G1 > Amazonas

    Falta de energia atinge Centro de Manaus e afeta comércio

    Falta de energia atinge Centro de Manaus e afeta comércio


    Lojas ficaram mais de quatro horas sem luz durante a manhã deste sábado (22). Interrupção de energia atingiu o Centro de Manaus neste sábado Rickardo Marques/G1 Amazonas Diversas lojas no Centro de Manaus ficaram às escuras durante uma...


    Lojas ficaram mais de quatro horas sem luz durante a manhã deste sábado (22). Interrupção de energia atingiu o Centro de Manaus neste sábado Rickardo Marques/G1 Amazonas Diversas lojas no Centro de Manaus ficaram às escuras durante uma interrupção no fornecimento de energia elétrica neste sábado (22). Alguns lojistas afirmam que ficaram sem luz por mais de quatro horas. Nas avenidas Eduardo Ribeiro, 7 de Setembro e Rua Henrique Martins, semáforos ficaram apagados e o trânsito foi prejudicado. Populares relataram que a falta de energia começou por volta das 10h. A vendedora a Mariana Gomes afirma que os clientes foram embora por conta da escuridão dentro da loja. “É uma situação dessa fica difícil, porque os clientes reclamam do calor na loja, ou então fica escuro para escolher os produtos. Então eles estão indo embora e o movimento cai”, disse. Alessandra Mendes, que atua como vendedora na Rua Henrique Martins, diz que perdeu vendas por conta da falta de energia. “A notícia que tivemos foi que deu um problema no gerador de energia aqui do Centro e que tinha que ajeitar esse problema. Muitas vendas nós perdemos por conta de cartão, que o cartão não passou e muita gente usa cartão”, comentou. Somente por volta das 14h o fornecimento foi restabelecido na região, porém algumas lojas permaneciam sem energia elétrica. O G1 entrou em contato com a Eletrobras Distribuição Amazonas e aguarda resposta.
    A duas semanas da Eleição, candidatos intensificam campanhas nas ruas de Manaus

    A duas semanas da Eleição, candidatos intensificam campanhas nas ruas de Manaus


    Segundo cabos eleitorais, período já rendeu mais dinheiro, mas ainda é opção de melhorar o orçamento. Cabos eleitorais fazem bandeiraço no Bairro Lírio do Vale, Zona Oeste de Manaus, na manhã de sábado (22) Rickardo Marques / G1 AM Faltando...


    Segundo cabos eleitorais, período já rendeu mais dinheiro, mas ainda é opção de melhorar o orçamento. Cabos eleitorais fazem bandeiraço no Bairro Lírio do Vale, Zona Oeste de Manaus, na manhã de sábado (22) Rickardo Marques / G1 AM Faltando duas semanas para a Eleição 2018, os candidatos intensificam a campanha nas ruas de Manaus. Neste sábado (22), os chamados "bandeiraços" e panfletagens foram realizados logo nas primeiras horas da manhã. A reportagem do G1 confirmou ações em pelo menos três zonas. O período de propaganda também é uma opção a mais de renda para quem está sem emprego ou busca remuneração a mais. É o caso de Ingra Dayene, de 27 anos. Grávida, ela relata que esta é a quinta eleição que trabalha como cabo eleitoral. Esse ano, Ingra diz que a renda obtida com o trabalho na campanha está abaixo do esperado, mesmo com determinados "auxílios" previstos. Ela afirma que já atuou em campanhas de candidatos ao governo do Estado e ressalta que o pagamento era superior ao que lhe é fornecido neste pleito. "É a minha quinta eleição, trabalho nisso desde quando eu era de menor. Eu também trabalho como manicure. Se eu for tirar uma cliente de manhã é R$ 25. Se eu fizer duas são R$ 50. Então, para mim, não está rendendo. Mas a gente está precisando e hoje estou ganhando R$ 17,77", contou. Cabos eleitorais reunidos na Avenida São Jorge, Zona Oeste de Manaus, na manhã de sábado (22) Rickardo Marques / G1 AM Jamile Chacon auxilia na coordenação de campanha de um candidato a deputado federal. Ela afirma que todos os cabos eleitorais possuem um horário definido em contrato para atuar nas ruas. "Todos eles [cabos eleitorais] assinam um contrato antes mesmo de começarem a trabalhar. No nosso caso, foi fechado contrato de 30 dias. Eles atuam de 7h às 11h30, em 25 bairros. Recebem água, boné, fazem revezamento por conta do sol. Tudo é feito dentro da lei", disse. Assim como Ingra, Jamile confirma que a campanha para o governo geralmente paga mais. Porém, na atualidade, os valores têm sido mais baixos. "[Trabalhar] para governador ganha mais, com certeza. Antigamente eles pagavam bem. Para deputado eles pagam muito menos (...) Estou nisso desde o dia 23 de agosto e vamos permanecer até o penúltimo dia antes da eleição", disse. Na manhã deste sábado, a equipe do G1 registrou bandeiraços e panfletagens nas avenidas São Jorge e Laguna, ambas na Zona Oeste, na Avenida Max Teixeira, situada na Zona Norte, além das avenidas Cosme Ferreira e Autaz Mirim, na Zona Leste.

    "Achei que meu filho estava dormindo no quarto", diz mãe de jovem achado morto em igarapé de Manaus


    Jovem morto a facadas tinha 21 anos e era usuário de drogas, confirmou a mãe. Corpo foi encontrado em igarapé do bairro Cidade de Deus, Zona Norte de Manaus Rickardo Marques / G1 AM O corpo de Cleiton Ferreira da Silva, de 21 anos, foi encontrado...


    Jovem morto a facadas tinha 21 anos e era usuário de drogas, confirmou a mãe. Corpo foi encontrado em igarapé do bairro Cidade de Deus, Zona Norte de Manaus Rickardo Marques / G1 AM O corpo de Cleiton Ferreira da Silva, de 21 anos, foi encontrado perfurado com golpes de faca no início da manhã deste sábado (22) em um igarapé no bairro Cidade de Deus, Zona Norte de Manaus. Segundo a mãe da vítima, Silva estava na companhia de amigos antes de ser encontrado morto. Populares relataram que agentes da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) realizavam a limpeza do bueiro de um igarapé, na Rua São Marçal, quando localizaram o homem caído na água. Eles acionaram a Polícia Militar (PM-AM), que foi ao local e isolou a área. A mãe, Sebastiana Ferreira da Silva, de 42 anos, relatou que a vítima estava na frente de casa com amigos durante a madrugada. “Estava ele, alguns vizinhos e um amigo dele lá na frente de casa. Ele disse que ia ficar com um amigo dele lá até de manhã para poder ir embora, porque esse amigo dele já foi roubado duas vezes aqui perto. Aí ele ficou lá e eu entrei. Agora de manhã me avisaram e eu não acreditei. Achei que meu filho estava no quarto dormindo”, disse. Populares relataram à mãe que Silva foi visto indo comprar cigarro durante a madrugada. Sebastiana afirma que o filho era usuário de drogas, mas que não recebia ameaças e nunca foi preso. O Corpo de Bombeiros foi acionado para auxiliar na remoção do corpo, que foi conduzido ao Instituto Médico Legal (IML). A perícia informou que Silva foi morto com diversos golpes de arma branca na região das costas e do tórax. A Polícia Civil investiga o caso.
    Homem é assassinado com dez tiros no bairro Nova Esperança, em Manaus

    Homem é assassinado com dez tiros no bairro Nova Esperança, em Manaus


    Mulher da vítima disse que marido recebeu telefonema antes de ser morto. Crime ocorreu no Bairro Nova Esperança Rickardo Marques / G1 AM Um homem de 35 anos morreu após ser atingido por vários tiros nesta sexta-feira (21), no bairro Nova...


    Mulher da vítima disse que marido recebeu telefonema antes de ser morto. Crime ocorreu no Bairro Nova Esperança Rickardo Marques / G1 AM Um homem de 35 anos morreu após ser atingido por vários tiros nesta sexta-feira (21), no bairro Nova Esperança, Zona Centro-Oeste de Manaus. A polícia informou que a esposa da vítima relatou que, após o marido receber uma ligação, três homens foram ao local do crime. De acordo com a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o crime o ocorreu na travessa Nova Esperança, por volta das 16h. A companheira da vítima aguardava no carro quando ouviu os disparos. A vítima foi conduzida ao Serviço de Pronto Atendimento (SPA) do Alvorada, mas não resistiu aos ferimentos e morreu antes de dar entrada na unidade. Na sede do Instituto Médico Legal (IML) foi constatado que o homem tinha dez perfurações no corpo causadas pelos tiros. A DEHS informou que a vítima já havia sido presa por tráfico de drogas. No local do crime, populares optaram por não comentar o caso com medo de represálias.
    08h: Acidente entre carros deixa trânsito lento na Zona Norte de Manaus

    08h: Acidente entre carros deixa trânsito lento na Zona Norte de Manaus


    Quatro carros acabaram batendo na Avenida Max Teixeira, bairro Cidade Nova. Acidente entre veículos deixou trânsito lento na Avenida Max Teixeira Rickardo Marques / G1 AM Um engavetamento envolvendo quatro carros causou lentidão no trânsito, neste...


    Quatro carros acabaram batendo na Avenida Max Teixeira, bairro Cidade Nova. Acidente entre veículos deixou trânsito lento na Avenida Max Teixeira Rickardo Marques / G1 AM Um engavetamento envolvendo quatro carros causou lentidão no trânsito, neste sábado (22), na Zona Norte de Manaus. O acidente ocorreu na Faixa Azul, sentido bairro-Centro, da Avenida Max Teixeira, bairro Cidade Nova. Ninguém se feriu. O condutor de um dos veículos envolvidos no acidente, que preferiu não se identificar, relatou que a batida ocorreu por volta das 7h30. Ele afirma que o problema ocorreu por descuido dos outros condutores que seguiam logo atrás. “Os carros da frente já estavam parando, só que estavam parando meio rápido. Eu parei, e o cara que vinha atrás ainda conseguiu segurar um pouco, mas os demais, não. Aí quando bateu em um, só empurrou os da frente”, contou. O homem estava em um carro modelo Corolla, que foi atingido por uma picape Strada. Logo atrás, um HB20 e um Creta também colidiram. Ninguém se feriu. O trânsito foi prejudicado por conta do acidente e, até às 8h, nenhum agente do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans) foi encontrado no local.

    Veja a agenda dos candidatos ao governo do AM para este sábado (22)


    Acompanhe a programação diária dos candidatos no G1. Veja a agenda dos candidatos ao governo do Amazonas para este sábado (22). A relação está em ordem alfabética. Amazonino Mendes (PDT) Viagem ao interior do Amazonas. Berg da UGT (PSOL) Pela...

    Acompanhe a programação diária dos candidatos no G1. Veja a agenda dos candidatos ao governo do Amazonas para este sábado (22). A relação está em ordem alfabética. Amazonino Mendes (PDT) Viagem ao interior do Amazonas. Berg da UGT (PSOL) Pela manhã - panfletagem em Rio Preto da Eva À tarde - panfletagem em Manaus nas comunidades próxima da ceasa David Almeida (PSB) 18h - Reunião com atletas de lutas 20h40 - Reunião com jovens da Zona Leste de Manaus Lucia Antony (PCdoB) Não divulgou agenda Omar Aziz (PSD) Manhã - Viagem ao município de Carauari e Eirunepé Tarde - Município de Benjamim Constant Noite - Município de Tabatinga Wilson Lima (PSC) 08h30 - Caminhada no Bairro São José 2, etapa B. End: Rua Barreirinha, ponto de concentração atrás do Shopping Grande Circular. 12h - Agenda pessoal 19h - Agenda Pessoal do candidato. 20h - Agenda Pessoal do candidato. 21h - Agenda Pessoal do candidato. Sidney Cabral (PSTU) 9H - Panfletagem na Feira da Compensa 15H - Reunião com apoiadores
    Sem perspectiva, prédio da Santa Casa de Manaus segue em ruínas e já rende multa de quase R$ 8 milhões à Prefeitura

    Sem perspectiva, prédio da Santa Casa de Manaus segue em ruínas e já rende multa de quase R$ 8 milhões à Prefeitura


    Grupo de voluntários tem atuado para que local não desabe, e moradores de rua fazem segurança improvisada; ex-governador chegou a prometer centro de tratamento de câncer no local, mas ideia foi abandonada. Veja 5 fatos sobre a Santa Casa de...


    Grupo de voluntários tem atuado para que local não desabe, e moradores de rua fazem segurança improvisada; ex-governador chegou a prometer centro de tratamento de câncer no local, mas ideia foi abandonada. Veja 5 fatos sobre a Santa Casa de Misericórdia, em Manaus As paredes ainda são as mesmas, em essência, mas carregam as marcas do tempo e estão tomadas por pichações. Em uma delas, uma frase chama a atenção: "saúde brasileira abandonada". Essas três palavras podem ser a síntese do que se vê no prédio onde funcionou a Santa Casa de Misericórdia por mais de cem anos: antes um dos hospitais mais importantes de Manaus, o local agora se resume ao abandono. (Veja fotos do estado atual do imóvel) O cenário é ainda mais crítico que o de 2014, quando o G1 fez uma série de reportagens para marcar os dez anos desde que o hospital fechou as portas. Se as paredes ainda estão de pé, o mesmo não se pode dizer do resto da estrutura. Não é difícil lembrar da música de Vinícius de Moraes, da casa engraçada que “não tinha teto, não tinha nada”. Sem as telhas - item “preferido” dos saqueadores -, o prédio é completamente invadido pelo sol e pelas chuvas, o que fez com que o piso de madeira do segundo andar fosse destruído. As escadas parecem seguras por um fio. Ao contrário da canção de Vinícius, no entanto, a casa não tem nada de engraçada. Prédio onde funcionou Santa Casa de Misericórdia, em Manaus Camila Henriques/G1 AM Entre agosto e setembro deste ano, o G1 retornou ao prédio da Santa Casa e verificou problemas que vão além da estrutura danificada do prédio: falta de vigilância e um alto risco de doenças, acompanhados de vegetação, água parada e concentração de lixo. Quase 15 anos após o fechamento das portas do hospital, ainda não há perspectivas de uso: em 2014, o então governador José Melo anunciou que o local seria transformado em um hospital do câncer, mas a promessa - feita durante a campanha de reeleição - não foi cumprida. Melo foi cassado por compra de votos e o projeto sequer chegou ao papel. Pichação com dizeres 'saúde brasileira abandonada' é uma entre muitas no prédio da Santa Casa Camila Henriques/G1 AM 'Nada me assusta' Na primeira ida ao local, a equipe encontrou um rapaz que disse morar ali. “Durmo em todos os lugares da Santa Casa”, afirma o jovem, ao mesmo tempo em que pede para não ser identificado ou filmado. Ele tem 29 anos e, há três, chama de lar o antigo hospital. O rapaz conduz a reportagem em uma espécie de visita guiada pelo prédio, enquanto conta que tenta cuidar do local como pode, tirando os resquícios de drogas deixados por invasores. Sem segurança patrimonial no imóvel, o entrevistado é uma das pessoas que tentam manter o prédio seguro. Tarefa difícil, já que são muitos os registros de invasões, saques e até homicídios no local. “Fico por aqui, limpando. ‘Tô’ capinando também, mas preciso de uma enxada”, continua o jovem, que trabalha como catador de latinhas. Não demora muito para que ele toque em um assunto comum a prédios centenários. Ele mostra lugares onde já viu fantasmas, mas diz se apegar ao divino para não ficar impressionado com as visões. “Vejo espíritos. Alguns falam comigo, mas nada me assusta. Eu tenho um pacto com aquele lá de cima. Ele é o dono de tudo e me protege”, garante. Nos três anos em que mora na Santa Casa, ele tem vivido situações difíceis. Uma delas ocorreu há pouco tempo, quando dormia. “Algumas semanas atrás, estava dormindo, quando uns policiais chegaram e me ‘desceram’ a porrada. Alguém tinha assaltado o lanche [da rua em frente à Santa Casa] e eles entraram aqui atrás [do criminoso]. Depois que me bateram, foram embora e eu fiquei aqui”, relata, mostrando um ferimento ainda não cicatrizado no joelho, que diz ter sido resultado dessa “visita”. O jovem se despede e desaparece entre as sombras do prédio, depois de voltar a negar fotos ou filmagens. Ele é um dos seguranças "improvisados" do prédio. Outros dois também são vistos no local, mas não querem conversa - um deles é um ex-funcionário de serviços gerais do local e a única coisa que diz é que a empresa contratada para fazer a vigilância do prédio "parou de aparecer". Segundo andar de antigo hospital é quase intransitável Camila Henriques/G1 AM Imbróglio judicial O abandono tem custos. Em julho de 2016, a Justiça ordenou que a prefeitura de Manaus colocasse tapumes, fornecesse segurança patrimonial e o restauro ao prédio. O não cumprimento das medidas implica em uma multa diária de R$ 10 mil. Até o momento, a administração municipal ainda não colocou em prática as ordens e, hoje, já deve mais de R$ 7,9 milhões em multas à Justiça. Outras ações que envolvem o prédio: O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM) registra 25 processos envolvendo a Santa Casa; Na Justiça do Trabalho, dois processos estão em trâmite, ambos na 9ª Vara, enquanto mais de 50 ações já foram arquivadas; Segundo o site mantido pela comissão de interventores do prédio, a dívida da instituição soma R$ 7.802.228,77, sendo R$ 2.797.756,90 de dívidas trabalhistas; Uma outra ação envolve a Santa Casa e o Governo do Amazonas. Após um pedido do Ministério Público Federal (MPF-AM), o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) elaborou um plano de ações emergenciais a serem executadas pelo Governo. Sobre a ação do MPF, o Procurador da República Rafael Rocha explicou que o Iphan tem fornecido, de forma periódica, informações sobre o prédio. Uma decisão de março deste ano aponta que o órgão teria que passar, em até 30 dias, um relatório sobre o imóvel. Depois disso, a cada 60 dias, o Iphan deve apresentar o que foi feito do plano de ações emergenciais. Segundo o representante do MPF, os relatórios têm sido apresentados. Procurador da República explica ações do MPF em relação à Santa Casa "Em relação à restauração do bem, esse não é um pedido liminar, não foi considerado um pedido urgente, então somente após o trânsito em julgado, se a demanda for favorável, o Iphan será obrigado a projetar e a executar as obras de restauração. O Iphan disse que as condições do prédio continuam precárias, que medidas foram adotadas pelo governo do Estado. Essas medidas são diferentes [das colocadas] no plano de ações emergenciais, mas o Iphan entendeu que as medidas são suficientes", explica. Sobre o atual papel do governo em relação à Santa Casa, o Procurador esclarece que, além de o Iphan apontar as medidas adotadas como suficientes, o pedido da Justiça Estadual para que a prefeitura colocasse segurança no prédio fez com que a Justiça Federal entendesse que o Governo não teria essa obrigação. "O MPF pediu entre outras coisas, o restabelecimento da segurança patrimonial no prédio. Isso foi acolhido em 1ª instância. O Estado recorreu e nessa parte o recurso foi acolhido, porque entendeu-se que, como o município de Manaus já tem essa obrigação, o Tribunal Regional Federal da 1ª região autorizou que o governo retirasse a segurança, mas foi uma autorização: a segurança poderia continuar", apontou. Partes do hall principal estão isoladas - Santa Casa Manaus Camila Henriques/G1 AM Diagnósticos contra desabamento A superintendente do Iphan, Karla Bitar, conta que o órgão tem acompanhado a situação do prédio desde 2013. As visitas e os laudos mais recentes da Defesa Civil apontaram que não há risco de desabamento do local - situação diferente da verificada em julho do ano passado, quando o órgão estadual alertou para um "risco evolutivo de colapso e desmoronamento". "Pelos relatórios que chegaram a nós, consta que não há [risco]. O Iphan, quando desconfia de algum possível desabamento, solicita da Defesa Civil que faça um laudo e aí, em posse desse laudo, damos os devidos encaminhamentos. Com base no entendimento do governo do Estado, as superfícies que tinham risco de desabar foram eliminadas ou internamente devidamente isoladas, para que não se dê o acesso.", explica a superintendente. Superintendente do Iphan fala sobre atuação do órgão em relação à Santa Casa Karla explica que o trabalho do Iphan é estritamente preventivo, já que o restauro do prédio só pode ser feito quando ele tiver uso certo. Com isso, arquitetos do instituto realizam visitas periódicas com ações para que o prédio não se deteriore mais. "Um projeto de restauro vai fazer uma leitura e todo um diagnóstico de ações pontuais que têm que ser aplicadas de modo a impedir, então, que a degradação venha aumentando ao longo do tempo. O prédio encontra-se descoberto, as intempéries, a chuva, o sol vão cada vez mais degradando os elementos e proporcionando um estad o de ruína. Por isso, é importante que se faça uso do imóvel e esse projeto de restauro para submeter ao Iphan", frisa. Imagens de drone mostram destruição na Santa Casa, em Manaus Iranilson Valente/Rede Amazônica Outro esclarecimento que a representante do Iphan faz é sobre a área tombada. Segundo Karla, o terreno de quase 11 mil metros quadrados está dentro da poligonal de tombamento do órgão. Por isso, qualquer ação de modificação (como demolição ou acréscimo de área) deve passar por uma avaliação do instituto. "Aquele complexo todo da Santa Casa compreende, basicamente, um prédio que tem um valor histórico cultural, somando-se a ele a capela, e uma outra ala, mais recente, de um sistema construtivo mais atual [e com] tecnologia moderna. Entendemos que pode não ter interesse de preservação nesta parte [mais nova], mas caberia um estudo aprofundado na fase do restauro", pondera. Capela é um dos poucos pontos que ainda não tiveram telhas totalmente saqueadas Iranilson Valente/Rede Amazônica Interventores à espera do STJ Em 2014, a Justiça apontou uma comissão interventora para cuidar dos interesses do prédio histórico. Quatro anos depois, os interventores veem com preocupação o estado do imóvel. A situação envolvendo a prefeitura de Manaus e a multa que já passa da casa dos R$ 7 milhões é outra questão que o grupo tem acompanhado de perto. O processo atualmente está com a 2ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que deve julgar, no dia 25 deste mês, os embargos de declaração - espécie de recurso da Prefeitura de Manaus, já condenada na esfera estadual. Hall principal da Santa Casa em duas datas: 2014 e 2018 Camila Henriques/G1 AM e Orlando Junior/Rede Amazônica Caso a condenação seja confirmada pelo STJ, medidas drásticas podem ser tomadas, conforme explica o interventor Tiago Queiroz, integrante do grupo que cuida atualmente da Santa Casa. “[A primeira medida] é um pedido de intervenção a ser formulado pelo Ministério Público perante o Tribunal de Justiça para que o [Governo], uma vez que o prefeito não atende esse comando judicial, cumpra essa ordem de modo inescusável. A outra providência, de cunho mais drástico, é a cassação do mandato do prefeito perante a Câmara Municipal”, afirma. Interventor fala sobre estado atual da Santa Casa Impasse envolveu até o nome do prédio Segundo o interventor, os processos judiciais aos quais a instituição tem respondido ao longo dos anos podem ter sido prejudicados por uma situação que se estendeu por quase cem anos. Entre 1917 e 2015, o prédio não pertencia à Santa Casa - ela tinha apenas a posse do prédio. "Em 1917 o Estado do Amazonas doou o prédio e o terreno para a Santa Casa e não há notícia de que houve registro desse imóvel no patrimônio da Santa Casa. Após 97 anos, graças a uma ação que movemos na Justiça Estadual, nós conseguimos que uma matrícula fosse aberta em nome da Santa Casa. Desde 2015, a Santa Casa se tornou proprietária desse prédio. Isso afetou os processos, sobretudo os trabalhistas", explica Tiago. Vista da cúpula do Teatro AM em dois momentos: 2014 e 2018 Camila Henriques/G1 AM Últimos anos de funcionamento Como já se sabe, os mais de dez anos desde que a Santa Casa parou de funcionar têm sido marcados pela incerteza sobre o destino que será dado ao prédio. A incógnita não é estranha para quem viu - e viveu - de perto a crise que culminou no fechamento do hospital. É o caso de Cláudio Pereira Machado. O engenheiro agrônomo é filho do médico João Lúcio Pereira Machado, que trabalhou por quase cinco décadas na Santa Casa e hoje dá nome a um hospital na Zona Leste de Manaus. O prédio no Centro de Manaus também foi lugar de trabalho de Cláudio. Ele atuou como provedor do local nos últimos anos de funcionamento - em suas palavras, ele “fechou - literalmente - as portas da Santa Casa”. Ex-provedor da Santa Casa lembra dificuldades para manter hospital Cláudio conta que formou uma comissão no início dos anos 2000 para cuidar da Santa Casa, após o Distrito Industrial ajudar na recuperação das edificações. Assim como o grupo de interventores da Santa Casa, ele concorda que a prioridade é recuperar o prédio, para então pensar em dar uma utilidade ao local. Ele cita o incêndio recente no Museu Nacional do Rio de Janeiro e faz um alerta. “Nós vimos agora um museu importante para o Brasil pegar fogo, e nós estamos vendo um prédio histórico, que é tombado. Isso aí é lamentável. A Santa Casa como hospital é um segundo momento. O primeiro momento é a recuperação desse prédio, para que possa se preservar a história. Nós temos aqui do lado um Palácio da Justiça preservado, recuperado, e é mantido, e um prédio desse, histórico, se acabando. Meu pai, ainda em vida, doou a biblioteca dele toda para a Santa Casa, e é uma biblioteca imensa com relação à Medicina”, lembra. Segundo Cláudio, os últimos anos da Santa Casa foram marcados por problemas financeiros, a exemplo do que ocorre em vários pontos do país. “Não é um privilégio da Santa Casa de Manaus”, diz. Ele, a família e os funcionários do hospital costumavam realizar eventos e pedir doações para manter o local em funcionamento. “[Tinha] todo tipo de problema, mas o principal era dinheiro mesmo, recurso. Ela sempre funcionou, até o momento [que] nós tivemos que parar o atendimento. A Santa Casa parou de fazer o atendimento hospitalar, porque é muita irresponsabilidade a gente fazer um serviço do qual a gente não tem condição de prestar, então nós paramos. A sociedade sempre participou, a gente sempre pedia as coisas”, acrescenta. Pintura mostra João Lúcio Pereira Machado na Santa Casa. Morto em 1998, médico dá nome a hospital na Zona Leste de Manaus Arquivo Pessoal João Lúcio morreu em 1998, antes de ver a Santa Casa parar de funcionar. No entanto, o filho lembra que o médico passou por dificuldades no atendimento. Nos anos 1970, por exemplo, ele e a esposa atendiam quando ocorreu a explosão de uma caldeira da lavanderia do hospital. O ocorrido deixou dois mortos e afetou prédios nas proximidades - além de ter inspirado o nome de um bar que funciona até hoje na rua José Clemente, atrás da Santa Casa. “Ele passou por momentos difíceis, em que atendia praticamente só, com os amigos, com o meu tio, com o meu irmão, vivia conversando com os governadores, pedia doação. A Santa Casa teve grandes nomes na provedoria. Ele viu, em parte, as indústrias recuperando aqui. [Ver o estado atual seria] Triste, seria pra ele muito triste. Não só para ele, não, mas para todos aqueles médicos antigos”, garante. Plantas invadem área da enfermaria Paulo Dutra/G1 AM Ocorrências O abandono e a falta de segurança no local têm contribuído para vários crimes. Além de furtos de objetos e consumo de drogas, homicídios também já foram registrados no prédio. O G1 procurou a Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), mas não obteve o número total de crimes registrados no antigo hospital. A reportagem, então, destacou os casos noticiados nos últimos anos: Em junho de 2017, uma jovem de 20 anos que estava grávida foi encontrada morta na Santa Casa. Quase um ano depois, o suspeito foi preso; Em junho de 2015, um homem de 23 anos foi achado morto no local, com sinais de esfaqueamento. A suspeita foi presa no mês seguinte; Também em junho de 2015, uma ossada foi encontrada no prédio por um agente que fazia vistoria; Em janeiro daquele ano, dois homens foram presos suspeitos de tentar roubar um motor de energia elétrica do imóvel; Outro caso curioso foi o uso do prédio para o funcionamento de uma cozinha que produzia salgados. Isso ocorreu em 2012. Na ocasião, a Santa Casa também era usada como estacionamento privado e lava jato. O que diz o outro lado Em nota, a prefeitura de Manaus diz que "jamais negou a importância histórica do prédio", mas pontua que "não se pode deixar de lado o fato de que a Santa Casa é de propriedade particular, que teria a responsabilidade primeira na restauração". A administração municipal afirma ainda achar "injusto" absorver a obrigação de restaurar o bem. Sobre a ação que tramita na Justiça, a Prefeitura ressalta que aguarda a decisão do STJ. O Governo do Amazonas foi procurado pela reportagem, mas não respondeu aos questionamentos sobre a retirada da segurança do prédio. A Secretaria de Estado de Cultura informou que a vigilância patrimonial da Santa Casa de Misericórdia foi retirada do local conforme orientação da Procuradoria Geral do Estado, por meio da promoção n. 89/2018-PMA/PGE, que esclarece que o Estado do Amazonas não está mais obrigado a licitar e contratar empresa para vigilância do local, em razão da suspensão da decisão de primeiro grau. (*colaboraram Iranilson Valente e Orlando Júnior, da Rede Amazônica, e Paulo Dutra, do G1 Amazonas)
    Veja galeria de fotos do prédio onde funcionou a Santa Casa de Misericórdia em Manaus

    Veja galeria de fotos do prédio onde funcionou a Santa Casa de Misericórdia em Manaus


    Imagens feitas em três visitas do G1 ao local mostram destruição. Prédio onde funcionou Santa Casa de Misericórdia, em Manaus Camila Henriques/G1 AM Prédio centenário fica na mesma rua em que Palácio da Justiça e Teatro Amazonas Iranilson...


    Imagens feitas em três visitas do G1 ao local mostram destruição. Prédio onde funcionou Santa Casa de Misericórdia, em Manaus Camila Henriques/G1 AM Prédio centenário fica na mesma rua em que Palácio da Justiça e Teatro Amazonas Iranilson Valente/Rede Amazônica Imagens de drone mostram terreno de quase 11 mil metros quadrados da Santa Casa de Misericórdia Iranilson Valente/Rede Amazônica Área onde funcionava lavanderia e depois maternidade teve telhas roubadas Iranilson Valente/Rede Amazônica Prédio onde funcionou hospital já não tem teto Iranilson Valente/Rede Amazônica Imagens de drone mostram destruição na Santa Casa, em Manaus Iranilson Valente/Rede Amazônica Placa na entrada do prédio aponta título de entidade filantrópica Orlando Junior/Rede Amazônica Fachada da Santa Casa de Misericórdia, em Manaus Orlando Junior/Rede Amazônica Pichação com dizeres 'saúde brasileira abandonada' é uma entre muitas no prédio da Santa Casa Camila Henriques/G1 AM Prédio é tomado por pichações e vegetação Iranilson Valente/Rede Amazônica Áreas tomadas por plantas no segundo andar do prédio Iranilson Valente/Rede Amazônica Segundo andar de antigo hospital é quase intransitável Camila Henriques/G1 AM Falta de teto deixou prédio desprotegido de intempéries, que danificaram pisos Camila Henriques/G1 AM Além de pichações, paredes têm rachaduras Iranilson Valente/Rede Amazônica Macas enferrujadas no segundo andar da Santa Casa Iranilson Valente/Rede Amazônica Vários itens usados no antigo hospital permanecem no prédio Paulo Dutra/G1 AM Grande quantidade de leitos ainda pode ser encontrada em espaços da Santa Casa Iranilson Valente/Rede Amazônica Algumas escadas foram interditadas - Santa Casa Manaus Camila Henriques/G1 AM Algumas paredes ainda conservam pintura, mas deterioração é perceptível Iranilson Valente/Rede Amazônica Pilastras e parapeito estão destruídos Camila Henriques/G1 AM Capela é um dos poucos pontos que ainda não tiveram telhas totalmente saqueadas Iranilson Valente/Rede Amazônica Partes do hall principal estão isoladas - Santa Casa Manaus Camila Henriques/G1 AM Corredor de acesso a cômodos do térreo - Santa Casa Manaus Camila Henriques/G1 AM Capela também tem estrutura comprometida após saques Camila Henriques/G1 AM Focos de doença são observados em vários pontos do prédio Paulo Dutra/G1 AM Pia com água parada é encontrada em frente ao prédio Paulo Dutra/G1 AM Plantas invadem área onde funcionou enfermaria Paulo Dutra/G1 AM Área externa é tomada por vegetação Paulo Dutra/G1 AM Vegetação na área externa que dá acesso à antiga lavanderia Paulo Dutra/G1 AM Banheiros estão em condições precárias Paulo Dutra/G1 Amazonas Máquinas da lavanderia ainda estão no local Paulo Dutra/G1 AM Teto de um dos quartos tem a estrutura danificada Paulo Dutra/G1 AM
    Valor do litro da gasolina varia de R$ 4,59 a R$ 5,29 em Manaus, aponta Procon

    Valor do litro da gasolina varia de R$ 4,59 a R$ 5,29 em Manaus, aponta Procon


    Levantamento foi feito em 60 postos pelo Procon em Manaus Valor do combustível sobe em postos de Manaus Ive Rylo/ G1 AM Uma semana após anúncio do aumento do valor do combustível pela Petrobras, o preço da gasolina comum varia entre R$ 4,59 e R$...


    Levantamento foi feito em 60 postos pelo Procon em Manaus Valor do combustível sobe em postos de Manaus Ive Rylo/ G1 AM Uma semana após anúncio do aumento do valor do combustível pela Petrobras, o preço da gasolina comum varia entre R$ 4,59 e R$ 5,29 em Manaus, segundo pesquisa semanal de preço de combustíveis do Programa Estadual de Proteção e Orientação ao Consumidor do estado do Amazonas (Procon). O levantamento de preços foi realizado em 60 postos espalhados por Manaus. O aumento do preço foi anunciado no dia 12 de setembro, quando a Petrobras voltou a elevar o preço da gasolina nas refinarias, com um aumento de 0,98%. Dos 60 postos consultados pelos fiscais do órgão, a maioria deles - 24 estabelecimentos - apresentaram o valor do litro da gasolina comum a R$ 4,99. Outros 19 vendem o litro a R$ 4,69, quatro postos a R$ 4,68, mais quatro a R$ 4,65 e cinco postos apostaram no valor de R$ 4,67. Outros cinco vendem o litro da gasolina a R$ 4,97, R$ 4,64, R$ 4,59 e R$ 4,95. Já o litro da gasolina aditivada varia entre R$ 469 a R$5,29, segundo pesquisa do Procon. Segundo o Procon, a pesquisa é realizada semanalmente em diversos postos de combustíveis com intuito de acompanhar o comportamento dos preços praticados em Manaus e proteger o direito dos consumidores quanto ao preço e ofertas dos produtos e serviços, conforme dispõem a Lei N. 8.078/90 do Código de Defesa do Consumidor (CDC). A ação realizada nesta sexta-feira (21) visou também coibir as práticas de infrações à ordem econômica como o cartel de preços. No início desta semana, em um levantamento realizado pelo G1 AM o litro máximo da gasolina comum encontrado nos postos da capital chegou a R$ 4,99. Entretanto, a estimativa era de que o valor chegaria a R$ 5,10, até o final desta semana de acordo com o Sindicombustíveis-AM. “Cada um faz sua política de preço. Infelizmente, esses preços foram repassados da distribuidora para os postos, porque eles receberam da Petrobras esses novos preços. Os preços têm alterado nos últimos 50 dias quase que diariamente. Se você comparar uma nota fiscal da distribuidora para o posto, vai perceber que esse aumento passaria de R$ 5,10”, apontou o vice-presidente do Sindicombustíveis-AM, Geraldo Dantas. Valores Máximos e Mínimos De acordo com pesquisa realizada pelo órgão, o litro da gasolina comum e aditivada está sendo vendida a R$ 4,59 em um posto na avenida Arquiteto José Henrique B. Rodrigues, no bairro Santa Etelvina, zona Oeste de Manaus. Este foi o valor mínimo encontrado nesta semana. O segundo posto com valor mais em conta, fica na avenida Autaz Mirim, no Distrito Industrial que vende o litro da gasolina comum a R$ 4,64. Já o valor máximo foi de R$ 4,99 o valor do litro da gasolina comum e R$ 5,29 da gasolina aditivada em um posto localizado na avenida André Araújo, no bairro Aleixo, Zona Centro-Sul da capital.

    G1 transmite série de entrevistas com candidatos ao Governo do AM na CBN Amazônia


    Entrevistas ocorrem no período de 24 deste mês a 2 de outubro. O G1 Amazonas vai transmitir a série de entrevistas que a CBN Amazônia vai realizar com os candidatos ao Governo do Amazonas no período de 24 de setembro a 2 de outubro. Os candidatos...

    Entrevistas ocorrem no período de 24 deste mês a 2 de outubro. O G1 Amazonas vai transmitir a série de entrevistas que a CBN Amazônia vai realizar com os candidatos ao Governo do Amazonas no período de 24 de setembro a 2 de outubro. Os candidatos são entrevistados pelos jornalistas Fábio Melo e Ana Maria Reis, da CBN, Adneison Severiano, do G1 Amazonas, e Daniela Branches, da Rede Amazônica. Um sorteio realizado na presença de representantes dos candidatos definiu a ordem das entrevistas, que começam sempre após o "Repórter CBN", às 9h30, com duração de 45 minutos, no estúdio da CBN em Manaus. A ordem das entrevistas será: 24/9 - Sidney Cabral 25/9 - Wilson Lima 26/9 - David Almeida 27/9 - Lúcia Antony 28/9 - Omar Aziz 01/10 - Amazonino Mendes 02/10 - Berg da UGT Na entrevista, o candidato responde a perguntas de ouvintes. Também responde a perguntas elaboradas pelos jornalistas e, no final, passa por uma espécie de "pinga-fogo", em que será sabatinado e poderá responder apenas com “sim” ou “não”. Caso algum dos candidatos não compareça, serão lidas no ar as perguntas que seriam feitas a ele.
    Manaus tem redução de 21,8% no número de mortes no trânsito, aponta estudo

    Manaus tem redução de 21,8% no número de mortes no trânsito, aponta estudo


    Levantamento comparou as mortes ocorridas nos anos de 2010 e 2016. Em 2016, 269 pessoas morreram vítimas de acidentes de trânsito em Manaus Ive Rylo/G1 AM Manaus ocupa a 19ª posição nacional entre as capitais que apresentaram redução de...


    Levantamento comparou as mortes ocorridas nos anos de 2010 e 2016. Em 2016, 269 pessoas morreram vítimas de acidentes de trânsito em Manaus Ive Rylo/G1 AM Manaus ocupa a 19ª posição nacional entre as capitais que apresentaram redução de mortes em acidentes de trânsito. O levantamento - que foi feito pelo Ministério da Saúde (MS) - apontou que houve queda de 21,8% na quantidade de óbitos. O estudo comparou as mortes ocorridas nos anos de 2010 e 2016. De acordo com dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), em 2010 foram registradas 344 mortes na capital. Já em 2016, foram 269 pessoas que vieram a óbito após acidentes de trânsito, chegando a uma redução de 21,8%. Na região Norte, a capital que registrou maior redução na quantidade de mortes em acidentes de trânsito foi Porto Velho em Rondônia com 43,5%, seguido de Rio Branco no Acre com 38,6% e Boa Vista em Roraima com 29,5%. Em quarta posição ficou Macapá com 24,7%, depois Manaus com 21,8%, seguido de Belém com 17,4%. Em última posição ficou a capital de Tocantins, Palmas com a redução de 9,7%. Em todo o país houve uma redução de 27,4% de mortes em consequência das lesões no trânsito nas capitais do país, de acordo o Ministério da Saúde. Em 2010 foram registrados 7.952 óbitos, contra 5.773 em 2016, o que representa uma diminuição de 2,1 mil mortes no período. As três capitais que se destacaram por reduzir a quantidade de mortes nas avenidas foram Aracaju em Sergipe com 57,1%, seguido de Natal no Rio Grande Norte com 45,9% e na terceira posição Porto Velho em Rondônia com 43,5%. Já as capitais que menos tiveram redução nos óbitos foram Fortaleza com 16,5%, Palmas com 9,7% e por último, João Pessoa com 6,3%.
    MDIC divulga detalhes de edital de seleção para Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA) em Manaus

    MDIC divulga detalhes de edital de seleção para Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA) em Manaus


    CBA foi criado em 2002 e deve ganhar nos próximos meses uma identidade jurídica Centro de Biotecnologia da Amaazônia fica na Zona Sul de Manaus Sérgio Rodrigues/ G1 AM O Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) divulgou...


    CBA foi criado em 2002 e deve ganhar nos próximos meses uma identidade jurídica Centro de Biotecnologia da Amaazônia fica na Zona Sul de Manaus Sérgio Rodrigues/ G1 AM O Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) divulgou detalhes do edital de chamamento de organizações sociais que se interessarem a administrar o Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA), localizado em Manaus. Um edital de chamamento foi lançado no início desse mês, destinado à seleção da pessoa jurídica de direito privado sem fins lucrativos que administrará o Centro de Biotecnologia da Amazônia, criado em 2002. De acordo com a Suframa, o governo federal resolveu não delimitar o escopo das atividades que serão desenvolvidas pelo novo CBA. Dessa forma, as propostas de definição do campo de atuação (como desenvolvimento de fármacos; certificação de novos produtos; fomento de startups; licenciamentos tecnológicos, entre outros) feitas pelas candidatas tornou-se um dos principais critérios no processo de seleção. A organização social que ganhar vai administrar o CBA por cinco anos. Durante esse período, vai receber R$ 55 milhões em investimento, dinheiro do MDIC. O contrato pode ser prorrogado. O CBA , que foi criado para contribuir com a indústria através do desenvolvimento de produtos por meio de recursos da floresta, ficou sem investimentos nos últimos anos e sem identidade jurídica. O Centro já chegou a abrigar cerca de 200 pesquisadores. Apesar da reformulação administrativa da instituição, o objetivo do CBA deve permanecer o mesmo. Instituição O Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA) está instalado em uma área de 12 mil m², no Distrito Industrial da capital. Durante os 13 anos de funcionamento, o local já chegou a abrigar cerca de 200 pesquisadores. Atualmente, as dificuldades no centro diminuíram este número para 48 cientistas.
    Dupla é presa por furtos em condomínio de luxo na Ponta Negra em Manaus

    Dupla é presa por furtos em condomínio de luxo na Ponta Negra em Manaus


    Eles roubavam peças de cobre presentes em mangueiras de combate a incêndios; prejuízo causado pela ação criminosa pode chegar a R$ 20 mil. Peças de cobre de mangueiras de combate a incêndios furtados pelos suspeitos; prejuízo pode chegar a R$...


    Eles roubavam peças de cobre presentes em mangueiras de combate a incêndios; prejuízo causado pela ação criminosa pode chegar a R$ 20 mil. Peças de cobre de mangueiras de combate a incêndios furtados pelos suspeitos; prejuízo pode chegar a R$ 20 mil. Rickardo Marques/G1 AM Ronaldo André Santo da Silva, de 30 anos, e Francisco Coelho Neto, de 43, foram presos nesta sexta-feira (21) por suspeita de furto e receptação na Zona Oeste de Manaus. Segundo a polícia, peças de cobre presentes em mangueiras de combate a incêndios eram alvo da dupla. O prejuízo causado pela ação criminosa pode chegar a R$ 20 mil. Um dos presos é funcionário de uma construtora, o que facilitava a entrada do suspeito no local de onde os objetos eram furtados. Silva foi preso nas proximidades do condomínio onde trabalhava na Pronta Negra, Zona Oeste, após cerca de um mês de investigação. De acordo com o delegado Aldeney Goes, o suspeito alterava as câmeras de segurança do local para não ser identificado. Suspeitos presos pelo crime em Manaus Rickardo Marques/G1 AM “Esse material é de um sistema de segurança de prevenção a incêndios do prédio (...) Hoje um morador quase flagrou ele praticando esse delito (...) Assim que o apanhamos, ele revolveu confessar o crime. Ele falou que é funcionário de uma determinada empresa responsável pelo condomínio. Ele pegava, se aproximava, modificava as câmeras de local, cortava o artefato, deixava guardado em um determinado local e ia retirando aos poucos para vender em um local de sucata”, explicou o titular do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP). Neto já foi preso anteriormente por receptação e é proprietário do local onde Silva revendia as peças furtadas, situado no bairro Compensa, Zona Oeste da capital. Ele afirma que não tinha conhecimento da origem do material, versão que foi reforçada pelo funcionário da construtora. Ainda segundo o delegado, a administração do condomínio estima que foram gastos R$ 20 mil para repor os equipamentos de segurança levados. Ambos foram conduzidos ao 19º DIP. Ronaldo da Silva será indiciado por furto e Francisco Neto por receptação. Após os procedimentos na delegacia, eles devem ser encaminhados para uma Audiência de Custódia.
    Suspeito de matar mulher dentro de pizzaria tem prisão preventiva decretada e é levado para cadeia

    Suspeito de matar mulher dentro de pizzaria tem prisão preventiva decretada e é levado para cadeia


    Suspeito passou por audiência de custódia em Manaus. Elinaldo Alves dos Santos Erlson Rodrigues/Polícia Civil Elinaldo Alves dos Santos, de 29 anos, suspeito de matar uma mulher dentro de uma pizzaria na Zona Leste de Manaus, teve a prisão em...


    Suspeito passou por audiência de custódia em Manaus. Elinaldo Alves dos Santos Erlson Rodrigues/Polícia Civil Elinaldo Alves dos Santos, de 29 anos, suspeito de matar uma mulher dentro de uma pizzaria na Zona Leste de Manaus, teve a prisão em flagrante homologada e convertida em prisão preventiva nesta sexta-feira (21), durante audiência de custódia no Fórum Henoch Reis, em Manaus. De acordo com o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), o homem é acusado de praticar o crime previsto no artigo 121 do Código Penal - por matar alguém. Após a audiência, ele foi encaminhado para a unidade prisional onde deve aguardar o julgamento do processo. Prisão Elinaldo Alves dos Santo foi preso na quinta-feira (20), um dia após ter cometido o crime. De acordo com a Polícia Civil, ele respondia em liberdade, com uso de tornozeleira, por crime de roubo, mas era considerado foragido. Morte de funcionária em pizzaria teria sido motivada por discussão Ele confessou o assassinato na delegacia. Em depoimento à polícia, ele disse que matou Rafaela Oliveira Costa, de 20 anos, por conta de uma discussão entre os dois. O motivo, no entanto, não foi revelado. Carlos Augusto Monteiro, delegado 8º Distrito Integrado de Polícia (DIP), disse que o homem foi identificado por meio de imagens do circuito interno da pizzaria. Uma das câmeras flagrou o momento em que ele ataca Rafaela. Ela foi esfaqueada no abdômen e no pescoço e encontrada morta na cozinha do estabelecimento. Foragido O delegado Carlos Augusto Monteiro informou que durante as diligências, foi constatado, também, que Elinaldo era considerado foragido da Justiça pelo crime de roubo. “Ele estava cumprindo pena no regime semiaberto e utilizando tornozeleira eletrônica, mas o objeto estava rompido”, esclareceu o titular da 8º DIP, por meio da assessoria.
    AM fecha mês de agosto com saldo de 1,7 mil empregos gerados, diz Ministério do Trabalho

    AM fecha mês de agosto com saldo de 1,7 mil empregos gerados, diz Ministério do Trabalho


    Saldo é maior que o mesmo período do ano passado. Maior número de contratações foi na capital, Manaus. De janeiro até agosto desse ano, saldo foi de 3,4 mil empregos. Comércio teve saldo de mais de 170 empregos gerados em agosto deste...


    Saldo é maior que o mesmo período do ano passado. Maior número de contratações foi na capital, Manaus. De janeiro até agosto desse ano, saldo foi de 3,4 mil empregos. Comércio teve saldo de mais de 170 empregos gerados em agosto deste ano Patrick Marques/G1 AM O Amazonas fechou agosto com saldo de emprego de 1.792 empregos formais a mais, resultado de 9.861 demissões e 11.653 contratações, conforme dados do Cadastro Geral de Emprego e Desemprego (Caged) divulgados na tarde desta sexta-feira (21) pelo Ministério do Trabalho e Emprego. O número aumentou em relação ao mesmo mês de 2017, quando o saldo de empregos foi de 1.357. De janeiro até agosto de 2018 o saldo foi de 3.452 empregos gerados no estado. O maior número de admissões foi no setor de Serviços, que engloba os subsetores de educação, serviços médicos, de alimentação, de transporte, comércio e administração de imóveis, entre outros. Ao todo, nesse setor, foram 4.840 pessoas contratadas para 3.704 demissões. O setor com o pior saldo do mês de agosto foi o de Serviço Industrial e Administração Pública, que gerou 52 contratações, mas demitiu 62 empregados, terminando com o saldo negativo de nove vagas. O setor de Comércio também teve destaque. Foram 178 vagas geradas, terceiro maior saldo no estado. Ao todo, foram 2.820 admissões contra 2.643 funcionários demitidos. Manaus ficou com o primeiro lugar no ranking das cidades com o maior saldo de empregos. Na capital, foram 10.828 contratações, contra 9.275 demissões. O município de Itacoatiara veio logo depois com o saldo de 94, resultado de 206 admissões contra 112 demissões de funcionários com carteira assinada. O pior saldo foi do município de Iranduba, que demitiu 71 funcionários de carteira assinada e contratou apenas 11 pessoas durante o mês de agosto. 110 mil empregos no Brasil Em todo o Brasil, foram gerados 110.431 empregos com carteira assinada. Este é o melhor resultado para o mês nos últimos cinco anos. De acordo com o Caged, ao todo, foram registradas 1,353 milhão de contratações e 1,242 milhão de demissões. No acumulado do ano, segundo o governo, foram criadas 568,5 mil vagas formais. O Ministério do Trabalho também informou que o salário médio de admissão foi de R$ 1.541,53 em agosto, o que representa uma alta real, já considerando a inflação, de R$ 5,26 em relação ao patamar de julho. Em relação a agosto do ano passado, no entanto, o salário de admissão caiu, registrando uma perda real de R$ 1,50.
    Orquestra Barroca do AM recebe flautista português em concerto gratuito em Manaus

    Orquestra Barroca do AM recebe flautista português em concerto gratuito em Manaus


    Evento será no Centro Cultural Palácio Rio Negro, com entrada gratuita. Orquestra Barroca do Amazonas Divulgação/OBA A Orquestra Barroca do Amazonas realiza neste sábado (22), às 18h, o terceiro concerto da série que iniciou em agosto com...


    Evento será no Centro Cultural Palácio Rio Negro, com entrada gratuita. Orquestra Barroca do Amazonas Divulgação/OBA A Orquestra Barroca do Amazonas realiza neste sábado (22), às 18h, o terceiro concerto da série que iniciou em agosto com solistas convidados. O primeiro foi com a flautista Lucia Becker Carpena (RS) e a teorbista Silvana Scarinci (PR). O segundo com o fagotista Elione Medeiros (RJ) e o último concerto desta série terá a participação do flautista português Antonio Carrilho. A entrada é gratuita. O evento será no Centro Cultural Palácio Rio Negro, localizado na Av. Sete de Setembro, 1546, Centro de Manaus. No programa constam obras de Johann Sebastian Bach (1685-1750), Georg Phillip Telemann (1681-1767) e Johann Friedrich Fasch (1688-1758). O concerto é parte do “I Encontro Regional Norte da Associação Brasileira de Flautistas”, que acontece de 20 a 23 de setembro em Manaus. Cronograma de Concerto Johann Fredrich Falsch (1688-1758) 1. Ouverture em Sol Maior a 3 flautas e Orquestra Georg Phillip Telemann (1681-1767) 2. Quarteto em ré menor, para flauta doce, duas flautas transversais e baixo 3.Concerto em mi menor para flauta doce, flauta transversal e orquestra 4. Sonata em Si Bemol Maior para cravo, flauta doce e baixo. Johann Sebastian Bach (1685-1750) 5. Concerto em Ré Maior para 3 flautas e orquestra Sobre a OBA A Orquestra Barroca do Amazonas se formou há 9 anos e já percorreu dezenas de cidades brasileiras, além de Portugal. Espanha e Itália, sob patrocínios diversos como Petrobras, Sesc, dentre outros nacionais e europeus. Foi grupo residente do 26º Festival de Música Antiga e Música Colonial Brasileira de Juiz de Fora (2015) e participou de outros festivais (Turim, Camogli, Casa da Ópera de Sesimbra, Festival Amazonas de Ópera, etc). O grupo gravou quatro Cds e lançará seu quinto disco ainda esse ano.

    Irmãos roubam carro estacionado e agridem mulher em Manaus; vídeo


    Crime ocorreu na Alameda Cosme Ferreira; eles foram presos. Irmãos roubam carro estacionado e agridem mulher em Manaus; vídeo Dois homens foram flagrados roubando um carro na Zona Leste de Manaus. Câmeras de segurança registraram toda a ação. Os...

    Crime ocorreu na Alameda Cosme Ferreira; eles foram presos. Irmãos roubam carro estacionado e agridem mulher em Manaus; vídeo Dois homens foram flagrados roubando um carro na Zona Leste de Manaus. Câmeras de segurança registraram toda a ação. Os suspeitos são irmãos e têm 19 e 25 anos. O crime ocorreu na Alameda Cosme Ferreira, por volta das 21h, no fim do mês de agosto. Eles foram presos e apresentados à imprensa na manhã desta sexta-feira (21). As imagens mostram um dos suspeitos entrando pela porta do motorista, enquanto o outro entra pela porta traseira. Uma mulher estava dentro do veículo e foi agredida. O marido da vítima percebeu e puxou a mulher do carro. Dentro do carro estava o material odontológico da vítima, avaliado em R$ 15 mil, que foi encontrado na casa dos suspeitos. Um Iphone também estava no veículo. Para a polícia, os irmãos disseram que venderam em uma assistência técnica por R$ 70. O proprietário do estabelecimento negou que comprou o aparelho. A polícia disse que o responsável pela assistência vai responder por receptação qualificada. O carro, o material odontológico e o celular já foram recuperados e devolvidos para as vítimas.
    Colisão entre dois veículos deixa uma pessoa ferida em avenida na Zona Centro-Sul de Manaus

    Colisão entre dois veículos deixa uma pessoa ferida em avenida na Zona Centro-Sul de Manaus


    Tráfego de veículos foi prejudicado por cerca de uma hora. Carros envolvidos no acidente foram retirados do local Rickardo Marques/G1 AM Uma colisão entre dois carros deixou uma pessoa ferida na tarde desta sexta-feira (21). O acidente ocorreu em...


    Tráfego de veículos foi prejudicado por cerca de uma hora. Carros envolvidos no acidente foram retirados do local Rickardo Marques/G1 AM Uma colisão entre dois carros deixou uma pessoa ferida na tarde desta sexta-feira (21). O acidente ocorreu em uma avenida do bairro Aleixo, Zona Centro-Sul de Manaus. Devido a batida, o tráfego de veículos foi prejudicado por cerca de uma hora. Populares relataram que o condutor de um carro modelo Versa de cor branca estava tirando o carro da garagem de um condomínio, situado na Avenida Via Láctea, por volta do meio-dia. Ao sair da vaga e acessar a pista, um outro carro modelo DS3 bateu na lateral esquerda do carro branco. Condutor de um dos veículos ficou ferido no acidente Rickardo Marques/G1 AM Na colisão, o motorista do Versa, de 58 anos, ficou ferido e foi encaminhado até o Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto, na Zona Centro-Sul. Ainda não há informações sobre o estado da vítima. De acordo com agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans), o condutor do DS3, que não teve o nome divulgado, não sofreu ferimentos. Por volta das 13h, o tráfego de veículos foi liberado totalmente, logo após a retirada dos carros envolvidos no acidente da via. Via foi liberada cerca de uma hora depois do acidente Rickardo Marques/G1 AM
    Carreta carregada com soja tomba na rodovia AM-010 e derrama óleo na pista

    Carreta carregada com soja tomba na rodovia AM-010 e derrama óleo na pista


    Dois motociclistas caíram após derrapar na pista. Carreta tombou na altura do KM 70 Divulgação/Corpo de Bombeiros Uma carreta que transportava soja tombou na rodovia estadual AM-010, na manhã desta sexta-feira (21). O acidente ocorreu na altura...


    Dois motociclistas caíram após derrapar na pista. Carreta tombou na altura do KM 70 Divulgação/Corpo de Bombeiros Uma carreta que transportava soja tombou na rodovia estadual AM-010, na manhã desta sexta-feira (21). O acidente ocorreu na altura no KM-70, por volta das 6h30. O Corpo de Bombeiros precisou isolar a área após óleo do veículo derramar na pista e causar outros dois acidentes. Segundo o Corpo de Bombeiros, o condutor do veículo sofreu apenas escoriações leves e foi socorrido por policias militares que estavam nas proximidades. Além da soja, parte do óleo do motor da carreta se espalhou na pista, o que ocasionou mais dois acidentes envolvendo duas motocicletas. Nessas duas novas ocorrências, as vítimas também sofreram apenas escoriações leves. Os bombeiros militares, da 1º Pelotão destacado de Rio Preto da Eva, isolaram a área e colocaram pó de serragem para diminuir os riscos de novos acidentes no local. O proprietário da carreta já acionou o serviço de guincho para retirada do veículo da rodovia. Bombeiros precisaram isolar trecho e colocar pó de serragem na pista Divulgação/Corpo de Bombeiros

    Candidatos do Amazonas arrecadam mais de R$ 57 milhões em campanha eleitoral


    Recursos públicos concentram mais 89% das verbas de candidatos do AM. Os candidatos das eleições de 2018 no Amazonas já arrecadaram de receita de campanha mais de R$ 57 milhões. Desse total, 89,93% são de recursos públicos oriundos do Fundo...

    Recursos públicos concentram mais 89% das verbas de candidatos do AM. Os candidatos das eleições de 2018 no Amazonas já arrecadaram de receita de campanha mais de R$ 57 milhões. Desse total, 89,93% são de recursos públicos oriundos do Fundo Partidário e do Fundo Especial de Financiamento de Campanha. As despesas de campanha já ultrapassaram R$ 33 milhões. Os dados são da prestação de contas parciais informadas à Justiça Eleitoral. O total de receita de todos os candidatos a deputados estaduais, federais, senadores, governador e vice-governador é de R$ 57.101.526,88. O montante é a soma bruta do valor de todos os ingressos de recursos destinados à campanha, informado pelos prestadores de contas. Os recursos privados, que são os originados de pessoas físicas e os recursos próprios de candidatos, correspondem somente 10,07% da arrecadação dos candidatos no Amazonas. O total de despesa contratada pelos candidatos do Amazonas já alcançou o montante de R$ 33.041.118,72. Essa é a soma bruta do valor de todos os gastos contratados registrados pelos candidatos prestadores de contas até último balanço enviado à Justiça Eleitoral. As despesas pagas pelos candidatos totalizam R$ 23.437.242,36, que é a soma bruta do valor de todos os pagamentos dos gastos registrados pelos prestadores de contas. São 94,86% recursos públicos e 5,14% de recursos privados:
    Homem é encontrado morto em invasão indígena, na Zona Norte de Manaus

    Homem é encontrado morto em invasão indígena, na Zona Norte de Manaus


    Moradores da região ouviram disparos durante a madrugada. Segundo família, vítima era usuária de drogas. Corpo foi encontrado em invasão conhecida como Cemitério dos Índios Patrick Marques/G1 AM O corpo de um homem de 23 anos, morto a tiros,...


    Moradores da região ouviram disparos durante a madrugada. Segundo família, vítima era usuária de drogas. Corpo foi encontrado em invasão conhecida como Cemitério dos Índios Patrick Marques/G1 AM O corpo de um homem de 23 anos, morto a tiros, foi encontrado em uma invasão conhecida como Cemitério dos Indios, no bairro Nova Cidade, Zona Norte de Manaus. Segundo a polícia, a vítima era usuária de drogas. Não há informações sobre quem matou o homem. De acordo com o tenente André Paiva, da 15ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), moradores disseram terem ouvido tiros durante a madrugada. Pela manhã, o corpo do homem foi encontrado na área da invasão. “O pai da vítima esteve no local. Ele disse que o filho era usuário de drogas. Ele morava em uma invasão próxima. O homem teria vindo comprar drogas, ou foi envolvido em uma emboscada. Não sabemos ainda”, disse o tenente. A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), investiga o caso. Patrick Marques/G1 AM Não há informações sobre quem teria matado o homem. Moradores da área não comentaram sobre o caso. A vítima foi atingida por vários tiros pelo corpo. O Corpo do homem foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML). O caso deve ser investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), para descobrir quem teria matado o homem e a real motivação do crime.

    Sete candidatos ao governo do Amazonas têm candidaturas deferidas pela Justiça Eleitoral


    Ainda há 15 pedidos candidaturas de outros cargos aguardando julgamento no TRE-AM. O Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) já julgou todos os pedidos de registros candidaturas para governador do estado. Agora, os sete candidatos são...

    Ainda há 15 pedidos candidaturas de outros cargos aguardando julgamento no TRE-AM. O Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) já julgou todos os pedidos de registros candidaturas para governador do estado. Agora, os sete candidatos são considerados aptos e tiveram candidaturas deferidas. Os candidatos são: Amazonino Mendes (PDT) - Coligação “Eu voto no Amazonas” Berg da UGT (PSOL) - sem coligação David Almeida (PSB) - Coligação “Renova Amazonas” Lúcia Antony (PCdoB) - Coligação “O Povo feliz de novo” Omar Aziz (PSD) - Coligação “Amazonas com segurança” Sidney Cabral (PSTU) - sem coligação Wilson Lima (PSC) - Coligação “Transformação para um novo Amazonas” Os pedidos de candidaturas para senador da República foram todos julgados. Os oito candidatos tiveram registros deferidos também. Apenas o candidato Hissa Abrahão teve o pedido deferido com recurso. O Ministério Público Eleitoral questiona judicialmente a candidatura de Hissa. Chico Preto (PMN) renunciou à candidatura ao Senado antes do julgamento do pedido. Balanço de candidaturas Ainda aguardam julgamento do TRE-AM 15 pedidos de candidaturas para eleições de 2018, conforme levantamento do Divulgacand nesta sexta-feira (21). Os pedidos pendentes de julgamentos são de candidatos que ainda não foram apreciados pelo juiz eleitoral. O calendário eleitoral prevê que, em até 20 dias antes das eleições, ou seja, até 17 de setembro, a Justiça Eleitoral deve julgar todos os pedidos. Segundo o TRE-AM, os pedidos de registros de candidaturas recebidos até o prazo geral (dia 15 de agosto) foram todos julgados, remanescendo apenas os pedidos de substituições de candidatos. O órgão afirma que os pedidos remanescentes estão dentro do prazo. Governador Total de pedidos de candidaturas: 7 Deferidos: 7 Indeferidos: 0 Pedente de julgamento: 0 Vice-governador Total de pedidos de candidaturas: 9 Deferidos: 5 Indeferidos: 1 Pedente de julgamento: 2 Renúncia: 1 Senador Total de pedidos de candidaturas: 9 Deferidos: 8 Deferidos com recurso: 1 Indeferidos: 0 Pedente de julgamento: 0 Renúncia: 1 1º Suplente Total de pedidos de candidaturas: 11 Deferidos: 7 Indeferidos: 1 Pedente de julgamento: 1 Renúncia: 2 2º Suplente Total de pedidos de candidaturas: 9 Deferidos: 8 Indeferidos: 0 Pedente de julgamento: 0 Renúncia: 0 Cancelado: 1 Deputado Federal Total de pedidos de candidaturas: 153 Deferidos: 117 Deferidos com recurso: 1 Indeferidos: 18 Indeferidos com recurso: 9 Pedente de julgamento: 5 Renúncias: 3 Deputado Estadual Total de pedidos de candidaturas: 657 Deferidos: 562 Deferidos com recurso: 8 Indeferidos: 35 Indeferidos com recurso: 30 Pedente de julgamento:7 Renúncias: 14 Cancelado: 1

    VÍDEOS: BDA de sexta-feira, 21 de setembro


    Confira os principais destaques da edição. Confira os principais destaques da...

    Confira os principais destaques da edição. Confira os principais destaques da edição.
    Frequência das enchentes do rio Amazonas aumenta cinco vezes em 100 anos

    Frequência das enchentes do rio Amazonas aumenta cinco vezes em 100 anos


    Pesquisa demonstra que nos primeiros 70 anos do século passado cheias severas ocorriam aproximadamente a cada 20 anos. Média atual é de quatro anos. Enchente no Amazonas Jochen Schöngart/INPA Por meio de um estudo recente, com um registro de mais...


    Pesquisa demonstra que nos primeiros 70 anos do século passado cheias severas ocorriam aproximadamente a cada 20 anos. Média atual é de quatro anos. Enchente no Amazonas Jochen Schöngart/INPA Por meio de um estudo recente, com um registro de mais de cem anos dos níveis do rio Amazonas, foi indicado um aumento significativo na frequência e magnitude das enchentes nos últimos 30 anos comparado aos primeiros 70 anos da série temporal. A análise realizada por cientistas sobre as potenciais causas do aumento pode influenciar para previsões mais precisas de inundações na bacia Amazônica, a maior hidrobacia do mundo com quase 20% da água doce. O estudo Intensificação recente dos extremos de inundação da Amazônia impulsionada pela circulação reforçada de Walker foi publicado nesta quarta-feira (19) na revista Science Advances pelos pesquisadores: Jonathan Barichivich (Universidade Austral de Chile); Manuel Gloor (Escola de Geografia da Universidade de Leeds - Reino Unido); Philippe Peylin (Escola de Geografia da Universidade de Leeds - Reino Unido - França); Roel J. W. Brienen (Escola de Geografia da Universidade de Leeds - Reino Unido); Jochen Schöngart (Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia); Jhan Carlo Espinoza (Instituto Geofísico del Perú); Kanhu C. Pattnayak (Escola de Geografia da Universidade de Leeds - Reino Unido). Registros diários dos níveis de água do rio Amazonas são realizados no Porto de Manaus desde o início do século passado. O grupo de estudo analisou 113 anos de registros dos níveis de água, que revelaram um aumento na frequência de cheias e secas severas nas últimas duas a três décadas. Os resultados demonstraram que houve, na primeira parte do século 20, cheias severas com níveis de água que ultrapassaram 29 metros (valor de referência para acionar o estado de emergência na cidade de Manaus) aproximadamente a cada 20 anos. Atualmente, cheias extremas ocorrem na média a cada quatro anos. As mudanças no ciclo hidrológico da bacia Amazônica têm sido graves, com consequências para o bem-estar das populações no Brasil, Peru e outros países amazônicos. Para o pesquisador e integrante do Grupo de Pesquisa do Inpa Ecologia, Monitoramento e Uso Sustentável de Áreas Úmidas (MAUA), Dr. Jochen Schöngart, a ciência deve fazer uso desse conhecimento atualizado para aperfeiçoar modelos existentes de previsão de cheias na Amazônia Central e servir de subsídio para os tomadores de decisão elaborar políticas públicas, já que terão previsões mais robustas e com certa antecedência. "Isso permite preparar as populações em áreas urbanas e nas regiões rurais para enfrentar consequências de cheias severas que sempre impactam a qualidade de vida dessas populações", destaca Schöngart. "As pessoas perdem moradia, sofrem várias doenças, serviços básicos como água potável ficam restritos e a pecuária e agricultura são bastante reduzidas nas várzeas resultando em enormes prejuízos econômicos e sociais para essa parte da sociedade", completa. De acordo com o Dr. Jonathan Barichivich, da Universidade Austral do Chile e ex-bolsista de pesquisa da Universidade de Leeds (Reino Unido), o aumento de secas severas na Amazônia tem recebido bastante atenção dos pesquisadores. "Entretanto, o que realmente se destaca no registro ao longo prazo é o aumento da frequência e magnitude das inundações. Cheias extremas na bacia Amazônica têm ocorrido todos os anos, desde 2009 até 2015, com raras exceções", disse. Conforme o estudo, o aumento do número de enchentes está relacionado à intensificação da circulação de Walker, um sistema de circulação do ar movido pelo oceano originado pelas diferenças de temperatura e pressão atmosférica sobre os oceanos tropicais. Esse sistema influencia padrões climáticos e pluviométricos em toda a região dos trópicos e além. Mudanças nos oceanos De acordo com o professor coautor Manuel Gloor, da Escola de Geografia da Universidade de Leeds, esse aumento dramático nas enchentes é causado por mudanças nos oceanos vizinhos, particularmente os oceanos Pacífico e Atlântico e como eles interagem. Ainda segundo Gloor, devido ao forte aquecimento do Oceano Atlântico e ao resfriamento do Pacífico no mesmo período, observou-se mudanças na chamada circulação de Walker afetando a precipitação na Amazônia. "O efeito é mais ou menos o oposto do que acontece durante um El Niño. Ao invés de causar seca, leva a uma maior convecção e precipitação intensa nas regiões central e norte da bacia Amazônica", explica. A causa real do aquecimento do Atlântico não está completamente esclarecida. Além da variação natural, o aquecimento global é, no mínimo, parcialmente responsável, mas de maneira inesperada e indireta, de acordo com o estudo. Como resultado do aquecimento dos gases do efeito estufa, cinturões de vento de média a alta latitude no hemisfério Sul se deslocaram mais ao sul, abrindo uma janela de transporte das águas quentes do Oceano Índico ao redor do extremo sul da África, através da corrente das Agulhas, em direção o Atlântico Tropical. A pesquisa indica que essas enchentes não cessaram ainda. O ano de 2017, que não foi incluído no estudo, registrou novamente o nível de água acima dos 29 metros. Como é esperado que o Atlântico Tropical continue aquecendo mais rápido que o Pacífico Tropical nas próximas décadas, cientistas esperam mais eventos com alto nível de água. Os resultados desse estudo podem auxiliar a prever a probabilidade de enchentes extremas na Amazônia com antecedência e mitigar os impactos para as populações amazônicas rurais e urbanas. O estudo é resultado de uma oficina internacional que Schöngart organizou com cientistas da Universidade de Leeds, no Inpa, em janeiro de 2016, para fazer uma abordagem do conhecimento atual sobre as mudanças recentes do clima e da hidrologia na bacia Amazônica.
    Dois homens morrem após trocas de tiro com a PM durante fuga, em Manaus

    Dois homens morrem após trocas de tiro com a PM durante fuga, em Manaus


    Outro homem segue hospitalizado. Ocorrência afirma que trio usava veículo roubado e praticava assalto na região quando empreendeu fuga. Suspeitos trocaram tiros com a polícia Rickardo Marques/G1 AM Dois homens morreram após serem baleados em uma...


    Outro homem segue hospitalizado. Ocorrência afirma que trio usava veículo roubado e praticava assalto na região quando empreendeu fuga. Suspeitos trocaram tiros com a polícia Rickardo Marques/G1 AM Dois homens morreram após serem baleados em uma troca de tiros com policiais militares, na Zona Sul de Manaus, na noite desta quinta-feira (20). Eles foram perseguidos após praticarem assaltos na área. Outro homem, que estaria com eles, também foi baleado e encaminhado para um hospital. Segundo a polícia, os homens estavam em um carro modelo HB20 e assaltaram uma lanchonete no bairro Japiim, por volta das 22h30. O proprietário do local, que não quis se identificar, relatou ao G1 que entrou em luta corporal com um dos suspeitos durante a ação. Na área do Parque Mauá, ainda na Zona Sul, a vítima conseguiu acionar uma equipe da Polícia Militar (PM-AM), que iniciou a perseguição. O trio foi interceptado na rotatória do Centro Cultural Povos da Amazônia, onde houve a troca de tiros. Os três homens que estavam no carro foram baleados e encaminhados para o Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto. Dois deles morreram e foram levados, já em óbito, ao hospital. Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML). O caso é investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), para saber se os homens tinham envolvimento em outros crimes. Na ocorrência militar, o caso é relatado por oficiais da 7ª CICOM. Confira na íntegra: "A 7ª CICOM informou que estava realizando o acompanhamento de um veículo suspeito, que não obedeceu à ordem de parada e que estava empreendendo fuga de uma segunda guarnição, da 29ª CICOM, a qual repassou as características do veículo para as demais guarnições na rede de rádio, e que foi feito um cerco. Em ato contínuo, os elementos já desembarcaram atirando contra a referida guarnição. Diante da ameaça, a mesma revidou, vindo assim a alvejar os 3 elementos ocupantes do veículo, que foram socorridos pelo SAMU e conduzidos ao HPS 28 de Agosto. Momentos depois foi comunicado que dois dos três elementos foram a óbito. Foi participado também pela guarnição que o veículo no qual os elementos se encontravam tinha sido tomado de roubo momentos antes, na área central da cidade. Veículo pertencente a um sargento do Exército Brasileiro, que se fez presente no DIP e registrou um boletim de ocorrência. Foram apreendidas 2 armas de fogo e uma arma de pressão, sendo uma de calibre 38, a outra uma espingarda com o cano curto, calibre 20, e 5 munições deflagradas e 2 intactas. Os elementos estavam cometendo roubos na área, inclusive vieram a roubar um lanche, cujo o dono seguiu os elementos e presenciou o momento em que houve a troca de tiros, como também se fez presente na delegacia como testemunha e fez um boletim de ocorrência em desfavor dos acusados".
    Polícia Federal apreende 840 kg de cocaína colombiana escondida em barco no AM

    Polícia Federal apreende 840 kg de cocaína colombiana escondida em barco no AM


    Droga de alta pureza saiu da tríplice fronteira e iria para o Pará. Três brasileiros foram presos e indiciados por tráfico transnacional. Drogas estavam escondidas em barco de transporte de gado Adauto silva/Rede Amazônica A Delegacia de...


    Droga de alta pureza saiu da tríplice fronteira e iria para o Pará. Três brasileiros foram presos e indiciados por tráfico transnacional. Drogas estavam escondidas em barco de transporte de gado Adauto silva/Rede Amazônica A Delegacia de Repressão a Entorpecentes da Polícia Federal do Amazonas (DRE-AM) realizou uma apreensão de 840 kg de cocaína de "alta pureza", durante ação fluvial no interior do Estado. O grupo interceptou a carga dentro de um barco de transporte de gado, na calha do Rio Solimões, trecho compreendido entre os municípios de Anamã e Manacapuru. A carga de drogas encontrava-se oculta na estrutura da embarcação, conhecida como "balsa boieira". Para acessar o compartimento onde a droga estava escondida, a equipe de policiais federais contou com o apoio dos bombeiros militares da Segunda Companhia Independente de Manacapuru. Polícia Federal apreende 840 kg de cocaína no interior do Amazonas Divulgação/DRE-AM Durante a ação, três indivíduos de nacionalidade brasileira foram presos em flagrante, indiciados por tráfico transnacional de drogas e associação para o tráfico. Segundo os presos, a droga seria de origem colombiana. Ela foi embarcada na região da tríplice fronteira e teria como destino o estado do Pará. Em nota enviada, a Delegacia de Repressão a Entorpecentes destaque a qualidade da droga apreendida, tratando-se da "cocaína de mais alta pureza existente no mercado do tráfico". o ilícito é vulgarmente conhecido como “brilho” e/ou “escama de peixe”, que normalmente se destina à exportação. Essa foi a maior apreensão do referido tipo de droga da história da Polícia Federal do Amazonas.

    Veja a agenda dos candidatos ao governo do AM para esta sexta-feira (21)


    Acompanhe a programação diária dos candidatos no G1. Veja a agenda dos candidatos ao governo do Amazonas para esta quarta-feira (19). A relação está em ordem alfabética. Amazonino Mendes (PDT) Candidato não divulgou programação para o dia. Berg...

    Acompanhe a programação diária dos candidatos no G1. Veja a agenda dos candidatos ao governo do Amazonas para esta quarta-feira (19). A relação está em ordem alfabética. Amazonino Mendes (PDT) Candidato não divulgou programação para o dia. Berg da UGT (PSOL) 6h - Entrevista em emissora local de TV 10h - Panfletagem no Bairro São Raimundo David Almeida (PSB) 7h - Entrevista em emisso local de TV 9h - Caminhada no bairro Redenção 11h - Reunião com empresários 17h - Caminhada no bairro Educandos Lucia Antony (PCdoB) 19h - Reunião com sindicalistas no Centro 20h - Reunião com apoiadores de campanha Omar Aziz (PSD) Candidato não divulgou programação para o dia. Wilson Lima (PSC) Candidato visita municípios do interior. Sidney Cabral (PSTU) 6h - Panfletagem no Distrito Industrial 8h30 - Panfletagem na Feira do São José II
    UEA oferece aulas gratuitas de ciências e biologia para alunos do ensino básico

    UEA oferece aulas gratuitas de ciências e biologia para alunos do ensino básico


    Serão formadas oito turmas, quatro para o ensino fundamento e quatro para o médio. Inscrições estão abertas UEA oferece aulas de cursos básicos nos próximos meses Divulgação A Universidade do Estado do Amazonas (UEA), por meio do projeto de...


    Serão formadas oito turmas, quatro para o ensino fundamento e quatro para o médio. Inscrições estão abertas UEA oferece aulas de cursos básicos nos próximos meses Divulgação A Universidade do Estado do Amazonas (UEA), por meio do projeto de extensão “Clube de Ciências e Biologia”, está oferecendo cerca de 320 vagas para alunos do ensino fundamental e médio participarem de aulas gratuitas na área de Ciências Naturais e Biologia. O projeto será realizado na Escola Normal Superior (ENS), nos dias 22 e 29 de setembro; 06, 20 e 27 de outubro e 10, 17 e 24 de novembro. As inscrições podem ser realizadas no site da instituição ou presencialmente no dia 22 de setembro, caso haja vaga disponível. Na primeira aula o participante deve levar, ainda, copia do RG ou certidão de nascimento. No final do curso, cada aluno receberá certificado. Ao todo, serão formadas oito turmas: quatro para ensino fundamental e quatro para o médio. Para participantes do 6º, 7º, 8º e 9º ano, as atividades começarão às 8 horas. Já para os integrantes do 1º, 2º e 3º ano, as aulas ocorrerão a partir das 10 horas. Conheça o projeto Há 10 anos, o Clube de Ciências e Biologia da UEA realiza atividades para alunos do ensino fundamental e médio. Atualmente, quatro professores egressos da instituição atuam como avaliadores externos do programa. São professores da rede estadual de ensino e que se dispõe a participar efetivamente integrando o corpo docente do projeto. Os Alunos do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas da universidade também participam do projeto. Eles planejam, implementam e avaliam aulas para os participantes, que pretendem se constituir em espaços para vivenciar a ciência. Durante o curso, os professores usam estratégias de ensino com abordagens participativas para que os alunos compreendam com facilidade os assuntos abordados. Como o tempo na escola é pequeno para a diversidade de temas na área biológica, os docentes preparam alternativas a fim de melhorar a capacidade de aprendizagem do participante. Para a coordenadora do projeto, professora Elizabeth Santos, o projeto tem dupla finalidade "contribuir para o aprimoramento da formação dos professores de Ciências Naturais e Biologia, bem como fortalecer a aprendizagem dos alunos da rede de ensino na área de Ciências, considerando a posição desconfortável do Brasil nas avaliações internacionais do PISA".
    Três homens são baleados durante troca de tiros com a PM na Zona Sul de Manaus

    Três homens são baleados durante troca de tiros com a PM na Zona Sul de Manaus


    Criminosos foram localizados depois que uma vítima os seguiu. Suspeitos trocaram tiros com a polícia Rickardo Marques/G1 AM Três homens ainda não identificados foram baleados durante uma troca de tiros com policias militares na noite desta...


    Criminosos foram localizados depois que uma vítima os seguiu. Suspeitos trocaram tiros com a polícia Rickardo Marques/G1 AM Três homens ainda não identificados foram baleados durante uma troca de tiros com policias militares na noite desta quinta-feira (20). O trio é suspeito de praticar assaltos na Zona Sul de Manaus e foram localizados depois que uma vítima os seguiu. Segundo a polícia, os homens estavam em um carro modelo HB20 e assaltaram uma lanchonete no bairro Japiim, por volta das 22h30. O proprietário do local, que não quis se identificar, relatou ao G1 que entrou em luta corporal com um dos suspeitos durante a ação. "Na hora que eu vi que ele [suspeito] estava com um simulacro eu entrei em luta corporal com ele. Eu caí no chão junto com ele, aí o outro cara que estava armado atirou. Quando eu ouvi o barulho do tiro, eu fiquei parado. Aí eles se agoniaram (sic) e saíram correndo para o carro. Como um dos motoqueiros lá do lanche chegou, a gente foi atrás eles", relatou. Veículo usado pelos criminosos ficou com marca de tiro Rickardo Marques/G1 AM Durante a confusão, os suspeitos deixaram cair um simulacro de pistola, que foi entregue à polícia posteriormente. Já na área do Parque Mauá, ainda na Zona Sul, a vítima conseguiu acionar uma equipe da Polícia Militar (PM-AM), que iniciou a perseguição. O trio foi interceptado na rotatória do Centro Cultural Povos da Amazônia, onde houve troca de tiros. Os três criminosos que estavam dentro do veículo usado na fuga foram baleados. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) conduziu os homens até o Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto, na Zona Centro-Sul da capital. Ainda não há informações sobre o estado de saúde do trio.

    Justiça condena homem a 35 anos de prisão por tentativa de homicídio, estupro e roubo no AM


    TJ-AM afirma que houve acréscimo na pena devido a vítima ser uma mulher. Um homem de 34 anos foi condenado pela Justiça do Amazonas a cumprir mais de 35 anos de prisão em regime fechado pelos crimes de roubo, estupro e tentativa de homicídio. De...

    TJ-AM afirma que houve acréscimo na pena devido a vítima ser uma mulher. Um homem de 34 anos foi condenado pela Justiça do Amazonas a cumprir mais de 35 anos de prisão em regime fechado pelos crimes de roubo, estupro e tentativa de homicídio. De acordo com o Tribunal de Justiça (TJ-AM), houve um acréscimo na pena devido a vítima ser uma mulher que, na época do crime, tinha 17 anos. A pena foi anunciada durante uma sessão de julgamento popular, presidida pelo juiz Celso Souza de Paula. Na dosimetria da pena, o magistrado condenou o réu a 12 anos de prisão pela tentativa de homicídio, 11 anos pelo estupro e nove anos pelo crime de roubo, somando 32 anos. Ainda segundo o TJ-AM, a pena foi aumentada em quatro anos pelo fato de o crime ter sido cometido contra uma mulher que, na ocasião, tinha 17 anos. Ao todo, o réu deverá cumprir 35 anos e seis meses de reclusão em regime fechado. O crime Segundo a Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA), a vítima conheceu o réu em junho de 2015 dentro de um micro-ônibus na Zona Norte de Manaus. Em depoimento, ela afirmou que o réu o homem realizava uma pregação no veículo e que a vítima era escolhida de Deus para receber um emprego. Ele levou a jovem até um sítio na rodovia AM-010 e, no caminho, o homem estuprou a vítima. Ainda segundo a especializada, o réu amarrou a jovem e desferiu vários golpes de faca contra ela, que sobreviveu aos ferimentos. A polícia chegou até o criminoso após a quebra do sigilo telefônico e do código identificação (IMEI) do aparelho da vítima, roubado pelo réu. Na ocasião do crime, o homem cumpria uma pena de 18 anos por homicídio e havia recebido uma saída temporária de sete dias por já ter cumprido dois quintos da sentença. O Tribunal ressaltou que o réu já cumpre uma pena de dez anos de reclusão por outro crime de estupro. Ele deve passar por outro julgamento em 2019, em que é acusado de estupro, roubo e homicídio.
    Celulares piratas começam a ser bloqueados no Amazonas em março de 2019

    Celulares piratas começam a ser bloqueados no Amazonas em março de 2019


    Anatel enviará mensagens de alerta para usuários do estado a partir de janeiro. Sistema da Anatel identifica celulares piratas na rede de telefonia móvel Polícia Civil/Divulgação O sistema para bloquear celular pirata já entrou em operação no...


    Anatel enviará mensagens de alerta para usuários do estado a partir de janeiro. Sistema da Anatel identifica celulares piratas na rede de telefonia móvel Polícia Civil/Divulgação O sistema para bloquear celular pirata já entrou em operação no Brasil. No Amazonas, os aparelhos não certificados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) serão bloqueados a partir de março de 2019. Em janeiro, começam a ser enviados alertas para usuários de aparelhos de telefonia móvel piratas no estado. Segundo a Anatel, o Amazonas está na terceira e última fase do projeto “Celular Legal” e a ação com aparelhos piratas começa a partir do dia 7 de janeiro. Na mesma data serão feitos alertas em outros quatro estados do Norte do país: Pará, Amapá e Roraima. Antes de o bloqueio ocorrer, os usuários que estiverem utilizando aparelhos irregulares vão começar a receber mensagens alertando sobre o problema em janeiro do próximo ano. E o bloqueio de celulares será feito a posteriormente ao alerta, até 24 de março do próximo ano, quando os aparelhos irregulares serão desligados da rede. O projeto tem por objetivo fortalecer o combate a celulares adulterados, roubados e extraviados e inibir o uso de aparelhos não certificados pela Anatel. Os bloqueios abrangem também aparelhos que tenham um IMEI (International Mobile Equipment Indentity) adulterado, clonado ou fraudado de alguma outra forma. O IMEI funciona como o número de identificação do aparelho. A implantação de um sistema informatizado – parceria entre prestadoras, fabricantes e a Anatel – identifica os celulares irregulares em uso na rede. Todo aparelho celular em uso no país deve ser certificado ou ter sua certificação aceita pela Anatel. Aparelhos celulares certificados passaram por uma série de testes antes de chegarem às mãos do consumidor. O usuário deve sempre procurar o selo da Anatel no verso da bateria do celular e também no carregador. Consumidores que estejam utilizando aparelhos irregulares antes dessas datas não serão desconectados caso não alterem o seu número. Já aqueles que conectarem às redes de telecomunicações aparelhos irregulares após essas datas serão notificados por mensagens SMS e, após 75 dias, o aparelho não irá mais funcionar nas redes de telecomunicações. Para o consumidor que possui aparelho certificado ou com certificação aceita pela Anatel, que não tenha sido adulterado e sem impedimento por roubo, furto ou extravio, nada muda com o projeto “Celular Legal”. Mensagens Todas as mensagens serão enviadas pelo número 2828. As primeiras três mensagens apresentarão o seguinte conteúdo: “Operadora avisa: Pela Lei 9.472 este celular está irregular e não funcionará nas redes celulares em XX dias. Acesse www.anatel.gov.br/celularlegal ou ligue *XXXX” A última mensagem, na véspera do bloqueio, apresentará o seguinte conteúdo: “Operadora avia: Este celular IMEI XXXXX é irregular e deixará de funcionar nas redes celulares. Acesse www.anatel.gov.br/celularlegal ou ligue *XXXX” Fases O projeto “Celular Legal” foi divido em três fases. O projeto-piloto (1ª fase) começou com o envio e mensagens em 22 de fevereiro de 2018 para os usuários do estado de Goiás e do Distrito Federal, e o bloqueio começou a realizado a partir do dia 09 de maio. Até julho deste ano, foram bloqueados por irregularidades 41.827 acessos de telefonia móvel/internet móvel em Goiás e no Distrito Federal, o que representou 0,3% do total de 12.587.694 de acessos em funcionamento, sendo 5.308.975 no DF e 7.278.719 em GO. A segunda fase inicia no dia 23 de setembro deste ano.

    Homem é perseguido e morto a tiros em rua na Zona Sul de Manaus


    Crime ocorreu nesta quinta-feira (20) no bairro Petrópolis. Um homem de 21 anos morreu após ser atingido por vários disparos em uma rua do bairro Petrópolis, Zona Sul de Manaus. Populares afirmam que a vítima foi perseguida por um homem ainda não...

    Crime ocorreu nesta quinta-feira (20) no bairro Petrópolis. Um homem de 21 anos morreu após ser atingido por vários disparos em uma rua do bairro Petrópolis, Zona Sul de Manaus. Populares afirmam que a vítima foi perseguida por um homem ainda não identificado. O crime ocorreu no início da noite desta quinta-feira (20). À polícia, a companheira do homem relatou que ele saiu de casa na companhia do cunhado, por volta das 18h. Moradores da região informaram à polícia que, enquanto a dupla caminhava pela Rua Rio Amazonas, começou a ser seguida por um homem não identificado. Ao perceber a movimentação, a vítima ainda tentou fugir, mas foi baleada. Ao todo, cinco tiros atingiram o homem, que morreu no local. O autor dos disparos fugiu sem ser identificado. O corpo foi conduzido ao Instituto Médico Legal (IML). A Polícia Civil investiga o caso.

    Fundação de Medicina Tropical realiza debate sobre tuberculose nesta sexta (21), em Manaus


    Evento inicia às 10h na sede da FMT. A Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD) realiza nesta sexta-feira (21) o 1º Encontro de Tuberculose para os profissionais de saúde da capital. A abertura será às 10h, no auditório...

    Evento inicia às 10h na sede da FMT. A Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD) realiza nesta sexta-feira (21) o 1º Encontro de Tuberculose para os profissionais de saúde da capital. A abertura será às 10h, no auditório Luís Montenegro, na sede da FMT. A coordenadora do Programa Estadual de Controle da Tuberculose da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM), Marlucia Garrido irá apresentar o cenário epidemiológico da doença no Amazonas. "Até agosto deste ano, foram registrados 2.078 casos da doença, contra 2.148 no mesmo período de 2017, indicando que houve redução, embora o número ainda seja alto", diz. A coordenadora diz que são multi-fatores que colaboram para a situação, dentre eles, a prevalência de pessoas com baixa imunidade, vivendo em precárias condições de vida, fumantes, usuários de drogas, alcoólatras, comorbidades tais como diabetes, Aids, câncer e até o envelhecimento da população. "Além desses fatores, o abandono do tratamento mantém a cadeia de transmissão da bactéria na família e na comunidade", explicou. O diagnóstico e tratamento da tuberculose são gratuitos e disponíveis em toda a rede do Sistema Único de Saúde (SUS).
    Zezinho Corrêa apresenta show com músicas de Roberto Carlos no Teatro Amazonas

    Zezinho Corrêa apresenta show com músicas de Roberto Carlos no Teatro Amazonas


    Cantor faz show neste sábado (22). Zezinho Correa Gabriel Machado A obra de Roberto Carlos é o foco principal do show “Zezinho Corrêa e as Canções do Rei”, que será apresentado neste sábado (22), no Teatro Amazonas (Largo de São...


    Cantor faz show neste sábado (22). Zezinho Correa Gabriel Machado A obra de Roberto Carlos é o foco principal do show “Zezinho Corrêa e as Canções do Rei”, que será apresentado neste sábado (22), no Teatro Amazonas (Largo de São Sebastião, s/n, Centro), a partir das 20h. No palco, o artista se apresenta ao lado da Orquestra de Câmara do Amazonas (OCA) e dos convidados Lorenzo Fortes, Marcelle Santana e Livia Prado. Os ingressos estão à venda na bilheteria do Teatro e on-line, ao preço de R$ 80 para plateia e 1° pavimento e R$ 40 (meia); para o 2° e 3° pavimentos, o preço da entrada inteira é R$ 60 e R$ 30 (meia). Sucessos como "Olha", "Além do Horizonte" , "Força Estranha", “Cavalgada”, “Ninguém Vai Tirar Você de Mim” e “E Que Tudo Mais Vá Pro Inferno” integram o repertório.
    Homem é preso suspeito de liderar grupo que cometeu 50 assaltos em Manaus

    Homem é preso suspeito de liderar grupo que cometeu 50 assaltos em Manaus


    Junior Gonçalves foi preso na manhã desta quinta-feira, em Manaus. Outras duas pessoas integrantes do grupo permanecem foragidas. Homem é suspeito de liderar grupo armado que cometeu mais de 50 roubos em Manaus Indiara Bessa/G1 AM Um homem de 34...


    Junior Gonçalves foi preso na manhã desta quinta-feira, em Manaus. Outras duas pessoas integrantes do grupo permanecem foragidas. Homem é suspeito de liderar grupo armado que cometeu mais de 50 roubos em Manaus Indiara Bessa/G1 AM Um homem de 34 anos foi preso na manhã desta quinta-feira (20) apontado como líder de um grupo suspeito de cometer mais de 50 roubos em casas e comércios por Manaus. O último crime registrado foi em março deste ano em uma casa onde nove pessoas foram feitas reféns - entre elas, uma criança de um ano e meio. Junior Gonçalves é o segundo integrante do grupo preso pela polícia. Outras duas pessoas seguem foragidas, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM). As investigações iniciaram após um roubo a uma residência em março deste ano. O dono da casa invadida, de 35 anos, não quis se identificar e relatou ao G1 o modo como Junior e os comparsas agiram. “Eles entraram na minha casa: esse rapaz que foi preso hoje com mais três comparsas e dois que estavam dentro de um carro dando apoio. Eles entraram, anunciaram o assalto e começaram a amarrar as vítimas e, como eu sou o proprietário da casa, chamei a responsabilidade e pedi apra não fazerem mal às vítimas e não agredirem ninguém”, disse. Um dos suspeitos foi preso dias depois do crime. Junior teve mandado de prisão expedido mas, segundo a polícia, todas as vezes em que quase foi detido ele se passava pelo irmão. “Quando iam pegá-lo ele dava o nome do irmão. Verificavam o mandado de prisão e ele nunca era pego. O pessoal da Seaop [Secretaria Executiva-Adjunta de Operações] viu que estava acontecendo essa situação e conseguiram cumprir o mandado de prisão contra ele”, afirmou o Coronel Anézio Paiva, secretário da SSP-AM. Junior foi preso na manhã desta quinta-feira, dentro de casa no bairro Zumbi, na Zona Leste de Manaus. Segundo a polícia, ele não resistiu à prisão e confessou os crimes de roubo. “Ele confessou mais de 50 assaltos. Nós recebemos inúmeras denúncias e através dessas denúncias nós organizamos uma operação juntamente ao 26º DIP onde foram pedidos alguns mandados de prisão”, disse o coordenador da Seaop, Divanilson Cavalcanti. O grupo era composto por quatro integrantes e, segundo a SSP, Junior comandava as ações criminosas. Os quatro suspeitos escolhiam lugares aparentemente vulneráveis para praticar os assaltos. “Essa quadrilha já estava tomando forma de uma organização criminosa, porque eles sempre avaliavam os alvos antes, tinham um estudo da situação, tinham os apoiadores sempre com carros para resgatá-los após os assaltos. Nas ações propriamente ditas, eles imprimiam muita violência”, afirmou o coordenador de operações da Seaop, Álvaro Steinheuser. Durante coletiva de imprensa, Junior negou a participação nos crimes. "Só estão me acusando porque eu sou ex-presidiário. Já parei de roubar, sou servo de Deus. Meu nome é limpo. Quando isso aconteceu eu estava preso. As investigações devem continuar para efetuar a prisão dos outros dois suspeitos envolvidos, um homem e uma mulher. A polícia acredita que eles continuam cometendo assaltos pela cidade e que o armamento está escondido com a dupla. Junior, que estava com tornozeleira eletrônica e cumpria pena em regime semiaberto por outros crimes, deve ser encaminhado à penitenciária, em Manaus.
    Dupla é presa com 20 kg de cocaína em estacionamento de supermercado, em Manaus

    Dupla é presa com 20 kg de cocaína em estacionamento de supermercado, em Manaus


    Drogas são procedentes da cidade de Jutaí e chegaram na capital de barco. Drogas apreendidas com os suspeitos Roberta Bindá/Rede Amazônica Dois homens foram presos suspeitos de tráfico de drogas, nesta quinta-feira (20), no momento em que 20 kg...


    Drogas são procedentes da cidade de Jutaí e chegaram na capital de barco. Drogas apreendidas com os suspeitos Roberta Bindá/Rede Amazônica Dois homens foram presos suspeitos de tráfico de drogas, nesta quinta-feira (20), no momento em que 20 kg de cocaína seriam comercializados no estacionamento de um supermercado, em Manaus. Um dos suspeitos, de 27 anos, trouxe o entorpecente em uma embarcação vinda do município Jutaí, na calha do Alto Solimões. O material ilícito estava escondido dentro de uma caixa de isopor com peixe. De acordo com a polícia, a entrega foi marcada pra esta terça-feira no estacionamento de um supermercado no Parque Dez, na Zona Centro-Sul da capital. Os policias monitoraram toda a ação e realizaram a prisão em flagrante. O outro suspeito de 46 anos, que receberia a droga, foi preso no local. Os dois suspeitos não tem passagem pelo sistema prisional. Eles vão responder por tráfico e associação para o tráfico. (Colaborou, Roberta Bindá, Rede Amazônica)

    TRE mantém cassação de prefeito e vice de Manicoré, no Amazonas


    Eles foram declarados inelegíveis por abuso de poder econômico. O Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) manteve a sentença do juízo da 16ª Zona Eleitoral de Manicoré que declarou a cassação do registro de candidatura do prefeito do...

    Eles foram declarados inelegíveis por abuso de poder econômico. O Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) manteve a sentença do juízo da 16ª Zona Eleitoral de Manicoré que declarou a cassação do registro de candidatura do prefeito do município, Sebastiao Pimentel de Medeiros, e do vice dele, Jeferson Colares Campos. Eles foram declarados inelegíveis por abuso de poder econômico. A decisão, que cabe recurso, ocorreu durante sessão nesta quinta-feira (20). O G1 tenta contato com Medeiros e Campos. Nos autos de Ação de Investigação Judicial Eleitoral, o Tribunal decidiu, por unanimidade, manter a sentença de 1º grau, acompanhando o voto da relatora, juíza Ana Paula Serizawa, e em harmonia com o parecer do Procurador Regional Eleitoral. No entanto, foi indeferido o pedido de afastamento imediato do prefeito, com convocação de novas eleições. Sendo assim, o prefeito e vice ficam no cargo até que sejam julgados todos os recursos. Denúncia Consta da decisão que um programa social municipal denominado "Renda Cidadã (Bolsa Bacurau)", consisiente no pagamento de R$100 por família cadastrada, teria sido usado com propósito eleitoral e em desacordo com a legislação. Ainda conforme o TRE, embora aprovado por Lei Municipal em 2013, só foi executado a partir de dezembro/2015, sem prévia previsão orçamentária e com considerável parte dos pagamentos realizados por meio de cheques entregues pelo Chefe do Executivo diretamente aos beneficiários em reuniões designadas para tal fim.