Avenida. O show desse ano tem como tema “Tempo de Sonhar” e termina com uma queima de fogos de artifício. As apresentações se repetem nos dias 15 e 16 de dezembro. Horário: 20h20 Endereço: Palácio Avenida - XV de Novembro - Centro Valor: gratuito Segundo a Setran, a Rua Luiz Xavier estará bloqueada a partir das 18h45 nas noites de apresentação. A interrupção segue até o término do evento, no dia 16 de dezembro, nas sextas, sábados e domingo. O bloqueio será montado a partir do cruzamento com a Rua Cândido Lopes e a liberação é prevista para as 22h. Cantata de Natal - Coro de 700 vozes A regional do Bairro Novo recebe a tradicional Cantata de Natal, mas de uma forma diferente. Neste ano em uma parceria inédita entre a Secretaria Municipal de Educação e o Projeto MusicaR da Fundação Cultural de Curitiba, a apresentação contará com 700 crianças, em um espetáculo de vozes e cores. Abertura: Banda Lyra Horário: 20h Endereço: Rua da Cidadania do Bairro Novo - Rua Tijucas do Sul, 1700 - Sítio Cercado Valor: gratuito Cantata de Natal - Coro de 700 vozes Prefeitura Municipal de Curitiba/Divulgação Natal no Bosque de Jesus Espetáculo com música e teatro encenado e cantado por crianças e refugiados da Síria que foram recebidos em Curitiba, relembra o verdadeiro significado do Natal, o nascimento de Jesus. A apresentação se repete no dia 20 de dezembro. Horário: 20h Endereço: Rua João Guariza, 135 – São Lourenço Valor: gratuito Coral na Rua da Cidadania de Santa Felicidade Os alunos do Coral da Escola Municipal Vinhedos preparou um repertório especial para celebrar o Natal de Luz. Horário: 10h Endereço: Rua da Cidadania de Santa Felicidade - Rua Santa Bertila Boscardin, 213 Valor: gratuito Ônibus da Cultura com Teatro de Natal: Sonho de Luz. Montado pela Cia Karagoz, apresenta o espírito natalino em um espetáculo de teatro de sombras. Horário: 13h30 Endereço: CRAS Vila Torres - Rua Aquelino Orestes Baglioli 120/ Prado Velho Valor: gratuito Ônibus da Cultura com Teatro de Natal: Sonho de Luz Prefeitura Municipal de Curitiba/Divulgação Natal na Rua da Cidadania da Matriz 14h - Apresentação da Cantata de Natal da Banda da Polícia Militar 17h30 - Audição Didática de Violino Especial de Natal 18h30 - Apresentação da Big Band “Entre Irmãos” Horário: 14h às 18h30 Endereço: Rua da Cidadania da Matriz – Mercado Central - Centro Valor: gratuito Apresentação do Coral de Luz do Instituto Teressência O Coral formado por 60 crianças da comunidade da Vila São Paulo preparou um repertório especial para celebrar o Natal de Luz. Horário: 20h Endereço: Centro Cultural Casa Kozak. Rua Padre Julio Saavedra, 588 - Uberaba Valor: gratuito Concerto de Encerramento da Temporada da Camerata Antiqua de Curitiba O Concerto de Encerramento da Temporada da Camerata Antiqua de Curitiba apresenta a obra WEIHNACHTS ORATORIUM (Oratório de Natal) de Johann Sebastian Bach, composta para celebrar o nascimento de Jesus Cristo, o acontecimento máximo divisor do cristianismo. Horário: 20h00 Endereço: Capela Santa Maria - Rua Conselheiro Laurindo 273 - Centro Valor: R$ 30 a inteira e R$ 15 a meia-entrada Concerto de Encerramento da Temporada da Camerata Antiqua de Curitiba Prefeitura Municipal de Curitiba/Divulgação Renascimento – Espetáculo de Natal da Comunhão Cristã ABBA Espetáculo de cunho religioso celebra o propósito do nascimento e da vinda de Cristo. Através da música, teatro e dança, o espetáculo conta a história de uma caravana de discípulos que se encontra a caminho de Emaús. Horário: 20h Endereço: Comunhão Cristã Abba Curitiba - Rua Engenheiro Niepce da Silva, 139 - Portão Valor: gratuito Natal no Mercado Municipal O Mercado Municipal não poderia ficar de fora da programação natalina. Até o dia 22 dezembro, o local está oferecendo atividades gastronômicas, culturais (para crianças e adultos), oficinas temáticas, brincadeiras, contação de histórias, espetáculos e aulas de gastronomia. As visitas do Papai Noel acontecem de quinta a domingo durante o horário de funcionamento. Horário: Dom: 07h às 13h. Seg: 07h às 14h e Ter à Sáb: 07h às 18h. Endereço: Mercado Municipal de Curitiba - Av. Sete de Setembro, 1865 - Centro Valor: gratuito Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.
    TJ-PR reduz pena de ex-deputado Carli Filho, e prisão será em regime semiaberto

    TJ-PR reduz pena de ex-deputado Carli Filho, e prisão será em regime semiaberto


    Com a divergência em relação ao tempo de prisão, julgamento foi suspenso e deve ser retomado em fevereiro de 2019 para definição da pena. Ex-deputado Carli Filho tinha sido condenado a 9 anos e 4 meses de prisão em fevereiro de 2018. Theo...


    Com a divergência em relação ao tempo de prisão, julgamento foi suspenso e deve ser retomado em fevereiro de 2019 para definição da pena. Ex-deputado Carli Filho tinha sido condenado a 9 anos e 4 meses de prisão em fevereiro de 2018. Theo Marques/Framephoto/Framephoto/Estadão Conteúdo A Primeira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) reduziu a pena do ex-deputado estadual Luiz Fernando Ribas Carli Filho em julgamento na noite desta quinta-feira (13). Com isso, a prisão será em regime semiaberto. Desde a condenação, em fevereiro deste ano, Carli Filho aguardava em liberdade o julgamento da apelação do júri popular. Ele foi condenado pelo Tribunal do Júri por duplo homicídio com dolo eventual a nove anos e quatro meses de prisão - pelas mortes de Gilmar Rafael Souza Yared e Carlos Murilo de Almeida, em um acidente de trânsito em Curitiba, em 2009. Nesta quinta-feira, os desembargadores avaliaram se o julgamento seguiu o rito legal e se o tempo da pena fixada foi o correto. O fato de Carli ser culpado ou inocente não foi julgado, já que isso foi feito pelo júri popular, que é soberano. O relator do caso, desembargador Naor Macedo, manteve a pena para ser cumprida inicialmente em regime fechado. Já o revisor, desembargador Clayton Camargo, reduziu a pena para sete anos de reclusão, em regime semiaberto. O vogal, desembargador Miguel Kfouri, também divergiu na pena, fixando em sete anos, quatro meses e 20 dias, também em regime semiaberto. Com a divergência em relação ao tempo de prisão, o julgamento foi suspenso e deve ser retomado em fevereiro de 2019 para definição da pena, que deve ficar entre sete anos e sete anos e quatro meses. Quando a pena é abaixo de oito anos, há a possibilidade de o condenado cumpri-la no regime semiaberto. Ainda não se sabe se Carli Filho usará tornozeleira eletrônica ou não. Depois da dosimetria definida, ainda cabem recursos. O cumprimento da pena começa depois que todas as apelações forem julgadas e a decisão for publicada no Diário da Justiça. A apelação da defesa de Carli Filho questionou se o julgamento foi justo, conforme as regras do direito, e se o cálculo da pena tinha sido adequado. 'País da impunidade' Na saída do julgamento, a mãe de um dos jovens mortos no acidente e deputada federal, Christiane Yared (PR), criticou a decisão em tom de desabafo. "Nós recebemos [a notícia] com a certeza de que a gente vive em país que todos nós conhecemos, da impunidade, da liberdade de sair e matar alguém e responder depois de uma maneira que seja agradável", afirmou. Segundo ela, a impressão é a de que tudo se tornou "um grande circo". "Me disseram que a decisão do júri é soberana. Não é, não é mesmo. Dá uma tornozeleira para ele, tadinho. Os que morreram, morreram. A Justiça é para os vivos afinal de contas", desabafou. Gilmar Rafael Yared e Carlos Murilo de Almeida morreram na batida RPC/Reprodução O que diz a defesa de Carli Filho Conforme nota da defesa do ex-deputado, os advogados vão aguardar a decisão final da Primeira Câmara do TJ-PR para emitir um posicionamento, "apesar da maioria dos votos serem favoráveis a diminuição da pena com reflexos no regime de cumprimento". Carli Filho G1/Arte Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.
    Paraná, quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

    Paraná, quinta-feira, 13 de dezembro de 2018


    Boa noite! Aqui estão as principais notícias para você terminar o dia bem-informado. Luis Felipe Manvailer, réu pela morte da advogada Tatiane Spitzner, não foi interrogado nesta quinta-feira (13) no Fórum de Guarapuava, na região central do...


    Boa noite! Aqui estão as principais notícias para você terminar o dia bem-informado. Luis Felipe Manvailer, réu pela morte da advogada Tatiane Spitzner, não foi interrogado nesta quinta-feira (13) no Fórum de Guarapuava, na região central do Paraná. A expectativa era a de que o marido da vítima fosse ouvido ao final do 2º dia de audiências sobre o caso. Depois dos depoimentos das dez testemunhas do dia - três de acusação, quatro da defesa e três indicadas por ambas –, os advogados de Manvailer pediram o adiamento do interrogatório. Uma nova data deve ser marcada para que Luis Felipe Manvailer seja ouvido, em Guarapuava Reprodução/RPC Uma nova data para o interrogatório de Luis Felipe deve ser marcada para depois do dia 25 de janeiro, quando está prevista uma audiência para ouvir testemunhas de Curitiba. O que se sabe sobre o crime Operação Mão de Vaca Policiais apreendem carnes vencidas em açougues, durante operação contra roubo de cargas Ramon Pereira/RPC A Polícia Civil apreendeu carnes vencidas em açougues de Curitiba, durante a Operação Mão de Vaca, deflagrada nesta quinta-feira. A ação investiga roubos de cargas de carnes e de outros alimentos, no Paraná e em Santa Catarina. Duas pessoas foram presas e uma terceira pessoa teve mandado de prisão cumprido pelos crimes de lavagem de dinheiro, roubo de cargas refrigeradas e organização criminosa. A polícia não divulgou a quantidade de carnes vencidas encontrada nos açougues. Entre os presos pela operação, estão donos de açougues e containers de restaurantes. O dono dos açougues onde as carnes vencidas foram apreendidas é considerado foragido, segundo a polícia. Vereador de Londrina fará parte da equipe de transição de Bolsonaro Filipe Barros (PSL) vai integrar comissão de transição do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) Reprodução/RPC Filipe Barros (PSL), vereador de Londrina, no norte do Paraná, e deputado federal eleito, vai participar da comissão de transição do futuro presidente da República Jair Bolsonaro (PSL). Ele vai fazer parte do grupo técnico que trata dos temas mulher, família e direitos humanos, que será coordenado pela futura ministra Damares Alves. Em 2017, Barros foi o autor de uma moção de apoio a um estagiário demitido após postagens machistas em uma rede social. O requerimento foi aprovado na Câmara de Londrina. Ainda em 2017, Barros recebeu uma censura por escrito do Legislativo, por ter ofendido manifestantes durante a greve geral realizada em abril daquele ano. Receita Federal destrói 100 mil decodificadores ilegais de TV Receita Federal destrói 100 mil decodificadores ilegais de TV paga em Foz do Iguaçu A Alfândega da Receita Federal em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, chegou nesta quinta-feira (13) à marca de 100 mil decodificadores ilegais de TV por assinatura destruídos desde 2017. A ação em parceria com a Associação Brasileira de Televisão por Assinatura (ABTA) faz parte da repressão e combate à pirataria no setor e é resultado do reforço nas apreensões dos aparelhos ilegais. O prejuízo à economia nacional com o uso deste tipo de equipamento chega a R$ 4 bilhões por ano, estima a associação. Deste total, R$ 550 mil equivalem a impostos federais e estaduais que deixam de ser arrecadados. Anônimo doa mais de 500 brinquedos para alunos de escola pública Papai Noel chega em escola pública de Altônia para entregar presentes doados por anônimos Um anônimo, morador de Curitiba, doou 563 brinquedos para alunos de uma escola municipal de Altônia, no noroeste do Paraná. Em novembro, a diretora Claudenice Herrera recebeu a ligação de um homem dizendo que queria fazer uma doação de Natal e que havia recebido a indicação da escola. "Pensei que fosse trote, não contei para ninguém", lembra a diretora. Na quarta-feira (12), o Papai Noel chegou à escola em cima do caminhão do Corpo de Bombeiros. Dezenas de crianças esperavam a chegada dele no pátio e ganharam carrinhos e bonecas. Curtas e rápidas UEM divulga gabarito provisório do Vestibular de Verão 2018 Prefeitura de Ubiratã abre inscrições para concurso público com 201 vagas Daniel Milla é o novo presidente da Câmara de Ponta Grossa 26 presos fogem da Delegacia da Lapa por buraco no teto Mercado ilegal de cigarros no país cresceu 29% em quatro anos, diz pesquisa Mineradora é condenada a pagar R$ 40 milhões por danos ambientais e à saúde Maringá registra maior número de queimadas para o mês de dezembro em 7 anos Veja mais informações no G1 Paraná.

    Presos fazem rebelião na cadeia pública de Medianeira


    Motim durou cerca de quatro horas, nesta quinta-feira (13); segundo a polícia, rebelados reivindicavam melhor alimentação e fim da superlotação no local. Chega ao fim rebelião na cadeia de Medianeira Os presos da cadeia pública de Medianeira, no...

    Motim durou cerca de quatro horas, nesta quinta-feira (13); segundo a polícia, rebelados reivindicavam melhor alimentação e fim da superlotação no local. Chega ao fim rebelião na cadeia de Medianeira Os presos da cadeia pública de Medianeira, no oeste do Paraná, fizeram uma rebelião por cerca de quatro horas, nesta quinta-feira (13), segundo a Polícia Civil. Os policiais informaram que os presos arrebentaram cabos de aço das portas que dão acesso à delegacia e colocaram uma geladeira em frente a porta, para dificultar o acesso da polícia às galerias. Ninguém ficou ferido. A rebelião, segundo a polícia, começou por volta das 11h30 e terminou às 16h, depois que os policiais conseguiram adentrar o local e controlar a situação. Ainda conforme a polícia, os rebelados reivindicavam solução para o calor excessivo na cadeia e para a superlotação. Eles também pediram melhoria na qualidade da alimentação fornecida. A cadeia de Medianeira foi projetada para abrigar 28 presos e atualmente tem 62 aprisionados. Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.
    Caso Tatiane Spitzner: Defesa pede adiamento, e réu não é interrogado

    Caso Tatiane Spitzner: Defesa pede adiamento, e réu não é interrogado


    Dez testemunhas foram ouvidas na tarde desta quinta-feira (13), 2º dia de audiências do caso; nova data deve ser marcada para que Luis Felipe Manvailer seja ouvido. Uma nova data deve ser marcada para que Luis Felipe Manvailer seja ouvido, em...


    Dez testemunhas foram ouvidas na tarde desta quinta-feira (13), 2º dia de audiências do caso; nova data deve ser marcada para que Luis Felipe Manvailer seja ouvido. Uma nova data deve ser marcada para que Luis Felipe Manvailer seja ouvido, em Guarapuava Reprodução/RPC Luis Felipe Manvailer, réu pela morte da advogada Tatiane Spitzner, não foi interrogado nesta quinta-feira (13) no Fórum de Guarapuava, na região central do Paraná. A expectativa era a de que o marido da vítima fosse ouvido ao final do 2º dia de audiências sobre o caso. Depois dos depoimentos das dez testemunhas do dia - três de acusação, quatro da defesa e três indicadas por ambas –, os advogados de Manvailer pediram o adiamento do interrogatório. Sala onde ocorreu o 2º dia de audiências sobre a morte da advogada Reprodução A defesa alegou que estão pendentes o espelhamento do notebook de Tatiane e a contraprova do exame anatomopatológico (biópsia realizada no corpo). Os advogados do réu também querem ter acesso às redes sociais da vítima. Eles pediram ainda prazo de 24 horas ou 48 horas para entrar com uma petição para manifestar, segundo a defesa, o prejuízo causado pelo transporte do corpo do Instituto Médico-Legal (IML) para a funerária e depois de volta ao IML. “Isso coloca em cheque toda a credibilidade, toda a checagem, a segurança jurídica da produção desses elementos periciais feitos no corpo. Isso é grave, não foi comunicado, não foi informado”, afirma Adriano Bretas, um dos advogados de defesa. Uma nova data para o interrogatório de Luis Felipe deve ser marcada para depois do dia 25 de janeiro, quando está prevista uma audiência para ouvir testemunhas de Curitiba. A morte Tatiane foi encontrada morta no dia 22 de julho deste ano, no apartamento onde morava com o marido. O laudo do exame de necropsia do Instituto Médico-Legal (IML) apontou que a advogada foi morta por asfixia mecânica. Câmeras de segurança do prédio mostram o marido agredindo Tatiane por mais de 20 minutos antes da queda. Segundo a acusação, ele matou Tatiane por esganadura, a jogou pela sacada e, em seguida, recolheu o corpo para o apartamento. Ele nega as acusações. O que se sabe sobre o crime Câmeras registraram agressões do marido a advogada Tatiane Spitzner no elevador do prédio Câmeras de segurança Depoimentos do 2º dia Depois do pai e da irmã de Tatiane, Jorge e Luana Spitzner, que foram ouvidos no período da manhã, outras oito testemunhas prestaram depoimento à tarde. O primeiro a ser ouvido foi o policial que atendeu a ocorrência. Ele foi questionado pela acusação sobre o fato, de acordo com a Central de Operações Policias Militares (Copom), do solicitante da chamada ter afirmado que uma mulher havia se jogado da sacada. Na sequência, prestou depoimento um vizinho do casal. Ele disse ter ouvido um pedido de socorro da vítima e, poucos minutos depois, um barulho forte. Dois amigos de Tatiane foram ouvidos em seguida. Ambos falaram sobre o comportamento de Luis Felipe. Um deles contou ter presenciado uma situação de extrema agressividade. Segundo a testemunha, em um churrasco, um dos convidados fez uma brincadeira, Manvailer não gostou e começou uma briga que durou cerca de uma hora. Um dos principais depoimentos desta quinta foi o do médico ortopedista de Tatiane. Ele negou que os medicamentos receitados a ela eram para depressão, o que foi levantado pela defesa de Manvailer durante o depoimento de Jorge Spitzner. De acordo com o médico, os remédios foram indicados para dor e que, ao saber que tinham efeito antidepressivo, Tatiane relutou em tomá-los. O ortopedista afirmou ainda que durante os sete meses que a atendeu, Tatiane nunca demostrou sinais de depressão. Ainda foram ouvidos uma professora, colega de Manvalier na faculdade onde ele dava aulas, um amigo e o professor de jiu-jitsu dele. O réu Manvailer tem 32 anos e é professor universitário de biologia. Ele foi preso horas após o crime ao sofrer um acidente de carro na BR-277, em São Miguel do Iguaçu, a 340 quilômetros de Guarapuava. Luis Felipe Manvailer em rede social Reprodução/Facebook À época, na audiência de custódia, única vez em que foi ouvido, ele disse que a imagem da esposa pulando a sacada não saía da cabeça dele. Ele disse que não se lembra do que aconteceu e que acredita que a mulher tenha se jogado da sacada. Ele é réu por homicídio qualificado, cárcere privado e fraude processual. O casal O casal estava junto havia cinco anos e era "feliz", de acordo com a defesa do marido. O Ministério Público (MP-PR), porém, diz que Tatiane vivia um relacionamento abusivo. Luis Felipe e Tatiane estavam juntos havia cinco anos Reprodução/Facebook Familiares e amigos relataram que ela queria pedir o divórcio. Para a polícia, eles disseram que Manvailer costumava chamar Tatiane de apelidos pejorativos e que a proibia de contratar uma diarista para ajudar nas tarefas domésticas. Conversas por WhatsApp de Tatiane com Rosenilda mostram como estava a relação dela com o marido. Nas mensagens, entre março e junho deste ano, a advogada relatou sentir "medo" e disse que o marido tinha "ódio mortal" por ela. Defesa apresentou trechos de conversa de Tatiane com uma amiga Reprodução Initial plugin text Veja mais notícias da região no G1 Campos Gerais e Sul.
    Policiais apreendem carnes vencidas em açougues durante operação contra  roubo de cargas, em Curitiba

    Policiais apreendem carnes vencidas em açougues durante operação contra roubo de cargas, em Curitiba


    Operação 'Mão de Vaca' foi deflagrada nesta quinta-feira (13), no Paraná e em Santa Catarina; três mandados de prisão foram cumpridos e sócio dos açougues é considerado foragido. Policiais apreendem carnes vencidas em açougues, durante...


    Operação 'Mão de Vaca' foi deflagrada nesta quinta-feira (13), no Paraná e em Santa Catarina; três mandados de prisão foram cumpridos e sócio dos açougues é considerado foragido. Policiais apreendem carnes vencidas em açougues, durante operação contra roubo de cargas Ramon Pereira/RPC Policiais civis apreenderam carnes vencidas em três açougues de Curitiba durante a Operação Mão de Vaca, que investiga roubos de cargas de carnes e de outros alimentos, no Paraná e em Santa Catarina. Nesta quinta-feira (13), duas pessoas foram presas e uma terceira pessoa teve mandado de prisão cumprido pelos crimes de lavagem de dinheiro, roubo de cargas refrigeradas e organização criminosa. Ainda conforme a polícia, também foram cumpridos 16 mandados de busca e apreensão durante a ação policial. A polícia não divulgou a quantidade de carnes vencidas encontrada nos açougues, na operação. Entre os presos pela operação, estão donos de açougues e containers de restaurantes. O dono dos açougues onde as carnes vencidas foram apreendidas é considerado foragido, segundo a polícia. Distribuição das cargas roubadas A polícia informou que grande parte das mercadorias roubadas pelo grupo criminoso era distribuída na região de Maringá, no norte do Paraná, e outra parte era distribuída em "boutiques de carnes" de Curitiba. De acordo com as investigações, o grupo é responsável pelo roubo de mais de 400 toneladas de carnes nos dois estados. "A lavagem de capital deles ocorre no sentido de ter lojas de fachada, que vendem o produto acabado, quando na verdade, estão servindo para esconder a origem ilícita dos produtos", disse o delegado Ademair Braga. O nome da operação, segundo a polícia, faz referência ao apelido de um dos intregantes da quadrilha, especializada em roubar cargas de carne bovina, peixe, fermento e pão de alho. De acordo com a polícia, a investigação começou em maio de 2017 e, após meses de ações policiais, foi possível prender os responsáveis por planejar os roubos. Operação Mão de Vaca foi deflagrada nesta quinta-feira (13), no Paraná e em Santa Catarina Polícia Civil/Divulgação Outros crimes O delegado informou que parte da quadrilha migrou do roubo de carga para outros crimes, na tentativa de ocultar os bens. Parte do grupo passou a investir ilegalmente o dinheiro em imoveis. Conforme o delegado, eles compravam imóveis com documentos falsificados de pessoas mortas e vendiam as propriedades com os documentos ilegais. Veja mais informações no G1 Paraná.
    Vereador de Londrina eleito deputado federal vai fazer parte da comissão de transição de Bolsonaro

    Vereador de Londrina eleito deputado federal vai fazer parte da comissão de transição de Bolsonaro


    Filipe Barros (PSL) vai integrar grupo técnico que trata dos temas mulher, família e direitos humanos. Vereador de Londrina é nomeado para comissão de transição de Jair Bolsonaro Filipe Barros (PSL), vereador de Londrina, no norte do Paraná, e...


    Filipe Barros (PSL) vai integrar grupo técnico que trata dos temas mulher, família e direitos humanos. Vereador de Londrina é nomeado para comissão de transição de Jair Bolsonaro Filipe Barros (PSL), vereador de Londrina, no norte do Paraná, e deputado federal eleito, vai participar da comissão de transição do futuro presidente da República Jair Bolsonaro (PSL). A nomeação foi publicada no Diário Oficial da União de quarta-feira (12). Barros informou, nesta quinta-feira (13), que já trabalha na transição. Ele vai fazer parte do grupo técnico que trata dos temas mulher, família e direitos humanos, que será coordenado pela futura ministra Damares Alves. Perfil Filipe Barros é formado em direito pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Durante a graduação, foi presidente do Diretório Central dos Estudantes (DCE). Aos 27 anos está no seu primeiro mandato como vereador. Ele se elegeu pelo PRB, partido que deixou em abril deste ano para se filiar ao PSL. Na Câmara de Vereadores apoiou o projeto de lei que proibiu a abordagem de questões de gênero em escolas do município. Também apresentou o projeto de lei que institui o Programa Escola Sem Partido na rede municipal de ensino. Em 2017, Barros foi o autor de uma moção de apoio a um estagiário demitido após posts machistas em uma rede social. O requerimento foi aprovado na Câmara de Londrina. Ainda em 2017, Barros recebeu uma censura por escrito do Legislativo, por ter ofendido manifestantes durante a greve geral realizada em abril daquele ano. No dia da paralisação, o vereador publicou um vídeo nas redes sociais no qual aparece chamando alguns manifestantes de “vagabundos”. Uma representação assinada por 15 cidadãos ligados a sindicatos foi protocolada em maio deste ano na Câmara pedindo a cassação do vereador. À época, ele não quis se manifestar sobre os fatos. Filipe Barros (PSL) vai integrar comissão de transição do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) Reprodução/RPC Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.
    VÍDEOS: Boa Noite Paraná de quinta-feira, 13 de dezembro

    VÍDEOS: Boa Noite Paraná de quinta-feira, 13 de dezembro


    Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de todas as regiões. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de todas as...


    Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de todas as regiões. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de todas as regiões.
    MP-PR recebe denúncias de possíveis vítimas do médium João de Deus

    MP-PR recebe denúncias de possíveis vítimas do médium João de Deus


    Médium é suspeito de abusos sexuais durante atendimentos espirituais; casos relatados no Paraná serão encaminhados para o Ministério Público de Goiás. MP-PR recebe possíveis denúncias de vítimas do médium João de Deus Reprodução/JN O...


    Médium é suspeito de abusos sexuais durante atendimentos espirituais; casos relatados no Paraná serão encaminhados para o Ministério Público de Goiás. MP-PR recebe possíveis denúncias de vítimas do médium João de Deus Reprodução/JN O Ministério Público do Paraná (MP-PR) informou que está recebendo possíveis denúncias de vítimas do médium João de Deus, suspeito de abusos sexuais durante atendimentos espirituais. Os possíveis casos, conforme o MP, serão analisados pelo Núcleo de Apoio à Vítima de Estupro (Naves), e encaminhados para o Ministério Público de Goiás, que tem atribuição legal para apurar os fatos e instituiu uma força-tarefa para investigar o caso. O médium está recolhido em uma chácara de Anápolis, a 55 km de Goiânia. Segundo a força-tarefa que investiga o caso, foram feitas mais de 250 denúncias de supostas vítimas dele. O Ministério Público pediu a prisão de João de Deus. Ele nega as acusações. Veja mais notícias da região no G1 Paraná.
    Defensoria pública dá prazo para que prefeitura adote medidas administrativas sobre incêndio em Curitiba

    Defensoria pública dá prazo para que prefeitura adote medidas administrativas sobre incêndio em Curitiba


    Segundo o Corpo de Bombeiros, cerca de 300 casas foram atingidas pelo fogo na Vila Corbélia. Ninguém ficou ferido. Chamas destruíram 300 casas, segundo os bombeiros Tony Mattoso/RPC A Defensoria Pública do Paraná e o Ministério Público...


    Segundo o Corpo de Bombeiros, cerca de 300 casas foram atingidas pelo fogo na Vila Corbélia. Ninguém ficou ferido. Chamas destruíram 300 casas, segundo os bombeiros Tony Mattoso/RPC A Defensoria Pública do Paraná e o Ministério Público encaminharam uma recomendação administrativa à Prefeitura de Curitiba sobre o incêndio que destruiu dezenas de casas na Vila Corbélia, no bairro Cidade Industrial, em Curitiba. A administração municipal tem dez dias para prestar informações sobre quais providências serão adotadas. As recomendações são as seguintes: A destinação do imóvel para habitação de interesse social, por ato do Poder Executivo Municipal; A utilização dos instrumentos de planejamento urbano previstos no ordenamento pátrio, em especial, na lei 13.465/17; O cadastramento, pactuado com os representantes da comunidade, das famílias atingidas com a especificação do tipo de atendimento habitacional desejado; A prestação de todas as medidas necessárias ao atendimento das famílias atingidas pelo incidente, destacando-se a necessidade de reestabelecimento de suas habitações, ainda que de forma provisória, até a indicação da solução habitacional definitiva a ser adotada pelo município, com a disponibilização de locação social e/ou auxílio moradia emergencial, nos termos da Lei Municipal 14.700/2015 e do Decreto Municipal 1.221/2011. O fogo foi registrado entre o dia 7 e oito de dezembro. Não houve feridos. Segundo o Corpo de Bombeiros, cerca de 300 casas foram atingidas. Veja mais notícias da região no G1 Paraná.
    Anônimo doa mais de 500 brinquedos para alunos de escola pública do Paraná: ‘Pensei que fosse trote’, diz diretora

    Anônimo doa mais de 500 brinquedos para alunos de escola pública do Paraná: ‘Pensei que fosse trote’, diz diretora


    Homem entrou em contato com escola, que fica no noroeste do estado, e disse que queria fazer doação para o Natal sem ser identificado. Papai Noel chega em escola pública de Altônia para entregar presentes doados por anônimos Um anônimo, morador...


    Homem entrou em contato com escola, que fica no noroeste do estado, e disse que queria fazer doação para o Natal sem ser identificado. Papai Noel chega em escola pública de Altônia para entregar presentes doados por anônimos Um anônimo, morador de Curitiba, doou 563 brinquedos para alunos de uma escola municipal de Altônia, no noroeste do Paraná. Em novembro, a diretora Claudenice Herrera recebeu a ligação de um homem dizendo que queria fazer uma doação de Natal e que havia recebido a indicação da escola. “Pensei que fosse trote, não contei para ninguém”, lembra a diretora. Claudenice manteve contato com o anônimo e, na semana passada, um caminhão cheio de presentes chegou à Escola Municipal Rubens Tessaro. A administração preferiu fazer uma surpresa para as crianças. Na quarta-feira (12), o Papai Noel chegou à escola em cima do caminhão do Corpo de Bombeiros. Dezenas de crianças esperavam a chegada dele no pátio e ganharam carrinhos e bonecas. Veja no vídeo acima a chegada no Papai Noel com os presentes. Papai Noel entrega presentes para alunos de escola pública de Altônia, após doador anônimo enviar brinquedos Escola Municipal Rubens Tessaro/Divulgação A escola atende 563 crianças com idade entre 4 e 15 anos, do ensino infantil, fundamental e especial. Segundo a diretora, essa foi a única chance de algumas crianças ganharem um presente de Natal. “Temos crianças com a situação financeira bem baixa. Com certeza esse será o único presente que receberão neste Natal”, contou Claudenice. Os professores também se vestiram com gorros vermelhos e dançaram músicas natalinas. Entre as crianças, muitas ficaram impressionadas com a chegada do Papai Noel e agradeceram pelos presentes recebidos. “Em tempos como esse, onde a gente vê tanta violência e coisas ruins, é difícil encontrar uma pessoa como essa que se disponibiliza. Achamos muito bacana”, disse a diretora. Professores de escola pública de Altônia entraram no clima de Natal para entregar presentes recebidos de doador anônimo Escola Municipal Rubens Tessaro/Divulgação Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.
    Maringá tem o maior número de queimadas para dezembro em sete anos

    Maringá tem o maior número de queimadas para dezembro em sete anos


    Até a manhã desta quinta-feira (13), tinham sido 30 incêndios em vegetação, 50% a mais do que as ocorrências do tipo atendidas durante todo o mês de dezembro de 2017. Bombeiros registram aumento de queimadas em Maringá Maringá, no norte do...


    Até a manhã desta quinta-feira (13), tinham sido 30 incêndios em vegetação, 50% a mais do que as ocorrências do tipo atendidas durante todo o mês de dezembro de 2017. Bombeiros registram aumento de queimadas em Maringá Maringá, no norte do Paraná, já registra o maior número de queimadas para o mês de dezembro em sete anos, segundo o Corpo de Bombeiros. Até a manhã desta quinta-feira (13), tinham sido registrados pelos bombeiros 30 incêndios em vegetação – 50% a mais do que as ocorrências do tipo atendidas ao longo de todo o mês de dezembro de 2017. Veja o histórico de queimadas para o mês no gráfico abaixo. O aumento das queimadas coincide com o baixo volume de chuvas, altas temperaturas e queda na umidade. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a chuva mais recente em Maringá ocorreu em 1º de dezembro, quando foi registrado 1,2 mm. Desde domingo (9), a umidade mínima ao longo do dia ficou abaixo de 30% e a temperatura máxima variou de 29,5ºC a 35,5ºC. "Viu um foco de incêndio, um foco com potencial para se alastrar, próximo de mata ciliar, reservas, residências, mato alto em terreno baldio, ligue para o Corpo de Bombeiros", pede o tenente Alexandre Ferelli. Segundo dados da Estação Climatológica da Universidade Estadual de Maringá (UEM), coletados desde 1976, dezembro é o segundo mês com maior volume de chuvas na média histórica. O mês tem uma média de 197,3 milímetros, abaixo apenas de janeiro, com média de 212,6 milímetros. Dezembro de 2011 foi o mais seco já registrado pela UEM, com 45 milímetros de chuva. Também foi o dezembro com o maior número de queimadas combatidas pelos bombeiros de nos últimos anos: 41 ocorrências. Desde o início de 2018, os bombeiros de Maringá combateram 332 incêndios ambientais. Com 79 queimadas, julho foi o mês com o maior número de ocorrências. Maringá tem o maior número de queimadas para dezembro em sete anos Reprodução/RPC Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.
    Você sabe fazer uma boa redação?

    Você sabe fazer uma boa redação?


    Conheça alguns passos importantes para se sair bem nos vestibulares A inserção do Enem como processo seletivo que, além de avaliar o desempenho dos estudantes no Ensino Médio, passou a ser a oportunidade de ingresso no Ensino Superior, fez com...


    Conheça alguns passos importantes para se sair bem nos vestibulares A inserção do Enem como processo seletivo que, além de avaliar o desempenho dos estudantes no Ensino Médio, passou a ser a oportunidade de ingresso no Ensino Superior, fez com que os olhares para o modelo da redação se tornassem mais cuidadosos. Por isso, algumas Universidades também passaram, nos últimos dez anos, a adotar a dissertação argumentativa com proposta de intervenção. Isso ficou conhecido entre estudantes e professores como “modelo Enem”. Mas, além desse tipo de proposta, os estudantes encontram várias outras nos diferentes vestibulares e processos de seleção seriados, que, por exemplo, exigem outras habilidades textuais. Levando esses aspectos em consideração, a coordenadora de Produção de Texto do Colégio Bom Jesus, Cleuza Cecato, aponta passos essenciais na preparação dos estudantes que desejam ingressar nas universidades brasileiras, com boa leitura de propostas e boa elaboração de textos. São eles: Conhecer as edições anteriores da prova que pretende prestar. Existe uma tendência de as propostas de redação dos vestibulares seguirem uma linha de solicitação. Por exemplo, se uma universidade pede dissertações, dificilmente pedirá, sem avisar em edital, outro tipo de texto. Daí a necessidade de exercitar com propostas anteriores e submetê-las a leitura e correção. Revisar as características dos gêneros textuais solicitados. Quem sabe escrever um texto de opinião com excelência não necessariamente sabe fazer bem um resumo e vice-versa. Por isso é preciso conhecer, revisar e exercitar as diversas características dos gêneros textuais mais recorrentes nos processos seletivos. Ler com detalhamento os fatos e as situações da atualidade. Considerar como atualidades as notícias e seus desdobramentos dos últimos três anos. É preciso estabelecer relações de implicação, causa e consequência, constatação e pertinência entre os fatos em si, não basta apenas saber relatá-los. Para finalizar, é importante entender que um estudante que escreve bem qualquer tipo de texto é aquele tem curiosidade e ultrapassa a leitura superficial das informações que recebe em qualquer veículo de circulação. “Esse estudante é também um pesquisador de ideias”, avalia Cleuza.
    Ratinho Junior anuncia presidente dos portos de Paranaguá e Antonina

    Ratinho Junior anuncia presidente dos portos de Paranaguá e Antonina


    Luiz Fernando Garcia da Silva foi confirmado nesta quinta-feira (13) pelo governador eleito. Luiz Fernando Garcia da Silva, atual diretor-presidente da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), vai comandar os portos paranaenses Divulgação O...


    Luiz Fernando Garcia da Silva foi confirmado nesta quinta-feira (13) pelo governador eleito. Luiz Fernando Garcia da Silva, atual diretor-presidente da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), vai comandar os portos paranaenses Divulgação O governador eleito do Paraná, Ratinho Junior (PSD), anunciou nesta quinta-feira (13) o presidente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (APPA). Luiz Fernando Garcia da Silva, atual diretor-presidente da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), vai comandar os portos paranaenses. Conforme a assessoria do governador eleito, ele é graduado em economia pela Universidade do Paraná (UFPR) e tem especialização em gestão de empresas. Silva também foi assessor especial do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil. Ainda segundo a assessoria, o escolhido para comandar a APPA coordenou o grupo de trabalho que estudou a solução para o problema de dragagem do Porto de Santos (SP) e integrou a equipe que atuou na desburocratização e simplificação da legislação portuária. “O Luiz Fernando é hoje um dos nomes mais conceituados e um dos profissionais com maior conhecimento na área portuário brasileira. Com a sua vinda, podemos implementar o programa de inovação que planejamos para os portos do Paraná”, disse Ratinho Junior. Silva afirmou que pretende pautar a gestão no crescimento da participação dos portos na logística brasileira, aumentando a competitividade e diminuindo os custos para os produtores. Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.

    Juiz nega pedidos de rejeição de denúncia e determina prosseguimento de ação da Operação Rádio Patrulha


    Entre os réus do processo estão o ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB) e o irmão dele Pepe Richa. O juiz Fernando Bardelli Silva Fischer negou pedidos de rejeição feitos pelas defesas dos réus da Operação Rádio Patrulha sobre a denúncia...

    Entre os réus do processo estão o ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB) e o irmão dele Pepe Richa. O juiz Fernando Bardelli Silva Fischer negou pedidos de rejeição feitos pelas defesas dos réus da Operação Rádio Patrulha sobre a denúncia apresentada pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR). Com isso, ele determinou o prosseguimento do processo. Entre os 12 réus do processo estão o ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB), o irmão dele Pepe Richa e Deonilson Roldo, que foi chefe de gabinete de Richa. As defesas de Beto e Pepe Richa informaram que vão se manifestar no processo. O G1 tenta contato com advogado de Deonilson Roldo. Beto Richa e outros 12 viram réus na Operação Rádio Patrulha A operação investiga um esquema de propina para desvio de dinheiro por meio de licitações no programa "Patrulha do Campo", para recuperação de estradas rurais do estado. "Diante do exposto, inexistindo hipótese de absolvição sumária ou outra causa que macule o presente processo, ratifico o recebimento da denúncia nos termos do art. 399 do CPP e determino o regular prosseguimento do feito", declarou o juiz ao negar os pedidos de rejeição. Beto Richa foi preso na operação em 11 de setembro. Após habeas corpus concedido pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), ele foi solto, quatro dias depois. Na aceitação da denúncia, o juiz Fernando Bardelli Silva Fischer afirma que entre as principais provas contra Richa está uma gravação em que ele trata de assuntos relacionados ao atraso do pagamento de propina com o delator Tony Garcia. "Agora, a defesa dos mesmos réus sustenta a incompetência deste Juízo para julgamento da ação penal decorrente dos fatos delatados no acordo, sob o fundamento de que deveria ter sido livremente distribuída", disse o juiz. Em resposta, Fischer relatou que "embora não haja uma exigência legal de coerência nas alegações apresentadas pela defesa, o manejo argumentativo de modo a alternar o momento da exigência de distribuição denota que não há uma pretensão à correção da competência, mas sim uma busca de se impugnar a competência deste Juízo a todo custo". Investigações O Ministério Público do Paraná (MP-PR) afirma que empresários e pessoas ligadas a eles ofereciam dinheiro em troca de atos de ofício por parte de agentes públicos para vencerem as licitações. O valor acertado, de acordo com os procuradores, correspondia a 8% do valor bruto dos contratos. Ao todo, diz a denúncia, foram pagos R$ 8.152.474,44 em vantagens indevidas, em 36 pagamentos mensais. Beto era o "principal destinatário final das vantagens indevidas prometidas pelos empresários, plenamente ciente das tratativas e reuniões realizadas", afirma a denúncia. Veja mais informações no G1 Paraná.
    Homem atira em cliente de oficina mecânica em Foz do Iguaçu; vídeo

    Homem atira em cliente de oficina mecânica em Foz do Iguaçu; vídeo


    Polícia Civil disse que crime foi motivado por uma negociação mal resolvida entre os dois homens; vítima ficou ferida e está internada em estado grave. Vídeo mostra homem atirando contra cliente de oficina mecânica, em Foz do Iguaçu Um cliente...


    Polícia Civil disse que crime foi motivado por uma negociação mal resolvida entre os dois homens; vítima ficou ferida e está internada em estado grave. Vídeo mostra homem atirando contra cliente de oficina mecânica, em Foz do Iguaçu Um cliente de uma oficina mecânica em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, ficou gravemente ferido depois de ser baleado por um homem, na quarta-feira (12), segundo a Polícia Civil. Câmeras de segurança da oficina gravaram o momento em que o suspeito dispara contra a vítima. Assista ao vídeo acima. Ele foi atingido por quatro tiros e foi internado no Hospital Municipal de Foz do Iguaçu. As imagens mostram o momento em que o suspeito chega ao local e aguarda, ao lado de um caminhão. A esposa do suspeito aparece em seguida, e chega junto à vítima. Os dois homens conversam rapidamente e o suspeito atira contra o cliente da oficina. De acordo com a polícia, o crime foi motivado por uma negociação mal resolvida entre os dois homens. Ainda conforme a polícia, o atirador e a esposa foram identificados com ajuda das imagens, mas são considerados foragidos. Os funcionários e responsáveis pela oficina não quiseram falar sobre o assunto. Homem atira contra cliente de oficina mecânica em Foz do Iguaçu Divulgação/Polícia Civil Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.
    PR-445 será interditada nesta sexta-feira (14) para detonação de rochas

    PR-445 será interditada nesta sexta-feira (14) para detonação de rochas


    Bloqueio está previsto para começar às 13h e terminar às 17h, entre os km 61 e 63. Orientação é para que motoristas procurem caminhos alternativos. PR-445 será interditada nesta sexta-feira (13) para detonação de rochas AEN-PR/Divulgação A...


    Bloqueio está previsto para começar às 13h e terminar às 17h, entre os km 61 e 63. Orientação é para que motoristas procurem caminhos alternativos. PR-445 será interditada nesta sexta-feira (13) para detonação de rochas AEN-PR/Divulgação A PR-445 será bloqueada nesta sexta-feira (14), em Londrina, no norte do Paraná, para detonação de rochas. A interdição, entre os km 61 e 63, está prevista para começar às 13h e terminar às 17h. Em caso de chuva, os trabalhos podem ser adiados. O serviço faz parte da obra de duplicação da rodovia, entre Londrina e o Distrito de Irerê. O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) orienta que os motoristas procurem caminhos alternativos, já que nenhum veículo vai poder passar pelo trecho durante o período. O procedimento é necessário para garantir a segurança de motoristas e trabalhadores durante a detonação e a limpeza da pista. Além de sinalização indicando o bloqueio do trânsito, o trecho vai contar com orientação de agentes da Polícia Rodoviária Estadual (PRE). A obra O investimento do Governo do Estado é de R$ 93,4 milhões na duplicação de 15,2 quilômetros da PR-445, que liga Londrina ao Distrito de Irerê, segundo a Secretaria do Estado de Infraestrutura e Logística (SEIL). Os trabalhos, que estão na fase de terraplanagem e drenagem, têm duração prevista de 24 meses. Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.
    Dica de férias: estimule a leitura

    Dica de férias: estimule a leitura


    Brincadeiras e outras atividades também podem fazer esse período mais divertido No período de férias, as crianças têm mais tempo para curtir a família e o lar. Para alguns pais, isso pode ser um desafio quando faltam criatividade e ideias de...


    Brincadeiras e outras atividades também podem fazer esse período mais divertido No período de férias, as crianças têm mais tempo para curtir a família e o lar. Para alguns pais, isso pode ser um desafio quando faltam criatividade e ideias de brincadeiras e outras atividades para dar às crianças oportunidades de diversão construtiva. Por isso, a principal dica para esse período é interagir com as crianças. Veja algumas opções sugeridas pela coordenadora da Educação Infantil do Colégio Bom Jesus, Isabel Cristina Marconcin: Experimentar novas brincadeiras. Conhecer outros lugares. Saborear alimentos diferentes do dia a dia. Conversar muito e ouvir as ideias e as opiniões das crianças. Dedicar um tempo, diariamente, para brincar com a criança, deixando-a selecionar a brincadeira. Ir ao cinema, ao teatro, visitar parques, praças e pontos turísticos de uma cidade, visitar museus, conhecer novas culturas. Visitar livrarias ou bibliotecas com as crianças e incentivá-las a selecionar alguns títulos para a leitura prazer, em que a leitura se constitui como uma opção de lazer. Mergulhar no universo infantil e, acima de tudo, divertir-se muito! “Essas atividades oferecem diferentes oportunidades que contribuem para a ampliação da visão de mundo, bem como para o enriquecimento cultural da criança”, explica Isabel. Dependendo da idade, é possível aproveitar as férias para propor algum tipo de estudo. Há adolescentes que nesse período fazem um intercâmbio cultural, em que é possível praticar uma língua estrangeira ou aprofundar os estudos em uma área de interesse como a música, por exemplo. Mas o tempo em família deve ser, prioritariamente, para outros tipos de vivência, diferentes das escolares. Estímulo à leitura Na escola, os professores se esforçam para fazer com que o hábito de leitura não seja mera obrigação para cumprir critérios e se preparar para avaliações. Nas férias, as chances de tornar a leitura um hábito de prazer são maiores. Mas, para isso, não basta indicar a leitura para a criança. De acordo com Isabel, “é importante que a criança observe familiares ou pessoas que lhe servem de referência optando pela leitura em momentos de lazer, comentando a respeito das obras, indicando livros, por exemplo”. Nesse sentido, o costume de ir a livrarias e/ou a bibliotecas, de selecionar títulos para leitura, ler cotidianamente são atitudes que podem contribuir para o desenvolvimento do hábito de leitura. Outra opção é a atividade de contação de histórias, em que familiares leem para as crianças utilizando recursos narrativos próprios de leitores autônomos, como o uso de onomatopeias, de diferentes tons ou timbres para diferenciar a fala de personagens, entre outros. Há, ainda, a leitura compartilhada em que adultos e crianças intercalam a leitura de trechos de um livro, o que pode se caracterizar como um combinado ou uma brincadeira entre os pares. As atividades que podem ser desenvolvidas, tendo como base um livro literário, são inúmeras: conversar a respeito da história, do problema e da resolução; discutir outras possibilidades de desfecho; identificar as personagens e suas motivações; dramatizar um trecho da história; recontar a história com base nas imagens; entre outras possibilidades.

    Motoristas são flagrados em ciclovia e na contramão de avenida, em Maringá; VÍDEO


    As duas situações chegaram até a Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) nesta quinta-feira (13), por meio das redes sociais. Motoristas são flagrados em ciclovia e na contramão de avenida, em Maringá Dois flagrantes de imprudência no trânsito...

    As duas situações chegaram até a Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) nesta quinta-feira (13), por meio das redes sociais. Motoristas são flagrados em ciclovia e na contramão de avenida, em Maringá Dois flagrantes de imprudência no trânsito chegaram até a Secretaria de Mobilidade Urbana de Maringá (Semob) nesta quinta-feira (13), por meio das redes sociais. Assista ao vídeo acima. Em um caso, o motorista transitou sobre uma ciclovia, no canteiro central da Avenida Gastão Vidigal, na região do Parque Residencial Aeroporto. O outro motorista foi flagrado na contramão da Avenida Guaiapó, obrigando outros condutores a desviarem ao longo do percurso. O vídeo mostra que ele também seguiu pela contramão na rotatória da praça Pioneiro Bento de Freitas da Silva. As duas situações são infrações gravíssimas. No caso da ciclovia, conforme o delegado de trânsito de Maringá, Rodolfo Vieira, caso seja identificado, o motorista poderá ser atuado com base no artigo 308 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). A lei prevê detenção, de seis meses a três anos, multa e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para casos de "exibição ou demonstração de perícia em manobra de veículo automotor, não autorizada pela autoridade competente, gerando situação de risco à incolumidade pública". "A gente pede que quem tiver informações sobre esse motorista, que repasse à polícia", diz o delegado. Gilberto Purpur, titular da Semob, diz que os casos serão investigados e que a secretaria também procura pelos motoristas. Veículo é flagrado transitando em cima de ciclovia Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.
    Daniel Milla é o novo presidente da Câmara de Ponta Grossa

    Daniel Milla é o novo presidente da Câmara de Ponta Grossa


    Vereador foi eleito na tarde desta quinta-feira (15); sessão contou com todos os 23 vereadores e durou menos de 15 minutos. Daniel Milla é eleito presidente da Câmara de Ponta Grossa Arquivo pessoal O vereador Daniel Milla (PV) foi eleito o novo...


    Vereador foi eleito na tarde desta quinta-feira (15); sessão contou com todos os 23 vereadores e durou menos de 15 minutos. Daniel Milla é eleito presidente da Câmara de Ponta Grossa Arquivo pessoal O vereador Daniel Milla (PV) foi eleito o novo presidente da Câmara de Vereadores de Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná. A sessão especial, que definiu os membros da mesa para os próximos dois anos, foi na tarde desta quinta-feira (13). Todos os 23 vereadores estavam presentes, alcançando o quórum necessário. A sessão começou às 15h e durou menos de 15 minutos. O novo presidente pertence à base governista do prefeito Marcelo Rangel (PSDB) e foi eleito com 16 votos. Milla disputava com Ricardo Zampieri (PSL) e George Luiz Oliveira (PMN), que desistiu de concorrer minutos antes da eleição. Quase todos os vereadores que já estavam na atual mesa continuarão, mudando apenas de cargo. A única a deixar o grupo é a Professora Rose (PSB). Ela era a terceira secretária. Os demais membros da mesa são Dr. Zeca (PPS), como terceiro secretário, Jorge da Farmácia (PDT), como segundo secretário, Florenal Silva (Podemos) será o primeiro secretário e Sebastião Mainardes Júnior (DEM) será o vice-presidente. A pose está marcada para o dia 1º de janeiro de 2019. Veja mais notícias da região no G1 Campos Gerais e Sul.
    Justiça autoriza delator da Quadro Negro a retirar tornozeleira eletrônica

    Justiça autoriza delator da Quadro Negro a retirar tornozeleira eletrônica


    Eduardo Lopes de Souza, proprietário da construtora Valor, passa a responder em regime aberto. A Operação Quadro Negro apura desvios de R$ 20 milhões da construção e reforma de escolas públicas do Paraná. RPC/Reprodução O juiz Fernando...


    Eduardo Lopes de Souza, proprietário da construtora Valor, passa a responder em regime aberto. A Operação Quadro Negro apura desvios de R$ 20 milhões da construção e reforma de escolas públicas do Paraná. RPC/Reprodução O juiz Fernando Bardelli Silva Fischer, da 9ª Vara Criminal de Curitiba, autorizou, na quarta-feira (12), que o dono da construtora Valor, Eduardo Lopes de Souza, retire a tornozeleira eletrônica. O empresário é delator da Operação Quadro Negro, que apura desvios de R$ 20 milhões da construção e reforma de escolas públicas do Paraná. A retirada do equipamento depois de dois anos de cumprimento de prisão domiciliar estava prevista no acordo de colaboração premiada dele. Souza cumpre pena em casa com o equipamento desde 16 de novembro de 2016. Segundo o advogado do empresário, a retirada da tornozeleira deve acontecer nos próximos dias. O proprietário da construtora Valor é réu do principal processo da operação e responde por fraude a licitação, corrupção e lavagem de dinheiro, a partir de agora, em regime aberto. Operação Quadro Negro Segundo o Ministério Público do Paraná (MP-PR), fraudes foram cometidas em aditivos de obras fechados com a Construtora Valor, de Eduardo Lopes de Souza, autorizados pela administração pública. De acordo com o MP, a Secretaria de Estado da Educação (Seed) produzia relatórios fraudulentos sobre as obras nas escolas estaduais investigadas. Os documentos informavam que as obras estavam em andamento adiantado, entretanto, em muitos casos, mal havia saído do papel. Com a fraude, segundo o MP, a empresa de Eduardo Lopes de Souza, a construtora Valor, recebia o valor pelos contratos sem que as obras fossem feitas ou concluídas. Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.
    Músico paranaense Waltel Branco morre aos 89 anos

    Músico paranaense Waltel Branco morre aos 89 anos


    Família anunciou a morte nesta quinta-feira (13) e disse que foi em decorrência de diabetes. Waltel Branco morreu em decorrência de diabetes, segundo familiares Reprodução/RPC O músico Waltel Branco morreu aos 89 anos em decorrência de...


    Família anunciou a morte nesta quinta-feira (13) e disse que foi em decorrência de diabetes. Waltel Branco morreu em decorrência de diabetes, segundo familiares Reprodução/RPC O músico Waltel Branco morreu aos 89 anos em decorrência de diabetes. A morte foi registrada no dia 28 de novembro e anunciada oficialmente pela família nesta quinta-feira (13). Waltel Branco nasceu em Paranaguá, no litoral do Paraná, e atualmente morava no Rio de Janeiro com uma filha. Ele estava em casa, segundo a família, quando passou mal. Waltel também foi maestro, compositor, instrumentista, produtor e trabalhou com grandes nomes da música brasileira como Roberto Carlos, Tom Jobim e Tim Maia. O músico também atuou nos Estados Unidos, Europa e Japão. Ele participou de uma das trilhas sonoras mais famosas do cinema, a do filme A Pantera Cor de Rosa. Veja mais notícias da região no G1 Paraná.
    Caso Tatiane Spitzner: Pai e irmã da vítima falam por mais de três horas em audiência

    Caso Tatiane Spitzner: Pai e irmã da vítima falam por mais de três horas em audiência


    Familiares foram os primeiros dos 15 que devem ser ouvidos nesta quinta-feira (13); os dois falaram sobre o comportamento agressivo de Luis Felipe Manvailer com Tatiane. O pai e a irmã de Tatiane Spitzner falaram por mais de três horas na audiência...


    Familiares foram os primeiros dos 15 que devem ser ouvidos nesta quinta-feira (13); os dois falaram sobre o comportamento agressivo de Luis Felipe Manvailer com Tatiane. O pai e a irmã de Tatiane Spitzner falaram por mais de três horas na audiência desta quinta-feira (13) RPC/Reprodução O pai e a irmã de Tatiane Spitzner foram as primeiras testemunhas a serem ouvidas na manhã desta quinta-feira (13), no Fórum de Guarapuava, nos Campos Gerais do Paraná. Jorge e Luana Spitzner falaram por mais de três horas, respondendo a questões da acusação e da defesa do réu Luis Felipe Manvailer, ex-marido de Tatiane. Ele é acusado pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR), de ser o autor do crime, e deve ser ouvido até o final do dia. Este é o 2º dia de audiência sobre o caso da morte da advogada e a previsão é de que 15 pessoas prestem depoimentos. Os familiares da vítima pediram para não ficarem diante de Luis Felipe, que acompanhou os depoimentos da sala ao lado de onde é feita a audiência. Ele estava presente no primeiro dia de audiência, terça-feira (11). Luis Felipe Manvailer chega ao Fórum de Guarapuava para acompanhar audiências Reprodução RPC A morte Tatiane foi encontrada morta no dia 22 de julho deste ano, no apartamento onde morava com o marido. O laudo do exame de necropsia do Instituto Médico-Legal (IML) apontou que a advogada foi morta por asfixia mecânica. Câmeras de segurança do prédio mostram o marido agredindo Tatiane por mais de 20 minutos antes da queda. Segundo a acusação, ele matou Tatiane por esganadura, a jogou pela sacada e, em seguida, recolheu o corpo para o apartamento. Ele nega as acusações. Câmeras registraram agressões do marido a advogada Tatiane Spitzner no elevador do prédio Câmeras de segurança Depoimento do pai O pai de Tatiane disse que o comportamento de Manvailer começou a mudar em fevereiro deste ano. Que ele a agredia verbalmente e a humilhava na frente de outras mulheres, inclusive da mãe dela. Jorge confirmou ainda que a filha queria se separar do marido porque a situação estava insustentável. Quando perguntado sobre uma possível gravidez de Tatiane, o pai dela respondeu que nunca soube e que estranha a hipótese. Ele ainda classificou como absurda a versão de Luis Felipe, de que a filha dele pudesse ter se matado. Depoimento da irmã Luana falou sobre o comportamento agressivo do cunhado. Ela contou que a primeira vez que viu Luis Felipe ser grosseiro com a irmã foi quando visitou o casal na Alemanha, onde eles moraram por dois anos. Que Manvailer chegou em casa e tratou Tatiane muito mal, e que a partir dali passou a manter um contato distante com o cunhado. Luana também foi questionada pela defesa do réu sobre a possível gravidez, e respondeu que achava difícil já que era uma coisa que a irmã não esconderia. O que se sabe sobre o crime O G1 entrou em contato com a defesa de Luis Felipe após os depoimentos dos familiares e aguarda o posicionamento dos advogados. O réu Manvailer tem 32 anos e é professor universitário de biologia. Ele foi preso horas após o crime ao sofrer um acidente de carro na BR-277, em São Miguel do Iguaçu, a 340 quilômetros de Guarapuava. À época, na audiência de custódia, única vez em que foi ouvido, ele disse que a imagem da esposa pulando a sacada não saía da cabeça dele. Ele disse que não se lembra do que aconteceu e que acredita que a mulher tenha se jogado da sacada. Ele é réu por homicídio qualificado, cárcere privado e fraude processual. O casal Luis Felipe e Tatiane estavam juntos havia cinco anos Reprodução/Facebook O casal estava junto havia cinco anos e era "feliz", de acordo com a defesa do marido. O Ministério Público (MP-PR), porém, diz que Tatiane vivia um relacionamento abusivo. Familiares e amigos relataram que ela queria pedir o divórcio. Para a polícia, eles disseram que Manvailer costumava chamar Tatiane de apelidos pejorativos e que a proibia de contratar uma diarista para ajudar nas tarefas domésticas. Conversas por WhatsApp de Tatiane com Rosenilda mostram como estava a relação dela com o marido. Nas mensagens, entre março e junho deste ano, a advogada relatou sentir "medo" e disse que o marido tinha "ódio mortal" por ela. Defesa apresentou trechos de conversa de Tatiane com uma amiga Reprodução Veja mais notícias da região no G1 Campos Gerais e Sul.
    UEM divulga gabarito provisório do Vestibular de Verão 2018; veja respostas

    UEM divulga gabarito provisório do Vestibular de Verão 2018; veja respostas


    Provas foram realizadas de domingo (9) a terça-feira (11). Resultado final do processo será divulgado em 30 de janeiro. UEM divulgou gabarito provisório das provas objetivas nesta quinta-feira (13) UEM/Divulgação A Universidade Estadual de...


    Provas foram realizadas de domingo (9) a terça-feira (11). Resultado final do processo será divulgado em 30 de janeiro. UEM divulgou gabarito provisório das provas objetivas nesta quinta-feira (13) UEM/Divulgação A Universidade Estadual de Maringá (UEM), no norte do Paraná, divulgou, pouco depois das 15h desta quinta-feira (13), o gabarito provisório das provas objetivas do Vestibular de Verão 2018. Clique aqui para acessar o gabarito provisório. O processo seletivo oferta 1.518 vagas em mais de 60 cursos de graduação. As provas foram aplicadas de domingo (9) a terça-feira (11) para mais de 10,6 mil candidatos. Além de Maringá, Apucarana, Campo Mourão, Cianorte, Goioerê, Ivaiporã, Paranavaí e Umuarama também receberam vestibulandos. De acordo com a Comissão Central do Vestibular Unificado (CVU) o índice de abstenção foi de 16,35%, o que corresponde a 2.088 candidatos. Trata-se do menor número de ausentes dos últimos cinco anos, conforme a CVU. Recursos Os recursos contra questões das provas podem ser interpostos pelos candidatos a partir do preenchimento de um formulário disponível na página da universidade. O documento deve ser entregue no Protocolo Geral da UEM, Bloco A-01 até as 15h desta sexta-feira (14). O Protocolo atenderá neste dia das 7h40 às 11h e, no período da tarde, a partir das 13h30. Redação A imagem digitalizada e a nota da redação devem ser divulgadas até 22 de janeiro. O pedido de reexame da prova deve ser feito por meio de requerimento entregue diretamente à CVU, ou no Protocolo Geral, até 72 horas após a divulgação. O formulário está disponível no Menu do Candidato, na página da UEM. Resultado O resultado final do vestibular será divulgado pela internet em 30 de janeiro de 2019, a partir das 10h. Os aprovados em primeira chamada deverão fazer a matrícula nos dias 31 de janeiro e 1º de fevereiro de 2019. A segunda chamada está prevista para 11 de fevereiro. Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.
    Prefeitura de Ubiratã abre inscrições para concurso público com 201 vagas

    Prefeitura de Ubiratã abre inscrições para concurso público com 201 vagas


    Salários variam de R$ 981 a R$ 15 mil. Inscrições podem ser feitas até 10 de janeiro. O edital tem 104 vagas para nível fundamental, 26 vagas para ensino médio ou técnico e 71 oportunidades de nível superior. Divulgação/Prefeitura de...


    Salários variam de R$ 981 a R$ 15 mil. Inscrições podem ser feitas até 10 de janeiro. O edital tem 104 vagas para nível fundamental, 26 vagas para ensino médio ou técnico e 71 oportunidades de nível superior. Divulgação/Prefeitura de Ubiratã A Prefeitura de Ubiratã, no oeste do Paraná, abriu as inscrições na quarta-feira (12) para um concurso público com um total de 201 vagas para ensino fundamental, médio, técnico e superior. Os salários variam de R$ 981 a R$ 15 mil. As inscrições para todas as vagas podem ser feitas no site da banca até 10 de janeiro de 2019. O edital tem 104 vagas para nível fundamental, 26 vagas para ensino médio ou técnico e 71 oportunidades de nível superior. Também será preenchido cadastro de reserva para outros 18 cargos públicos. O valor da inscrição também varia de acordo com o cargo. A taxa é de R$ 40 para as vagas de nível fundamental, R$ 60 para cargos de nível médio, R$ 70 para as oportunidades de nível técnico e R$ 100 para as vagas de nível superior. A prova será aplicada no dia 27 de janeiro de 2019. Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.