G1 > Amazonas

    Mais de 70 comunidades e ramais do AM recebem serviços na rede elétrica na BR-174

    Mais de 70 comunidades e ramais do AM recebem serviços na rede elétrica na BR-174


    Linha de média tensão que atende região abrange cerca de 900 km. Comunidades e ramais recebem serviços de melhoria na rede elétrica na BR 174 Divulgação Neste domingo (20) a Eletrobras Distribuição Amazonas realizou serviços de manutenção...


    Linha de média tensão que atende região abrange cerca de 900 km. Comunidades e ramais recebem serviços de melhoria na rede elétrica na BR 174 Divulgação Neste domingo (20) a Eletrobras Distribuição Amazonas realizou serviços de manutenção preventiva, corretiva e emergencial no alimentador Jaraqui 02 (JQ-02), que fornece energia elétrica até o Km 45 da BR 174, e comunidade ribeirinhas do Rio Negro. Receberam os serviços, inclusive, os principais ramais da região, como o Pau Rosa, Cooperativa, Nossa Senhora de Fátima, Chico Mete Macha, além de áreas ribeirinhas como Tupé, Livramento, entre outras. Foram realizados serviços de troca de cruzetas, isoladores, chaves, poda de árvore, limpeza de faixa, entre outros materiais na rede elétrica. O serviço realizado contou com três equipes de manutenção pesada e duas leves de desenergizada. Quatro equipes de manutenção de linha viva energizada e quatro equipes de manutenção de poda de árvore. Também participaram duas equipes de limpeza de faixa. De acordo com o diretor de Operação, Planejamento e Expansão, Marcelo Fadoul, 79 ramais e comunidades ao longo da BR 174 e comunidades ribeirinhas do Rio Negro foram beneficiadas. "A linha de média tensão que atende essa região é extensa e abrange cerca de 900 km, entretanto, continuaremos trabalhando para melhorar a qualidade de energia nessa região", destacou.
    Criança de dois anos e mais oito pessoas são atacadas por morcegos em área ribeirinha, no AM

    Criança de dois anos e mais oito pessoas são atacadas por morcegos em área ribeirinha, no AM


    Vítimas foram transferidas para Manaus e passam por observação. Risco é de contaminação pelo vírus da raiva. Sete pessoas da mesma família foram atacadas no Minpidiaú Divulgação/Semsa Uma criança de dois anos e mais oito pessoas foram...


    Vítimas foram transferidas para Manaus e passam por observação. Risco é de contaminação pelo vírus da raiva. Sete pessoas da mesma família foram atacadas no Minpidiaú Divulgação/Semsa Uma criança de dois anos e mais oito pessoas foram vítimas de ataques de morcegos na comunidade Nova Jerusalém, em uma área ribeirinha, localizada a quase 80 km de Manaus. Após o caso, técnicos da Vigilância em Saúde realizaram ação preventiva na região. Entre as pessoas atacadas, sete estavam na mesma casa. Entre elas, mãe e criança precisaram de tratamento em Manaus e seguem em observação. A secretária municipal de Saúde, em exercício, Adriana Elias comentou o trabalho realizado na região. “A Semsa foi acionada e imediatamente destacou a equipe de Vigilância Epidemiológica para investigação e acompanhamento do caso, confirmando a agressão à criança e à mãe por morcego, em casa, no dia 13. De acordo com relatos da mãe, a criança apresentou, no dia seguinte, febre e dor abdominal. Ambas foram trazidas para Manaus e receberam soro e vacinação na Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado, em Manaus”, informa a secretária. Segundo a investigação epidemiológica, além da mãe e da criança, mais cinco pessoas da família foram agredidas na mesma casa, e outras duas pessoas na mesma comunidade, totalizando nove pessoas agredidas por morcegos. Os profissionais de saúde trouxeram neste sábado (19) para Manaus mais cinco pessoas da família agredida para receberem a vacina mais o soro ou a imunoglobulina. Até o momento, nenhuma delas apresentou sintomas de raiva humana, se caracterizando como casos de atendimento antirrábico devido à agressão por animal silvestre. Identificação Nesta terça-feira (22) o Departamento de Vigilância Ambiental e Epidemiológica (Devae) da Semsa vai enviar outra equipe composta por técnicos para identificar qual a espécie de morcegos hematófagos causou as agressões e o porquê da mudança no comportamento dos animais. Segundo a diretora do Devae, enfermeira Marinélia Ferreira, o trabalho será executado durante a noite, porque envolve captura de morcegos para análise e aplicação de pasta vampiricida para eliminação de colônias remanescentes. “Acreditamos que causas ambientais possam ter provocado a mudança de comportamento dos morcegos, que normalmente se alimentam do sangue de animais como cavalos, bois, galinhas, cães e gatos. O sangue humano é a última opção na alimentação desses indivíduos”, relata Marinélia. Prevenção Todos os morcegos podem carregar o vírus da raiva e, para que ocorra a transmissão, é necessário o contato da saliva com o sangue. Por isso, os morcegos hematófagos, que mordem os animais, são os principais transmissores. Zoonose A raiva é uma doença infecciosa viral aguda que acomete mamíferos, inclusive o homem. É considerada uma zoonose, ou seja, é uma doença que pode ser transmitida dos animais para o homem e caracteriza-se como uma encefalite progressiva e aguda, letal em aproximadamente 100%. É transmitida ao homem pela saliva de animais infectados, principalmente por meio da mordedura, mas também pela arranhadura e/ou lambedura desses animais. A vacinação anual de cães e gatos é uma medida eficaz de prevenção da raiva nesses animais e, consequentemente, da raiva humana.

    Pontos de Manaus ficam sem água após Complexo da Ponta do Ismael paralisar por falta de energia


    Distribuidora atende cerca de 70% da cidade. Eletrobrás trabalha para resolver problema em linha de alta tensão. Responsável pela produção de água tratada e distribuição para cerca de 70% da cidade de Manaus, o Complexo da Ponta do Ismael está...

    Distribuidora atende cerca de 70% da cidade. Eletrobrás trabalha para resolver problema em linha de alta tensão. Responsável pela produção de água tratada e distribuição para cerca de 70% da cidade de Manaus, o Complexo da Ponta do Ismael está paralisado desde as 16h20 deste domingo (20) por falta de energia. Em nota, a concessionária Águas de Manaus confirmou a situação. Segundo a Eletrobras Distribuição Amazonas, houve um problema na linha de alta tensão que fornece energia elétrica para o local. A produção de água precisou ser interrompida, prejudicando o abastecimento na cidade. As equipes da Eletrobras estão trabalhando para normalizar a situação o mais rápido possível. Assim que restabelecida a energia, a Águas de Manaus reiniciará o processo de tratamento e distribuição de água.
    Justiça Itinerante fechou 2018 com mais de 32 mil atendimentos no Amazonas

    Justiça Itinerante fechou 2018 com mais de 32 mil atendimentos no Amazonas


    Projeto atendeu 16 bairros da capital, municípios do interior e aldeias indígenas. ônibus da justiça itinerante rodou por 16 bairros da capital amazonense Divulgação/TJAM O Programa Justiça Itinerante, do Tribunal de Justiça do Amazonas...


    Projeto atendeu 16 bairros da capital, municípios do interior e aldeias indígenas. ônibus da justiça itinerante rodou por 16 bairros da capital amazonense Divulgação/TJAM O Programa Justiça Itinerante, do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), fechou o ano de 2018 com 32.882 atendimentos realizados. Conforme o balanço divulgado pela coordenação do programa, das 7.698 audiências pautadas nas ações itinerantes, 7.136 foram realizadas. Entre elas, 6.771 terminaram com acordo entre as partes. O balanço aponta ainda que, durante as atividades, as equipes do programa realizaram 16.665 atendimentos de orientação jurídica e emitiram 1.102 de pedidos de isenção para emissão gratuita de emissão da 2ª via de certidões. Durante o ano de 2018, a equipe da Justiça Itinerante esteve em 16 bairros da capital (Alvorada, Nova Cidade, Ouro Verde, Cidade de Deus, Parque Dez, Tancredo Neves, Colônia Antônio Aleixo, Educandos, Santo Antônio, Colônia Oliveira Machado, Cidade Nova, Parque Dez, Dom Pedro e Jorge Teixeira) e também no Centro. Além da capital, as ações de atendimento do Justiça Itinerante percorreram municípios do interior, incluindo comunidades indígenas e rurais do Amazonas e de Roraima. Foram atendidas terras da etnia waimiri atroari localizadas na área da rodovia BR-174; comunidades do Careiro Castanho; Presidente Figueiredo (incluindo a área de Balbina); Manacapuru; comunidades Baixo Rio Branco e Baixo Negro, Vila de Moura, Carvoeiro (em Novo Airão, no Amazonas); Remanso e Santa Maria (Roraima); a sede de Barcelos (AM), dentre outras. As atividades nas terras dos waimiri atroari, realizadas a partir do início de 2018, foram resultado de uma parceria firmada entre o TJAM e o Tribunal de Justiça de Roraima. Inédita, a ação tem disponibilizado a expedição de RG, conversão de Rani (Registro de Nascimento Indígena) para registro cível, retificações de documentos, dentre outros serviços que atendem às necessidades da população indígena. Calendário 2019 O Justiça Itinerante já deu início à programação de 2019 e desde o último dia 7 a unidade móvel do programa está posicionada no estacionamento do Fórum Azarias Menescal de Vasconcelos, localizado na avenida Autaz Mirim, bairro Jorge Teixeira, na zona Leste de Manaus. O atendimento no local – que acontece de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h – será ofertado até 1º de fevereiro.
    Homem é atingido por tiro no braço durante briga com vizinho em Manaus

    Homem é atingido por tiro no braço durante briga com vizinho em Manaus


    Familiares relataram que o suspeito é policial militar. Homem aguardava por outra pessoa quando foi agredido e baleado pelo suspeito Rickardo Marques/G1 AM Um homem de 36 anos foi baleado durante uma briga no bairro Nova Esperança, Zona Oeste de...


    Familiares relataram que o suspeito é policial militar. Homem aguardava por outra pessoa quando foi agredido e baleado pelo suspeito Rickardo Marques/G1 AM Um homem de 36 anos foi baleado durante uma briga no bairro Nova Esperança, Zona Oeste de Manaus. Edmar Barbosa de Souza foi atingido no braço e o autor dos disparos, que é vizinho da vítima, fugiu. O suspeito é um policial militar. O caso ocorreu na esquina da Rua Monte Serrat com Nova Aurora, no momento em que Edmar aguardava a chegada de outra pessoa, neste sábado (19). De acordo com Amilton Rodrigues de Souza, pai da vítima, o suspeito chegou ao local de carro e começou a agredir Edmar. "Era umas 8h. Eu estava ajeitando aqui na frente [de casa]. Na hora, ele [vítima] saiu para fazer um serviço e ficou lá na esquina de braços cruzados. Aí o cara desceu aqui de carro e foi pegar ele lá na esquina. Ele parou, abriu a porta do carro - já com a arma na mão - deu um murro no peito, jogou ele no muro, aí botou a arma na cabeça dele. Mandou meu filho suspender a mão e atirou", contou o pai. Ainda segundo o familiar, Edmar voltou para a residência onde mora e pediu ajuda. O disparo atingiu o punho esquerdo do homem, que realiza serviços como pedreiro. Ele foi conduzido ao Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto, onde passou por uma cirurgia e permenece internado. Após o ocorrido, os moradores da região acionaram a polícia, mas o homem que atirou não foi localizado. Familiares da vítima dizem que o suspeito é policial militar e que sentem medo. "Um policial tem que honrar sua farda. Ele não tem que sair pegando uma arma e apontando para qualquer um. Eu estou com medo dele ficar por aí. Medo de ele me ver andando por aí, ou ver qualquer parente meu e fazer algo mais. Já que ele fez isso, ele faz mais", comentou outro familiar, que não quis se identificar. Souza afirmou que registrou boletim de ocorrência no 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e que pretende levar o caso até a Corregedoria-Geral da Polícia Militar. Em nota, a Polícia Militar confirma que o homem é um sargento da coorporação e que acompanha o caso. Confira na íntegra: "Em relação a ocorrência de um disparo de arma de fogo que atingiu um homem no bairro Nova Esperança, Zona Oeste, e que envolve um sargento da corporação, a Polícia Militar informa que acompanha o caso e, se comprovado excesso, adotará as medidas necessárias. O fato foi na manhã deste sábado (18). O sargento envolvido se apresentará, espontaneamente, à Polícia Civil e dará a versão dele sobre os fatos".
    Em 1ª fiscalização do Carnaval de Manaus, órgãos interditam banda irregular na Zona Centro-Sul

    Em 1ª fiscalização do Carnaval de Manaus, órgãos interditam banda irregular na Zona Centro-Sul


    Segundo Corpo de Bombeiros, vistorias serão intensificadas durante período festivo. Fiscalização interditou local que receberia bloco de carnaval, em Manaus Lindemberg Cavalcante/Secom Começaram, neste final de semana, as fiscalizações de...


    Segundo Corpo de Bombeiros, vistorias serão intensificadas durante período festivo. Fiscalização interditou local que receberia bloco de carnaval, em Manaus Lindemberg Cavalcante/Secom Começaram, neste final de semana, as fiscalizações de segurança do Carnaval 2019. Neste sábado (19), órgãos públicos cancelaram um bloco de carnaval que iria ocorrer na avenida Presidente Eurico Gaspar Dutra, no bairro Flores, na Zona Centro-Sul, por falta de licenças dos bombeiros e da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmas). O Corpo de Bombeiros notificou os organizadores pela falta da Declaração de Evento, documento necessário para comprovar que o bloco possui todas as medidas de prevenção contra incêndio e controle de pânico. Os responsáveis estavam iniciando a montagem da festa quando foram abordados. De acordo com o Comandante Geral dos Bombeiros, Coronel Danízio Valente, as vistorias serão intensificadas durante o período festivo. "O Corpo de Bombeiros tem uma constante preocupação com a segurança da população para que as pessoas possam brincar e se divertir com tranquilidade. Aproveitamos o momento para alertar os organizadores de blocos que, em tempo hábil, regularizem seus eventos junto à Diretoria de Atividades Técnicas, a DAT, para assim assegurar a realização dos mesmos", orienta. A fiscalização foi coordenada pela Central Integrada de Fiscalização (CIF) composta pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM), Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Semmas, Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) e Vigilância Sanitária da Prefeitura de Manaus (Visa Manaus), além do Juizado da Infância e da Juventude. As vistorias ocorrerão ao longo do carnaval, seguindo o cronograma das bandas previstas e denúncias de eventos irregulares. Portaria O secretário de segurança, coronel Louismar Bonates, reuniu com organizadores de bandas e blocos de carnaval na semana passada e anunciou que, este ano, os eventos de rua poderão ocorrer até às 0h. Bebidas em garrafas de vidro e alimentos em espetos permanecem proibidos dentro do perímetro dos blocos. Regularização dos eventos Para assegurar a realização dos blocos dentro das normas, os organizadores devem averiguar o atendimento aos requisitos na sede da DAT, que fica na rua Ernani Simão (antiga rua Ipixuna), nº 1298, bairro Cachoeirinha, zona sul, das 8h às 14h em dias úteis ou enviar e-mail para datcbmam193@gmail.com .
    Emissões de certificado de registro de pesca têm aumento de 37% no AM, diz Ipaam

    Emissões de certificado de registro de pesca têm aumento de 37% no AM, diz Ipaam


    Em 2019, trabalho de fiscalização e acompanhamento do setor irão continuar de forma mais intensa. Números de Certificado de Registro de Pesca aumentou em 2018 Ricardo Oliveira/Ipaam O Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) registrou...


    Em 2019, trabalho de fiscalização e acompanhamento do setor irão continuar de forma mais intensa. Números de Certificado de Registro de Pesca aumentou em 2018 Ricardo Oliveira/Ipaam O Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) registrou um aumento na emissão de Certificado de Registro de Pesca (CRP) em 2018, com 81 emissões. O crescimento foi de 37% em relação a 2017, quando o órgão expediu 59 CRPs, segundo informou a Gerência de Controle de Pesca (GECP). De acordo com o presidente do Ipaam, Juliano Valente, o aumento na emissão da CRP ocorreu graças às ações realizadas em parceria com a Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema). “Além das ações, grande parte delas instrutivas, as empresas e pessoas que operam no setor participaram ativamente das atividades durante o ano de 2018”. Em 2019, o trabalho de fiscalização e o acompanhamento do setor irão continuar de forma mais intensa, afirmou Juliano. “Mesmo com esse aumento ainda tem muita gente que desenvolve atividade de forma irregular, sem autorização do órgão responsável e nós iremos combater essa prática”, completou o titular do Ipaam. Autorização A gestora da Gerência de Controle de Pesca (GECP) do Ipaam, Nonata Lopes, informou que todas embarcações, pousadas e hotéis que operam com pesca esportiva ou agência de turismo, lojas que comercializam equipamentos, clubes ou associações que congregam pescadores esportivos devem ter o certificado de registro de pesca. “É por meio desse documento que os empreendimentos e organizações comprovam que estão ambientalmente autorizados a realizar atividades em nosso Estado. Quem não estiver regularizado não poderá continuar realizando qualquer atividade do setor”, disse Nonata. Legislação O Ipaam exige responsabilidade pelo cumprimento da legislação vigente de cada categoria, assim como obedecer as regras de pesca em lugares permitidos, entre outras exigências. “Vale ressaltar que em Unidade de Conservação de uso sustentável é permitido somente a pesca esportiva, assim como em áreas onde foram estabelecidos acordos de pesca permitindo somente a pesca amadora, na modalidade esportiva, ou seja, pesque e solte”, explicou a gestora da Gerência de Controle de Pesca do Ipaam. Para praticar a pesca esportiva nas Unidades de Conservação, a embarcação terá que ter autorização e seguir as regras que constam na CRP. O documento tem validade de um ano. Processo Para se legalizar, o interessado precisa acessar o site do órgão e escolher a categoria GERÊNCIA DE PESCA. Nesta categoria consta uma lista com os documentos necessários para se obter a Certidão. A documentação varia dependendo da atividade que será realizada. Após esse processo, o interessado terá que comparecer à sede do órgão, localizada na avenida Mario Ypiranga, 3.280, Parque Dez de Novembro, zona centro-sul de Manaus. Carteira Mesmo com a embarcação toda legalizada, cada pescador precisa estar em posse da Carteira de Pesca, documento que autoriza a pesca amadora no Estado. A legalização da carteira pode ser feita também através do site do Ipaam. A taxa para emissão da Carteira de Pesca Esportiva na modalidade Pesque e Solte é de R$ 41,21 e da Pesca Recreativa (na qual é permitido a cota de até 5kg de peixe inteiro) é de R$ 57,21.
    Setrab oferece 22 vagas de emprego no AM nesta segunda-feira (21)

    Setrab oferece 22 vagas de emprego no AM nesta segunda-feira (21)


    Confira as oportunidades Vagas de emprego estão disponíveis para moradores do Amazonas Divulgação/PMR A Secretaria de Estado do Trabalho (Setrab), por meio do Sistema Nacional de Empregos (Sine-AM), oferece 22 oportunidades de trabalho nesta...


    Confira as oportunidades Vagas de emprego estão disponíveis para moradores do Amazonas Divulgação/PMR A Secretaria de Estado do Trabalho (Setrab), por meio do Sistema Nacional de Empregos (Sine-AM), oferece 22 oportunidades de trabalho nesta segunda-feira (21). Entre as vagas, cinco são para consultor de venda e três para atendente de balcão. Os interessados devem comparecer, das 8h às 14h, à sede da Setrab, localizada na Galeria +, na avenida Djalma Batista, nº 1.018, (entre o Amazonas Shopping e o Manaus Plaza Shopping), portando documentos pessoais como RG, CPF, PIS, carteira de trabalho e comprovantes de residência e escolaridade. Veja as oportunidades: (1) VAGA: ANALISTA DE RH Escolaridade: Ensino Superior completo (em Administração, Contabilidade, Serviço Social ou Pedagogia) Experiência: 6 meses em CTPS. Obs.: Curso de informática básica, conhecimento na legislação atual, Excel, relações humanas e disponibilidade de horário. (1) VAGA: ASSISTENTE ADMINISTRATIVO Escolaridade: Ensino Superior completo (em Administração, Contabilidade, Serviço Social ou Pedagogia) Experiência: 6 meses em CTPS. Obs.: Conhecimento em informática básica, relações humanas e disponibilidade de horário. (3) VAGA: ATENDENTE DE BALCÃO Escolaridade: Ensino Médio completo. Experiência: 6 meses. Obs.: Proativo, que saiba trabalhar em equipe e com disponibilidade de horário. (1) VAGA: AUXILIAR DE LIMPEZA Escolaridade: Ensino Médio completo. Experiência: 6 meses em CTPS. Obs.: Curso desejável em informática básica, proativo, que saiba trabalhar em equipe e com disponibilidade de horário. (1) VAGA: ELETRICISTA DE VEÍCULOS DE PASSEIO (ELETRICISTA DE INSTALAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES) Escolaridade: Ensino Médio completo. Experiência: 6 meses em CTPS. Obs.: Curso de Eletricista. (1) VAGA: MECÂNICO DE CARRO DE PASSEIO (MECÂNICO DE AUTOMÓVEL) Escolaridade: Ensino Médio completo. Experiência: 6 meses em CTPS. Obs.: Cursos na área. (1) VAGA: PINTOR DE LETREIRO Escolaridade: Ensino Médio completo. Experiência: 6 meses em CTPS. Obs.: Experiência em abrir letras, com disponibilidade de horário. (1) VAGA: CHEFE DE SERVIÇOS DE LIMPEZA (SUPERVISOR DE LIMPEZA) Escolaridade: Ensino Superior incompleto. Experiência: 6 meses em CTPS. Obs.: Proatividade, liderança, disponibilidade de horários, conhecimento em compras, controle de NFS, experiência com relatórios e apresentação de resultados; experiência com gestão de equipe de limpeza será um diferencial. (1) VAGA: ELETRICISTA DE VEÍCULOS PESADOS Escolaridade: Ensino Médio completo. Experiência: 6 meses em CTPS. Obs.: Experiência comprovada em CTPS (ônibus e carreta). (1) VAGA: COSTUREIRO EM GERAL Escolaridade: Ensino Fundamental incompleto. Experiência: 6 meses em CTPS. Obs.: Experiência em máquina industrial overloque, galoneira, elastiqueira, que saiba costurar bolso embutido, zíper, gola careca, manga e uniformes. (1) VAGA: VIGILANTE (PCD) Escolaridade: Ensino Médio completo. Experiência: 6 meses em CTPS. Obs.: Curso de vigilante e com laudo atualizado. (2) VAGA: VENDEDOR Escolaridade: Ensino Médio completo. Experiência: 6 meses em CTPS. Obs.: Disponibilidade de horário. *(1) VAGA: ESTOQUISTA (PCD) * Escolaridade: Ensino Médio completo. Experiência: Sem experiência. Obs.: Comunicativo, proativo e com disponibilidade de horário. (5) VAGA: CONSULTOR DE VENDA Escolaridade: Ensino Superior incompleto (Administração ou Publicidade e Propaganda). Experiência: 6 meses (não obrigatório). Obs.: Com curso de vendas, atendimento ao cliente, informática básica ou avançada, disponibilidade de horário e CNH categoria “A” ou “B”. (1) VAGA: ORIENTADOR DE ESTACIONAMENTO Escolaridade: Ensino Médio completo. Experiência: 6 meses em CTPS. Obs.: Com CNH categoria “B”.
    Sargento da PM é morto com três tiros na cabeça e jogado em igarapé, em Manaus

    Sargento da PM é morto com três tiros na cabeça e jogado em igarapé, em Manaus


    Corpo estava enrolado em uma lona e foi encontrado por populares na manhã deste domingo (20) Corpo foi jogado em igarapé na Nova Cidade, em Manaus Divulgação O corpo do sargento da Polícia Militar, Marco Antônio Benjamin da Silva foi encontrado,...


    Corpo estava enrolado em uma lona e foi encontrado por populares na manhã deste domingo (20) Corpo foi jogado em igarapé na Nova Cidade, em Manaus Divulgação O corpo do sargento da Polícia Militar, Marco Antônio Benjamin da Silva foi encontrado, na manhã deste domingo (20), dentro de um igarapé, no bairro Nova Cidade, Zona Norte de Manaus. Ele foi morto com três tiros na cabeça e estava enrolado em uma lona. Moradores da região acionaram a polícia após sentirem forte odor vindo do local. Policiais militares da 15ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) foram os primeiros a chegarem na ocorrência, por volta de 8h (horário local). A perícia inicial indicou que o sargento foi atingido por três tiros na cabeça. Não há informações sobre quem teria cometido o crime, ainda. A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (Dehs) vai investigar o crime. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) e a esposa do sargento fez o reconhecimento. Por meio de nota, a associação de Sargentos e Sub Tenentes da PM do Amazonas lamentou a morte. "Cobramos que as autorisdades policiais de imediato prenda esses assassinos para que a justiça seja feita".
    Adolescente é apreendido após invadir casa e fazer família refém, em Manaus

    Adolescente é apreendido após invadir casa e fazer família refém, em Manaus


    Segundo a polícia, jovem de 17 anos fugia de um grupo de pessoas para quem deve dinheiro. Adolescente fez família refém no bairro Jorge Teixeira Patrick Marques/G1 Amazonas Um adolescente de 17 anos foi apreendido suspeito de invadir uma casa e...


    Segundo a polícia, jovem de 17 anos fugia de um grupo de pessoas para quem deve dinheiro. Adolescente fez família refém no bairro Jorge Teixeira Patrick Marques/G1 Amazonas Um adolescente de 17 anos foi apreendido suspeito de invadir uma casa e fazer uma família refém, no bairro Jorge Teixeira, Zona Leste de Manaus, na manhã de domingo (20). Segundo a polícia, ele fugia de um grupo de pessoas, quando tentou se proteger na casa e fez a família refém. Ninguém ficou ferido. De acordo com o Sub Comandante do Comando de Policiamento de Área (CPA) Leste, Major Sette, a polícia foi informada que um homem fazia uma família refém, na rua Tambaqui. Equipes de polícia foram ao local, cercaram a casa e iniciaram uma negociação com o adolescente. “A informação que tivemos, até o momento, é que ele fugia de um grupo de pessoas. Em algum momento, houve um disparo. Enquanto ele fugia, ele subiu no telhado da casa. As telhas quebraram e ele caiu. Estava um casal e três crianças no local. Ele pegou o homem como refém”, disse o Major. A polícia chegou e então iniciou uma negociação com o adolescente. Ele estava com uma arma apontada para a cabeça da vítima. “Ele nos contou que estava devendo um grupo de pessoas”, explicou. Depois de cerca de duas horas de negociação, o adolescente largou a arma e se entregou aos policiais. O adolescente foi encaminhado para a Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), para os procedimentos cabíveis. A família feita refém não foi ferida e também foi encaminhada para a delegacia, para prestar depoimento sobre o caso.
    MPE-AM pede flexibilidade de matrículas de vítimas do incêndio no Educandos no sistema público de educação

    MPE-AM pede flexibilidade de matrículas de vítimas do incêndio no Educandos no sistema público de educação


    Seduc e Semed afirmaram que vão tomar medidas para facilitar as inscrições em unidades próximas aos novos endereços das famílias. Matrículas da rede de ensino público já iniciaram em Manaus Divulgação O Ministério Público do Estado do...


    Seduc e Semed afirmaram que vão tomar medidas para facilitar as inscrições em unidades próximas aos novos endereços das famílias. Matrículas da rede de ensino público já iniciaram em Manaus Divulgação O Ministério Público do Estado do Amazonas formalizou nesta semana pedido às secretarias de educação do Estado e do Município para que seja flexibilizada a matrícula dos alunos cujas famílias foram atingidas pelo incêndio ocorrido no dia 17 de dezembro de 2018, no bairro Educandos, Zona Sul de Manaus. O pedido, feito por meio do Grupo de Trabalho criado pelo órgão para monitorar a repercussão da tragédia, visa garantir o direito à educação das vítimas que foram obrigadas a deixar suas casas e, em razão disso, encontram-se residindo longe das escolas onde estavam matriculadas. Em nota, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) informou que matrícula dos alunos afetados pelo incêndio no Educando está assegurada. Os responsáveis podem fazer a reserva de vagas mesmo sem a documentação completa. Segundo a pasta, será informado um prazo para que entreguem a documentação na secretaria escolar. Em caso de dúvidas, os familiares também podem procurar a unidade de ensino mais próxima. Já a Secretaria de Estado de Educação e Qualidade de Ensino (Seduc-AM) informou que irá verificar a melhor maneira de atender a demanda das vítimas do incêndio do Educandos. Em nota, a pasta afirmou ainda que, até o momento, a Central de Matrículas não registrou problemas com os procedimentos de matrículas dos estudantes da região. Caso seja necessário, a Sedu-AM irá flexibilizar o procedimento para garantir acesso ao ensino. O Grupo de Trabalho formado pelo MPE-AM tem monitorado as atividades do Poder Público em favor da vítima dos incêndios, segundo o Promotor de Justiça Márcio Fernando Nogueira Borges de Campos. “Assim que concluirmos o levantamento de informações, o Grupo de Trabalho será reunido para a elaboração do relatório final e fazer eventuais encaminhamentos às Promotorias específicas, dentro de suas áreas de atuação. De nossa parte, vamos permanecer atentos ao resguardo dos direitos e interesses de todos os que foram atingidos pelo trágico evento”, declarou. A equipe foi montada após visita ao local liderada pela Procuradora-Geral de Justiça do Estado do Amazonas, Leda Mara Nascimento Albuquerque, e inclui representantes das áreas de Urbanismo, Meio Ambiente, Infância e Juventude, Saúde, Patrimônio Público, Cidadania e do Gabinete de Assuntos Jurídicos da Procuradoria-Geral. Assim que foi criado, o grupo de trabalho instaurou um procedimento administrativo para acompanhar as medidas adotadas. No dia 22 de dezembro de 2018, o grupo se reuniu com autoridades do município de Manaus, a fim de verificar as medidas adotadas, em especial, o cadastramento das famílias atingidas para verificação de quem se enquadrava para receber o aluguel social. Até sexta-feira, 11 de janeiro de 2019, haviam sido cadastradas 767 famílias, das quais, 546 foram convocadas para receber uma ordem bancária e fazer o cadastro do cartão que habilita ao recebimento do benefício. As famílias que não foram contempladas na primeira convocação estão sendo chamadas para corrigir eventual problema no cadastro, alguma informação faltando ou emissão de documento.
    Motorista que derrubou poste em Manaus disse que trabalhava há 24 horas, segundo testemunhas

    Motorista que derrubou poste em Manaus disse que trabalhava há 24 horas, segundo testemunhas


    Homem trabalha como motorista de aplicativo e relatou a agentes da Eletrobrás que estava há mais de um dia trabalhando sem parar. Ele não se feriu. Acidente aconteceu nas primeiras horas deste domingo (20) Patrick Marques/G1 Amazonas Um carro...


    Homem trabalha como motorista de aplicativo e relatou a agentes da Eletrobrás que estava há mais de um dia trabalhando sem parar. Ele não se feriu. Acidente aconteceu nas primeiras horas deste domingo (20) Patrick Marques/G1 Amazonas Um carro colidiu e derrubou um poste na Avenida do Turismo, bairro Tarumã, Zona Oeste de Manaus, na manhã de domingo (20). Segundo agentes da Eletrobrás Amazonas Energia, o homem, motorista de aplicativo, disse que trabalhava há cerca de 24 horas seguidas e que teria cochilado ao volante quando o acidente aconteceu. O acidente aconteceu durante as primeiras horas do dia. Ainda conforme os agentes, o motorista não sofreu nenhum ferimento. “Ele nos contou que é motorista de aplicativo. Ele trabalhava há 24 horas sem parar, dormiu no volante e acertou o poste”, disse um agente, que preferiu não se identificar. Momentos após conversar com os agentes da Eletrobrás, o motorista entrou em outro carro e foi embora do local do acidente sem prestar mais esclarecimentos. O veículo seguiu na pista, abandonado. Agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans) também estiveram no local para organizar o trânsito, enquanto a Eletrobrás faz a substituição do poste.
    VÍDEOS: JAM2 de sábado, 19 de janeiro de 2019

    VÍDEOS: JAM2 de sábado, 19 de janeiro de 2019


    Assista ao telejornal com notícias do Amazonas. Assista ao telejornal com notícias do...


    Assista ao telejornal com notícias do Amazonas. Assista ao telejornal com notícias do Amazonas.

    Família de mulher morta estrangulada em Manaus relata viagem de vítima dias antes de crime


    Mulher foi encontrada morta na sexta-feira (18). Mulher de 54 anos morre estrangulada em Manaus Familiares e amigos se despediram da autônoma Risoneide Bezerra, de 54 anos, que morreu após ser estrangulada na casa onde morava, na noite desta...

    Mulher foi encontrada morta na sexta-feira (18). Mulher de 54 anos morre estrangulada em Manaus Familiares e amigos se despediram da autônoma Risoneide Bezerra, de 54 anos, que morreu após ser estrangulada na casa onde morava, na noite desta sexta-feira (18) no bairro Novo Aleixo, na Zona Norte de Manaus. Em entrevista ao G1, a família relatou algumas suspeitas sobre a motivação do crime - uma delas seria uma suposta ameaça sofrida pela mulher em dezembro do ano passado. O enterro aconteceu no cemitério São Francisco, na Zona Sul de Manaus. O filho da autônoma, Rodrigo Bezerra, ainda abalado, contou como foi a última semana da mãe e o momento em que a encontrou em casa momentos após ser estrangulada. Risoneide trabalhava com venda de carvão e estava parada nos negócios. Na última semana, o filho afirmou que ela juntou uma quantia de R$ 3 mil para recomeçar as vendas. “De segunda para terça ela conseguiu o dinheiro, que precisava pra comprar o carvão. Na quarta ela viajou para conseguir o carvão em um ramal no km 170 na AM-010. Ela foi e voltou ontem [sexta-feira]. Só que ela não trouxe o carvão e voltou com o dinheiro. Chegou aqui à tarde e me mandou mensagem e eu fui lá, sentei pra conversar com ela, e ela não me passou nada de estranho, porque sempre quando tem um problema ela fala pra mim”, disse. Por volta das 19h Rodrigo saiu da casa com a esposa, e a vítima ficou em casa. Segundo ele, um vizinho afirmou ter visto a mulher na frente da casa por volta das 20h, sem nenhuma movimentação suspeita. “Cheguei umas 20h45 em casa, pedi para a minha mulher abrir o portão, quando eu guardei o carro a minha esposa notou que a porta da casa estava encostada e quando ela entrou deu um grito pedindo pra eu correr, quando eu vi ela tava no chão, acho que já estava sem vida”, relatou. A autônoma foi socorrida pelos familiares e vizinhos e encaminhada ao Hospital e Pronto-Socorro (HPS) Platão Araújo, mas não resistiu aos ferimentos. A causa da morte foi estrangulamento. Suspeitas A família ainda não sabe o que motivou o assassinato, mas afirma que possui suspeitas do crime. Segundo o filho, o ramo de venda de carvão pode ser uma das linhas de suspeita. O filho afirma que o crime deve ter acontecido em um intervalo de tempo muito rápido, e que o celular e a quantia de R$ 3 mil foram levados da casa. “Ela nunca deixava o cadeado [da casa] aberto, ela só abria para quem ela conhecia, então a suspeita é que a pessoa que fez isso conhecia ela. E esse ramo de venda de carvão é muito perigoso, a gente trabalha com muita gente que cresce o olho mesmo em cima das coisas que a gente tem”, disse. Ele relatou, ainda, ameaças sofridas pela vítima. “Em novembro do ano passado ela alugou um quarto da estância dela para um casal de inquilinos, e com 15 dias, mais ou menos, esse rapaz espancou a mulher dele e a minha mãe ouviu e denunciou, chamou a polícia. Minha mãe fez um acordo pra ele ir embora e no outro dia eles pegaram as coisas e se mudaram”, disse o filho. Alguns dias após a mudança, o inquilino retornou pelo menos três vezes na casa da vítima, pedindo o dinheiro do aluguel de volta. “Ele queria o dinheiro de volta e a minha mãe disse que não ia devolver porque era o direito dela, ela tinha alugado o quarto e ele morou lá por quase um mês”, disse. Nas outras duas vezes, o suspeito retornou à casa e aparentava estar embriagado. “Na última vez ele ficou batendo na porta, bêbado, e a minha mãe pegou o celular para ligar para a polícia. Foi então que ele disse: ‘eu vou embora, mas isso não vai ficar assim, a senhora vai me pagar, por bem ou por mal’”, relatou Rodrigo. A família disse que vai apresentar essa versão à equipe de investigação da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). Até então, a polícia afirmou que trabalha com a hipótese de latrocínio.
    Estudo aponta que 60% de áreas de plantio de reserva no AM estão em locais reutilizados por agricultores

    Estudo aponta que 60% de áreas de plantio de reserva no AM estão em locais reutilizados por agricultores


    Trabalho foi feito a partir de imagens de satélites dos últimos 30 anos. Pesquisadora apresenta resultados de estudo para comunitários Bernardo Oliveira/Instituto Mamirauá Um estudo feito pelo Instituto Mamirauá, a partir de imagens de satélite...


    Trabalho foi feito a partir de imagens de satélites dos últimos 30 anos. Pesquisadora apresenta resultados de estudo para comunitários Bernardo Oliveira/Instituto Mamirauá Um estudo feito pelo Instituto Mamirauá, a partir de imagens de satélite dos últimos 30 anos, apontou que 60% das áreas de plantio na Reserva Amanã, estado do Amazonas, estão em locais reutilizados por agricultores. A alta taxa de reutilização diminui o impacto da agricultura sobre a floresta. A pesquisa faz parte do projeto “Mamirauá: Conservação e Uso Sustentável da Biodiversidade em Unidades de Conservação (BioREC) ” do Instituto Mamirauá, realizado com o apoio do Fundo Amazônia, gerido pelo Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES). O projeto coletou informações com os moradores para entender as imagens de satélite em alta resolução utilizadas no trabalho. Realizado desde 2014 e concluído no ano passado, o estudo teve como objetivo entender a dinâmica da agricultura migratória realizada pelas comunidades ribeirinhas da reserva Amanã e como a atividade está alterando a paisagem local e impactando a floresta. “Mesclamos dados em alta resolução de 2014 e 2016 com dados de resolução menor, de bancos de dados mais antigos, que contêm informações dos últimos 30 anos. ”, explica Jéssica dos Santos, geógrafa e pesquisadora do Instituto Mamirauá, unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). Ocupação agrícola A agricultura migratória com corte e queima, realizada há milênios na Amazônia, ainda é a forma mais comum de ocupação agrícola no interior da reserva. A prática inclui a derrubada de parte da vegetação e em seguida a queima dos resíduos extraídos. O fogo “limpa” o local e as cinzas servem como adubo para o solo. A área então é utilizada para cultivo durante três ou quatro anos e, quando os nutrientes do solo estão exauridos, o agricultor migra seu plantio para outro lugar. Segundo o Mamirauá, a alta taxa de reutilização diminui o impacto da agricultura Bernardo Oliveira/Instituto Mamirauá O pedaço de terra que fica para trás entra em um tempo de pousio – período em que a floresta pode se recuperar. Essa vegetação em regeneração é chamada de capoeira. Anos mais tarde, quando o solo está reestabelecido, esse agricultor pode retornar e reutilizar a área. Por meio da pesquisa, descobriu-se que, desde 1988, algo em torno de 6 mil hectares de floresta foram convertidos em áreas agrícolas pelos moradores da reserva Amanã, que foi fundada em 1998 e possui mais de 2,3 milhões de hectares. Esse número está dentro do limite de uso sustentável estabelecido pelo decreto de criação da unidade de conservação. “Notamos que existe um alto retorno às áreas de pousio, o que reduz a pressão sobre as regiões de floresta madura ou vegetação primária”, explica Jéssica. “O tamanho do impacto depende do contexto no qual a agricultura foi realizada. Dependendo de onde é cultivada, ela pode sim ser muito impactante. Por ser migratória, necessita de espaços maiores. O tempo de pousio é importante para que floresta se recupere”, acrescenta. Em locais mais povoados, a disputa por espaços para o plantio é mais intensa e o período de pousio permitido pelos agricultores tende a diminuir. Com menos tempo para se regenerar, todo o sistema fica prejudicado. “Aqui na reserva Amanã, ainda não temos esse contexto. A agricultura ainda não é tão impactante quanto em outros lugares por estarmos falando de uma unidade de conservação e por lá não ter as estruturas que intensificam seu impacto: a densidade populacional é baixa e o plantio ainda é feito de um modo muito tradicional”, explica. Apesar dos resultados positivos, a pesquisadora ressalta a importância de se continuar o monitoramento para que a situação se mantenha dentro da proposta de desenvolvimento sustentável da reserva. “[O monitoramento] ajuda nas ações de extensão do instituto. Assim, descobrimos onde está acontecendo uma expansão maior na agricultura, um menor tempo de pousio, as pessoas utilizando mais áreas de floresta. Isso nos permite pensar em ações de extensão agrícola para essas comunidades”, afirma Jéssica, que é membro do Grupo de Pesquisa em Agricultura Amazônica, Biodiversidade e Manejo Sustentável do Instituto Mamirauá. Comunitário observa imagem utilizada em estudo Bernardo Oliveira/Instituto Mamirauá Outro aspecto importante do trabalho nas duas oficinas foi a devolução dos dados coletados aos ribeirinhos, que participaram do estudo auxiliando a pesquisadora a interpretar as imagens de satélite. “Quando eu devolvo o mapa à comunidade, ela passa a ter outra visão do território dela. Eles já tinham uma visão horizontal e essa ferramenta proporciona agora uma visão vertical, de cima. Com o plano de gestão que está vindo agora, onde vão ser discutidas questões de zoneamento e de uso das áreas, o mapa vai facilitar o processo", disse a geógrafa sobre o plano de gestão que está em desenvolvimento com parceria dos moradores da reserva Amanã. As duas comunidades foram escolhidas para a coleta de dados por estarem situadas em regiões de várzea – áreas de florestas alagáveis que passam parte do ano debaixo da água. Para demonstrar os resultados obtidos e explicar o mapa às comunidades, Jéssica propôs que alguns moradores interpretassem tipos diferentes de plantio – um seria um bananal, outro uma plantação de milho ou mandioca etc. Em seguida, sugeriu que eles se posicionassem em uma representação espacial do ambiente das comunidades. “Eu nunca tinha visto a comunidade de cima. Achei muito legal. ”, conta Cenay da Silva, agricultora de 50 anos que mora na comunidade Várzea Alegre desde que nasceu. “Nós vamos estender o mapa na escola, vai ser muito importante para nós", finalizou.

    Com rombo de quase R$ 3 bi nas contas, Governo do AM vai contingenciar 20% do orçamento


    Secretarias que passarão por intervenção não foram especificadas. O governador do Amazonas, Wilson Lima, afirmou que vai adotar "medidas austeras" para reduzir despesas e diminuir o impacto do déficit orçamentário e dívidas herdadas de governos...

    Secretarias que passarão por intervenção não foram especificadas. O governador do Amazonas, Wilson Lima, afirmou que vai adotar "medidas austeras" para reduzir despesas e diminuir o impacto do déficit orçamentário e dívidas herdadas de governos passados. Segundo ele, o Estado tem um rombo de quase R$ 3 bilhões nas contas. Entre as medidas urgentes, está o contingenciamento da ordem de 20% no orçamento das secretarias, restrições para uso de carros oficiais e de despesas com viagens e diárias. As secretarias que passarão pela intervenção não foram informadas. “Nos reunimos com os secretários para dar um norte de boas práticas e a postura que devemos adotar diante da coisa pública. Secretário não usará carro oficial para ir e voltar para casa e nem resolver assuntos particulares. Os carros do governo serão utilizados somente para atividades do governo”, disse. Wilson disse ainda que pretende, até o fim dos cem dias iniciais de governo, implantar a assinatura digital em todas as secretarias estaduais. Segundo ele, isso deve contribuir para a diminuição de custos, como uso e transporte de papeis entre órgãos.

    Faculdade de Artes da Ufam seleciona modelos para disciplina de Desenho


    Inscrições acontecem a partir do dia 21 de janeiro. A Faculdade de Artes da Ufam (Faartes/Ufam) abre inscrições para pessoas físicas que querem atuar como modelo na disciplina ‘Desenho de Modelo Vivo’ para o curso de Artes Visuais (presencial)....

    Inscrições acontecem a partir do dia 21 de janeiro. A Faculdade de Artes da Ufam (Faartes/Ufam) abre inscrições para pessoas físicas que querem atuar como modelo na disciplina ‘Desenho de Modelo Vivo’ para o curso de Artes Visuais (presencial). Os interessados devem realizar o credenciamento de 21 de janeiro a 01 de fevereiro, das 9h às 12h e de 14h às 17h, na Faartes, 2º andar, setor norte do campus Manaus. Serão selecionadas oito pessoas físicas para desempenharem a atividade no período de março a julho de 2019, em dias e horários a serem indicados, de acordo com o edital em anexo. O perfil para assumir as atribuições de ‘Modelo Vivo’ é o de uma pessoa maior de idade, sem limite máximo da mesma, de ambos os sexos, em dias com suas obrigações legais, com boa expressão corporal e capacidade de sustentar a posição estática por longos períodos de tempo. Após as inscrições, serão realizadas entrevistas com os candidatos de 21 de janeiro a 15 de fevereiro e o resultado será divulgado no dia 18 de fevereiro, no mural da Faartes.
    VÍDEOS: JAM1 de sábado, 19 de janeiro de 2019

    VÍDEOS: JAM1 de sábado, 19 de janeiro de 2019


    Assista ao telejornal com notícias do Amazonas. Assista ao telejornal com notícias do...


    Assista ao telejornal com notícias do Amazonas. Assista ao telejornal com notícias do Amazonas.

    Embarcação naufraga após colisão nas proximidades de porto em Manaus


    Inquérito vai apurar causas do acidente. O Comando do 9º Distrito Naval (Com9ºDN) registrou na sexta-feira (18), por volta das 21h30, um naufrágio de um empurrador nas proximidades do porto de São Raimundo, em Manaus. Antes de naufragar, a...

    Inquérito vai apurar causas do acidente. O Comando do 9º Distrito Naval (Com9ºDN) registrou na sexta-feira (18), por volta das 21h30, um naufrágio de um empurrador nas proximidades do porto de São Raimundo, em Manaus. Antes de naufragar, a embarcação colidiu com um comboio. O empurrador estava atracado no momento da batida. Uma equipe de Inspeção Naval da Capitania Fluvial da Amazônia Ocidental (CFAOC) foi direcionada ao local. Durante a inspeção, foi constatado que não houve vítimas e nem poluição hídrica. Um inquérito será instaurado para apurar as causas, circunstâncias e responsabilidades do acidente.
    Oficina de Teatro, peça e exposição de fuscas antigos acontecem neste fim de semana em Manaus

    Oficina de Teatro, peça e exposição de fuscas antigos acontecem neste fim de semana em Manaus


    Programação tem início neste sábado com a Oficina de Teatro de Rua a partir das 14h. No domingo (20), Largo São Sebastião receberá exposição com mais de 200 fuscas. Divulgação O fim de semana em Manaus contará com programações...


    Programação tem início neste sábado com a Oficina de Teatro de Rua a partir das 14h. No domingo (20), Largo São Sebastião receberá exposição com mais de 200 fuscas. Divulgação O fim de semana em Manaus contará com programações especiais. Promovidos em espaços da Secretaria de Estado de Cultura do Amazonas (SEC), eventos como peça de teatro, oficina e exposição de carros antigos acontecerão neste sábado (19) e domingo (20). O Teatro Américo Alvarez, localizado na Avenida Ramos Ferreira, nº 124, no Centro, receberá a Oficina de Teatro de Rua, com a Espatódea Trupe, no sábado e no domingo. O evento acontecerá das 14h às 17h. O acesso custa R$ 20 e tem classificação livre. A oficina é uma introdução à linguagem do teatro de rua, tendo como base a comédia Dell’arte, suas partituras e construções corporais. O curso é voltado a atores, performers ou estudantes de teatro. Ainda no sábado, a partir das 19h, será apresentada a peça de teatro “Estrangeiro”, no Centro Cultural Usina Chaminé (avenida Lourenço Braga, Centro), com início às 19h e entrada a R$ 10. A classificação é de 14 anos. O espetáculo se passa em um universo surrealista e foi montado de modo a dar liberdade para que o espectador construa a narrativa junto aos performers. A peça é de autoria da Erva Daninha Coletivo de Pesquisa em Artes da Cena. No domingo (20), a partir das 8h, o Largo de São Sebastião recebe uma exposição de fuscas antigos em comemoração ao Dia Nacional do Fusca. De acordo com a organização do evento, integrantes do Fusca Clube Manaus levarão cerca de 200 veículos dos mais variados estilos ao local. O acesso é gratuito.
    Oito pessoas suspeitas de envolvimento em crimes no município de Iranduba são presas, no AM

    Oito pessoas suspeitas de envolvimento em crimes no município de Iranduba são presas, no AM


    Entre os crimes dos suspeitos, polícia aponta tráfico de drogas, roubo, homicídio tentado e latrocínio. Um adolescente foi apreendido. Suspeitos foram apresentados na manhã deste sábado (19) na Delegacia Geral Eliana Nascimento/G1 AM Uma...


    Entre os crimes dos suspeitos, polícia aponta tráfico de drogas, roubo, homicídio tentado e latrocínio. Um adolescente foi apreendido. Suspeitos foram apresentados na manhã deste sábado (19) na Delegacia Geral Eliana Nascimento/G1 AM Uma operação policial no município de Iranduba, distante 27 Km de Manaus, deflagrada nesta quinta-feira (17) resultou na apreensão de oito pessoas suspeitas de envolvimento com o tráfico de drogas, roubo, homicídio tentado e latrocínio. Cinco pessoas foram presas em cumprimento de mandado de prisão e outras três em flagrante. Uma mulher que responde por tráfico de drogas e estava foragida está entre os suspeitos. Um adolescente foi apreendido. A operação “Off Road” foi coordenada pelo delegado-geral Lázaro Ramos e pela delegada Suely Costa, diretora do Departamento de Polícia do Interior (DPI). Durante os cumprimentos dos mandados de prisão, os policiais receberam uma denúncia de que havia um descarregamento de televisores e outros objetos de procedência suspeita em uma casa localizada na Travessa Seis, no município. Na ação policial, um homem deixou os objetos no local e fugiu. “Ontem, realizamos o flagrante dessa quadrilha que estava atacando moradores no sítio, cometendo roubos e conseguimos recuperar grande quantidade de objetos, além do carro roubado, armas e drogas”, explicou a delegada Suely Costa. Durante a operação, foram apreendidos uma arma caseira, sete televisores, dois notebooks, uma caixa de som, celulares, drogas e uma quantia em dinheiro. O material foi levado para a 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) e, ao chegarem na unidade policial, foi constatado um Boletim de Ocorrência (B.O) de um roubo que ocorreu em uma casa, localizada no KM 8 da rodovia estatudal Manoel Urbano. As vítimas reconheceram os objetos. Material apreendido com os suspeitos no município de Iranduba Eliana Nascimento/G1 AM De acordo com o delegado do 31º DIP, Jony Leão, o grupo atuava em diversos crimes no município de Iranduba. “A equipe de investigação identificou que várias pessoas atuavam não só no tráfico de drogas, mas também em acerto de contas oriundos do tráfico. Além disso, atuavam em assaltos, extorsões, e na seleção de menores de idade para cometer crimes. Inclusive, um adolescente foi apreendido”, disse o delegado. Os suspeitos que foram presos em flagrantes devem responder por roubo majorado, tráfico de drogas, associação para o tráfico e serão encaminhados para Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch Reis, na Zona Sul da capital. O grupo que foi preso em cumprimento de mandado de prisão deve seguir para unidades prisionais do Amazonas. O adolescente apreendido, prestou depoimento e foi liberado em seguida.
    Dupla é presa com fuzil, drogas e veículo roubado, na Zona Norte de Manaus

    Dupla é presa com fuzil, drogas e veículo roubado, na Zona Norte de Manaus


    Polícia investiga se armamento apreendido foi utilizado em homicídio no bairro Aparecida na última quarta-feira (16). Suspeitos foram apresentados na manhã deste sábado (19) na Delegacia Geral da Polícia Civil Eliana Nascimento/G1 AM Dois...


    Polícia investiga se armamento apreendido foi utilizado em homicídio no bairro Aparecida na última quarta-feira (16). Suspeitos foram apresentados na manhã deste sábado (19) na Delegacia Geral da Polícia Civil Eliana Nascimento/G1 AM Dois homens de 27 e 24 anos foram presos na tarde desta sexta-feira (18) no conjunto Manoa, na Zona Norte de Manaus. A dupla foi apreendida pela Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv) após 20 dias de investigação. A corporação apreendeu um fuzil, munições para armas de grosso calibre, drogas e um veículo roubado com Bruno Lima de Oliveira e Alexandre Azevedo Costa. O armamento, segundo a Polícia Civil, pode ter sido utilizado no homicídio de um homem na última quarta-feira (16), na Zona Sul de Manaus. Durante as investigações, a equipe da Derfv conseguiu identificar que uma quadrilha, ligada à uma facção criminosa, alugava armamento para que o grupo pudesse cometer roubos na capital. A polícia conseguiu identificar uma residência na Rua Araracruz, no Conjunto Manôa, no bairro Cidade Nova, como o local onde era escondido o armamento. De acordo com o delegado titular da Derfv, Cícero Túlio, as investigações iniciaram após a equipe receber uma informação há 20 dias sobre uma quadrilha especializada em roubos e furtos de veículos que atua em Manaus. “Intensificamos as investigações e conseguimos identificar que essa quadrilha, além de alugar armamentos para que fossem utilizados em roubos na capital, também recebia como parte do pagamento alguns veículos que seriam destinados a uma facção criminosa, para que fossem utilizados em outros delitos de maior gravidade”, explicou o titular. Na ação policial, os suspeitos tentaram fugir mas foram detidos. Dentro da residência, foram encontrados um fuzil 556, 157 munições de 556, 380, 40 e 9 milímetros - além de 891 trouxinhas entre ‘Oxi’ e maconha do tipo “skunk”, uma porção de pasta base, um tablete de maconha e um veículo de modelo Onix sem placas com restrição de roubo. Fuzil apreendido com a dupla pela Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (DERFV) Eliana Nascimento/G1 AM Conforme o delegado, o fuzil apreendido pode ter sido utilizado no homicídio que ocorreu na última quarta-feira (16) no bairro Aparecida, na Zona Sul de Manaus. "As equipes de investigação estão em diligência no sentido de tentar vincular essa situação [apreensão] com aquela do bairro Aparecida. Existem informações e alguns conhecimentos técnicos que nos foram cedidos pelo Instituto de Criminalistíca que apontam que esse fuzil poderia ter sido utilizado no homícidio. Vamos tentar fechar o nosso inquérito para que possamos subsidiar o outro inquérito que esteja em curso que apura essa questão", completou. Questionados sobre a possibilidade levantada pela polícia, os suspeitos se negaram a falar ao G1. A dupla foi presa em flagrante e deve responder por associação criminosa, posse ilegal de arma de fogo de uso restrito, porte ilegal de munição de uso permitido e tráfico de drogas. Após os procedimentos cabíveis, os suspeitos serão encaminhados para Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch Reis, na Zona Sul da capital.
    Mil sacas de carvão ilegal são apreendidas durante operação na BR-174

    Mil sacas de carvão ilegal são apreendidas durante operação na BR-174


    Operação “Águia - Boina Verde” foi deflagrada em toda a capital e região metropolitana. Carvão foi apreendido durante ação do Comando de Policiamento Ambiental da Polícia Militar do Amazonas. Divulgação Um caminhão carregado com mil...


    Operação “Águia - Boina Verde” foi deflagrada em toda a capital e região metropolitana. Carvão foi apreendido durante ação do Comando de Policiamento Ambiental da Polícia Militar do Amazonas. Divulgação Um caminhão carregado com mil sacas de carvão vegetal ilegal foi apreendido na noite desta sexta-feira (18) na BR-174. Segundo o Comando de Policiamento Ambiental da Polícia Militar do Amazonas (CPAMB), o material não estava acompanhado do Documento de Origem Florestal (DOF), exigido para o transporte deste tipo de carga. A apreensão aconteceu durante a operação “Águia - Boina Verde”, deflagrada em toda a capital e região metropolitana. O veículo apreendido pertence a um homem de 33 anos, e estava com aproximadamente 80 metros de carvão (MDC) vegetal, quantidade superior prevista no documento apresentado pelo condutor. Foi verificado também que uma das placas das carretas não constava no DOF, além da falta de Autorização Ambiental para Transporte de Produtos Perigosos. O infrator e o caminhão foram encaminhados para o 19° Distrito Integrado de Polícia (DIP). O Batalhão Ambiental orienta a população que, ao realizar o transporte de produto florestal - carvão ou madeira - sem o DOF ou em desacordo com o documento obtido, o caso configura crime ambiental. Quem é flagrado pode sofrer as penalidades previstas em legislação criminal. Informações e denúncias podem ser feitas diretamente ao BPAmb no (92) 98842-1547 ou diretamente no endereço da unidade, localizada na Vila Olímpica, acesso pela rua Álvaro Maia, Alvorada I.
    Convênio com UEA e Ufam abre 2 mil novas vagas para Programa de Estágio 2019

    Convênio com UEA e Ufam abre 2 mil novas vagas para Programa de Estágio 2019


    Segundo a Prefeitura de Manaus, acordo tem garantia de permanecer mesmo quando ocorrer a troca de prefeito. Acordo foi firmado nesta sexta-feira (18). Divulgação A Prefeitura de Manaus firmou nesta sexta-feira (19) convênio com a Universidade...


    Segundo a Prefeitura de Manaus, acordo tem garantia de permanecer mesmo quando ocorrer a troca de prefeito. Acordo foi firmado nesta sexta-feira (18). Divulgação A Prefeitura de Manaus firmou nesta sexta-feira (19) convênio com a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) para ampliar em até duas mil vagas o Programa de Estágio em 2019 para alunos de cursos de graduação. A parceria foi fechada pelo secretário-chefe da Casa Civil, Arthur Bisneto, juntamente com o secretário Municipal de Administração, Lucas Bandieira, com o reitor da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Cleinaldo Costa, e o vice-reitor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Jacob Cohen. Segundo Bisneto, o convênio de estágio não remunerado foi firmado para ser contínuo, com a garantia de permanecer mesmo quando ocorrer a troca de prefeito. Com o convênio, será possível o ingresso ao estágio obrigatório para aproximadamente dois mil novos alunos de graduação das duas universidades, junto à Prefeitura de Manaus, por meio da Semad, coordenadora do Programa Municipal de Estágio. Como funciona As universidades deverão indicar os alunos participantes, que ficarão sob a orientação de professores orientadores e servidores municipais. A carga horária é de 20 a 30 horas semanais, com contrato de seis meses, prorrogáveis por até dois anos. Os detalhes foram definidos de acordo com as disciplinas de estágio cursadas pelos estudantes e ajustadas pela Supervisão Geral de Estágio da Semad, que deverá alocar os estagiários em setores das secretarias municipais. O convênio com a Ufam tem duração total de cinco anos. São 117 cursos de graduação, que possuem como pré-requisito para conclusão o cumprimento de estágio curricular obrigatório. Na Prefeitura de Manaus, o universitário poderá aliar teoria e prática, conhecendo as particularidades da administração pública. Com a UEA, por meio de Termo de Cooperação Técnica, com vigência também de cinco anos, até 1 mil estudantes poderão desenvolver suas atividades de estágio obrigatório na estrutura municipal. Alunos de 47 cursos devem participar do projeto por meio da parceria firmada.
    Mais de 7,4 mil mulheres vítimas de violência doméstica foram atendidas em 2018 pelo DPE-AM

    Mais de 7,4 mil mulheres vítimas de violência doméstica foram atendidas em 2018 pelo DPE-AM


    Cerca de 30 casos são registrados no órgão diariamente. Atendimentos foram realizados em núcleo especializado do DPE-AM Divulgação A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) atendeu mais de 7,4 mil mulheres vítimas de violência...


    Cerca de 30 casos são registrados no órgão diariamente. Atendimentos foram realizados em núcleo especializado do DPE-AM Divulgação A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) atendeu mais de 7,4 mil mulheres vítimas de violência doméstica em 2018. De acordo com os dados do Núcleo de Atendimento Especializado a Mulheres Vítimas de Violência Doméstica (Naem), a média diária é de mais de 30 atendimentos nas áreas de família, cível, criminal, psicológica e social. O atendimento será centralizado no Naem, que funciona na Avenida Presidente Kennedy, nº 399, bairro Colônia Oliveira Machado, na Zona Sul de Manaus. De acordo com a coordenadora do Núcleo, defensora Pollyana Souza Vieira, a centralização vai facilitar o atendimento, pois a assistida poderá resolver suas demandas em um lugar só. “Antes, a mulher que era atendida na Zona Leste tinha que ser encaminhada depois para o Núcleo de Atendimento Especializado na Zona Sul, onde há o atendimento multidisciplinar”, explicou, ao citar que na unidade da Zona Leste, o atendimento era exclusivo para a área criminal. No mesmo local, o Centro de Referência Especializado no Atendimento à Mulher (CREAM), do governo do Estado, realiza atendimentos para outras informações que não são necessariamente jurídicas.
    Mulher morre após ser estrangulada dentro de casa, em Manaus

    Mulher morre após ser estrangulada dentro de casa, em Manaus


    Polícia investiga suposto latrocínio. Mulher chegou a ser encaminhada ao Hospital Pronto-Socorro Platão Araújo, na Zona Leste de Manaus Rickardo Marques/G1 AM Uma mulher de 54 anos morreu após ser estrangulada na casa onde morava na noite desta...


    Polícia investiga suposto latrocínio. Mulher chegou a ser encaminhada ao Hospital Pronto-Socorro Platão Araújo, na Zona Leste de Manaus Rickardo Marques/G1 AM Uma mulher de 54 anos morreu após ser estrangulada na casa onde morava na noite desta sexta-feira (18) no bairro Novo Aleixo, Zona Norte de Manaus. Objetos pessoais e documentos da vítima não foram encontrados no local e o caso, inicialmente, é investigado como latrocínio. O caso ocorreu na Rua Aurélio Pinheiro. A mulher foi encontrada desacordada dentro de um quarto por um filho e uma vizinha, ao perceberam que o portão da residência estava aberto. Ambos conduziram a vítima até o Hospital e Pronto Socorro Platão Araújo. Porém, ela não resistiu aos ferimentos e morreu após dar entrada na unidade. Uma vizinha, que preferiu não se identificar, relatou que a mulher morava sozinha e que a casa não tinha sinais de arrombamento. A polícia informou que alguns objetos pessoais e documentos da vítima não foram encontrados no local. A hipótese de latrocínio não foi descartada. O caso é investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).
    Ufam lança edital de matrículas para aprovados no PSC 2019

    Ufam lança edital de matrículas para aprovados no PSC 2019


    Alunos terão de 4 a 8 de fevereiro para se inscrever nas unidades em Manaus. Sede da Universidade Federal do Amazonas, em Manaus. Adneison Severiano/G1 AM A Universidade Federal do Amazonas (Ufam) divulgou nesta sexta-feira (18) o Edital de...


    Alunos terão de 4 a 8 de fevereiro para se inscrever nas unidades em Manaus. Sede da Universidade Federal do Amazonas, em Manaus. Adneison Severiano/G1 AM A Universidade Federal do Amazonas (Ufam) divulgou nesta sexta-feira (18) o Edital de Matrícula para os aprovados no Processo Seletivo Contínuo 2019 (PSC). Mais de 1,8 mil novos universitários são aguardados entre os dias 4 e 8 de fevereiro para efetuar a matrícula nos cursos ministrados em Manaus. Para facilitar, a Ufam recomenda que os estudantes acessem o Portal do Calouro entre os dias 22 a 29 de janeiro para informar os dados pessoais necessários para o processo. A matrícula será realizada presencialmente, de acordo com o curso, nos dias, locais e horários indicados no Edital. Os classificados no PSC para as 1.894 vagas serão recebidos no Auditório Eulálio Chaves, localizado no setor Sul do Campus Universitário Senador Arthur Virgílio Filho. A Ufam esclarece que a vaga somente será garantida com o cumprimento de todos os requisitos contidos no edital de matrícula para cada modalidade de inscrição. Para esclarecer dúvidas quanto à documentação necessária para confirmar a matrícula, a Coordenação de Orientação Acadêmica atenderá os interessados, das 8h às 12h e das 13h às 17h, de segunda a sexta-feira, nos telefone 3305-1481.

    Pagamento do ISS Autônomo 2019 é prorrogado até o fim de janeiro, diz Prefeitura de Manaus


    Desconto de 10% no pagamento da cota única foi mantido. Profissionais liberais terão um prazo prorrogado para efetuar o pagamento do Imposto Sobre Serviço (ISS) Autônomo 2019. A Prefeitura de Manaus estendeu a data limite para quitação da cota...

    Desconto de 10% no pagamento da cota única foi mantido. Profissionais liberais terão um prazo prorrogado para efetuar o pagamento do Imposto Sobre Serviço (ISS) Autônomo 2019. A Prefeitura de Manaus estendeu a data limite para quitação da cota única e da primeira parcela até o dia 31 de janeiro. Com isso, o desconto de 10% concedido na primeira opção permanece. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (18). De acordo com a Prefeitura, a mudança ocorre devido um problema na entrega das guias para os contribuintes. Agora, o profissional precisa acessar o portal Manaus Atende para emitir uma nova guia do ISS com o vencimento atualizado. O mesmo processo também pode ser feito nos postos de atendimento dos PACs da capital. Ainda segundo a Prefeitura, a prorrogação é válida apenas para a primeira parcela e cota única do ISS Autônomo 2019. Os pagamentos seguintes ocorrerão conforme o calendário publicado por meio do Decreto nº 4.263, de 11 de janeiro. Os valores podem variar entre os contribuintes de acordo com a escolaridade: R$ 105,40 - Nível Superior: valor correspondente a uma Unidade Fiscal do Município (UFM) por mês; R$ 52,50 - Nível Médio: valor correspondente a 1/2 UFM.

    TJ-AM lança edital com 50 vagas de estágio para estudantes de Direito


    Aprovados receberão bolsa mensal no valor de R$ 800. A partir de segunda-feira (21) estudantes de Direito poderão se inscrever e concorrer a 50 vagas de estágio no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM). Os candidatos devem atender requisitos...

    Aprovados receberão bolsa mensal no valor de R$ 800. A partir de segunda-feira (21) estudantes de Direito poderão se inscrever e concorrer a 50 vagas de estágio no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM). Os candidatos devem atender requisitos mínimos, como rendimento escolar igual ou superior a 7 pontos. Os aprovados receberão bolsa mensal no valor de R$ 800. As informações foram divulgadas nesta sexta-feira (18). De acordo com o Tribunal, os estudantes precisam estar cursando entre 4º e o 8º período do curso em instituições de ensino reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC). Além do processo inicial feito pelo site do TJAM até o dia 12 de fevereiro, os candidatos terão que validar as inscrições presencialmente. A validação será realizada entre os dias 14 e 19 de fevereiro com a apresentação de documentos na Casa da Justiça Des. Paulo Herban Maciel Jacob, situada ao lado da sede do Tribunal. Os interessados também passarão por uma prova de seleção e a data ainda não foi divulgada. Os aprovados cumprirão estágio de 20 horas semanais, no horário de 8h às 12h, receberão bolsa-auxílio mensal no valor de R$ 800, além de auxílio-transporte de R$ 167,20.
    Ipaam flagra extração ilegal de madeira em lago de Iranduba, no AM

    Ipaam flagra extração ilegal de madeira em lago de Iranduba, no AM


    Ainda durante fiscalização, órgão notificou cinco flutuantes no município. Fiscais apreendem madeira extraída ilegalmente em município da região metropolitana de Manaus Divulgação/Ipaam-AM Fiscais do Instituto de Proteção Ambiental do...


    Ainda durante fiscalização, órgão notificou cinco flutuantes no município. Fiscais apreendem madeira extraída ilegalmente em município da região metropolitana de Manaus Divulgação/Ipaam-AM Fiscais do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) flagraram a extração ilegal de madeira no Lago do Catalão, localizado no município de Iranduba (a 25 quilômetros de Manaus). O flagrante é resultado da primeira ação de fiscalização do órgão em 2019, segundo informou a Gerência de Fiscalização Ambiental. Ainda durante a ação de fiscalização, o Ipaam notificou cinco flutuantes no Lago do Janauari, também no município de Iranduba, por não comprovarem o tratamento dos influentes domésticos. Os proprietários desses flutuantes têm um prazo de 30 dias para se regularizarem. A primeira operação ocorreu baseada em denúncias, feitas ao Ipaam, que indicaram que no Lago do Catalão estavam extraindo madeira ilegalmente e que os flutuantes do Janauari estavam mantendo animais silvestres em cativeiro, sendo que essa última não foi comprovada. De acordo com o fiscal do Ipaam, Isaías Pereira, a ação fiscalizadora não tem apenas o apelo de punir os responsáveis. “Nosso objetivo é combater e também orientar os ribeirinhos sobre os crimes ambientais, afim de que cada um se regularize com o Estado, obedecendo às normas que cada atividade exige. Os que não se regularizarem infelizmente não poderão continuar realizando essa atividade”, disse. Cerca de 18 metros cúbicos de madeiras extraídos ilegalmente foram apreendidos pelos fiscais do Ipaam. Além da madeira, que estava em toras e prontas para o transporte, uma motosserra sem documento e outros equipamentos utilizados na extração da madeira foram apreendidos. “Tanto o proprietário da madeira, quando da motosserra foram noticiados e orientados para regularização junto ao órgão. Eles têm 20 dias para se regularizar”, informou o gerente de Fiscalização, Hermógenes Rabelo. Flutuantes Os flutuantes do Lago do Janauari são muito frequentados por turistas, principalmente nos finais de semana. De acordo com os empresários, em média, esses empreendimentos recebem 150 turistas por dia. “Neste caso, atividade esta que é passível de Licenciamento Ambiental tem que seguir as recomendações do Ipaam, na forma de adotar procedimentos adequados de gestão ambiental. O meio ambiente agradece, bem comum de todos”, finalizou Hermógenes.
    Homem morre em tentativa de assalto a restaurante na Zona Leste de Manaus

    Homem morre em tentativa de assalto a restaurante na Zona Leste de Manaus


    Tentativa de assalto aconteceu por volta das 14h na avenida Autaz Mirim. IML remove corpo de homem baleado dentro de restaurante no bairro Tancredo Neves, em Manaus Indiara Bessa/G1 AM Um homem de 26 anos morreu e outros dois foram presos durante uma...


    Tentativa de assalto aconteceu por volta das 14h na avenida Autaz Mirim. IML remove corpo de homem baleado dentro de restaurante no bairro Tancredo Neves, em Manaus Indiara Bessa/G1 AM Um homem de 26 anos morreu e outros dois foram presos durante uma tentativa de assalto a um restaurante na tarde desta sexta-feira (18) em um restaurante no bairro Tancredo Neves, na Zona Leste de Manaus. Segundo a polícia, três homens invadiram o local e um deles foi atingido com um tiro por um homem ainda não identificado. A tentativa de assalto aconteceu por volta das 14h na avenida Autaz Mirim. Segundo a polícia, testemunhas afirmaram que três homens entraram no local e anunciaram o assalto. Um homem que estava no local atirou contra um dos suspeitos. Foram cinco tiros, que atingiram peito, braço, boca e cintura da vítima, que morreu no local. Os dois comparsas fugiram do local mas já foram presos pela Polícia Militar e encaminhados ao 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP). O autor do disparo também fugiu do local e não foi identificado. Segundo o delegado Daniel Leão, plantonista da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), as imagens das câmeras de segurança do restaurante serão solicitadas para ajudar nas investigações. Os funcionários do estabelecimento e parentes da vítima também devem ser encaminhados à sede da delegacia para prestar depoimento. O corpo do homem foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) e o caso vai ser investigado pela DEHS.
    Portaria do Detran-AM determina exigência de ponto biométrico em clínicas médicas e psicológicas

    Portaria do Detran-AM determina exigência de ponto biométrico em clínicas médicas e psicológicas


    Medida acontece três dias após interdição de clínica suspeita de aprovar condutores sem avaliação médica. Nova metodologia de trabalho visa modernizar e ampliar o controle sobre a atividade. Reprodução/Rede Amazônica O Departamento Estadual...


    Medida acontece três dias após interdição de clínica suspeita de aprovar condutores sem avaliação médica. Nova metodologia de trabalho visa modernizar e ampliar o controle sobre a atividade. Reprodução/Rede Amazônica O Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) publicou nesta sexta-feira (18) uma portaria normativa que estabelece regras para o credenciamento e fiscalização de novas clínicas médicas e psicológicas. Entre as novas diretrizes, está a exigência de ponto biométrico para os profissionais clínicos. O documento determina também penalidades como advertência, suspensão e cassação do credenciamento, caso a empresa não cumpra as normas estabelecidas. A portaria acontece dias após o órgão interditar uma clínica que autorizava exames médicos sem a presença de um profissional de saúde. De acordo com o diretor-presidente do Detran-AM, Rodrigo de Sá, a nova metodologia de trabalho visa modernizar e ampliar o controle sobre a atividade. “A resolução do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), que estabelece as atividades das clínicas, deixa algumas lacunas no aspecto da atuação e suas possíveis penalidades. O objetivo da portaria é estabelecer normas claras e bem delineadas com relação ao credenciamento e a forma de atuação dessas clínicas. Nela, nós definimos parâmetros de fiscalização, mas, sobretudo, definimos atos que podem ensejar penalidades de modo a preservar a excelência dos serviços e resguardar a população”, ressaltou Sá. O processo de credenciamento consistirá em uma análise de fatores estruturais, técnicos e profissionais. A clínica só iniciará as atividades após a assinatura do termo de credenciamento. O prazo máximo para o processo será de 150 dias. Novos credenciamentos suspensos Uma outra portaria do Detran-AM, também publicada nesta sexta-feira suspende, provisoriamente, o credenciamento de novas clínicas médicas e psicológicas em Manaus. As clínicas que realizaram solicitação de credenciamento até 31 de dezembro de 2018 têm seus direitos assegurados, ressalvado o cumprimento das exigências legais. As normativas estão de acordo com a Resolução 425/2012 do Contran. “A suspensão do credenciamento em Manaus visa avaliar as clínicas já credenciadas, uma vez que a rede de atendimento foi ampliada no ano passado. É preciso fiscalizar e verificar a atuação para depois pensar em credenciar novas empresas”, acrescentou. Fiscalização O Detran-AM atuará na orientação e com fiscalização no serviço de medicina e de psicologia, tendo como objetivo prevenir e remediar ações em desconformidade com a legislação e normas vigentes, por meio da Gerência Médica e Psicológica da instituição. A medida visa também a realização de estudos técnicos para descrever a demanda necessária, por município, para credenciamento de novas empresas para execução de exames.
    Seis postos são notificados por prática abusiva em preços de combustíveis, em Manaus

    Seis postos são notificados por prática abusiva em preços de combustíveis, em Manaus


    Procon-AM fiscalizou 60 postos da capital nesta semana. Fiscalização do Procon-AM em postos de combustíveis em Manaus Divulgação/Procon-AM Seis postos de Manaus foram notificados durante fiscalização do Programa de Proteção e Orientação do...


    Procon-AM fiscalizou 60 postos da capital nesta semana. Fiscalização do Procon-AM em postos de combustíveis em Manaus Divulgação/Procon-AM Seis postos de Manaus foram notificados durante fiscalização do Programa de Proteção e Orientação do Consumidor (Procon-AM). Segundo o órgão, eles devem apresentar justificativa por elevar sem justa causa o preço dos combustíveis. Outros 54 postos da capital estão em fase de análise das notas fiscais para que sejam tomadas as medidas cabíveis a cada caso. A fiscalização foi realizada entre a quarta (16) e esta sexta-feira (18). Durante pesquisa de preços praticados nos 60 postos visitados, os menores valores das gasolinas comum e aditivada estão no Posto São Jorge, localizado no bairro Raiz, zona Sul (R$ 3,37). O etanol mais barato é vendido no valor de R$ 3,25, no Posto Nossa Senhora Aparecida, localizado na avenida Nathan Xavier, bairro Novo Aleixo, zona norte. O diesel comum mais em conta está no Posto Mucuripe, da avenida Rodrigo Otávio, bairro Japiim, zona sul, comercializado a R$ 3,39. Já o diesel S10 mais barato é comercializado no Posto Santa Rosa, da avenida Carvalho Leal, bairro Cachoeirinha, zona sula, por R$ 3,48. Os preços mais elevados da gasolina comum foram encontrados em 38 postos, com o preço de R$ 4,39. Um posto comercializa a versão aditivada por R$ 4,79. Outros sete vendem o etanol a R$ 3,59 e um vende o diesel comum por R$ 3,79 e R$ 3,89 na versão S10.
    Motoristas de app protestam em Manaus contra alta do preço do combustível

    Motoristas de app protestam em Manaus contra alta do preço do combustível


    Trechos da Avenida Djalma Batista ficaram engarrafados durante ato. Ato causou engarrafamento na Avenida Djalma Batista, em Manaus Indiara Bessa/G1 AM Um grupo de motoristas de transporte por aplicativo realizou uma manifestação na tarde desta...


    Trechos da Avenida Djalma Batista ficaram engarrafados durante ato. Ato causou engarrafamento na Avenida Djalma Batista, em Manaus Indiara Bessa/G1 AM Um grupo de motoristas de transporte por aplicativo realizou uma manifestação na tarde desta sexta-feira (18) na avenida Djalma Batista, na Zona Centro-Sul de Manaus. A categoria protestou contra o aumento no preço do combustível. Os motoristas se reuniram a partir das 16h na rua Belém, e foram até a avenida Djalma Batista, onde bloquearam duas faixas da via no sentido Centro/Bairro. Uma faixa ficou liberada para o trânsito dos veículos. Segundo o representante dos motoristas, Alexandre Matias, o grupo reivindicou a falta de fiscalização do governo quanto ao aumento do preço do combustível em Manaus. "O objetivo é sinalizar para o governo que as agências regulamentadoras responsáveis por fiscalizar o abuso nos preço não estão tomando providências sobre o aumento do valor dos combustíveis", afirmou. Matias afirmou que pelo menos 360 motoristas estavam reunidos no protesto. "Já é a sétima manifestação que nós fazemos a respeito disso. Toda vez que nos manifestamos eles abaixam o preço, então é como se nós estivéssemos fazendo o trabalho das agência regulamentadoras", disse o representante. A Polícia Militar e o Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) estiveram no local durante o protesto. O grupo afirmou que deve seguir até a avenida do Samba, no bairro Dom Pedro, para conversar com outras lideranças de motoristas por aplicativo.
    Não sabe o que fazer em Manaus no Carnaval? Veja lista de blocos e bandas

    Não sabe o que fazer em Manaus no Carnaval? Veja lista de blocos e bandas


    Capital amazonense terá quase dois meses de festas. Diversas bandas devem animar o carnaval de Manaus Ingrid Anne/Divulgação Os tamborins já estão a todo vapor para o Carnaval. Em Manaus, a programação se estende por quase dois meses, de...


    Capital amazonense terá quase dois meses de festas. Diversas bandas devem animar o carnaval de Manaus Ingrid Anne/Divulgação Os tamborins já estão a todo vapor para o Carnaval. Em Manaus, a programação se estende por quase dois meses, de janeiro até o início de março. Ainda não sabe o que vai ter na capital? Veja a lista preparada pelo G1: Janeiro 18/01 Lançamento Bloco da Tereza - Espaço Cultural Curupira Mãe do Mato Tira Ressaca do Bloco do Imperador - CDCC do Coroado 19/01 Banda da Andrea Brasil - Rua José Clemente, Centro Bloco dos Cornos - Avenida das Torres 20/01 Esquenta Bloco dos Infiéis - Rua Evangelista Braw 26/01 Bailinho do Sabadin - Cincinato, na Rua Portugal, Eldorado 02/02 Bloco Leva Eu - Sambódromo Carnaindie - Nina Bar Petiscaria – R. Monsenhor Coutinho, 267; 09/02 Baile do Hawaii - Tropical Hotel 10/02 Bloco dos Camisa Preta - Rua José Clemente, Centro; 16/02 Bloco do Pirão - Praia da Lua; 23/02 Banda da Bica - Rua 10 de Julho, Centro Bloquinho Megazord - Rua Rio Javari, Vieiralves; 24/02 Banda do Boulevard - Avenida Álvaro Maia 02/03 Manaus Fantasy 2019 Carnatrance - Amazonas Dragway, Estrada Manoel Urbano; 03/03 Bloco das Piranhas - Sambódromo Bloco do Eu Sozinho - Clube dos Oficiais da PM

    Abertura do 5º Miss Plus Size Amazonas acontece neste sábado (19), em Manaus


    Final do concurso acontece em julho deste ano. O Les Artistes Café Teatro será palco da abertura da 5ª edição do concurso Miss Plus Size Amazonas. O evento, que acontecerá neste sábado (19) a partir das 19h, dará início à preparação para a...

    Final do concurso acontece em julho deste ano. O Les Artistes Café Teatro será palco da abertura da 5ª edição do concurso Miss Plus Size Amazonas. O evento, que acontecerá neste sábado (19) a partir das 19h, dará início à preparação para a grande final, que acontecerá no mês de julho deste ano. As 28 candidatas inscritas no concurso receberão faixas representando pontos turísticos de Manaus, cidades do interior do Estado e, ainda, patrocinadores do evento. O cronograma do período de preparação para a grande final inclui atividades como book fotográfico, aula de passarela, passeios nos pontos turísticos da cidade, entre outras atividades. A ganhadora da faixa Miss Pluz Sine Amazonas 2019 representará o estado na 2ª edição do Miss Brasil Plus Eco, que será realizado em Manaus, no mês de agosto, com 26 candidatas que estarão representando cada estado do Brasil.

    Justiça Federal condena ex-prefeito de Canutama a devolver R$ 35 mil em ação de improbidade administrativa


    Prefeito também foi condenado a perder a função pública e ter os direitos políticos suspensos por cinco anos. A Justiça Federal condenou um ex-prefeito do município de Canutama, a 619 km de Manaus, por desvio de recursos federais de convênio...

    Prefeito também foi condenado a perder a função pública e ter os direitos políticos suspensos por cinco anos. A Justiça Federal condenou um ex-prefeito do município de Canutama, a 619 km de Manaus, por desvio de recursos federais de convênio formado com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa). De acordo com o órgão, Raimundo Rodrigues Amorim teria desviado um valor de R$ 70 mil para a construção de um sistema de abastecimento de água. Do valor total, a gestão do ex-prefeito é responsável por R$ 35 mil. O G1 tentou contato com o ex-prefeito, mas não obteve sucesso até o fechamento desta. A denúncia foi feita pelo Ministério Público Federal (MPF-AM). Os recursos necessários para a implementação do sistema foram orçados em R$ 73,5 mil, sendo R$ 3,5 mil de contrapartida da Prefeitura Municipal de Canutama, e R$ 70 mil de repasses da União, que foram liberados em duas parcelas de R$ 35 mil. Em 2009, o Ministério Público ajuizou uma ação civil pública por improbidade administrativa, onde destacou que, embora os recursos federais referentes ao convênio tenham sido repassados ao município em 2000, ainda na gestão do prefeito anterior, a vigência do convênio foi até 2001 - já no mandato de Amorim, a quem competia a prestação de contas. De acordo com a ação, “a prestação de contas é uma obrigação crucial, devendo ser prioridade no final de exercício de qualquer administrador público”. Por conta disso, o ex-prefeito teria a obrigação de prestar as contas referentes à metade do valor do convênio, ou seja, um valor de R$ 35 mil - valor que o réu teria à disposição no seu mandato. Um relatório de fiscalização da Funasa, em 2003 (dois anos após o encerramento do convênio) apontou que as obras do sistema de abastecimento de água sequer foram iniciadas. A sentença judicial destacou, ainda, que o objeto do convênio era apenas a execução de um poço artesiano com caixa d’água metálica em uma comunidade da área rural, uma obra relativamente simples, que não demandaria tanto tempo para ser executada. Com a ausência da prestação de contas, a decisão da Justiça Federal aponta que “não se pode precisar, até mesmo, se os recursos foram ou não aplicados regularmente, estando patente o dando ao erário e a necessidade de devolução de recursos recebidos em sua gestão”. O ex-prefeito foi condenado a devolver o valor de R$ 35 mil, correspondente ao recurso disponível na sua gestão que não teve a aplicação correta comprovada. O valor deverá ser atualizado com juros e correção monetária. Além da restituição, a condenação de Amorim inclui a perda da função pública e a suspensão dos direitos políticos pelo prazo de cinco anos.
    Operação contra tráfico de drogas na Zona Oeste de Manaus prende 17 pessoas e apreende um adolescente

    Operação contra tráfico de drogas na Zona Oeste de Manaus prende 17 pessoas e apreende um adolescente


    Operação 'Laborum Meta' foi deflagrada nas primeiras horas desta sexta-feira (18) no bairro Compensa, na Zona Oeste de Manaus. 17 pessoas presas e um adolescente de 15 anos foram apresentados na manhã desta sexta-feira (18) Eliana Nascimento/G1...


    Operação 'Laborum Meta' foi deflagrada nas primeiras horas desta sexta-feira (18) no bairro Compensa, na Zona Oeste de Manaus. 17 pessoas presas e um adolescente de 15 anos foram apresentados na manhã desta sexta-feira (18) Eliana Nascimento/G1 AM Uma operação policial realizada na manhã desta sexta-feira (18) no bairro Compensa, na Zona Oeste de Manaus, em combate ao tráfico de drogas, resultou na prisão de 17 pessoas e na apreensão de um adolescente de 15 anos. Além de drogas e objetos roubados, a polícia apreendeu um bote de metal, 85 veículos, munições e armas de fogo. A ação - nomeada "Laborum Meta" pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) - contou com mais de 400 servidores. De acordo com o titular da paste, Coronel Louismar Bonates, alguns condenados e outros com mandados de prisão foram capturados durante a operação. Além disso, foram apreendidas 12 armas de fogo, 53 munições, 5 Kg de drogas, 600 trouxinhas, 85 veículos, quatro motores de popa, quatro motores de rabeta e um bote de metal. "O material seria vendido nas proximidades da área em que realizamos a ação. O setor de inteligência está fazendo um levantamento para comprovar os dados e já nos preparar para as próximas operações", disse. Material apreendido com os suspeitos pela polícia Eliana Nascimento/G1 AM Ainda conforme o secretário, o bairro da Compensa foi escolhido para a operação por conta da intensa venda de drogas na região, além dos elevados números de mortes em decorrência da "guerra do tráfico". Do total de prisões, 12 pessoas foram detidas em cumprimento de mandado de prisão por crimes de homicídio qualificado, roubo majorado, tráfico de drogas, maus tratos no âmbito do Estatuto da Criança e Adolescente (ECA), e devem seguir direto para unidades prisionais do Estado. Outras quatro pessoas foram presas em flagrante por tráfico de drogas, receptação e posse ilegal de arma de fogo de uso restrito. Elas devem ser encaminhadas para Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch Reis, na Zona Sul da capital. Além disso, um adolescente de 15 anos foi apreendido por ato infracional análogo ao crime de receptação, e será encaminhado à Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai) para os procedimentos cabíveis. Durante as apreensões, conforme a polícia, três pessoas foram conduzidas à base do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) para serem ouvidas. Segundo o delegado-geral da Polícia Civil do Estado, Lázaro Ramos, outras operações em combate ao tráfico de drogas na capital serão realizadas nos próximos dias. “O bairro que apresentar maior necessidade de operação será nosso alvo. Para combater o crime organizado, nós temos que combater exatamente onde está o prejuízo - que é a venda da droga. Isso é um impacto muito grande para esses grupos organizados”, finalizou.