G1 > Maranhão

    Polícia prende mulher suspeita de participar de furtos em bancos no MA

    Polícia prende mulher suspeita de participar de furtos em bancos no MA


    Segundo a polícia, Fabiana Evangelista Moraes dos Santos é suspeita de ter participado do furto qualificado a agência bancária de Coroatá ocorrido no ano de 2018. Fabiana Evangelista Moraes dos Santos foi encaminhada ao Complexo Penitenciário de...


    Segundo a polícia, Fabiana Evangelista Moraes dos Santos é suspeita de ter participado do furto qualificado a agência bancária de Coroatá ocorrido no ano de 2018. Fabiana Evangelista Moraes dos Santos foi encaminhada ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas Divulgação/Polícia A polícia prendeu na noite de sexta-feira (18) no município de Buriti, a 332 km de São Luís, Fabiana Evangelista Moraes dos Santos. Ela é suspeita de participar de furtos em agências bancárias no estado do Maranhão. Segundo a polícia, durante as investigações, coordenadas pelo Departamento de Combate à Roubos a Instituições Financeiras (DCRIF) foi identificado o envolvimento de Fabiana Evangelista no furto qualificado a agência bancária da cidade de Coroatá, a 260 km da capital, ocorrido no ano de 2018. Por este crime havia um mandado de prisão preventiva em seu desfavor. Fabiana Evangelista Moraes dos Santos foi encaminhada ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís, onde ficará à disposição da justiça. De acordo com a polícia, Fabiana ainda responde a processo criminal por tráfico ilícito de drogas na Comarca de Coroatá.
    PRF flagra veículo com quase 200% de excesso de velocidade na BR-010 no MA

    PRF flagra veículo com quase 200% de excesso de velocidade na BR-010 no MA


    Veículo de passeio transitava na sexta-feira (18), entre as cidades de Imperatriz e Açailândia, a 154 km/h cuja velocidade máxima permitida é de apenas 60 km/h. Polícia Rodoviária flagra veículo com quase 200% de excesso de velocidade na...


    Veículo de passeio transitava na sexta-feira (18), entre as cidades de Imperatriz e Açailândia, a 154 km/h cuja velocidade máxima permitida é de apenas 60 km/h. Polícia Rodoviária flagra veículo com quase 200% de excesso de velocidade na BR-010 Divulgação/Polícia Rodoviária Federal A Polícia Rodoviária Federal (PRF) flagrou na sexta-feira (18) mais 128 veículos transitando com velocidade incompatível na BR-010, entre as cidades de Imperatriz e Açailândia. De acordo com a PRF, o maior flagrante de excesso foi registrado por um veículo de passeio que transitava a 154 km/h em um trecho cuja velocidade máxima permitida é de apenas 60 km/h. No local da fiscalização há um entroncamento de duas rodovias, onde já foram registrados vários acidentes, motivo pelo qual a velocidade máxima permitida no trecho fora reduzida.
    Padrasto é preso por estupro contra enteada de 12 anos no Maranhão

    Padrasto é preso por estupro contra enteada de 12 anos no Maranhão


    Abdias de Jesus Abreu foi denunciado pela própria mãe da adolescente. Abdias de Jesus Abreu foi preso por estupro de vulnerável contra a sua enteada de 12 anos de idade Divulgação/Polícia Civil A Polícia Civil do Maranhão, por meio da...


    Abdias de Jesus Abreu foi denunciado pela própria mãe da adolescente. Abdias de Jesus Abreu foi preso por estupro de vulnerável contra a sua enteada de 12 anos de idade Divulgação/Polícia Civil A Polícia Civil do Maranhão, por meio da Delegacia Regional de Balsas, prendeu em flagrante nesta sexta-feira (18) Abdias de Jesus Abreu, de 40 anos, por estupro de vulnerável contra sua enteada, uma adolescente de 12 anos. O preso foi denunciado pela mãe da criança, que flagrou o companheiro tocando em sua filha durante o horário do almoço, no quintal da casa onde moram. Em depoimento, a mãe afirmou que, ao flagrar o abuso, o agressor estava de calça arriada e pênis ereto. A mulher disse ainda que Abdias ficou muito desconfiado, fingiu que estava urinando e foi para o trabalho. Após receber a denúncia, a Polícia Civil seguiu até a construção onde Abdias estava trabalhando como mestre de obras e o conduziu à delegacia, onde ele confessou o crime. Abdias foi autuado em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável. De acordo com o Delegado Fagno Vieira Silva dos Santos, as investigações mostram que o crime acontecia há quase um ano, desde que a menina tinha 11 anos. A adolescente disse que não contou sobre o crime por medo e vergonha.
    MPF pede à Justiça reforço de vigilância em terra dos índios Awa, no Maranhão

    MPF pede à Justiça reforço de vigilância em terra dos índios Awa, no Maranhão


    Índios denunciam ameaças de fazendeiros e posseiros em retornar a uma área que, após decisão judicial, foram obrigados a sair. MPF pede medidas urgentes para evitar invasão na área dos awa-guajá O Ministério Público Federal (MPF) no...


    Índios denunciam ameaças de fazendeiros e posseiros em retornar a uma área que, após decisão judicial, foram obrigados a sair. MPF pede medidas urgentes para evitar invasão na área dos awa-guajá O Ministério Público Federal (MPF) no Maranhão pediu à Justiça Federal o envio imediato da Polícia Federal (PF) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) para a terra indígena Awá-Guajá a fim de evitar possíveis invasões. O território indígena abrange áreas dos municípios de Carutapera, São João do Caru, Governador Newton Belo, Zé Doca e Centro Novo do Maranhão. Área indígena Awá fica próxima a divisa do Maranhão com o Pará Arte/G1 O pedido é fundamentado em representação oferecida pela Secretaria Estadual de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop) e notícias na mídia, no qual os índios denunciam ameaças de reocupação de suas terras por antigos moradores realocados da área, após decisão judicial de 2014 que determinou a desintrusão do território. Para o MPF, a apresentação do requerimento à Justiça Federal em caráter de urgência visa preservar o respeito à decisão judicial que assegura aos Awá-Guajá a idoneidade de seu território, a paz social e os meios de viver e de fazer indígena. O MPF também requer a permanência da força policial na localidade enquanto durar a ameaça de reocupação da área indígena. A população Awá-Guajá é definida pela Funai como “de recente contato”, prova disso é que a maioria só fala a língua nativa, o "Awá Guajá". Atualmente, cerca de 100 desses índios vivem nas terras do Maranhão, precisando de espaço porque são nômades e dependem da caça. Segundo o Instituto Socioambiental, a terra, que fica na floresta amazônica, tem 117 mil hectares. Índios Awá-Guajá vivem em uma região já demarcada, mas temem invasões de fazendeiros e posseiros Arquivo/TV Mirante Ao G1, um dos moradores que foram retirados das terras indígenas, Arnaldo Lacerda, informou que as antigas famílias que moravam nas terras não ameaçam voltar para lá. Ele diz que buscam apenas que a decisão judicial de 2014 seja cumprida por completo. Para isso, estão fazendo um documento para enviar ao Ministério da Agricultura para garantir ressentamentos que foram prometidos. "Os antigos moradores da terra não tem interesse em voltar, mas que a decisão judicial de 2014 seja cumprida. A decisão fala no reassentamento de todas as famílias pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), o que não aconteceu. Várias famílias foram tiradas de suas casas e jogadas 'na rua'. (...) As denúncias de que os antigos moradores estão com gado e cortando árvore lá é mentira porque não temos quase nada. O que ocorre é que, desde 2014, outras pessoas tem invadido a área e a Funai não consegue vigiar", declarou Arnaldo. Nesta sexta (18), a Frente de Proteção Awa informou que a Funai tem realizado ações a fim de garantir a segurança dos índios e impedir invasões. Disse que pediu uma reunião com juiz da Justiça Federal responsável pela sentença da desintrusão, em 2014; que está realizando um plano de proteção, vigilância e ocupação do território pelos índios; e que verifica a situação dos antigos moradores para propor medidas para que sejam atendidas as famílias que ainda não receberam seus lotes. O Incra no Maranhão justificou que ainda não reassentou todas as famílias porque parte delas não aceitou morar na cidade de Parnarama e que uma outra região não tinha vagas disponíveis. Veja a nota do Incra. "A Justiça Federal determinou ao Incra que disponibilizasse terras para o assentamento de 150 famílias que sofreram desintrusão das Terras Indígenas AWA GUAJÁ e possibilitando-lhes acesso às políticas públicas disponibilizadas pelo Programa Oficial de Reforma Agrária. Em atendimento à determinação judicial, o Incra-MA disponibilizou vagas que se encontravam ociosas no Projeto de Assentamento da Reforma Agrária denominado “São José/São Domingos”, localizado no município de Parnarama-MA, para o assentamento das 150 famílias que haviam sofrido a desintrusão. 40 dessas famílias aceitaram a área que lhes foi ofertada e foram assentadas no Projeto Federal de Assentamento São José/São Domingos. Das 90 famílias restantes, 50 foram assentadas no Projeto Federal de Assentamento 3 de Maio, localizado no município de Pedro do Rosário–MA, que só dispunha desse quantitativo de vagas para assentamento. Em recente reunião com as 60 famílias restantes, que não aceitaram os lotes que lhes foram disponibilizados no Projeto Federal de Assentamento São José/São Domingos, no município de Parnarama/MA, e não puderam ser assentadas no Projeto Federal de Assentamento 3 de Maio, localizado no município de Pedro do Rosário – MA, em razão da falta de vagas, estas nos informaram que somente aceitam ser assentadas em uma área da região onde se encontram, ou seja, no município de Pedro do Rosário ou em municípios da mesma Microrregião. Na oportunidade indicaram 4 imóveis rurais que seriam improdutivos e, portanto, passíveis de desapropriação por interesse social para fins de reforma agrária. Esta Direção Regional já determinou à Divisão de Obtenção de Terras que promova vistorias nas áreas indicadas para verificar se são realmente passíveis de desapropriação e se prestam ao assentamento de trabalhadores rurais familiares. Quanto às 90 famílias já assentadas nos Projetos Federais de Assentamento aqui já citados, estas estão reunindo a documentação necessária à concessão dos créditos disponibilizados pelo Programa Oficial de Reforma Agrária, crédito Instalação, nas modalidades Apoio inicial, Fomento e Fomento Mulher, que juntos totalizam R$ 16.600,00, bem como crédito Habitação Rural, no valor por família de R$ 34.000,00. O Incra – MA firmou convênio com a Prefeitura Municipal de Parnarama-MA, já devidamente legitimado e com os recursos empenhados, para melhoramento de caminho e acesso e perfuração de um poço artesiano, com rede de distribuição de água, destinados a beneficiar as 40 famílias assentadas no Projeto Federal de Assentamento São José/São Domingos" Funai relata à PF ameaças a terra indígena no Maranhão Funai registra invasão a terras indígenas no Maranhão
    Policial militar é suspeito de atirar contra cachorro em Imperatriz

    Policial militar é suspeito de atirar contra cachorro em Imperatriz


    Animal foi recolhido, levado ao centro de zoonoses, retirado por uma Ong e levado para uma clínica particular, onde passou por cirurgia. Segundo testemunhas, o cachorro estava perseguindo um PM em uma moto, que efetuou o disparo. Divulgação A...


    Animal foi recolhido, levado ao centro de zoonoses, retirado por uma Ong e levado para uma clínica particular, onde passou por cirurgia. Segundo testemunhas, o cachorro estava perseguindo um PM em uma moto, que efetuou o disparo. Divulgação A Polícia Civil está investigando o caso de um cachorro que foi alvejado no bairro da Caema, em Imperatriz, a 486 km de São Luís, na noite desta quinta (17). De acordo com testemunhas, um policial militar estava passando de moto pela região quando um cachorro passou a perseguí-lo. Logo depois, o PM atirou contra a cabeça do cão, que precisou ser resgatado. De acordo com o delegado regional de Imperatriz, Eduardo Galvão, o policial está sendo investigado como suspeito. Ele é lotado no 3º Batalhão da PM. "A princípio, a suspeita recai sobre o policial militar. As informações que temos é que o animal foi recolhido, levado ao centro de zoonoses, retirado por uma Ong e levado para uma clínica particular, onde passou por cirurgia. Retiraram o coágulo e ele passa bem", contou o delegado. Após o caso, a Polícia Civil abriu inquérito e comunicou o comando da Polícia Militar para que o PM se apresente formalmente sobre a acusação e seja ouvido. Após ser resgatado, cachorro passou por cirurgia e passa bem. Divulgação/Polícia Civil

    MP denuncia organização por desvio de R$ 27 milhões em prefeitura no MA


    Denúncia envolve 30 pessoas envolvidas em fraudes em licitações realizadas no período de 2013 a 2016 na Prefeitura de Itapecuru Mirim. O Ministério Público do Maranhão (MP-MA) ingressou com seis denúncias contra envolvidos em fraudes em...

    Denúncia envolve 30 pessoas envolvidas em fraudes em licitações realizadas no período de 2013 a 2016 na Prefeitura de Itapecuru Mirim. O Ministério Público do Maranhão (MP-MA) ingressou com seis denúncias contra envolvidos em fraudes em licitações realizadas no período de 2013 a 2016 na Prefeitura de Itapecuru Mirim, a 108 km de São Luís. Segundo o MP, a organização criminosa era chefiada pelo ex-prefeito Magno Amorim que teria desviado de R$ 27 milhões de recursos públicos. As denúncias são divididas entre os núcleos político, administrativo, jurídico e empresarial. Do núcleo político, foram denunciados o ex-prefeito Magno Rogério Siqueira Amorim, o ex-secretário municipal de Cultura, José Luís Maranhão Chaves Júnior, Flávia Cristina Carvalho Beserra Costa, ex-secretária municipal de Saúde, Wilma Lucina Correa Cabral Amorim, secretária de Assistência Social de Itapecuru-Mirim na época dos fatos, Wilson Aires, ex-secretário de Infraestrutura, Elisângela Maria Marinho Pereira, então secretária municipal de Educação e Miriam de Jesus Siqueira Amorim, ex-secretária municipal de Finanças. O ex-prefeito nomeou secretários e membros da Comissão Permanente de Licitação (CPL) indicados por Fabiano de Carvalho Bezerra, empresário também denunciado, além de ter assinado contratos e ter sido beneficiado pelos recursos desviados. Já os ex-secretários praticaram atos nos procedimentos licitatórios sem autorização legal, assinando contratos e peças dos processos fraudulentos e inserindo documentos nesses processos como se fossem verdadeiros. Todos os integrantes do núcleo políticos foram denunciados por crime de responsabilidade e pelo crime previsto no artigo 90 da Lei de Licitações, cuja pena prevista é de detenção, de dois a quatro anos, além de multa. Magno Amorim e José Luís Chaves Júnior também foram denunciados por corrupção passiva, cuja pena prevista é de reclusão de dois a 12 anos, mais multa. Os demais envolvidos respondem, ainda, por falsidade ideológica, com pena que pode chegar a cinco anos de reclusão e multa. No núcleo jurídico, a denúncia alcança o ex-procurador do Município de Itapecuru Mirim, Euclides Figueiredo Correa Cabral, e o assessor jurídico da CPL à época dos fatos, Paulo Humberto Freire Castelo Branco. Os dois foram denunciados por crime de responsabilidade, pelo crime previsto no artigo 90 da Lei de Licitações, pelo crime previsto no artigo 2° da lei n° 12.850/13 e por falsidade ideológica, além de os crimes terem sido praticados em concurso de pessoas e material. Já no núcleo administrativo, a denúncia teve como alvos o pregoeiro Francisco Diony Soares da Silva e os integrantes da Comissão Permanente de Licitação, Vanessa Nascimento Sardinha, Raimundo Nonato Cruz Soares, Karlliane dos Santos Vidinha e Vagner da Assunção Neres. De acordo com o órgão ministerial, Francisco Diony da Silva era o principal encarregado de montar, falsificar documentos, inserir dados em documentos e fraudar os processos licitatórios, tendo o consentimento dos demais integrantes da CPL, que assinavam as atas e demais despachos nos processos licitatórios fraudulentos. O então pregoeiro, ouvido pelo Ministério Público, chegou a confessar que recebeu dinheiro de empresas além de permitir a participação em licitações de empresas ligadas a familiares dos ex-secretários de Cultura e de Saúde de Itapecuru-Mirim. Francisco Diony Silva afirmou, ainda, que foi afastado das funções em razão das ações por improbidade administrativa ajuizadas pelo Ministério Público. Nesse caso, todos os envolvidos também foram denunciados por crime de responsabilidade, pelo crime previsto no artigo 90 da Lei de Licitações, pelo crime previsto no artigo 2° da lei n° 12.850/13 e por falsidade ideológica, além de dos crimes terem sido praticados em concurso material. Quanto ao concurso de pessoas, somente Vagner da Assunção não foi denunciado neste grupo. Francisco Diony Soares da Silva também foi denunciado por falsificação de documento público, falsificação de documento particular e corrupção passiva. O núcleo empresarial da organização criminosa foi alvo de duas denúncias. Na primeira figuram José Allan Ferreira Barros (responsável pela empresa Caripi e Serviços Ltda.), Jorlan Ferreira Barros (responsável legal pela empresa Sabá Serviços Ltda.), Darllan Ferreira Barros (responsável legal pela Sabá Serviços Ltda. e, com identidade falsa, responsável pela empresa Slz Construções e Serviços Ltda.), Ibrain Hayckel Ferreira Barros (com identidade falsificada, sócio da Slz Construções e Serviços Ltda.), José Rivelino Siqueira (contador das três empresas) e José Sousa Barros Filho, engenheiro da Prefeitura de Itapecuru Mirim à época dos fatos. Na segunda denúncia figuram Daniel Ovídio Amaral (sócio da empresa DM Comércio Varejista de Produtos Alimentícios Ltda.), Fabiano de Carvalho Bezerra (sócio das empresas FCB Produções e Eventos Ltda. e Escutec Pesquisas de Mercado e de Opinião Pública), Antônio José Fernando Júnior Batista Vieira (sócio da A.J.F. Junior Batista Vieira – ME, Escutec e FCB Produções), José Luiz Maranhão Chaves (sócio da empresa JL Maranhão Cia Ltda.) e Magyla Costa Chaves (sócia-administradora da JL Maranhão Cia Ltda.). A terceira denúncia é contra Francisco Ferbini Dourado Gomes (sócio da FZ Construções e Serviços Eireli), Leandro Gomes Batista (sócio responsável pela empresa Boa Esperança Empreendimentos e Serviços Eireli – ME), Joaquim Viana de Arruda Neto (sócio responsável pela empresa JL Contabilidade e Serviços Ltda.), Jorge Henrique de Figueiredo Fernandes (sócio responsável pela JH de F Fernandes – ME) e Marco Antônio Magalhães Lopes (sócio da Engenew Empreendimentos e Construções Ltda.). Entre os crimes denunciados também estão crime de responsabilidade, fraude a licitação, organização criminosa, falsidade ideológica, corrupção ativa, falsidade ideológica, falsificação de documentos públicos e particulares, entre outros. O G1 entrou em contato com a Prefeitura de Itapecuru Mirim e aguarda um posicionamento do órgão sobre o assunto.
    Procurado pela Polícia no Piauí e Maranhão é preso em operação no litoral do Piauí

    Procurado pela Polícia no Piauí e Maranhão é preso em operação no litoral do Piauí


    Dezessete pessoas foram presas durante operação no Litoral do Piauí. Prisões aconteceram de Parnaíba e dentro da penitenciária da cidade, e duas no estado de São Paulo. Operação cumpre 16 mandados de prisão em Parnaíba Dezessete pessoas...


    Dezessete pessoas foram presas durante operação no Litoral do Piauí. Prisões aconteceram de Parnaíba e dentro da penitenciária da cidade, e duas no estado de São Paulo. Operação cumpre 16 mandados de prisão em Parnaíba Dezessete pessoas foram presas na manhã desta sexta-feira (18) durante uma operação para cumprimento de mandados de investigados por crimes cometidos no Litoral do Piauí. Um dos alvos era procurado pela Polícia de Araioses, no Maranhão. Duas pessoas foram presas no Estado de São Paulo, e um mandado foi cumprido na Penitenciária Mista de Parnaíba. De acordo com o delegado Willame Moraes, coordenador da Delegacia de Capturas (Dicap), a operação visou cumprir 16 mandados de prisão preventiva expedidos pela Justiça do Piauí e um mandado expedido pela Justiça do Maranhão. Os alvos são pessoas já investigadas e com inquérito concluído. Procurado no Maranhão e Piauí Um dos alvos da operação, o homem identificado como Antonio Jaime Araújo Cardoso, conhecido como "Nêgo Jaime", foi preso pela Polícia do Estado do Maranhão. De acordo com o delgaedo Rafael Reis, da delegacia de Araioses, a 91 km de Parnaíba, o homem responde por crimes de associação criminosa, receptação, furtos, roubos e homicídios. 17 pessoas foram presas durante operação em Parnaíba, no litoral do Piauí Kairo Amaral/TV Clube “Em Araioses ele já responde a três inquéritos. Aqui é Parnaíba foram dois homicídios. Ele era bastante procurado”, disse o delegado Raphael Reis. O delegado contou que o preso é suspeito de cometer crimes entre os estados do Maranhão e Piauí. “O Modus Operandi dele é investir contra vítimas no Piauí, furtando motos e trazendo drogas daqui e atravessando para o Maranhão, a fim de entregar esses veículos para receptadores no Maranhão”, explicou o delegado.
    Polícia prende pai suspeito de tentar matar filha de 6 anos no Maranhão

    Polícia prende pai suspeito de tentar matar filha de 6 anos no Maranhão


    José Ivaldo Cardoso Machado foi preso na quinta-feira (17) em Santa Rita; Caso ocorreu no dia 28 de outubro de 2018, no Povoado Juçara, em Itapecuru Mirim. José Ivaldo Cardoso Machado é suspeito de ter tentado matar a sua...


    José Ivaldo Cardoso Machado foi preso na quinta-feira (17) em Santa Rita; Caso ocorreu no dia 28 de outubro de 2018, no Povoado Juçara, em Itapecuru Mirim. José Ivaldo Cardoso Machado é suspeito de ter tentado matar a sua filha Divulgação/Polícia A polícia prendeu na quinta-feira (17) no município de Santa Rita, a 81 km de São Luís, José Ivaldo Cardoso Machado, após ele ser suspeito de ter tentado matar a sua filha de apenas seis anos de idade. De acordo com os policiais, José Ivaldo Cardoso Machado foi encontrado em uma fazenda, localizada no Povoado Mata dos Pires, em Santa Rita. Ele estava foragido desde a tentativa do crime. Segundo a polícia, o caso ocorreu no dia 28 de outubro de 2018, no Povoado Juçara, situado em Itapecuru Mirim, a 108 km da capital, e na ocasião José Ivaldo, que também é conhecido como Maciel, teria desferido vários golpes de foice contra a sua filha.
    Polícia realiza operação e fecha casa de jogos de azar em Imperatriz

    Polícia realiza operação e fecha casa de jogos de azar em Imperatriz


    Casa de jogos funcionava no bairro Nova Imperatriz e os policiais só conseguiram identificar o local após denúncias anônimas. Polícia fecha casa de jogos de azar em Imperatriz Divulgação/Polícia A polícia realizou uma operação e fechou na...


    Casa de jogos funcionava no bairro Nova Imperatriz e os policiais só conseguiram identificar o local após denúncias anônimas. Polícia fecha casa de jogos de azar em Imperatriz Divulgação/Polícia A polícia realizou uma operação e fechou na quinta-feira (17) em Imperatriz, a 626 km de São Luís, uma casa de jogos de azar. Segundo a polícia, a casa de jogos funcionava no bairro Nova Imperatriz e os policiais só conseguiram identificar o local após denúncias anônimas. Na ocasião, o responsável pela residência identificado como Antônio Flávio Gomes, de 41 anos, também foi preso. A polícia ainda apreendeu no local R$ 2.528,00 reais, 16 monitores, 15 máquinas caça níquel, uma máquina de passar cartão magnético, documentos pessoais, recibos, blocos e anotações de vendas de jogos, uma CPU, um DVR de circuito interno de TV, três teclados de computador e um aparelho celular. Antônio Flávio Gomes foi autuado e conduzido ao plantão central de Polícia Civil em Imperatriz juntamente com o material apreendido para os procedimentos cabíveis.
    Adolescente é apreendido e confessa participação na morte de terceirizados da CEMAR

    Adolescente é apreendido e confessa participação na morte de terceirizados da CEMAR


    Informações são da Polícia Civil, que ouviu o depoimento do adolescente nesta quinta-feira (17). Adolescente confessa participação na execução de eletricistas da Cemar em São Luís A Polícia Militar apreendeu nesta quinta-feira (17) um...


    Informações são da Polícia Civil, que ouviu o depoimento do adolescente nesta quinta-feira (17). Adolescente confessa participação na execução de eletricistas da Cemar em São Luís A Polícia Militar apreendeu nesta quinta-feira (17) um adolescente como suspeito de participação no assassinato de dois terceirizados na Companhia Energética do Maranhão (Cemar), na última terça (15). João Vitor Melo e Francivaldo Carvalho Silva foram mortos após realizarem cortes de energia na região do Sítio Natureza, em Paço do Lumiar, região metropolitana de São Luís. Segundo a polícia, o adolescente passou a tarde prestando depoimento e teria confessado participação no crime. Porém, a polícia ainda trabalha com a possibilidade de participação de outras pessoas nas execuções. Adolescente prestou depoimento e confessou participação no assassinato de terceirizados da CEMAR em Paço do Lumiar Reprodução/TV Mirante O crime De acordo com a polícia, as vítimas teriam ido até o Sítio Natureza realizar a interrupção de energia elétrica em uma das residências e, após a realização do serviço, foram surpreendidos por disparos de arma de fogo quando já estavam no veículo da empresa. Prestadores de serviços da Cemar foram executados no Sítio Natureza, em Paço do Lumiar Reprodução/TV Mirante João Victor e Francivaldo Carvalho não resistiram a gravidade dos ferimentos e morreram no local. Por meio de nota, a Cemar e o Consórcio Norte, empresa prestadora de serviços, informaram que acompanharão os trabalhos de investigação pelas autoridades policiais que deverão identificar as causas que levaram ao homicídio. As empresas lamentaram o ocorrido e se solidarizaram com os familiares. Corpos de prestadores de serviço da Cemar executados são sepultados no Maranhão
    Polícia conclui inquérito e aponta vice como mandante do assassinato do prefeito de Davinópolis, no Maranhão

    Polícia conclui inquérito e aponta vice como mandante do assassinato do prefeito de Davinópolis, no Maranhão


    José Rubem teria planejado a morte de Ivanildo Paiva por promessas não cumpridas, como o pagamento de R$ 300 mil após a reeleição da chapa. Ivanildo Paiva (PRB), prefeito de Davinopólis é encontrado morto no Maranhão Divulgação/Prefeitura...


    José Rubem teria planejado a morte de Ivanildo Paiva por promessas não cumpridas, como o pagamento de R$ 300 mil após a reeleição da chapa. Ivanildo Paiva (PRB), prefeito de Davinopólis é encontrado morto no Maranhão Divulgação/Prefeitura Municipal de Davinopólis A Polícia Civil anunciou nesta quinta-feira (17) que concluiu o inquérito sobre o assassinato do prefeito de Davinópolis, Ivanildo Paiva. O corpo foi encontrado na manhã do dia 11 de novembro de 2018, a cerca de 2 km da sede da sua fazenda, na zona rural do município. A Superintendência Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) entregou o inquérito no fórum da cidade de Imperatriz. No total, a polícia realizou oito prisões, incluindo o vice-prefeito, José Rubem Firmino, apontado como mandante do crime. José Rubem Firmo chegou a assumir a prefeitura de Davinópolis, mas depois foi preso por suspeita de participação no assassinato do prefeito. Reprodução/TV Mirante Segundo delegado Praxísteles Martins, da Delegacia de Homicídios de Imperatriz, a motivação da morte de Ivanildo Paiva foram promessas não cumpridas a José Rubem, como o pagamento de R$ 300 mil após a reeleição da chapa, além de Ivanildo não ter entregue ao vice o controle político da Secretaria de Educação do município. Esses acordos teriam sido feitos a época da campanha quando ambos buscavam a reeleição. Após a prisão do vice-prefeito, o presidente da Câmara de Vereadores de Davinópolis, Raimundo Nonato Martins (PRB), assumiu a prefeitura da cidade. Raimundo Nonato Martins (PRB) assume prefeitura de Davinópolis Reprodução / TV Mirante Outras prisões Além do vice-prefeito, no dia 11 de dezembro a polícia prendeu Francisco de Assis Bezerra Soares, conhecido como "Tita", que é policial militar no Pará e foi preso em Dom Elizeu. Também foram presos: José Denilton Guimarães, conhecido como "Boca Rica", que é mecânico Willame Nascimento da Silva, policial militar do Maranhão lotado em Grajaú Jean Dearlen dos Santos, o "Jean Listrado", que é pistoleiro, segundo as investigações Douglas da Silva Barbosa, de 22 anos, também foi preso por suspeita de participação no crime. No dia 22 de dezembro, Carlos Ramiro se apresentou na delegacia com um advogado e ficou preso por força de um mandado de prisão relacionado ao caso. No dia 27 de dezembro, o empresário Antônio José Messias foi preso em sua própria residência. Empresário Antônio José Messias é apontado pela polícia como suspeito da morte do prefeito de Davinópolis Reprodução/TV Mirante Morte de Ivanildo Paiva O prefeito de Davinopólis, Ivanildo Paiva (PRB), de 57 anos, foi encontrado morto na manhã do dia 11 de novembro de 2018, em uma região de matagal. O corpo foi encontrado cerca de 2 km da sede da sua fazenda, na zona rural do município e o carro do prefeito foi encontrado abandonado na BR-010, ao lado da mata do 50 BIS, em Imperatriz. Corpo do prefeito Ivanildo Paiva foi encontrado próximo a sua fazenda em Davinópolis Reprodução/TV Mirante O corpo de Ivanildo Paiva foi sepultado na manhã do dia 13 de novembro, no Cemitério Campo da Saudade, em Imperatriz, a 626 km de São Luís. Corpo do prefeito Ivanildo Paiva (PRB) é enterrado no Cemitério Campo da Saudade em Imperatriz (MA) Rozany Dourado/TV Mirante Initial plugin text
    Tarifa de ônibus em Imperatriz terá aumento a partir deste sábado (19)

    Tarifa de ônibus em Imperatriz terá aumento a partir deste sábado (19)


    Passagens de 14 linhas de ônibus passam de R$ 3,50 para R$ 3,90. Linha que atende o povoado Vila Conceição, sofrerá reajuste de R$ 7,00 para R$ 7,75. Preços das passagens de ônibus sofrerão aumento a partir deste sábado (19) Patrícia...


    Passagens de 14 linhas de ônibus passam de R$ 3,50 para R$ 3,90. Linha que atende o povoado Vila Conceição, sofrerá reajuste de R$ 7,00 para R$ 7,75. Preços das passagens de ônibus sofrerão aumento a partir deste sábado (19) Patrícia Araújo/Prefeitura de Imperatriz A Prefeitura de Imperatriz, por meio da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes, anunciou aumento nas tarifas de ônibus que circulam na zona urbana e rural do município. O decreto municipal foi publicado nessa quarta-feira (16) e entra em vigor a partir deste sábado (19). A tarifa das passagens das passa de R$ 3,50 para R$ 3,90 nas linhas que atendem os bairros Itamar Guará, Vila Fiquene, Vila Cafeteira, Vila Redenção, Santa Rita, Parque Alvorada, UFMA Bom Jesus, Centro Novo, Facimp via Bacuri, Sebastião Régis, Multirão-Vila Lobão, Ouro Verde, Cacauzinho e Bom Jesus-Vila Nova. Também terá aumento de R$ 7,00 para R$ 7,75, a linha que atende o povoado Vila Conceição, na zona rural de Imperatriz. De acordo com a Secretaria de Trânsito e Transportes, o aumento já estava sendo analisado desde dezembro de 2018, com a direção da empresa Rio Anil Transportes (Ratrans), que atende o Sistema de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de Imperatriz. O aumento acontece principalmente por conta do aumento em gastos com os ônibus e do óleo diesel. No decreto, segundo Leandro Braga, secretário de Trânsito e Transportes, a expectativa era que o ajuste fosse de R$ 5,16 em todas as linhas urbanas do município, mas ficou definido uma redução no valor, já que a proposta inicial foi considerada muito alta para os usuários. O secretário alega que caso o reajuste não fosse feito, o Sistema de Transporte não suportaria a grande demanda de passageiros.
    Funai relata à PF ameaças a terra indígena no Maranhão

    Funai relata à PF ameaças a terra indígena no Maranhão


    Posseiros que foram retirados do território dos índios Awa Guajá discutem voltar ao local, segundo funcionário da fundação. Índios da terra Awá-Guajá acusam fazendeiros de invadir áreas protegidas A Fundação Nacional do Índio (Funai)...


    Posseiros que foram retirados do território dos índios Awa Guajá discutem voltar ao local, segundo funcionário da fundação. Índios da terra Awá-Guajá acusam fazendeiros de invadir áreas protegidas A Fundação Nacional do Índio (Funai) disse nesta quinta-feira (17) que informou à Polícia Federal a ocorrência de ameaças à terra indígena Awá, no Maranhão. Fazendeiros que ocupavam as terras ilegalmente haviam sido retirados das terras dos índios em 2014 após uma decisão judicial. No entanto, desde 2015, fazem incursões para retirar madeira e criar gado, mas sem se estabelecer no local. Índios Awá-Guajá vivem em uma região já demarcada, mas temem invasões de fazendeiros e posseiros Arquivo/TV Mirante Recentemente, a Funai recebeu informações de que posseiros estariam discutindo voltar a ocupar as terras, segundo Bruno de Lima, coordenador da Frente de Proteção Étnico-Ambiental Awá. Ele avalia que a Medida Provisória de Jair Bolsonaro que tirou da Funai a demarcação de terras indígenas estimula esse movimento. "No contexto da medida provisória 870, que coloca para a Agricultura a demarcação de terras, [editada] na semana passada, tivemos informações de que um carro de som estaria convocando pessoas a uma reunião. Eles [fazendeiros] fizeram essa reunião neste domingo (13) no povoado Maguary, com informações de uma possível invasão [para voltar a viver] na área. Mas não houve nada até agora. O que nós tivemos informações é que eles vão fazer um documento e enviar ao ministério para fazer uma revisão da demarcação e retornar à área", afirmou. Área indígena Awá fica próxima a divisa do Maranhão com o Pará Arte/G1 O secretário de Direitos Humanos do Maranhão, Francisco Gonçalves, também atribui a movimentação dos fazendeiros às mudanças na Funai. "Essa ação dos fazendeiros, ela se deve a uma decisão do governo federal de rever as atribuições da Funai a que se deve a remarcação de territórios ou mesmo ao que se refere a licenças de uso dessas terras, licenças ambientais. E, com isso, eles acham que nesse nova ambiente político é possível rever a decisão que foi tomada em 2014", afirma. Em entrevista à Globo News, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse que o governo não tem a intenção de rever territórios já demarcados. "Nós não podemos achar que o Estado brasileiro, porque mudou o governo e mudou a orientação política, que nós vamos transgredir a lei. Eu acho que nós temos que continuar preservando o que os índios brasileiros tem: 13% do território nacional. Essas terras já estão confirmadas, são terras indígenas", declarou a ministra. O Conselho Indigenista Missionário (CIMI) disse considerar inadmissível os fazendeiros passarem por cima de uma decisão transitada em julgado. Na região vive a população Awá-Guajá, que é definida pela Funai como “de recente contato”, prova disso é que a maioria só fala a língua nativa, o "Awá Guajá". Atualmente, cerca de 100 desses índios vivem nas terras do Maranhão, precisando de espaço porque são nômades e dependem da caça. Segundo o Instituto Socioambiental, a terra, que fica na floresta amazônica, tem 117 mil hectares. Medidas para proteção das terras Em nota, a Funai afirma que as ameaças foram reportadas à Polícia Federal e que a corporação já enviou agentes à região. A Funai diz ainda que está em diálogo com os indígenas, com a Secretaria de Direitos Humanos do Maranhão e outras instituições para buscar estratégias para a proteção da terra indígena Awá. A Frente de Proteção Étnico-Ambiental Awá, ligada à Funai, informou que estão em reunião com o Estado para fechar parceria para policiamento permanente nas bases de vigilância para evitar invasões. A Polícia Federal informou que abriu inquérito para apurar as denúncias, mas não pode tecer maiores comentários sobre as investigações em curso. Já as lideranças indígenas de outras tribos estão se organizando para resistir às invasões. "A gente se organizou para lutar e para fazer a vigilância em conjunto, no qual se chama "guardões da floresta". Cabe a nós, nós indígenas, fazer nossa parte e também pedir apoio do estado, e de quem quer nos ajudar nesse momento"! (...) A gente 'veve' é da pesca, a gente 'veve' é da mata, a gente não quer destruir", contou Antonio Guajajara, cacique da aldeia Massaranduba.
    Polícia prende quadrilha que clonava aplicativo de celular de prefeitos no MA

    Polícia prende quadrilha que clonava aplicativo de celular de prefeitos no MA


    Pelo menos 20 prefeitos do estado foram vítimas do golpe, segundo a Federação dos Municípios. Polícia do Maranhão prende oito suspeitos de clonar aplicativos de mensagens de prefeitos A polícia prendeu na quarta-feira (16), em São Luís, uma...


    Pelo menos 20 prefeitos do estado foram vítimas do golpe, segundo a Federação dos Municípios. Polícia do Maranhão prende oito suspeitos de clonar aplicativos de mensagens de prefeitos A polícia prendeu na quarta-feira (16), em São Luís, uma quadrilha especializada em clonar aplicativos de mensagens de aparelho celular de prefeitos e empresários no Maranhão e também no Brasil. Pelo menos 20 prefeitos do estado foram vítimas do golpe, segundo a Federação dos Municípios. Oito pessoas foram presas e entre elas uma jornalista que já assessorou prefeitos e é suspeita de fornecer informações. A polícia inda procura o líder do bando. Os policiais investigam ainda se houve participação de funcionários de operadoras de telefonia. De acordo com o delegado de Combate ao Crime Organizado, Gil Gonçalves e Silva, os criminosos clonavam o número do aplicativo de mensagens dos prefeitos e pediam dinheiro a amigos e servidores públicos que estavam na lista de contatos. “Uma vez se passando por prefeitos dos municípios do Maranhão e simulando uma situação pelas quais essas vítimas necessitavam de dinheiro entravam em contato com pessoas que trabalhavam no município como secretários. Pessoas que movimentavam contas públicas e simulavam necessitar do dinheiro se passando pelo prefeito dos municípios e indicavam uma conta de terceiros para que fossem depositados quantias”, explicou o delegado. Polícia prende quadrilha que clonava aplicativo de celular de prefeitos no Maranhão Reprodução/TV Mirante Iriane Gonçalo, prefeita de Pastos Bons, a 550 km de São Luís, foi uma das vítimas. Para um dos contatos dela a quadrilha pediu que fosse feito um depósito de R$ 3 mil dizendo que o limite diário da prefeita já havia cedido e parte do depósito foi feito. Um outro contato também foi enganado de depositou R$ 1.300. No total, os contatos da prefeita depositaram R$ 6.000 ao bando. Ela disse que ficou impressionada com a ousadia dos criminosos. “Não tem como acreditar não acreditar porque eles colocam nossa foto. É muito verídico e impressionante. É uma sensação ruim demais e eu mesma não quero que ninguém passe por isso. A gente se sente totalmente desprotegida”. Domingos Dutra, prefeito de Paço do Lumiar, na Região Metropolitana da capital, também foi vítima. Ele disse que um servidor depositou R$ 3.000 para a quadrilha. Ele lamenta que o aparelho celular hoje seja usado de maneira criminosa. “O que é mais grave é que o celular que é uma tecnologia que foi criada para bem estar para o cidadão hoje é um instrumento que não tem segurança nenhuma”. Segundo a polícia, as vítimas não foram apenas prefeitos maranhenses. A quadrilha também clonou aplicativo de mensagens de três prefeitos do estado do Paraná. Eles também tentaram ter acesso as contas de algumas prefeituras. O superintendente da  Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), delegado Carlos Alessandro, revela que nas duas últimas semanas a polícia apurou que foram feitos R$ 200 mil em depósitos e acrescenta que nocas vítimas ainda vão surgir. “Certamente outras vítimas irão surgir, especialmente, a partir da divulgação desse trabalho que a equipe acabou de realizar”, finalizou.
    Agência bancária é alvo de arrombamento em São Luís

    Agência bancária é alvo de arrombamento em São Luís


    Ação criminosa aconteceu por volta das 4h desta quinta-feira (17) na agência do Banco do Brasil situada no bairro Alemanha. Agência bancária é alvo de arrombamento em São Luís Uma agência do Banco do Brasil foi alvo de um arrombamento na...


    Ação criminosa aconteceu por volta das 4h desta quinta-feira (17) na agência do Banco do Brasil situada no bairro Alemanha. Agência bancária é alvo de arrombamento em São Luís Uma agência do Banco do Brasil foi alvo de um arrombamento na madrugada desta quinta-feira (17) no bairro Alemanha, em São Luís. Segundo os vigilantes que fazem a segurança da instituição, a ação criminosa foi realizada por volta das 4h quando um grupo de bandidos, ainda não identificados, utilizando um maçarico retirou uma parte do dinheiro que estava em um dos caixas eletrônicos. Os criminosos ainda tentaram arrombar outros caixas eletrônicos, mas foram surpreendidos pelos vigilantes e acabaram fugindo. Até o momento ninguém foi preso e o banco ainda não divulgou o montante levado pelos criminosos. Criminosos utilizaram um maçarico para retirar o dinheiro que estava em um dos caixas eletrônicos Reprodução/TV Mirante
    Polícia Rodoviária apreende carga ilegal de madeira na BR-316 no MA

    Polícia Rodoviária apreende carga ilegal de madeira na BR-316 no MA


    Caminhão transportando 19 metros cúbicos de madeira de maneira ilegal foi apreendido na noite de quarta (16) no KM 264 da BR-316 em Santa Inês. Os 19 metros cúbicos de madeira apreendidos ficarão à disposição do Ibama Divulgação/Polícia...


    Caminhão transportando 19 metros cúbicos de madeira de maneira ilegal foi apreendido na noite de quarta (16) no KM 264 da BR-316 em Santa Inês. Os 19 metros cúbicos de madeira apreendidos ficarão à disposição do Ibama Divulgação/Polícia Rodoviária Federal A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreenderam na noite de quarta-feira (16) no posto da PRF, situado no KM 264 da BR-316, no município de Santa Inês, a 250 km de São Luís, um caminhão transportando 19 metros cúbicos de madeira de maneira ilegal. Segundo a PRF, durante a abordagem os agentes constaram que a madeira não possuía a devida documentação, e o motorista do caminhão não tinha também a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). De acordo com policiais rodoviários, o motorista do caminhão afirmou que ele tinha adquirido a madeira em um povoado do Município de Zé Doca, a 302 km da capital. A suspeita é de que a madeira tenha origem no território indígena Awa-Guaja. O motorista do caminhão além de ser autuado por estar conduzindo veículo sem a devida permissão legal foi encaminhado juntamente com o proprietário da carga, que também estava com ele, para a Delegacia de Polícia Civil de Santa Inês pelo crime ambiental cometido. Os 19 metros cúbicos de madeira foram apreendidos e ficarão à disposição do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

    Funai registra invasão a terras indígenas no Maranhão


    Fazendeiros têm entrado em área que pertence aos índios Awa Guajá para extrair madeira e criar gado, segundo representante da instituição. Fazendeiros e posseiros têm entrado na terra indígena dos índios Awa Guajá da região do São João do...

    Fazendeiros têm entrado em área que pertence aos índios Awa Guajá para extrair madeira e criar gado, segundo representante da instituição. Fazendeiros e posseiros têm entrado na terra indígena dos índios Awa Guajá da região do São João do Caru, a 245 km de São Luís, para derrubar árvores e colocar gado para pastar na região. As informações são da Frente de Proteção Étnico-Ambiental Awa, da Fundação Nacional do Índio (Funai). De acordo com o coordenador da Frente de Proteção, Bruno de Lima, fazendeiros que ocupavam as terras ilegalmente haviam sido retirados das terras dos índios em 2014 após uma decisão judicial. Mas, desde 2015, fazem incursões, sem se estabelecer no local. Essas invasões continuam a ocorrer, segundo Bruno. Nesta quarta-feira, a Polícia Rodoviária Federal apreendeu um caminhão com madeira extraída ilegamente na BR-163, num povoado do município de Zé Doca, a 302 km da capital. A suspeita é de que o material tenha sido retirado do território Awa-Guaja. Ameaça de retorno Ao determinar a saída dos fazendeiros em 2014, a Justiça estabeleceu que eles deveriam ser assentados pelo Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra) na região da cidade de Parnarama, no leste do Maranhão. No entanto, segundo a Frente de Proteção Awa, os fazendeiros estariam insatisfeitos porque os reassentamentos não foram cumpridos para uma parte das famílias, e têm intenção de voltar a viver nas terras. Lima avalia que a Medida Provisória de Jair Bolsonaro que tirou da Funai a demarcação de terras indígenas estimula esse movimento. "No contexto da MP 870, que coloca para a Agricultura a demarcação de terras, [editada] na semana passada, tivemos informações de que um carro de som estaria convocando pessoas a uma reunião. Eles [fazendeiros] fizeram essa reunião neste domingo (13) no povoado Maguary, com informações de uma possível invasão [para voltar a viver nas terras] na área. Mas não houve nada até agora. O que nós tivemos informações é que eles vão fazer um documento e enviar ao ministério para fazer uma revisão da demarcação e retornar à área", declarou Bruno de Lima. Os Awá Guajá são definidos pela Funai como “de recente contato”, prova disso é que a maioria só fala a língua nativa, o "Awa Guajá". O G1 entrou em contato com o Conselho Indigenista Missionário (CIMI), que disse considerar inadmissível os fazendeiros passarem por cima de uma decisão transitada em julgado.
    Corpos de prestadores de serviço da Cemar executados são sepultados no Maranhão

    Corpos de prestadores de serviço da Cemar executados são sepultados no Maranhão


    Os corpos de João Victor Melo e Francivaldo Carvalho da Silva, foram sepultados nesta quarta-feira (16) em São Luís e no município de Cachoeira Grande, no interior do estado. Corpo de um dos eletricistas da Cemar assassinados é enterrado em São...


    Os corpos de João Victor Melo e Francivaldo Carvalho da Silva, foram sepultados nesta quarta-feira (16) em São Luís e no município de Cachoeira Grande, no interior do estado. Corpo de um dos eletricistas da Cemar assassinados é enterrado em São Luís Os corpos dos dois prestadores de serviço da Companhia Energética do Maranhão (Cemar) que foram executados no Sítio Natureza, em Paço do Lumiar, foram enterrados nesta quarta-feira (16). As cerimônias aconteceram em São Luís e no município de Cachoeira Grande, localizado a 98 km de São Luís. João Victor Melo, de 26 anos, foi sepultado em um cemitério da Vila Maranhão, localizado na zona rural da capital. Centenas de pessoas acompanharam o velório da vítima, que foi marcado por muita emoção e um grande buzinaço durante o cortejo até o cemitério. Familiares, vizinhos e amigos da vítima protestavam pela solução do caso. O prestador de serviços da Cemar João Victor Melo, de 26 anos, foi velado nessa quarta-feira (16) em São Luís. Reprodução/TV Mirante Francivaldo Carvalho da Silva de 27 anos, que também foi executado, foi velado e enterrado no município de Cachoeira Grande, localizado a 98 km de São Luís. De acordo com a polícia, as vítimas teriam ido ao local para fazer a interrupção de energia elétrica em uma das residências do bairro, quando foram surpreendidos por disparos. Até o momento, ninguém foi preso. Por meio de nota ao G1, a Polícia Civil, as investigações para elucidar o crime estão sendo realizadas na Superintendência de Homicídio e Proteção à Pessoa (SHPP). Testemunhas já estão prestando depoimento e detalhes do caso não serão divulgados para não atrapalhar o inquérito. Também por meio de nota, a Cemar e o Consórcio Norte, empresa prestadora de serviços, informaram que acompanharão os trabalhos de investigação pelas autoridades policiais que deverão identificar as causas que levaram ao homicídio. As empresas lamentaram o ocorrido e se solidarizaram com os familiares. Leia a íntegra da nota da Cemar e Consórcio Norte: "A Cemar e o Consórcio Norte, empresa prestadora de serviços, informam que irão acompanhar os trabalhos de investigação pelas autoridades policiais do homicídio ocorrido na manhã desta terça-feira (15), no Sítio Natureza, em Paço do Lumiar, vitimando os colaboradores João Victor Melo e Francivaldo Carvalho da Silva. Cabe esclarecer que a Companhia e o Consórcio Norte irão acompanhar e colaborar com o trabalho de investigação da polícia, que deverá identificar as causas que levaram ao homicídio. Neste momento as empresas lamentam e se solidarizam com os familiares e estão empenhadas em prestar toda assistência necessária". Leia a íntegra da nota da Polícia Civil: "A Polícia Civil do Maranhão (PC-MA) informa que as investigações para elucidar os fatos seguem em curso por meio da Superintendência de Homicídio e Proteção à Pessoa (SHPP). As forças de segurança estão realizando diligências para localizar os envolvidos no crime. Testemunhas estão prestando depoimento, e detalhes sobre o caso não serão divulgados para não atrapalhar o andamento do inquérito."
    Polícia prende idoso flagrado em vídeo de pedofilia no Maranhão

    Polícia prende idoso flagrado em vídeo de pedofilia no Maranhão


    Idoso foi identificado como Raimundo Mendes Mouzinho, de 82 anos, que foi preso após ser flagrado em um vídeo abusando de uma criança de 10 anos. Raimundo Mendes Mouzinho, de 82 anos, foi preso após ser flagrado em um vídeo abusando de uma...


    Idoso foi identificado como Raimundo Mendes Mouzinho, de 82 anos, que foi preso após ser flagrado em um vídeo abusando de uma criança de 10 anos. Raimundo Mendes Mouzinho, de 82 anos, foi preso após ser flagrado em um vídeo abusando de uma criança de 10 anos Divulgação/Polícia Civil A Polícia Civil do Maranhão prendeu nesta quarta-feira (16) Raimundo Mendes Mouzinho, de 82 anos de idade, que aparece em um vídeo abusando de uma criança de 10 anos de idade na Vila Flamengo, em São José de Ribamar, região metropolitana de São Luís. DPCA tenta localizar idoso flagrado em vídeo abusando de criança em São José de Ribamar A prisão foi realizada por equipes da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) após um mandado de prisão preventiva, quando Raimundo se apresentou na delegacia. Após a prisão, o idoso foi encaminhado ao Centro de Triagem de Pedrinhas. O vídeo do abuso foi feito por uma pessoa que preferiu não se identificar. De acordo com a Polícia Civil, o crime aconteceu no último sábado (5) e parentes da vítima denunciaram o caso na DPCA. Idoso é flagrado em vídeo abusando de criança e polícia investiga o caso em São Luís Reprodução/TV Mirante
    Assaltante de banco foragido da Justiça do Piauí é preso em São Luís

    Assaltante de banco foragido da Justiça do Piauí é preso em São Luís


    De acordo com a polícia, Wellington Sousa Santos possui uma extensa ficha criminal nos estados do Maranhão e Piauí e é considerado de alta periculosidade. Wellington Sousa Santos, de 37 anos, possui uma extensa ficha criminal nos estados do...


    De acordo com a polícia, Wellington Sousa Santos possui uma extensa ficha criminal nos estados do Maranhão e Piauí e é considerado de alta periculosidade. Wellington Sousa Santos, de 37 anos, possui uma extensa ficha criminal nos estados do Maranhão e Piauí. Divulgação/Polícia Civil A Polícia Civil prendeu nessa terça-feira (15) em São Luís, Wellington Sousa Santos, de 37 anos, conhecido como ‘Bob Esponja’, que estava foragido da Justiça do Piauí e é acusado de participação em explosões de agências bancárias no interior do Maranhão. Ele foi encaminhado ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, na capital. De acordo com a Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC), Wellintgon Sousa cumpria uma pena de 23 anos, em regime fechado, pelo crime de latrocínio na cidade de Esperantina, no Piauí. Ao progredir o cumprimento da pena para o regime semiaberto, ele fugiu e não retornou ao sistema penitenciário. Em depoimento à polícia, ele relatou que teria passagem pela polícia piauiense pelos crimes de roubo e homicídio. No Maranhão, ele passou a fazer a parte de uma quadrilha especializada em roubos e explosões de agências bancárias nos municípios de Buriti e Magalhães de Almeida. Parte da quadrilha que ele integrava, já havia sido presa nos anos de 2017 e 2018. Segundo o delegado da SEIC, Carlos Alessandro, Wellington Sousa possui um mandato de prisão temporária por um homicídio cometido após uma briga de bar, em setembro de 2017, no município de Santa Quitéria. Além disso, ele é suspeito de cometer vários roubos a residências no mesmo município e outros dois homicídios na cidade de Brejo, que segundo o delegado, serão investigados pela Delegacia Regional de Chapadinha. Ainda de acordo com o delegado, ele estava escondido há dois meses no bairro Sol e Mar, em São Luís. Sua prisão foi facilitada por conta de um grave acidente de moto que ele sofreu e por isso, veio a capital para conseguir tratamento médico especializado. “Ele se envolveu em um acidente de moto, há cerca de dois meses e ficou bastante ferido. Tanto é que após o acidente, sabendo desses vários mandados, ele deu um nome falso na cidade de Mata Roma em um posto de saúde e como não conseguiu atendimento médico especializado. Ele teve que vir para a capital maranhense onde deu continuidade a esse tratamento, e assim foi possível localizar ele”, explicou o delegado Carlos Alessandro, da SEIC.
    Homem que salvou motorista que caiu da ponte recebe medalha e vira 'herói dos bombeiros' em São Luís

    Homem que salvou motorista que caiu da ponte recebe medalha e vira 'herói dos bombeiros' em São Luís


    José da Paixão Araújo recebeu a homenagem após pular na água e salvar a vida de uma motorista que caiu da ponte do Ipase na última sexta (11). Homem que salvou motorista que caiu da ponte recebe medalha do Corpo de Bombeiros Na manhã desta...


    José da Paixão Araújo recebeu a homenagem após pular na água e salvar a vida de uma motorista que caiu da ponte do Ipase na última sexta (11). Homem que salvou motorista que caiu da ponte recebe medalha do Corpo de Bombeiros Na manhã desta quarta-feira (16), o Corpo de Bombeiros fez uma homenagem ao homem que pulou na água e salvou uma motorista após o carro cair da ponte do Ipase, em São Luís, na última sexta (11). José da Paixão Araújo recebeu título de Amigo do Corpo de Bombeiros em solenidade nesta quarta (16) em São Luís Reprodução/TV Mirante Antes identificado como José Ribamar, nesta quarta (16) foi revelado que o nome do 'salvador' é José da Paixão Araújo, um autônomo tímido, casado e pai de dois filhos. Ele foi reconhecido como 'Herói dos Bombeiros' e recebeu a medalha 'Amigos do Corpo de Bombeiros'. José da Paixão Araújo é autônomo e pai de dois filhos, que estiveram presentes durante a homenagem do Corpo de Bombeiros Reprodução/TV Mirante Mesmo querendo evitar os holofotes desde o dia do acidente, José recebeu a homenagem ao lado de autoridades e ao som de sirene e instrumentos musicais. Ele também falou que deve a Deus tudo o que fez no dia do salvamento. "Muito emocionado. Fui apenas um instrumento usado de Deus naquele momento, só isso. Deus que agiu sobre mim, a resposta mais certa é essa. Eu estava de carro indo visitar meu filho que estava internado... Aí quando eu vi o carro caindo, desci do carro e deixei até meu celular no intuito de ajudar. Quando cheguei, apenas tirei o sapato e pulei. Cheguei até o carro e consegui resgatar ela [motorista] com vida, graças a Deus", contou José. Homem pula na água, abre porta do carro e resgata motorista em São Luís A motorista que José salvou, Sarah Catarine Maia Ferreira, de 41 anos , disse estar extremamente grata e relatou os momentos em que este submersa no rio. Ela continua internada em um hospital particular de São Luís, mas a previsão é de que tenha alta nesta quinta (17). "Quando caí, tentei sair de todas as formas, bati no carro, mas não consegui. Já tinha ingerido água, sem respirar e praticamente morta até o momento que ele [José] apareceu. Deus achou um coração disponível para ser um instrumento de socorro, que me arrancou sem pensar. Quero que ele seja muito abençoado, sete veze mais. Deus me tirou de uma cova horrível usando o seu José”, afirmou Sarah. Ao G1, o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Célio Roberto, também ressaltou a importância do ato rápido e heroico de José, que foi essencial para o salvamento da vida da motorista. "Foi essencial a decisão de entrar logo na água. Ele [José] nem pensou em nada, tanto que ele não leva nada. Só tira a camisa e cai logo na água. É o tipo de salvamento perfeito para um momento desses" "Parece que tudo foi cronometrado. Ele [José] esperou o exato momento para abrir a porta, para equilibrar a pressão interna e externa do veículo. Foi tudo certinho para ele não ter muito esforço para abrir a porta. Foi um conjunto de fatores que contribuíram para o socorro ser na hora certa. Uma pessoa submersa, com três minutos já começa a ter dano no cérebro", declarou Célio Roberto. Mulher é resgatada na água após carro cair da ponte em São Luís; VÍDEO
    Erosão destrói parte de calçada na Avenida dos Holandeses em São Luís

    Erosão destrói parte de calçada na Avenida dos Holandeses em São Luís


    Problema está inviabilizando a passagem de pedestres, que são obrigados a transitar pelo meio da via correndo o risco de sofrer acidentes. Problema inviabilizando a passagem de pedestres e eles são obrigados a transitar pelo meio da via Douglas...


    Problema está inviabilizando a passagem de pedestres, que são obrigados a transitar pelo meio da via correndo o risco de sofrer acidentes. Problema inviabilizando a passagem de pedestres e eles são obrigados a transitar pelo meio da via Douglas Pinto/TV Mirante Uma erosão destruiu parte da calçada situada na Avenida dos Holandeses, no bairro Jardim Renascença, em São Luís. O problema está inviabilizando a passagem de pedestres, que são obrigados a transitar pelo meio da via correndo o risco de sofrer acidentes. Dois tijolos que estão servindo como placas de sinalização foram colocados no local com intuito de evitar que veículos e motocicletas caiam no buraco que já se formou. Por meio de nota, enviada ao G1, a Secretaria de Obras e Serviços Públicos (Semosp) informa que vai enviar uma equipe técnica ao local para averiguar a situação, a fim de tomar as providências necessárias para solucionar os problemas que forem de sua responsabilidade. Tijolos foram colocados próximos da parte onde calçada está destruída e estão servindo como placas de sinalização Douglas Pinto/TV Mirante
    Defesa Civil isola área em risco no Residencial da Ribeira em São Luís

    Defesa Civil isola área em risco no Residencial da Ribeira em São Luís


    Durante a chuva ocorrida na segunda (14), cerca de seis casas foram interditadas e os moradores foram retirados do local. Área em risco é isolada no Residencial da Ribeira em São Luís A Defesa Civil isolou nesta quarta-feira (16) a área próxima...


    Durante a chuva ocorrida na segunda (14), cerca de seis casas foram interditadas e os moradores foram retirados do local. Área em risco é isolada no Residencial da Ribeira em São Luís A Defesa Civil isolou nesta quarta-feira (16) a área próxima de uma cratera que corre o risco de desmoronar no Residencial da Ribeira, situada na zona rural de São Luís. Durante a chuva ocorrida na segunda (14), cerca de seis casas foram interditadas e os moradores foram retirados do local. Os técnicos da Defesa Civil colocaram lonas para evitar que a água continuasse caindo em direção a cratera. Além disso, pneus foram instalados com o intuito de evitar acidentes e mostrar aos moradores que o espaço é de risco. Muita terra foi retirada da cratera e, inclusive, um poste de iluminação pública foi retirado e muita terra foi colocado na parte do asfalto. Técnicos da Defesa Civil colocaram lonas para evitar que a água continuasse caindo em direção a cratera Reprodução/TV Mirante A cratera tem cerca de dez metros de profundidade e ela começou a aparecer desde o mês de outubro do ano de 2018 com a chegada das fortes chuvas. Por conta do problema, os moradores estão tendo prejuízos e preocupados que a cratera aumente mais e que o solo continue cedendo, caso não a situação não seja resolvida na região. A Rua Rio Gurupi é a mais comprometida até o momento e segundo os residentes, há uma construtora responsável que recebeu cerca de R$ 100 milhões para fazer as moradias que foram entregues em 2015. Cratera tem cerca de dez metros de profundidade e começou a aparecer desde o mês de outubro de 2018 Reprodução/TV Mirante Durante esse tempo, foi estabelecido um contrato de aproximadamente cinco anos com a construtora para que seja realizada a manutenção dessa área. Os moradores reclamam que esgotos e galerias não foram feitas, e com a falta das galerias, a água começou a escoar pelas ruas provocando o surgimento das erosões. A Caixa Econômica Federal (CEF) afirma ter notificado a Defesa Civil sobre a situação do Residencial da Ribeira. A CEF reitera que disponibilizou unidades no Residencial Maranhão para o remanejamento das famílias afetadas, e esclarece ainda que está tomando as providências junto as construtoras responsáveis para que essa via seja recuperada. Após início da erosão, seis casas foram isoladas no Residencial da Ribeira em São Luís Reprodução/TV Mirante
    Foragido da Justiça é capturado na zona rural do Maranhão

    Foragido da Justiça é capturado na zona rural do Maranhão


    José Antônio Dias Oliveira foi capturado na terça-feira (15), no Povoado Triângulo, na zona rural de Dom Pedro. José Antônio Dias Oliveira foi encaminhado para a Unidade Prisional de Ressocialização em Presidente Dutra Divulgação/Polícia A...


    José Antônio Dias Oliveira foi capturado na terça-feira (15), no Povoado Triângulo, na zona rural de Dom Pedro. José Antônio Dias Oliveira foi encaminhado para a Unidade Prisional de Ressocialização em Presidente Dutra Divulgação/Polícia A polícia capturou na terça-feira (15), no Povoado Triângulo, situado na zona rural de Dom Pedro, a 324 km de São Luís, o foragido da Justiça José Antônio Dias Oliveira. Ele foi preso em cumprimento ao mandado de prisão preventiva. De acordo com a polícia, José Antônio Dias, que também é conhecido como “Zé da Eva”, é acusado pelo crime de homicídio qualificado contra José de Ribamar da Silva que ocorreu no dia 7 de abril de 2018 no Povoado Cacimbão, localizado na zona rural de Governador Eugênio Barros, a 372 km da capital. Na ocasião, o crime chocou a comunidade local em razão da vítima ser um idoso e deficiente físico. José de Ribamar da Silva foi assassinado por disparo de arma de fogo. José Antônio Dias Oliveira foi encaminhado para a Unidade Prisional de Ressocialização em Presidente Dutra, a 347 km de São Luís, onde ele ficará à disposição da Justiça.
    IFMA divulga o resultado do processo seletivo técnico 2019

    IFMA divulga o resultado do processo seletivo técnico 2019


    Matrículas podem ser realizadas até o dia 24 de janeiro. Este ano, 6.600 vagas foram ofertadas nas 29 unidades de ensino da instituição no Maranhão. Instituto Federal do Maranhão (IFMA), campus do bairro Monte Castelo em São Luís. Flora...


    Matrículas podem ser realizadas até o dia 24 de janeiro. Este ano, 6.600 vagas foram ofertadas nas 29 unidades de ensino da instituição no Maranhão. Instituto Federal do Maranhão (IFMA), campus do bairro Monte Castelo em São Luís. Flora Dolores/O Estado O Instituto Federal do Maranhão (IFMA) divulgou o resultado final do processo seletivo 2019 para os cursos técnico de nível médio. As matrículas começam nessa terça-feira (14) e vão até o dia 24 de janeiro e deverão ser realizadas na unidade de ensino em que o aluno foi aprovado. Para a realização da matrícula, os alunos devem apresentar os documentos exigidos no edital. Este ano, foram ofertadas 6.600 vagas distribuídas nas 29 unidades da instituição no Maranhão, nas modalidades de curso integradas, concomitante ou subsequente. Confira a lista dos aprovados no processo seletivo 2019 do IFMA: Açailândia Alcântara Araioses Bacabal Barra do Corda Barreirinhas Buriticupu Carolina Caxias Codó Coelho Neto Grajaú Imperatriz Itapecuru Pedreiras Pinheiro Porto Franco Presidente Dutra Rosário Santa Inês São João dos Patos São José de Ribamar São Luís - Centro Histórico São Luís - Maracanã São Luís - Monte Castelo São Raimundo das Mangabeiras Timon Viana Zé Doca
    Bebê morre após um mês de espera por transferência hospitalar no Maranhão

    Bebê morre após um mês de espera por transferência hospitalar no Maranhão


    Justiça havia determinado a transferência da criança para a realização de uma cirurgia, mas a Secretaria de Saúde não cumpriu. Agatha Luana de Carvalho Reis tem cardiopatia grave e precisava de cirurgia de urgência em outro estado Daiane...


    Justiça havia determinado a transferência da criança para a realização de uma cirurgia, mas a Secretaria de Saúde não cumpriu. Agatha Luana de Carvalho Reis tem cardiopatia grave e precisava de cirurgia de urgência em outro estado Daiane Faleceu nesta terça-feira (15) a bebê Agatha Luana de Carvalho Reis, de um mês de vida, que sofria de cardiopatia truncus arteriosus tipo I. Ela estava internada em estado gravíssimo em uma UTI do HUUFMA Materno Infantil, em São Luís, aguardando transferência hospitalar em outro estado e uma cirurgia. O procedimento era necessário para corrigir vários problemas cardiovasculares que Agatha apresentou ao nascer e que, segundo a Defensoria Pública do Maranhão, o Materno Infantil era incapaz de realizar. "Apesar de ser o HUUFMA a referência estadual para a cirurgia cardíaca neonatal, a correção desta cardiopatia não é comum neste serviço; o histórico da instituição é negativo, visto que todos os pacientes operados com este tipo de cardiopatia foram a óbito. Além do que o hospital encontra-se em um momento extremamente delicado de poucas condições para a realização de cirurgias de grande porte como esta que pressupõe o diagnostico, pode haver necessidade de uso de ECMO, que apesar de haver a possibilidade e de instalá-la, o HUUFMA não possui uma equipe de manutenção de terapêutica que as vezes pode ser necessária por períodos longos. Outra dificuldade é em relação ao material necessário para tal procedimento, posto que o possível substituto da artéria pulmonar é um tubo de dacron que da última vez que foi necessário seu uso, demorou muito mais de 3 semanas para chegar e propiciou piora clínica ao paciente que acabou morrendo durante a espera", declarou a Defensoria durante o processo. Apesar do impasse, a mãe da criança, Daiane Miranda, conseguiu uma determinação judicial para que o procedimento fosse realizado em outro estado. Segundo Daiane, a Vara da Infância e da Juventude em São Luís determinou a transferência imediata de Agatha, mas a Secretaria Estadual de Saúde (SES) se recusou a cumprir. Em nota, a SES disse que lamenta a morte da bebê e que a transferência dependia da disponibilidade de leito para tratamento da cardiopatia em outro estado porque o Maranhão ainda não possui equipe para realizar o tipo de procedimento cirúrgico exigido no caso. A Secretaria de Saúde também disse que, dentro de sua atribuição e competência, adotou todas as medidas para transferência da criança. Inclusive, que a bebê foi inserida na lista da Central Nacional de Regulação de Alta Complexidade (CNRAC) e recebeu negativa do estado de Goiás. Por fim, a SES disse que reservou o transporte em UTI aérea e manteve contato com equipe médica do Ceará, que se dispôs a analisar os exames da bebê a fim de assumir o caso. Já o HUUFMA informou que utilizou todos os recursos disponíveis para prestar o pronto atendimento à criança e comunicou aos familiares da necessidade de tratamento fora de domicílio, visto que a paciente apresentava cardiopatia congênita de alta complexidade, com grande percentual de mortalidade, mesmo nos grandes centros. Governo não cumpre decisão judicial e bebê segue sem transferência hospitalar no Maranhão
    Homem é preso com arma penhorada por PM no Maranhão

    Homem é preso com arma penhorada por PM no Maranhão


    Em depoimento à polícia, Marcelo Silva Costa disse que arma apreendida havia sido penhorada por policial militar, que ainda pediu emprestado a quantia de R$ 500 reais. Marcelo Silva Costa, de 46 anos, foi preso em flagrante em São Luís....


    Em depoimento à polícia, Marcelo Silva Costa disse que arma apreendida havia sido penhorada por policial militar, que ainda pediu emprestado a quantia de R$ 500 reais. Marcelo Silva Costa, de 46 anos, foi preso em flagrante em São Luís. Divulgação/Polícia Militar Uma operação da Polícia Militar realizada nessa segunda-feira (14), apreendeu uma arma de fogo de uso exclusivo da PM. A arma estava em posse de Marcelo Silva Costa, de 46 anos, que durante depoimento à polícia disse que a pistola foi penhorada pelo policial dono da arma. Marcelo Silva foi preso em flagrante em sua casa no bairro Coreia de Baixo, em São Luís. Ainda à polícia, o suspeito alegou que de ter penhorado a pistola .40 e o carregador, o PM pediu R$ 500 reais emprestados. O nome do policial não foi divulgado. De acordo com Marcelo Silva Gomes, a arma que estava com ele pertencia a um policial militar não identificado. Divulgação/Polícia Militar Ainda de acordo com os policiais militares, o PM que penhorou a arma, teria dito a seus superiores a localização de arma, para que a apreensão fosse realizada. Após a prisão, Marcelo Silva Costa foi conduzido e apresentado e atuado pelo crime de Posse Ilegal de Arma de Fogo de Uso Restrito. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, o PM suspeito está preso na sede do Comando Geral da Polícia Militar, em São Luís e um inquérito policial e administrativo foi aberto para apurar o caso.
    Polícia Federal fecha laboratório de cocaína no Maranhão

    Polícia Federal fecha laboratório de cocaína no Maranhão


    Segundo a PF, laboratório ficava ao lado do quarto de crianças em uma residência em Pedro do Rosário. Laboratório de drogas foi encontrado ao lado de quarto de crianças em Pedro do Rosário Divulgação/Polícia Federal A Polícia Federal...


    Segundo a PF, laboratório ficava ao lado do quarto de crianças em uma residência em Pedro do Rosário. Laboratório de drogas foi encontrado ao lado de quarto de crianças em Pedro do Rosário Divulgação/Polícia Federal A Polícia Federal desarticulou um laboratório de manipulação de cocaína na zona rural de Pedro do Rosário, a 130 km de São Luís, na noite de segunda (14). De acordo com a PF, uma equipe da Delegacia de Repressão a Drogas foi até o local após denúncias de que um indivíduo seria proprietário de um laboratório especializado na manipulação de drogas. No local, um indivíduo foi abordado em um veículo com uma pequena porção de cocaína pronta para consumo. PF apreendeu balança, instrumento de manipulação de cocaína, além de munição. Divulgação/Polícia Federal A equipe se deslocou para a fazenda do suspeito e, ao entrarem na casa, se depararam com um laboratório de manipulação de entorpecentes, o qual contava com prensa hidráulica, balança de precisão, tabletes de crack e cocaína pronta para consumo, além de diversas munições de calibre 38, sem o devido registro. A Polícia Federal informou ainda que o laboratório estava montado em um dos quartos da casa, ao lado do quarto dos filhos do suspeito, crianças menores de 10 anos de idade. O suspeito foi encaminhado à Superintendência Regional de Polícia Federal em São Luís, onde foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e posse de insumos e produtos químicos destinados à preparação de drogas, sem autorização, além de posse ilegal de munição. Material de manipulação de droga é encontrado em residência em Pedro do Rosário, no Maranhão Divulgação/Polícia Federal
    Prestadores de serviços da Cemar são executados no Maranhão

    Prestadores de serviços da Cemar são executados no Maranhão


    João Victor Melo e Francivaldo Carvalho da Silva foram mortos na manhã desta terça (15), em Paço do Lumiar, na Região Metropolitana de São Luís. Polícia do Maranhão investiga o assassinato de dois funcionários da companhia de energia Dois...


    João Victor Melo e Francivaldo Carvalho da Silva foram mortos na manhã desta terça (15), em Paço do Lumiar, na Região Metropolitana de São Luís. Polícia do Maranhão investiga o assassinato de dois funcionários da companhia de energia Dois prestadores de serviço da Companhia Energética do Maranhão (Cemar) identificados como João Victor Melo e Francivaldo Carvalho da Silva foram executados na manhã desta terça-feira (15), no bairro Sítio Natureza, em Paço do Lumiar, situado na Região Metropolitana de São Luís. De acordo com a polícia, as vítimas teriam ido até o local realizar a interrupção de energia elétrica em uma das residências e após a realização do serviço, eles foram surpreendidos por disparos de arma de fogo quando já estavam no veículo da empresa. Prestadores de serviços da Cemar foram executados no Sítio Natureza, em Paço do Lumiar Reprodução/TV Mirante João Victor e Francivaldo Carvalho não resistiram a gravidade dos ferimentos e morreram no local. A Secretaria de Segurança Pública do Maranhão informou que as polícias Militar e Civil estão em diligência para coletar dados e ouvir testemunhas para localizar e prender quem cometeu o crime. Por meio de nota, a Cemar e o Consórcio Norte, empresa prestadora de serviços, informaram que acompanharão os trabalhos de investigação pelas autoridades policiais que deverão identificar as causas que levaram ao homicídio. As empresas lamentaram o ocorrido e se solidarizaram com os familiares. Leia a íntegra da nota "A Cemar e o Consórcio Norte, empresa prestadora de serviços, informam que irão acompanhar os trabalhos de investigação pelas autoridades policiais do homicídio ocorrido na manhã desta terça-feira (15), no Sítio Natureza, em Paço do Lumiar, vitimando os colaboradores João Victor Melo e Francivaldo Carvalho da Silva. Cabe esclarecer que a Companhia e o Consórcio Norte irão acompanhar e colaborar com o trabalho de investigação da polícia, que deverá identificar as causas que levaram ao homicídio. Neste momento as empresas lamentam e se solidarizam com os familiares e estão empenhadas em prestar toda assistência necessária".
    Vereadores vão pedir cassação do prefeito de Davinópolis

    Vereadores vão pedir cassação do prefeito de Davinópolis


    José Rubem Firmo (PCdoB) está preso por ser suspeito de ser o mandante do assassinato de Ivanildo Paiva (PRB) ocorrido no dia 11 de novembro de 2018. Vereadores vão pedir cassação do prefeito de Davinópolis Os vereadores de Davinópolis, a 663...


    José Rubem Firmo (PCdoB) está preso por ser suspeito de ser o mandante do assassinato de Ivanildo Paiva (PRB) ocorrido no dia 11 de novembro de 2018. Vereadores vão pedir cassação do prefeito de Davinópolis Os vereadores de Davinópolis, a 663 km de São Luís, vão pedir a cassação do prefeito José Rubem Firmo (PCdoB), que está preso por ser suspeito de ser o mandante do assassinato de Ivanildo Paiva (PRB), ocorrido no dia 11 de novembro de 2018. Rubem Firmo era vice de Ivanildo. Eles querem que novas eleições sejam realizadas no município. Atualmente o cargo de prefeito está sendo ocupado pelo presidente da Câmara de Vereadores, Raimundo Nonato de Almeida Santos (PRB), que assumiu a posição no último dia 1º de janeiro. O futuro político de Davinópolis será definido no próximo dia 26 de janeiro durante uma comissão que será montada uma comissão com três vereadores definida por sorteio. Será esta comissão que pedirá a cassação do mandato de Rubem Firmo. Seis votos a favor serão suficientes para levar a proposta ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE). O vereador Edilton Gomes (PSDB) afirma que a Câmara de Vereadores está empenhada para resolver a situação política na cidade. “A Câmara ela tem interesse que se resolva da melhor forma possível, seguindo a lei ,claro, e isso com certeza tem um procedimento e um rito jurídico a se cumprir. Eu tenho certeza que a Câmara não vai fazer nada que seja contrário aos interesses públicos do município de Davinópolis”. Raimundo Nonato (PRB) assumiu prefeitura de Davinópolis Reprodução /TV Mirante Mas de acordo com o procurador geral do Município, Elias Santos, Rubem Firmo tem direito a defesa e pode pedir uma licença. Ele diz que a solicitação deve passar por análise da Câmara de Vereadores e durante esse período o presidente da Câmara continua como prefeito. De acordo com o procurador, a licença poderia ainda ter os prazos renovados. “Para ter uma nova eleição teria que o prefeito Rubem sofrer um processo de impeachment. Ele seria afastado pela Câmara. Logicamente que teria um procedimento administrativo interno na Câmara com a mais ampla defesa. Esse processo eu acredito que iria durar um período de 90 dias para que ele fosse afastado efetivamente, e uma vez sendo afastado logicamente que a Câmara deverá informar isso ao TRE e o TRE então baixar uma resolução para que seja realizado novas eleições em Davinópolis. Também terá um prazo de 90 dias para que tudo isso aconteça”, explicou o procurador geral Elias Santos. A Câmara de Vereadores diz desconhecer a possibilidade de um pedido de licença. O vereador Jocielde Carvalho pontua que o prazo de 15 dias a comissão vai fazer o pedido de cassação de José Rubem Firmo e depois disso será estabelecido um segundo prazo, e desta vez de 90 dias até o fim do processo. “Vai fazer cumprir que diz o decreto 201de 67”, finalizou. Vereadores querem a cassação do mandato de Rubem Firmo em Davinópolis Reprodução/TV Mirante Ao fim do prazo estabelecido, novas eleições para prefeito serão realizadas no município de Davinópolis. Investigações e prisões   Segundo delegado Praxísteles Martins, da Delegacia de Homicídios de Imperatriz, a motivação da morte de Ivanildo Paiva foram promessas não cumpridas a José Rubem, como o pagamento de R$ 300 mil após a reeleição da chapa, além de Ivanildo não ter entregue o controle político da Secretaria de Educação do município a José Rubem. Esses acordos teriam sido feitos a época da campanha quando ambos buscavam a reeleição. De acordo com as investigações, no corpo de Ivanildo haviam marcas de tortura e cerca de sete disparos causados por arma de fogo. O corpo de Ivanildo Paiva foi sepultado na manhã do dia 13 de novembro, no Cemitério Campo da Saudade, em Imperatriz, a 626 km de São Luís. Corpo do prefeito Ivanildo Paiva foi encontrado próximo a sua chácara em Davinópolis Reprodução/TV Mirante José Rubem foi preso na manhã de segunda-feira, dia 31 de dezembro, e encaminhado imediatamente à Delegacia Regional de Imperatriz para prestar depoimento. Ele assumiu a prefeitura no dia 13 de novembro, em solenidade na Câmara Municipal da cidade. No dia 11 de dezembro, a polícia prendeu Francisco de Assis Bezerra Soares, conhecido como "Tita", que é policial militar no Pará e foi preso em Dom Elizeu; José Denilton Guimarães, conhecido como "Boca Rica", que é mecânico; Willame Nascimento da Silva, policial militar do Maranhão lotado em Grajaú, e Jean Dearlen dos Santos, o "Jean Listrado", que segundo as investigações é pistoleiro. Douglas da Silva Barbosa, de 22 anos, também está preso suspeito de participação no crime. No dia 22 de dezembro, Carlos Ramiro se apresentou na delegacia com um advogado e ficou preso por força de um mandado de prisão relacionado ao caso. No dia 27 de dezembro, o empresário Antônio José Messias foi preso em sua própria residência. Ivanildo Paiva (PRB), prefeito de Davinopólis foi encontrado morto no Maranhão Divulgação/Prefeitura Municipal de Davinopólis
    Casal discute e mulher agride companheiro com faca em Imperatriz; VÍDEO

    Casal discute e mulher agride companheiro com faca em Imperatriz; VÍDEO


    Casal vivia em união estável. Caso foi registrado por câmeras de um estabelecimento comercial. Segundo a polícia, ela vai responder por tentativa de homicídio. Câmera flagra homem sendo agredido a facadas pela companheira em Imperatriz A...


    Casal vivia em união estável. Caso foi registrado por câmeras de um estabelecimento comercial. Segundo a polícia, ela vai responder por tentativa de homicídio. Câmera flagra homem sendo agredido a facadas pela companheira em Imperatriz A Polícia Civil está investigando um caso de uma mulher, identificada como Cellyara Almeida, que foi flagrada agredindo o atual companheiro a facadas em Imperatriz, a 486 km de São Luís. O caso foi registrado por câmeras de um estabelecimento comercial e mostram as agressões diante de três crianças, que são filhos dele. Veja o vídeo. Câmera flagra homem sendo agredido a facadas pela companheira em Imperatriz Uma das crianças ainda tenta evitar o crime, mas Cellyara continua. Depois, uma outra mulher, identificada como Roberta, aparece e ajuda a amiga. Por fim, as duas deixam o homem e as crianças na rua, entram em um carro e vão embora. Cellyara Almeida aparece em vídeo agredindo homem com faca em Imperatriz Arquivo/Redes Sociais Segundo o delegado regional de Imperatriz, Eduardo Galvão, o homem se chama Gutemberg da Silva, que tentava levar as crianças para a casa da mãe delas. Ele e Cellyara vivem juntos e estão em união estável. Após o caso, a Polícia Civil abriu inquérito como tentativa de homicídio e acredita que Cellyara planejou a ação, junto com a amiga. "Tudo indica que foi um crime premediatado. Na realidade, há uma troca de mensagens entre a condutora do veículo [Roberta] e a vítima [Gutemberg], o que acaba ocasionando a chegada até o local. (...) Ele [Gutemberg] apresentou uma mensagem e mostra que não queria que ela [Roberta] mostrasse onde ele estava. Ela não só mostra a localização pra amiga [Cellyara], como também a leva até o local. Talvez ela [Cellyara] só não tenha logrado êxito no assassinato por força das presença de crianças, talvez ela não contasse com aquela situação. As duas vão responder por tentativa de homicídio qualificado", declarou o delegado. Mulher é flagrada agredindo companheiro em Imperatriz Reprodução Após o crime, Cellyara foi chamada para prestar depoimento. Por meio de nota, os advogados de Cellyara informaram que ela se põe a disposição da Justiça para esclarecimentos dos fatos e que ela vem sendo vítima de acusações infundadas.
    Governo não cumpre decisão judicial e bebê segue sem transferência hospitalar no Maranhão

    Governo não cumpre decisão judicial e bebê segue sem transferência hospitalar no Maranhão


    Bebê tem cardiopatia truncus arteiosus e segue internado em estado grave no hospital Materno Infantil, em São Luís. Agatha Luana de Carvalho Reis tem cardiopatia grave e precisa de cirurgia de urgência em outro estado Daiane Miranda Daiane Miranda...


    Bebê tem cardiopatia truncus arteiosus e segue internado em estado grave no hospital Materno Infantil, em São Luís. Agatha Luana de Carvalho Reis tem cardiopatia grave e precisa de cirurgia de urgência em outro estado Daiane Miranda Daiane Miranda de Carvalho, de 20 anos, denuncia a Secretaria Estadual de Saúde por não cumprir uma decisão judicial envolvendo sua filha, Agatha Luana de Carvalho Reis, de um mês de vida. Ela firma que sua filha tem cardiopatia truncus arteriosus tipo I, conforme laudo médico. "Nasceram duas veias de forma errada, que fazem ir muito sangue para o pulmão. Ela também tem dois ventrículos furados. Então se mistura sangue oxigenado com sangue não-oxigenado. E esse sangue 'sujo' vai em quantidade muito grande para o pulmão, que não deveria ir. Para resolver isso, somente com uma cirurgia", declarou Daiane. Após o diagnóstico, Agatha está internada em estado gravíssimo em uma UTI do HUUFMA Materno Infantil, em São Luís. A Defensoria Pública do Maranhão entrou no caso e afirmou, com base em conforme dados médicos, que o Materno Infantil não é capacitado para este tipo de caso. "Apesar de ser o HUUFMA a referência estadual para a cirurgia cardíaca neonatal, a correção desta cardiopatia não é comum neste serviço; o histórico da instituição é negativo, visto que todos os pacientes operados com este tipo de cardiopatia foram a óbito. Além do que o hospital encontra-se em um momento extremamente delicado de poucas condições para a realização de cirurgias de grande porte como esta que pressupõe o diagnostico, pode haver necessidade de uso de ECMO, que apesar de haver a possibilidade e de instalá-la, o HUUFMA não possui uma equipe de manutenção de terapêutica que as vezes pode ser necessária por períodos longos. Outra dificuldade é em relação ao material necessário para tal procedimento, posto que o possível substituto da artéria pulmonar é um tubo de dacron que da última vez que foi necessário seu uso, demorou muito mais de 3 semanas para chegar e propiciou piora clínica ao paciente que acabou morrendo durante a espera", declarou a Defensoria durante o processo. Segundo Daiana, agora a filha precisa fazer uma cirurgia com urgência em outro estado que tenha o suporte necessário e uma UTI aérea para o transporte. Ela entrou na Justiça e conseguiu uma decisão favorável pela Vara da Infância e da Juventude em São Luís, mas a Secretaria Estadual de Saúde estaria se recusando a cumprir. O Hospital Materno Infantil declarou que a paciente está recebendo assistência necessária, enquanto aguarda o tratamento fora de domicílio. Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) informou que inseriu a criança na lista da Central Nacional de Regulação de Alta Complexidade (CNRAC), do Ministério da Saúde, para tratamento da paciente fora do estado. A SES informou ainda que uma equipe médica do Ceará está analisando os exames da paciente e que dará uma resposta na manhã desta terça-feira (15).
    Abrigo de cães em Timon passa por dificuldades e grupo pede ajuda para animais conseguirem um lar

    Abrigo de cães em Timon passa por dificuldades e grupo pede ajuda para animais conseguirem um lar


    O Lar de Naná, situado em Timon (MA), abriga 15 cães adultos e está realizando a campanha de adoção por conta de dificuldades de manter o local aberto. Abrigo de cães abandonados faz campanha de adoção Divulgação/Lar de Naná Um abrigo que...


    O Lar de Naná, situado em Timon (MA), abriga 15 cães adultos e está realizando a campanha de adoção por conta de dificuldades de manter o local aberto. Abrigo de cães abandonados faz campanha de adoção Divulgação/Lar de Naná Um abrigo que acolhe cães das ruas em Timon, no Maranhão, está realizando uma campanha de adoção dos animais. O Lar de Naná, como é conhecido o abrigo, iniciou a campanha após a responsável pelo local, Maria Luzia Batista, apresentar problemas de saúde e, consequentemente, não ter mais condições de cuidar dos animais. “Eu cuido desses animais como se fossem meus filhos, mas ficou difícil de conciliar as atividades do abrigo com minhas outras atividades, já que eu tenho três filhos e já estou apresentando alguns problemas de saúde. Por isso nós iniciamos a campanha de adoção, e algumas pessoas já mostraram interesse e vieram conversar comigo. Mas temos que fazer uma triagem, porque a gente só pode conceder a adoção a quem tivermos certeza que vai cuidar bem dos nossos animais”, disse. O local abriga 15 cachorros adultos Divulgação/Lar de Naná O abrigo, situado na Rua 40 do bairro Parque Piauí II, é mantido basicamente por doações de amigos, protetores e simpatizantes da causa animal. Em conversa com o G1 nesta segunda-feira (14), Luzia declarou que no momento está abrigando 15 cães adultos, que foram resgatados pela amiga Betânia Lopes, protetora e defensora da causa animal. “A Betânia trabalha resgatando cães em situação de risco, até que um dia ela alugou um terreno próximo à minha casa para abrigá-los. Quando o dono pediu o terreno, nós demos a ideia de construir um pequeno canil aqui nos fundos da minha casa, e isso já faz cerca de três anos. Todos os cães são grudados comigo, mas eu vou sentir mais falta do Raj, do Asla, o Michael, o Dudão, o Fofão, a Nina e a Vitória, que eu conheço desde filhotinha”, declarou Luzia. Betânia reforça que, enquanto todos os animais não forem adotados, o abrigo irá precisar de doação de material de limpeza, ração para os animais ou até mesmo doações em dinheiro. Interessados em adotar os animais ou fazer doações podem entrar em contato pelo telefone (86) 98141-2192.
    Mulher relata momento em que caiu de ponte em São Luís

    Mulher relata momento em que caiu de ponte em São Luís


    Sahra Katarine sofreu um acidente na sexta-feira (11) quando o veículo que conduzia caiu de uma altura de cerca de seis metros da ponte do Caratatiua, no bairro do Ipase, na capital. Mulher relata momento em que caiu de ponte em São Luís A...


    Sahra Katarine sofreu um acidente na sexta-feira (11) quando o veículo que conduzia caiu de uma altura de cerca de seis metros da ponte do Caratatiua, no bairro do Ipase, na capital. Mulher relata momento em que caiu de ponte em São Luís A sobrevivente, Sahra Katarine, contou detalhes do momento em que foi resgatada após veículo cair da ponte Governador Newton Belo, mais conhecida como ponte do Caratatiua, na última sexta-feira (11). Sem nenhuma fratura ou ferimento grave, Sahra explicou que no momento do acidente, cones de sinalização estavam em cima da ponte. Ela tentou desviar de um carro que vinha em sentido contrário e acabou perdendo o controle. “Havia duplicação das vias com cones aleatórios que não estavam sequenciados. Isso acabou causando confusão para os condutores entenderem a organização daquele trânsito, os carros andavam em zigue zague pelos cones. Então na hora que eu vinha, eu queria entender o motivo daquilo já que os carros estavam ocupando as duas vias. Foi o momento em que um carro apareceu na minha frente e tinha um cone na minha frente, para evitar que eu causasse o acidente com outro carro, eu desviei para o meio-fio e perdi o controle”, relembrou. Sahra relembra do momento em que o carro caiu da ponte Reprodução/TV Mirante O carro caiu de uma altura de seis metros e apesar da maré baixa no momento do acidente, ela lembra da dificuldade que passou para tentar sair do carro. A vítima conta que só conseguiu sair com a ajuda de um homem que passava pelo local. Momento em que José resgatava Sahra de dentro do carro. Reprodução/ TV Mirante “Eu já cai com a parte de baixo do carro virada para cima e eu totalmente submersa. Eu permaneci ali clamando a Deus para que ele me ajudasse e ao mesmo tempo bebendo toda a água, tentando abrir todas as portas, socava o vidro totalmente submersa porque ali o carro estava virado de cabeça para baixo. Quando eu já estava sem forças, eu senti uma mão entrando e me arrancando dali, Deus usou um homem chamado seu José, que foi um instrumento de salvação e livramento para a minha vida. De muitos ali que de repente só queriam filmar uma possível tragédia, Deus encontrou nele um coração disposto e disponível para ser socorro”, afirmou Sahra. O homem que salvou a vítima foi identificado como José Ribamar e o comandante do Corpo de Bombeiros anunciou em uma rede social que o salvador será homenageado com o título de amigo do Corpo de Bombeiros e terá o nome eternizado na galeria de heróis da corporação. José recebeu título de amigo do Corpo de Bombeiros e terá o nome eternizado na galeria de heróis da corporação. Reprodução/TV Mirante Sahra também relembrou do momento em que saía do local e reforçou sobre a gratidão a José pela oportunidade que teve de sair viva do acidente. “Ele estava com um filho internado, estava levando alimentação para acompanhante com a sogra, mas ele disse que quando viu o carro caído, não pensou duas vezes e se jogou. Poderia ter morrido com a maré baixa, tinha muitas pedras. Ele estava muito nervoso e eu também, porque quando eu sai, sai glorificando a Deus e ele só perguntou se eu estava sozinha, ele se tremia muito. Eu perguntei qual era o nome dele e ele disse que era Seu José, eu o agradeci tanto”, finalizou.
    Motorista perde o controle e veículo cai em terreno em São Luís

    Motorista perde o controle e veículo cai em terreno em São Luís


    Acidente aconteceu no início da manhã desta segunda-feira (14) na Rua Pai Inácio, que fica localizada entre os bairros Turu e Parque Vitória, na capital. Motorista perde o controle e veículo cai em barranco em São Luís Um motorista, que não...


    Acidente aconteceu no início da manhã desta segunda-feira (14) na Rua Pai Inácio, que fica localizada entre os bairros Turu e Parque Vitória, na capital. Motorista perde o controle e veículo cai em barranco em São Luís Um motorista, que não foi identificado, perdeu o controle da direção do seu veículo no início da manhã desta segunda-feira (14) e acabou caindo em um terreno situado na Rua Pai Inácio, em São Luís. Segundo testemunhas, o condutor do veículo estava trafegando a Rua Pai Inácio, que fica localizada entre os bairros Turu e Parque Vitória, quando bateu em uma cerca feita de pedaços de madeira, atravessou um terreno e por pouco não caiu no riacho. Uma equipe de reboque já está no local para fazer a remoção do carro. Após o acidente, o trânsito na região ficou um pouco mais lento. Motorista perde o controle e veículo cai em terreno em São Luís Douglas Pinto/TV Mirante
    PRF encontra motocicleta roubada em matagal na BR-135 no MA

    PRF encontra motocicleta roubada em matagal na BR-135 no MA


    Motocicleta foi encontrada na madrugada de domingo (13), no km 21 da BR-135, no bairro Coqueiro, na zona rural de São Luís. Motocicleta foi encontrada pela Polícia Rodoviária por meio de rastreamento eletrônico instalado no...


    Motocicleta foi encontrada na madrugada de domingo (13), no km 21 da BR-135, no bairro Coqueiro, na zona rural de São Luís. Motocicleta foi encontrada pela Polícia Rodoviária por meio de rastreamento eletrônico instalado no veículo Divulgação/Polícia Rodoviária Federal A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encontrou na madrugada de domingo (13), no km 21 da BR-135, no bairro Coqueiro, na zona rural de São Luís, uma motocicleta roubada que estava escondida em um matagal. Segundo a PRF, o proprietário da motocicleta havia informado aos policiais que tinha sido vítima de um assalto. Ele contou os policiais rodoviários que quatro indivíduos armados o renderam no momento em que ele diminuiu a velocidade para passar em uma barreira eletrônica. Além da motocicleta, os criminosos ainda levaram do motociclista, que não teve a sua identidade revelada, o seu capacete e a sua carteira contendo dinheiro e todos os seus documentos. De acordo com a PRF, a motocicleta possui rastreamento eletrônico, o qual foi utilizado pela equipe para encontrá-la dentro da mata no bairro Coqueiro, na saída da capital maranhense.
    Pacientes denunciam péssimas condições na Santa Casa de Misericórdia do Maranhão

    Pacientes denunciam péssimas condições na Santa Casa de Misericórdia do Maranhão


    Segundo os pacientes, um dos principais problemas é a falta de higiene e de materiais para fazer curativo. Parentes de pacientes denunciam péssimas condições na Santa Casa em São Luís Por causa da superlotação no Hospital Djalma Marques...


    Segundo os pacientes, um dos principais problemas é a falta de higiene e de materiais para fazer curativo. Parentes de pacientes denunciam péssimas condições na Santa Casa em São Luís Por causa da superlotação no Hospital Djalma Marques (Socorrão I), vários pacientes começaram a ser transferidos para a Santa Casa de Misericórdia do Maranhão, localizada no centro de São Luís. Uma ala com aproximadamente 100 leitos foi reservada, mas os pacientes e os acompanhantes reclamam das péssimas condições do local. De acordo com os pacientes, a falta é dada desde os materiais de limpeza até os materiais de curativo que são básicos para o tratamento das pessoas que estão internadas. Divisórias das cabines quebradas, roupas sujas do hospital amontoadas perto dos leitos são problemas comuns na unidade. Além disso, homens e mulheres dividem o mesmo banheiro sem nenhuma privacidade e nos leitos, os pacientes dividem a mesma enfermaria. Mulheres e homens dividem o mesmo banheiro do hospital sem nenhuma privacidade. Reprodução/ TV Mirante O vigilante Clenilton Rabelo conta que precisou comprar gazes para que o procedimento de curativo fosse realizado. “Nós estamos comprando gazes, agora mesmo quando o médico passou e a enfermeira foi fazer o procedimento, ficou sabendo que estava faltando o álcool em gel, que é específico para pé diabético. Estou até com o papel ali que ela passou o nome, pediu que eu comprasse para poder ajudar eles porque está faltando”, explicou. Pacientes são transportados de um hospital para o outro com frequência e muitos que já estão internados na Santa Casa precisam ir até o Socorrão I para fazer os exames e retornar. Durante a transferência, vários pacientes passam por dificuldades pela falta de macas hospitalares. Pacientes são transportados de um hospital para outro com frequência. Reprodução/ TV Mirante A mãe de Domingas Vieira, passou cinco dias no corredor do Socorrão I internada em uma cadeira e foi transferida há duas semanas para a Santa Casa. A paciente, Raimunda Vieira, de 65 anos, tem o pé diabético e reclama do desconforto em uma cama quebrada e um colchão precário. “O colchão é fundo e a cama é quebrada. Assim que eu cheguei aqui nós procuramos por um colchão melhor, mas disseram que não tinham. Aí ela está lá naquela situação”, reclamou Domingas. Mesmo recebendo os pacientes do Hospital Djalma Marques, a prefeitura de São Luís disse que a responsabilidade dos problemas mostrados é da Santa Casa. A direção da Santa Casa informou que só vai se manifestar sobre o caso na segunda-feira (14).
    Homem que salvou vida de mulher que caiu da ponte é homenageado pelos Bombeiros em São Luís

    Homem que salvou vida de mulher que caiu da ponte é homenageado pelos Bombeiros em São Luís


    "Tentei sair de todas as formas, mas não consegui. Já tinha ingerido água, sem respirar e praticamente morta até o momento que ele [José] apareceu, disse a motorista salva. José Ribamar passava pelo local, se jogou na água e salvou motorista...


    "Tentei sair de todas as formas, mas não consegui. Já tinha ingerido água, sem respirar e praticamente morta até o momento que ele [José] apareceu, disse a motorista salva. José Ribamar passava pelo local, se jogou na água e salvou motorista que caiu da ponte em São Luís Ribamar Santos O comandante do Corpo de Bombeiros do Maranhão, coronel Célio Roberto, anunciou uma homenagem ao homem que pulou na água e salvou uma motorista após o carro cair da ponte do Ipase, em São Luís, na última sexta (11). Segundo os bombeiros, o homem se chama José Ribamar. Pelas redes sociais, Célio Roberto declarou que ele entrará para a galeria dos heróis dos bombeiros do Maranhão. Comandante dos bombeiros anuncia homenagem a homem que salvou motorista que caiu da ponte em São Luís Reprodução/Redes Sociais Ao G1, o comandante do Corpo de Bombeiros também ressaltou a importância do ato rápido e heroico de José, que foi essencial para o salvamento da vida da motorista. "Foi essencial a decisão de entrar logo na água. Ele [José] nem pensou em nada, tanto que ele não leva nada. Só tira a camisa e cai logo na água. É o tipo de salvamento perfeito para um momento desses" "Parece que tudo foi cronometrado. Ele [José] esperou o exato momento para abrir a porta, para equilibrar a pressão interna e externa do veículo. Foi tudo certinho para ele não ter muito esforço para abrir a porta. Foi um conjunto de fatores que contribuíram para o socorro ser na hora certa. Uma pessoa submersa, com três minutos já começa a ter dano no cérebro", declarou Célio Roberto. O acidente Na última sexta (11), um veículo despencou da ponte do Ipase, em São Luís, e mergulhou no rio Anil, ficando virado na água. A motorista Sarah Catarine Maia Ferreira, de 41 anos, disse que desviou de um cone para o meio-fio e acabou perdendo o controle do veículo. Sarah caiu de um altura de seis metros. Após o acidente, José Ribamar pulou na água e retirou a motorista da água. Ele abre a porta do carro e a carrega com vida até a margem do rio. Veja no vídeo. Homem pula na água, abre porta do carro e resgata motorista em São Luís Após ser resgatada, a motorista saiu com poucos ferimentos e andando por uma região de mangue. Ao G1, Sarah disse estar extremamente grata ao José e relatou os momentos em que este submersa no rio. Ela continua internada em um hospital particular de São Luís, mas apenas com escoriações pelo corpo. "Quando caí, tentei sair de todas as formas, bati no carro, mas não consegui. Já tinha ingerido água, sem respirar e praticamente morta até o momento que ele [José] apareceu. Deus achou um coração disponível para ser um instrumento de socorro, que me arrancou sem pensar. Quero que ele seja muito abençoado, sete veze mais. Deus me tirou de uma cova horrível usando o seu José”, afirmou Sarah. Sarah Catarine Maia Ferreira foi resgatada por José Ribamar, que abriu a porta do carro e a retirou da água Reprodução/TV Mirante
    MP e Polícia Civil investigam conduta de funcionário do Samu em Imperatriz

    MP e Polícia Civil investigam conduta de funcionário do Samu em Imperatriz


    Marcos Vieira foi afastado das suas funções após ter negado o envio de uma ambulância a uma idosa que tinha sofrido um acidente e estava ferida na cidade. Ministério Público e Polícia Civil investigam conduta de funcionário do Samu em...


    Marcos Vieira foi afastado das suas funções após ter negado o envio de uma ambulância a uma idosa que tinha sofrido um acidente e estava ferida na cidade. Ministério Público e Polícia Civil investigam conduta de funcionário do Samu em Imperatriz O Ministério Público do Maranhão (MP-MA) e a Polícia Civil estão investigando a conduta de Marcos Vieira, funcionário do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) em Imperatriz, a 626 km de São Luís, que foi denunciado após ter negado o envio de uma ambulância a uma idosa que tinha sofrido um acidente e estava ferida na cidade. O atendente do Samu foi afastado das suas funções. O Coordenador-geral do Samu, Alexsandro Freitas, disse que o médico é quem tinha que decidir sobre o procedimento quando a ambulância foi solicitada. “O telefonista em momento nenhum decide nada. Apenas colhe informações e qualquer decisão é tomada pelo médico regulador, que é o médico sanitarista, que é o médico da Central de Regulação de Urgências”, explicou. O atendente do Samu, Marcos Vieira, é servidor público concursado. A Prefeitura de Imperatriz emitiu uma nota e determinou o desligamento dele das funções e a abertura de inquérito administrativo que pode resultar na demissão dele. Atendente do Samu é denunciado por omissão de socorro em Imperatriz Reprodução/TV Mirante Por telefone o atendente, que trabalha no Samu há dois anos, reconheceu o seu erro e alegou está passando por problemas. “Eu cometi erro sim. De não ter terminado a ocorrência e passado para o médico. Esse foi o meu erro. Porque quem ordena e quem classifica o nível são os médicos. Simplesmente foi um erro meu que eu cometi. Uma coisa sem pensar, também, há alguns dias tô passando por dificuldade familiar”, desabafou. A Prefeitura de Imperatriz classificou como lamentável e inadmissível a negativa de atendimento cometida pelo servidor do Samu. Determinou o imediato desligamento de Marcos Vieira das funções e abertura de inquérito administrativo para uma provável demissão por entender que os fatos são inquestionáveis. A Prefeitura ainda informou que todo o material gravado e as investigações administrativas será repassado à Polícia Civil e ao Ministério Público para ajudar na apuração do crime de omissão de socorro.
    PRF flagra mais de 100 veículos com excesso de velocidade no Maranhão

    PRF flagra mais de 100 veículos com excesso de velocidade no Maranhão


    Radar portátil da PRF atuando na sexta (10), na localidade Campo de Peris, em Bacabeira, flagrou um total de 118 condutores trafegando com velocidade superior a máxima permitida. Polícia Rodoviária flagra 118 veículos com excesso de velocidade...


    Radar portátil da PRF atuando na sexta (10), na localidade Campo de Peris, em Bacabeira, flagrou um total de 118 condutores trafegando com velocidade superior a máxima permitida. Polícia Rodoviária flagra 118 veículos com excesso de velocidade no Campo de Peris Divulgação/Polícia Rodoviária Federal Um radar portátil da Polícia Rodoviária Federal (PRF) atuando na sexta-feira (10), na localidade Campo de Peris, no município de Bacabeira, a 58 km de São Luís, flagrou um total de 118 condutores trafegando com velocidade superior a máxima permitida. Depois da conclusão da duplicação nos 19 quilômetros do Campo, a PRF vem registrando sucessivas ocorrências de acidentes no local. São veículos de passeio, caminhonetes, caminhões e carretas derrapando, saindo de pista, tombando ou colidindo. De acordo com a PRF, duas pessoas morreram no final do ano de 2018 após uma colisão frontal. A instituição divulgou no início de janeiro uma redução de acidentes em torno de 20% nas rodovias federais do estado em 2018, em relação ao ano anterior, enquanto a redução do número de mortos ficou abaixo de 10%. A quantidade de pessoas feridas também foi menor. A intensificação da fiscalização e a realização constante de operações nas diferentes rodovias contribuíram para a redução.