G1 > Paraíba

    Veja fotos do eclipse lunar, na Paraíba

    Veja fotos do eclipse lunar, na Paraíba


    Lua desta segunda-feira também foi 'de sangue': posição da Terra e do Sol deixaram o satélite com um tom avermelhado. Eclipse lunar visto de Maturéia, na Paraíba Associação Paraibana de Astronomia (APA)/Divulgação O primeiro eclipse lunar de...


    Lua desta segunda-feira também foi 'de sangue': posição da Terra e do Sol deixaram o satélite com um tom avermelhado. Eclipse lunar visto de Maturéia, na Paraíba Associação Paraibana de Astronomia (APA)/Divulgação O primeiro eclipse lunar de 2019 aconteceu na madrugada deste domingo (20) para segunda-feira (21). O eclipse começou à 00h36. A fase da umbra — quando a sombra do Sol começa a ser observada na Lua — teve início à 01h33. Às 03h12, o satélite atingiu a fase total máxima. O presidente da Associação Paraibana de Astronomia (APA), Marcelo Zurita, disse que este foi o último eclipse total da lua visível da Paraíba nos próximos três anos. O seguinte, segundo ele, ocorrerá apenas em maio de 2022. O eclipse, entre a fase parcial e total, deve durar aproximadamente três horas. Eclipse lunar foi visto por moradores de Maturéia, na Paraíba Associação Paraibana de Astronomia (APA)/Divulgação Eclipse lunar visto da cidade de Maturéia, na Paraíba Associação Paraibana de Astronomia (APA)/Divulgação Eclipse lunar visto da cidade de Maturéia, na Paraíba Associação Paraibana de Astronomia (APA)/Divulgação Eclipse lunar visto da cidade de João Pessoa Franklin Siqueira Campos/Arquivo Pessoal Eclipse lunar visto da cidade de João Pessoa Franklin Siqueira Campos/Arquivo Pessoal Eclipse lunar visto da cidade de João Pessoa Franklin Siqueira Campos/Arquivo Pessoal Eclipse lunar visto da cidade de João Pessoa Franklin Siqueira Campos/Arquivo Pessoal
    Pedreiro é morto com golpe de punhal e fiscal de empresa de ônibus é principal suspeito, na PB

    Pedreiro é morto com golpe de punhal e fiscal de empresa de ônibus é principal suspeito, na PB


    Vítima iria pegar o ônibus de volta para casa quando foi ferido com um golpe de punhal no abdômen. Pedreiro, Almir Vicente da Silva, vítima de golpe de punhal. Reprodução/TV Paraíba Um homem foi morto com um golpe de punhal, na noite do sábado...


    Vítima iria pegar o ônibus de volta para casa quando foi ferido com um golpe de punhal no abdômen. Pedreiro, Almir Vicente da Silva, vítima de golpe de punhal. Reprodução/TV Paraíba Um homem foi morto com um golpe de punhal, na noite do sábado (19), no bairro do Catolé, em Campina Grande. O crime aconteceu por volta das 19h e os principal suspeito do crime, de acordo com a polícia, é um fiscal de uma empresa de ônibus. A vítima era o pedreiro Almir Vicente da Silva, de 35 anos, e estava no local com dois amigos. Ele ia pegar o ônibus para casa na Vila Cabral de Santa Terezinha quando foi ferido com um golpe de punhal no abdômen. A vítima foi socorrida e levada para o Hospital de Trauma de Campina Grande, mas não resistiu e morreu na unidade. Segundo parentes da vítima, o suspeito do crime é o fiscal de uma empresa de transporte público de Campina Grande que não foi identificado pela polícia. No dia anterior o fiscal teria discutido com o passageiro por causa da catraca do ônibus. A esposa da vítima conta que testemunhou a confusão. Ela disse que o marido dela teria passado rápido na catraca fazendo barulho e o fiscal peguntou se ele iria quebrar. O pedreiro perguntou qual era o problema e o fiscal disse que iria chamar outro responsável, mas ninguém foi chamado e eles seguiram no ônibus. No dia seguinte a vítima pegou o ônibus no mesmo lugar do dia aterior. Segundo a Polícia Militar, na sexta-feira (18), o pedreiro teria ameaçado o fiscal e no dia do crime a vítima e o acusado discutiram novamente. Ainda de acordo com a PM, a vítima tinha passagem na polícia por tráfico de drogas e porte ilegal de arma. No local existem câmeras de monitoramento que estão sendo analisadas pela Polícia Civil. Até às 7h da manhã desta segunda-feira (21) ninguém foi preso. A empresa de ônibus em que o fiscal trabalha foi procurada pela equipe da TV Paraíba, mas disse que os diretores que podem falar sobre esse crime não estavam na empresa.
    Detentos ficam feridos durante tumulto no presídio Sílvio Porto, em João Pessoa

    Detentos ficam feridos durante tumulto no presídio Sílvio Porto, em João Pessoa


    Presos foram feridos com espetos artesanais. Secretaria de Administração Penitenciária vai apurar os fatos. Penitenciária Desembargador Sílvio Porto, em João Pessoa Walter Paparazzo/G1 Dois detentos ficaram feridos no início da manhã desta...


    Presos foram feridos com espetos artesanais. Secretaria de Administração Penitenciária vai apurar os fatos. Penitenciária Desembargador Sílvio Porto, em João Pessoa Walter Paparazzo/G1 Dois detentos ficaram feridos no início da manhã desta segunda-feira (21), após uma confusão dentro da Penitenciaria Desembargador Sílvio Porto, localizada no bairro de Mangabeira, em João Pessoa. Os dois presos foram atingidos por espetos artesanais. A Secretaria de Administração Penitenciária informou à TV Cabo Branco que vai apurar melhor os fatos para saber o que aconteceu dentro do presídio. Os dois feridos foram encaminhados para o Ortotrauma de Mangabeira, o Trauminha. Um dos detentos sofreu um ferimento no tórax e deve passar por um procedimento mais delicado. O outro foi atingido na cabeça. O hospital não divulgou o estado de saúde dos feridos.
    Carro do cantor Alcymar Monteiro é furtado em Patos, na PB

    Carro do cantor Alcymar Monteiro é furtado em Patos, na PB


    Furto aconteceu em frente a um hotel, onde a equipe do cantor dormia após um show. O carro do cantor Alcymar Monteiro foi furtado na madrugada deste domingo (21), na cidade de Patos, Sertão paraibano. De acordo com a assessoria do cantor, o furto...


    Furto aconteceu em frente a um hotel, onde a equipe do cantor dormia após um show. O carro do cantor Alcymar Monteiro foi furtado na madrugada deste domingo (21), na cidade de Patos, Sertão paraibano. De acordo com a assessoria do cantor, o furto aconteceu em frente a um hotel que a equipe estava dormindo após um show na cidade de Catingueira. De acordo com a polícia, imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que um carro dos assaltantes chega no local, uma mulher desce e se dirige até a caminhonete do cantor. A mulher não aparenta ter dificuldade para desrtavar, abrir e sair com o veículo. O furto foi registrado na delegacia da cidade de Patos. Até a manhã desta segunda-feira (21), nem a caminhonete, nem os assaltantes foram encontrados. A delegacia de roubos e furtos de Patos segue investigando o caso. Qualquer informação que ajude a polícia a encontrar o carro e os suspeitos deve ser repassado pelo telefone 197. Alcymar Monteiro foi uma das atrações Edson Fernandes/Secom

    Homem é preso suspeito de agredir esposa, em Guarabira, na PB


    Homem teria dado um soco na altura da orelha da esposa. Ele foi denunciado por pessoas que ouviram a briga entre o casal. Um homem suspeito de violência doméstica foi preso neste domingo (20), no bairro Alto da Boa Vista, em Guarabira, no Agreste...

    Homem teria dado um soco na altura da orelha da esposa. Ele foi denunciado por pessoas que ouviram a briga entre o casal. Um homem suspeito de violência doméstica foi preso neste domingo (20), no bairro Alto da Boa Vista, em Guarabira, no Agreste paraibano. Ele teria agredido a esposa e foi denunciado por ela. A Polícia Militar foi informada que havia uma briga entre um casal no local. Os policiais constataram o fato e ouviu o relato da vítima, que disse que o marido estava embriagado e bastante agredido. Ele teria dado um soco na altura da orelha esquerda da mulher. Ele foi preso pelo 4º Batalhão de Polícia Militar e encaminhado até a delegacia da cidade. A vítima também foi levada para prestar depoimento.
    Shows do Lovina 2019 ao vivo: Márcia Fellipe e Zé Neto e Cristiano

    Shows do Lovina 2019 ao vivo: Márcia Fellipe e Zé Neto e Cristiano


    G1 transmite shows ao vivo do Lovina Beach Club 2019. Programação conta ainda com Vinícius Mendes, Dorgival Dantas e DJ Ralk. Shows do Lovina 2019 ao vivo: Márcia Fellipe e Zé Neto e Cristiano G1 transmite shows ao vivo do Lovina Beach Club 2019....


    G1 transmite shows ao vivo do Lovina Beach Club 2019. Programação conta ainda com Vinícius Mendes, Dorgival Dantas e DJ Ralk. Shows do Lovina 2019 ao vivo: Márcia Fellipe e Zé Neto e Cristiano G1 transmite shows ao vivo do Lovina Beach Club 2019. Programação conta ainda com Vinícius Mendes, Dorgival Dantas e DJ Ralk. Shows deste domingo (20): Vinícius Mendes, Dorgival Dantas, Márcia Fellipe, DJ Ralk e Zé Neto e Cristiano
    Lovina 2019, 3º domingo: como foram shows de Vinícius Mendes, Dorgival Dantas, Márcia Fellipe, DJ Ralk e Zé Neto e Cristiano

    Lovina 2019, 3º domingo: como foram shows de Vinícius Mendes, Dorgival Dantas, Márcia Fellipe, DJ Ralk e Zé Neto e Cristiano


    Ingressos para a última noite do verão do Lovina esgotaram dois dias antes da festa. Zé Neto e Cristiano no Lovina Beach Club Igor do Ó/Divulgação A terceira e última noite de domingo no Lovina Beach Club 2019, em Cabedelo, na Grande João...


    Ingressos para a última noite do verão do Lovina esgotaram dois dias antes da festa. Zé Neto e Cristiano no Lovina Beach Club Igor do Ó/Divulgação A terceira e última noite de domingo no Lovina Beach Club 2019, em Cabedelo, na Grande João Pessoa, contou com um público que lotou a arena montada na Praia de Ponta de Campina. Os ingressos esgotaram dois dias antes da festa. Saiba tudo sobre o Lovina 2019 Galeria de fotos do 3º domingo do Lovina O show deste domingo (20) começou com Vinícius Mendes no segundo palco. Em seguida, no palco principal, se apresentaram Dorgival Dantas, Márcia Fellipe, DJ Ralk e Zé Neto e Cristiano. Veja como foram os shows do 3º domingo do Lovina 2019 na Paraíba. Vinícius Mendes no verão do Lovina Beach Club, em Cabedelo, PB Gustaxo Xavier/G1 O cantor sertanejo Vinícius Mendes abriu o evento no palco 2, cantando hits conhecidos do público como “Jenifer”, “Atrasadinha” e “Só pra Castigar”. Natural de Areia, o artista dedicou-se por quatro anos à dupla Vinícius & Sobral, com a qual se tornou fez shows em toda a Paraíba, passando também por outros estados nordestinos. Desde 2015 está em carreira solo e um dos principais sucessos é a música “Que Saudade Dá”. Dorgival Dantas e Aduilio Mendes no Lovina Beach Club Gustavo Xavier/G1 Por volta das 20h20, foi a fez do poeta Dorgival Dantas animar o público direto do palco principal do Lovina. Quem estava na arena pode dançar juntinho ao som de clássicos como “Valeu”, “Coração”, “Destá” e “Paixão Errada”. A surpresa da noite foi a participação especial do cantor Aduilio Mendes, com quem o sanfoneiro apresentou a música “Forrobodó”. Márcia Fellipe no Lovina Beach Club Igor do Ó/Divulgação Márcia Fellipe chegou ao palco mostrando pra que veio. Começou o show com a música “Quem me Dera”, uma parceria com Jerry Smith que rendeu mais de 160 milhões de visualizações no YouTube. Logo em seguida, já mandou “Vai descendo”, outra grande parceria, dessa vez com MC Troia. O show também contou com o hit “Aqui ó pro meu ex” e outros ritmos, como funk - com uma bela performance dos dançarinos da cantora -, brega e até uma pitada de axé. Pra finalizar com chave de ouro, um bis de “Quem me Dera”. DJ Ralk no Lovina Igor do Ó/Divulgação À meia-noite, o DJ Ralk invadiu o palco principal com música eletrônica. O show já começou com o remix da música "O Sol", de Vitor Kley, que bateu a marca de mais de 10 milhões de plays só no Spotify. Ele ainda apresentou seu novo remix, da música “Malandragem”, e convidou toda a arena a acender os celulares em um momento de interação com o público. Zé Neto e Cristiano no Lovina Beach Club Gustavo Xavier/G1 Por último e uma das mais esperadas do verão do Lovina, a dupla Zé Neto e Cristiano subiu ao palco por volta da 0h40 tocando o hit “Seu Polícia”. O público ainda curtiu a noite ao som de músicas como “Status que eu não queria”, “Amor à Primeira Esquina”, “Amigo Taxista”, “Morador de Rua” e “Propaganda”, famosa nas vozes de Jorge e Mateus. A arena montada para os shows deste verão no Lovina Beach Club em Cabedelo, na Grande João Pessoa, tem uma área de 4 mil m². O espaço está distribuído em dois palcos, camarotes, suítes e a pista. Público no show de Dorgival Dantas, no Lovina Beach Club Igor do Ó/Divulgação
    Igreja Católica na PB é condenada a pagar indenização de R$ 12 milhões por exploração sexual

    Igreja Católica na PB é condenada a pagar indenização de R$ 12 milhões por exploração sexual


    Vítimas eram menores de idade; padres e até o arcebispo emérito do estado estão envolvidos no escândalo. Justiça condena arquidiocese da Paraíba por casos de exploração sexual contra menores A Justiça do Trabalho condenou a Arquidiocese da...


    Vítimas eram menores de idade; padres e até o arcebispo emérito do estado estão envolvidos no escândalo. Justiça condena arquidiocese da Paraíba por casos de exploração sexual contra menores A Justiça do Trabalho condenou a Arquidiocese da Paraíba a pagar uma indenização de R$ 12 milhões por casos de exploração sexual contra menores de idade. O crime foi praticado por padres e até o arcebispo emérito do estado estão envolvidos no escândalo. O Fantástico ouviu um rapaz que foi assistente de missa e seminarista. Ele preferiu não ser identificado. Repórter: Que idade você tinha? Ex-seminarista: Eu tinha 17 anos e meio ano. Repórter: O que você encontrou no seminário era como você esperava? Ex-seminarista: Não, né? A gente espera uma coisa e de repente se depara com outra, né? Às vezes de assédio relacionado a assédios sexuais por parte dos padres, por parte de muito dos seminaristas. Repórter: De que tipo? Ex-seminarista: Através de palavras, de atos, pegava nas minhas partes sexuais, né? Foi na Justiça Trabalhista que o processo avançou. “O ato é gravíssimo. São adolescentes que acreditaram naquela instituição a representação de Deus”, afirmou o procurador do Trabalho, Eduardo Varandas. Tudo começou em 2014, a partir de uma carta. A autora ouviu comentários de que algo errado estava acontecendo na Igreja Católica da Paraíba e, a partir daí, fez uma denúncia por carta, para ficar dentro da Igreja. Porém, isso acabou resultando na situação atual. Uma denúncia que era só para a Igreja, que tomou uma dimensão imensa. Repórter: Por que a senhora decidiu escrever a carta? Testemunha: Porque eu fiquei incomodada diante de tantas coisas aí eu me incomodei muito por ser católica. Não aguentei mais diante de tanta coisa e eu terminei tendo essa vontade de fazer tudo isso. Repórter: A senhora era amiga de jovens homossexuais frequentadores da igreja? Testemunha: Isso. A gente ia pra aniversário, a gente saía, ia na praia à noite. Nessas saídas nossa aí começou a surgir conversas que não tava me agradando. Repórter: Tipo o quê? Testemunha: Apelidos muito feios com padres da nossa igreja. Monja Vanessa. Louca da Diocese. Ligava pra pessoa e falava "oi, louca da Diocese"? Repórter: Na verdade a senhora descobriu depois que quem tava do outro lado da linha eram padres? Testemunha: Eram padres. A mulher contou tudo para um padre de confiança. Ela explicou que ele redigiu a carta e disse que o documento ficaria dentro da Igreja. Mas o texto vazou e virou notícia. A partir daí, o Ministério Público do Trabalho começou a investigar. “Na verdade, o que foi apurado, o que foi denunciado na imprensa, apurado pelo Ministério Público do Trabalho, foi de que havia inserido dentro da sistemática católica um grupo de sacerdotes de forma habitual que pagavam por sexo a flanelinhas, a coroinhas e também a seminaristas”, explicou o procurador Varandas. O crime foi definido como exploração sexual. No entanto, ele ressaltou que, como o processo está em segredo de justiça, ele está impedido de revelar alguns elementos concretos e o que ocorreu na instrução do processo. Segundo Varadas, a característica da exploração sexual é a ausência da vontade livre para praticar o ato. Nesse caso, o pagamento às vítimas podia ser feito em dinheiro ou até em comida. “Algo que tenha submissão ou algo que faça com que um estado de necessidade leve a criança ou adolescente a praticar esses atos. Que estado de necessidade é esse? É a miséria, é a fome, é a proteção do estado, é a ausência de políticas públicas. No caso de menores de 18 anos, independente da vontade deles, tanto o Estatuto da Criança do Adolescente, como o Código Penal consideram a exploração sexual exatamente porque eles não têm a vontade validada pelo direito pra praticar um ato dessa natureza”, explicou o procurador. O ex-seminarista conta que cedeu às investidas pela vontade de se tornar padre. “Porque até então a palavra de ordem seria ‘passando por esse processo você vai conseguir chegar a ser padre’. Meio que uma troca de, não sei se a palavra certa é troca de favores. Às vezes uma conversa, um abraço no pé do ouvido, né? ‘Ele você tá muito cheiroso, vc tá muito lindo, muito gostoso, né? Você deve malhar muito, não sei como você faz isso, mas você tem um peitoral muito gostoso, né?’”, disse. A vítima afirmou que havia relações sexuais e que se envolveu com três padres. Os nomes dos três sacerdotes aparecem em vários depoimentos: Jaelson Alves de Andrade, Ednaldo Araújo dos Santos e Severino Melo. Os padres estariam afastados de suas funções. Nem o ex-seminarista, nem a autora da carta, que deu origem às investigações, quiseram se identificar. E eles têm suas razões. “Eles diziam que ou eu calava com isso ou a minha vida tava por um fio”, afirmou a mulher. “Eles diziam que eu tivesse cuidado por onde andava, porque eu não sabia quem tava atrás de mim, nem na minha frente, nem ao meu lado”, contou a vítima. Por pressão psicológica, duas testemunhas importantes que tinham marcado entrevista com o Fantástico desistiram de falar. Mas, à Justiça, elas falaram. Um deles é um empresário, dono de um restaurante, até hoje muito católico. Ele frequentava a igreja do padre Jaelson e depôs contra aquilo que ele achava que era um desvirtuamento da Igreja Católica. “Antes dele, a gente tinha meninas e meninos como coroinhas, mas depois que ele assumiu passou a só admitir coroinhas homens. Um dia dois deles me procuraram. O primeiro falou comigo chorando, contou que tinha decidido sair da igreja porque um dia tava na casa paroquial e o padre Jaelson pediu que o menino passasse óleo nele durante o banho. O garoto tinha entre 14 e 15 anos. O outro coroinha que veio falar comigo disse que teve um relacionamento com o padre dos 14 até os 21 anos”, disse em depoimento. Outra testemunha é um funcionário da Catedral, que trabalhou lá por mais de 30 anos e conhecia como ninguém os bastidores do que acontecia lá dentro. “Passaram três bispos e cinco padres no tempo que eu estive lá. Um desses padres, padre Jaelson, levava coroinhas e outros meninos, todos menores de idade, para dormir com ele nos quartos que ficam atrás da igreja. Os meninos iam embora de manhã cedo. Ele pagava lanches para os meninos e também dava roupas para eles como um agrado. Eu já cheguei a pegar padre Jaelson tendo relação sexual com menor de idade dentro da igreja. Também trabalhei com o padre Ednaldo. Ele costumava sair com os meninos que olhavam os carros na porta da Catedral. Costumava ir com eles no Bar da Pólvora. Eram todos menores de idade e o padre dava dinheiro pra eles”, afirmou em depoimento. Foi decisivo o depoimento de um desses jovens, que quando era menor de idade trabalhava como flanelinha no entorno da Catedral, e disse que, na época, teve relações com o padre Ednaldo. Ele contou tudo, mas não pôde ver a conclusão do processo porque foi assassinado em dezembro de 2016. A polícia chegou a investigar a possibilidade de queima de arquivo, mas nada ficou comprovado. O ex-funcionário citou também um quarto padre: Rui da Silva Braga. O padre Rui também levava meninos para a casa dele. Uma particularidade do caso é que não só padres foram acusados de crimes sexuais. Segundo o Ministério Público, havia o envolvimento direto do então arcebispo, dom Aldo Pagotto. Ele é suspeito de acobertar os crimes dos sacerdotes e também de ter tido relações sexuais com jovens da cidade. “Numa determinada conversa, ele chegou a realmente a passar a mão no meu peito e dizer ‘por que não aproveitamos que estamos aqui nós dois e vamos realizar aquilo que é melhor pra nós dois?’”, afirmou o ex-seminarista. Dom Aldo Pagotto, arcebispo emérito da Paraíba Francisco França/Jornal da Paraíba À Justiça, a vítima disse que tinha sido só assediado pelo então arcebispo. Mas, ao Fantástico, ele foi além: “A gente chegou a ter relações sexuais, sim”, denunciou. Sem saber do envolvimento do arcebispo, o empresário chegou a pedir que ele tomasse providências sobre o problema. “Ele chegou a chorar e disse que ia tentar resolver a situação. disse que ia procurar que padre Jaelson fizesse um tratamento para parar com essas coisas. Isso foi em 2009 e nada foi feito. Quero deixar bem claro que sou católico, continuo frequentando a igreja e não tenho a intenção de prejudicar nenhum padre. Só quero que a verdade venha à tona pela dignidade da igreja”, disse o empresário à Justiça. Em 2002, quando era bispo de Sobral, no Ceará, dom Aldo foi denunciado por supostamente tentar acobertar casos de abuso sexual de um padre contra 21 meninas. Mas o Tribunal de Justiça cearense arquivou o caso. Em 2004, ele se tornou arcebispo da Paraíba. Ficou na posição até 2016, quando renunciou ao cargo, em meio às denúncias de escândalos sexuais envolvendo padres. Na carta de renúncia, ele se referiu a "egressos", ou seja padres e seminaristas afastados de outras dioceses, e que ele acolheu: "Acolhi padres e seminaristas no intuito de lhes oferecer novas chances na vida. Entre outros alguns egressos posteriormente suspeitos de cometer graves defecções, contrárias à idoneidade exigida no sagrado ministério". Dom Aldo vive agora em Fortaleza. Teve câncer de próstata. Na páscoa de 2018, divulgou um vídeo em que aparece debilitado. O Fantástico ligou três vezes para o celular dele, e também para o telefone fixo da casa onde vive. Não atendeu, nem respondeu às mensagens de texto. Mandou um e-mail curto: "Não participo desse tipo de reportagem. Esclareço que aos 8.11.2017 os padres suspeitos em envolvimento com menores foram inocentados por unanimidade". Mas os sacerdotes não foram exatamente inocentados. A data citada por dom Aldo coincide com o arquivamento do caso na Justiça comum. O Ministério Público Estadual considerou que os crimes já tinham prescrito, ou seja, pela lei, eram antigos, e não podiam mais ser julgados. O procurador estadual Francisco Sagres Vieira afirmou que tinha convicção de que o crime aconteceu, de que “os fatos se verificaram, tinha motivo suficiente para promoção da denúncia crime”. Porém, estava de “mãos atadas porque havia prescrição”. Mas na Justiça do Trabalho houve condenação, por exploração sexual. Indenização de R$ 12 milhões, R$ 1 milhão para cada ano de dom Aldo Pagotto à frente da Arquidiocese. O dinheiro deve ter uso social. “Esses R$ 12 milhões objeto a condenação serão revertidos para o fundo da infância, da adolescência e instituições congêneres que trabalham com crianças sexualmente exploradas e atuam na recuperação psicóloga, na reinserção social”, explicou o procurador do Trabalho Eduardo Varandas. A Diocese de João Pessoa foi procurada, para que a entidade e os padres acusados pudessem se manifestar. Mas ninguém quis dar entrevista. Em nota, a Igreja Católica da Paraíba afirmou apenas que “não se manifestará sobre os fatos e aspectos relacionados ao processo judicial em virtude da tramitação do caso em segredo de justiça". Todos os religiosos citados na ação negaram à Justiça envolvimento com os jovens. A Igreja ainda pode recorrer da sentença. “Isso precisa ser passado a limpo pela sociedade. A Igreja, a meu ver, deve essa explicação ao mundo. Agora, independentemente do fator de quem causou isso ou aquilo a grande preocupação do Ministério Público é evitar que danos como esse continue sendo uma rotina na vida de crianças e adolescentes”, afirmou o procurador. O ex-seminarista, hoje com 27 anos, se formou em administração e direito. Ele saiu do seminário por medo de se tornar um padre abusador. “Eu tinha muito medo de me tornar aquilo que fizeram comigo”, disse. Repórter: Vou te fazer uma última pergunta: o que você gostaria que acontecesse com os padres e com o bispo que abusaram de você? Ex-seminarista: Olha, sinceramente, que a Igreja cuidasse deles, né? Que a Justiça realmente fosse feita, eu sei que eu sou mais um. Mas eu acredito que a Igreja deveria, como instituição, cuidar neurologicamente dos padres e construtivamente, a nível de sociedade, a Justiça fosse feita. A autora da carta de denúncia, que deu origem a toda investigação, diz que continua católica, confiando numa Igreja que saiba se purificar. “Eu queria que a igreja se limpasse. Eu não denunciei a Igreja, eu apenas fiz um pedido de socorro, acode a nossa Igreja, a Igreja tá sofrendo. Eu queria que limpasse, mas eu queria que limpasse dentro da igreja, fechada e não para o mundo porque a nossa Igreja é santa, nossa Igreja não merece isso que tá acontecendo”, lamentou.
    Lovina 2019, na PB, 3º domingo de shows; FOTOS

    Lovina 2019, na PB, 3º domingo de shows; FOTOS


    Segundo domingo do Lovina Beach Club 2019 tem shows de Vinícius Mendes, Dorgival Dantas, Márcia Fellipe, DJ Ralk e Zé Neto e Cristiano. Zé Neto e Cristiano no Lovina Beach Club Igor do Ó/Divulgação Público do Lovina 2019 no show de Zé Neto e...


    Segundo domingo do Lovina Beach Club 2019 tem shows de Vinícius Mendes, Dorgival Dantas, Márcia Fellipe, DJ Ralk e Zé Neto e Cristiano. Zé Neto e Cristiano no Lovina Beach Club Igor do Ó/Divulgação Público do Lovina 2019 no show de Zé Neto e Cristiano Igor do Ó/Divulgação Zé Neto e Cristiano no Lovina Beach Club Gustavo Xavier/G1 Zé Neto e Cristiano no Lovina Beach Club Igor do Ó/Divulgação DJ Ralk no Lovina Igor do Ó/Divulgação DJ Ralk no Lovina Igor do Ó/Divulgação Márcia Fellipe no Lovina Beach Club Igor do Ó/Divulgação Márcia Fellipe no Lovina Beach Club Igor do Ó/Divulgação Márcia Fellipe no Lovina Beach Club Gustavo Xavier/G1 Márcia Fellipe no Lovina Beach Club Igor do Ó/Divulgação Márcia Fellipe no palco principal do Lovina Beach Club, em Cabedelo Gustavo Xavier/G1 Dorgival Dantas no palco principal do Lovina Beach Club Igor do Ó/Divulgação Dorgival Dantas no Lovina Beach Club Igor do Ó/Divulgação Dorgival Dantas e Aduilio Mendes no Lovina Beach Club Gustavo Xavier/G1 Público no show de Dorgival Dantas, no Lovina Beach Club Igor do Ó/Divulgação Dorgival Dantas no palco principal do Lovina Beach Club, em Cabedelo, PB Gustavo Xavier/G1 Vinícius Mendes no segundo palco do Lovina Beach Club Gustavo Xavier/G1 Vinícius Mendes no verão do Lovina Beach Club, em Cabedelo, PB Gustaxo Xavier/G1 Terceiro e último domingo de shows do Lovina Beach Club, na Paraíba Gustavo Xavier/G1
    Morre mãe do ex-governador da PB Ricardo Coutinho, Natércia Coutinho

    Morre mãe do ex-governador da PB Ricardo Coutinho, Natércia Coutinho


    Natércia tinha Alzheimer e teve falência múltipla dos órgãos. Natércia Vieira Coutinho, mãe do ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho, morre aos 93 anos de idade Secom-PB/Divulgação Morreu na tarde deste domingo (20) a mãe do...


    Natércia tinha Alzheimer e teve falência múltipla dos órgãos. Natércia Vieira Coutinho, mãe do ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho, morre aos 93 anos de idade Secom-PB/Divulgação Morreu na tarde deste domingo (20) a mãe do ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho, dona Natércia Vieira Coutinho, aos 93 anos de idade. Ela estava internada no Hospital Nossa Senhora das Neves, em João Pessoa, onde morreu. Segundo informações da assessoria de imprensa do ex-governador, ela tinha Alzheimer e teve falência múltipla dos órgãos. O velório vai acontecer nesta segunda-feira (21), a partir das 7h, no crematório de Cabedelo, na Grande João Pessoa, e o corpo vai ser cremado às 15h.
    Veja concursos e seleções com editais publicados na PB de 20 a 27 de janeiro

    Veja concursos e seleções com editais publicados na PB de 20 a 27 de janeiro


    Editais de concursos de prefeituras, universidade e instituto oferecem 475 vagas de emprego. Oito editais de concursos para prefeituras, para a UFPB e para o IFPB oferecem 475 vagas de emprego na Paraíba nesta semana de 20 a 27 de janeiro. Editoria...


    Editais de concursos de prefeituras, universidade e instituto oferecem 475 vagas de emprego. Oito editais de concursos para prefeituras, para a UFPB e para o IFPB oferecem 475 vagas de emprego na Paraíba nesta semana de 20 a 27 de janeiro. Editoria de arte/G1 Concurso da Prefeitura de São Sebastião do Umbuzeiro Vagas: 42 Níveis: fundamental, médio e técnico Salários: R$ 954 a R$ 4.368 Prazo de inscrição: até 10 de fevereiro Local de inscrição: site da organizadora, Consulpam Taxas de inscrição: R$ 70 (nível fundamental), R$ 75 (nível médio/técnico) e R$ 100 (nível superior) Provas: 31 de março Edital do concurso da Prefeitura de São Sebastião do Umbuzeiro Concurso da UFPB para técnico-administrativo Vagas: 127 Níveis: médio, médio e técnico e superior Salários: R$ 1.945,06 a R$ 4.180,66 mais auxílio Prazo de inscrição: 21 de janeiro a 25 de fevereiro Local de inscrição: site da organizadora, Instituto AOCP Taxas de inscrição: R$ 45 (nível intermediário), R$ 60 (nível médio) e R$ 85 (nível superior) Provas: 7 de abril de 2019 Edital do concurso para técnico-administrativo da UFPB Concurso do IFPB para técnico-administrativo Vagas: 36 Níveis: médio; médio e técnico/ e superior Salários: de R$ 1.945,07 a R$ 4.180,66 Prazo de inscrição: 29 de janeiro a 25 de fevereiro Local de inscrição: página do IFPB na internet Taxas de inscrição: R$ 100 (nível médio) R$ 130 (médio e técnico) e R$ 150 (superior) Provas: 31 de março de 2019 Edital do concurso para técnico-administrativo do IFPB Concurso do IFPB para técnico-administrativos (tradutor e intérprete) Vagas: 2 Nível: médio completo e proficiência em libras Salário: R$ 2.446,96 Prazo de inscrição: 29 de janeiro a 25 de fevereiro Local de inscrição: página do IFPB na internet Taxas de inscrição: R$ 130 Provas: 14 de abril Edital do concurso para técnico-administrativos (tradutor linguagem de sinais) do IFPB Concurso do IFPB para professores Vagas: 90 Nível: superior Salário: de R$ 4.892,44 a R$ 9.600,92 Prazo de inscrição: 22 de janeiro a 18 de fevereiro de 2019 (os prazos serão alterados em breve em edital de retificação) Local de inscrição: página do IFPB na internet Taxas de inscrição: R$ 150 Provas: 14 de abril de 2019 (os prazos serão alterados em breve em edital de retificação) Edital do concurso para professor do IFPB Concurso e seleção da Prefeitura de Lucena Vagas: 93 | 38 Níveis: fundamental, médio e técnico | médio e superior Salários: R$ 998 a R$ 1.835,37 | R$ 998 a R$ 1.200 Prazo de inscrição: até 10 de fevereiro | até 27 de janeiro Local de inscrição: site da organizadora, Contemax Consultoria Taxas de inscrição: R$ 43 (fundamental), R$ 57 (médio), R$ 76 (superior) Provas: 10 de março | 10 de fevereiro Editais do concurso e da seleção da Prefeitura de Lucena Concurso da Prefeitura de Pedra Branca Vagas: 47 Níveis: fundamental, médio e técnico Salários: R$ 998 a R$ 7.500 Prazo de inscrição: até 11 de fevereiro Local de inscrição: site da organizadora, Consulpam Taxas de inscrição: R$ 60 (fundamental), R$ 90 (médio) e R$ 150 (superior) Provas: 24 de março Edital do concurso da Prefeitura de Pedra Branca
    Primeiro eclipse lunar do ano pode ser visto da Estação Cabo Branco, em João Pessoa

    Primeiro eclipse lunar do ano pode ser visto da Estação Cabo Branco, em João Pessoa


    Fenômeno acontece a partir das 0h30 e eclipse total é previsto para 1h50 da madrugada desta segunda-feira (21). Fase final do eclipse lunar que poderá ser visto da Estação Cabo Branco, em João Pessoa. Astrofotógrafo/Leo Pires O primeiro eclipse...


    Fenômeno acontece a partir das 0h30 e eclipse total é previsto para 1h50 da madrugada desta segunda-feira (21). Fase final do eclipse lunar que poderá ser visto da Estação Cabo Branco, em João Pessoa. Astrofotógrafo/Leo Pires O primeiro eclipse lunar de 2019 pode ser observado da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, no bairro do Altiplano, em João Pessoa. Na madrugada deste domingo (20) para segunda-feira (21) a estação estará aberta para observação do eclipse lunar, que acontece a partir das 0h30, com eclipse total previsto para 1h50 da madrugada desta segunda-feira. A entrada é gratuita ao público de todas as idades. O fenômeno poderá ser visto com ou sem ajuda de lunetas, binóculos e telescópios e não é preciso nenhum tipo de equipamento de proteção. Lembramos que o êxito do evento vai depender das condições climáticas do dia. No domingo (20), várias atividades estão programadas para acontecer na casa a partir das 18h, com show musical de Michel Soares, no anfiteatro, oficina sobre o fenômeno da super lua, observação com telescópios e a projeção, em tempo real do eclipse, na parede do prédio administrativo. O presidente da Associação Paraibana de Astronomia (APA), Marcelo Zurita, disse que este será o último eclipse total da lua visível da Paraíba nos próximos três anos. O seguinte, segundo ele, ocorrerá apenas em maio de 2022. O eclipse, entre a fase parcial e total, deve durar aproximadamente três horas. O evento na Estação Cabo Branco será acompanhado pelo professor do laboratório de astronomia, Marcos Jerônimo, que este ano está completando 50 anos de atividade astronômica e dedicados ao ensino da astronomia na Paraíba, com a exposição “O Homem e o Universo”, no hall do prédio administrativo da casa. “Mesmo ocorrendo em horário um pouco incômodo e estando sujeito às condições meteorológicas, esse é um dos mais interessantes eventos astronômicos do ano de 2019 e o mais acessível, o mais fácil de observar, mesmo a olho nu. Então, vale a pena ficar acordado até de madrugada para acompanhar este eclipse, mesmo que não tenha nenhum telescópio, luneta ou binóculo para acompanhar”, disse o professor Marcos Jerônimo. Super lua de sangue O professor Marcos Jerônimo explicou que logo após a máxima do eclipse, durante a fase de totalidade, a lua atingirá perigeu, ou seja, o ponto de sua órbita mais próximo da terra. “Quando a lua cheia coincide com seu perigeu, ela é chamada de superlua, conhecido popularmente de lua de sangue”, comentou o professor. Visibilidade O eclipse estará visível de norte ao sul das Américas do Norte e do Sul. Algumas regiões do leste europeu e do noroeste da África e leste asiático poderão contemplar apenas um eclipse parcial instante antes do nascer do sol. Para o restante do mundo, o eclipse não será visível. Horários A partir da 0h33, ocorre o primeiro contato da Lua com a sombra da Terra chamada “Umbra”. A partir de então, os observadores poderão ver a sombra avançando sobre a superfície lunar até cobri-la totalmente à 1h41. A Lua então deve assumir uma coloração avermelhada provocada pela dispersão da luz solar refletida pela atmosfera da Terra. O ponto máximo do eclipse deve ocorrer às 2h12m e às 2h43, a Lua começa a sair da sombra da Terra. A partir desse momento, a sombra vai recuando na superfície da Lua até as 03h50, quando a fase parcial do eclipse se encerra. Cientificamente, ainda existe uma fase penumbral que se inicia às 23h36 de domingo e vai até as 4h48 da segunda. Nessa fase, a luz do Sol que atinge a Lua é parcialmente bloqueada pela Terra. Há uma redução da luminosidade da Lua que é imperceptível a olho nu e, portanto, desinteressante para o público. Estação Cabo Branco onde haverá programação para o primeiro eclipse lunar de 2019. Krystine Carneiro/G1 Eclipse Lunar na Estação Cabo Branco Domingo (20) Apresentação musical com Michel Soares Hora: 18h30 Local: Anfiteatro Oficina sobre o fenômeno Hora: 19h Local: Jardins da Estação Observação com telescópio Hora: a partir das 20h Local: Jardins da Estação Segunda-feira (21) Eclipse da lua – Lua de Sangue Hora: 00h30 – 1h50 Local: Jardim da Estação Projeção do eclipse Hora: 00h30 – 1h50 Local: Entrada do prédio do auditório
    Conciliações na Justiça Federal da Paraíba crescem 75% em 2018

    Conciliações na Justiça Federal da Paraíba crescem 75% em 2018


    Aumento do número de audiências permitiu que fossem registradas 1.180 conciliações a mais na Paraíba no ano passado. Justiça Federal em João Pessoa, na Paraíba Kleide Teixeira/Jornal da Paraíba/Arquivo O número de conciliações judiciais...


    Aumento do número de audiências permitiu que fossem registradas 1.180 conciliações a mais na Paraíba no ano passado. Justiça Federal em João Pessoa, na Paraíba Kleide Teixeira/Jornal da Paraíba/Arquivo O número de conciliações judiciais após audiências aumentou cerca de 75% em 2018 em relação ao ano de 2017, conforme levantamento feito Centro Judiciário de Solução Consensual de Conflitos e Cidadania (Cejusc) da Justiça Federal na Paraíba (JFPB). No ano passado foram 4.092 audiências realizadas e acordo firmado em 2.749 delas. Em 2017, por sua vez, foram 2.522 audiências de conciliação com 1.569 acordos. O coordenador do Cejusc, o juiz federal Bruno Teixeira de Paiva, explicou que o crescimento das conciliações como um fator importante para a valorização da pacificação social. “A dedicação dos conciliadores é notória e fortalece a possibilidade de firmar os acordos”, explicou. Em 2018, o Cejusc formou a turma pioneira de conciliadores, que concluiu o período mínimo do ciclo de atividades. Foram formadas nessa primeira turma 33 pessoas, sendo 29 conciliadores, três servidores e o juiz federal Rogério Abreu.
    MPF investiga denúncia de irregularidade no uso do Fundeb pela prefeitura de Cajazeirihas, PB

    MPF investiga denúncia de irregularidade no uso do Fundeb pela prefeitura de Cajazeirihas, PB


    Denúncia de rateio da verba federal entre os anos de 2013 e 2014 é alvo de inquérito. Sede do MPF na Paraíba fica localizada em João Pessoa Ascom/MPF Um inquérito foi instaurado pelo Ministério Público Federal (MPF) para investigar supostas...


    Denúncia de rateio da verba federal entre os anos de 2013 e 2014 é alvo de inquérito. Sede do MPF na Paraíba fica localizada em João Pessoa Ascom/MPF Um inquérito foi instaurado pelo Ministério Público Federal (MPF) para investigar supostas irregularidades no uso do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) na prefeitura de Cajazeirinhas, no Sertão da Paraíba, entre os anos de 2013 e 2014. A investigação consta no Diário Eletrônico do MPF com data de publicação de segunda-feira (21). Ainda de acordo com a abertura do inquérito, a irregularidade pode ter acontecido no rateio dos recursos repassados pelo governo federal. O procurador João Raphael Lima, responsável pela procuradoria-geral da república na cidade de Sousa, no Sertão, é quem assina a abertura do procedimento. O G1 tentou contato com a Prefeitura de Cajazeirinhas, mas as ligações não foram atendidas. O inquérito tem validade de um ano a contar da data de sua publicação. Recentemente o mau uso do Fundeb pelas prefeituras foi pauta no Supremo Tribunal Federal (STF). O presidente do Supremo, Dias Toffoli, em decisão divulgada no dia 14 de janeiro, havia determinado a suspensão imediata do uso do Fundeb para pagamento de honorários a advogados contratados por prefeituras. Conforme denúncia feita pelo MPF na Paraíba em 2018, pelo menos 37 cidades paraibanas faziam o remanejamento da verba do Fundeb para pagamento de escritórios de advocacia e que poderiam ser afetadas com a decisão do Supremo.
    Dez policiais militares foram expulsos da PMPB em 2018; são 66 PMs excluídos desde 2011

    Dez policiais militares foram expulsos da PMPB em 2018; são 66 PMs excluídos desde 2011


    Policiais militares foram excluídos após envolvimento com crimes como estupro e homicídio. Polícia Militar expulsou mais de 60 oficiais da corporação nos últimos oito anos Maurício Melo/G1/Arquivo Dez policiais militares da Paraíba foram...


    Policiais militares foram excluídos após envolvimento com crimes como estupro e homicídio. Polícia Militar expulsou mais de 60 oficiais da corporação nos últimos oito anos Maurício Melo/G1/Arquivo Dez policiais militares da Paraíba foram expulsos da corporação em 2018, após envolvimento com crimes ou por mau comportamento. Segundo levantamento feito pela Corregedoria-Geral da Polícia Militar, de 2011 até o início de 2019 foram expulsos 66 policiais militares por envolvimento com crimes ou indisciplina. Somente nas duas primeiras semanas deste ano foram expulsos dois policiais militares. O corregedor-geral da PM da Paraíba, coronel Severino do Ramo Gerônimo, explicou que além das exclusões, outros 42 processos seguem à espera de definição no Conselho de Disciplina e Justificação. O procedimento administrativo serve para que o policial militar denunciado apresente defesa às acusações. Também é previsto recurso dentro da esfera administrativa. “Tivemos uma pequena queda em relação a 2017. Todo direito à ampla defesa é garantido, os policiais denunciados apresentam defesas, podem recorrer das decisões, existe um trâmite para que culmine com a expulsão”, explicou o coronel Severino. Entre as acusações, os policiais respondem por crimes comuns graves como estupro, homicídios, lesão corporal ou por infrações administrativas, relativos à função que exerce, como abuso de autoridade. “Em comparação com outras corporações, podemos dizer que a Polícia Militar é extremamente vigilante ao comportamento dos seus membros. É trabalho da corregedoria não apenas dar prosseguimento às denúncias, mas de fiscalizar a atuação dos policiais”, explicou. De 2011 até agora, a Polícia Militar já instaurou 82 conselhos de disciplina e justificação para avaliar a condição de permanência de oficiais e praças nas fileiras da corporação.
    PM prende suspeito de tentar roubar banco na av. Epitácio Pessoa em João Pessoa

    PM prende suspeito de tentar roubar banco na av. Epitácio Pessoa em João Pessoa


    Homem foi preso em flagrante na tentativa de arrombar cofre na manhã deste domingo (20). Suspeito foi preso em flagrante durante tentativa de roubo em banco na Epitário Pessoa, em João Pessoa Tenente Diedjon/Polícia Militar da Paraíba Um homem de...


    Homem foi preso em flagrante na tentativa de arrombar cofre na manhã deste domingo (20). Suspeito foi preso em flagrante durante tentativa de roubo em banco na Epitário Pessoa, em João Pessoa Tenente Diedjon/Polícia Militar da Paraíba Um homem de 32 anos foi preso em flagrante no início da manhã deste domingo (20) suspeito de tentar roubar uma agência bancária na avenida Epitácio Pessoa, em João Pessoa. De acordo com policiais da 1ª Companhia de Policiamento de Choque do Batalhão de Operações Especiais (Bope), com o suspeito foram apreendidos um revólver, um colete à prova de balas e as ferramentas que seriam usadas no arrombamento. Ainda segundo informações da Polícia Militar, o objetivo do suspeito era arrombar o cofre da agência bancária. Os policiais chegaram ao suspeito após o Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop) receber uma ligação por volta das 5h (horário local) informando que o alarme da agência havia sido ativado. Várias equipes da PM foram até o local, montaram um cerco ao estabelecimento bancário e prenderam o suspeito, que já havia chegado à sala onde fica guardado o cofre. O suspeito foi rendido no momento em que se preparava para roubar o equipamento. O preso é natural da cidade de Mossoró, no Rio Grande do Norte, e estava com um outro homem que conseguiu fugir com a chegada da Polícia Militar. O suspeito foi encaminhado para delegacia do Grupo de Operações Especiais da Polícia Civil, no Centro de João Pessoa. Conforme levantamento da PM, em 2018, a Polícia Mlitar prendeu 107 suspeitos de ações contra bancos na Paraíba com a apreensão de mais de 70 armas e vários explosivos usados pelos criminosos nos crimes.
    Rapper Leo Thomas faz show no Pólvora Cultural deste domingo (20), em João Pessoa

    Rapper Leo Thomas faz show no Pólvora Cultural deste domingo (20), em João Pessoa


    Show gratuito terá participações de outros artistas e batalha de poesia. Casa da Pólvora foi reformada com recursos do PAC Cidades Históricas Krystine Carneiro/G1 O rapper e produtor cultural Leo Thomas faz show gratuito no Centro Cultural Casa...


    Show gratuito terá participações de outros artistas e batalha de poesia. Casa da Pólvora foi reformada com recursos do PAC Cidades Históricas Krystine Carneiro/G1 O rapper e produtor cultural Leo Thomas faz show gratuito no Centro Cultural Casa da Pólvora, no Centro de João Pessoa, neste domingo (20). O evento vai acontecer a partir das 16h, com batalha de poesias e participações especiais de outros artistas. Com composições autorais, Leo Thomas começou carreira no cenário do rap paraibano em 1998. O primeiro CD solo dele, intitulado “Coração de Leão”, é inteiramente autoral e tem produção do selo Sapiens do DJ Guirraiz. Conheça o slam, batalha de poesia que surgiu nos EUA e ganhou espaço na Paraíba O show deste domingo vai contar com participações especiais dos artistas Cassiano Pedra, Claudio Break e DJ Adriano, além de uma batalha de poesias com o Slam Parahyba. Em 2018, Leo Thomas lançou o EP “Meu Coração Bate Onde eu Pisar”, que reúne oito faixas autorais que abordam a trajetória dele enquanto rapper e dentro do Movimento Hip Hop.
    Como inspirar e não pressionar seus filhos na hora de escolher a graduação

    Como inspirar e não pressionar seus filhos na hora de escolher a graduação


    Inscrições para o Sisu serão de 22 a 25 de janeiro, um período importante para as escolhas de seu filho. Alunos da 3ª série do Médio utilizam o espaço bibliotecário Daniel Victor/Colégio GEO O número de borboletas no estômago foi...


    Inscrições para o Sisu serão de 22 a 25 de janeiro, um período importante para as escolhas de seu filho. Alunos da 3ª série do Médio utilizam o espaço bibliotecário Daniel Victor/Colégio GEO O número de borboletas no estômago foi diretamente proporcional à aproximação da data do ENEM, só que não foi você quem fez a prova e sim o seu menino (ou menina). Aquele mesmo, que outro dia precisava de sua ajuda para definir a roupa e amarrar os sapatos, agora está às portas do primeiro passo para a vida adulta: a escolha de uma profissão. Não é momento para saudosismo! Você precisa ser forte para ajudá-lo nesse processo. Mas como fazer isso sem sufocar a liberdade do seu filho? O objetivo deste texto é mostrar como inspirar sem pressionar seu adolescente na definição do melhor curso superior a seguir. Para isso, vamos buscar um pouco de suas recordações e adicionar umas pitadas de contemporaneidade para ajudá-lo a se colocar no lugar de seu filho. Em seguida, apresentaremos algumas dicas para nortear o apoio necessário nesse momento em que é preciso escolher um curso. Um passado não tão distante Hormônios a flor da pele, espinhas e aquele desejo profundo de ser independente. Toda essa profusão de mudanças já aconteceu na sua vida. Você se lembra? Crescer, abandonar as coisas de criança para abraçar as responsabilidades do mundo adulto é, muitas vezes, um processo doloroso. A vida não era fácil nas décadas de 80 e 90. Passamos por dificuldades e muitos se viram obrigados a queimar etapas, engolir a seco as ansiedades juvenis e ceder às pressões da família para seguir uma carreira que trouxesse mais dinheiro que felicidade. Isso foi tão marcante, que fizemos uma promessa coletiva silenciosa de que nossos filhos seriam poupados. O problema é que o mundo não se transformou em um lugar mais simples de se viver! “As crianças e os jovens aprendem a lidar com fatos lógicos, mas não sabem lidar com fracassos e falhas. Aprendem a resolver problemas matemáticos, mas não sabem resolver seus conflitos existenciais. São treinados para fazer cálculos e acertá-los, mas a vida é cheia de contradições”, constata o médico psiquiatra Augusto Cury em seu livro “Pais brilhantes, professores fascinantes”. Para uma boa escolha profissional é preciso uma boa base de preparo para o sucesso, que pode não ser prazeroso, mesmo gostando da atividade. Se o estudante for guiado somente pelo prazer, jamais chegará ao ponto de desfrutar os resultados. Estar diante de uma encruzilhada com estradas para todas as direções pode ser um momento assustador para quem sempre esteve acostumado a lidar com um mundo controlado e predeterminado. E, mesmo que seu filho não queira admitir, ele precisa do seu apoio para ajudá-lo a descobrir sua identidade e, assim, saber para aonde ir. 5 passos inspiradores para escolher um curso superior Como já dissemos, o processo de escolha de um curso superior pode ser uma tarefa dolorosa para muitos adolescentes. Nesse momento de dúvidas e incertezas, o papel dos pais é, ao mesmo tempo, fundamental e traiçoeiro. A tentação de dizer o que devem fazer é enorme, mas precisa ser contida! Para direcionar ações mais acertadas, destacamos 5 passos. Confira! Seja incondicional em seu apoio A imparcialidade é um mito. Por mais que busquemos não demonstrar e olhar todos os lados de uma questão, nossa criação, formação, gostos pessoais, valores morais e éticos nos fazem sempre tender para algum lado. Mas, mesmo que tenhamos opiniões particulares, algo que sabemos fazer bem como pais é amar incondicionalmente. Esse é o momento de transferir todo o amor por aquilo que o filho é para o que ele faz ou pretende fazer. É preciso segurar o desejo de vê-lo seguir seus passos profissionais ou de fazer torcida por um curso que dê maior retorno financeiro. Saber ouvir as opiniões de seu filho e perceber suas capacidades é uma demonstração de respeito. Não é preciso compartilhar da mesma opinião para defender o direito de expressá-las, mesmo que sejam diferentes. Seu filho pode conhecer suas preferências, mas precisa sentir a confiança do seu apoio e motivação para estudar, mesmo se decidir tomar outro rumo. Ajude a avaliar as opções Ter acesso a uma avalanche informações pode ser uma benção e uma maldição! Com tantas opções de faculdades é fácil ficar indeciso. Nesse processo, é primordial saber garimpar dados e procurar boas referências. Você pode ajudar seu filho nessa pesquisa, mostrando como avaliar os prós e contras de cada curso para refinar suas possibilidades. É possível iniciar esse processo mais cedo, ensinando os adolescentes a avaliarem variáveis em outros espectros da vida. Na visão de Augusto Cury, eles “devem também participar das decisões familiares, como a compra do carro, o roteiro das viagens, a ida a restaurantes, e até no orçamento familiar. Precisam aprender a fazer escolhas. Assim aprenderão uma dura lição: toda escolha implica perdas e ganhos”. Incentive o autoconhecimento Para escolher a carreira ideal, é importante saber das capacidades e potencialidades como também das dificuldades e fraquezas. Para quem está em processo de consolidação da personalidade, conhecer a si próprio pode não ser tão simples. Alguns limites ainda não foram testados e desafios nem sonhados. Nessa jornada, ninguém melhor que a família para ajudar! Você conhece bem seu filho e sabe de fatos do seu desenvolvimento que ele sequer se lembra. É o momento de valorizar as características positivas que lhe fogem à percepção e ser realista quanto às dificuldades. Ofereça orientação vocacional A escolha de uma faculdade pode contar com apoio profissional. Existem vários testes disponíveis gratuitamente, mas o trabalho apurado de orientação vocacional pode auxiliar seu filho de forma mais aprofundada e personalizada. O profissional envolverá dinâmicas coletivas e individuais, associadas a sessões de análise. É importante ressaltar que esse trabalho não aponta um curso específico, mas apresenta possibilidades relacionadas às afinidades do adolescente. A orientação vocacional também proporciona uma tomada de consciência da própria personalidade. Inspirar os filhos a escolher um curso superior sem pressioná-los pode ser um desafio Daniel Victor/Colégio GEO Prepare seu filho para vitória e para o fracasso Toda conquista é construída por uma série de acertos e derrotas. Não alcançar a nota para o curso pretendido ou perceber que as expectativas nutridas em relação a determinada carreira não condizem com a realidade, tudo isso faz parte da vida. É o momento, mais uma vez, de ser suporte, não inquisidor, para mostrar que tentar outra vez não é demérito, mas, sim, crescimento. “Viver é um contrato de risco. Os jovens precisam viver este contrato apreciando os desafios e não fugindo deles. Se eles se intimidarem diante das derrotas e dificuldades, o fenômeno RAM registrará em sua memória milhares de experiências que financiarão o complexo de inferioridade, a baixa autoestima e o sentimento de incapacidade”, orienta Cury. Também é importante alertar os filhos para o fato de que, mesmo que seja a faculdade dos sonhos, desafios sempre virão. Nas palavras de Içami Tiba, “Para uma boa escolha profissional é preciso uma boa base de preparo para o sucesso, que pode não ser prazeroso, mesmo gostando da atividade. Se o estudante for guiado somente pelo prazer, jamais chegará ao ponto de desfrutar os resultados”. Inspirar os filhos a escolher um curso superior sem pressioná-los pode ser um desafio! Mas, com amor, paciência e, principalmente, respeito, essa jornada ajudará a estreitar o relacionamento, num processo de autoconhecimento que vai valer para ambas as partes.
    VÍDEOS: JPB 2ª Edição de sábado, 19 de janeiro

    VÍDEOS: JPB 2ª Edição de sábado, 19 de janeiro


    Assista aos vídeos do telejornal com notícias do estado. Assista aos vídeos do telejornal com notícias do...


    Assista aos vídeos do telejornal com notícias do estado. Assista aos vídeos do telejornal com notícias do estado.
    Quatro homens são presos após discussão por causa de jogo de azar  em Guarabira

    Quatro homens são presos após discussão por causa de jogo de azar em Guarabira


    Duas facas foram apreendidas, além da quantia de R$ 1.500 que teria sido o motivo do desentendimento entre eles. Dinheiro e facas apreendidos na ação. Divulgação/Assessoria do 4° BPM Quatro homens foram detidos e duas facas foram apreendidas,...


    Duas facas foram apreendidas, além da quantia de R$ 1.500 que teria sido o motivo do desentendimento entre eles. Dinheiro e facas apreendidos na ação. Divulgação/Assessoria do 4° BPM Quatro homens foram detidos e duas facas foram apreendidas, além da quantia de R$ 1.500, neste sábado (19), na cidade de Guarabira, Agreste paraibano. O dinheiro teria sido o motivo do desentendimento entre eles. Três deles ficaram feridos superficialmente. A prisão aconteceu durante a Operação Feira Segura, realizada pelos policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar). A polícia foi acionada por causa de uma confusão entre alguns homens no interior da feira livre. Ao chegarem no local, os policiais constataram que dois deles tinham ferimentos nas mãos e um terceiro também estava levemente ferido. Segundo relato deste último à polícia, o desentendimento teria começado por causa de um jogo de azar onde ele perdeu os R$ 1.500. Ele se recusou a pagar o valor e, por discordarem do não pagamento, os dois homens teriam tentado agredi-lo com uma faca. O homem relatou aos policiais que conseguiu desarmar os dois, mas acabou sendo ferido ao tentar se defender. O dono do ponto onde aconteceu o caso tinha deixado o local, mas foi encontrado em sua residência, foi detido e conduzido à delegacia como testemunha. Os outros três homens foram autuados em flagrante por violência física e lesão corporal.
    Veja a sequência de shows deste domingo (20) no Lovina, PB

    Veja a sequência de shows deste domingo (20) no Lovina, PB


    Programação tem Dorgival Dantas, Márcia Fellipe e Zé Neto e Cristiano. Dupla Zé Neto & Cristiano que encerrará a noite no Lovina Beach Club. Caio Graça/Divulgação A dupla Zé Neto e Cristiano será a última atração a subir no palco do...


    Programação tem Dorgival Dantas, Márcia Fellipe e Zé Neto e Cristiano. Dupla Zé Neto & Cristiano que encerrará a noite no Lovina Beach Club. Caio Graça/Divulgação A dupla Zé Neto e Cristiano será a última atração a subir no palco do Lovina Beach Club, em Cabedelo, Região Metropolitana de João Pessoa, no domingo (20). A sequência de shows foi divulgada e as apresentações acontecem em dois palcos. O G1 vai fazer a cobertura completa para quem não conseguiu comprar ingresso, já que as entradas estão esgotadas. O cantor sertanejo Vinícius Mendes abre o evento a partir das 17h no palco 2. Logo em seguida, o poeta Dorgival Dantas se apresenta no palco principal. O público pode esperar os clássicos "Coração", "Destá", "Tarde Demais" e "Paixão Errada". Depois a vez da música eletrônica com o DJ Ralk. Ele produziu o remix da música "O Sol" do Vitor Kley, batendo a marca de mais de dez milhões de plays só no Spotify. A terceira atração do palco principal vai ser a cantora Márcia Fellipe. Ela traz o sucesso ‘Quem Me Dera’ que já tem mais de 150 milhões de visualizações no Youtube. Por último e uma das mais esperadas do verão do Lovina, a dupla Zé Neto e Cristiano sobe ao palco com grandes sucessos como ‘Largado As Traças’, ‘Bebida na Ferida’ e ‘Notificação Preferida’.
    Paulo Vieira ministra curso 'O Poder da Ação' em João Pessoa

    Paulo Vieira ministra curso 'O Poder da Ação' em João Pessoa


    Palestra será ministrada no dia 7 de fevereiro, no Centro de Convenções. Curso "O Poder da Ação" será realizado em João Pessoa Wanya Rodrigues O especialista Paulo Vieira estará em João Pessoa ministrando o curso “O poder da Ação”. O...


    Palestra será ministrada no dia 7 de fevereiro, no Centro de Convenções. Curso "O Poder da Ação" será realizado em João Pessoa Wanya Rodrigues O especialista Paulo Vieira estará em João Pessoa ministrando o curso “O poder da Ação”. O evento acontece dia 7 de fevereiro, das 14h às 22h, no Centro de Convenções. O curso abordará técnicas como: eliminar distrações e vícios emocionais, aumentar a produtividade, introduzir conceitos transformadores e acabar com a desmotivação. Paulo é autor do livro de mesmo nome do curso, que, há cerca de 150 semanas, está na lista dos mais vendidos do Brasil em sua categoria. O autor é especialista em temas como coaching, liderança, negociação, relações humanas e gestão eficaz de pessoas. São esperadas cerca de 2 mil pessoas no evento. O especialista já prestou consultoria em mais de 500 empresas, durante os 20 anos de carreira no segmento, e tem reunido milhares de pessoas em todo o país com o curso. Segundo a diretora da Febracis, organizadora do evento, Aline Marques, “essa é uma oportunidade única de aprender a realizar metas, construir um plano de ação seguro, contemplando todas as áreas da vida com excelência”. Os ingressos estão à venda em um ponto de venda na Avenida Epitácio Pessoa, 3530, no bairro de Miramar. E os interessados também podem efetuar a inscrição e pagamento online através do telefone (83) 99645-4090. As inscrições custam R$ 600 por pessoa e para grupos a partir de cinco pessoas o valor fica R$ 400 para cada participante.
    Venezuelano é esfaqueado pelo padrasto no Conde,PB, diz polícia

    Venezuelano é esfaqueado pelo padrasto no Conde,PB, diz polícia


    As facadas aconteceram durante uma discussão entre o rapaz e o padrasto. A vítima e os parentes são refugiados da Venezuela. Venezuelano, vítima de facadas, em atendimento no Hospital de Trauma de João Pessoa. Reprodução/TV Cabo Branco Um...


    As facadas aconteceram durante uma discussão entre o rapaz e o padrasto. A vítima e os parentes são refugiados da Venezuela. Venezuelano, vítima de facadas, em atendimento no Hospital de Trauma de João Pessoa. Reprodução/TV Cabo Branco Um venezuelano foi esfaqueado pelo padrasto na noite de sexta-feira (18), no município do Conde, no litoral sul da Paraíba. A vítima tem 18 anos e deu entrada no Hospital de Trauma de João Pessoa, após ser esfaqueado pelo padrasto. De acordo com relatos a Polícia Militar, eles são refugiados da Venezuela e foram abrigados em Jacumã, no Conde. As facadas aconteceram durante uma discussão entre o rapaz e o padrasto. Segundo o sargento Marcone, da Polícia Militar, a vítima foi ferida duas vezes, sendo uma no tórax e outra no braço direito. Ele estava consciente quando foi encontrado pela polícia e socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O venezuelano continua no Hospital de Trauma da capital até este sábado (19) e, de acordo com a assessoria da unidade de saúde, está em observação.
    VÍDEOS: JPB 1ª Edição deste sábado, 19 de janeiro

    VÍDEOS: JPB 1ª Edição deste sábado, 19 de janeiro


    Assista aos vídeos do telejornal com notícias do estado. Assista aos vídeos do telejornal com notícias do...


    Assista aos vídeos do telejornal com notícias do estado. Assista aos vídeos do telejornal com notícias do estado.
    Feira de livros promove consumo consciente há vinte anos, em João Pessoa

    Feira de livros promove consumo consciente há vinte anos, em João Pessoa


    Feira completa 20 anos em 2019. Economia para consumidores é de até 60%. Feira de Livros, em Mangabeira, em João Pessoa, têm livros didáticos e paradidáticos Dani Fechine/G1 Era 1999 quando Wallace Albuquerque, de 60 anos, sentiu no bolso o peso...


    Feira completa 20 anos em 2019. Economia para consumidores é de até 60%. Feira de Livros, em Mangabeira, em João Pessoa, têm livros didáticos e paradidáticos Dani Fechine/G1 Era 1999 quando Wallace Albuquerque, de 60 anos, sentiu no bolso o peso dos materiais escolares dos dois filhos. Livros, cadernos, canetas e mais uma lista inteira para seguir. Foi pela televisão que conheceu a ideia de uma feira de livros usados, no outro extremo do país. Achou a distância física muito grande, mas conseguiu captar a mensagem na mesma hora. Montou a tradicional Feira de Livros, que acontece anualmente em João Pessoa. Em 2019, ela completa vinte anos de existência e têm dado uma economia de até 60% a quem escolhe essa opção. Um dos filhos de Wallace, Luciano Albuquerque, de 31 anos, está com o pai nessa empreitada desde o início. Ele conta que a ideia inicial era fazer apenas três dias de feira, ainda com poucos livros, mas o suficiente para fazer render algum desconto no material escolar dos livros. “O sucesso foi tão grande que nesse mesmo ano a feira foi prorrogada por três semanas”, ressaltou. Em 2000, a feira já ganhou o prazo de dois meses. No primeiro ano, Wallace convidou os pais dos colegas dos dois filhos. A proposta era a compra, venda e troca dos livros didáticos. “Principalmente a troca”, ressaltou. O mais importante era fazer com que os pais não perdessem os livros que ficavam em casa com o fim do ano letivo. Beatriz Barbosa tem apenas 11 anos, mas já entende bem a necessidade de fazer o consumo consciente, economizar e repassar os materiais que a ajudaram durante todo o ano. Ela foi com a mãe Helena de Sousa, de 52 anos, até a feira de livros. Já tinha ouvido falar no lugar, mas estava ali pela primeira vez. “Depois que acaba o ano a gente não vai usar mesmo”, lembra Beatriz. Banca de Wallace com os filhos foi a primeira na Feira de Livros, em Mangabeira Dani Fechine/G1 Tradição em Mangabeira A feira começou bem pequena, mas a procura foi enorme. Para Wallace e os filhos, o resultado foi maior do que o esperado, já que além de favorecer a situação financeira da família, também cumpriu com o objetivo de ajudar outros pais. Hoje, Luciano conta que a ideia já se ampliou para outros bairros, mas a tradição no bairro de Mangabeira permanece. “A variedade aqui é bem maior”, destaca. A primeira edição da feira aconteceu na Associação de Mangabeira (Prosind). Depois passou a acontecer ao ar livre, na lateral do Mercado Público do bairro. Em seguida, foi para o local onde hoje funciona a Casa da Cidadania e hoje acontece no espaço onde funcionava a agência do Banco do Brasil, também no Mercado Público. Muita coisa mudou da primeira edição até a de 2019, mas a tradição permanece. Embora Luciano tenha uma grande vontade de levar a feira para o Centro da cidade, ainda não acredita que essa é a melhor opção. Além de quebrar a tradição já existente, ele acha que dificultaria o acesso para muitas pessoas. “Tem-se o medo de tirar um pouco a característica da feira e, segundo, que as pessoas têm muita dificuldade para estacionar”, lembra. Mas a proposta é manter apenas uma unidade da feira, com um lugar mais espaçoso, que possa caber mais livros. Em 20 anos, a principal mudança foi a modernização na forma de pagamento. Atualmente, or organizadoras também trabalham recebendo cartões. “Só dinheiro hoje em dia não dá”, ressalta Luciano. Na edição de 2019, sete pessoas trabalham em bancas de forma independente, mas unificadas em um mesmo espaço. Busca por livros paradidáticos, na Feira de Livros, em Mangabeira, também é grande Dani Fechine/G1 Acervo contempla didáticos e paradidáticos Luciano estima que a Feira de Livros tem um acervo de, aproximadamente, 10 mil livros. Os que ficam expostos são alguns poucos, já que muitos deles ficam guardados em estoque. São comercializadas, em dois meses, em torno de 30 a 50 mil livros, entre compras, vendas e trocas. É possível encontrar de tudo, desde paradidáticos no valor de R$ 1 até o livro mais caro, novo, no valor de R$ 180. Luciano explica que um livro de R$ 150 na livraria, é possível ser encontrado na Feira por uma variação de preço de R$ 50 a R$ 80, usado e bem conservado. “Uma economia média de 40 a 60% para consumidor. Nos novos, a gente ainda consegue um desconto de 10 a 20%”, explica Luciano. A Feira ajuda até mesmo quem não está a procura de material escolar para os filhos. Adriana da Silva, de 35 anos, é da cidade de Cubati, e foi pela primeira vez até a Feira de Livros, em Mangabeira, procurando livros paradidáticos que pudessem auxiliar a preparação das suas aulas, já que é professora. “Vim procurar livro de educação infantil, livros para trabalhar com os alunos, algumas temáticas interessante”, disse Adriana, que viu a notícia pela televisão e correu para aproveitar a oportunidade. Organizadores da Feira de Livros, em Mangabeira, orienta que materiais devem ser conservados Dani Fechine/G1 Orientações para participar A orientação mais importante é que o livro seja bem conversado e atualizado. Luciano explica que hoje em dia as editoras têm um padrão de atualizar os livros a cada três ou quatro anos. “Uma das características da Feira é seguir a lista do livro. A gente só comercializa novas edições. Um dos sucessos da Feira é a credibilidade de seguir a lista”, ressalta. Quem estiver interessado em vender, comprar ou trocar livros, é preciso levá-los para que sejam avaliados. Os responsáveis pelas bancas podem comprar ou trocar, desde que eles tenham o mesmo valor. Encapar o livro com papel contato transparente Não amassar Não usar caneta Não rabiscar o livro Cuidado ao colocar na mochila “Eu comparo com carro: o livro quando é mais conservado ele vale mais. Se o carro é novo, ele vale mais”, compara Luciano. Banda de Ângela Nóbrega, na Feira de Livros, em Mangabeira, existe há 17 anos Dani Fechine/G1 Trabalho temporário A feira não é bem um emprego, mas é um trabalho temporário que dá aos seus contribuintes uma ajuda econômica apenas nesse período do ano. Ângela Nóbrega, de 45 anos, é funcionária pública, mas no início do ano está sempre com Wallace e os filhos para vender ou trocar os livros. Está nessa jornada há 17 anos. No começou, foi até lá procurando livro para comprar para os filhos. Acabou vendendo os que tinha e trocando alguns. No ano seguinte, começou a participar da feira com banca própria.
    Aprenda como fazer receita de cocada gourmet no Chef JPB

    Aprenda como fazer receita de cocada gourmet no Chef JPB


    Chef transformou a tradicional cocada em um doce gourmet. Chef JPB mostra receita de cocada gourmet TV Cabo Branco/Reprodução O Chef JPB deste sábado (19) ensinou uma receita de uma sobremesa, preparada pelo chef de cozinha Josemar Souto, de...


    Chef transformou a tradicional cocada em um doce gourmet. Chef JPB mostra receita de cocada gourmet TV Cabo Branco/Reprodução O Chef JPB deste sábado (19) ensinou uma receita de uma sobremesa, preparada pelo chef de cozinha Josemar Souto, de Campina Grande. O chef transformou a tradicional cocada em um doce gourmet. Confira a receita. Ingredientes Calda 200g de açúcar refinado 01 xícara (chá) de água 04 gotas de essência de Amarula 50g de nozes 100 ml de creme de leite Cocada 01 lata de leite condensado 01 coco ralado 200 ml de leite de coco 03 gemas 01 colher (sopa) de manteiga 100g de leite em pó 125g de açúcar refinado Modo de preparo Faça primeiro a calda de caramelo. Quando o açúcar derreter, acrescente a água quente aos poucos e as nozes. Deixe chegar até o ponto de fio. Adicione o creme de leite e cozinhe por mais três minutos. Reserve. Numa panela coloque o leite condensado, o coco, as gemas, o leite em pó, o leite de coco, o açúcar e a manteiga. Mexa sempre pra não grudar até dar o ponto (uns quinze minutos em média). Reserve. Numa taça coloque primeiro a cocada, o sorvete e, por fim, o caramelo. Decore com creme de leite, doce de leite (com bico pitanga) e farofa de paçoca de amendoim. Tá pronto! É só servir.
    Praia de Carapibus, no Conde, PB, oferece mata nativa e tranquilidade aos visitantes

    Praia de Carapibus, no Conde, PB, oferece mata nativa e tranquilidade aos visitantes


    Praia fica a 31 quilômetros de João Pessoa. Praia de Carapibus, no Conde, PB, oferece tranquilidade, mata nativa e águas cristalinas Diogo Almeida/G1 Escondida entre a mata nativa preservada da cidade do Conde, na Paraíba, a praia de Carapibus...


    Praia fica a 31 quilômetros de João Pessoa. Praia de Carapibus, no Conde, PB, oferece tranquilidade, mata nativa e águas cristalinas Diogo Almeida/G1 Escondida entre a mata nativa preservada da cidade do Conde, na Paraíba, a praia de Carapibus enche os olhos dos amantes da natureza e calmaria. A praia fica a 31 quilômetros de João Pessoa e é a quarta praia para quem vai da capital pela rodovia PB-008. O acesso à paraíso de águas transparentes se dá por uma escadaria ou uma das ladeiras da região, e o local é ideal para os registros fotográficos, já que do alto é possível ter uma vista panorâmica da praia. Na maré baixa, a atenção se volta para as piscinas naturais formadas sob a pedras. Segundo o secretário de Turismo do Conde, Aristóteles Souto Maior, é por causa dessa atração ‘natural’ que o mergulho é uma das atividades mais indicadas e praticadas no local. Ainda de acordo com o secretário, na maré baixa a faixa de terra fica mais extensa, o que possibilita a prática de outros esportes. Carapibus realmente é destino para quem procura relaxar e fugir da correria do dia-a-dia. O baixo fluxo de visitantes enche os olhos de quem busca calmaria e bem-estar. No local não são disponibilizados atividades como passeios de bug e trilhas, mas a melhor opção ainda é a caminhada à beira mar, que possibilita apreciar e sentir de perto a energia que só a natureza oferece. Na praia de Carapibus, no Conde, são formadas piscinas naturais na maré baixa Katyana Ferreira Alguns bares que funcionavam à beira mar da praia foram retirados ainda em 2018 em decorrência a uma determinação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) IBAMA. A dica é levar alimentos e águas para consumir no local, ou buscar outros estabelecimentos próximo ao local. Pelo grande número de pedras presentes no local, a recomendação é que a atenção seja redobrada, a fim de evitar acidentes, principalmente quando o passeio incluir crianças e idosos. Hospedagem em Carapibus Para quem deseja se hospedar e aproveitar ainda mais o ambiente, a praia de Carapibus reúne a maioria das pousadas e hotéis da cidade do Conde. Na alta estação é possível encontrar diárias a partir de R$ 160. De acordo com Aristóteles Souto, durante o período de alta estação, o projeto de conscientização ambiental, "Onda Limpa", que tem o apoio da Secretaria do Meio Ambiente (Semam), é intensificado a fim evitar a poluição da praia. Praia de Carapibus, no Conde, PB, oferece tranquilidade, mata nativa e águas cristalinas Katyana Ferreira
    Motorista baleado em pizzaria recebe alta após 36 dias internado em hospital, na PB

    Motorista baleado em pizzaria recebe alta após 36 dias internado em hospital, na PB


    Rosivaldo Oliveira, de 22 anos, fez uma publicação em uma rede social comemorando o retorno para a casa. Informação foi confirmada pelo Trauma de João Pessoa na manhã deste sábado (19). Motorista baleado em frente a uma pizzaria na Paraíba...


    Rosivaldo Oliveira, de 22 anos, fez uma publicação em uma rede social comemorando o retorno para a casa. Informação foi confirmada pelo Trauma de João Pessoa na manhã deste sábado (19). Motorista baleado em frente a uma pizzaria na Paraíba recebeu alta na sexta-feira (18) Reprodução/TV Cabo Branco O motorista baleado em frente a uma pizzaria no dia 12 de dezembro do ano passado, em João Pessoa, recebeu alta na sexta-feira (19). Rosivaldo Oliveira, de 22 anos, fez uma publicação em uma rede social comemorando o retorno para a casa após 36 dias internado. A informação foi confirmada pelo Hospital de Emergência e Trauma na manhã deste sábado (19). Motorista baleado em pizzaria na PB passa por cirurgia, diz hospital Na foto publicada na rede social, Josivaldo colocou a legenda "Eu voltei". À época, a pizzaria divulgou uma nota lamentando o ocorrido e informando que está à disposição para dar apoio às famílias. A Direção do estabelecimento também reafirmou que o policial não era segurança da pizzaria e que atirou porque acreditava se tratar de um assalto. O caso aconteu por volta das 19h no dia 12 de dezembro de 2018. O jovem de 22 anos trabalhava como motorista utilizando um aplicativo de transporte de passageiros quando ficou ferido após o carro em que estava ser abordado por dois homens, que haviam chegado em uma moto, e um soldado da Polícia Militar, que estava no estabelecimento, no bairro Aeroclube, entender que a aproximação se tratava de um assalto e atirar contra o grupo. "O policial avistou os dois rapazes na motocicleta, passou a acompanhar a movimentação e entendeu que a aproximação deles ao carro se tratava de um assalto. Ele contou que deu voz, porém os homens não atenderam, até porque acredito que pensaram até que não era com eles. Foi então que policial sacou a arma e atirou”, explicou em outra ocasião Luiz Pereira, advogado do soldado Fernando Vieira Costa. Conforme a Polícia Militar, o soldado se apresentou na Central de Polícia na manhã do dia 13 de dezembro de 2018. O comandante do Batalhão de Choque da Polícia Militar, onde o soldado Fernando Vieira está lotado, capitão Guilherme Herculano, explicou que um procedimento administrativo foi aberto pela corregedoria da corporação, em paralelo ao inquérito policial investigado pela Polícia Civil. Entenda o caso Na versão das testemunhas, repassada à Polícia Militar, sete pessoas haviam ido comemorar o aniversário do chefe do trabalho na pizzaria. Por ser um grupo grande, parte foi de carona por aplicativo e outros dois participantes de motocicleta. Um policial militar que estava no local, segundo o delegado Paulo Josafá, atirou contra o grupo e matou Fausto Targino de Moura Júnior, de 25 anos, uma das pessoas que estava na moto e morreu no local. Outro jovem, de 22 anos, o motorista por aplicativo, ficou gravemente ferido. Um jovem que presenciou toda a situação deu entrevista à TV Cabo Branco, mas preferiu não ser identificado. Ele havia chegado na pizzaria de moto antes dos amigos, junto com Fausto, e os dois estavam indo falar com os colegas que chegavam de carro, com os capacetes nas mãos, no momento em que o policial atirou. De acordo com ele, o PM pediu perdão após perceber que não era um assalto.
    Dois são presos suspeitos de tráfico de drogas em João Pessoa

    Dois são presos suspeitos de tráfico de drogas em João Pessoa


    Com os suspeitos a polícia apreendeu aproximadamente 1 kg de maconha. Dois homens foram presos, na sexta-feira (18), suspeitos de tráfico de drogas em João Pessoa Divulgação/Polícia Militar Dois homens foram presos suspeitos de tráfico de...


    Com os suspeitos a polícia apreendeu aproximadamente 1 kg de maconha. Dois homens foram presos, na sexta-feira (18), suspeitos de tráfico de drogas em João Pessoa Divulgação/Polícia Militar Dois homens foram presos suspeitos de tráfico de drogas em João Pessoa. De acordo com a Polícia Militar, a prisão aconteceu após uma abordagem realizada durante a Operação "Nômade", realizada na sexta-feira (18) na capital. A Operação "Nômade" acontece com intensificação de abordagens em locais estratégicos, para o combate aos crimes patrimoniais e contra a vida. Segundo a polícia, a dupla estava parada em uma motocicleta quando foi abordada pelos policiais da Companhia de Choque, do Batalhão de Operações Especiais (Bope). Os suspeitos, que têm 24 e 21 anos de idade, estavam com uma sacola com diversos tabletes de substância semelhante à maconha, que pesavam aproximadamente 1 kg. A droga e os dois presos foram encaminhados para a Central de Flagrantes de João Pessoa para os procedimentos legais.
    INSA abre seleção com 27 vagas para técnicos, especialistas e pesquisadores na PB

    INSA abre seleção com 27 vagas para técnicos, especialistas e pesquisadores na PB


    Propostas devem ser enviadas até o dia 31 de janeiro. Selecionados vão contribuir com a execução de projetos de pesquisa do PCI. Instituto Nacional do Semirárido (INSA), em Campina Grande, PB Reprodução/TV Paraíba Uma seleção para o...


    Propostas devem ser enviadas até o dia 31 de janeiro. Selecionados vão contribuir com a execução de projetos de pesquisa do PCI. Instituto Nacional do Semirárido (INSA), em Campina Grande, PB Reprodução/TV Paraíba Uma seleção para o preenchimento de cargos para técnicos, especialistas e pesquisadores foi aberta na sexta-feira (18) pela Unidade de Pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), do Instituto Nacional do Semiárido (INSA). Ao todo, são ofertadas 27 vagas e os selecionados vão contribuir com a execução de projetos de pesquisa no âmbito do Programa de Capacitação Institucional (PCI). Os candidatos devem submeter a proposta por meio de preenchimento de formulário disponibilizado pelo Insa e enviá-la até o dia 31 de janeiro para o e-mail pci@insa.gov.br. O resultado da seleção será divulgado no dia 16 de fevereiro. De acordo com o INSA, a contratação dos profissionais se dará por meio de bolsas PCI e as remunerações variam de R$ 900 a R$ 5.200, com admissão imediata. Há vagas para agrônomos, zootecnistas, agroecólogos, biólogos, médicos veterinários, engenheiros florestais, jornalistas, geógrafos, engenheiros da computação, engenheiros sanitário, químico e ambiental, dentre outros. A exigência de formação para o preenchimento da maioria dos cargos vai desde a graduação até o doutorado. Ainda segundo o Instituto, os candidatos precisam consultar o Edital da Chamada Pública do dia 1º deste ano e, ao examinar o Programa de Capacitação Institucional (PCI 2019 – 2023) do Insa, conferir a experiência exigida nos cargos e obter informações sobre cada projeto de pesquisa. Selecionados vão atuar em sete projetos do INSA Conhecimento, conservação e uso da biodiversidade vegetal do Semiárido brasileiro Promoção, preservação, conservação e uso sustentável de espécies animais nativas do Semiárido brasileiro Sistemas de produção de espécies vegetais e animais do Semiárido Brasileiro Mapeamento, análises e identificação de agroecossistemas resilientes a mudanças climáticas e desertificação no Semiárido brasileiro Pedohidrologia, mineralogia, microbiologia e dinâmica da matéria orgânica e de metais pesados em solos de referência e sob processos de desertificação no Semiárido Brasileiro Acesso e Difusão da informação e do conhecimento sobre o Semiárido Brasileiro Recursos Hídricos no Semiárido Brasileiro

    Homem morre após acidente envolvendo moto e caminhão na BR-101, em Alhandra, PB


    Ao colidir com o caminhão, condutor da motocicleta não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local, segundo a PRF. Um homem morreu após um acidente envolvendo uma motocicleta e um caminhão na noite da sexta-feira (18) na BR-101, em Alhandra,...

    Ao colidir com o caminhão, condutor da motocicleta não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local, segundo a PRF. Um homem morreu após um acidente envolvendo uma motocicleta e um caminhão na noite da sexta-feira (18) na BR-101, em Alhandra, Região Metropolitana de João Pessoa. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a vítima seguia na rodovia em uma moto quando colidiu com o caminhão. O acidente aconteceu por volta das 20h30, no km 108. Segundo a PRF, ao colidir com o caminhão, o condutor da motocicleta não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local. Até as 9h30 (horário local) deste sábado (19), as informações da PRF eram de que a vítima ainda não havia sido identificada e o corpo permanecia no Instituto Médico Legal (IML) de João Pessoa para reconhecimento da família.

    Dois são presos suspeitos de envolvimento em roubos de carros e cargas na Paraíba


    Dupla foi detida na cidade do Conde, no Litoral Sul. Suspeitos faziam parte de um grupo preso durante a Operação “Carga Segura”, realizada em novembro de 2018, diz polícia. Dois homens foram presos na noite da sexta-feira (18) suspeitos de...

    Dupla foi detida na cidade do Conde, no Litoral Sul. Suspeitos faziam parte de um grupo preso durante a Operação “Carga Segura”, realizada em novembro de 2018, diz polícia. Dois homens foram presos na noite da sexta-feira (18) suspeitos de envolvimento em roubos de carros e cargas na Paraíba. De acordo com a Polícia Civil, a dupla foi detida quando chegava na cidade do Conde, no Litoral Sul paraibano. Investigações da polícia apontaram que Josinaldo da Silva Santos, de 23 anos, e Jeferson de Sousa, de 19, faziam parte de um grupo criminoso preso durante a Operação “Carga Segura”, realizada em novembro de 2018. Nove pessoas são presas na Operação Carga Segura, em João Pessoa O grupo, de acordo com as investigações, seria responsável por causar um prejuízo de mais de R$ 4,5 milhões às empresas de cargas que tiveram equipamentos roubados. Os caminhões eram abordados pelos criminosos nas BR’s 101 e 230. Segundo a polícia, Josinaldo e Jeferson estavam na lista de suspeitos e começaram a ser monitorados pelos policiais. “Recebemos a informação de que eles estavam saindo do bairro São José, em João Pessoa. Montamos uma campana e conseguimos interceptar o caminhão de mudança quando o veículo chegava ao município de Conde. Realizamos uma busca e, entre os pertences dos investigados, encontramos uma arma de fogo e maconha”, disse o delegado Getúlio Machado. Outras duas pessoas que estavam com a dupla também foram encaminhadas para a Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas para prestar esclarecimentos. Os suspeitos Josinaldo e Jeferson foram ouvidos e permanecem detidos aguardando a audiência de custódia.
    Vinícius Mendes é anunciado na programação do Lovina 2019, neste domingo (20), na PB

    Vinícius Mendes é anunciado na programação do Lovina 2019, neste domingo (20), na PB


    Zé Neto e Cristiano, Márcia Fellipe, Dorgival Dantas também se apresentam. Vinícius Mendes foi anunciado como atração na programação do Lovina Beach Club 2019, em Cabedelo, para este domingo (20) Kamylla Lima/G1 O cantor sertanejo Vinícius...


    Zé Neto e Cristiano, Márcia Fellipe, Dorgival Dantas também se apresentam. Vinícius Mendes foi anunciado como atração na programação do Lovina Beach Club 2019, em Cabedelo, para este domingo (20) Kamylla Lima/G1 O cantor sertanejo Vinícius Mendes vai ser mais um fazer show domingo (20) no Lovina Beach Club, em Cabedelo, Região Metropolitana de João Pessoa. Ele entra na programação que já conta com Zé Neto e Cristiano, Márcia Fellipe, Dorgival Dantas e o DJ Ralk. As apresentações começam às 17h. Veja programação do Lovina 2019. Vinícius é natural de Areia, no Brejo paraibano, e começou a cantar profissionalmente quando tinha apenas 14 anos, em uma banda baile da cidade. Aos 19, mudou-se para João Pessoa, onde assumiu o vocal de outra orquestra. Paralelamente, o cantor fazia apresentações de voz e violão. O artista dedicou-se por quatro anos a dupla Vinícius & Sobral com a qual se tornou fez shows em toda a Paraíba, passando também por outros estados nordestinos, como Rio Grande do Norte e Pernambuco. Desde 2015 está em carreira solo e um dos principais sucessos é a música ‘Que Saudade Dá’. O ingresso meia-entrada está sendo vendido a R$ 150, para o Amigo Lovina, que precisa levar 1kg de alimento não perecível e comprovar que segue o evento no Instagram para garantir o desconto, custa R$ 160 e R$ 300 a inteira. As entradas para o evento estão disponíveis no aplicativo Lovina Tropical, na loja oficial do evento no Mag Shopping, na Colcci, no Manaíra Shopping, e na Korpus Academia, em Campina Grande. As entradas também podem ser adquiridas através do site oficial do evento. Qualquer informação pode ser obtida através do telefone (83) 99919-4989.
    Veja a agenda cultural da Paraíba para este fim de semana, 19 e 20 de janeiro

    Veja a agenda cultural da Paraíba para este fim de semana, 19 e 20 de janeiro


    Dicas do "Qual é a Boa?" tem shows e eventos em João Pessoa, Cabedelo e Campina Grande. A agenda cultural do "Qual é a Boa?" para este sábado (19) e domingo (20) tem shows e eventos em João Pessoa, Campina Grande e Cabedelo, confira. Levada Mix e...


    Dicas do "Qual é a Boa?" tem shows e eventos em João Pessoa, Cabedelo e Campina Grande. A agenda cultural do "Qual é a Boa?" para este sábado (19) e domingo (20) tem shows e eventos em João Pessoa, Campina Grande e Cabedelo, confira. Levada Mix e Carlinhos Caiçara Local: Banana Beer, em Campina Grande Horário: 22h (sábado) Entradas: R$ 20 Banda A Deusa, Sillas Pontes e DJs Local: Vogue Campina, em Campina Grande Horário: 22h (sábado) Entradas: R$ 10 a R$ 20 Fest Verão Local: Arena Fest, em Cabedelo Horário: 17h (sábado) Entradas: a partir de R$ 50 Fábio Bokarelly e convidados Local: Associação Cultural Nossa Casa, em Campina Grande Horário: 15h (domingo) Entradas: R$ 13 Gil Bala Divulgação Gil Bala, Garagem de Bamba e Fafá dos Paredões Local: Saloon Bar, em Campina Grande Horário: 20h (domingo) Entradas: R$ 20 Emerson Uray Local: Usina Cultural Energisa, em João Pessoa Horário: 21h (sábado) Entradas: R$ 20 Glue Trip Dani L./Divulgação Glue Trip, Pompeii Pink Floyd Local: General Store, em João Pessoa Horário: 16h20 (sábado) Entradas: entre R$ 15 e R$ 25 Verão Lovina Local: Lovina Beach Club, em Cabedelo Horário: 17h (domingo) Entradas: entre R$ 130 e R$ 260
    Litoral da Paraíba tem 11 praias impróprias para banho; maré alcança 0,2 m

    Litoral da Paraíba tem 11 praias impróprias para banho; maré alcança 0,2 m


    Banhistas devem evitar trechos em João Pessoa, Cabedelo e Pitimbu, diz Sudema. Praia de Cabo Branco, em João Pessoa, tem trechos considerados impróprias, segundo a Sudema Clara Rezende/G1 O Litoral da Paraíba tem 11 praias impróprias para banho,...


    Banhistas devem evitar trechos em João Pessoa, Cabedelo e Pitimbu, diz Sudema. Praia de Cabo Branco, em João Pessoa, tem trechos considerados impróprias, segundo a Sudema Clara Rezende/G1 O Litoral da Paraíba tem 11 praias impróprias para banho, distribuídas entre João Pessoa, Cabedelo e Pitimbu, de acordo com o relatório divulgado pela Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema), nesta sexta-feira (18). Nos outros 45 pontos, a qualidade das águas foi classificada como excelente, muito boa ou satisfatória. Veja a previsão do tempo na PB e clima para o fim de semana Neste fim de semana, segundo a Marinha do Brasil, a maré amanhece baixa, com 0,4 m às 8h47 deste sábado (19) e 0,2 m às 9h36 do domingo (20). Já no período da tarde, as águas alcançam 2,4 m às 15h02 deste sábado e 2,6 m às 15h53. Praias impróprias para banho na Paraíba João Pessoa Praia de Manaíra, em frente à quadra de Manaíra, à pousada Verde Mar, ao Flat Manaíra Palace, à Unigastro, ao Enseada Residence, à residência nº 1461, todos na avenida João Maurício, e 100 m à direita e à esquerda da galeria pluvial ao final da avenida Senador Rui Carneiro; Praia do Cabo Branco, próximo ao final da avenida Monsenhor Odilon Coutinho e da avenida Buarque; da rua Gregório Pessoa de Oliveira e da rua Áurea, próximo à rotatória ao final da avenida Cabo Branco e 100 metros à direita e 100 metros à esquerda das desembocaduras das galerias pluviais; Praia do Seixas, 100 metros à direita e à esquerda da desembocadura da galeria de água pluvial do farol do Cabo Branco e da desembocadura da galeria pluvial ao final da rua dos Pescadores Praia da Penha, no trecho localizado 100 metros à direita e 100 metros à esquerda da desembocadura do rio do Cabelo; Praia de Jacarapé, no trecho 100 metros à direita e 100 metros à esquerda da desembocadura do Rio Jacarapé; Praia do Arraial, 100 metros à direita e 100 metros à esquerda da desembocadura do Rio Cuiá; Cabedelo Praia de Ponta de Mato, em frente ao Monumento/Capelinha no fim da rua Nossa Senhora dos Navegantes Praia de Areia Dourada, logo após o estabelecimento MArina do Alemão Praia do Poço, ao fim da rua Santa Cavalcante, próximo a desembocadura de galeria pluvial Pitimbu Praia do Maceió, 100 metros à direita e 100 metros à esquerda da desembocadura do Riacho Engenho Velho; Praia de Pitimbu, nas proximidades do final da rua da Paz. Initial plugin text
    Escola de João Pessoa aposta na cultura do compartilhamento na relação aluno-aluno

    Escola de João Pessoa aposta na cultura do compartilhamento na relação aluno-aluno


    Realizado pelo Colégio GEO, projeto Monitoria garante a horizontalização do conhecimento. Projeto Monitoria foi desenvolvido em 2018 com alunos do colégio GEO Sul Daniel Victor/Colégio GEO Um dos desafios da educação para o século XXI é...


    Realizado pelo Colégio GEO, projeto Monitoria garante a horizontalização do conhecimento. Projeto Monitoria foi desenvolvido em 2018 com alunos do colégio GEO Sul Daniel Victor/Colégio GEO Um dos desafios da educação para o século XXI é romper com a transmissão tradicional do conhecimento em que o aluno apenas recebe informações passivamente de um professor “detentor do saber”. A nova educação convoca o aluno para o centro do processo educacional. O projeto Monitoria foi desenvolvido em 2018 com alunos da 1ª série do Ensino Médio do colégio GEO Sul, localizado no bairro do Bancários, em João Pessoa (PB). Este ano, o projeto será estendido a todas turmas do Ensino Fundamental II, nas duas unidades do colégio GEO. “A novidade da Monitoria é o protagonismo na construção do conhecimento, pois ele nasceu com a ideia de termos uma melhora significativa no convívio social entre os alunos. Isso porque percebemos que existia o aluno que estudava e o aluno que não estudava. Então, para que esse aluno que não estudava pudesse atingir um nível acadêmico satisfatório, surgiu a figura do monitor”, destacou Cláudio Campos, orientador pedagógico do Ensino Médio do GEO Sul. Estudando com outros alunos, monitorados pelo orientador e/ou pelo professor, acreditamos que a construção do conhecimento se dá de maneira mais eficaz. O segundo ponto é fazer com que o método que alguns alunos têm em construir informação em conhecimento seja acessível ao aluno que não tem essa habilidade de construção. As metodologias inovadoras do século XXI apostam na relação de pares, não mais tendo o professor como único detentor do conhecimento, mas como uma espécie de orientador e o aluno como protagonista. A proposta do projeto Monitoria no colégio GEO é desencadear motivações através da relação aluno-aluno-professor. Uma relação em rede que, segundo Cláudio, resultou em ótimos benefícios para os alunos da 1ª série do Médio. A direção da escola garante que o acompanhamento pedagógico continuará sendo fundamental nessa relação. Para o colégio GEO, o professor é o farol de direcionamento de toda e qualquer ação dentro e fora da sala de aula. E ainda é importante salientar, segundo o supervisor pedagógico do GEO Sul, Antônio Trevisol, que o Projeto Monitoria vai impactar diretamente na metodologia de ensino. “O aluno hoje não estuda da mesma maneira que estudávamos anos atrás. A digitalização do mundo proporcionou acesso a vários outros recursos. Sendo assim, existem dois pontos a destacar: estudando com outros alunos, monitorados pelo orientador e/ou pelo professor, acreditamos que a construção do conhecimento se dá de maneira mais eficaz. O segundo ponto é fazer com que o método que alguns alunos têm em construir informação em conhecimento seja acessível ao aluno que não tem essa habilidade de construção. Pense comigo: o professor auxilia o aluno nessa construção na escola, mas o tempo em que o aluno está em casa, com quem ele troca informações?”, perguntou o professor Trevisol. Acompanhamento individual do professor ao aluno Daniel Victor/Colégio GEO O projeto Monitoria não é aluno ensinando a outro aluno, pelo contrário, a ideia é o aluno compartilhando suas habilidades com outros alunos, em formação de grupos, com supervisão do professor e de seu orientador pedagógico, que é aquele que acompanha de perto a vida acadêmica de cada aluno. Quer o seu filho preparado para os desafios de um mundo global? Então venha conhecer o colégio GEO! A instituição estimula a curiosidade e potencializa o conhecimento de forma colaborativa, para que seu filho desenvolva habilidades cognitivas, sociais e afetivas. Agende uma visita em uma de nossas unidades!
    Estudantes do colégio GEO são medalhistas em olimpíadas de Matemática, Física e Robótica

    Estudantes do colégio GEO são medalhistas em olimpíadas de Matemática, Física e Robótica


    Um exemplo é o adolescente Augusto que, além de medalhas, foi expositor na Mostra Nacional de Robótica, com indicação de bolsa do governo federal. Augusto se prepara para olimpíadas desde os 12 anos de idade Ramon Nascimento/Colégio GEO Augusto...


    Um exemplo é o adolescente Augusto que, além de medalhas, foi expositor na Mostra Nacional de Robótica, com indicação de bolsa do governo federal. Augusto se prepara para olimpíadas desde os 12 anos de idade Ramon Nascimento/Colégio GEO Augusto Nunes Zacarias está cursando a 3ª série do Ensino Médio e, desde os 12 anos de idade, ele se prepara para as Olimpíadas de Conhecimento. Só em 2018, Augusto ganhou a medalha de prata na Olimpíada Paraibana de Informática-Programação, conquistou a medalha de bronze na Olimpíada Brasileira de Matemática e na Olimpíada Campinense de Matemática, foi premiado na Olimpíada Paraibana de Física, recebeu menção honrosa na Olimpíada Pessoense de Matemática (Nível três) e ainda foi expositor na Mostra Nacional de Robótica, com o tema “Placar Portátil de Futebol”, sendo indicado para bolsista estudantil pelo CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico). A mãe de Augusto, Raquel Nunes, ressaltou que a decisão por tentar Olimpíadas foi exclusivamente do estudante. “Hoje, sinto-me realizada porque é algo que envolve toda a família. O apoio é fundamental para essas conquistas”, disse a mãe. Acompanhe entrevista com Augusto e Raquel Augusto é um dos mais de 100 alunos do colégio GEO que em 2018 participaram das etapas das Olimpíadas de Conhecimento, a nível municipal, estadual e nacional. Outro aluno que obteve destaque nas Olimpíadas foi Breno Rodrigues Coelho, que também está cursando a 3ª série do Ensino Médio no colégio GEO. Participando de várias modalidades de Robótica em torneio nacional, Breno conquistou ao todo 13 medalhas. “Essas conquistas servem como incentivo e uma confirmação de que estou no caminho certo. Representam todo o esforço que foi necessário para chegar lá”, disse Breno. Em 2018, Breno conquistou 13 medalhas em competições de Robótica Ramon Nascimento/Colégio GEO Cerca de 120 alunos do Ensino Fundamental I ao Médio, que estudam nas duas unidades do colégio GEO, receberam ao todo 226 premiações nas Olimpíadas de Conhecimento, dentre elas Astronomia, Física, Informática, Matemática e Robótica. De acordo com o professor José Hélio, coordenador de Olimpíadas do GEO, o foco nas competições será ainda maior neste ano. “O resultado foi excelente. Estamos trabalhando para que aumentemos nossas conquistas, uma vez que iremos participar mais efetivamente das Olimpíadas de História, Geografia, Educação Financeira, Ciências da Natureza e outras. Tenho certeza que nossos alunos estão se preparando bem”, enfatizou o professor. Aula de Robótica no Colégio GEO Daniel Victor/Colégio GEO O colégio GEO acredita na máxima que a escola precisa oferecer um processo de aprendizagem muito consistente para todos os alunos e, ao mesmo tempo, precisa favorecer o crescimento, a motivação e a autonomia para gerar possibilidades de busca da felicidade. O diretor das unidades GEO, Roberto Oliveira, destacou que a escola continuará incentivando a participação dos alunos nas olimpíadas. “Para o Grupo SEB, termos 226 premiações entre as nossas unidades GEO Sul e GEO Tambaú é motivo de muita alegria e de muito trabalho na preparação desses alunos ao longo do ano com aulas específicas para atender o que cada Olimpíada exige. Em 2019, intensificaremos nossas práticas pedagógicas para motivarmos ainda mais nossos alunos para outras tantas conquistas”, concluiu.
    Teto de igreja católica desaba com chuva e ventania no Sertão da PB

    Teto de igreja católica desaba com chuva e ventania no Sertão da PB


    Ocorrência foi na cidade de Coremas e Corpo de Bombeiros interditou a igreja. Teto de igreja católica em Coremas, no Sertão da PB, desaba com chuva e ventania Subtenente Francisco Gonçalves/Corpo de Bombeiros O teto de uma igreja católica na...


    Ocorrência foi na cidade de Coremas e Corpo de Bombeiros interditou a igreja. Teto de igreja católica em Coremas, no Sertão da PB, desaba com chuva e ventania Subtenente Francisco Gonçalves/Corpo de Bombeiros O teto de uma igreja católica na cidade de Coremas, no Sertão paraibano, desabou nesta sexta-feira (18). A informação foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros da cidade e Itaporanga. Apesar do desabamento, ninguém ficou ferido. Fortes chuvas com ventania são registradas em cidades da Paraíba De acordo com o Corpo de Bombeiros, a corporação foi chamada no fim da tarde, por volta das 17h30 (horário local). Moradores da cidade informaram que estava chovendo e que um vento forte teria derrubado o teto da igreja. Ao chegar no local, o Corpo de Bombeiros constatou que o vento havia arrancado parte da estrutura metálica que sustentava o teto e também fez desabar parte do forro do teto, que era de gesso. Por causa do desabamento parte da igreja foi interditada pelo Corpo de Bombeiros, até que os danos sejam reparados e haja segurança para os fiéis. “Fizemos a interdição pra evitar novos acidentes. O padre concordou e disse que por enquanto as missas vão ser celebradas em outras igrejas da cidade”, disse o subtenente Francisco Gonçalves, do Corpo de Bombeiros. Por causa do desabamento parte da igreja foi interditada pelo Corpo de Bombeiros, em Coremas, Sertão da PB Subtenente Francisco Gonçalves/Corpo de Bombeiros
    Dupla é presa com drogas no bairro Pedregal nesta sexta-feira (18), em Campina Grande

    Dupla é presa com drogas no bairro Pedregal nesta sexta-feira (18), em Campina Grande


    Suspeitos foram flagrando com drogas em frente a uma casa do bairro no fim da manhã. Dupla foi presa pela Polícia Militar na manhã desta sexta-feira (18), em Campina Grande Major Guimarães/Polícia Militar Dois homens de 20 e 24 anos foram presos...


    Suspeitos foram flagrando com drogas em frente a uma casa do bairro no fim da manhã. Dupla foi presa pela Polícia Militar na manhã desta sexta-feira (18), em Campina Grande Major Guimarães/Polícia Militar Dois homens de 20 e 24 anos foram presos em flagrante com drogas, no bairro Pedregal, em Campina Grande. As prisões ocorreram no fim da manhã depois que a Polícia Militar flagrou um deles entregando drogas para o outro em frente a uma casa. Segundo a Polícia Militar, o homem de 24 anos foi visto em atitude suspeita na rua Maria Aparecida Carneiro, no bairro Pedregal. Os militares perceberam o momento em que ele entrou em um beco e foram atrás dele. De acordo com a Polícia Militar, o rapaz de 20 anos apareceu em frente a casa e entregou um pacote depois de receber uma nota de R$20. Os policiais fizeram a abordagem e viram que no pacote havia duas pedras de crack. Dentro da casa, os policiais encontraram mais drogas em um guarda-roupas. A Polícia Militar informou que foram apreendidas mais de 100 porções de maconha e mais de 50 porções de crack, todas prontas para consumo, além de um pacote com uma quantidade maior de maconha e outra porção maior de crack. Os suspeitos e as drogas apreendidas foram levados para a Central de Polícia Civil, no bairro Catolé.
    Queda de raio pode ter provocado incêndio em loja no Sertão da PB, diz Corpo de Bombeiros

    Queda de raio pode ter provocado incêndio em loja no Sertão da PB, diz Corpo de Bombeiros


    Incêndio aconteceu em uma loja de eletrodomésticos em Itaporanga, nesta quinta-feira (17). Incêndio atingiu salas do setor administrativo da loja na cidade de Itaporanga, no Sertão da PB Sargento Marinho/Corpo de Bombeiros Um incêndio atingiu...


    Incêndio aconteceu em uma loja de eletrodomésticos em Itaporanga, nesta quinta-feira (17). Incêndio atingiu salas do setor administrativo da loja na cidade de Itaporanga, no Sertão da PB Sargento Marinho/Corpo de Bombeiros Um incêndio atingiu parte de uma loja de móveis e eletrodomésticos na cidade de Itaporanga, no Sertão paraibano, na noite da quinta-feira (17). As chamas destruíram móveis e documentos do setor administrativo da loja. O Corpo de Bombeiros suspeita que as chamas começaram após a queda de um raio. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o incêndio começou por volta das 20h (horário local). Quando a equipe chegou ao local havia muita fumaça saindo da loja. Os Bombeiros conseguiram entrar no estabelecimento depois que um funcionário chegou com as chaves. Fortes chuvas com ventania são registradas em cidades da Paraíba As chamas foram controladas ainda na noite da quinta-feira. O sargento Marinho, do Corpo de Bombeiros, informou que a corporação suspeita que o incêndio tenha começado após a queda de um raio no prédio. Entretanto, isso só poderia ser confirmado após uma perícia, mas o estabelecimento não solicitou nenhum procedimento ao Corpo de Bombeiros. Apesar do susto, ninguém ficou ferido. Mas, o Corpo de Bombeiros destacou que o incêndio poderia ter tomado proporções maiores, por causa do material que havia no estoque da loja como colchões e madeiras. As chamas destruíram móveis, documentos e parte da estrutura do teto.