G1 > Ceará

    Quatro anos depois, ainda há obras prometidas para Copa no Brasil inacabadas em 11 das 12 cidades-sede

    Quatro anos depois, ainda há obras prometidas para Copa no Brasil inacabadas em 11 das 12 cidades-sede


    A maioria é nas áreas de mobilidade urbana e aeroportos. Responsáveis alegam falta de recursos, problemas com construtoras, impasses judiciais e com desapropriações.  VLT de Cuiabá tem só 6 km de trilhos construídos, do total de 22...


    A maioria é nas áreas de mobilidade urbana e aeroportos. Responsáveis alegam falta de recursos, problemas com construtoras, impasses judiciais e com desapropriações.  VLT de Cuiabá tem só 6 km de trilhos construídos, do total de 22 km Gcom-MT Os quatro anos que separam a Copa no Brasil do Mundial que começa no próximo dia 14 na Rússia não foram suficientes para terminar obras de infraestrutura que deveriam ter sido entregues até 2014. De todas as 12 cidades-sede brasileiras, 11 têm algum projeto que chegou a ser prometido para a Copa ainda inacabado. Apenas o Rio concluiu todas as obras, não necessariamente dentro do prazo para a Copa de 2014. Além disso, a cidade recebeu a Olimpíada dois anos depois, razão pela qual muitos projetos não foram deixados de lado assim que o torneio de futebol terminou – como ocorreu em outras capitais. A maioria das obras que ainda não foram entregues é da área de mobilidade urbana ou de ampliação e melhorias em aeroportos. Falta de dinheiro, problemas com empreiteiras, contratos rescindidos e impasses judiciais e com desapropriações estão entre as causas do atraso de anos na conclusão dos projetos, segundo as administrações. Quatro anos depois, ainda há obras prometidas para Copa no Brasil inacabadas em 11 cidades Veja a situação em cada cidade-sede: Belo Horizonte Aeroporto de Confins ainda tem obras prometidas para a Copa inacabadas Humberto Trajano/ G1 No Aeroporto Internacional de Confins há obras de ampliação e modernização do terminal paradas desde setembro de 2014. A empresa que opera o local desde agosto daquele ano afirma que melhorias prometidas para a Copa são responsabilidade da Infraero. Ambas estão em negociação para concluir as intervenções. Veja a reportagem completa Cuiabá Nove obras prometidas para a Copa de 2014 seguem inacabadas na capital de Mato Grosso – e isso tem custado caro aos cofres públicos. Entre elas, está a construção do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), que já consumiu R$ 1,066 bilhão e está parada desde dezembro de 2014. Só 6 km de trilhos foram concluídos, do total de 22 km. Uma nova licitação será feita e não há prazo de conclusão. Enquanto isso, a manutenção de 42 vagões e de outros materiais já comprados custa R$ 16 milhões por mês. Veja a reportagem completa Curitiba Obra inacabada de responsabiliade do Governo do Paraná que faz parte do projeto Corredor Aeroporto/Rodoferroviária Giuliano Gomes/PR Press Quatro das 13 obras prometidas para a Copa ainda não foram concluídas – três de responsabilidade do governo estadual, e duas, da Prefeitura de Curitiba. Todas elas fazem ligação entre a capital e a Região Metropolitana, como o corredor Aeroporto-Rodoferroviária – onde já foram investidos mais de R$ 44 milhões – e a reforma e ampliação do Terminal do Santa Cândida. Entre as razões alegadas para o atraso de anos estão problemas com as empresas que venceram as licitações e impasses judiciais. Veja a reportagem completa Brasília Imagem aérea do estádio Mané Garrincha em Brasília TV Globo/Reprodução São cinco obras prometidas para a Copa atrasadas, entre elas a urbanização do entorno do estádio Mané Garrincha e a construção do VLT entre o Aeroporto de Brasília e o Plano Piloto. Em 2012, o governo do DF desistiu de entregar o entorno do estádio a tempo para a Copa. Novos prazos foram estabelecidos, mas desde então nada foi feito. O projeto do VLT foi cancelado definitivamente em 2015. Na ocasião, o Metrô, responsável pela obra, disse que estudava "novos traçados para o veículo". Três anos depois, nenhum novo plano foi anunciado. Foram gastos pelo menos R$ 20 milhões antes da suspensão do projeto. Veja a reportagem completa Fortaleza Obras do Aeroporto de Fortaleza viraram amontoado de ferro e concreto. TV Verdes Mares/Reprodução A previsão de entrega da expansão do Aeroporto Pinto Martins era dezembro 2013, mas os trabalhos foram interrompidos em maio de 2014. O Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) que iria cruzar 22 bairros também não foi entregue e, em alguns pontos da obra, moradores convivem com transtornos há seis anos. Com custo inicial de R$ 307,5 milhões, a obra do VLT teve o contrato rompido pelo governo estadual com o consórcio responsável após uma série de atrasos. Desde então, cinco licitações foram feitas para tentar dar continuidade à obra – que se encontra com 75,32% de avanço. Veja a reportagem completa Manaus Obra de Centro de Atendimento ao Turista no Centro Antigo de Manaus está parada Adneison Severiano/G1 AM O BRT, sistema de ônibus rápido, seria o principal meio de transporte para os torcedores até a Arena da Amazônia. Porém, em 2012, o governo estadual e a prefeitura desistiram de entregar a obra para a Copa, alegando atraso na liberação de recursos para o projeto. Mas ficou a promessa de entregá-lo depois do Mundial – porém a obra ainda nem foi licitada. A prefeitura afirma que o projeto já está pronto, mas não dá detalhes nem prazos. Dos três Centros de Atendimento ao Turistas prometidos para a Copa, um está com as obras paradas e os outros nem saíram do papel. Veja a reportagem completa Natal Ao menos quatro obra previstas para a Copa na capital do Rio Grande do Norte ainda não foram entregues. A mais atrasada é a reforma e padronização de 55 km de calçadas nas avenidas que dão acesso à Arena das Dunas, na Zona Sul da cidade. Com 5% do projeto executado, a obra precisou ser parada por problemas com desapropriações. A obra dos acessos ao Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves deve ser entregue dentro de 60 dias sem o viaduto que era previsto para ligar a estrada à BR-304 por falta de dinheiro para essa etapa. Veja a reportagem completa Porto Alegre Obra na Avenida Cristóvão Colombo, em Porto Alegre, estava prevista para a Copa 2014, mas está parada desde que o consócio desistiu do contrato alegando dificuldades financeiras Lucas Bubols/G1 Das 18 obras previstas para a Copa de 2014 na capital gaúcha, dez estão atrasadas e duas nem começaram – todas na área de mobilidade urbana. Parte de um financiamento de R$ 120 milhões do Banrisul será usado para concluir alguns dos projetos. Veja reportagem completa Recife Previsto para a Copa do Mundo, Terminal Integrado da IV Perimetral no Recife ainda não foi entregue Marlon Costa/Pernambuco Press São cinco as obras de mobilidade prometidas para a Copa ainda não entregues. Além disso, o governo do estado rescindiu no ano passado o contrato para construir a Cidade da Copa, projeto apresentado como primeiro modelo de cidade inteligente no Brasil. Veja a reportagem completa Rio de Janeiro Estação do BRT Transcarioca está sem algumas das portas de vidro Yasmim Restum/ G1 A cidade tem as obras prometidas para a Copa do Brasil concluídas. Entretanto, um dos principais investimentos de mobilidade para o Mundial sofre com vandalismo e falta de manutenção. O G1 percorreu os 39 km do BRT Transcarioca, que liga a Barra da Tijuca ao Galeão, e viu sinais de depredação em ao menos 26 das 47 estações. Usuários reclamam do serviço, de portas quebradas, sujeira e falta de manutenção. O custo da obra chegou a quase R$ 2 bilhões, R$ 700 milhões a mais que o valor inicial. O contrato é alvo de investigação na Lava Jato. Veja a reportagem completa Salvador Reformas no aeroporto internacional da capital baiana se arrastam até hoje. Houve troca de administração da Infraero para uma empresa francesa, que ainda irá concluir a nova área de check-in. A implementação do BRT na cidade chegou a estar na lista das obras prometidas para a Copa de 2014, mas foi retirada porque não ficaria pronta a tempo. A ordem de serviço para iniciar as obras só foi assinada em março deste ano. Veja a reportagem completa São Paulo Operários trabalham nas obras da estação Chucri Zaidan da linha 17-ouro do monotrilho na Zona Sul de São Paulo Marcelo Brandt/G1 A Linha 17-Ouro do monotrilho, que chegou a ter a inauguração anunciada para antes da Copa de 2014, até hoje não teve nenhuma estação entregue. O projeto foi retirado da lista de obras do Mundial por causa da mudança do estádio da Copa para Itaquera, na Zona Leste. Desde então, os valores da obra aumentaram, e os prazos foram sucessivamente ampliados. A construção tem sido investigada e alvo de vários questionamentos do Tribunal de Contras do Estado. Inicialmente orçada em R$ 1,39 bilhão, a obra agora deve chegar a R$ 3,5 bilhões. De acordo com o Metrô, a execução do trecho prioritário, entre o Aeroporto de Congonhas e a estação Morumbi da CPTM, está em andamento e deve ser entregue em 2019. Veja a reportagem completa
    Caminhoneiros voltam a protestar em rodovias contra alta do diesel

    Caminhoneiros voltam a protestar em rodovias contra alta do diesel


    Atos ocorrem em pelo menos 24 estados. Caminhoneiros protestam em trecho da BR-116 em Lages, Santa Catarina Fom Conradi/Futura Press/Estadão Conteúdo Alta dos combustíveis mobiliza caminhoneiros pelo segundo dia Caminhoneiros voltaram a protestar...


    Atos ocorrem em pelo menos 24 estados. Caminhoneiros protestam em trecho da BR-116 em Lages, Santa Catarina Fom Conradi/Futura Press/Estadão Conteúdo Alta dos combustíveis mobiliza caminhoneiros pelo segundo dia Caminhoneiros voltaram a protestar em rodovias federais e estaduais nesta terça-feira (22). Na segunda, foram registrados atos em ao menos 24 estados. A maioria dos atos impede a passagem de caminhões, mas libera a de carros de passeio e outros veículos. Alguns protestos ocorrem apenas nos acostamentos. A Justiça Federal de SC e do PR proibiram que os manifestantes ocupem ou dificultem a passagem em rodovias federais. A categoria quer a redução do valor do óleo diesel, que tem tido altas consecutivas nas refinarias. Nesta terça, o preço sobe 0,97% nas refinarias. Mas a Petrobras já anunciou que a partir de quarta-feira (23), o valor cairá 1,54%. A escalada dos preços aconteceu em meio à disparada dos valores internacionais do petróleo. As revisões podem ou não refletir para o consumidor final – isso depende dos postos. Segundo a Agência Nacional do Petróleo, do Gás Natural e dos Biocombustíveis (ANP), o preço médio do diesel nas bombas já acumula alta de 8% no ano. O valor está acima da inflação acumulada no ano, de 0,92%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Fabricantes de veículos também foram afetadas. Chevrolet, Fiat e Ford afirmaram nesta terça-feira que estão enfrentando problemas na produção em decorrência das manifestações. Nesta manhã, foram registrados atos em pelo menos 24 estados: Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe, e Tocantins. Motoristas se mobilizam no Rio Grande do Sul e em Mato Grosso Protesto de caminhoneiros em Jacareí Lucas Cardoso/TV Vanguarda Caminhoneiros bloqueiam vias de vários estados em protesto contra a alta do diesel Veja, a seguir, a situação em cada estado: Alagoas Caminhoneiros bloqueiam o km 73 da BR-101, em Messias, Zona da Mata de Alagoas. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que o bloqueio começou às 10h15. A manifestação já resulta em quatro quilômetros de congestionamento e não há previsão de liberação. Amazonas No Amazonas, o protesto acontece na BR-174, entre Manaus e Boa Vista. Bahia Caminhoneiros voltaram a fechar a BA-535, conhecida como Via Parafuso. A via chegou a ser bloqueada totalmente, mas depois foi liberada uma faixa de cada sentido. Também há ato no acostamento da BR-101, próximo a Alagoinhas, mas até por volta das 6h o trânsito não havia sido bloqueado. Ceará Caminhoneiros voltaram a protestar em dois pontos no estado. O primeiro protesto fecha um trecho da BR-116, no km 70, no município de Chorozinho, Região Metropolitana de Fortaleza. Um outro ato ocorre no km 20 da BR-116, no município de Itaitinga, também na Região Metropolitana. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal do Ceará (PRF-CE), o trânsito nestes locais está lento e não há previsão de liberação. Uma equipe da PRF-CE está no local juntamente com a Polícia Militar. Espírito Santo Motoristas voltaram a protestar em alguns pontos da BR-101: Km 305 (Viana): ato no acostamento, o trânsito é livre. Km 414 (Cachoeiro de Itapemirim): manifestação apenas no trevo; trânsito é livre. Km 156 (Ibatiba): ato no acostamento; trânsito livre apenas para carros de passeio. Goiás Protesto segue bloqueando distribuidoras de combustíveis e trechos de rodovias em Goiás. Os bloqueios são exclusivamente para caminhões. Carros de passeio, ônibus e veículos que transportam cargas perecíveis são liberados em todos os pontos de interdição. Veja os pontos: BR-050 – três pontos no trecho de Catalão BR-060 – um ponto em Rio Verde BR-153 - dois pontos em Aparecida de Goiânia e um Itumbiara BR-158 – trecho no município de Caiapônia BR-364 - um ponto em Jataí BR-414 - um ponto em Niquelândia BR-452 - um ponto em Bom Jesus de Goiás Caminhoneiros seguem bloqueando distribuidoras de combustíveis e rodovias em Goiás Maranhão Caminhoneiros fazem atos em seis pontos de rodovias que atravessam o estado. Os protestos acontecem na BR-135, em São Luís; na BR-010, em Imperatriz e Estreito; e na BR-316, em Caxias, segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF). A BR-230, em Balsas e São Domingos do Azeitão, também foi interdidata. No Km 12 da BR-135, a manifestação começou por volta das 7h30 desta terça. Os caminhoneiros estacionaram seus veículos na faixa direita da via e deixaram o fluxo do trânsito fluir. Durante a tarde, a manifestação migrou para o acesso próximo à Vila Maranhão. Já em Imperatriz, a PRF informou que o grupo de caminhoneiros bloqueou a BR-010 em um trecho do Km 246, em frente a um posto de combustível. Somente uma faixa da pista é liberada para passagem de automóveis. Em Caxias, na BR-316, o protesto se concentra Km 554. Assim como em Imperatriz, todos os outros tipos de veículos seguem com autorização dos manifestantes, exceto os caminhões. Em São Domingos do Azeitão, a 633 km de São Luís, uma manifestação começou no fim da manhã no km 216 da BR-230, próximo ao acesso para o município de Benedito Leite. São cerca de 25 a 30 manifestantes, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal. Outra protesto que se iniciou no começo da tarde ocorre no km 131 da BR-010 em Estreito, onde manifestantes também bloquearam a rodovia. Mato Grosso Dez pontos de protesto são registrados nesta manhã nas rodovias federais de Mato Grosso. Há atos em Cuiabá, Sinop, Primavera do Leste, Campo Verde, Sapezal, Comodoro, Rondonópolis, Nova Mutum e Tangará da Serra. Segundo a concessionária que administra a rodovia, Rota do Oeste, em todos os pontos está liberada a passagem de veículos de passeio, ambulâncias e veículos de carga viva e perecíveis. Protesto de caminhoneiros na BR-163 em Rondonópolis, nesta terça-feira (22) Maycon Araújo/TV Centro América Mato Grosso do Sul Em Campo Grande, caminhoneiros protestam em dois pontos da BR-163, na altura do km 477 e km 550. Eles estão liberando a passagem somente para carros de passeio, ambulâncias e ônibus, sem a queima de pneus. São cerca de 2 km de congestionamento. Na cidade de Bandeirantes, a 71 km de Campo Grande, caminhoneiros também estão parados na rodovia, km 550, sentido São Gabriel do Oeste. Já em Eldorado, a paralisação está na altura do km 39. Em Naviraí, na altura do km 117. No município de Rio Brilhante, caminhoneiros estão na altura do km 323. No caso de Paranaíba, a categoria parou na BR 158, altura do km 96 e, em Sidrolândia, BR-060, km 420, com pista liberada desde as 8h. Minas Gerais De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) há manifestantes em 20 trechos das estradas federais que cortam o estado. Uma delas é na Rodovia Fernão Dias, em Igarapé, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Os manifestantes ocupam uma faixa no sentido Belo Horizonte e outra na direção de São Paulo. Segundo a PRF, não há congestionamento em nenhuma das rodovias, porque o tráfego flui nas faixas liberadas. No Sul de Minas, os motoristas seguem parados em pelos menos quatro rodovias - Fernão Dias, BR-491, BR-265 e MG-050. Há também manifestações no Triângulo Mineiro e na região Centro-Oeste. Pará De acordo com a PRF, por volta das 9h a BR-316, no km 23, estava totalmente bloqueada nos dois sentidos. O trecho fica em Benevides, região metropolitana de Belém, onde o engarrafamento chega a 10 km de extensão. Já em Paragominas, no km 165 da BR-010, a interdição é parcial. Os manifestantes estão permitindo a passagem de veículos particulares e de emergência. Paraíba O trecho da Alça Sudoeste, na BR-230, em Campina Grande, está interditado desde as 7h. Caminhoneiros colocaram pneus na pista, mas estão liberando a passagem para carros de passeio. Também há pontos de interdição na BR-104, na saída para o Sertão paraibano e na BR-110, no município de Monteiro. Protesto também acontece na cidade de Monteiro Edivaldo José/Arquivo Pessoal Paraná Caminhoneiros fazem o 2º dia de protestos nas rodovias do Paraná contra o aumento do diesel. Não há estradas totalmente bloqueadas nas estradas federais, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Uma determinação judicial proíbe que eles fechem totalmente as rodovias federais, sob pena de multa de R$ 100 mil por hora. Pernambuco Caminhoneiros realizaram uma manifestação na BR-232, em Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco, contra o aumento no preço dos combustíveis. O protesto, que ocorreu nos dois sentidos da rodovia, teve início às 8h31 e terminou por volta das 10h20. A BR-232 foi liberada. Manifestantes também interditam uma faixa da BR-101, no município de Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o protesto começou por volta das 8h, no quilômetro 83, nas proximidades da fábrica da Vitarella. A PRF ainda não sabe informar a extensão do congestionamento no local. A BR-316, em Ouricuri, no Sertão Pernambucano, também registra protesto. O congestionamento é de cerca de 15 km nos dois sentidos. Apenas ambulâncias, veículos de carga de animais, transportes escolares e carros de passeio podem passar pelo bloqueio. Caminhoneiros bloquearam a PI-247 no Sul do Piauí Arquivo Pessoal/Eduardo Gomes Lima Piauí Mais de 200 caminhoneiros fecharam a PI-247, na entrada de Uruçuí, Sul do Piauí. A manifestação começou desde às 7h desta terça e não tem previsão para terminar. Para bloquear a rodovia, os caminhoneiros queimaram pneus e depois de negociação com a polícia decidiram liberar uma das vias para passagem de veículos de passeio e ônibus. Centenas de caminhões estão estacionados ao longo da rodovia. Rio de Janeiro Motoristas fazem manifestação em três estradas de acesso ao Rio. Na Rodovia Presidente Dutra, é interditada uma faixa no sentido Rio e o acostamento, na altura do quilômetro 276, Barra Mansa. O trânsito está fluindo pela faixa da direita e o congestionamento atinge dois quilômetros. Tempo real: acompanhe a situação do trânsito Na rodovia BR-101, caminhoneiros interditam o acostamento nos trechos de Manilha e Campos. Na Rodovia Washington Luiz, o ato é realizado em três pontos: no km 810, no acostamento, e nos km 808 e 780 nos dois sentidos da rodovia BR-040. Os motoristas permitem a passagem de outros veículos. Caminhoneiros fazem protesto em rodovias do Rio de Janeiro Reprodução / TV Globo Rio Grande do Norte Caminhoneiros voltaram a interditar parcialmente o trecho do quilômetro 106 da BR-101 em Parnamirim, região metropolitana de Natal, no final da manhã. Após deixar apenas uma faixa liberada ao tráfego, o ato foi encerrado por volta das 19h. Também foi registrada interdição na BR-304, na altura de Mossoró, no Oeste potiguar. Os caminhoneiros liberaram a via por volta das 17h40, de acordo com a PRF. Rio Grande do Sul Por volta das 8h30, caminhoneiros protestavam em ao menos 15 pontos de rodovias federais e estaduais, sem bloqueios, segundo a Polícia Rodoviária Federal. Em Araricá, a fila de caminhões parados na rodovia chegava a 8 km por volta das 9h30. Em todos os pontos, caminhoneiros se aglomeravam às margens das rodovias, abordando transportadores de cargas, mas sem prejuízos para o tráfego. A GM divulgou uma nota informando que o movimento dos caminhoneiros está impactando o fluxo logístico em suas fábricas no Brasil, com reflexo nas exportações. "Com a falta de componentes, as linhas de produção começam a ser paralisadas e também estamos enfrentando dificuldades na distribuição de veículos à rede de concessionárias", ressalta a nota. Manifestação ocorrida em Araricá, no Vale do Sinos, na madrugada desta terça-feira (22) Reprodução/RBS TV Rondônia A BR-364 foi interditada por caminhoneiros na região de Candeias do Jamari, cerca de 20 km de Porto Velho. Os manifestantes montaram barricadas de pneus e estão barrando o tráfego de caminhões, com passagem permitida apenas para ônibus, carros pequenos e ambulâncias. Até as 10h30 havia um congestionamento de mais de 10km na região. Roraima Um ato com 150 pessoas acontece no trecho urbano da BR-174, em Boa Vista. Caminhões, carretas e carros de passeio estão estacionados no acostamento da pista direito, no sentido bairro-centro. De acordo com a PRF, a uma das vias chegou a ficar interditada por 15 minutos. Santa Catarina Os atos ocorrem na Serra Catarinense, Oeste, Litoral, Vale de Itajaí, Grande Florianópolis, Norte e Sul. Caminhoneiros passaram a noite em pelo menos 17 pontos de rodovias federais. Às 8h, o km 282, na BR-101, em Imbituba, tinha bloqueio total dos caminhoneiros. Nos demais pontos não são registrados bloqueios totais no trânsito, mas a Polícia Rodoviária Federal (PRF) considerava os locais como pontos de atenção para os motoristas. São Paulo Capital: por volta das 12h40, os manifestantes bloquearam a Rodovia Régis Bittencourt nos dois sentidos incendiando uma barricada de pneus, na altura de Embu das Artes. A interrupção na via causa trânsito de cerca de 1 km tanto no sentido Curitiba quanto no sentido São Paulo. Vale do Paraíba: pelo 2º dia consecutivo, caminhoneiros protestam contra o aumento do diesel na Dutra em Jacareí, Pindamonhangaba e Lorena. Em Jacareí havia lentidão de ao menos 1 quilômetro, por volta das 7h desta terça, na região do Parque Meia Lua. Carretas e caminhões estão estacionados no acostamento da rodovia. Litoral: a categoria se concentra no viaduto da Alemoa, um dos acessos ao Porto de Santos. O protesto não causa interdições ou congestionamentos nas rodovias da região. Também há manifestação em Guarujá, na Rua do Adubo, que dá acesso aos terminais da margem esquerda do Porto de Santos. Segundo a Polícia Rodoviária, carretas não consegue passar pelo local. Na Comandante João Ribeiro de Barros (SP-255), que liga Tupã a Marília, manifestantes usaram um caminhão para interditar as duas vias, causando congestionamento. Em Botucatu, os manifestantes estacionaram cerca de 30 caminhões na rodovia João Hipólito Martins. Já em Bauru, os motoristas permanecem na rodovia Marechal Rondon, próximo ao trevo que dá acesso à Marília. Os veículos estão estacionados no acostamento, sem interferir no tráfego da rodovia. Na região de Itapetininga foram registrados protestos em Itapetininga, Capão Bonito, Taquarituba, Taquarivaí, Angatuba, Itaberá e Tatuí (SP). As manifestações estão sendo acompanhadas pela PM e Polícia Rodoviária. Nenhuma rodovia foi interditada. Na Rodovia Geraldo de Barros (SP-304), em Piracicaba, ocorre um bloqueio parcial na altura do quilômetro 169, no bairro Santa Terezinha. Os manifestantes permitem apenas a passagem de carros. Segundo a PMR, uma faixa de cada sentido foi interditada, além do acostamento. No Oeste Paulista também são realizados atos em Osvaldo Cruz, Tupi Paulista, Presidente Prudente e Panorama Em Bebedouro, na Rodovia Brigadeiro Faria Lima, a manifestação pacífica reúne entre 300 e 500 veículos. Os manifestantes falam em 700 caminhões. Em Mococa, cerca de 15 caminhoneiros realizaram uma manifestação no quilômetro 268 da Rodovia Abraão Assed (SP-338) no início da tarde. Em Salto, um grupo de caminhoneiros interditou uma das faixas e o acostamento da Rodovia Hélio Steffen (SP-75), no km 36, por volta das 18h. Um grupo de motociclistas fechou a rodovia Anhanguera, no km 56, para protestar a favor dos caminhoneiros em Jundiaí. A manifestação foi bem rápida e durou alguns minutos. Pela manhã, em Votorantim, os manifestantes se reuniram na altura do quilômetro 100 da Rodovia Raimundo Antunes Soares (SP-79), próximo a um posto de combustíveis. O trânsito não foi interditado. Cerca de 80 motoristas de vans, segundo a polícia, se concentraram no Parque das Águas, em Sorocaba. O tráfego ficou lento em vários pontos e houve congestionamento, por volta das 9h. Caminhoneiros fazem protesto no acesso ao Porto de Santos, SP. Solange Freitas/G1 Sergipe Desde as primeiras horas desta terça, dezenas de caminhoneiros fecharam a entrada o Porto de Sergipe, localizado no município de Barras dos Coqueiros, na Grande Aracaju. Por volta das 10h, os manifestantes fecharam os dois sentidos da BR-101 no Povoado Pedra Branca, no município de Laranjeiras. Caminhoneiros concentrados na acesso ao Porto de Sergipe Conlutas Tocantins Por volta das 8h, havia interdições em Araguaína, Colinas do Tocantins, Fortaleza do Tabocão, Paraíso do Tocantins, Gurupi e Pedro Afonso. É impedida a passagem de caminhões e caminhonetes. Em Alvorada, também foi registrado protesto, mas não há interdição. Caminhões fecham trecho da BR-153 em Gurupi Jairo Santos/TV Anhanguera
    Mulheres são presas após tentarem embarcar com cocaína em aeroporto de Porto Velho

    Mulheres são presas após tentarem embarcar com cocaína em aeroporto de Porto Velho


    Passageiras teriam como destino Fortaleza (CE). Polícia Federal afirma que mulheres tentaram embarcar com mais de 6 kg de cocaína. Mulheres foram flagradas com drogas presas ao corpo em aeroporto de Porto Velho PF/ Dilvugação Duas mulheres foram...


    Passageiras teriam como destino Fortaleza (CE). Polícia Federal afirma que mulheres tentaram embarcar com mais de 6 kg de cocaína. Mulheres foram flagradas com drogas presas ao corpo em aeroporto de Porto Velho PF/ Dilvugação Duas mulheres foram presas no Aeroporto Internacional Governador Jorge Teixeira após tentarem embarcar com tabletes de cocaína presas ao corpo, na madrugada desta segunda-feira (21) em Porto Velho. As mulheres tinham como destino Fortaleza (CE). Segundo a Polícia Federal (PF), a prisão se deu durante fiscalização periódica, que tem como objetivo prevenir e reprimir o tráfico de drogas no aeroporto da capital. As mulheres foram descobertas após revista realizada por funcionárias da Infraero, quando foram encontrados invólucros contendo cerac de 6kg cocaína, presos aos troncos e pernas das duas mulheres. Conforme a PF, elas foram conduzidas para a Superintendência da Polícia Federal, onde foi registrado que as duas mulheres tentaram embarcar com a droga. Mais de 6kg da droga foram apreendidos PF/ Dilvugação Segundo os policiais, as mulheres afirmaram não saber a origem da droga e nem dos fornecedores ou compradores da substância. Elas disseram, ainda, que receberam a droga de um desconhecido e que os traficantes entrariam em contato com elas após chegarem no Ceará. Diante disso, as duas forma autuadas pela PF por tráfico interestadual de drogas e encaminhadas ao presídio feminino da capital, onde irão ficar à disposição das Justiça Estadual.
    Copa do Mundo deve movimentar R$25,1 milhões no Ceará

    Copa do Mundo deve movimentar R$25,1 milhões no Ceará


    Os segmentos especializados em vendas de aparelhos eletroeletrônicos e eletrodomésticos, além de artigos de vestuário esportivo são os mais impactados de forma positiva.  Segundo a CNC, os números representam um aumento de 7,9% em relação às...


    Os segmentos especializados em vendas de aparelhos eletroeletrônicos e eletrodomésticos, além de artigos de vestuário esportivo são os mais impactados de forma positiva.  Segundo a CNC, os números representam um aumento de 7,9% em relação às vendas registradas no mesmo período de 2014, quando o varejo nacional contabilizou um faturamento extra de R$1,39 bilhão por conta do evento. Divulgação Um levantamento feito pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aponta que o Mundial de Futebol da Rússia deverá gerar um impacto positivo de R$1,51 bilhão no faturamento do comércio varejista brasileiro. No Ceará, esse montante chega a R$25,1 milhões. Segundo a CNC, os números representam um aumento de 7,9% em relação às vendas registradas no mesmo período de 2014, quando o varejo nacional contabilizou um faturamento extra de R$1,39 bilhão por conta do evento. Embora o fluxo de consumidores nas lojas seja afetado, especialmente durante os jogos do Brasil, a cada quatro anos, as vendas costumam reagir favoravelmente nos meses que antecedem o Mundial. Os segmentos do varejo especializados nas vendas de aparelhos eletroeletrônicos e eletrodomésticos, além de artigos de vestuário esportivo historicamente são os mais impactados de forma positiva. Especificamente para o Mundial deste ano, a expectativa da CNC é de que o ramo de eletroeletrônicos, onde se concentram as vendas de televisores deverá responder por praticamente metade, 49,4% do faturamento do setor no decorrer do evento. Com a relativa estabilidade da taxa de câmbio nos últimos meses os aparelhos importados deverão voltar às prateleiras do varejo especializado. De acordo com dados da balança comercial brasileira, a importação de televisores cresceu 59% nos seis últimos meses. Além das importações, a indústria nacional também acelerou a produção de produtos eletrônicos para fazer frente ao aumento sazonal de demanda. De acordo com Pesquisa Industrial Mensal do IBGE, no primeiro bimestre de 2018, a fabricação de produtos eletrônicos, de informática e óticos avançou 31,5% em relação aos dois primeiros meses do passado. A CNC também revela que os aparelhos novos encontram-se mais baratos em relação a junho de 2014 nas regiões metropolitanas de São Paulo (-0,2%), Belém (-0,9%), Rio de Janeiro (-2,2%) e Belo Horizonte (-7,9%). As maiores altas em quase quatro anos ocorreram em Goiânia (+9,0%) e na Grande Fortaleza (+10,9%).
    Piloto suspeito de participar da morte de chefes do tráfico diz que não sabia de emboscada, afirma delegado

    Piloto suspeito de participar da morte de chefes do tráfico diz que não sabia de emboscada, afirma delegado


    Membros da Polícia Civil do Ceará ouviram o preso dentro do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, onde ele está detido. Felipe Ramos Morais, de 31 anos, foi preso em Caldas Novas. Piloto suspeito de participar da morte de chefes do tráfico...


    Membros da Polícia Civil do Ceará ouviram o preso dentro do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, onde ele está detido. Felipe Ramos Morais, de 31 anos, foi preso em Caldas Novas. Piloto suspeito de participar da morte de chefes do tráfico diz que não sabia de emboscada Preso em Aparecida de Goiânia, o piloto Felipe Ramos Morais, de 31 anos, foi ouvido nesta sexta-feira (18) por delegados do Ceará. Ele é suspeito de envolvimento na morte de chefes de quadrilhas de tráfico de drogas Rogério Jeremias de Simone, o Gegê do Mangue, e Fabiano Alves de Souza, o Paca. Segundo os investigadores, ele alegou que não sabia sobre a emboscada que levou à morte da dupla. “Ele disse que foi só o piloto e que não sabia de nada do que iria acontecer. Para ele era só mais um transporte de pessoas, como ele já fazia. Ele disse que foi mais uma testemunha. Essa versão dele é uma possibilidade que vamos analisar ainda”, disse o titular da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) do Ceará, Harley Filho. Também conforme o delegado, o preso confirmou algumas informações sobre a ação e tirou dúvidas sobre a dinâmica da ação. O contato do preso, segundo Harley, era com Wagner Ferreira da Silva, conhecido como “Cabelo Duro”, que foi morto em fevereiro de 2018 em São Paulo. Felipe Ramos Morais, de 31 anos, preso em Caldas Novas Divulgação/Polícia Civil O suspeito foi localizado em um condomínio de luxo em Caldas Novas. A corporação contou que procurava um piloto de Anápolis que estava desaparecido e era suspeito de trazer drogas do Paraguai para Goiás. No entanto, Felipe foi encontrado no lugar dele, usando um documento falso. À Polícia Civil, o preso teria dito que usava o documento falso por ter feito serviços para organizações criminosas e ter medo de ser encontrado por esses grupos. O homem tem um mandado de prisão em aberto no Ceará, no entanto, a corporação informou à TV Anhanguera que o processo corre em sigilo e não pode informar por qual crime ele é procurado. Felipe mantém em Goiânia (GO) uma empresa de aluguel de aeronaves. São quatro helicópteros modelo Robinson 44 no nome da empresa dele, sem intermediários. Duas das aeronaves da empresa, porém, não podem voar: uma era usada por Felipe quando ele foi preso transportando pasta base de cocaína em 2012, e a outra quando ele foi preso novamente suspeito do mesmo crime em 2015. Em imagens, homens se preparam para executar Gegê do Mangue e Paca A emboscada Felipe era piloto do helicóptero usado na operação em que os chefes do tráfico foram assassinados. Na época, ele informou, por meio de seu advogado, que foi contratado por Wagner Ferreira da Silva, conhecido como Cabelo Duro, também da cúpula do Primeiro Comando da Capital (PCC) e executado a tiros na frente de um hotel em São Paulo dias depois. O piloto afirmou que deveria levar passageiros do Ceará para São Paulo, mas foi obrigado a pousar pouco depois da decolagem. Felipe negou ter simulado uma pane na aeronave e disse que viu as execuções na reserva indígena de Aquiraz, a 30 quilômetros de Fortaleza. Gegê do Mangue era foragido da Justiça e apontado como o segundo chefe na hierarquia da facção criminosa de São Paulo, abaixo apenas de Marcola. Os corpos dele e de Paca foram encontrados com marcas de tiros. Nove câmeras de segurança captaram os detalhes da emboscada. Investigação Segundo a investigação, o helicóptero saiu de São Paulo com sete ocupantes, incluindo Cabelo Duro. Depois de ser usado em uma emboscada no Ceará, pousou em uma área de mata no Rio Grande do Norte, onde os assassinos tentaram destruir provas do duplo homicídio. A principal suspeita para o crime é que os assassinos são integrantes da própria facção e teriam agido a mando de Marcola. A motivação seria vingança. Em dezembro, um ex-chefe da quadrilha, Edílson Nogueira, conhecido por Birosca, foi assassinado dentro da cadeia. A ordem teria partido de Gegê do Mangue, sem a permissão de Marcola. Um bilhete encontrado em um presídio no interior de São Paulo sugere que Gegê e Paca foram mortos pelo próprio PCC porque teriam desviado dinheiro da facção. A mensagem citava Cabelo Duro. Veja outras notícias da região no G1 Goiás.
    Governadores do Nordeste e de Minas Gerais divulgam carta contra privatização da Eletrobras

    Governadores do Nordeste e de Minas Gerais divulgam carta contra privatização da Eletrobras


    Encontro dos gestores estaduais aconteceu no Recife, nesta sexta-feira (18). Reunidos no Recife, governadores do Nordeste e de MG se posicionaram contra privatização da Eletrobras Governadores de estados do Nordeste e de Minas Gerais assinaram,...


    Encontro dos gestores estaduais aconteceu no Recife, nesta sexta-feira (18). Reunidos no Recife, governadores do Nordeste e de MG se posicionaram contra privatização da Eletrobras Governadores de estados do Nordeste e de Minas Gerais assinaram, nesta sexta-feira (18), uma carta em que se posicionam contra a privatização da Eletrobras e suas subsidiárias. Os gestores estaduais se reuniram no Palácio do Campo das Princesas, sede do governo pernambucano, na área central do Recife. (Veja vídeo acima) "Toda a região do Nordeste está unida, o estado de Minas Gerais está solidário a nós contra a privatização do sistema Eletrobras, da Chesf, que, no nosso entender, na verdade, caso ocorra, é a privatização do Rio São Francisco, da vazão da água. Isso vai afetar milhares de famílias nordestinas que têm hoje, com a conclusão do canal de transposição do Rio São Francisco, um ativo importante para o abastecimento de água e ao mesmo tempo para a produção dos projetos irrigados. E tudo isso é motivo de preocupação", disse o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB). Além do anfitrião, estiveram presentes os governadores da Paraíba (Ricardo Coutinho - PSB), Rio Grande do Norte (Robinson Faria - PSD), Ceará (Camilo Santana - PT), Piauí (Wellington Dias - PT), Bahia (Rui Costa - PT) e Minas Gerais (Fernando Pimentel - PT). O governador de Alagoas, Renan Filho (MDB), esteve no início da manhã e foi embora antes do término da reunião. Faltaram ao encontro os goverandores de Sergipe (Belivaldo Chagas - PSD) e do Maranhão (Flávio Dino - PCdoB) . Encontro dos governadores do Nordeste ocorreu no Palácio do Campo das Princesas, no Centro do Recife Reprodução/TV Globo "Essa não é a agenda que o Brasil votou em 2014. Essa pauta foi derrotada. Está em cima da mesa porque passaram a governar sem terem sido eleitos e ninguém pode afetar tão produndamente a vida coletiva da sociedade sem passar por uma eleição", acrescentou o governador da Paraiba, Ricardo Coutinho, sobre a política de privatização. A comissão especial mista que analisou a Medida Provisória 814/17, que trata da privatização da Eletrobras e suas distribuidoras, como a Chesf, e de outras mudanças no setor, aprovou no dia 9 de maio o relatório do deputado Júlio Lopes (PP-RJ), por 17 votos a 7. O texto ainda precisa ser aprovado pelos plenários da Câmara e do Senado. Depois disso, vai para sanção do presidente Michel Temer. A validade da MP encerra no dia 1° de junho. A carta aborda as preocupações dos gestores com a privatização da Chesf, que usa a água do Rio São Francisco para gerar energia elétrica. "Se a água pertece ao povo, usada por agricultores e em atrações turísticas, como privatizá-la? Não podemos privatizar um setor tão estratégico como esse", disse o governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria. Repasses O documento ainda direciona críticas às politcas de segurança e de repasse de recursos aos estados. "Eles [o governo federal] têm mudado a regra e, na nossa opinião, até de forma ilegal, para impedir que recursos cheguem aos estados. Impedindo crédito até mesmo de bancos internacionais, onde o governo federal não bota um real. A Bahia, como outros estados, tem um contrato pronto pra assinar com um banco europeu e o governo federal impede que isso aconteça", disse Rui Costa, governador da Bahia. Pleitos A carta divulgada ao final do encontro cobra "efetivas soluções" para 11pleitos, entre investimos, financiamentos e apoio para a região voltar a crescer. O documento será enviado à Presidência da República, ao Senado, à Câmara dos Vereadores e ao Supremo Tribunal Federal. Confira os pleitos: "1. Rediscussão do Equilíbrio Federativo no que diz respeito a receitas, transferências, despesas e competência; 2. Exclusão da Chesf do grupo Eletrobrás, transformado-a numa empresa pública, vinculada ao Ministério da Integração Nacional; 3. Ações de convivência com a seca e a conclusão da Transposição do Rio São Francisco e demais obras hídricas; 4. Adoção de medidas para superar o subfinanciamento do Sistema Único de Saúde - SUS, como forma de reverter a precarização dos serviços de saúde; 5. Estruturação do Sistema Único de Segurança Pública e de um Plano Nacional, com efetiva operacionalização e desembolso do crédito anunciado; 6. Retomada das obras das ferrovias Transnordestina, de Integração Oeste Leste Baiano (Fiol) e Norte-Sul, e de outras obras estruturadoras; 7. Priorização da região Nordeste no programa de concessões e novos leilões da ANP; 8. Incentivo à modernização e competitividadeda indústria nacional, com olhar especial para o setor de petróleo, óleo e gás, propiciando o crescimento, revertendo a retração da economia e gerando emprego e renda no Brasil; 9. Disponibilização de recursos orçamentários para o Sistema Único de Assistência Social (Suas) e seus diversos programas, em especial o Bolsa Família, que tem sofrido cortes inegáveis; 10. Desoneração do PIS e Confins, sobre faturamento das companhias estaduais de saneamento básico; 11. Acesso efetivo aos funanciamentos incluídos no Programa e Ajuste Fiscal (PAF), pactuado com a União."
    Cinco Práticas de Manipulação de Alimentos Recomendadas pelo Senac

    Cinco Práticas de Manipulação de Alimentos Recomendadas pelo Senac


    Algumas dicas são válidas para qualquer pessoa que manipule alimentos, sejam cozinhas domésticas ou comerciais A higienização, o manuseio e a conservação dos alimentos são fundamentais para garantir a saúde em casa ou no...


    Algumas dicas são válidas para qualquer pessoa que manipule alimentos, sejam cozinhas domésticas ou comerciais A higienização, o manuseio e a conservação dos alimentos são fundamentais para garantir a saúde em casa ou no restaurante. Divulgação Alguns cuidados no manuseio e preparo de alimentos são fundamentais para a saúde. Muito embora sejam hábitos que pareçam básicos ou conhecidos por todos, reforçá-los pode ser útil para evitar intoxicações ou contaminações. No vídeo, a instrutora do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial – Senac, Deborah Mendes dá algumas dicas que são válidas para qualquer pessoa que manipule alimentos, sejam cozinhas domésticas ou comerciais. Instrutora do Senac, Deborah Mendes fala sobre segurança alimentar Para quem atua direta ou indiretamente na manipulação de alimentos, o Senac possui cursos alinhados com as legislações vigentes, bem como formação voltada para atividade prática nas áreas operacional, processual de auditoria e consultoria. A Instituição está com matrículas abertas para os cursos: Boas Práticas na Manipulação de Alimentos, Controle de Qualidade no Setor Alimentício, Rotulagem Nutricional, Auditor Interno em Boas Práticas, Interpretação da ISO 22000 – Sistemas de Gestão da Segurança de Alimentos, Sistema de Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle, Elaboração do Manual de Boas Práticas na Manipulação de Alimentos e Boas Práticas na Manipulação de Alimentos para Responsável Técnico. SERVIÇO: CURSOS SEGURANÇA ALIMENTAR Local: Senac Centro - Av. Tristão Gonçalves, 1245 (85) 3270.5400/ www.ce.senac.br Senac Aldeota – Rua Tibúrcio Cavalcante, 1750 (85) 3433. 3884 * O Senac/CE é uma entidade mantida pelos empresários do comércio de bens, serviços e turismo.
    Operação de combate à pornografia infantil prende 251 pessoas no país

    Operação de combate à pornografia infantil prende 251 pessoas no país


    Operação 'Luz na Infância 2' mobiliza 2,6 mil policiais em 24 estados e no DF. Alvos são pessoas que possuem conteúdos de exploração sexual contra crianças e adolescentes. Operação contra pornografia infantil prende 251 em 24 estados e no...


    Operação 'Luz na Infância 2' mobiliza 2,6 mil policiais em 24 estados e no DF. Alvos são pessoas que possuem conteúdos de exploração sexual contra crianças e adolescentes. Operação contra pornografia infantil prende 251 em 24 estados e no DF A maior operação de combate à pornografia infantil na história do Brasil prendeu 251 pessoas, em flagrante, até as 18h desta quinta-feira (17) em todo o país. O dado é do Ministério Extraordinário da Segurança Pública. O número final pode ser ainda maior. Até o fim da tarde, policiais civis de 24 estados e do Distrito Federal ainda trabalhavam para cumprir mandados e checar apreensões. O balanço final da operação deve ser divulgado nesta sexta (18). Operação Luz na Infância 2 Arte/G1 À noite, o presidente Michel Temer publicou, no Twitter, vídeo em que aparece ao lado do ministro de Segurança Pública, Raul Jungmann. Além da operação desta quinta, ele citou outras realizações da pasta. "Na semana passada ou duas semanas atrás, operação da Polícia Militar, mais de 100 mil homens em todo o país com mais de 5 mil flagrantes em todo país. É a segurança pública do governo federal, comandada pelo ministro Raul Jungmann, que dá os melhores resultados", declarou. De acordo com o ministério, foram presas 128 pessoas na região Sudeste, 47 no Nordeste, 38 no Sul, 21 no Centro-Oeste e 17 na região Norte. Os dados por estado também só serão divulgados nesta sexta. "Nas capitais, equipes das policiais civis seguem trabalhando para checar e contabilizar conteúdos apreendidos para instrução de inquéritos", diz o ministério. Raul Jungmann fala sobre a maior operação contra pedofilia realizada no Brasil “Pela primeira vez na história, temos informações para produzir estatísticas nacionais na área de segurança, possibilitando o desenvolvimento de um plano nacional de segurança pública e defesa", disse o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann. Até então, segundo ele, os documentos existentes não eram analisados de forma conjunta pelos órgãos nacionais de segurança. Policiais cumprem 55 mandados contra pedofilia no Rio de Janeiro Foram cumpridos 579 mandados de busca e apreensão no Distrito Federal e em 24 estados – apenas Paraná e Rio Grande do Norte não estão na operação. Alvos O principal alvo da polícia nesta quinta-feira (17) foi preso em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, com 780 mil arquivos baixados. Policiais prendem mais de 100 pessoas em operação contra pedofilia A ação nacional intitulada Luz na Infância 2 é coordenada pelo Ministério Extraordinário da Segurança Pública e realizada pelas polícias civis de cada estado. Segundo o ministro Raul Jungmann, 1 milhão de arquivos foram analisados. Ao todo, 2,6 mil policiais de todo o país fazem apreensão de arquivos com conteúdos relacionados a crimes de exploração sexual contra crianças e adolescentes. Suspeitos também estão sendo detidos em flagrante. Secretário Nacional de Segurança Pública conta detalhes da ação Luz na Infância 2 Os alvos foram identificados pela Diretoria de Inteligência da Secretaria Nacional de Segurança Pública com base em elementos informativos coletados em ambientes virtuais. A operação é realizada na véspera do Dia Nacional de Combate à Violência e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Homem preso em Campo Grande (MS) durante operação de combate à pornografia infantil Allysson Maruyama/TV Morena Parte dos presos é reincidente no crime, mas a maioria deles nunca havia sido detido, devido à dificuldade para rastrear esse tipo de material – parte dele está na "dark web", acessível apenas por meio de programas específicos e impossível de ser visto por mecanismos de busca tradicionais. Por razões de segurança, o diretor de inteligência da Secretaria Nacional de Segurança Pública, Carlos Afonso Gonçalves Coelho, não detalhou a forma como os arquivos foram encontrados. "O que posso dizer que é estamos fazendo, desde o ano passado, capacitação do efetivo e desenvolvimento de novas tecnologias", afirmou. Polícia Civil cumpre mandados de busca e apreensão em Mato Grosso e em Pernambuco Veja a situação em cada estado: Acre Alagoas Amapá Amazonas Bahia Ceará Distrito Federal: um dos presos é um empresário de 57 anos, dono de um restaurante. Espírito Santo Goiás Maranhão Mato Grosso: um professor de inglês de 45 anos foi preso em Barra dos Garças, a 516 km de Cuiabá. Mato Grosso do Sul: um policial civil está entre os detidos. Minas Gerais: em Uberlândia, foi preso o principal alvo da operação, com 780 mil arquivos baixados; nas cidades do Vale do Aço e Vale do Rio Doce, foram três pessoas presas; em São Sebastião do Paraíso, um homem de 61 anos preso admitiu ter utilizado o computador de uma escola estadual para acessar os vídeos. Pará Paraíba Pernambuco Piauí Rio de Janeiro: em Campos, um homem foi preso com HDs, discos e notebook com material pornográfico; em Petrópolis, além do material, um idoso tinha um revólver. Rio Grande do Sul Rondônia Roraima: um funcionário público foi preso com fotos de crianças a partir de 5 anos. Santa Catarina São Paulo: em Campinas, um ex-sargento da polícia foi preso em flagrante, com quase mil fotos de pornografia infantil; em São Miguel Arcanjo, um dos presos atraía crianças com brinquedos e balas; em São José do Rio Pardo, um jovem de 21 anos foi detido; na região de Presidente Prudente, foram dois presos; e na Baixada Santista e no Vale do Ribeira, foram cinco presos. Sergipe Tocantins Operação contra pornografia infantil cumpre mandados em 24 estados e no DF Na primeira edição da operação Luz na Infância, realizada em 20 de outubro de 2017, foram cumpridos 157 mandados de busca e apreensão de computadores e arquivos digitais. À época, 112 pessoas foram presas. Segundo Carlos Afonso Gonçalves Coelho, na primeira etapa os arquivos foram analisados entre quatro e seis meses. Desta vez, com o aprimoramento tecnológico, o tempo foi otimizado: O serviço de inteligência chegou aos alvos em dois meses. Suspeito de 24 anos é detido em São José do Rio Preto (SP) durante operação contra pedofilia André Modesto/TV TEM Os alvos e os crimes Todas as pessoas presas nesta quinta-feira (17) estavam com uma quantidade “considerável” de arquivos de pornografia infantil armazenados, segundo o coordenador do Laboratório de Inteligência Cibernética da Secretaria de Segurança Pública, Alessandro Barreto. "Não era como se tivessem baixado sem querer. O mínimo foi 150 arquivos. Teve alguns com 50 mil, 80 mil. Um deles foi preso com mais de 200 mil arquivos armazenados." Ainda de acordo com Barreto, o perfil dos criminosos é variado. Foram identificados homens e mulheres, estudantes, advogados, profissionais da saúde e até educadores. "Teve um técnico de enfermagem que preso na Operação Peter Pan, em São Paulo, por armazenar pornografia infantil no computador de casa e, desta vez, foi preso de novo, mas com os arquivos no trabalho", disse. Os crimes investigados nesta operação são: Armazenar fotos ou qualquer material de pronografia infantil ou que revele clara violência sexual de crianças e adolescentes: de 1 a 4 anos de prisão. Compartilhamento de pornografia infantil: de 3 a 6 anos de prisão. Produção de pornografia infantil: de 4 a 8 anos de prisão. Polícia Civil faz megaoperação contra pedofilia em 24 estados e no DF Pedofilia é doença A pedofilia está entre as doenças classificadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como transtorno de preferência sexual. Pedófilos são pessoas adultas (homens e mulheres) que têm preferência sexual por crianças – meninas ou meninos - do mesmo sexo ou de sexo diferente, geralmente pré-púberes (que ainda não atingiram a puberdade) ou no início da puberdade. O Código Penal considera crime a relação sexual ou ato libidinoso (todo ato de satisfação do desejo, ou apetite sexual da pessoa) praticado por adulto com criança ou adolescente menor de 14 anos. Conforme o artigo 241-B do ECA é considerado crime, inclusive, o ato de "adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente." Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.
    Sindieventos e Abeoc fazem campanha para fortalecer Turismo de Eventos e Negócios

    Sindieventos e Abeoc fazem campanha para fortalecer Turismo de Eventos e Negócios


    Fatores como o hub, os cruzeiros marítimos e o Centro de Eventos contribuem para o crescimento do setor Principal ação da campanha é o fortalecimento da cadeia e a consolidação do Ceará com principal destino do Turismo de Eventos e Negócios do...


    Fatores como o hub, os cruzeiros marítimos e o Centro de Eventos contribuem para o crescimento do setor Principal ação da campanha é o fortalecimento da cadeia e a consolidação do Ceará com principal destino do Turismo de Eventos e Negócios do País Jr Panela O Sindicato das Empresas Organizadoras de Eventos e Afins no Estado do Ceará - Sindieventos CE e a Associação Brasileira de Empresas de Eventos – ABEOC estão promovendo uma campanha que tem como foco a cadeia produtiva do setor de Turismo de Eventos e Negócios. O segmento tem motivos para acreditar no seu crescimento, devido aos novos impulsos, como a implantação do hub (centro de conexão de voos) da Air France-KLM e início da operação dos novos voos ligando Fortaleza à Europa. Conforme dados da Secretaria do Turismo do Estado (Setur), o turista de negócios gasta, em média, três vezes mais que o turista de lazer. Em 2016, de acordo com o levantamento, mais de 900 mil turistas chegaram ao Ceará, tendo como motivação negócios, trabalho e participação em congressos e eventos. Os dados mostram ainda que os turistas de lazer foram responsáveis por um gasto per capita (por pessoa) de R$ 2.248,65 em 2016, enquanto que o gasto per capita do turista de negócios/trabalho e do turista de congressos/eventos, juntos, ultrapassaram os R$ 4.600,00. Circe Jane Teles, presidente do Sindieventos-Ce, destaca que um dos pontos da campanha é o fortalecimento desta cadeia e a consolidação do Ceará com principal destino do Turismo de Eventos e Negócios do País, considerando a posição estratégica, os equipamentos como o Centro de Eventos do Ceará, o aeroporto dentro da cidade (que facilita a locomoção) e a extensa rede hoteleira apta a receber todas as modalidades de turistas. Outro fator importante, pontua a presidente do Sindicato, é a produção de riquezas e distribuição de renda. “Esses dois itens dizem respeito diretamente ao desenvolvimento local e ao aumento do PIB (Produto Interno Bruto) estadual patrocinado pela cadeia produtiva do setor de Turismo de Eventos e Negócios”, defende. A campanha, de acordo com Circe Jane, também irá destacar a interseção desse setor com as mais variadas plataformas de comunicação e com todos os canais, apontando para a integração dos setores produtivos. Segundo ela, essa iniciativa é um marketing positivo para todas as empresas do setor produtivo, um segmento, destaca, que cresce a cada ano e que traz mais oportunidades para o Estado. Circe Jane pontua ainda que esse é um momento importante para quem trabalha para o turismo de eventos e negócios, levando em conta o hub e crescimento dos cruzeiros marítimos, que vão contribuir com o fluxo dos turistas. Além disso, ressalta, o Centro de Eventos de Fortaleza está apto para receber grandes eventos e ainda está sendo subutilizado. “As empresas que atuam nesse segmento estão preparadas e a nossa campanha vai colocar isso em evidência. É uma iniciativa em respeito a essas empresas, para dar a elas valor e visibilidade”, finalizou. O Sindieventos e a Abeoc-CE estão trabalhando também para fomentar a criação de empresas do setor nas regiões do Ceará que são indutoras do segmento: Cariri, Sertão Central, Ibiapaba, Extremo Norte e Litoral Leste. O intuito é aproveitar os talentos locais e capacitá-los para atuar no mercado.

    Aneel aprova edital de leilão de transmissão marcado para 28 de junho


    Leilão terá 20 lotes de linhas de transmissão com obras em 16 estados. Investimento estimado é de R$ 6 bilhões. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira (15) o edital do leilão para a construção de 2,6 mil...

    Leilão terá 20 lotes de linhas de transmissão com obras em 16 estados. Investimento estimado é de R$ 6 bilhões. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira (15) o edital do leilão para a construção de 2,6 mil quilômetros de novas linhas de transmissão e que está programado para ocorrer em 28 de junho na sede da B3, antiga BM&FBovespa. As linhas que serão licitadas serão divididas em 20 lotes e passarão por 16 estados: Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins. De acordo com a Aneel, a estima é que as obras exigirão R$ 6 bilhões em investimentos e devem gerarar mais de 13 mil empregos diretos. O edital tem quatro lotes a menos do que a proposta que entrou em audiência pública, isso porque a Aneel decidiu retira-los do leilão. Três lotes são de linhas que seriam construídas nos estados do Amazonas, Rondônia e Pará. Segundo o diretor da Aneel André Pepitone, a retirada desses três lotes ocorreu porque a operação das linhas de transmissão dependeria de obras de distribuidoras da Eletrobras que estão em um iminente processo de privatização ou de licitação da concessão.
    Quase meia tonelada de maconha é achada em carro após motorista furar bloqueio policial na Bahia

    Quase meia tonelada de maconha é achada em carro após motorista furar bloqueio policial na Bahia


    Caso ocorreu na BR-116, trecho de Vitória da Conquista. Condutor perdeu controle do veículo, saiu da pista e foi parar em matagal do acostamento. Droga saiu de São Paulo e seria levada para Fortaleza. PRF apreende quase meia tonelada de maconha na...


    Caso ocorreu na BR-116, trecho de Vitória da Conquista. Condutor perdeu controle do veículo, saiu da pista e foi parar em matagal do acostamento. Droga saiu de São Paulo e seria levada para Fortaleza. PRF apreende quase meia tonelada de maconha na BR-116, em Vitória da Conquista Quase meia tonelada de maconha foi apreendida dentro de um carro, na BR-116, trecho de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, na madrugada desta terça-feira (15). A ação ocorreu após o condutor do veículo onde estavam os 464 kg da droga furar um bloqueio policial na rodovia. Dois homens foram presos. Houve perseguição e o condutor do carro acabou perdendo o controle da direção. O veículo parou em um matagal no acostamento da via. Participaram da ação agentes da Polícia Rodoviária Federal e da PM. Conforme a polícia, os agentes encontraram o veículo tomado por tabletes de maconha. A droga estava nos bancos de trás e na mala. Segundo a PRF, os dois homens presos disseram que transportavam a maconha de São Paulo (SP) para Fortaleza (CE). Perseguição Os suspeitos presos disseram a polícia que a maconha achada na mala de carro em Vitória da Conquista seguia para Fortaleza Divulgação/PRF De acordo com a PRF, a apreensão e prisões ocorreram após dois veículos que viajavam juntos, um seguindo o outro, quebrarem uma barreira policial montada no KM 856 da BR-116. Ao avistar a polícia, o motorista de um dos carros, que seguia na frente, fugiu. Ao notar a fiscalização, o condutor do segundo veículo, que vinha atrás e seguia sozinho no carro, também tentou fugir. Entretanto, após ser perseguido pela polícia, perdeu o controle do veículo saiu da pista e foi parar em um matagal do acostamento da rodovia. A droga apreendida estava no carro conduzido por ele, informou a polícia. O veículo tinha sido roubado e estava com placas clonadas. O segundo preso estava como carona no veículo que furou a barreira primeiro. O condutor foi o que conseguiu fugir. Os presos detalharam que o rapaz que conseguiu fugir da barreira viajava sempre na frente, passando informações sobre fiscalizações ao longo da rodovia ao motorista do segundo carro que transportava a droga. A polícia, no entanto, não detalhou há quanto tempo os criminosos viajam pelas rodovias transportando drogas. Os dois homens presos foram levados para a delegacia de Vitória da Conquista. A identidade deles não foi divulgada. Droga apreendida na BR-116, em Vitória da Conquista Divulgação/PRF PRF e PM encontraram 464 kg de maconha abarrotados nos bancos de traz e na mala de um veículo roubado no sudoeste da Bahia Divulgação/PRF
    Pai e filho presos em MS na operação 'Efeito Dominó' lavavam dinheiro para um dos maiores traficantes da América do Sul, diz PF

    Pai e filho presos em MS na operação 'Efeito Dominó' lavavam dinheiro para um dos maiores traficantes da América do Sul, diz PF


    Filho foi preso em um condomínio de luxo em Campo Grande e o pai em Dourados. OS R$ 27 mil apreendidos pela PF em Dourados, nesta terça-feira (15), durante a operação Efeito Dominó, na casa do doleiro Pedro Araújo Mendes Lima PF/Divulgação Os...


    Filho foi preso em um condomínio de luxo em Campo Grande e o pai em Dourados. OS R$ 27 mil apreendidos pela PF em Dourados, nesta terça-feira (15), durante a operação Efeito Dominó, na casa do doleiro Pedro Araújo Mendes Lima PF/Divulgação Os dois doleiros presos nesta terça-feira (15) em Mato Grosso do Sul, pai e filho, na operação “Efeito Dominó”, da Polícia Federal, são suspeitos de lavarem dinheiro para Luiz Carlos da Rocha, conhecido como “Cabeça Branca”, e apontado pela unidade como um dos maiores traficantes da América do Sul. Ele foi preso em julho do ano passado em Sorriso, Mato Grosso. Segundo a PF, foram presos em Mato Grosso do Sul nesta terça, Hamilton Brandão de Lima e o pai dele Pedro Araújo Mendes Lima. O filho, com mandado de prisão preventiva, foi detido em um condomínio de luxo na Vila Nasser, em Campo Grande. Já o pai foi preso em Dourados, com um mandado de prisão temporária, válida por cinco dias. No imóvel onde ele estava foram encontrados e apreendidos R$ 27 mil em dinheiro e dois carros de luxo. Além dos dois presos em Mato Grosso do Sul, a PF prendeu durante a operação, que foi voltada contra a lavagem de dinheiro do tráfico internacional de drogas, outras seis pessoas, em cinco estados: Rio de Janeiro, Pernambuco, Ceará, Paraíba e São Paulo, além do Distrito Federal. Um dos presos foi Carlos Alexandre de Souza Rocha, conhecido como Ceará, delator da Lava Jato. Ele atuava na Lava Jato com o doleiro Alberto Youssef e firmou acordo de delação premiada com a Procuradoria-Geral da República (PGR). O acordo foi homologado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A PF disse que vai avisar as duas instituições para que avaliem a rescisão do acordo. Ceará foi preso preventivamente, em João Pessoa (PB). No final da manhã, ele deixou a sede da PF na Paraíba para ser transferido para a Superintendência da PF, em Curitiba. Como delator da Lava Jato, Ceará mencionou os políticos Fernando Collor de Mello, Aécio Neves, Renan Calheiros e Randolfe Rodrigues. O delegado da PF Igor Romário de Paula afirmou que, na época da delação, Ceará escondeu os crimes que ele cometia relacionados ao tráfico de drogas. Segundo outro delegado da PF que participou da operação, Roberto Biasoli, as pessoas presas nesta terça-feira formam o "núcleo principal" da organização ligada ao Cabeça Branca. Biasoli explicou que quase todos os presos tinham acesso ao Cabeça Branca, e que o contato com ele era restrito. Os presos, segundo o delegado são doleiros e lavadores de dinheiro. Conforme o delegado, Ceará e Cabeça Branca passaram a atuar juntos a partir de 2016. Antes, em 2013, Ceará já trabalhava para traficantes, ainda de acordo com o delegado.
    Delator da Lava Jato é preso em operação contra lavagem de dinheiro de tráfico internacional de drogas

    Delator da Lava Jato é preso em operação contra lavagem de dinheiro de tráfico internacional de drogas


    Efeito Dominó é um desdobramento da operação que prendeu o Cabeça Branca, um dos maiores traficantes da América do Sul. PF prende doleiro e mais sete ligados a lavagem de dinheiro do tráfico A Polícia Federal (PF) prendeu na manhã desta...


    Efeito Dominó é um desdobramento da operação que prendeu o Cabeça Branca, um dos maiores traficantes da América do Sul. PF prende doleiro e mais sete ligados a lavagem de dinheiro do tráfico A Polícia Federal (PF) prendeu na manhã desta terça-feira (15) Carlos Alexandre de Souza Rocha, conhecido como Ceará, delator da Lava Jato. Outras sete pessoas também foram presas em uma operação contra lavagem de dinheiro do tráfico internacional de drogas. Ceará atuava na Lava Jato com o doleiro Alberto Youssef e firmou acordo de delação premiada com a Procuradoria-Geral da República (PGR). O acordo foi homologado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A PF disse que vai avisar as duas instituições para que avaliem a rescisão do acordo. Ceará foi preso preventivamente, ou seja, por tempo indeterminado, em João Pessoa (PB). No final da manhã, ele deixou a sede da PF na Paraíba para ser transferido para a Superintendência da PF, em Curitiba. Como delator da Lava Jato, Ceará mencionou os políticos Fernando Collor de Mello, Aécio Neves, Renan Calheiros e Randolfe Rodrigues. (Veja abaixo). O delegado da PF Igor Romário de Paula afirmou que, na época da delação, Ceará escondeu os crimes que ele cometia relacionados ao tráfico de drogas. Prisões preventivas: Carlos Alexandre de Souza Rocha (o Ceará); Edmundo Gurgel Junior; Ivo Queiroz Costa Filho; Hamilton Brandão Lima; Geraldo Ferreira Filho. Prisões temporárias (por cinco dias): José Maria Gomes; Leonir Vettori; Pedro Araújo Mendes Lima. Conforme a PF, seis investigados chegaram à Curitiba e foram encaminhados para a Superintendência da PF ainda na terça-feira. Hamilton e Pedro Araújo chegaram na manhã desta quarta-feira (16). Carlos Alexandre de Souza Rocha chega ao Aeroporto Internacional de João Pessoa Walter Paparazzo/G1 Outros doleiros O G1 apurou que, além dele, outros dois operadores financeiros agem no esquema investigado pela Operação Efeito Dominó, deflagrada nesta terça. Um deles, Edmundo Gurgel Junior, foi investigado pela PF no caso Banestado, na Operação Farol da Colina, segundo a Polícia Federal. Ele foi alvo de prisão preventiva, no Recife (PE). O outro doleiro preso é José Maria Gomes. A prisão dele é temporária e ocorreu no Rio de Janeiro (RJ). Todos os presos serão levados para a Superintendência da PF, em Curitiba. O G1 tenta localizar os advogados dos citados. PF prende empresário no Recife em operação contra lavagem de dinheiro de tráfico internacional de drogas PF apreendeu dinheiro durante busca realizada em Recife, pela Operação Efeito Dominó Divulgação/Polícia Federal Operação Efeito Dominó Batizada de Efeito Dominó, a ação é um desdobramento da Operação Spectrum, deflagrada em 2017. Na ocasião, Luiz Carlos da Rocha – o Cabeça Branca, um dos maiores traficantes da América do Sul, segundo a PF – foi preso em Sorriso (MT). Cabeça Branca foi procurado por 30 anos pela PF e pela Interpol. Ele fez várias cirurgias plásticas para mudar o rosto. 'Embaixador do tráfico' vivia como grande agropecuarista em MT, diz PF PF acha US$ 340 mil em carro apreendido com um dos maiores traficantes do país De acordo com a PF, a investigação policial apontou uma "complexa e organizada estrutura" destinada à lavagem de recursos provenientes do tráfico internacional de entorpecentes. O delegado da PF Roberto Biasoli afirmou que as pessoas presas nesta terça-feira formam o "núcleo principal" da organização ligada ao Cabeça Branca. "Só pelo que nós conseguimos levantar com o material apreendido, do ano de 2014 a 2017, teriam sido negociadas 27 toneladas de cocaína, isso com um lucro de aproximadamente US$ 140 milhões", disse o delegado. Biasoli explicou que quase todos os presos tinham acesso ao Cabeça Branca, e que o contato com ele era restrito. Os presos, segundo Biasoli, são doleiros e lavadores de dinheiro. Conforme o delegado, Ceará e Cabeça Branca passaram a atuar juntos a partir de 2016. Antes, em 2013, Ceará já trabalhava para traficantes, ainda de acordo com o delegado. De acordo com a decisão do juiz Nivaldo Brunoni, da 23ª Vara da Justiça Federal em Curitiba, as prisões foram decretadas porque a prática dos crimes investigados "permite conclusão da existência de risco de reiteração delitiva e, por conseguinte, risco à ordem pública". Arte/G1 A estratégia A estratégia da operação, conforme a PF, é baseda na ligação de interesses das atividades ilícitas dos "clientes dos doleiros" investigados. Biasoli citou que traficantes estão entre esses "clientes". De um lado, havia a necessidade de disponibilidade de grande volume de reais em espécie para o pagamento de propinas, segundo a PF. Do outro, de acordo com a PF, traficantes internacionais – como Cabeça Branca – tinham disponibilidade de recursos em moeda nacional e necessitavam de dólares para fazer as transações internacionais com fornecedores de cocaína. Biasoli esclareceu que a troca de dólares era realizada de várias formas, sendo o dólar-cabo, que são transferências internacionais ilegais, uma delas. Também havia lavagem de dinheiro, segundo o delegado, usando fazendas e outros bens em nome de laranjas, além do envio de dinheiro vivo para o Paraguai em carros com fundos falsos. "A gente tem indícios de um link direto do dinheiro do narcotráfico indo parar na mão de políticos corruptos (...) Eles não estão interessados em saber a origem, eles querem receber. E esse cara que lidava com o dinheiro de narcotraficantes também entregava propina a corruptos", afirmou Biasoli. Os mandados judiciais Ao todo, são 26 mandados judiciais expedidos pela 23ª Vara Federal de Curitiba. Há 18 de busca e apreensão, cinco de prisão preventiva e três de prisão temporária. Os mandados foram cumpridos no Rio de Janeiro, Pernambuco, Ceará, Paraíba, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal e em São Paulo. Biasoli relatou que foram apreendidos documentos, uma arma de calibre restrito e dinheiro. Entretanto, até o começo da tarde, não havia um balanço fechado do material apreendido na operação. A polícia ainda está mapeando o caminho do dinheiro da organização criminosa. Crimes de lavagem de dinheiro, contra o Sistema Financeiro Nacional, organização criminosa e associação para o tráfico internacional de entorpecentes são apurados pela Efeito Dominó. Operação Efeito Dominó apura crimes de lavagem de dinheiro, contra o Sistema Financeiro Nacional, organização criminosa e associação para o tráfico internacional de entorpecentes Divulgação/PF Ceará Ceará, preso na Operação Efeito Dominó, é um dos delatores da Operação Lava Jato. Ele trabalhava para o doleiro Alberto Youssef e foi preso na 1ª fase da Lava Jato. Em 2014, Ceará disse, em depoimento, que foi a Maceió e levou R$ 300 mil para o ex-presidente da República Fernando Collor de Mello (PTB-AL) em pacotes de notas de R$ 100. O depoimento foi homologado em 2015. À época, Collor negou conhecer Ceará e questionou a credibilidade do seu depoimento. O delator também mencionou, em depoimento, que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) recebeu R$ 300 mil a mando de Youssef. Aécio negou a afirmação. Ceará ainda citou a entrega de dinheiro a outros políticos, entre eles, os senadores Renan Calheiros (PMDB-AL) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP). Contudo, Alberto Youssef negou o repasse de valores a Randolfe Rodrigues, e o STF não viu motivo para investigá-lo. Renan Calheiros negou ter recebido dinheiro. Em nota, a defesa de Aécio informou que a acusação feita sobre o senador foi arquivada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) e pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em 10 de fevereiro de 2016. "A própria PGR reconheceu no pedido de arquivamento da denúncia que as declarações de 'Ceará' foram desmentidas nos depoimentos prestados pelo empresário Ricardo Pessoa e por Alberto Yousseff", diz trecho do comunicado. Veja mais notícias da região no G1 Paraná.
    Piloto suspeito de envolvimento na emboscada que matou chefes do tráfico é preso em Caldas Novas, GO

    Piloto suspeito de envolvimento na emboscada que matou chefes do tráfico é preso em Caldas Novas, GO


    Emboscada para matar Gegê e Paca foi registrada por 9 câmeras de segurança. Crimes aconteceram em fevereiro, no Ceará. Polícia Civil prende em Caldas Novas suspeito de emboscada que matou traficantes A Polícia Civil de Goiás prendeu nesta...


    Emboscada para matar Gegê e Paca foi registrada por 9 câmeras de segurança. Crimes aconteceram em fevereiro, no Ceará. Polícia Civil prende em Caldas Novas suspeito de emboscada que matou traficantes A Polícia Civil de Goiás prendeu nesta segunda-feira (14) o piloto Felipe Ramos Morais, de 31 anos, suspeita do envolvimento na emboscada que levou à morte Rogério Jeremias de Simone, o Gegê do Mangue, Fabiano Alves de Souza, o Paca, considerados dois chefes de uma das maiores quadrilhas de tráfico de drogas do país. Os crimes aconteceram em fevereiro, no Ceará. O homem foi localizado em um condomínio de luxo em Caldas Novas. A corporação contou que, na verdade procurava um piloto de Anápolis que estava desaparecido e era suspeito de trazer drogas do Paraguai para Goiás. No entanto, Felipe foi encontrado no lugar dele, usando um documento falso. Felipe Ramos Morais, de 31 anos, preso em Caldas Novas Goiás Divulgação/Polícia Civil À Polícia Civil, o preso teria dito que usava o documento falso por ter feito serviços para organizações criminosas e ter medo de ser encontrado por esses grupos. O homem tem um mandado de prisão em aberto no Ceará, no entanto, a corporação informou à TV Anhanguera que o processo corre em sigilo e não pode informar por qual crime ele é procurado. Ainda segundo apurou a TV Anhanguera, o preso deve ser recambiado para o Ceará por causa do mandado de prisão em aberto e deve responder, em Goiás, pelo crime de uso de uso de documento falso. Felipe mantém em Goiânia (GO) uma empresa de aluguel de aeronaves. São quatro helicópteros modelo Robinson 44 no nome da empresa dele, sem intermediários. Duas das aeronaves da empresa, porém, não podem voar: uma era usada por Felipe quando ele foi preso transportando pasta base de cocaína em 2012, e a outra quando ele foi preso novamente suspeito do mesmo crime em 2015. Helicóptero usado em ataque a Gegê do Mangue foi achado em área de mata de Fernandópolis, no interior de SP Divulgação A emboscada Felipe era piloto do helicóptero usado na operação em que os chefes do tráfico foram assassinados. Na época, ele informou, por meio de seu advogado, que foi contratado por Wagner Ferreira da Silva, conhecido como Cabelo Duro, também da cúpula do Primeiro Comando da Capital (PCC) e executado a tiros na frente de um hotel em São Paulo dias depois. O piloto afirmou que deveria levar passageiros do Ceará para São Paulo, mas foi obrigado a pousar pouco depois da decolagem. Felipe negou ter simulado uma pane na aeronave e disse que viu as execuções na reserva indígena de Aquiraz, a 30 quilômetros de Fortaleza. Bilhete encontrado na Penitenciária 2 de Presidente Venceslau indica que Gegê do Mangue e Paca (nas fotos) foram mortos porque desviaram dinheiro da facção Reprodução/Divulgação Gegê do Mangue era foragido da Justiça e apontado como o segundo chefe na hierarquia da facção criminosa de São Paulo, abaixo apenas de Marcola. Os corpos dele e de Paca foram encontrados com marcas de tiros. Nove câmeras de segurança captaram os detalhes da emboscada. Investigação Segundo a investigação, o helicóptero saiu de São Paulo com sete ocupantes, incluindo Cabelo Duro. Depois de ser usado em uma emboscada no Ceará, pousou em uma área de mata no Rio Grande do Norte, onde os assassinos tentaram destruir provas do duplo homicídio. A principal suspeita para o crime é que os assassinos são integrantes da própria facção e teriam agido a mando de Marcola. A motivação seria vingança. Em dezembro, um ex-chefe da quadrilha, Edílson Nogueira, conhecido por Birosca, foi assassinado dentro da cadeia. A ordem teria partido de Gegê do Mangue, sem a permissão de Marcola. Um bilhete encontrado em um presídio no interior de São Paulo sugere que Gegê e Paca foram mortos pelo próprio PCC porque teriam desviado dinheiro da facção. A mensagem citava Cabelo Duro. Em imagens, homens se preparam para executar Gegê do Mangue e Paca Imagens Imagens exclusivas obtidas pelo Fantástico mostram os homens que executaram os dois traficantes se preparando para o crime. Os preparativos iniciaram dois dias antes, às 14h de 13 de fevereiro, quando o helicóptero utilizado na emboscada pousa em um heliponto no Eusébio, distante 25 quilômetros da capital cearense. No mesmo dia, Fabiano Alves de Souza, o Paca, deixa um condomínio de luxo na Região Metropolitana de Fortaleza em um carro blindado avaliado em R$ 600 mil. No condomínio, ele era conhecido com o nome de Carlos. Ele tinha ido ao local visitar um amigo, conhecido como João. Na verdade, João era o nome usado, no condomínio, por Rogério Jeremias de Simone, o Gegê do Mangue. Outra câmera mostra Paca, bem à vontade, no prédio em que morava em Fortaleza. Os homens contratados para matar os dois já estão na cidade, hospedados em um hotel a cerca de 4,5 quilômetros do prédio de Paca. O grupo viajou de São Paulo para o Ceará. Um dos apontados como executores é Wagner Ferreira da Silva, conhecido como Waguinho ou Cabelo Duro. Segundo a polícia, é ele quem organiza tudo. Da mochila, ele tira maços de dinheiro em notas de R$ 50 e paga a hospedagem de todos em dinheiro vivo. Já passa de meia-noite quando eles sobem para os quartos. Na manhã seguinte, 15 de fevereiro, o grupo deixa o hotel antes das 9h. Em pouco tempo, o grupo chega de táxi ao hangar no Eusébio , onde mais dois homens se juntam ao grupo. Ao todo, são sete homens, incluindo o piloto. Às 9h28, o helicóptero levanta voo. Segundo a polícia, o destino é a reserva indígena localizada em Aquiraz, na mesma região. A aeronave pousa em um descampado e seis pessoas desembarcam. Vinte minutos depois o helicóptero está de volta ao hangar. O piloto e Waguinho desembarcar e reabastecem a aeronave. Decolam novamente às 10h14. Minutos depois, o helicóptero faz outro pouso, em um local diferente que a polícia ainda não conseguiu identificar. Lá, embarcam Gegê do Mangue e Paca, que não desconfiavam que havia um plano em andamento para matá-los. Gegê está tão tranquilo que faz uma foto da paisagem e manda para a mulher. Eles fazem um voo e pousam na mesma área da reserva indígena. Todos descem e os cinco que já estavam esperando efetuam vários disparos contra Gegê do Mangue e Paca. Recolhem os corpos e deixam perto da mata mais densa. Depois todos retornam ao helicóptero e seguem viagem. Os corpos foram encontrados no dia seguinte, quinta-feira (16), por um índio da reserva. Veja outras notícias da região no G1 Goiás.
    Fecomércio recebe Fórum sobre empresa familiar

    Fecomércio recebe Fórum sobre empresa familiar


    O evento irá debater questões administrativas, jurídicas e sociais que orbitam na empresa familiar, visando a continuidade e longevidade. João Rafael Fecomércio/Divulgação A Fecomércio-Ce recebe na próxima quarta-feira, dia 16, o Fórum da...


    O evento irá debater questões administrativas, jurídicas e sociais que orbitam na empresa familiar, visando a continuidade e longevidade. João Rafael Fecomércio/Divulgação A Fecomércio-Ce recebe na próxima quarta-feira, dia 16, o Fórum da Sucessão da Empresa Familiar. O evento nasce de um clico de palestras realizadas pela empresa de consultoria Furtado Pragmácio Advogados, em parceria com a Federação. Irá trazer informações para empresários, sucessores de empresas familiares, executivos, advogados e consultores acerca de questões administrativas, jurídicas e sociais que orbitam na empresa familiar, especialmente visando a continuidade e longevidade. Segundo João Rafael Furtado, doutor em Direito Comercial e participante do Fórum, é importante debater o assunto devido ao alto nível de mortalidade das empresas familiares. Ele aponta que de cada 100 empresas familiares, somente 30 sobrevivem a duasgerações, enquanto apenas cinco empresas sobrevivem a três gerações. “Os dados são alarmantes”, destaca. João Rafael avalia ser necessário aliar duas forças para reverter essa estatística. Uma delas é investir em renovação, não só de produtos e serviços, mas no modelo de negócio. E a segunda é realizar um planejamento sucessório adequado, que envolve questões jurídicas, sociais e pessoais. “O evento foi feito para falar sobre isso e muito mais”, ressalta. O Fórum conta ainda com a presença dos consultores Cícero Rocha e Eduardo Gomes de Matos. O evento acontece a partir das 8h no Auditório João Félix de Magela Filho, na Sede do Sistema Fecomércio-CE, Rua Pereira Filgueiras, 1070. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas através do link: https://goo.gl/forms/BfhZ3YknCSNWVvw52. Serviço: Fórum da Sucessão da Empresa Familiar Data: 16/05 Hora: A partir das 8h Local: Sede do Sistema Fecomércio-CE, Rua Pereira Filgueiras, 1070 Programação: Painel 1: A importância da sucessão para longevidade empresaria, com Eduardo Gomes de Matos | Sócio–fundador e Chairman da Gomes de Matos Consultores Associados. Consultor responsável pela implantação de inúmeros projetos de estratégia e competitividade em grandes empresas do Brasil. Painel 2: Questões jurídicas relacionadas à sucessão da empresa familiar, com João Rafael Furtado | Sócio responsável pela área cível e empresarial do escritório Furtado Pragmácio Advogados. Doutor em Direito Comercial pela PUC-SP. A Importância da Governança na sucessão, com Cícero Rocha | Fundador e presidente do Instituto Empresariar, organização especializada na gestão e profissionalização de Empresas Familiares em todo o Brasil. Diretor do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (IBEF).
    Sesc oferece atendimento odontológico e comodidades para os pacientes

    Sesc oferece atendimento odontológico e comodidades para os pacientes


    Para quem frequenta o Centro de Fortaleza, a facilidade ao serviço torna-se ainda maior Além de evitar dores, inflamações, infecções e outras doenças, ter um sorriso saudável pode abrir portas na vida pessoal e profissional Fecomercio Cuidar...


    Para quem frequenta o Centro de Fortaleza, a facilidade ao serviço torna-se ainda maior Além de evitar dores, inflamações, infecções e outras doenças, ter um sorriso saudável pode abrir portas na vida pessoal e profissional Fecomercio Cuidar da saúde bucal é indispensável. Para quem está perto do Centro de Fortaleza, a melhor opção é a Unidade Sesc que fica na rua Rua 24 de Maio, nº 692. Com o Núcleo Sesc Saúde, o Sesc disponibiliza equipamentos modernos e atendimento diversificado para quem procura serviços de odontologia. Além da comodidade de uma clinica no centro comercial da cidade e o diferencial de profissionais capacitados, para quem possui o cartão Sesc há condições especiais. Os atendimentos realizados pelo Núcleo Sesc Saúde na Unidade Centro contemplam todas as idades. É possível realizar tratamentos preventivos, como orientações de saúde bucal e aplicação de flúor, e procedimentos estéticos, como clareamento a laser. Tratamento da gengiva, de canal e extração e restauração de dentes também estão entre os serviços oferecidos. Para as crianças, a partir de três anos, têm tratamento especial na odontopediatria e recebem orientações de escovação e cuidados na troca das dentições. Para utilizar os serviços odontológicos é necessário ter o Cartão Sesc atualizado, que contempla especialmente os trabalhadores do comércio e seus dependentes, que a partir do mês de maio inclui avós e netos. O cartão Sesc também pode ser feito pelo empresário do comércio, atendendo empresas de grande, médio ou pequeno porte. Microempreededor Individual (MEI), que montaram seu próprio negócio, como donos de salão, mercadinho ou uma lanchonete, por exemplo, também podem aderir ao cartão Sesc na categoria Empresário Contribuinte. Tradição em cuidar A Clínica Centro do Sesc funciona há 40 anos com o objetivo de atendimento aos comerciários e dependentes, além do público em geral. O atendimento é realizado no âmbito da odontologia primária, ou seja, na odontologia voltada principalmente para a prevenção e ações clínicas-cirúrgicas curativas básicas, como explica o dentista Diego Carneiro, coordenador interino da Clínica de Odontologia da Unidade Sesc Centro. “Nos procedimentos preventivos nossa equipe realiza palestras educativas na Unidade em dia e horário pré-estabelecidos. Ainda no âmbito da prevenção os cirurgiões-dentistas realizam a orientação de higiene oral no consultório bem como no comércio quando somos convocados, afinal de contas, só conseguimos mudar um hábito quando trabalhamos a sensibilização do ser humano quanto a necessidade de manter boas práticas, e para isto realizamos ações de educação em saúde”, acrescenta. A aposentada Esterlina Silveira é paciente da clínica odontológica do Sesc desde a sua inauguração, há quarenta anos. “Geralmente, de seis em seis meses eu venho ao consultório. Faço todos os procedimentos que o dentista indica. E isso tem me ajudado muito a me manter saudável”, comenta. Tratamentos Os procedimentos clínicos primários realizados na clínica são os mais diversos. Eles vão desde procedimentos restauradores estéticos (obturações), periodontais não cirúrgicos (limpezas superficiais e profundas) até procedimentos cirúrgico de exodontias (extrações). Todos esses procedimentos, dentro de cada grande área descrita, possuem subprocedimentos que são realizados com equipamentos modernos e materiais de consumo de excelente qualidade, mais especificamente, materiais que a indústria da odontologia pode disponibilizar de mais moderno para o tratamento ao paciente. Muito embora a clínica tenha a sua grande atuação na odontologia primária, a estrutura conta com o atendimento especializado de endodontia (canal) de dente permanente e dente decíduo (dente-de-leite). Para as crianças “Infelizmente alguns pais e mães pensam, de forma errônea, que pelo fato do filho ter um dente-de-leite cariado as preocupações e as exigências de uma boa escovação e visita ao dentista devem ser minimizadas ou negligenciadas. O que mais escutamos no nosso dia a dia é: ‘mas é dente-de-leite Dr.! Não precisa se preocupar que vai já, já mudar’. No consultório, durante o atendimento pediátrico, alguns papais perguntam: ‘e o meu filho tem que fazer canal no dente-de-leite? Nem sabia que podia fazer isso’”. Diante desses antigos paradigmas a equipe desenvolve um trabalho de orientação aos pais e de condicionamento na criança para que todas as alternativas possíveis aconteçam para a permanência na boca do dente-de-leite fique até o período correto. Como fazer o cartão Sesc É simples fazer o cartão Sesc. Ele pode ser adquirido em qualquer unidade. Com o cartão, empresários e trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo, assim como seus dependentes, têm acesso a todos os serviços e atividades do Sistema Fecomércio-CE, com benefícios diferenciados e vantagens exclusivas. Fisioterapia, nutrição, estética e odontologia estão entre os serviços ofertados, assim como restaurantes, espetáculos musicais, viagens, atividades esportivas, escolas de ensino regular, e hospedagem em todas as unidades Sesc do Brasil. Documentos para fazer o Cartão Sesc Para o trabalhador do comércio Documento de Identidade, CPF, Comprovante de endereço Foto 3 x 4 (pode ser tirada na hora caso haja preferência) Último contracheque Carteira profissional atualizada GPS (guia de previdência social) + GFIP (guia de recolhimento do FGTS) Para empresário contribuinte Basta ir ao local de atendimento e apresentar o CNPJ Local do atendimento em Fortaleza: Rua Pereira Filgueiras, 1070 Telefone: ( 85) 3270.4254 SERVIÇO Clínica Odontológica Unidade Centro do Sesc Atendimentos: de segunda a sexta, das 7h às 21h; sábado, das 8h às 12h Endereço: Rua 24 de maio, 692 Informações: (85) 3455 2103 Clínica Odontológica Unidade Fortaleza do Sesc Atendimentos: de segunda a sexta, das 7h às 21h Endereço: Rua Clarindo de Queiroz, 1740 Informações: (85) 3464 9303 Clínica Odontológica Unidade Crato do Sesc Atendimentos: de segunda a sexta, das 8h às 21h
    15 pessoas da mesma família integravam esquema de fraude no INSS

    15 pessoas da mesma família integravam esquema de fraude no INSS


    Pelo menos 320 contas fraudulentas foram identificadas pelos investigadores da Polícia Federal. Um empresário, um servidor da prefeitura de Piripiri e uma servidora do INSS de Parnaíba também foram presos. Delegados Lucimar Sobral, Fabiana Macedo...


    Pelo menos 320 contas fraudulentas foram identificadas pelos investigadores da Polícia Federal. Um empresário, um servidor da prefeitura de Piripiri e uma servidora do INSS de Parnaíba também foram presos. Delegados Lucimar Sobral, Fabiana Macedo e Marcelo Alexandrino apresentaram resultados da Operação Biditos na sede da Polícia Federal em Teresina. Andrê Nascimento/ G1 PI Quinze membros de uma família, entre eles um vereador da cidade de Piripiri, foram presos durante a operação Biditos da Polícia Federal, que desmanchou um vasto esquema de fraude a benefícios do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Pelo menos 320 contas fraudulentas foram identificadas pelos investigadores da Polícia Federal. Foram presos ainda um empresário, um servidor da prefeitura de Piripiri e uma servidora do INSS de Parnaíba. As prisões aconteceram em cidades do Piauí, Maranhão e Ceará. De acordo com a Polícia Federal, o prejuízo causado pelo grupo criminoso identificado até o momento é de R$ 27 milhões, cerca de R$ 365 mil por mês. “Esse número de 320 cartões é subestimado. Com a análise da documentação apreendida vamos identificar novos benefícios e pediremos à Justiça a imediata suspensão, para estancar essa sangria aos cofres do INSS”, comentou o delegado Lucimar Sobral Neto, coordenador da investigação. Família De acordo com o delegado Lucimar Neto, o grupo familiar que fazia parte do esquema era composto pelo patriarca, cinco filhos, suas esposas e diversos sobrinhos e parentes. “Não há um líder específico. Cada um tinha seus cartões fraudados, alguns tinham 15, outros tinham 20, ou 30”, disse. Com membros da quadrilha, PF do Piauí apreendeu dezenas de cartões Kairo Amaral/TV Clube Com os membros do grupo foram apreendidas nove armas de fogo e munições. “Alguns deles já respondem por outros crimes em outros estados, como crimes de homicídio, tentativa de homicídio e porte ilegal de arma”, disse o delegado Lucimar. De acordo com Marcelo Alexandrino, delegado regional de combate ao crime organizado, os benefícios fraudados foram suspensos pela Justiça Federal e as contas bancárias dos presos foram bloqueadas na tentativa de reaver parte do prejuízo causado pela quadrilha. Pelo menos seis carros foram apreendidos durante a operação. Segundo o delegado Marcelo, os presos irão responder pelos crimes de estelionato previdenciário e formação de quadrilha, que dependendo da análise dos depoimentos e das provas coletadas na operação de hoje, pode ser configurado em organização criminosa. Fraude ao INSS Segundo a Polícia Federal, o esquema permitia que a quadrilha recebesse benefícios do INSS que eram destinados a pessoas que existiam apenas “no papel”. Por meio de um servidor da Prefeitura de Piripiri, que trabalhava com o Instituto de Identificação, a quadrilha fabricava o RG e certidões de nascimento das pessoas “inventadas”. “Se você consultar os RGs, vai estar ‘quentinho’, registrado com número correto, só que aquela pessoa não existe”, disse o delegado Lucimar. Com a documentação falsa, os membros da quadrilha davam entrada em benefícios assistenciais a idosos, que correspondem a um salário mínimo por mês. Os pedidos eram aprovados por uma servidora do INSS da cidade de Parnaíba, que está entre os presos. Entre os 320 cartões fraudados identificados até agora, há contas que recebem benefícios há até dez anos. Os benefícios foram concedidos de dez agências do INSS diferentes. Roubo à Polícia Civil de Piripiri A investigação começou em outubro de 2017 pela Polícia Civil de Piripiri após uma denúncia de que pessoas estariam sacando benefícios com documentos falsos em uma agência bancária da cidade. Uma mulher foi presa em flagrante portando vários cartões de benefícios e um celular. “Esse grupo estava com medo de fizessem uma perícia no celular dela e encontrassem outras fraudes deles, e esse empresário, através de um contato dentro da Polícia Civil conseguiu trocar esse celular apreendido por outro e retirar os cartões. A Polícia Civil talvez nem saiba disso”, comentou o delegado Lucimar. Segundo ele, o servidor da Polícia Civil de Piripiri está sendo identificado e pode ser preso posteriormente. O empresário e a mulher presa em outubro de 2017 foram presos hoje.
    PF do PI prende vereador e funcionária do INSS em operação contra crimes previdenciários

    PF do PI prende vereador e funcionária do INSS em operação contra crimes previdenciários


    São 19 mandados de prisão e 29 de busca e apreensão no Piauí, Maranhão, Ceará e Tocantins. Prejuízo estimado de mais de R$ 27 milhões. Polícia Federal em Parnaíba cumpre mandados na Operação Biditos Carlos Alberto/TV Clube Um funcionário...


    São 19 mandados de prisão e 29 de busca e apreensão no Piauí, Maranhão, Ceará e Tocantins. Prejuízo estimado de mais de R$ 27 milhões. Polícia Federal em Parnaíba cumpre mandados na Operação Biditos Carlos Alberto/TV Clube Um funcionário público, um vereador e um empresário de Piripiri (PI) além de uma funcionária do INSS de Parnaíba (PI) foram presos nesta terça-feira (8) pela Polícia Federal do Piauí na Operação Biditos. Ao todo são 19 mandados de prisão e 29 de busca e apreensão nas cidades de Parnaíba (PI), Cocal (PI), Brasileira (PI), Barras (PI), Piripiri (PI), Tianguá (CE), Tutóia (MA) e Paraíso do Tocantins (TO). A PF ainda não divulgou o total de presos. Dentre os mandados de prisão, são 10 de prisões preventivas e nove temporárias. A PF diz que a operação visa combater crimes previdenciários que somaram prejuízo de mais de R$ 27 milhões ao INSS. Com membros da quadrilha, PF do Piauí apreendeu dezenas de cartões Kairo Amaral/TV Clube A quadrilha agia, segundo a polícia, falsificando documentos como carteiras de identidade e certidão de nascimento para “criar” pessoas idosas e com deficiência no intuito de receber de forma fraudulenta benefícios do INSS. Foram apreendidas dezenas de cartões para saque dos benefícios e armas de fogo. Os presos poderão responder pelos crimes de associação criminosa, estelionato qualificado, falsidade ideológica e uso de documento falso. Policiais Federais apreenderam armas de fogo e munições Kairo Amaral/TV Clube Pelo menos 320 benefícios foram suspensos após as investigações, que começaram há oito meses. A PF estima que o prejuízo futuro com a ação criminosa poderia somar mais R$ 19 milhões. Com o nome de Operação Biditos, a PF informou que o termo faz referência à forma como os criminosos se referiam a “cartões”, porque alguns dos integrantes do grupo criminoso se dizem ciganos. Há 145 policiais federais envolvidos na operação, que foi deflagrada com o apoio da Gerência Executiva do INSS no Piauí e de policiais do 2º Batalhão da Polícia Militar do Piauí.
    Dia das Mães movimentará R$ 257 milhões no comércio de Fortaleza 

    Dia das Mães movimentará R$ 257 milhões no comércio de Fortaleza 


    A pesquisa realizada pela Fecomércio-Ce revela que a preferência dos consumidores mostra-se concentrada em seis produtos principais  O Dia das Mães é a segunda melhor data comemorativa para o comércio, movimentando também os serviços,...


    A pesquisa realizada pela Fecomércio-Ce revela que a preferência dos consumidores mostra-se concentrada em seis produtos principais  O Dia das Mães é a segunda melhor data comemorativa para o comércio, movimentando também os serviços, principalmente restaurantes e serviços de entrega. Divulgação A pesquisa sobre o Potencial de Consumo do Fortalezense para o Dia das Mães, realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Ceará, revela que os consumidores de Fortaleza irão movimentar cerca de R$ 257 milhões no comércio local com a compra de presentes, valor 4,9% superior ao de 2017, quando o impacto estimado foi de R$ 245 milhões Dando prioridade aos artigos de vestuário, perfumaria, calçados e bolsas, flores, utensílios domésticos e joias e bijuterias, a maioria dos consumidores irá às compras – 61,8% dos entrevistados confirmaram essa intenção. Como reflexo do movimento de recuperação econômica, esse percentual é superior ao observado na mesma data no ano passado, quando 58,6% dos consumidores compraram presentes, mas o valor médio das compras é semelhante (R$ 236 neste ano e R$ 237 em 2017). O Dia das Mães é a segunda melhor data comemorativa para o comércio, movimentando também os serviços, principalmente restaurantes e serviços de entrega. Vestuário lidera preferência do consumidor A preferência dos consumidores mostra-se concentrada em seis produtos principais que, juntos, respondem por 90,6% das intenções de compra, com preponderância dos bens de uso pessoal: Artigos de vestuário: citados por 36,2% dos entrevistados lideram em todos os estratos analisados pela pesquisa, sendo mais relevante para as mulheres (38,4% de intenção de compra), do grupo etário com idade até 20 anos (42,4%) e de renda familiar superior a seis salários mínimos (39,9%); Itens de perfumaria: com 25,7% de intenção de compra, é preferido pelas mulheres (29,1%), dos consumidores com idade entre 21 e 35 anos (31,3%) e do grupo com renda familiar entre três e seis salários mínimos (26,8%); Sapatos, cintos e bolsas: com 10,4% de intenção de compra, serão mais procurados por consumidores do sexo masculino (13,1%), do grupo com idade de até 20 anos (11,3%) e renda familiar mensal acima de seis salários mínimos (17,1%); Flores: com 6,7% de intenção de compra, igualmente distribuído entre consumidores homens e mulheres (6,8% de intenção de compra para os homens e 6,6% para as mulheres), com preponderância do grupo com idade acima dos 36 anos (11,0%) e renda familiar de até três salários mínimos; Utensílios domésticos: com 6,0% de intenção de compra, possui preferência destacada entre o público masculino (6,8%), do estrato com idade até 20 anos (7,8%) e renda média familiar superior a seis salários mínimos (8,5%); e Joias e bijuterias: com 5,6% de intenção de compra, com maior demanda pelas mulheres (5,8%), do grupo com idade acima dos 36 anos (7,9%) e renda familiar entre três e seis salários mínimos (9,0%). Compra de presentes movimentará R$ 257 milhões O faturamento previsto com a compra de presentes para o dia das mães é de R$ 257 milhões, reforçando a importância econômica dessa data comemorativa, que anima importantes segmentos do comércio varejista. O dispêndio médio com a compra de presentes é estimado em R$ 236. Como alguns consumidores compram mais de um presente, o gasto por presente será de R$ 174. O consumidor irá pagar suas compras, preferencialmente, à vista, com 64,8% dos entrevistados revelando a intenção de usar dinheiro ou cartão de débito, aumentando o seu poder de negociação. O cartão de crédito é o segundo meio de pagamento mais utilizado, com 38,7% das respostas e, sobre os fatores que atraem os consumidores, destacam-se as promoções (51,8% de citação) e a política de preços (42,0%). Compras se concentrarão nos finais de semana Com grande parte da população com cada vez menos tempo disponível, o consumidor irá privilegiar a comodidade em suas compras, preferindo o sábado como dia mais provável para realizar a compra dos presentes (32,0%). Os shopping centers deverão ter movimento intenso de consumidores, tendo sido citados por 41,1% dos consumidores como locais preferenciais para as compras. O Centro da cidade e os principais corredores comerciais também mantêm sua importância, com 23,4% e 19,2% das respostas, respectivamente. * A lista completa inclui o Natal, em primeiro lugar, seguido do Dia das Mães, Dia das Crianças, Dia dos Namorados e Dia dos Pais.
    CNH digital é grátis na maioria dos estados, mas é cobrada em Goiás e Piauí

    CNH digital é grátis na maioria dos estados, mas é cobrada em Goiás e Piauí


    Variação de preço é alta: ela custa R$ 10 em GO e mais de R$ 200 no PI. Nem todos os estados oferecem o documento: veja se o seu já tem, se há cobrança e se é aceito em blitze. CNH digital ainda não é emitida em todos os...


    Variação de preço é alta: ela custa R$ 10 em GO e mais de R$ 200 no PI. Nem todos os estados oferecem o documento: veja se o seu já tem, se há cobrança e se é aceito em blitze. CNH digital ainda não é emitida em todos os estados Reprodução/TV Globo Apesar de a empresa de processamento de dados do governo afirmar que a CNH digital está disponível em todo o país, nem todos os Detrans dizem estar emitindo o documento. Um levantamento do G1 nos estados e no DF, nas últimas duas semanas, apontou que o documento virtual ainda não é oferecido no Amapá, na Bahia, no Ceará e no Pará. Veja a situação de cada estado ao fim da reportagem. Outra diferença está na cobrança pela versão eletrônica: a decisão cabe a cada estado. A maioria dos Detrans informou que a CNH digital é gratuita. Entre os que já estão emitindo, só Goiás e Piauí afirmaram que é preciso pagar. E os preços são muito diferentes: R$ 10 em GO e até R$ 222 no PI. (ATUALIZAÇÃO: 1 dia após a publicação da reportagem, o Detran-PI anunciou que acabará com a cobrança para emissão da CNH digital) Esses valores são cobrados de quem já tem a CNH impressa no modelo atual, com QR-Code, que começou a ser adotado há 1 ano. Sem ela não é possível ter a versão digital. Quem tem a CNH no modelo antigo e quiser ter a digital precisa renovar o documento físico ou pedir a segunda via (saiba mais como tirar a CNH digital). Nesses casos, há cobrança em todos os estados pelos serviços, mas a maioria afirma que as taxas são por causa da CNH impressa. No entanto, Goiás e Piauí dizem cobrar pela CNH digital também em caso de renovação. E a Bahia informa que fará o mesmo. Não é possível ter só a CNH digital: segundo os Detrans, o documento impresso é fundamental para a versão virtual, que usa o mesmo código. É aceita nas blitze? O G1 também consultou os Detrans para saber se a CNH digital está sendo aceita nas blitze e abordagens pelos agentes de trânsito. A maioria dos estados respondeu que sim, com exceção de Mato Grosso, que afirma que o "prazo para adequações" é até 1º de julho. Foram emitidas 139 mil CNHs digitais no país até a última segunda-feira (7), de acordo com o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), que desenvolve o sistema. O estado que mais emitiu foi o Rio Grande do Sul, seguido por São Paulo. Mas o volume total equivale a apenas 0,23% das 58 milhões de habilitações válidas do Brasil, de acordo com dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). O Detran-AP informou que deverá lançar a CNH digital ainda neste mês. Bahia e Ceará têm a mesma previsão. No Pará, o Detran diz que está em processo de implantação. O prazo para que a CNH digital seja oferecida em todo o Brasil é 1º de julho, mas, no fim de abril, o Serpro disse que todos os estados já tinham aderido. Segundo a empresa, isso significa que todos estão capacitados para oferecer o documento. Veja a situação da CNH em todos os estados e no DF: Acre Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; veja como obter. Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 802 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Alagoas Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; veja como obter. Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 1.003 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Amazonas Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; veja como obter. Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 1.341 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Amapá Serviço será lançado ainda este mês durante a programação da campanha Maio Amarelo, porém o Detran ainda não informou a data e nem se haverá cobrança. Apesar de o Detran-AP dizer que o serviço ainda não é oferecido, já foram emitidas 38 CNHs digitais no estado, de acordo com dados do Serpro. Bahia Ainda não está emitindo a CNH digital, mas já definiu que ela não será cobrada de quem já tem a CNH impressa no modelo atual (com QR code). Quem for tirar a primeira habilitação, terá de pagar R$ 95 para ter a versão digital, além do valor da impressa. A versão eletrônica também será cobrada na hora da renovação: R$ 80. Apesar de o Detran-BA dizer que o serviço ainda não é oferecido, já foram emitidas 368 CNHs digitais no estado, de acordo com dados do Serpro. Ceará Ainda não está emitindo, mas a previsão é de que comece ainda em maio, segundo o Detran. Não definiu se haverá cobrança. Apesar de o Detran-CE dizer que o serviço ainda não é oferecido, já foram emitidas 597 CNHs digitais no estado, de acordo com dados do Serpro. Distrito Federal Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; veja como obter. Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 4.624 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Espírito Santo Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; veja como obter. Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 2.199 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Goiás Foi o primeiro estado a emitir a CNH digital, no ano passado, quando era gratuita. A partir de março, passou a cobrar R$ 10 pela versão; veja como obter. Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 19.694 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Maranhão Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; veja como obter. Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 2.778 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Minas Gerais Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; veja como obter. A Polícia Militar não respondeu se já aceita o documento em blitze. Foram emitidas 7.712 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Mato Grosso Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; veja como obter. Mas o Detran informou que os agentes de trânsito ainda não conseguem acessar o documento eletrônico e que "o prazo para adequações" é 1º de julho. Foram emitidas 1.282 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Mato Grosso do Sul Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; saiba como obter. Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 2.848 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Pará O Detran-PA informou que ainda está em processo de implantação da CNH digital. Por isso, não pode adiantar informações sobre valores a serem cobrados dos usuários e como funcionará o serviço. Apesar de o Detran-PA dizer que o serviço ainda não é oferecido, já foram emitidas 367 CNHs digitais no estado, de acordo com dados do Serpro. Paraíba Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; veja como obter. Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 844 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Paraná Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; veja como obter. Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 6.939 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Pernambuco Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; saiba como obter. Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 6.901 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Piauí Quem quiser ter a CNH digital precisa pagar R$ 207,25, para a categoria A (motos), ou R$ 222,07, para as demais categorias. Também existe cobrança para renovar. O estado tem o menor número de CNHs digitais emitidas entre os que dizem já oferecer o serviço: 100 até esta segunda (7), de acordo com o Serpro. O Detran-PI afirma que isso se deve a "inconsistência" no sistema, que foi será normalizado a partir desta terça (8). O documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. (ATUALIZAÇÃO: o Detran-PI decidiu acabar com a taxa de mais de R$ 200 para emissão da CNH-e após a publicação da reportagem) Rio de Janeiro Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; veja como obter. Segundo o Detran, a CNH Digital já está valendo tanto como o documento físico no Rio de Janeiro. O Comando do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) informa que a CNH Digital será aceita "em conformidade com a legislação vigente", mas que a demanda ainda é pouca. Foram emitidas 3.539 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Rio Grande do Norte Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; veja como obter. Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 1.437 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Rio Grande do Sul Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital. Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. O estado lidera as emissões do documento virtual no Brasil: foram 32.017 CNHs digitais até esta segunda (7), de acordo com o Serpro; veja como obter. Rondônia Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; saiba como obter. Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 2.919 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Roraima Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; veja como obter. Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 398 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Santa Catarina Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; saiba como obter. Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 9.269 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. Sergipe Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; veja como obter. Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 2.658 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro. São Paulo Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; veja como obter. Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Dono da maior frota do país, o SP é o segundo estado que mais emitiu CNHs digitais até agora, atrás apenas do RS. Foram 25.362 até esta segunda (7), de acordo com dados do Serpro. Tocantins Já está emitindo e não cobra a mais pela CNH digital; saiba como obter. Documento é aceito pelos órgãos autuadores do estado, segundo o Detran. Foram emitidas 1.063 CNHs digitais no estado até esta segunda (7), diz o Sepro.
    Com nova empresa, obras no Eixo Norte da transposição são retomadas, diz ministro na PB

    Com nova empresa, obras no Eixo Norte da transposição são retomadas, diz ministro na PB


    Empresa anterior desistiu do contrato por dificuldades financeiras, diz ministro. Canal do Eixo Norte em Cabrobó, no Sertão de Pernambuco Taisa Alencar/G1/Arquivo Uma nova empresa foi contratada para realizar as obras do Eixo Norte da Transposição...


    Empresa anterior desistiu do contrato por dificuldades financeiras, diz ministro. Canal do Eixo Norte em Cabrobó, no Sertão de Pernambuco Taisa Alencar/G1/Arquivo Uma nova empresa foi contratada para realizar as obras do Eixo Norte da Transposição das Águas do Rio São Francisco e os trabalhos devem ser retomados imediatamente, segundo afirmou o ministro da Integração Nacional, Pádua Andrade, durante um evento em João Pessoa, nesta sexta-feira (4). A obra deve beneficiar cidades do Sertão da Paraíba. Ainda de acordo com o ministro, mais de 1.200 profissionais estarão em campo nas próximas semanas para garantir que as águas cheguem ao Ceará até o mês de agosto. Para acelerar o cronograma, várias frentes de serviço serão abertas simultaneamente, inclusive em períodos de 24 horas. Segundo o procurador-geral de Justiça, Francisco Seráphico Ferraz da Nóbrega Filho, uma cópia do contrato e da ordem de serviço que foram assinados foram apresentados nesta sexta-feira (4) por Pádua Andrade durante reunião promovida pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB), na sede da Procuradoria-Geral de Justiça, em João Pessoa. Conforme explicou o ministro, foi necessário contratar nova empresa para retomar as obras do Eixo Norte da transposição porque a anterior desistiu do contrato por dificuldades financeiras. O novo contrato no valor de R$ 500 milhões foi assinado com o consórcio Ferreira Guedes - Toniolo, Busnello. "Hoje, já temos cerca de 250 trabalhadores mobilizados no local. A construtora começará pelos pontos de obras mais complexos do trecho: a terceira estação de bombeamento (EBI-3) e o túnel Milagres. A EBI-3 é a maior estação elevatória de toda a Integração do São Francisco. São 90 metros de altura. É o equivalente a elevar o volume de água de uma piscina olímpica - a cada segundo - à altura de um prédio de 30 andares. Nossa expectativa é de acionar essa estrutura até o mês de junho", afirmou o ministro Pádua Andrade. Eixo Norte O Eixo Norte da transposição começa no município de Cobrobó, em Pernambuco, onde ocorre a captação das águas do Rio São Francisco. De lá, o rio atravessa 260 quilômetros para beneficiar as populações de Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte. Em solo paraibano, as obras desse trecho passam pelos municípios de Monte Horebe, São José de Piranhas e Cajazeiras. Segundo Pádua Andrade, 96% das obras desse eixo já foram finalizadas e a partir de agora, será dado ritmo acelerado ao trabalho. A meta é que a última estação elevatória seja concluída em junho deste ano. A entrega do eixo norte da transposição do Rio São Francisco deve garantir a segurança hídrica a mais de 7 milhões de pessoas de municípios localizados nesses quatro estados nordestinos.
    RioMar Fortaleza lança campanha de Dia das Mães e realiza programação especial

    RioMar Fortaleza lança campanha de Dia das Mães e realiza programação especial


    RioMar Fortaleza lança campanha de Dia das Mães e realiza programação especial Divulgação O Shopping RioMar Fortaleza, shopping do grupo JCMP, lançou nesta quarta-feira, 2 de maio, a Campanha do Dia das Mães. Até o domingo, 13, dia das...


    RioMar Fortaleza lança campanha de Dia das Mães e realiza programação especial Divulgação O Shopping RioMar Fortaleza, shopping do grupo JCMP, lançou nesta quarta-feira, 2 de maio, a Campanha do Dia das Mães. Até o domingo, 13, dia das mães, será realizada uma programação especial para as mamães com apresentações realizadas por escolas de dança, teatro e música, além de uma edição especial do RioMar Music Festival que contará com o show da cantora Maria Rita. A promoção "Dia das Mães RioMar, feliz de estar junto" vai presentear as mamães com um lindo colar com um pingente da campanha Estrelário, da ONG Edisca. A cada R$250,00 em compras nas lojas participantes o cliente troca seus cupons fiscais por um cordão de couro com 1 pingente em forma de estrela. São quatro cores diferentes: rosé, prata, ouro e chumbo. São permitidos quatro pingentes por CPF, e a promoção é válida de 2 a 13 de maio ou enquanto durarem os estoques. O posto de troca funciona no Piso L2, em frente a livraria Leitura. Ainda como parte da comemoração de Dia das Mães, o shopping terá uma programação especial, com show, catálogo digital e apresentações em parceria com escolas. Um dos destaques da programação do RioMar Fortaleza será o show da cantora Maria Rita. Ela se apresenta gratuitamente no shopping no dia 3 de junho, a partir das 16h, no estacionamento aberto da Lagoa do Papicu. Maria Rita é um dos grandes nomes da música brasileira e é a segunda atração do RioMar Music Festival de 2018. A partir do dia 3 até o dia 13 de maio, a Praça de Eventos do Piso L1 será palco de uma série de apresentações dedicadas as mamães. 12 escolas se apresentarão com espetáculos de música, teatro e dança em dois horários: às 16h e às 20h, com entrada gratuita. E para ajudar a escolher o presente das mamães, o RioMar Fortaleza preparou um Catálogo Digital com dicas para encontrar tudo que ela quer. A publicação, veiculada nas mídias digitais do RioMar Fortaleza e na TV Mall, traz fotos de produtos e indicações de lojas, além do valor de cada peça. RioMar Music Festival Dias das Mães - Maria Rita Data: 3 de junho Local: RioMar Fortaleza (R. Des. Lauro Nogueira, 1500 - Papicu) - Estacionamento Aberto da Lagoa do Papicu Horário: a partir das 16h Telefone: (85) 3066-2000 Entrada gratuita Apresentação Escolas RioMar Data: 3º a 13 de maio Local: RioMar Fortaleza (R. Des. Lauro Nogueira, 1500 - Papicu) - Praça de Eventos do Piso L1 Horário: 16h e 20h (confira a programação nas nossas redes sociais) Telefone: (85) 3066-2000 Entrada gratuita
    DPM reúne grandes do mercado nacional

    DPM reúne grandes do mercado nacional


    Esse ano, as oficinas ganham um formato interativo, valorizando ainda a prática e a criatividade no desenvolvimento de coleções A palestra e as mesas-redondas são gratuitas. Os interessados já podem se inscrever pelo hotsite do DPM e...


    Esse ano, as oficinas ganham um formato interativo, valorizando ainda a prática e a criatividade no desenvolvimento de coleções A palestra e as mesas-redondas são gratuitas. Os interessados já podem se inscrever pelo hotsite do DPM e presencialmente em todas as unidades do Senac Ceará. Jr. Panela Fomentando importantes reflexões sobre Moda, o DFB Festival e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial do Ceará (Senac/CE) apresentam o maior ciclo de palestras e mesas-redondas, o DPM - Dragão Pensando Moda. Em seu 11° ano consecutivo, o DPM ocupa o andar superior do Terminal Marítimo de Passageiros do Porto de Fortaleza, de 09 a 12 de maio, a partir das 13h30. Referência em educação profissional no Brasil, o Senac tem forte atuação no mercado da moda. No DPM, a instituição traz o que há de mais recente em termos de estilo, comportamento, empreendedorismo, make e sustentabilidade. Na programação, se destacam renomados profissionais e pesquisadores do país e, esse ano, conta com participação do parceiro London College of Fashion. A palestra e as mesas-redondas são gratuitas. Os interessados já podem se inscrever pelo hotsite do DPM e presencialmente em todas as unidades do Senac Ceará. Talk shows com grandes nomes da moda nacional e internacional Para a abertura, na quarta-feira (09), o DPM apresenta o renomado estilista João Pimenta (SP), para um talk show sobre Cultura de Moda. Na sequência, uma palestra de Juliana Jabour sobre mix de estampas, que desponta como forte tendência. Em seguida, uma conversa criativa reúne os dois palestrantes, o mediador do DPM, Eduardo Motta, e a jornalista gaúcha Patrícia Pontalti, especializada em conteúdo de moda. Na quinta-feira (10), o universo masculino entra em pauta. O designer e doutor em comunicação e semiótica Mario Queiroz apresenta o Homem Brasileiro 360°. A conversa criativa dessa tarde traz David Lee, ex-aluno do curso de Desenho de Moda do Senac/CE que vai representar o Brasil no International Fashion Showcase (IFS), um festival de designers emergentes em Londres (Inglaterra) organizado pelos British Council e British Fashion Council, parceiros do Senac. Esse acontece paralelamente à Londres Fashion Week, no entorno da Somerset House. Os temas empreendedorismo e sustentabilidade dominam a programação de sexta-feira (11). Itiana Pasetti, e Gabriela Mazepa conduzem o talk show sobre Sustentabilidade e Cooperação. Itiana Pasetti é proprietária de startup Revoada que transforma lixo em artigos de moda. Após amplas pesquisas, descobriu na câmara de pneus e no nylon de guarda-chuvas matérias-primas para a confecção de suas carteiras, mochilas e bolsas. Já Gabriela Mazepa (PR) é fundadora do Re-Roupa, projeto que propõe a transformação das roupas em um processo criativo que foge do tradicional e se conecta com o momento que vivemos. Criada em 2014 por três jovens engenheiros do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), uma educadora e um designer, a marca Flee! também integra a programação do DPM. Com produtos desenhados para caber na mala, o grupo de empreendedores traz à tona uma moda leve, inspirada pela liberdade. “Vai ser um bate papo bem aberto, trazendo nossa experiência enquanto startup no contexto da moda e os desafios de criação. Vamos falar de um modelo de negócio preocupado com o real impacto social, no sentido mais amplo. Temos um modelo baseado no comercio justo e vamos falar sobre isso no DPM”, antecipa Orlando Lustosa, um dos sócios da Flee!. Ainda no dia 11, a jornalista e consultora de moda Danielle Ferraz discute detalhes importantes e práticos sobre o que é estar na moda, a partir do reconhecimento e da aceitação do próprio corpo e estilo. Ela também participa de sessão de autógrafos do seu livro em parceria com Penha Moraes, “Moda sob Medida: Guia prático de moda para a vida real”, no espaço da Livraria Senac no DFB Festival. Para o encerramento da programação, no sábado (12), a conversa é sobre maquiagem e estilo com Neusa Neves, professora de Hair&Make Up no London College of Fashion. No currículo, traz a experiência como editora de beleza da Revista Hedonist e outros clientes editorais, como a Vogue britânica, The Sunday Times, Elle, GQ e Bazar Harpers. Já no desenvolvimento de campanhas, se destacam os trabalhos para Adidas, Lacoste, Body Shop, Mercedes, jeans Lee, Levis, Nokia, Sony, dentre outros. A jornalista gaúcha que atua em várias frentes editorais, Patrícia Pontalti, também realiza palestra nessa tarde, abordando o estilo pessoal em todas as idades. O enfoque é no fenômeno da geração de mulheres intituladas “perennials”. O pesquisador, escritor e consultor do Senac/CE, Eduardo Motta (MG), mais uma vez é responsável pela mediação das mesas redondas durante o DPM. Fundador e editor de conteúdos da Radar - Inteligência e Projetos de Moda, atua como crítico e comentarista de moda, contribuindo com publicações especializadas. É autor de três livros, dos quais dois publicados pela Editora Senac Ceará - “Alfaiatarias: Radiografia de um ofício incomparável” e “Meu Coração Coroado: Mestre Espedito Seleiro”. ESPAÇO ARENA Dia 09.05 (quarta-feira) – Cultura de Moda 13h30 - Palestra Eduardo Motta (RS) - Cenários Cultura e Comportamento 14h - Palestra João Pimenta (SP) – Uma Experiência com a Moda 15h - Palestra Juliana Jabour (MG) – Mistura de Estampas na Moda Atual 16h - Conversa Criativa: João Pimenta, Patricia Pontalti (RS) e Juliana Jabour Mediação: Eduardo Motta Dia 10.05 (quinta-feira) – Universo Masculino 14h - Palestra Mario Queiroz (SP) - Homem Brasileiro 360º 14h45 - Palestra Eduardo Motta (RS) - O Projeto IFS e a Participação Brasileira (Senac + British Council) 15h30 - Conversa Criativa -  David Lee (CE) / Eveline Vale (Senac/CE), Erico Gondim (CE) e Mario Queiroz (SP) Mediação: Eduardo Motta Dia 11.05 (sexta-feira) – Moda, Empreendedorismo e Sustentabilidade 14h - Palestra Danielle Ferraz (SP) - Moda Sob Medida 14h30 - Palestra Empreendorismo - Flee (CE) 15h30 - Conversa Criativa - Sustentabilidade e Cooperação Itiana Pasetti (Revoada - RS) Gabriela Mazepa (Reroupa - SP)   Mediação: Eduardo Motta Dia 12.05 (sábado) – Beleza e Moda 14h - Palestra Neusa Neves - London College of Fashion (Inglaterra) – Maquiagem e Styling 15h - Palestra Patricia Pontalti (RS) - Estilo é Para Sempre/Moda Na Real: O Fenômeno das "Perennials" e Estilo Pessoal em Todas as Idades 15h30 - Conversa Criativa: Neusa Neves (Inglaterra) – Patricia Pontalti (RS) 17h – Encerramento das oficinas de Moda e Beleza: Gabriela Mazepa (SP) e Aline Matias (SP/RS) Mediação: Eduardo Motta Serviço: DFB 2018 – DRAGÃO PENSANDO MODA (DPM) Data: 09 a 12 de maio Horário: De 14h às 17h Local: Terminal Marítimo de Passageiros do Porto de Fortaleza Informações: (85) 3270.5400 Inscrições: http://cursos.ce.senac.br/dpm2018
    Confiança do comércio alcança maior patamar dos últimos quatro anos

    Confiança do comércio alcança maior patamar dos últimos quatro anos


    Apurado pela CNC, Índice de Confiança do Empresário do Comércio teve alta de 11,9% em relação a abril do ano passado e retorna ao patamar registrado em maio de 2014. Para este ano, a previsão da CNC é que o comércio registre alta de 5,0%,...


    Apurado pela CNC, Índice de Confiança do Empresário do Comércio teve alta de 11,9% em relação a abril do ano passado e retorna ao patamar registrado em maio de 2014. Para este ano, a previsão da CNC é que o comércio registre alta de 5,0%, podendo resultar no maior crescimento das vendas desde 2012 Fecomércio/Divulgação O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), apurado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), atingiu 114,5 pontos no mês de abril – o maior patamar verificado desde 2014. Na comparação com março, o indicador evoluiu 1,3%, na série com ajuste sazonal. Já ante o mesmo período de 2017, o aumento foi de 11,9%. O resultado deve-se, principalmente, à melhor avaliação das condições correntes por parte dos comerciantes, que apresentou o sexto aumento mensal consecutivo, com alta de 2,0%, na série com ajuste sazonal. Apesar de ainda situar-se na zona negativa (abaixo dos 100 pontos), o subíndice chegou a 91,1 pontos, um aumento relevante de 30,1%, em comparação com o mesmo período do ano passado. Neste abril, 48,8% dos comerciantes consideram o desempenho do comércio melhor do que há um ano. Em relação a 2017, a percepção dos varejistas sobre as condições atuais melhorou expressivamente em todos os itens avaliados (economia, setor e empresa), com destaque para a economia, com aumento de 41,0%. Agora em abril, 44,6% dos entrevistados consideram que a economia está melhor do que há um ano. “Influenciada pela recuperação das vendas em relação a 2017, a confiança dos empresários do comércio pode se aproximar do nível anterior à crise econômica no terceiro trimestre deste ano. O crescimento das vendas, associado à baixa inflação e juros em piso histórico, viabiliza tendência de gradual avanço do consumo”, projeta Fabio Bentes, chefe da Divisão Econômica da CNC. Expectativas em alta Segundo a CNC, as expectativas dos comerciantes no curto prazo são as maiores desde dezembro de 2013. O componente se mantém na zona positiva, com 158,7 pontos, um aumento de 1,2% em relação a março e 4,3% na comparação anual. As perspectivas no curto prazo em relação ao desempenho do comércio (+4,8%), da própria empresa (+3,0%) e da economia (+5,1%) melhoraram em comparação com o mesmo período de 2017. Na avaliação de 91,8% dos entrevistados, a economia vai melhorar nos seis meses à frente. Mais contratações O subíndice que mede as intenções de investimento do comércio teve leve aumento mensal de 1,1%, com destaque para o aumento da intenção de contratação de funcionários (+1,6%). Na comparação com 2017, a reação mais significativa se verifica nas intenções de investimento nas empresas (+18,2%). No auge da crise do varejo, foram fechados 226 mil estabelecimentos comerciais no Brasil. Em 2017, apesar do saldo ainda negativo (-19,3 mil), registrou-se retração de 82% no fechamento de lojas. Nos três últimos meses do ano passado, já foi possível perceber o início de um processo de recuperação em alguns estados, e a CNC projeta abertura líquida de 20,7 mil novos pontos comerciais ao fim de 2018. Projeções para 2018 Para este ano, a previsão da CNC é que o comércio registre alta de 5,0%, podendo resultar no maior crescimento das vendas desde 2012. Em relação à oportunidade de trabalho, a Confederação projeta 94 mil vagas formais no varejo até o fim de 2018. Esse cenário se baseia na percepção de continuação de menor pressão de preços no curto prazo, além de uma expectativa de recuo no custo do crédito e recuperação do emprego e da renda ao longo do ano. Fonte: CNC
    Saiba como perder aquela gordurinha localizada

    Saiba como perder aquela gordurinha localizada


    Para ter acesso a diversos serviços de nutrição e estética basta ter a carteira de comerciário, conveniado ou usuário do Sesc. Para ter acesso a diversos serviços de nutrição e estética basta ter a carteira de comerciário, conveniado ou...


    Para ter acesso a diversos serviços de nutrição e estética basta ter a carteira de comerciário, conveniado ou usuário do Sesc. Para ter acesso a diversos serviços de nutrição e estética basta ter a carteira de comerciário, conveniado ou usuário do Sesc Fecomercio/Divulgação Quando não estamos satisfeitos com nosso corpo, pensamos em várias estratégias para mudar essa situação, como iniciar uma atividade física e melhorar os hábitos alimentares. Mas, e se pudermos ter aquela ajudinha para essa mudança com tratamentos de estética corporal? No Sesc você encontra essa ajuda. Corrente russa, massagem tonificante, ultrassom/wave, endermologia, photon dome são alguns dos serviços oferecidos em dois Núcleos Sesc Saúde, localizados nas suas Unidades em Fortaleza e Juazeiro do Norte. Para ser atendido nos Núcleos de Saúde do Sesc, é necessário possuir o cartão Sesc e realizar o agendamento. O funcionamento do Núcleo Saúde Sesc Fortaleza é de segunda a sexta-feira, das 7h às 21h. Já na Unidade Juazeiro do Norte do Sesc, o funcionamento acontece de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h. A fisioterapeuta dermatofuncional, Ana Cristine Cirino, indica três técnicas que auxiliam na eliminação de gordura e toxinas subcutâneas. Confira no vídeo abaixo: ESPECIAL PUBLICITÁRIO: fisioterapeuta indica técnicas de eliminação de gordura e toxinas Drenagem linfática É uma massagem que estimula o sistema linfático com o objetivo de promover a eliminação de toxinas no organismo, contribuindo para o tratamento da celulite e inchaço corporal. Trata-se de uma técnica que utiliza movimentos de pressão leve, suave e lento associado ao uso de creme com compostos ativos para drenar o inchaço corporal existente. Os profissionais do Sesc estão aptos para atender também pacientes no pós-operatório de cirurgia plástica e gestantes, após consulta de avaliação estética. Dentre os benefícios da Drenagem Linfática estão a diminuição do grau de celulite; a eliminação do excesso de líquidos e toxinas do meio intersticial;a melhora a circulação sanguínea, devido ao retorno do líquido bom ao sangue. Modelagem corporal Nesta técnica, são realizados movimentos fortes e rápidos no corpo com a ajuda de cremes específicos para estimular a quebra da gordura. O objetivo do tratamento é reorganizar e modelar o tecido adiposo, proporcionando a perda de medidas, combatendo a gordura localizada e a celulite, garantindo curvas mais definidas. Photon Dome Um equipamento que pode ser considerado como o mais moderno e eficaz para aplicação do efeito de vacuoterapia e massageamento por endermosucção para a estética. Considerado uma evolução da terapia subcutânea, o tratamento consiste em uma massagem terapêutica realizada por um cabeçote que promove uma prega cutânea, através de vácuo, e esta é massageada simultaneamente entre dois rolos motorizados. Esses dois mecanismos, pressão negativa de vácuo e pressão positiva dos rolos, promovem uma melhoria do contorno corporal. Com manobras apropriadas agindo sobre os adipócitos e sobre as fibras dos tecidos conjuntivos da pele, o sistema fornece ótimos resultados no combate à celulite, melhoria no tônus da pele, redução de medidas, no pré e pós-operatório de procedimentos cirúrgicos, estimula a circulação sanguínea local e a eliminação de toxinas deixando a pele com uma aparência saudável e jovial. É sugerido o mínimo de 15 a 20 sessões em um intervalo de 1 a 2 vezes por semana. Dentre os benefícios da terapia feita com o aparelho estão: hidratação e elasticidade da pele, eliminação as toxinas e metais pesados, melhoria da circulação sanguínea, provocando o aumento do metabolismo e queimando as moléculas de gordura. Serviço Núcleo Sesc Saúde | Unidade Fortaleza Endereço: Rua Clarindo de Queiroz, 1740­ Horário de atendimento: 7h às 21h Informações: (85) 3464.9303 Núcleo Sesc Saúde | Unidade Juazeiro do Norte Endereço: Rua da Matriz, 277 Horário de atendimento: 8h às 20h Informações: (88) 3512.3355
    Prodetur promove qualificação para o turismo no Ceará

    Prodetur promove qualificação para o turismo no Ceará


    São 3 mil vagas para o programa no Estado. Há inscrições abertas para diversos cursos, que são realizados pelo Senac-CE. O programa visa o aprimoramento dos profissionais que atuam ou que desejam se inserir em atividades turísticas. Jr. Panela A...


    São 3 mil vagas para o programa no Estado. Há inscrições abertas para diversos cursos, que são realizados pelo Senac-CE. O programa visa o aprimoramento dos profissionais que atuam ou que desejam se inserir em atividades turísticas. Jr. Panela A Secretaria do Turismo do Estado Ceará (Setur), por meio do Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur), qualificou mais de 1200 profissionais para atuarem no setor de turismo, de outubro de 2017 a março de 2018. No total, 3 mil pessoas serão atendidas pelo programa no Ceará, que possui recurso total de R$ 2 milhões. Há inscrições abertas para diversos cursos, que são realizados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial do Ceará (Senac/CE). Os cursos são realizados nos polos turísticos Maciço de Baturité, Ibiapaba e Litoral Leste, de acordo com os objetivos do Prodetur, que tem como foco o fortalecimento da Política Nacional de Turismo e a consolidação da gestão turística de modo democrático e sustentável, alinhando os investimentos regionais, estaduais e municipais ao modelo de desenvolvimento turístico projetado pelo Ministério do Turismo para o país. Via Prodetur estão sendo ofertados cursos que vão desde o desenvolvimento de projetos, postura profissional e habilidade gerenciais, passando por temas atuais (sustentabilidade e cidadania), até idiomas e os mais específicos do segmento de turismo e hospitalidade, incluindo Gastronomia. Dessa forma, o programa visa o aprimoramento dos profissionais que atuam ou que desejam se inserir em atividades turísticas. Com foco no desenvolvimento autossustentável, o programa gera a qualificação profissional e, consequentemente, a melhoria da qualidade dos serviços oferecidos ao turista nas regiões de serra, sertão e litoral do Estado. Pedro Régis de Abreu Soares, que trabalha na Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo da Prefeitura Municipal de São Benedito, na região da Ibiapaba, realizou o curso de Produção de Eventos. “Foi de suma importância para minha atuação profissional. Me sinto mais preparado e seguro para organizar e realizar os eventos na minha cidade”, declarou. Já a cozinheira Elidiane Santos também fez o de Cozinha Regional e disse que graças ao curso, aprimorou o cardápio do seu restaurante, localizado no Balneário Lagoa Bar, diversificando e melhorando a apresentação dos pratos tradicionais. “Os cursos vão além das técnicas. O de Cozinha Regional por exemplo, é muito mais do que somente a execução de receitas. Os alunos passam a ter uma nova visão sobre o aproveitamento total dos ingredientes e a valorização dos insumos locais”, revela a consultora na área de Turismo do Senac Ceará, Cíntia Oliveira, Consultora de Turismo do Senac Ceará. Segundo Juliana Brauner, coordenadora do Prodetur no Ceará, esses cursos são muito importantes para desenvolver o turismo nessas regiões, onde o setor movimenta a economia local. Já o diretor regional em exercício do Senac Ceará, Rodrigo Leite, destaca: “O Prodetur vem fortalecer a cadeia produtiva do turismo no interior, abrindo novos caminhos para o desenvolvimento do Estado”. MATRÍCULAS ABERTAS Os cursos que ainda estão disponíveis têm previsão de realização até agosto de 2018.  As inscrições são presenciais e o candidato deve apresentar documento de identificação com foto; comprovação de escolaridade; comprovante de residência. Caso seja trabalhador assalariado, apresentar cópia da CTTS ou Comprovação de área de atuação profissional. Confira abaixo a relação dos cursos e locais para inscrições: CURSOS Inscrições São Benedito - Sec. de Cultura, Esporte e Turismo - Travessa Nossa Senhora do Carmo, nº52 – Centro (próximo ao Naec). Ubajara – Secretaria de Turismo, Meio Ambiente, Cultura e Esportes - Rua 31 de Dezembro, nº 78 – Centro Viçosa do Ceará - Secretaria de Cultura, Turismo e Meio Ambiente - Polo Turístico Artesanal e Cultura Igreja do Céu. Mais informações: (88) 3677-8700 CURSOS Inscrições Redenção - Rua Padre Barros, 321, salas 06, 08 e 09, Centro, Redenção/CE – Centro. Guaramiranga - Secretaria de Turismo de Guaramiranga - Praça Teatro Rachel de Queiroz, s/n Mulungu - Câmara Municipal de Mulungu - Praça Coletor Bezerra Borges, s/n. Palmácia - Secretaria de Turismo de Palmácia - Rua José Moisés, 400 – Centro. Mais informações: (85) 3270-5400 Mais informações para a imprensa: Yanna Guimarães - Assessora de Comunicação da Secretaria do Turismo do Ceará (Setur) (85) 3195.0211 / 99921.1282 www.setur.ce.gov.br Helena Félix e Carla Pinto – Assessoria de Comunicação do Senac/CE
    Mulher é presa com mais de 12 quilos de drogas em ônibus na Grande Natal

    Mulher é presa com mais de 12 quilos de drogas em ônibus na Grande Natal


    Caso aconteceu na manhã desta quinta-feira (26), durante fiscalização no posto da PRF em Macaíba. Suspeita saiu de Fortaleza para entregar cocaína e maconha na capital potiguar. Mulher de 23 anos foi presa pela PRF por transporte de...


    Caso aconteceu na manhã desta quinta-feira (26), durante fiscalização no posto da PRF em Macaíba. Suspeita saiu de Fortaleza para entregar cocaína e maconha na capital potiguar. Mulher de 23 anos foi presa pela PRF por transporte de drogas PRF/Divulgação Uma mulher de 23 anos foi presa pela Polícia Rodoviária Federal ao ser flagrada transportando mais de 12 quilos de drogas, na manhã desta quinta-feira (26). Ela estava em um ônibus que seguia de Fortaleza para Natal e que passou por fiscalização em Macaíba, já na região metropolitana da capital potiguar. A prisão aconteceu por volta de 5h40. De acordo com o inspetor Roberto Cabral, o ônibus passava por uma fiscalização de rotina, quando os policiais suspeitaram de uma das malas. Dentro dela, foram encontrados cerca de 4,74 quilos de maconha e 7,49 quilos de pasta base de cocaína. Ainda de acordo com a PRF, havia café junto com os 11 pacotes que continham as drogas, para disfarçar o cheiro, no caso de buscas com cachorros, por exemplo. Pela etiqueta, a polícia indentificou a passageira responsável pela mala. "Ela estava dentro do ônibus, bem nervosa, e confessou o crime", declarou Cabral. Aos policiais, ela ainda afirmou que recebeu a bagagem de uma pessoa em Fortaleza e seria paga para entregar a mercadoria a outra em uma pousada próxima à rodoviária de Natal. A mulher poderá pegar pena de até 15 anos de prisão pelo crime, informou a PRF.
    De portas abertas para quem quer dançar

    De portas abertas para quem quer dançar


    Sesc está com novas turmas de dança para adultos. Aprender a dançar pode trazer muitos benefícios para o corpo e para o humor Divulgação Para quem deseja entrar em contato com os benefícios que a dança oferece, o Sistema Fecomércio-CE, por...


    Sesc está com novas turmas de dança para adultos. Aprender a dançar pode trazer muitos benefícios para o corpo e para o humor Divulgação Para quem deseja entrar em contato com os benefícios que a dança oferece, o Sistema Fecomércio-CE, por meio do Sesc*, está com inscrições abertas para várias oficinas de dança, que vão dos ritmos latinos a dança do ventre e dança de salão. A oficina de ritmos acontece as segundas e quartas, às 18h, na Unidade Fortaleza do Sesc. Durante as aulas os alunos entram em contato com ritmos afro-latinos, estilos e intensidades variadas de dança. A atividade proporciona socialização e diversão aos participantes, sendo uma ótima oportunidade para aqueles que querem fazer uma atividade física dinâmica. Os interessados podem efetivar sua inscrição no setor de relacionamento com clientes da Unidade Fortaleza do Sesc, apresentando a Carteira Sesc atualizada e a taxa de matrícula. As aulas de dança do ventre acontecem nos dias de Terça e quinta, de 18h às 19, são ministradas pela professora Juliana Arruda Jaraj, que se dedica a estudar dança do ventre e folclores árabes há mais de 15 anos. Juliana é Formada pelo reconhecido Instituto Carafi, em Buenos Aires, e já ganhou diversos prêmios internacionais de dança. A dança do ventre é uma arte milenar que resgata a sabedoria e a essência feminina. Pessoas de todas as idades e tipos físicos podem participar das aulas. "A dança do ventre trabalha muito o feminino, o alinhamento dos chackras, dependendo do movimento na dança eles vão sendo ativados. A “kundalini”, o espiral de energia que está dentro da gente. Ajuda muito quem está com baixa estima. Em, pouco tempo você vê a melhora”, comenta a professora Juliana . Queima de calorias, fortalecimento dos ossos, aumento de freqüência cardíaca e respiratória são alguns dos benefícios da dança Divulgação Entre outros benefícios ela destaca a liberação de serotonina e endorfina, que são os neurotransmissores de prazer, melhora a disciplina, o humor, retarda o envelhecimento, ritmo, flexibilidade, agilidade e coordenação motora. A professora lembra que os ganhos vão muito além do bem estar físico, por exemplo: queima de calorias, fortalecimento dos ossos, aumento de freqüência cardíaca e respiratória. Já a modalidade de dança de salão proporciona um conhecimento mais profundo de nossos corpos: seus limites, a beleza de seus movimentos, a alegria da expressão corporal. Trabalha também a coordenação motora, agilidade, ritmo e percepção espacial, desenvolvendo a musculatura corporal de forma integrada e natural, permitindo uma melhora na autoestima e quebra de diversos bloqueios psicológicos, possibilitando o convívio e o aumento do rol de relações sociais, tornando-se uma opção de lazer e promovendo inclusive melhora de doenças e outros problemas. SERVIÇO Aulas de dança Sesc Local: Sala de Dança da Unidade Fortaleza do Sesc (Rua Clarindo de Queiroz, 1740) Inscrição: no setor de relacionamento com clientes, apresentar carteira Sesc Ritmos Turma: segunda e quarta 18h Taxa de mensalidade: 50,80 (Comerciário), 55,90 (Empresário), 63,00 (Convênio), 75,30 (Usuário) Dança do Ventre Turma: terça e quinta 18h Taxa de mensalidade: 58,20 (Comerciário), 64,00 (Empresário), 87,50 (Convênio), 118,00 (Usuário) Dança de Salão Turma: terça e quinta 16h e 19h Taxa de mensalidade: 58,20 (Comerciário), 64,00 (Empresário), 87,50 (Convênio), 118,00 (Usuário) *Instituição mantida pelos empresários do comércio de bens, serviços e turismo. www.sesc-ce.com.br Facebook: /sescceara Twitter: @sesc_ce Instagram: sescce
    Preços de lanchonete e estacionamento em aeroportos são principais críticas de passageiros 

    Preços de lanchonete e estacionamento em aeroportos são principais críticas de passageiros 


    Curitiba e Campinas têm aeroportos com melhor avaliação, enquanto Florianópolis e Vitória têm as piores notas em pesquisa do Ministério dos Transportes com 20 aeroportos feita no 1º trimestre. Muitos passageiros evitam comer nas lanchonetes e...


    Curitiba e Campinas têm aeroportos com melhor avaliação, enquanto Florianópolis e Vitória têm as piores notas em pesquisa do Ministério dos Transportes com 20 aeroportos feita no 1º trimestre. Muitos passageiros evitam comer nas lanchonetes e restaurantes do Aeroporto de Fortaleza. Os preços não são nada convidativos Gioras Xerez/G1 Ceará O custo-benefício das lanchonetes nos aeroportos brasileiros é o item com pior avaliação dos passageiros no Brasil, seguido do preço do estacionamento. As informações estão no Relatório do Desempenho Operacional dos Aeroportos no 1º trimestre de 2018, que reúne avaliações de passageiros em 20 aeroportos, e foi divulgado nesta quarta-feira (25) pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil. As melhores notas registradas pela pesquisa foram para a cordialidade dos funcionários de check-in e da imigração. O índice de satisfação dos passageiros fechou o primeiro trimestre em 4,3 - em uma escala de 1 a 5. Trata-se de uma redução em relação ao último trimestre do ano anterior, quando a média das avaliações foi de 4,35. Os aeroportos com melhor avaliação foram Curitiba e Viracopos, em Campinas. Já os piores avaliados foram Florianópolis e Vitória (veja gráfico abaixo). Infográfico mostra ranking de avaliação de aeroportos no 1º trimestre de 2018 Roberta Jawosrski/G1 Segundo secretário de Aviação Civil, Dario Lopes, há 2 motivos para a queda da satisfação dos passageiros: o aumento do número de aeroportos pesquisados a partir de 2018 - de 15 para 20; o retorno dos passageiros que viajam esporadicamente para os aeroportos. Mais passageiros nos aeroportos Passageiros despacham bagagens no aeroporto de Galeão Matheus Rodrigues/G1 A retomada do crescimento econômico, aos poucos, traz de volta o passageiro de lazer para os aeroportos. Esse cliente cortou viagens durante a crise econômica e levou o setor aéreo, quando o transporte aéreo brasileiro perdeu quase 8 milhões de passageiros nos voos nacionais. Segundo Lopes, esse cliente é mais exigente com a infraestrutura do aeroporto e oferta de serviços do que o passageiro frequente. O retorno desse cliente para os aeroportos contribuiu para a redução da nota média dos passageiros para os serviços nos últimos trimestres. "O passageiro de lazer é o que mais critica aspectos como limpeza de banheiros e preços da lanchonete", diz Lopes. Dos 19.473 entrevistados na pesquisa, 60% viajavam a lazer e 50% fez menos de duas viagens nos últimos 12 meses. Mais aeroportos avaliados Aeroporto Hercílio Luz, em Florianópolis Cristian Delosantos/CBN Os aeroportos de Florianópolis e Vitória são os que têm a pior avaliação e não estavam no relatório no ano passado. "Esses aeroportos passaram por melhorias que ainda não se refletem na pesquisa de avaliação dos usuários", disse. O aeroporto de Vitória, administrado pela Infraero, foi reformado e reinaugurado em 29 de março. Já o terminal de Florianópolis foi leiloado no fim do ano passado e a concessionária assumiu a administração do aeroporto em janeiro deste ano. Segundo ele, a concessão dos aeroportos à iniciativa privada traz melhorias significativas na infraestrutura aeroportuária e a avaliação dos passageiros melhora nos trimestres seguintes. "No longo prazo, há uma melhora significativa nos índices de satisfação, que está diretamente relacionada com o aumento da participação da iniciativa privada nos aeroportos", afirmou. Veja abaixo as notas que os passageiros deram para os aeroportos Veja os 5 itens melhor e pior avaliados: O que vai bem nos aeroportos: Cordialidade e prestatividade dos funcionários no check in (nota média 4,68) Cordialidade dos funcionários na emigração (4,66) Tempo na fila da emigração (4,61) Cordialidade dos funcionários na aduana (4,61) Cordialidade dos funcionários na imigração (4,59) O que precisa melhorar: Custo-benefício de lanchonetes e restaurantes (2,85) Custo-benefício do estacionamento (3,06) Custo-benefício dos produtos comerciais (3,17) Qualidade da internet/wifi (3,27) Disponibilidade e localização de bancos, caixas eletrônicos e casas de câmbio (3,62)
    Presos suspeitos de matar idoso que achou que assalto era 'brincadeira'

    Presos suspeitos de matar idoso que achou que assalto era 'brincadeira'


    Após 10 meses de investigação, Polícia Civil conseguiu prender os dois envolvidos no latrocínio de agricultor na cidade de São João da Canabrava, cometido em junho de 2017. Sede da Delegacia Regional de Picos Gil Oliveira/ G1 Uma operação da...


    Após 10 meses de investigação, Polícia Civil conseguiu prender os dois envolvidos no latrocínio de agricultor na cidade de São João da Canabrava, cometido em junho de 2017. Sede da Delegacia Regional de Picos Gil Oliveira/ G1 Uma operação da Polícia Civil conseguiu prender o segundo suspeito de cometer um latrocínio (roubo seguido de morte) contra um agricultor de 73 anos da cidade de São João da Canabrava, a 314 km de Teresina. Um dos suspeitos foi encontrado na mesma cidade onde o crime foi cometido, enquanto outro foi preso em Fortaleza, capital do Ceará. Durante o assalto, o idoso pensou se tratar de uma brincadeira jogou água nos criminosos, que revidaram com tiros. Na manhã de segunda-feira (23) foram cumpridos cinco mandados de busca nas cidades de Bocaina, Sussuapara e São João da Canabrava. Um homem identificado como João Silvino foi preso em flagrante. Com ele a Polícia apreendeu uma arma de fogo e um colete balístico. Um mês antes, no dia 23 de março, foi preso Francisco de Assis da Silva, conhecido como Sidiga. Uma equipe da Polícia Civil de Picos se deslocou até a cidade de Fortaleza, no Ceará, onde o suspeito foi localizado e preso. 10 meses de investigação As duas prisões foram cumpridas quase um ano depois do crime. Os dois homens são suspeitos de matar o agricultor Raimundo Marcelino de Carvalho no dia 20 de junho de 2017. De acordo com a investigação da Polícia Civil de Picos, os dois homens foram até a casa do agricultor no intuito de roubar uma motocicleta e uma arma de fogo. Por volta das 10h da manhã os dois homens chegaram ao local em uma motocicleta e anunciaram o assalto. Ao ser surpreendido, a vítima jogou água nos criminosos por acreditar que a situação se tratava de uma brincadeira. Após serem molhados os suspeitos atiraram contra Marcelino, que foi atingido por dois disparos. Depois do crime, a dupla invadiu a casa do agricultor e reviraram o local. Os dois assaltantes saíram do local levando a motocicleta e a arma da vítima. O agricultor foi socorrido por vizinhos e levado para o Hospital Justino Luz, em Picos, e faleceu no dia 23 de junho de 2017. De acordo com a Polícia Civil, os tiros foram disparados por Francisco de Assis da Silva, que foi preso em Fortaleza no final do mês de março. Em depoimento, o suspeito teria confessado o crime de latrocínio e ainda seu envolvimento em mais dois crimes de homicídio ocorridos na cidade de Picos e na região.
    PF prende homem que empregava nordestinos em situação de escravidão

    PF prende homem que empregava nordestinos em situação de escravidão


    Ação está relacionada a uma operação do MT-SP realizada em março, quando 28 trabalhadores foram resgatados em situação análoga a de trabalho escravo em Salto (SP). Polícia Federal fez operação em Salto nesta terça-feira Priscila Mota/TV...


    Ação está relacionada a uma operação do MT-SP realizada em março, quando 28 trabalhadores foram resgatados em situação análoga a de trabalho escravo em Salto (SP). Polícia Federal fez operação em Salto nesta terça-feira Priscila Mota/TV TEM Uma operação da Polícia Federal de Sorocaba (SP), realizada na manhã desta terça-feira (24), prendeu temporariamente um homem suspeito de agenciar trabalhadores que eram colocados em situação de trabalho escravo em Salto (SP). Segundo informações da PF à TV TEM, a ação está relacionada a uma operação do Ministério do Trabalho de São Paulo (MT-SP) realizada em março, quando 28 trabalhadores foram resgatados na cidade. O suspeito agenciava trabalhadores, levados do interior do Ceará, para realizar venda de laticínios - queijo e iogurtes - de porta em porta em Itu, Porto Feliz, Elias Fausto, Capivari, Salto, Sorocaba e Boituva. Ainda conforme a PF, as pessoas agenciadas não tinham condições dignas de trabalho, como moradia e higiene. Na época do resgate, o MT-SP elaborou um auto de infração que confirmou o trabalho escravo e um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) foi firmado com o proprietário, que se comprometeu em pagar indenizações aos trabalhadores e mandá-los de volta para casa. Como o termo não foi cumprido, a PF realizou a operação de prisão na casa do suspeito. Além disso, quatro Kombis - utilizadas no transporte de trabalhadores - foram apreendidas, junto com diversos produtos laticínios, que serão periciados pela polícia. O homem responderá criminalmente pelos crimes de trabalho escravo (artigo 149) e aliciamento (artigo 207), cuja pena prevista no Código Penal brasileiro é de 2 a 8 anos de reclusão. Grupo de nordestinos foi levado a Salto para fazer a venda de laticínios Priscila Mota/TV TEM Operação de resgate A ação que resgatou 28 trabalhadores em situação análoga a de trabalho escravo em março foi coordenada por Luis Alexandre de Faria, auditor fiscal do trabalho. Segundo o auditor, 32 nordestinos das regiões Quixadá e Quixeramobim, no sertão do Ceará, foram agenciados para realizar venda de laticínios na região de Sorocaba. Dos 32 trabalhadores, quatro não tiveram a situação avaliada como trabalho escravo, já que tinham posição superiores aos demais, mesmo ainda trabalhando de forma irregular. O auditor fiscal ainda informou que o alojamento dos trabalhadores tinha condições degradantes e precárias de limpeza. Também foi constatada irregularidades no recebimento de salário dos trabalhadores, que não atendia o mínimo de valor da base da categoria a que os trabalhadores se encaixariam e não tinham registro. Na época, os trabalhadores foram encaminhados a um alojamento em Salto. Ainda não há informações sobre a atual situação em que eles se encontram. Alojamento dos trabalhadores em Salto tinha condições degradantes e precárias de limpeza Priscila Mota/TV TEM Veja mais notícias da região no G1 Sorocaba e Jundiaí
    Palestra do Senac orienta alunos de cursos online na organização dos estudos

    Palestra do Senac orienta alunos de cursos online na organização dos estudos


    As Inscrições são gratuitas e estão abertas, de 16 a 23 de abril, para a palestra Planejando meu Semestre. Com 80 vagas abertas ao público, a palestra apresenta aos estudantes estratégias para gerenciar o tempo, colocar em ordem o local de...


    As Inscrições são gratuitas e estão abertas, de 16 a 23 de abril, para a palestra Planejando meu Semestre. Com 80 vagas abertas ao público, a palestra apresenta aos estudantes estratégias para gerenciar o tempo, colocar em ordem o local de estudo, dentre outras dicas. Divulgação A educação a distância pode ser bastante desafiadora, já que aprender pela internet requer planejamento e organização, mas é possível sim organizar bem o semestre para estar sempre em dia com o cronograma de aulas, prazos de provas e trabalhos. No dia 23 de abril, alunos de cursos de educação profissional, de graduação ou pós-graduação na modalidade a distância são convidados para a palestra “Planejando Meu Semestre”, promovida gratuitamente pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial do Ceará (Senac/CE), com 80 vagas abertas ao público. Na palestra, que acontece em Fortaleza, no Senac Centro às 19h, a Coordenadora da Ead do Senac/CE na área de educação a distância (EaD), Rhyvera Fontenele, apresenta aos estudantes estratégias para gerenciar o tempo, colocar em ordem o local de estudo, definir as metas e montar um plano de ação para concluir o semestre com êxito. As inscrições podem ser feitas pelo site cursos.ce.senac.br, de 16 a 23 abril. O encontro é o primeiro do Circuito de Palestras Senac. Em quatro formações, especialistas do Senac/CE na área de tecnologia educacional orientam os participantes sobre organização do tempo, gestão financeira pessoal, utilização de jogos eletrônicos para a aprendizagem e comportamento ético na sala de aula virtual e nas redes sociais. Pela internet, o Senac oferece cursos livres, técnicos, graduações, pós-graduações, extensão universitária, cursos de idiomas e programas de aprendizagem profissional para atender à necessidade dos trabalhadores do comércio, empreendedores e todas as pessoas que precisam de flexibilidade de horário para o aprimoramento profissional. No Ceará, existem cinco polos EaD, localizados nas cidades de Fortaleza, Crato, Iguatu, Juazeiro do Norte e Sobral, onde as equipes de instrutores auxiliam os alunos a desenvolver disciplina, autogestão, e comprometimento para o bom aproveitamento da formação a distância. Existem mais de 50 cursos em áreas como: segurança do trabalho; marketing; recursos humanos; gestão pública; varejo e diversas outras, confira a lista de cursos com inscrições abertas em http://www.ead.senac.br/polos/CE. Serviço Circuito de Palestras Senac: Palestra Planejando Meu Semestre Data: 23/4 Horário: 19h às 22h Local: Senac Centro ( Av. Tristão Gonçalves, 1245) Inscrições: De 16 a 23/4 pelo site do Senac (cursos.ce.senac.br/curso/gestao) Mais informações: 85 3270.5466

    Aneel aprova reajustes nas contas de luz da Bahia, Rio Grande do Norte, Sergipe e Ceará


    Consumidores da Bahia terão a maior alta média, um reajuste de 16,95%.Reajustes poderão ser aplicados a partir do dia 22 de abril. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira (17) o reajuste tarifário de quatro...

    Consumidores da Bahia terão a maior alta média, um reajuste de 16,95%.Reajustes poderão ser aplicados a partir do dia 22 de abril. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira (17) o reajuste tarifário de quatro concessionárias do Nordeste, que atendem Bahia, Rio Grande do Norte, Ceará e Sergipe. Os índices médios de reajuste variam de 4,96% a 16,95%. O aumento poderá ser aplicado a partir de 22 de abril. Os consumidores da Coelba, que atende 415 municípios do estado da Bahia, terão reajuste médio de 16,95%. Para os consumidores de alta tensão, os industriais, o reajuste médio será de 16,17%. Para os consumidores residenciais e comerciais, atendidos em baixa tensão, o reajuste médio será de 17,27%. Os consumidores da Companhia de Eletricidade do Rio Grande do Norte (Cosern) terão reajuste médio de 15,61%, com alta média de 17,47% para os consumidores industriais, e de 14,88% para os consumidores residenciais e comerciais. A Cosern atende 1,4 milhão de consumidores no esstado. Já no Ceará o reajuste médio da tarifa de luz será menor, com alta média de 4,96%, sendo 7,96% para os consumidores industriais e de 3,80% para os consumidores residenciais e industriais. A Enel Ceará atende 3,4 milhões de unidades consumidoras em 184 municípios do Ceará. A Aneel também aprovou um reajuste médio de 11,30% para os consumidores atendidos pela Energisa Sergipe. A empresa atende 64 municípios no estado de Sergipe e terá direito a um reajuste médio de 13,92% para os consumidores industriais e de 9,85% para os consumidores residenciais e comerciais.
    Consumidores confiantes no cenário econômico

    Consumidores confiantes no cenário econômico


    O valor médio das compras é estimado em R$ 298,95 e a intenção de compra mostra-se mais elevada para os consumidores do sexo feminino. Em Fortaleza, a pesquisa revela que, em abril, 41,9% dos entrevistados mostraram disposição para a compra de...


    O valor médio das compras é estimado em R$ 298,95 e a intenção de compra mostra-se mais elevada para os consumidores do sexo feminino. Em Fortaleza, a pesquisa revela que, em abril, 41,9% dos entrevistados mostraram disposição para a compra de bens duráveis. Divulgação A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Ceará (Fecomércio-CE), traz o resultado da pesquisa Índice de Confiança do Consumidor de Fortaleza (ICC) para o mês de abril. O Índice de Confiança do Consumidor de Fortaleza (ICC) apresentou elevação de +0,3%, passando de 103,4 pontos, em março, para 103,7 pontos neste mês. O índice está situado no campo que mostra otimismo (acima dos 100 pontos) e veio acompanhado de aumento na intenção de compras (+2,6%), com o consumidor procurando bens de consumo duráveis como televisores e móveis. O resultado do ICC foi influenciado pelo crescimento do Índice de Situação Futura, com aumento de +2,4%, passando de 105,4 pontos para 108,0 pontos no período analisado. Já o Índice de Situação Presente teve redução de -3,0%, atingindo o patamar de 97,3%, como pode ser visto na tabela a seguir: ICC, Síntese dos resultados Expectativa dos consumidores Diversos indicadores econômicos nacionais sugerem que estamos, pouco a pouco, saindo da mais grave crise da história recente do país. A inflação estável permitiu a redução da taxa básica de juros e a produção industrial gradualmente ocupa a capacidade instalada. Entretanto, para o consumidor é essencial o desempenho do mercado de trabalho e o enorme contingente de pessoas sem ocupação ainda é um desafio de peso para a retomada do consumo. Em Fortaleza, a pesquisa revela que, em abril, 41,9% dos entrevistados mostraram disposição para a compra de bens duráveis. Dentre aqueles que demonstram maior otimismo, destacam-se os consumidores do gênero masculino (43,2% dos entrevistados afirmam que abril bom momento para compra de bens de consumo duráveis), do grupo com idade entre 18 e 24 anos (44,5%) e com renda familiar entre cinco e dez salários mínimos (50,5%). A pesquisa também revela que 59,5% dos consumidores de Fortaleza consideram que sua situação financeira atual está melhor ou muito melhor do que há um ano – praticamente a mesma taxa do mês anterior (60,2%). Já as expectativas com o futuro se mostram mais otimistas, com 78,1% dos entrevistados acreditando que sua situação financeira futura será melhor ou muito melhor do que a atual. O consumidor de Fortaleza tem mostrado preocupações com o ambiente econômico nacional, com 57,5% dos entrevistados descrevendo-o como ruim ou péssimo. Esse sentimento recebe influências da percepção das incertezas ainda existentes do quadro de recuperação e das dúvidas do cenário político.
    Parangaba se revitaliza com empreendimentos imobiliários únicos 

    Parangaba se revitaliza com empreendimentos imobiliários únicos 


    Sem perder de vista sua tradição, a Parangaba ganha empreendimentos que, com conforto e completa estrutura de lazer, chamam a atenção de quem pretende continuar a viver no bairro. Iracema é um símbolo de Fortaleza, retratada com todo seu vigor,...


    Sem perder de vista sua tradição, a Parangaba ganha empreendimentos que, com conforto e completa estrutura de lazer, chamam a atenção de quem pretende continuar a viver no bairro. Iracema é um símbolo de Fortaleza, retratada com todo seu vigor, beleza e força, na obra do escritor José de Alencar, que leva o nome da personagem. Foi na Lagoa da Parangaba que Iracema banhou-se, molhando "seu cabelo mais negro que a asa da graúna, e mais longo que seu talhe de palmeira". A cena é considerada emblemática, principalmente para os cearenses, porque faz menção à lagoa do bairro Parangaba, um dos mais antigos da cidade. Parangaba (ou Porangaba como era chamada originalmente) vem do tupi e significa justamente Lagoa da Beleza. Parangaba se revitaliza com empreendimentos imobiliários únicos Magis Incorporações Por todas as referências, vê-se que o bairro e a lagoa, a segunda maior de Fortaleza, são símbolos da cidade; e os seus arredores vem recebendo empreendimentos imobiliários únicos, que revitalizam a região preservando a importância histórica que tem, tanto para quem vive como para quem pretende viver por lá. Entre esses empreendimentos está o Duo Residence. Com apartamentos de 57,74 a 67,68 m² e até três quartos, dispõe de toda a estrutura de lazer que projetos na linha dos condomínios clubes têm. No Duo, por exemplo, os proprietários vão dispor de academia, brinquedoteca, deck gourmet, deck molhado, home cinema, piscina adulto, além de playground para as crianças e salões de festas adulto e infantil. Parangaba se revitaliza com empreendimentos imobiliários únicos Magis Incorporações “Com unidades a partir dos R$ 249 mil, apartamentos de dois e três quartos com suíte e área de lazer completa e elevada, o Duo é um empreendimento super interessante, principalmente, para famílias que nasceram na Parangaba, têm um carinho enorme pela região, querem acompanhar as novas tendências sem se distanciar das próprias lembranças ou dos pais que ainda moram ali”, afirma Eleno Damasceno, gerente comercial da Magis, construtora que assina o empreendimento. Com obras aceleradas e um apelo promocional fortíssimo, o Duo vem ainda com carro zero na garagem, conforme regulamento a ser consultado com a Construtora Magis, por meio da campanha “Vem que Tem”. Parangaba se revitaliza com empreendimentos imobiliários únicos Magis Incorporações Toda assistência no entorno A Parangaba tem uma vida própria e pujante. Local de integração de vários meios de transportes e via de acesso a outros bairros importantes da cidade, como o Benfica e o Centro, reúne toda a infraestrutura de suporte necessária para quem vive na região ou a tem como local de passagem para outras zonas de Fortaleza. Além de shoppings, como o Parangaba e o North Shopping Jóquei (no bairro ao lado), conta com as principais redes de supermercados, faculdades, restaurantes e instituições de saúde, como o Hospital da Mulher.

    Empresários dizem ter feito contratos fictícios para receber caixa 2 para a campanha de Eunício ao governo do Ceará


    Atual presidente do Senado concorreu ao cargo de governador em 2014. Assessoria do senador disse que contas foram aprovadas pela Justiça Eleitoral. Empresários admitem contratos fictícios em campanha de Eunício Empresários ouvidos pela Polícia...

    Atual presidente do Senado concorreu ao cargo de governador em 2014. Assessoria do senador disse que contas foram aprovadas pela Justiça Eleitoral. Empresários admitem contratos fictícios em campanha de Eunício Empresários ouvidos pela Polícia Federal confessaram ter feito contratos fictícios para receber dinheiro irregular para a campanha ao governo do Ceará do atual presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE). Eles prestaram depoimento à PF na operação Tira-Teima. A operação, deflagrada na terça (10), investiga pagamentos de vantagens indevidas por um grupo empresarial a políticos. Os depoimentos foram prestados em investigação sobre Eunício no Supremo Tribunal Federal (STF). O inquérito foi aberto a partir da delação de Nelson Melo, ex-diretor de relações institucionais da Hypemarcas, hoje Hypera Pharma. Ele é um dos delatores da Operação Lava Jato. O site da revista "Veja" traz vídeo do depoimento da empresária Maurenízia Alves, sócia do Instituto Campus. Ela admitiu contratos feitos com ao menos quatro empresas e que objetivo era receber por serviços na campanha de Eunício ao governo do Ceará. O pedido foi feito a ela por Paulo Alves, marido da empresária, que trabalhou na campanha. Em depoimento, a que a TV Globo teve acesso, Maurenízia disse que a empresa dela foi contratada pela Hypermarcas, pela M. Dias Branco, pela Corpus Segurança e pela JBS --e que não houve nenhuma prestação de serviço. Apesar disso, ela diz ter havido recebimento de dinheiro e emissão de notas, mas os contratos não foram formalizados. A M. Dias Branco foi um dos alvos da operação Tira-Teima. Executivos da JBS e da Hypermarcas já haviam confirmado essas informações na delação e apresentado os contratos fictícios. Ao depor, Paulo Alves disse que a coordenação de campanha de Eunício afirmou que essa era a única forma de resolver "os problemas de atrasos" de pagamentos. E que houve ainda outros contratos fictícios. O que dizem os citados A assessoria do senador Eunício Oliveira disse que as contas da campanha dele em 2014 foram aprovadas pela Justiça Eleitoral e que todas as empresas citadas fizeram doações dentro da lei vigente à época. A M. Dias Branco declarou que não realizou qualquer pagamento ao Instituto Campus ou ao Campus Centro de Estudos e Pesquisas. A Hypera Pharma informou que está colaborando com as investigações e que uma auditoria interna concluiu que o ex-diretor, Nelson de Mello, autorizou, por iniciativa própria, despesas sem comprovação --e que a empresa não se beneficiou desses atos. A J&F disse que os delatores ligados ao grupo já relataram aos investigadores tudo que era de conhecimento deles, e que seguem à disposição da Justiça para colaborar. A Corpus Segurança não quis se manifestar.
    Chuvas atingem estados do Norte e Nordeste, com inundações e interdições

    Chuvas atingem estados do Norte e Nordeste, com inundações e interdições


    Ceará, Maranhão, Pernambuco, Paraíba, Tocantins, Pará e Piauí tiveram precipitações acima da média. Tempo deve ficar mais estável a partir do final de semana. Encontro dos rios Parnaíba e Poti, em Teresina. Órgaos nacionais alertam para...


    Ceará, Maranhão, Pernambuco, Paraíba, Tocantins, Pará e Piauí tiveram precipitações acima da média. Tempo deve ficar mais estável a partir do final de semana. Encontro dos rios Parnaíba e Poti, em Teresina. Órgaos nacionais alertam para rápida elevação do nível dos dois. Reprodução/TV Clube Os estados do Ceará, Maranhão, Pernambuco, Paraíba, Tocantins, Pará e Piauí foram atingidos nesta quarta-feira (11) por chuvas fortes. A previsão, de acordo com o Climatempo, é que tempo fique mais estável a partir do final de semana. Ceará Em Fortaleza, uma névoa deixou o céu encoberto e acinzentado durante a manhã – fenômeno raro para a cidade. Das 7h desta terça-feira (10) às 7 horas de quarta, choveu em 84 municípios cearenses, segundo dados da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). A maior precipitação ocorreu na cidade de Barroquinha, Litoral Norte do Estado, com 122,2 milímetros. Em seguida aparecem as cidades de Santa Quitéria (112,5 milímetros), Granja (105,0 milímetros), Ibiapina (98,0 milímetros) e Ipueiras (90,2 milímetros). Além disso, 11 açudes no estado estão com 100% da capacidade. Em Messejana a névoa encobriu a lagoa. Cintia Xerez/Arquivo Pessoal Maranhão Em dez dias, choveu quase a metade do previsto para mês inteiro no estado, segundo o Núcleo de Meteorologia da Universidade Estadual do Maranhão (Uema). A média histórica de chuvas em abril é de 476 milímetros – número que deve ser ultrapassado. Em algumas cidades, rios transbordaram, barragens se romperam e estradas foram interditadas. Em Tuntum, localizada na região central do Maranhão, o riacho que leva o mesmo nome da cidade alagou alguns bairros – Ana Isabel, Vila Mata, Tuntum de Cima e Residencial Maria Helena, entre os mais prejudicados. Algumas famílias perderam as casas com a entrada da água. Um trecho de uma rodovia federal foi destruído. O km 330 da BR-135, próximo a Presidente Dutra, um desmoronamento da via comprometeu o trânsito. Chuva forte provoca estragos em pelo menos 15 cidades do Maranhão Pernambuco A chuva causou transtornos em diversas áreas do Grande Recife, com alagamento de ruas. Durante seis horas na madrugada desta quarta, foram acumulados 50 mm de chuva, segundo a Prefeitura. Desde sexta-feira (6), o índice pluviométrico registrado na capital atingiu quase todo o volume de precipitação esperado para abril. O aculmulado nesse período chegou a 322 milímetros. A média histórica do mês é de 326 milímetros. Avenida Cosme Viana, no bairro de Afogados, no Recife, foi tomada pela água nesta quarta-feira (11) Marlon Costa/Pernambuco Press Em Olinda, a situação é similar. No bairro dos Bultrins, a rua José Higino foi tomada pela água, o que impossibilitou a saída de moradores de casas e prédios. Na avenida México, no bairro de Rio Doce, a água acumulada também complicou a situação de quem reside na região. Paraíba Pelo menos oito açudes estão sangrando na Paraíba, após o nível aumentar com a chegada das chuvas. O açude Bom Jesus, que fica no município de Carrapateira, ultrapassou a sua capacidade total de águas, chegando a atingir 107,89%. A capacidade total do açude Bom Jesus é de 343,8 mil metros cúbicos, mas chegou, nesta semana, a 370,9 mil metros cúbicos. Açude Taperoá sangra desde a última segunda-feira (9) Reprodução/TV Paraíba Quase na mesma situação também estava o açude São José I, em São José de Piranhas, que saiu de 1% para 103% da capacidade máxima de água. Foram mais de 100 mil metros cúbicos de água transbordando na região. Veja a situação dos outros açudes do estado. Piauí Há risco de inundação em nove cidades do estado. Em quatro delas, Piracuruca, Esperantina, Barras e Batalha, o risco é alto. Nas outras, Buriti dos Lopes e Luzilândia, moderado. Em Teresina, Floriano e Prata do Piauí, a situação também é de risco. 300 famílias deixam as casas por ameaça de rompimento de barragem no Piaui Já a Barragem do Bezerro corre risco de rompimento na cidade de José de Freitas. Devido à situação, o estado emitiu estado de alerta para oito cidades. Elas são: José de Freitas, Luzilândia, Joca Marques, Madeiro, Esperantina, Cabeceiras, Barras e Batalha. Pelo menos 320 famílias foram retiradas de casa por precaução. Abertura de canal na Barragem do Bezerro ameaça cidades no Piauí Magno Bonfim/TV Clube Tocantins Mais de 3,4 mil indígenas da etnia Krahô estão ilhados entre Goiatins e Itacajá, na região norte do estado. Ao todo, 23 aldeias foram afetadas. Segundo os indígenas, quem precisa ir para as aldeias não consegue passar e quem está no local não sai. A forte chuva registrada na região tem provocado enchentes e atoleiros nas estradas. A cabeça de uma ponte de concreto desmoronou. A água também encobriu pontes que estão com estruturas comprometidas, segundo os indígenas. O major da Defesa Civil, Diógenes Madeira, informou que uma equipe está preparada para ir até a região, caso haja a necessidade. Afirmou ainda que o órgão é responsável por fazer uma análise da situação de risco para os indígenas e do risco ambiental. Pará Caçamba é levada pela água ao cair na cratera no km 156 da BR-155. PRF Com as chuvas fortes, a caçamba de um bitrem caiu numa cratera que se formou no km 156 da rodovia BR-155 no sudeste do estado. O veículo foi levado pela água. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) disse que um buraco na rodovia não suportou o volume de água e se rompeu. A rodovia registrou quatro pontos de interdição devido a alagamentos.
    Código Tributário. Saiba o que modificou com a Lei Complementar e os impactos para o comerciante.

    Código Tributário. Saiba o que modificou com a Lei Complementar e os impactos para o comerciante.


    A cobrança anual da taxa de licenciamento é uma das mudanças. Consultor tributário da Fecomércio-CE, Hamilton Sobreira Fecomércio/Divulgação A Lei Complementar 241/2017 que modificou o Código Tributário de Fortaleza, matéria aprovada no ano...


    A cobrança anual da taxa de licenciamento é uma das mudanças. Consultor tributário da Fecomércio-CE, Hamilton Sobreira Fecomércio/Divulgação A Lei Complementar 241/2017 que modificou o Código Tributário de Fortaleza, matéria aprovada no ano passado, pela Câmara dos Vereadores da Capital, trouxe novas regras para licenças e alvarás do comércio da cidade. Desde que a matéria passou pelo Legislativo municipal, sindicatos e associações da indústria e do comércio vem questionando a nova Lei, acreditando que as mudanças não trarão qualquer estimulo ao setor do comércio e produtivo. Duas alterações chamam mais a atenção da categoria, a que trata da cobrança anual da taxa de licenciamento e a que fala sobre a forma de cobrança e aumento no valor dessa taxa. O consultor tributário da Fecomércio-CE, Hamilton Sobreira, esclarece nessa entrevista os impactos da nova lei para o comércio de Fortaleza. Na última sexta-feira, 6, os sindicatos representados pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Ceará (Fecomércio-CE), protocolaram um mandado de segurança coletivo contra a taxa de localização instituída pela nova Lei Complementar. 1. O que a Lei Complementar 241/2017 traz de mudanças para o comércio? Ela traz novas regras para licenças e alvarás do comércio, aumentando de forma considerável e contínua o custo tributário, tendo em vista que o comerciante terá um custo anual com seu alvará de funcionamento. 2. Como era antes da Lei? Anteriormente esse custo ocorria uma única vez, quando da constituição da empresa. O empresário só pagaria novamente caso houvesse alguma alteração da área do imóvel utilizado, modificação do endereço, da atividade econômica licenciada ou da razão social da pessoa licenciada. Além disso, a faixa dos valores fixos girava em torno de R$ 129,16 à R$ 1.291,52, sendo adicionado a esses valores R$ 0,11, por M². No final, essa soma não onerava de forma substancial os caixas das empresas. 3. Qual o impacto dessa Lei para o comércio? Atualmente, a nova Lei, que alterou o código tributário municipal, estabeleceu um valor fixo de R$ 230,00, somado a multiplicação do índice de R$ 6,50 para os estabelecimentos que superarem os 40m², havendo um limite final de R$ 15.000,00. Ou seja, além de tais valores terem sofridos um considerável acréscimo, o mesmo ainda ocorrerá anualmente. 4. O senhor pode fazer uma simulação de quanto um estabelecimento pagava antes de alvará e quanto ele pagará agora com a Lei Complementar 241/2017? Seguimos o exemplo dos limites de metragem dos estabelecimentos de 2.500 m² de área. Antes da Lei Complementar, para expedição do alvará, eles não pagariam mais do que R$ 1.900,00; recordando que isso ocorria, em regra, apenas uma vez. Com a modificação, esse valor pode chegar a R$15.000,00, sendo cobrado anualmente. Esse montante supera os 700% de aumento que, se cobrado de uma vez, já poderíamos considerar exorbitante, imagine cobrado esse valor todos os anos. O impacto é sentido, podendo inclusive, afetar a sobrevivência das empresas. 5. O senhor acredita que essa oneração será repassada aos consumidores? Dificilmente o empresário terá margem de lucro para arcar com esse ônus sem haver o repasse ainda que de forma indireta. 6. A Lei é constitucional? Evidentemente a Lei dá contornos de inconstitucionalidade, já que o aumento provocado é desproporcional, revelando característica de confisco, o que é proibido constitucionalmente. Neste sentido, alguns sindicatos da base da Fecomércio já interpuseram ações judiciais visando esse reconhecimento, havendo o Poder Judiciário já determinado a notificação da Prefeitura para que se manifeste sobre o assunto.
    Cursos do Senac apresentam o  mundo da culinária para iniciantes

    Cursos do Senac apresentam o  mundo da culinária para iniciantes


    O aluno aprende as técnicas da cozinha, de forma atual, descomplicada e prática. Há cursos bastante procurados com matrículas abertas, como Pizzaiolo, Comida de Boteco e Hamburgueria Jr. Panela Gerar renda extra, ingressar ou se recolocar no...


    O aluno aprende as técnicas da cozinha, de forma atual, descomplicada e prática. Há cursos bastante procurados com matrículas abertas, como Pizzaiolo, Comida de Boteco e Hamburgueria Jr. Panela Gerar renda extra, ingressar ou se recolocar no mercado e até mesmo empreender. A Gastronomia tem sido opção para profissionais que buscam novos caminhos, pois é um mercado com área de atuação bastante abrangente – que vai desde os autônomos até os profissionais de bares, restaurantes, pousadas, hotéis e buffets. Para quem quer iniciar nesse universo, os primeiros passos são ensinados nos cursos de Culinária para Iniciantes e Culinária Trivial, no Senac Centro e Aldeota, respectivamente. Nessas turmas, que acontecem ainda esse mês, o aluno aprende as técnicas da cozinha, de forma atual, descomplicada e prática. Aprende a preparar diversas receitas para o dia a dia com entradas, molhos, pratos quentes, frios e sobremesas, seguindo os padrões de higiene e a correta manipulação dos alimentos. Cada vez mais, os homens têm conquistado o seu espaço na Gastronomia. No curso Lugar de Homem é na Cozinha, que começa em maio no Senac Aldeota, o aluno aprende a preparar pratos fáceis e sofisticados para receber bem. Receitas como risoto de limão siciliano, peixe em crosta de amêndoas, medalhão de filé mignon com presunto de parma, entre outras iguarias. Com objetivo de gerar renda, há cursos bastante procurados com matrículas abertas em Fortaleza, como Pizzaiolo, Comida de Boteco e Hamburgueria, disponível também em Juazeiro do Norte. Já no Crato, quem já fez o curso de Confecção e Decoração de Bolos e Tortas e deseja se especializar nessa área, há matrículas abertas para Bolos Artísticos. Mais informações: www.cursos.ce.senac.br