G1 > Alagoas

    Acusado de duplo homicídio em Arapiraca, AL, é condenado a 12 anos de prisão

    Acusado de duplo homicídio em Arapiraca, AL, é condenado a 12 anos de prisão


    Giliard Ferreira da Silva cometeu o crime em 2015. Cumprimento da pena será em regime inicialmente fechado. Giliard Ferreira da Silva foi condenado a 12 anos de prisão por matar dois rapazes em Arapiraca, Alagoas, em 2015 Divulgação/Polícia...


    Giliard Ferreira da Silva cometeu o crime em 2015. Cumprimento da pena será em regime inicialmente fechado. Giliard Ferreira da Silva foi condenado a 12 anos de prisão por matar dois rapazes em Arapiraca, Alagoas, em 2015 Divulgação/Polícia Civil Um homem acusado de duplo homicídio em Arapiraca, no Agreste de Alagoas, foi condenado nesta sexta-feira (25) a 12 anos de prisão. De acordo com o Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL), Giliard Ferreira da Silva é responsável pela morte de dois rapazes em janeiro de 2015. O julgamento foi realizado no Fórum do município, presidido pelo juiz Jandir de Barros Carvalho. A pena deve ser cumprida em regime inicialmente fechado. O crime foi registrado no dia 5 de janeiro de 2015, no bairro Primavera. Giliard foi contratado para matar Lucas Tavares dos Santos e Jeferson Ferreira dos Santos. Segundo a polícia, o homem que encomendou o crime disse em depoimento, à época, que as vítimas haviam tentado matá-lo anteriormente. Na sentença proferida nesta sexta, o juiz condena Giliard por homicídio qualificado por motivo torpe e pelo uso de recurso que impossibilitou a defesa das vítimas. “A conduta do réu se demonstrou altamente reprovável, por ter o mesmo agido de forma demasiadamente agressiva, haja vista o excessivo número de disparos feitos contra as vítimas”, diz o magistrado na decisão. O réu já tem duas passagens anteriores pela polícia. A primeira, em 2012, por roubo, e em 2014, por porte ilegal de arma de fogo. Veja mais notícias da região no G1 Alagoas
    Empresa de ônibus de Arapiraca, Alagoas, reduz frota por falta de combustível

    Empresa de ônibus de Arapiraca, Alagoas, reduz frota por falta de combustível


    Segundo a SMTT, redução foi de 30%. Falta de diesel é provocada pela greve dos caminhoneiros. Viação de Arapiraca, Alagoas, reduziu frota de ônibus em 30% por falta de combustível Divulgação/SMTT Arapiraca Uma das empresas que fazem o...


    Segundo a SMTT, redução foi de 30%. Falta de diesel é provocada pela greve dos caminhoneiros. Viação de Arapiraca, Alagoas, reduziu frota de ônibus em 30% por falta de combustível Divulgação/SMTT Arapiraca Uma das empresas que fazem o transporte urbano de passageiros em Arapiraca, no Agreste de Alagoas, reduziu a frota em 30%, nesta sexta-feira (25), por causa do baixo estoque de diesel. O problema, segundo a prefeitura de Arapiraca, é causado pela greve dos caminhoneiros, que já dura quatro dias no estado. Em Maceió, a redução foi de 10%. De acordo com a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), a empresa que realizou a redução foi a Real Arapiraca. A queda no número de coletivos afeta a população das comunidades Vila Bananeiras, Povoado Pau D’Arco e Sítio Capim, todos na zona rural do município, e o Residencial Agreste, na área urbana. “A empresa nos informou que dos três ônibus que circulavam nas quatro comunidades, apenas dois estarão cumprindo o itinerário, devido ao baixo estoque do combustível nos postos da empresa”, afirma o gerente de transportes da SMTT de Arapiraca, Ailton Pereira. A empresa Real Arapiraca informou ainda que o estoque disponível atualmente só deve durar até o próximo domingo (27), caso a greve permaneça e não seja realizado o reabastecimento. As demais empresas que atendem na cidade estão com estoque reduzido, mas continuam operando com 100% dos veículos. No caso da RM Viação, o combustível estocado deve abastecer a frota por mais 12 dias. No caso das empresas Mãe Salvador e São Judas Tadeu Turismo, o abastecimento é externo e depende do estoque do fornecedor. Veja mais notícias da região no G1 Alagoas
    VÍDEOS: AL TV 1ª Edição de sexta-feira, 25 de maio

    VÍDEOS: AL TV 1ª Edição de sexta-feira, 25 de maio


    Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de Alagoas. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de...


    Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de Alagoas. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de Alagoas.
    Ambulantes protestam contra ação da prefeitura na Feirinha do Jacintinho

    Ambulantes protestam contra ação da prefeitura na Feirinha do Jacintinho


    Manifestantes bloquearam a principal via do bairro, em Maceió; trânsito já foi normalizado. Fiscais da prefeitura haviam recolhido carrinhos e mercadorias de ambulantes. Manifestantes bloquearam a principal do Jacintinho, em Maceió, em protesto...


    Manifestantes bloquearam a principal via do bairro, em Maceió; trânsito já foi normalizado. Fiscais da prefeitura haviam recolhido carrinhos e mercadorias de ambulantes. Manifestantes bloquearam a principal do Jacintinho, em Maceió, em protesto contra ação da prefeitura Nildo Lopez/TV Gazeta Ambulantes da Feirinha do Jacintinho, em Maceió, fizeram um protesto nesta sexta-feira (25) contra uma ação de reordenamento realizada pela prefeitura da capital. Eles chegaram a bloquear a principal via do bairro, que já foi liberada. De acordo com o Batalhão de Polícia de Eventos (BPE), o protesto começou por volta do meio-dia, e terminou cerca de uma hora depois. O trânsito na Rua Cleto Campelo foi bloqueado pelos manifestantes, que atearam fogo em pneus e pedaços de madeira. Ainda segundo o BPE, os ambulantes protestavam contra uma operação realizada pela Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs). Os fiscais recolheram carrinhos e produtos que estavam sendo comercializados no local. O Gerenciamento de Crises foi acionado para controlar a situação. A reportagem tentou contato com a assessoria de comunicação da secretaria para pegar mais informações sobre a ação, e qual era o objetivo dela, mas não conseguiu. Ambulantes reclamavam com fiscais durante ação de fiscalização Nildo Lopez/TV Gazeta Produtos e carrinhos de ambulantes foram apreendidos Nildo Lopez/TV Gazeta Trânsito na Rua Cleto Campelo foi bloqueado por manifestantes Nildo Lopez/TV Gazeta Veja mais da região no G1 Alagoas

    Criança de 7 anos é atropelada na rodovia AL-220, em Palmeira dos Índios


    Motorista fugiu do local do acidente. A criança foi levada para UPA. Um menino de sete anos foi atropelado por uma picape às margens da rodovia AL-220 na cidade de Palmeira dos Índios, no Agreste do estado, na manhã desta sexta-feira (25). Segundo a...

    Motorista fugiu do local do acidente. A criança foi levada para UPA. Um menino de sete anos foi atropelado por uma picape às margens da rodovia AL-220 na cidade de Palmeira dos Índios, no Agreste do estado, na manhã desta sexta-feira (25). Segundo a polícia, o motorista fugiu do local do acidente. A ocorrência foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros, que informou que a criança levou uma pancada na cabeça e teve uma fratura na perna direita. Os policiais do 10º Batalhão de Polícia foram acionados e fizeram buscas pela região para encontrar o motorista da picape, mas ele não foi localizado. A criança foi levada para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município. Veja mais notícias da região no G1 Alagoas
    Mulher é presa com 3 kg de skank em Arapiraca, no Agreste de Alagoas

    Mulher é presa com 3 kg de skank em Arapiraca, no Agreste de Alagoas


    Prisão foi realizada em uma casa de classe média nesta sexta (25). A droga é um tipo de maconha com alto valor de mercado. Skank foi apreendido em residência em Arapiraca, no Agreste de Alagoas; uma mulher foi presa Divulgação/PC-AL Uma mulher...


    Prisão foi realizada em uma casa de classe média nesta sexta (25). A droga é um tipo de maconha com alto valor de mercado. Skank foi apreendido em residência em Arapiraca, no Agreste de Alagoas; uma mulher foi presa Divulgação/PC-AL Uma mulher foi presa nesta sexta-feira (25) em Arapiraca, no Agreste de Alagoas, com 3 kg de skank, que é um tipo de maconha com alto valor de mercado. De acordo com a polícia, a droga veio de São Paulo. A presa foi identificada como Isis Gomes Pereira, 27. Ela foi encontrada em uma casa de classe média no bairro Brasília. Ainda segundo a polícia, as investigações que levaram à prisão de Isis duraram 30 dias. O companheiro dela, que também é suspeito de envolvimento no caso, não foi encontrado e é considerado foragido. A ação envolveu as equipes da 4ª Delegacia Regional de Arapiraca (4ª DRP), 62º e 63º Distritos Policiais, além de militares do Batalhão de Policiamento de Eventos (BPE). Veja mais notícias da região no G1 Alagoas
    Aeroporto de Alagoas não tem mais combustível, diz Infraero

    Aeroporto de Alagoas não tem mais combustível, diz Infraero


    Informação foi confirmada no início da tarde. Só decolam as aeronaves que já estiverem abastecidas e só pousam as que tiverem combustível para seguir viagem. Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares Jonathan Lins/G1 O Aeroporto Internacional...


    Informação foi confirmada no início da tarde. Só decolam as aeronaves que já estiverem abastecidas e só pousam as que tiverem combustível para seguir viagem. Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares Jonathan Lins/G1 O Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares, em Alagoas, não tem mais combustível. A informação foi confirmada nesta sexta-feira (25) pela assessoria de comunicação da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). O problema é reflexo da greve dos caminhoneiros, que bloqueiam rodovias em todo o Brasil, desde a segunda-feira (20), por conta das altas no preço do diesel. Ao menos 11 aeroportos brasileiros estão sem combustível nesta sexta. De acordo com as informações repassadas, em Alagoas somente irão decolar as aeronaves que já estiveram abastecidas, e somente poderão pousar aquelas que tiverem combustível suficiente para seguir viagem. Na manhã desta sexta-feira, passageiros foram impedidos de embarcar em um voo da Latam que seguia de Alagoas para o Rio de Janeiro, sob a alegação de que a aeronave não dispunha de combustível suficiente para transportar os passageiros e as bagagens. Além disso, um voo que seria operado pela Azul de Alagoas para Pernambuco foi cancelado. Na quinta (24), um relatório da Infraero apontava situação crítica de falta de combustível no Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares e em outros seis pelo país. Veja mais notícias da região no G1 Alagoas
    Ao menos 11 aeroportos estão sem combustível nesta sexta-feira

    Ao menos 11 aeroportos estão sem combustível nesta sexta-feira


    Nas capitais, falta querosene de aviação em Brasília, Palmas, Vitória, Goiânia, Recife e Maceió. Ao menos 11 aeroportos brasileiros estão sem combustível nesta sexta-feira (25). Entre os administrados pela Infraero, o querosene de aviação...


    Nas capitais, falta querosene de aviação em Brasília, Palmas, Vitória, Goiânia, Recife e Maceió. Ao menos 11 aeroportos brasileiros estão sem combustível nesta sexta-feira (25). Entre os administrados pela Infraero, o querosene de aviação acabou em 10 deles, de acordo com estimativas da estatal feita às 13h. O aeroporto de Brasília, que é privado, também está combustível. Com a greve dos caminhoneiros, esses aeroportos não receberam querosene de aviação e terão suas operações prejudicadas. ACOMPANHE A SITUAÇÃO DA GREVE EM TEMPO REAL Vista aéres do aeroporto de Brasília Bento Viana/Inframérica Veja a lista dos aeroportos onde acabou o combustível: Brasília (DF) Carajás (PA) Goiânia (GO) Ilhéus (BA) Juazeiro do Norte (CE) Maceió (AL) Palmas (TO) Recife (PE) São José dos Campos (SP) Uberlândia (MG) Vitória (ES) Problemas de abastecimento O desabastecimento decorre da greve dos caminhoneiros, que estão parados desde segunda-feira (21) por conta das altas no preço do diesel. Manifestações ocorrem em todos os estados do país nesta sexta, apesar do acordo firmado entre representantes da categoria e o governo federal na noite de quinta. A falta de combustível tem causado prejuízos aos voos. No, DF 9 voos foram cancelados. No Recife, foram 8 voos até as 11h (acompanhe a situação atualizada no terminal). A recomendação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) é que de os passageiros com voos marcados para os próximos dias consultem as empresas aéreas antes de se deslocarem para os aeroportos. As empresas aéreas adotaram um plano de contingência, que prevê a remarcação de voos sem custos, dependendo da empresa. Veja a situação entre empresas aéreas. Initial plugin text
    Ministra Cármen Lúcia se reúne em Maceió com presidentes dos TJs

    Ministra Cármen Lúcia se reúne em Maceió com presidentes dos TJs


    Encontro foi realizado na manhã desta sexta, com 21 Tribunais de Justiça representados. Entre os assuntos em pauta, está a Semana Nacional pela Paz em Casa. Presdiente do STF, Cármem Lúcia, se reúne com presidentes de TJs do país Gilberto...


    Encontro foi realizado na manhã desta sexta, com 21 Tribunais de Justiça representados. Entre os assuntos em pauta, está a Semana Nacional pela Paz em Casa. Presdiente do STF, Cármem Lúcia, se reúne com presidentes de TJs do país Gilberto Farias/ Gazeta de Alagoas A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministra Cármen Lúcia, se reuniu em Maceió, na manhã desta sexta-feira (25), com presidentes de Tribunais de Justiça de 21 estados brasileiros. A ministra e os demais juízes estão na capital alagoana para participar do XXIII Congresso Brasileiro de Magistrados. No encontro desta manhã, o Tribunal de Justiça de Alagoas foi representado pela desembargadora Elizabeth Carvalho, já que o presidente do TJ-AL, Otávio Praxedes, exerce interinamente a função de governador do Estado durante o período de férias do Renan Filho (MDB). Entre os assuntos pautados para a reunião, está a Semana da Justiça pela Paz em Casa. Na oportunidade, a ministra pediu a cooperação dos juizes e respectivas comarcas para intensificar os julgamentos de processos relacionados à violência doméstica. A imprensa não pôde acompanhar o encontro, que foi aberto apenas para registro de imagens. Os demais assuntos da reunião não foram divulgados. Também não foi informado quais os Tribunais de Justiça estão presentes, apenas o número de participantes. 21 Tribunais de Justiça estão representados na reunião com a ministra Andréa Resende/ G1 Veja mais notícias da região no G1 Alagoas
    Desmatamento da Mata Atlântica em Alagoas cresce 2.243%, aponta pesquisa

    Desmatamento da Mata Atlântica em Alagoas cresce 2.243%, aponta pesquisa


    Entre 2015 e 2016 foram desmatados 11 hectares; já entre 2016 e 2017, foram 259 hectares. Desmatamento da Mata Atlêntica cresce em Alagoas, diz estudo Patrulha Ambiental da Brigada Militar/Divulgação Um levantamento realizado pela Fundação SOS...


    Entre 2015 e 2016 foram desmatados 11 hectares; já entre 2016 e 2017, foram 259 hectares. Desmatamento da Mata Atlêntica cresce em Alagoas, diz estudo Patrulha Ambiental da Brigada Militar/Divulgação Um levantamento realizado pela Fundação SOS Mata Atlântica e Instituto de Pesquisas Espaciais (INPE) revelou que o desmatamento da Mata Atlântica aumentou em 2.243% em Alagoas. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (25). De acordo com o Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica, entre os anos de 2015 e 2016 foram desflorestados 11 hectares da mata em todo o estado. Já entre 2016 e 2017 houve desmatamento de 259 hectares. Segundo o estudo, no período de 2016 a 2017 houve uma redução de 56,8% em relação ao ano anterior na taxa de desmatamento da floresta nativa, presente em 17 estados brasileiros. Alagoas está entre os seis estados com resultados negativos, porém, com menor percentual, ficando em 8º lugar no ranking dos estados desmatadores. Os outros com aumento nos números são: Goiás, Paraíba, Pernambuco, Rio de Janeiro e Sergipe. O levamento aponta que os estados que apresentaram queda no desmatamento foram Bahia, Ceará, Espírito Santo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Piaui, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. Veja mais notícias da região no G1 Alagoas

    Justiça proíbe bloqueio de entrada e saída de veículos do Porto de Maceió


    Motoristas de aplicativos de transporte particular de passageiros e mototaxistas bloqueiam o local desde quinta (24), em protesto contra a alta do preço dos combustíveis. Oficial de justiça e PMs negociam retirada dos caminhoneiros do Porto de...

    Motoristas de aplicativos de transporte particular de passageiros e mototaxistas bloqueiam o local desde quinta (24), em protesto contra a alta do preço dos combustíveis. Oficial de justiça e PMs negociam retirada dos caminhoneiros do Porto de Maceió Uma decisão judicial desta sexta-feira (25) proíbe qualquer tipo de interdição da entrada e saída do Porto de Maceió, em Jaraguá. Motoristas de aplicativos de transporte particular de passageiros e mototaxistas bloqueiam a passagem no local desde o final da tarde de quinta (24). O processo é uma ação contra o Movimento Unificado de Motoristas Caminhoneiros e de Aplicativos de Transporte Urbano, impetrada pela administração do Porto. Os manifestantes passaram a noite no Porto. Por causa do bloqueio, uma grande fila de veículos de carga se formou na Avenida Industrial Cícero Toledo, à espera de entrar para descarregar. Após negociação com a equipe de Gerenciamento de Crises da Polícia Militar, os manifestantes decidiram liberar a passagem de caminhões carregados de alimentos perecíveis. Já os que estão carregados de outros produtos serão liberados a cada uma hora, exceto os de combustível, que permanecerão sem passagem. “A gente não está obstruindo a via totalmente, é uma obstrução parcial, estamos até deixando os carros pequenos passarem. Negociamos algumas passagens, mas o bloqueio continua, mesmo com decisão judicial”, afirmou Cristiano Cavalcante, representante dos motoristas de aplicativos de Maceió. De acordo com a decisão do juiz Luciano Andrade de Souza, da 7ª Vara Cível da Capital, "tais fatos são suficientes para demonstrar também o perigo de dano ou o risco ao resultado útil do processo, eis que o autor corre o risco de ver seu bem deteriorado, bem como a paralisação das atividades portuária, o que acarretará em prejuízos irreparáveis”. Na ação, o Porto de Maceió fundamentou que o local costuma ser invadido por movimentos sociais e sindicais, ocasionando diversos prejuízos a toda a sociedade. De acordo com a administração portuária, a obstrução do acesso ao órgão implica na paralisação do abastecimento de combustíveis, bem como na impossibilidade das empresas desenvolverem suas atividades. Em todo o estado há interdições em ao menos 4 trechos em BRs e 3 em rodovias estaduais contra os aumentos no preço dos combustíveis nesta sexta-feira (25), mesmo após o acordo entre representantes dos caminhoneiros e ministros para que o protesto fosse suspensos. Veja mais notícias da região no G1 Alagoas

    Voluntário em igreja de Coqueiro Seco, AL, é condenado por estupro de criança


    Cícero Jorge Mendes também foi condenado por aliciamento de menores e produção de imagens pornográficas. Crime aconteceu em julho de 2017. Um homem que fazia trabalho voluntário como obreiro auxiliar de uma igreja evangélica de Coqueiro Seco,...

    Cícero Jorge Mendes também foi condenado por aliciamento de menores e produção de imagens pornográficas. Crime aconteceu em julho de 2017. Um homem que fazia trabalho voluntário como obreiro auxiliar de uma igreja evangélica de Coqueiro Seco, região Metropolitana de Maceió, foi condenado a 21 anos e oito meses de prisão por produção de imagem pornográfica de crianças, aliciamento de menores e estupro de uma menina de 10 anos. A decisão, do juiz Bruno Araújo Massoud, da Comarca de Santa Luzia do Norte, foi divulgada nesta sexta-feira (25). De acordo com a acusação, Cícero Jorge Mendes, conhecido como “irmão Jorginho”, levou duas meninas para um ensaio de um conjunto de louvor da igreja em julho de 2017 e lá pediu que elas fossem ao banheiro e tirassem fotos de suas genitálias. Uma menina de dez anos chegou a tirar a foto, a outra fugiu. Na semana seguinte, Cícero pediu que a menina tirasse mais fotos e a apalpou. Segundo denúncia do Ministério Público do Estado de Alagoas (MP-AL), o obreiro levava três meninas para o ensaio todas as terças-feiras e as obrigava a assistir vídeos pornográficos em seu celular. À época, quando ele foi preso, foram encontradas fotos da vítima expondo a genitália em seu celular. Porém, ele alegou que a criança pediu o celular para jogar, e que não sabia das fotos. “Moro próximo à casa da família dela, e sempre os convidava para ir ao culto. Se eu soubesse que ela pegaria o celular para tirar fotos no banheiro, não teria dado”, disse. A defesa chegou a alegar que a mãe e o padrasto de uma das crianças elaboraram um plano incriminador contra ele. Mas, para o magistrado, essa tese não tem sustentação. “As vítimas apresentam a mesma narrativa e elucidam, com clareza, a conduta do réu em fornecer seu celular, nos dias de culto, para que vissem vídeos pornográficos [...]. Os depoimentos se mostram sólidos e coerentes e não há razões para desconsiderá-los”, diz a decisão de Massoud. Veja mais notícias da região no G1 Alagoas
    FMAC lista arraiais de bairros selecionados para os festejos juninos de Maceió

    FMAC lista arraiais de bairros selecionados para os festejos juninos de Maceió


    De acordo a chamada, cada projeto de arraial receberá uma ajuda de custo no valor de R$ 6.000,00. FMAC divulga resultado de atrações musicais e arraiais de bairro para o são João em Maceió 2018 Felipe Brasil / Gazeta de Alagoas A Fundação...


    De acordo a chamada, cada projeto de arraial receberá uma ajuda de custo no valor de R$ 6.000,00. FMAC divulga resultado de atrações musicais e arraiais de bairro para o são João em Maceió 2018 Felipe Brasil / Gazeta de Alagoas A Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC) divulgou na manhã desta sexta-feira (25) os de arraiais de bairros selecionados para os festejos juninos de 2018 em Maceió. Confira os resultado completo nas páginas 16 e 17 do Diário Oficial do Estado (DOE). De acordo a chamada, cada projeto de arraiais receberá uma ajuda de custo no valor de R$ 6.000,00. Já os trios, bandas de forró e forrock receberão valores entre R$ 3.000,00 a R$ 8.000,00 pelas apresentações. A fundação também divulgou as atrações musicais que foram habilitadas para o período. Ao todo foram 32 trios de forró, 32 bandas de forró e nove bandas de Forrock para atuar nos festejos juninos de 2018. Veja mais notícias da região no G1 Alagoas
    VÍDEOS: Bom Dia Alagoas de sexta-feira, 25 de maio

    VÍDEOS: Bom Dia Alagoas de sexta-feira, 25 de maio


    Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de Alagoas. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de...


    Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de Alagoas. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de Alagoas.
    Passageiros dizem que não puderam embarcar de AL para RJ por falta de combustível em aeronave

    Passageiros dizem que não puderam embarcar de AL para RJ por falta de combustível em aeronave


    Advogada diz que avião da Latam decolou apenas com parte dos passageiros, sob alegação de que combustível não era suficiente para todos. Outro voo, feito pela Azul de AL para PE, foi cancelado. Guichê da Latam, no Aeroporto Internacional Zumbi...


    Advogada diz que avião da Latam decolou apenas com parte dos passageiros, sob alegação de que combustível não era suficiente para todos. Outro voo, feito pela Azul de AL para PE, foi cancelado. Guichê da Latam, no Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares, em Alagoas Celina Crisóstomo/Arquivo pessoal Passageiros de um voo da Latam, que decolou de Alagoas para o Rio de Janeiro no início da manhã desta sexta-feira (25), dizem que não puderam embarcar por falta de combustível. Um outro voo, que seria operado pela Azul de Alagoas para Pernambuco, foi cancelado nesta manhã. Na quinta (24), um relatório da Infraero apontava situação crítica de falta de combustível no Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares e em outros seis pelo país. O problema é reflexo da greve dos caminhoneiros, que bloqueiam rodovias em todo o Brasil. Segundo o relato dos passageiros, a aeronave decolou, mas 18 pessoas ficaram para trás, sob a alegação de que o combustível disponível não seria suficiente para transportar o número total de passageiros e as bagagens. “Quem chegou primeiro embarcou. Depois de um determinado número, ninguém mais poderia ir. Ficamos minha família e outras pessoas. Fomos transferidos para um voo da Avianca, previsto para sair às 12h30. Esperamos que agora dê certo”, contou ao G1 a advogada Telma Crisóstomo, 53. Por meio de nota, a Latam informou que, "passageiros com partidas, chegadas ou conexões domésticas programadas para hoje nos aeroportos de Brasília, Confins, Goiânia, Maceió e Uberlândia podem alterar seus voos sem a cobrança de taxa de remarcação e das diferenças tarifárias da passagem para nova data, sem multas". Veja a íntegra da nota da LATAM A LATAM Airlines Brasil informa que, devido às restrições de abastecimento de combustível provocadas pela greve dos caminhoneiros, avalia com atenção os possíveis impactos desta contingência nos aeroportos e em sua operação aérea. Para minimizar impactos, os passageiros com partidas, chegadas ou conexões domésticas programadas para hoje nos aeroportos de Brasília, Confins, Goiânia, Maceió e Uberlândia podem alterar seus voos sem a cobrança de taxa de remarcação e das diferenças tarifárias da passagem para nova data, sem multas. A companhia flexibilizará suas regras até que a situação seja normalizada. Os passageiros podem entrar em contato com a Central de Vendas, Informações, Fidelidade e Serviços (4002-5700 nas capitais ou 0300-570- 5700 nas demais localidades do Brasil) ou procurar uma loja da companhia. Veja mais notícias da região no G1 Alagoas
    Homem é preso com 3 kg de cocaína no bairro do Jacintinho, em Maceió

    Homem é preso com 3 kg de cocaína no bairro do Jacintinho, em Maceió


    Além da droga, Wesly Eustáquio Nascimento dos Santos, 23, ainda estava com uma balança de precisão, dois celulares e R$ 30 em especie. Complexo de Delegacias Especializadas (CODE) Jonathan Lins/G1 Um homem foi preso com três quilos de cocaína na...


    Além da droga, Wesly Eustáquio Nascimento dos Santos, 23, ainda estava com uma balança de precisão, dois celulares e R$ 30 em especie. Complexo de Delegacias Especializadas (CODE) Jonathan Lins/G1 Um homem foi preso com três quilos de cocaína na noite de quinta-feira (24) no bairro do Jacintinho, em Maceió. De acordo com informações do relatório do Centro Integrado de Operações da Segurança Pública (Ciosp), militares do Batalhão de Polícia de Eventos estavam fazendo rondas na região quando abordou Wesly Eustáquio Nascimento dos Santos, 23. Com o suspeito foi encontrado a cocaína, uma balança de precisão, dois celulares e R$ 30. Santos foi encaminhado para ao Complexo de Delegacias Especializadas (Code), em Mangabeiras, onde foi autuado por tráfico de drogas. Veja mais notícias da região no G1 Alagoas
    Homem é preso após tentar furtar prédio da Secretaria de Transporte, em Maceió

    Homem é preso após tentar furtar prédio da Secretaria de Transporte, em Maceió


    José Souza da Silva, 19, estava tentando furtar um aparelho de ar-condicionado do local. Homem preso por tentar furtar Secretaria de Transporte foi encaminhado para o Code na madrugada desta sexta-feira (25) Jonathan Lins/G1 Um homem foi preso em...


    José Souza da Silva, 19, estava tentando furtar um aparelho de ar-condicionado do local. Homem preso por tentar furtar Secretaria de Transporte foi encaminhado para o Code na madrugada desta sexta-feira (25) Jonathan Lins/G1 Um homem foi preso em flagrante durante a madrugada desta sexta-feira (25) tentando furtar um aparelho de ar-condicionado da Secretaria de Estado de Transporte e Desenvolvimento (Setrand), no centro de Maceió. De acordo com o relatório do Centro Integrado de Operações da Segurança Pública (Ciosp), policiais do 1º Batalhão de Polícia Militar (1ºBPM) foram acionados para dar apoio a Polícia Civil. No local, quando os militares foram prender José Souza da Silva, 19, ele caiu e acabou machucando a costela. Ainda segundo o relatório, o suspeito é morador de rua, natural de Jaboatão dos Guararapes, em Pernambuco. Ele foi socorrido e encaminhado para um hospital particular no bairro do Farol. Após atendimento médico, ele foi encaminhado para ao Complexo de Delegacias Especializadas (Code), em Mangabeiras, e autuado por furto qualificado. Veja mais notícias da região no G1 Alagoas

    Homem é morto durante troca de tiros com a polícia no bairro do Benedito Bentes, em Maceió


    Suspeito foi encaminhado ao HGE, mas não resistiu aos ferimentos. Ação ocorreu na Grota do Paredão. Um homem morreu durante uma troca de tiros com a polícia na noite de quinta-feira (24) na Grota do Paredão, no Benedito Bentes, em Maceió. De...

    Suspeito foi encaminhado ao HGE, mas não resistiu aos ferimentos. Ação ocorreu na Grota do Paredão. Um homem morreu durante uma troca de tiros com a polícia na noite de quinta-feira (24) na Grota do Paredão, no Benedito Bentes, em Maceió. De acordo com informações do relatório do Centro Integrado de Operações da Segurança Pública (Ciosp), policiais do Batalhão de Radiopatrulha (BPRp) estavam fazendo rondas na região quando um homem não identificado viu os militares começou a atirar. Os policiais atiraram contra o suspeito que foi atingido com um tiro. Ele foi socorrido ainda com vida ao Hospital Geral do Estado (HGE), no Trapiche, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade. A arma encontrada com o suspeito foi uma espingarda calibre 12 com três munições, que foi entregue na Delegacia de Homicídios (DH). Veja mais notícias da região no G1 Alagoas
    Mesmo com acordo, caminhoneiros mantêm protesto em rodovias de Alagoas

    Mesmo com acordo, caminhoneiros mantêm protesto em rodovias de Alagoas


    Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), há interdições em ao menos 4 trechos em BRs e 3 em rodovias estaduais. Caminhoneiros e transportadores complementares protestam em BRs e rodovias em Alagoas Mesmo após o acordo entre representantes dos...


    Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), há interdições em ao menos 4 trechos em BRs e 3 em rodovias estaduais. Caminhoneiros e transportadores complementares protestam em BRs e rodovias em Alagoas Mesmo após o acordo entre representantes dos caminhoneiros e ministros para que a paralisação da categoria fosse suspensa, os caminhoneiros seguem bloqueando as rodovias federais e estaduais em Alagoas nesta sexta-feira (25). Há interdições em ao menos 4 trechos em BRs e 3 em rodovias estaduais. A entrada do Porto de Maceió também está bloqueada. À reportagem do G1, o representante da categoria disse que os caminhoeiros não querem aceitar o acordo e que ainda não há previsão para liberação das rodovias. "Esse acordo não é satisfatório, não há previsão para liberação. Eles não disseram quanto isso vai diminuir na bomba, qual será a real redução", afirma Valdir Kummer. Veja os principais reflexos da paralisação no estado: Transporte público À reportagem do G1, o Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros (Sinturb) informou que nesta sexta-feira (25), a empresa Real Alagoas precisou reduzir a frota de Maceió em 10%, fora do horário de pico para que não afete o serviço aos passageiros. Em Arapiraca, a mesma empresa reduziu a frota em 30%, segundo a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) do Município. A redução se deu porque a empresa recebeu a informação do Porto de Maceió que acabou o diesel S-10. As empresas, Cidade de Maceió, São Francisco e Veleiro, não precisaram ainda reduzir suas frotas. Limpeza urbana O serviço de limpeza urbana de Maceió foi reduzido em 30% a partir desde quinta-feira (24). De acordo com a Superintendência Municipal de Limpeza Urbana (Slum), o motivo é o desabastecimento de diesel, provocado pela paralisação dos caminhoneiros, que já dura 3 dias em Alagoas. Postos de combustível Já há desabastecimento nos postos de combustíveis em Maragogi e Japaratinga, no Litoral Norte; em Porto Calvo, na região Norte; e em União dos Palmares e São José da Laje, na Zona da Mata. Alguns postos de Maceió falta gasolina comum. Ceasa De acordo com o presidente da Associação dos Supermercados de Alagoas, Raimundo Barreto, a situação ainda está sob controle e que os estoques da maioria dos supemercados dura cerca de quatro dias. Faltam alguns produtos, mas em pequena escala. "Já começou a faltar produtos hortifrutigranjeiros, que são perecíveis e por isso não há armazenamento", afirma. Aeroporto O Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares, em Alagoas, não tem mais combustível, segundo informou nesta sexta a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). No início da manhã, a Azul confirmou o cancelamento de um voo que sairia de Alagoas para Pernambuco por causa da falta de combustíveis em decorrência do protesto. Clientes da Latam relataram que não puderam embarcar em um voo que iria de Alagoas para o Rio de Janeiro. A aeronave decolou apenas com parte dos passageiros, sob alegação porque não havia combustível suficiente para todos. Porto de Maceió Motoristas de aplicativos de transporte particular de passageiros bloqueiam a entrada do Porto de Maceió, em Jaraguá, desde o final da tarde de quinta (24). Mas uma decisão judicial foi expedida nesta quinta proibindo qualquer tipo de interdição da entrada e saída do local. O processo é uma ação contra o Movimento Unificado de Motoristas Caminhoneiros e de Aplicativos de Transporte Urbano, impetrada pela administração do Porto. Condutores de vans bloqueiam BR-316 em Santana do Ipanema Ascom/PRF Confira os trechos bloqueados em Alagoas BR-101, entre Messias e Rio Largo - bloqueada parcialmente desde terça (22). Até quinta, eram aproximadamente 500 caminhões na pista e mais uns 140 estacionados em um posto de combustíveis, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF). BR-316, em Palmeira dos Índios - bloqueada parcialmente desde quarta (23). A PRF e os caminhoneiros não informaram a situação neste trecho. BR-316, em Santana do Ipanema. A PRF disse que os caminhoneiros saíram da rodovia, mas os condutores de vans seguem bloqueando este trecho. AL-220, entre São José da Tapera e Olho D'Água das Flores - bloqueada parcialmente desde quinta (24) por caminhoneiros e motoristas de van estão no local parando veículos de carga. O Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) não tem informação do protesto. AL-220, entre Limoeiro de Anadia e Arapiraca - bloqueada parcialmente desde quinta. Pipeiros e motoristas de vans que fazem transporte complementar de passageiros bloqueiam parcialmente a pista. O Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) não tem informação do protesto. AL-130, em Pão de Açúcar - bloqueada parcialmente desde quinta. Pipeiros e motoristas de vans que fazem transporte complementar de passageiros estão no local parando veículos de carga. O Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) não tem informação do protesto. Veja mais notícias da região no G1 Alagoas
    Confira a agenda cultural para Alagoas de sexta-feira (25) a domingo (27)

    Confira a agenda cultural para Alagoas de sexta-feira (25) a domingo (27)


    Lista preparada pelo G1 traz atrações para todos os gostos e bolsos. Confira a agenda cultural para o fim de semana em Alagoas Sexta-feira (25) Shows Alceu, Elba e Geraldo trazem o show "O Grande Encontro", para Fortaleza. Livio...


    Lista preparada pelo G1 traz atrações para todos os gostos e bolsos. Confira a agenda cultural para o fim de semana em Alagoas Sexta-feira (25) Shows Alceu, Elba e Geraldo trazem o show "O Grande Encontro", para Fortaleza. Livio Campos/Divulgação O município de Arapiraca vai ser palco do show Grande Encontro, com Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo. O evento vai acontecer às 23h, no Arapiraca Garden Shopping. Pontos de venda em Arapiraca: Via G (Centro), Clube Melissa (Arapiraca Garden Shopping) e AcessoVip. Em Maceió é no AcessoVip Maceió (Unicompra Farol e Parque Shopping). Informações: (82) 9 9943-0909. O 9º Arraiá By Jéssica, uma das festas mais tradicionais de Maceió, na Pink Elephant! Com Mô Fio e Forrozão Relíquias. O evento é fechado e, para isso, ingressos e informações só pelo contato 99981-3102. Rafa e Pipo Marques Márcio Reis /Ag Haack Às 23h vai ter show de Rafa e Pipo Marques, no Maikai Show Bar, na Jatiúca. Interessados podem comprar ingressos no Acesso Vip (Unicompra Farol e Parque Shopping) e no Viva Alagoas (Maceió Shopping). Informações: 3305-4400 Festas Surubex Divulgação O The Place promove às 23h a festa Surubex, que promete te proporcionar uma noite diferente de todas as outras que você já viu. Vão ter jogos como o darkroom e o passa beijo. Além disso, a consultora sexual Milka Freitas irá responder no palco em uma rodada de perguntas. Quem faz aniversário entre os dias 20 até 27 de maio não paga. Para os demais, os ingressos variam de preço a depender do lote. Na hora vai custar R$ 25. Vendas Chilli Beans (Maceió Shopping). A festa Só Vem promete agitar o público da Match nesta sexta às 23h30. Vai ter Pagolada, DJ BrunoV e Dj Lelo Albuquerque. Lista feminina disponível no App [Match Maceió]. Informações: (82) 98857-1684. A boate Joy Club vai estar toda romântica para quem quer encontrar um “mozão” para passar o dia dos namorados. Ingressos variam de preço a depender do lote e na hora vai custar R$ 25. Além dos Djs vai ter shots, competição do melhor beijo, adesivos do beija ou passa e barraca do beijo. Sábado (26) Shows Orlandinho Farra Instagram/Reprodução Orlandinho Farra e Banda vão tocar às 23h na Joy Club. Também vai ter o som eletrônico do DJ Guga e os DJs residentes. São dois ambientes simultâneos. A pista custa R$ 20. Já o preço do lounge varia de R$ 40 a R$ 70. O público pode conseguir entrada com desconto pelo App da Joy Club. Informações 82 99996-3880. Neste sábado tem mais roda de samba na Choparia Maikai Praia com os Intocáveis do Pagode, Bruninho Albuquerque e Tobias Chagas. É a partir das 15h45. Informações: (82) 3305-4400 A pista do Ibiza Club vai ter muito forró com a Embrazando na Fogueira: o Arraiá. Vai ter Diogo Aguiar, Túlio Evaristo, Khloe Klassy, Andrew e Frenons. O evento acontece às 23h. Aniversariantes dos dias 25, 26 e 27 têm entrada free. Basta levar RG e apresentar no local. O ingressos custam R$15 (online) e, na hora, R$ 25. Festas Make u sweet Rafael Nicolau Com 10 horas de duração, a festa Puta Farra vai ferver o Café de La Music neste sábado. A principal atração é o trio de DJs da Make U Sweat formada por Pedro Almeida, Dudu Linhares e Guga Guizelini. O evento começa às 17h. Os ingressos custam R$ 87,99 e podem ser comprados na internet (clique aqui para ter acesso). Amantes da balada também vão poder curtir neste sábado, às 23h, o Baile da Gritoo com o melhor do Funk, eletro e músicas brasileiras. Além disso, vai ter um jogo bem legal com a medusa. Vendas na Chilli Beans ou pelo site da Sympla. Os ingressos variam de R$ 15 a R$ 25 a depender do lote. A festa Cool da Bey vai homenagear a cantora Beyoncéno Rex Jazz Bar. Além de oferecer uma estrutura pop, o objetivo da festa é arrecadar doações para ajudar as ONGs que cuidam de animais. A entrada custa R$5 mais 1kg de alimento não perecível ou ração de gato ou cachorro. Mostra Studio Cyssa Ananias se apresenta em mostra de dança João Erisson Maceió recebe neste sábado a 6ª Mostra Internacional de Danças Étnicas por Cyssa Ananias. O evento acontece às 18h, no Teatro Deodoro. No sábado, o ingresso custa R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia). Quem quiser comprar antecipadamente, a entrada custa R$ 25. Eles estão sendo vendidos na loja Artigus da Rainha, no Centro; Bilheteria do Teatro Deodoro e também no Studio Cyssa Ananias, que fica na Travessa Itatiaia, 52, Farol. Informações: (82) 9.8893.2665 Domingo (27) Shows Cazuadinha Divulgação O primeiro Forrozin da Cazuadinha vai agitar o Espaço Armazém, em Jaraguá. Vai ter o lançamento do primeiro CD de forró para criançada de Alagoas, o Trabum Zanfon Sian. O arrasta pé dos pequenos começará às 15h e terá brincadeiras juninas e também uma super atração: a quadrilha Amanhecer do Sertão. Na praça de alimentação do Forrozin, muita pamonha, canjica, pipoca e algodão doce para repor as energias da garotada, dos papais e das vovós. Segundo lote: R$ 40 (meia) e R$ 80 (inteira). Criança, acompanhante da criança, estudantes, professores, maiores de 60 anos e portadores de necessidades especiais pagam meia. Venas Aimê Acessórios - Rua Engenheiro Mário de Gusmão, 507 - Ponta Verde, Livraria Leitura (Maceió Shopping e Parque Shopping) ou pelo site da Eventim. Espetáculos Whindersson Nunes em 'Eita, Casei!' Divulgação/Non Stop Produções Whindersson Nunes, o maior youtuber do Brasil, se apresenta no espetáculo “Eita, Casei!”. Ele se casou e agora conta como foi esse processo de casamento, desde a escolha do vestido da esposa, Luísa, até os padrinhos. Além disso, fala tudo o que você precisa saber antes de subir ao altar. O evento acontece no sábado (25), no Ginásio do Sesi, em Maceió. E também no domingo (26) em Arapiraca, no Ginásio Paulo II. Compras no Viva Alagoas (Maceio Shopping), Acesso VIP (Parque Shopping), Unicompra Farol e Loja de Ingresso (Pátio Shopping). Cinema A dica do cinema para o final de semana é onovo capítulo paralelo da série 'Star Wars'. Desta vez, o longa-metragem derivado da saga espacial foca nas origens de Han Solo, um dos contrabandistas mais famosos do universo cinematográfico. O G1 já viu. Clique aqui para ver o horário das sessões dos cinemas em Alagoas Quer ficar por dentro das principais notícias do estado? Acesse o G1 Alagoas
    Ministro Dias Toffoli exalta em Maceió a importância do judiciário para democracia brasileira

    Ministro Dias Toffoli exalta em Maceió a importância do judiciário para democracia brasileira


    Vice-presidente do Supremo Tribunal Federal fez pronunciamento, na noite da quinta-feira (24), durante a abertura do XXIII Congresso Brasileiro dos Magistrados. Em Maceió, encontro discute sobre a influência do poder judiciário na política...


    Vice-presidente do Supremo Tribunal Federal fez pronunciamento, na noite da quinta-feira (24), durante a abertura do XXIII Congresso Brasileiro dos Magistrados. Em Maceió, encontro discute sobre a influência do poder judiciário na política brasileira Durante a solenidade de abertura do XXIII Congresso Brasileiro dos Magistrados, que aconteceu na noite desta quinta-feira (24), no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, em Maceió, o vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, exaltou a importância do poder judiciário para manutenção da democracia brasileira. Em seu pronunciamento, o ministro expôs que a atuação da magistratura brasileira é decisiva para as questões do dia a dia do país. “Este evento traz temas relevantes para magistratura brasileira ainda mais por acontecer em um ano em que a Constituição 1988 completa 30 de existência. São 30 anos que este país mudou. Nós podemos estar achando que vivemos num momento político difícil, de crises. Mas, vamos relembrar 30 anos atrás onde não elegíamos presidente. Nós tínhamos uma dívida externa que assombrava todos. Uma inflação que dava instabilidade econômica. Uma irresponsabilidade de gestores públicos. Uma desigualdade social que ainda continua, mas que foi extremamente amenizada e nos deparamos agora com os novos desafios que é superar as dificuldades sociais regionais, combater a corrupção e garantir os direitos da nova geração”, expôs. Sobre os desafios da magistratura, o ministro Dias Toffoli ainda expôs que depois da Constituição Federal o poder judiciário atua com autonomia permitindo a independência dos magistrados mesmo diante de um país de grande dimensão territorial. “A dimensão do nosso país nos faz ter uma dificuldade grande de não termos formado uma elite nacional. Temos uma junção de elites regionais. Não há projetos regionais no Brasil. Estamos há 6 meses das eleições e qual partido e candidato se apresenta com um projeto com começo meio e fim para a nação brasileira? As bancadas setoriais são maiores do que as bancadas partidárias. As ruralistas são maiores do que a dos partidos. A evangélica é maior, a da saúde também é por aí vai. Então o país é pensado pelos interesses dos segmentos específicos e esquecemos de pensar na nação como um todo. Governar o Brasil não é fácil”, relata o ministro. Ainda sobre a importância do judiciário para o país, o ministro falou que reflete no judiciário todas as demandas políticas e sociais do país. “Eu digo que em razão das demandas políticas e sociais não efetivadas, todos os problemas acabam por desaguar no poder judiciário. Tivemos um poder judiciário inibido durante décadas que se viu alçado a enfrentar vários conflitos sociais entre os poderes. Hoje temos a reclamação de que o poder judiciário estaria extrapolando os seus limites. Porém, esse fenômeno de uma busca das efetivações de direito e do protagonismo do poder judiciário não é exclusivo do Brasil. Hoje o judiciário saiu da estufa do passado e conquistou o espaço na sociedade passando a atuar no primeiro plano da vida pública. Todas as conquistas trazidas pela democracia, à sociedade e aos cidadãos são garantidas pela Justiça”, completou. O evento que acontece até o sábado (26) tem como tema 'A politização do Judiciário ou a judicialização da política?'. De acordo com a Associação Alagoana de Magistrados (Almagis), o evento sediado na capital alagoana recebe mais de mil pessoas durante os três dias. Vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, expõe importância do judiciário para democracia George Arroxelas/G1 Veja mais notícias da região no G1 Alagoas
    VÍDEOS: AL TV 2ª Edição de quinta-feira, 24 de maio

    VÍDEOS: AL TV 2ª Edição de quinta-feira, 24 de maio


    Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de Alagoas. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de...


    Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de Alagoas. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de Alagoas.
    Jovem é preso por tráfico de drogas e porte ilegal de arma no Mutange, em Maceió

    Jovem é preso por tráfico de drogas e porte ilegal de arma no Mutange, em Maceió


    Rafael Silva vinha sendo monitorado há dias pela Polícia Militar. Suspeito foi encontrado com droga, espingarda e munição Ascom / BPTran Militares do Batalhão de Trânsito (BPTran) prenderam em flagrante, na tarde desta quinta-feira (24), no...


    Rafael Silva vinha sendo monitorado há dias pela Polícia Militar. Suspeito foi encontrado com droga, espingarda e munição Ascom / BPTran Militares do Batalhão de Trânsito (BPTran) prenderam em flagrante, na tarde desta quinta-feira (24), no bairro do Mutange, em Maceió, o jovem Rafael Cavalcante da Silva, 21, por tráfico de drogas e porte ilegal de arma. Rafael Silva vinha sendo monitorado há alguns dias pelos militares que conseguiram abordá-lo e apreender 329 gramas de maconha prensada e uma espingarda calibre 28. Ele tentou fugir da ação policial, mas foi detido e evaminhado para Central de Flagrantes, no bairro do Farol. Veja mais notícias da região no G1 Alagoas

    Adolescente morre afogado na praia do Francês, em Marechal Deodoro, AL


    Buscas contaram com o apoio do helicóptero Falcão 5. Militares do Corpo de Bombeiros resgataram, no final da tarde desta quinta-feira (24), o corpo de um adolescente de 17 anos que morreu afogado na praia do Francês, em Marechal Deodoro. Nas buscas,...

    Buscas contaram com o apoio do helicóptero Falcão 5. Militares do Corpo de Bombeiros resgataram, no final da tarde desta quinta-feira (24), o corpo de um adolescente de 17 anos que morreu afogado na praia do Francês, em Marechal Deodoro. Nas buscas, os bombeiros ainda contaram com o apoio do helicóptero Falcão 5, mas a vítima já foi achada sem vida. A Polícia Militar foi acionada para resguardar o corpo até a chegada da equipe do Instituto Médico Legal (IML). Veja mais notícias da região no G1 Alagoas
    Júri popular da morte de Franciellen condena à prisão os cinco acusados

    Júri popular da morte de Franciellen condena à prisão os cinco acusados


    Jurados acataram a tese do MP, que é de homicídio triplamente qualificado: emprego de fogo, meio cruel e dissimulação dos autores do crime. Defesa ainda pode recorrer. Julgamento dos acusados começou na quarta e foi retomado nesta quinta Andrea...


    Jurados acataram a tese do MP, que é de homicídio triplamente qualificado: emprego de fogo, meio cruel e dissimulação dos autores do crime. Defesa ainda pode recorrer. Julgamento dos acusados começou na quarta e foi retomado nesta quinta Andrea Rezende/G1 Após dois dias de julgamento, os réus acusados de torturar e matar a jovem Franciellen Rocha Araújo foram condenados nesta quinta-feira (24). A decisão do júri popular foi proferida no Fórum da Capital, no Barro Duro, no começo da noite. Os jurados acataram a tese da promotoria de homicídio triplamente qualificado com emprego de fogo, meio cruel e dissimulação dos autores do crime. A defesa dos réus ainda pode recorrer da decisão. Com a decisão, Vanessa Ingrid foi condenada a 28 anos, 7 meses e 24 dias de prisão; Thiago Handerson Oliveira dos Santos, a 27 anos; Victor Uchôa Cavalcanti, a 20 anos e 6 meses; Saulo José Pacheco de Araújo, a 18 anos; e Nayara da Silva, a 3 anos, 2 meses e 18 dias. Vanessa Ingrid da Luz Souza, Thiago Handerson Oliveira Santos, Saulo José Pacheco de Araújo e Victor Uchôa Cavalcanti já estavam presos e agora foram condenados pelo homicídio. Nayara da Silva foi condenada pelo crime de tortura; ela era a única que respondia ao processo em liberdade. O júri teve início por volta das 9h de quarta (23), e seguiu até as 23h40. O primeiro dia foi dos depoimentos das testemunhas e dos réus. O julgamento foi retomado nesta manhã, por volta das 9h, com a fase de debates entre promotoria e defesa. De acordo com a denúncia, Vanessa Ingrid planejou a morte de Franciellen por causa de ciúmes de Genilson dos Santos, o Ninho do Zé Tenório, namorado da ré à época. Para dar início ao seu plano, ela convidou algumas pessoas para uma festa em um apartamento em Cruz das Almas, na capital. Lá, questionou uma adolescente sobre um suposto relacionamento com seu parceiro. A menor negou e apontou Franciellen como a pessoa que mantinha relação com Ninho. A promotoria sustentou que, por ordem de Vanessa, Franciellen foi levada ao apartamento, onde sofreu uma série de espancamento e desmaiou. De lá, os criminosos a levaram para um matagal, imobilizaram-na, jogaram gasolina nela e atearam fogo ao seu corpo quando ela ainda estava viva. Franciellen morreu carbonizada na última sexta-feira (15) Reprodução/Facebook Veja mais notícias da região no G1 Alagoas
    Ceasa de Alagoas diz que  recebeu só 30% do carregamento de alimentos previsto para esta quinta

    Ceasa de Alagoas diz que recebeu só 30% do carregamento de alimentos previsto para esta quinta


    Apenas 90 dos 300 caminhões aguardados descarregaram. Segundo diretor-presidente da companhia, já há falta de alimentos e aumento de preços. Diretor-presidente da Ceasa de Alagoas diz que normalmente recebem de 250 a 300 caminhões, mas nesta...


    Apenas 90 dos 300 caminhões aguardados descarregaram. Segundo diretor-presidente da companhia, já há falta de alimentos e aumento de preços. Diretor-presidente da Ceasa de Alagoas diz que normalmente recebem de 250 a 300 caminhões, mas nesta quinta só 90 descarregaram Reprodução/TV Gazeta A Companhia de Abastecimento de Alagoas (Ceasa), na parte alta de Maceió, recebeu apenas 30% do volume de alimentos esperado para esta quinta-feira (24), por causa da greve dos caminhoneiros que já dura 3 dias. A direção do local afirma que há falta de alimentos. Além disso, algumas mercadorias estão sendo vendidas a preços mais altos que o normal. A greve dos caminhoneiros começou na segunda (21), e provocou interdições em 4 trechos de rodovias federais e 3 de rodovias estaduais. Em todo o país, os protestos pedem redução no preço dos combustíveis. De acordo com o diretor-presidente da Ceasa, José Elenildo, os caminhões que conseguiram descarregar no local foram aqueles que já estavam em trânsito antes do bloqueio das rodovias. “Geralmente, recebemos aqui entre 250 e 300 caminhões. Mas na madrugada de hoje, recebemos apenas 90, o que representa mais ou menos 30% do volume esperado. Amanhã, esperamos uma quantidade ainda menor”, explica Elenildo. Esses caminhões transportavam cargas vindas apenas do Nordeste. Os que vinham do Sul e do Sudeste ficaram presos nas interdições. “A situação está cada vez mais preocupante. Já tem produto em falta e comerciantes sem mercadoria e estoque, basicamente porque eles trabalham com alimentos perecíveis, que não podem ser armazenados por muito tempo. Sem contar que tem mercadoria sendo vendida a preços bem acima do que no início da semana”, afirma Elenildo. Além de comercializar diretamente ao consumidor, os comerciantes da Ceasa também vendem produtos para supermercados, hotéis e hospitais, que também podem sentir o impacto da queda na distribuição. O diretor executivo da Associação dos Comerciantes da Ceasa, Francisco Lau, falou no início da manhã que estava chegando uma quantidade menor de produtos e com preços mais altos, e citou como exemplo o valor da batata, que a saca de 50 kg custava R$ 70, mas hoje está em R$ 250. A reportagem do G1 também conversou com comerciantes, e alguns também relataram a alta dos preços, além da falta de goiaba, laranja e melancia. "A saca de 20 kg de cenoura era R$ 30 e agora tá R$ 70, R$ 75", contou Antônio Lima, comerciante há 25 anos na Ceasa. Cresce número de rodovias bloqueadas em Alagoas por causa do protesto dos caminhoneiros Veja mais notícias da região no G1 Alagoas
    Prefeitura de Maceió reduz limpeza urbana em 30% a partir desta quinta

    Prefeitura de Maceió reduz limpeza urbana em 30% a partir desta quinta


    De acordo com a Superintendência de Limpeza Urbana, desabastecimento do diesel provocado pela paralisação dos caminhoneiros motivou medida. Limpeza urbana em Maceió será reduzida em 30% a partir desta quinta, por causa do desabastecimento de...


    De acordo com a Superintendência de Limpeza Urbana, desabastecimento do diesel provocado pela paralisação dos caminhoneiros motivou medida. Limpeza urbana em Maceió será reduzida em 30% a partir desta quinta, por causa do desabastecimento de diesel Divulgação/Slum O serviço de limpeza urbana de Maceió será reduzido em 30% a partir da noite desta quinta-feira (24). De acordo com a Superintendência Municipal de Limpeza Urbana (Slum), o motivo é o desabastecimento de diesel, provocado pela paralisação dos caminhoneiros, que já dura 3 dias em Alagoas. Segundo a Slum, nas regiões da cidade com coleta de lixo em dias alternados, a programação será mantida. Já nos locais onde o recolhimento é diário, o caminhão passará de forma alternada. As exceções são o Centro e as principais avenidas da capital, que continuam com a programação de coleta normal. Na orla, apenas um dos dois tratores que fazem a limpeza da faixa de areia fará o trabalho de coleta. Nos pontos crônicos de lixo, a limpeza será feita de forma alternada, e o recolhimento de volumosos, como móveis, será suspenso. A varrição continua normalmente. O serviço de capinação foi suspenso, pois o diesel que seria utilizado no ônibus que leva os trabalhadores será utilizado nos caminhões de coleta domiciliar. A superintendência informa ainda que os serviços serão normalizados assim que o fornecimento de combustível for restabelecido. Veja mais notícias da região no G1 Alagoas
    Princípio de incêndio atinge posto de saúde em Branquinha, Alagoas

    Princípio de incêndio atinge posto de saúde em Branquinha, Alagoas


    Bombeiros controlaram as chamas; ninguém ficou ferido. Ocorrência foi registrada na manhã desta quinta, em um consultório odontológico do posto de saúde. Chamas em consultório odontológico de posto de saúde Branquinha destruíram parte dos...


    Bombeiros controlaram as chamas; ninguém ficou ferido. Ocorrência foi registrada na manhã desta quinta, em um consultório odontológico do posto de saúde. Chamas em consultório odontológico de posto de saúde Branquinha destruíram parte dos equipamentos 2º sgto. Alex/Corpo de Bombeiros Um princípio de incêndio atingiu um consultório odontológico de um posto de saúde na periferia de Branquinha, Zona da Mata de Alagoas, nesta quinta-feira (24). As chamas foram controladas pelos bombeiros. Ninguém ficou ferido. A ocorrência foi registrada pela manhã, por volta das 8h, no Posto de Saúde Terezinha Serapião, no Conjunto João Lyra. De acordo com o 2º sargento Alex, do grupamento de bombeiros que atende à região, a suspeita é que as chamas tenham sido provocadas por um curto circuito no aparelho de ar-condicionado. As paredes ficaram queimadas, e alguns equipamentos do consultório foram seriamente danificados. Seis bombeiros participaram do combate às chamas, que foram controladas rapidamente com o uso de extintores. O local foi isolado, e a prefeitura deve providenciar a limpeza e os devidos reparos. Bombeiros suspeitam que chamas tenham iniciado após curto circuito em ar-condicionado 2º sgto. Alex/Corpo de Bombeiros Bombeiros foram acionados, e conseguiram controlar as chamas com o uso de extintores 2º sgto. Alex/Corpo de Bombeiros Veja mais notícias da região no G1 Alagoas
    Motoristas de apps de transporte de passageiros protestam em Maceió contra alta no preço dos combustíveis

    Motoristas de apps de transporte de passageiros protestam em Maceió contra alta no preço dos combustíveis


    Eles bloquearam por horas a Avenida Tomás Espíndola, no Farol, e depois seguiram para o Porto de Maceió, onde impediram entrada e saída de veículos. Categoria reclama dos constantes reajustes. Protesto de motoristas de aplicativo de transporte...


    Eles bloquearam por horas a Avenida Tomás Espíndola, no Farol, e depois seguiram para o Porto de Maceió, onde impediram entrada e saída de veículos. Categoria reclama dos constantes reajustes. Protesto de motoristas de aplicativo de transporte particular em Maceió contra o aumento no preço dos combustíveis Motoristas de aplicativos de transporte particular de passageiros e mototaxistas fizeram um protesto nesta quinta-feira (24) na Avenida Tomás Espíndola, em Maceió, contra o preço dos combustíveis. Eles interditaram o trânsito por horas, e depois seguiram para o Porto de Maceió. O bloqueio começou próximo à Praça do Centenário por volta das 14h30 e terminou às 16h50. Os cerca de 30 motoristas que fecharam a avenida seguiram depois em carreata até o Porto, em Jaraguá, onde impedem entrada e saída de veículos desde as 17h10. A Polícia Militar acompanha, mas não passa estimativa. Confira como está o trânsito na região O protesto acontece em meio à greve dos caminhoneiros, que já dura três dias no estado. Há interdições em 4 trechos de rodovias federais e em 3 de rodovias estaduais. Já falta gasolina em postos de combustíveis. Segundo um dos motoristas que participam da manifestação em Maceió, os seguidos aumentos no preço dos combustíveis vêm prejudicando o trabalho da categoria. "A taxa de combustíveis está alta. Estamos protestando também contra a regulamentação dos motoristas de app, o prefeito não está nos dando o direito de opinar", afirma Cristiano Cavalcante, um dos manifestantes . Motoristas deixaram avenida no bairro do Farol e seguiram para Jaraguá, onde bloquearama entrada do Porto de Maceió Matheus Tenório/G1 Agentes da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) também foram chamadas ao local liberar a via e controlar o tráfego na região. Outros motoristas estão concentrados próximo ao Aeroporto Zumbi dos Palmares, em Rio Largo, na região Metropolitana, arrecadando alimentos para os caminhoneiros que participam dos bloqueios em rodovias federais e estaduais no interior. Quem ficou preso no congestionamento diz estar com medo de atrasar para os compromissos. "É terrível. Estou agoniada porque tenho que voltar para o trabalho e bater ponto", afirma Vanessa dos Santos. PM também foi acionada para o protesto dos motoristas de app na entrada do Porto de Maceió Matheus Tenório/G1 Motoristas de aplicativos de transporte particular protestam em Maceió contra o preço da gasolina Matheus Tenório/G1 SMTT está no local para orientar o trânsito Matheus Tenório/G1 Trânsito ficou congestionado na Avenida Tomás Espíndola, no bairro do Farol, em Maceió Matheus Tenório/G1 Veja mais notícias da região no G1 Alagoas
    VÍDEOS: AL TV 1ª Edição de quinta-feira, 24 de maio

    VÍDEOS: AL TV 1ª Edição de quinta-feira, 24 de maio


    Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de Alagoas. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de...


    Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de Alagoas. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de Alagoas.
    Novo relatório da Infraero aponta que aeroportos de Recife, Palmas, Maceió e Goiânia tem combustível até hoje

    Novo relatório da Infraero aponta que aeroportos de Recife, Palmas, Maceió e Goiânia tem combustível até hoje


    Congonhas tem previsão de mais reabastecimento. Restrição está relacionada à greve de caminhoneiros. Infraero diz que está monitorando abastecimento do querosene de aviação Novo relatório da Infraero de 11h desta quinta-feira (24) aponta...


    Congonhas tem previsão de mais reabastecimento. Restrição está relacionada à greve de caminhoneiros. Infraero diz que está monitorando abastecimento do querosene de aviação Novo relatório da Infraero de 11h desta quinta-feira (24) aponta situação crítica de falta de combustível em sete aeroportos administrados pela estatal, em razão da greve de caminhoneiros: Recife, Ilhéus, Goiânia, Palmas, Maceió, Carajás (PA), São José dos Campos (SP) e Uberlândia (MG). No aeroporto de Congonhas, segundo o relatório, foram recebidos “12 caminhões e mais um está a caminho”, com combustível assegurado até as 18h – não fica claro se desta quinta ou de sexta. O documento aponta que haverá novo reabastecimento no aeroporto, um dos três mais movimentados do Brasil. O alerta foi dado pelo Núcleo de Acompanhamento e Gestão Operacional (Nago), no "relatório de monitoramento da mobilização dos caminhoneiros". A estatal disse estar monitorando o abastecimento nos aeroportos. No caso do Recife, ainda havia 12 horas de reserva para abastecimentos. "Em princípio a partir da meia-noite o abastecimento estará comprometido", diz o relatório. Em São José dos Campos (SP), as reservas de combustíveis da Shell e da BR estão indisponíveis. Na edição de quarta (23) do mesmo relatório, a Infraero alertava para a iminência de faltar combustível também em Congonhas. À noite, o aeroporto foi reabastecido. O relatório, tanto de quarta como desta quinta, não inclui aeroportos administrados pela iniciativa privada, como Guarulhos, Confins, Porto Alegre, Brasília e Florianópolis. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) disse recomendar aos passageiros "com voos marcados para os próximos dias que consultem as empresas aéreas antes de se deslocarem para os aeroportos até que a situação se normalize". As empresas adotaram planos de contingência e isentaram passageiros de taxa de remarcação de voos. Situação dos combustíveis nos aeroportos da Infraero Igor Estrella/G1 Quarto dia Pelo 4º dia seguido, caminhoneiros fazem manifestações em 25 estados e no Distrito Federal causando reflexos por todo o país. Os atos nesta quinta-feira (24) são contra a disparada do preço do diesel que faz parte da política de preços da Petrobras, em vigor desde julho. Os protestos provocaram a redução nas frotas de ônibus em várias cidades e foram usados como desculpas para donos de postos cobrarem valores abusivos de até R$ 10, mas já falta combustíveis e há filas nos postos. São vários os relatos de desabastecimento em supermercados, principalmente de hortifrutigranjeiros; hospitais suspenderam procedimentos por conta de falta de medicamentos; fábricas de diversos segmentos pararam suas produções; há possibilidade de racionamento de energia em Rondônia e falta de água no Rio de Janeiro e regiões do Rio Grande do Sul. Aeroportos funcionam normalmente, mas já há registros de cancelamentos de voos. Initial plugin text
    Cresce nº de rodovias bloqueadas em AL; postos no interior já relatam falta de combustíveis

    Cresce nº de rodovias bloqueadas em AL; postos no interior já relatam falta de combustíveis


    No 3º dia seguido de protestos de caminhoneiros no estado, há interdições em ao menos 4 trechos em BRs e três em rodovias estaduais. Cresce número de rodovias bloqueadas no terceiro dia de protesto de caminhoneiros em Alagoas As interdições em...


    No 3º dia seguido de protestos de caminhoneiros no estado, há interdições em ao menos 4 trechos em BRs e três em rodovias estaduais. Cresce número de rodovias bloqueadas no terceiro dia de protesto de caminhoneiros em Alagoas As interdições em rodovias neste 3º dia de protesto de caminhoneiros já começam a refletir nas bombas dos postos de combustíveis no interior de Alagoas nesta quinta-feira (24). O número de trechos com bloqueio aumentou, chegando a sete. Até o meio-dia, registravam desabastecimento postos de combustíveis em Maragogi e Japaratinga, no Litoral Norte; em Porto Calvo, na região Norte; e em União dos Palmares e São José da Laje, na Zona da Mata. Os caminhoneiros protestam pelo 3º dia seguido aqui no estado, mas no país os bloqueios acontecem há quatro dias. Há interdições em ao menos 4 trechos em BRs e 3 em rodovias estaduais: BR-101, entre Messias e Rio Largo - bloqueada parcialmente desde terça (22). A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou no início desta manhã que havia aproximadamente 500 caminhões na pista e mais uns 140 estacionados em um posto de combustíveis. Eram cerca de 15 km de congestionamento. BR-316, em Palmeira dos Índios - bloqueada parcialmente desde quarta (23). A PRF e os caminhoneiros não informaram a situação neste trecho. BR-316, em Maribondo - bloqueada parcialmente desde o início desta manhã. A PRF e os caminhoneiros não informaram a situação neste trecho. BR-316, em Santana do Ipanema. A PRF não divulgou quando começou a interdição nem a situação neste trecho. AL-220, entre São José da Tapera e Olho D'Água das Flores - bloqueada parcialmente desde o final desta manhã por caminhoneiros e motoristas de van estão no local parando veículos de carga. O Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) não tem informação do protesto. AL-220, entre Limoeiro de Anadia e Arapiraca - bloqueada parcialmente desde o final desta manhã. Pipeiros e motoristas de vans que fazem transporte complementar de passageiros bloqueiam parcialmente a pista. O Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) não tem informação do protesto. AL-130, em Pão de Açúcar - bloqueada parcialmente desde o final desta manhã. Pipeiros e motoristas de vans que fazem transporte complementar de passageiros estão no local parando veículos de carga. O Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) não tem informação do protesto. Em Maceió, os motoristas de aplicativos de transporte de passageiros interditaram na tarde desta quinta a Avenida Tomás Espíndola, no Farol. Protesto contra o aumento do preço do combustível fecha AL-220, no Agreste de Alagoas O bloqueio é pacífico. Os caminhões ocupam uma das pistas em cada sentido da rodovia, e liberam passagem de carros de passeio, ônibus e ambulâncias. Até ontem, os veículos de carga perecível também eram liberados, mas passaram a ser retidos nesta quinta. "Nós queremos justamente é deixar o estado desabastecido para pressionar o governo em baixar as taxas. Maceió ainda está privilegiada porque tem várias saídas. Em outros estados, até as aulas estão sendo suspensas", afirma Valdir Kummer, presidente do Sindicato dos Transportadores Autônomos de Bens no Estado de Alagoas (Sindicam-AL). O problema do desabastecimento nos postos, segundo o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de Alagoas (Sindicombustíveis), acontece em estabelecimentos que recebem do Porto de Suape, em Pernambuco. De acordo com o sindicato, a maioria dos postos em Alagoas é abastecida por caminhões que saem do Porto de Maceió, onde o abastecimento acontece normalmente. "Aqui em União, existem de 10 a 12 postos de combustível, e hoje pela manhã só tinham dois postos atendendo, com filas quilométricas. A gasolina já passa de R$ 5 e o óleo diesel, de R$ 4", disse Marcos Antônio, motorisa de van que faz transporte de passageiros. Motoristas fazem filas em postos de combustíveis em Maceió; especialista dá dicas de como poupar durante esse período de protestos Abastecimento de alimentos De acordo com o diretor-presidente da Companhia de Abastecimento de Alagoas (Ceasa), José Elenildo, era inevitável que a greve afetasse o abastecimento, o que acabou acontecendo. "O que realmente está afetado é o abastecimento, a entrada das mercadorias. Hoje não chegou nada que vinha do Sul e do Sudeste. Só recebemos o que vinha da região Nordeste, que já estava por aqui. Estimamos que houve pouco abaixo de 50% de entrada", relatou Elenildo. O diretor executivo da Associação dos Comerciantes da Ceasa, Francisco Lau, falou no início da manhã que estava chegando uma quantidade menor de produtos e com preços mais altos, e citou como exemplo o valor da batata, que a saca de 50 kg custava R$ 70, mas hoje está em R$ 250. A reportagem do G1 também conversou com comerciantes da Ceasa e alguns também relataram a alta dos preços, além da falta de goiaba, laranja e melancia. "A saca de 20 kg de cenoura era R$ 30 e agora tá R$ 70, R$ 75", contou Antônio Lima, comerciante há 25 anos na Ceasa. Protesto de caminhoneiros reflete em transportes urbanos e aeroporto de Maceió Protesto de caminhoneiros chega ao terceiro dia consecutivo em Alagoas Heliana Gonçalves/TV Gazeta Veja mais notícias da região no G1 Alagoas Initial plugin text

    Criminosos explodem posto de atendimento do Banco Bradesco em Pariconha, Alagoas


    Segundo a polícia, não se sabe a quantidade de dinheiro levada pelos criminosos. Seção de Roubo a Bancos vai investigar o caso. Criminosos explodiram um posto de atendimento do Banco Bradesco, na madrugada dessa quinta-feira (24), em Pariconha,...

    Segundo a polícia, não se sabe a quantidade de dinheiro levada pelos criminosos. Seção de Roubo a Bancos vai investigar o caso. Criminosos explodiram um posto de atendimento do Banco Bradesco, na madrugada dessa quinta-feira (24), em Pariconha, Sertão de Alagoas. De acordo com informações delegado Vinícius Ferrari, da Seção de Roubo a Banco (Serb) da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic) a ocorrência foi atendida pelo 9° Batalhão da Polícia Militar (BPM) e não havia uma estimativa de valor levado do caixa. “Os postos de atendimento normalmente tem pouco dinheiro, mas mesmo sendo pouco nós não sabemos quanto foi levado, pois os bancos não repassam essa informação” afirmou o delegado. Quando os militares chegaram ao local testemunhas afirmaram que participaram da ação cinco criminosos, mas eles já haviam fugido em uma caminhonete, em direção ao estado de Pernambuco. Nenhum dos suspeitos foi identificado ou preso. A Serb vai investigar o caso. Veja mais notícias da região no G1 Alagoas
    VÍDEOS: Bom Dia Alagoas de quinta-feira, 24 de maio

    VÍDEOS: Bom Dia Alagoas de quinta-feira, 24 de maio


    Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de Alagoas. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de...


    Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de Alagoas. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de Alagoas.

    Operação prende suspeitos de tráfico de drogas e outros crimes em Murici, AL


    Até as 9h da manhã, nove pessoas tinha sido presas. Duas armas e drogas foram apreendidas. A Secretaria da Segurança Pública de Alagoas (SSP) realizou na madrugada desta quinta-feira (24) uma operação integrada para desarticular uma organização...

    Até as 9h da manhã, nove pessoas tinha sido presas. Duas armas e drogas foram apreendidas. A Secretaria da Segurança Pública de Alagoas (SSP) realizou na madrugada desta quinta-feira (24) uma operação integrada para desarticular uma organização criminosa em Murici, Alagoas. Até as 9h da manhã, nove pessoas tinham sido presas. Foram expedidos pela 17ª Vara Criminal mandados de busca e apreensão e prisão nos municípios de Maceió, São Miguel dos Campos e Murici, mas os crimes investigados aconteceram somente neste último. Segundo a SSP, a organização criminosa atuava realizando tráfico de drogas, homicídios, roubos e outros crimes. Durante a ação, duas armas e uma quantidade de drogas foram preendidas . De acordo com o delegado Caio Rodrigues, titular da Delegacia de Murici, a organização criminosa tinha como base Murici, mas também uma ramificação em São Miguel dos Campos. A SSP disse ainda que as investigações duraram cerca de 90 dias e foram realizadas em conjunto com a delegacia do município e o seu núcleo de Inteligência. Veja mais notícias da região no G1 Alagoas
    Julgamento dos acusados de torturar e matar Franciellen é retomado na fase dos debates

    Julgamento dos acusados de torturar e matar Franciellen é retomado na fase dos debates


    Júri teve início na quarta (23), e seguiu até as 23h40, quando as testemunhas e os réus foram ouvidos. Cinco são acusados de torturar e matar a jovem Franciellen. Julgamento dos acusados de torturar e matar Franciellen é retomado nesta...


    Júri teve início na quarta (23), e seguiu até as 23h40, quando as testemunhas e os réus foram ouvidos. Cinco são acusados de torturar e matar a jovem Franciellen. Julgamento dos acusados de torturar e matar Franciellen é retomado nesta quinta-feira (24) Andrea Resende/G1 O julgamento dos acusados de torturar e matar a jovem Franciellen Rocha, 18, foi retomado na manhã desta quinta-feira (24), no Fórum da Capital, no Barro Duro, em Maceió. O júri teve início na quarta (23), e seguiu até as 23h40, quando testemunhas e os réus foram ouvidos. Sentam no banco dos réus Saulo Araújo, Vanessa Ingrid, Thiago Handerson Oliveira Santos, Victor Uchôa Cavalcanti e Nayara da Silva. Nesta manhã, o julgamento retoma na fase dos debates entre acusação e defesa. A defesa terá 2h30, que deve ser dividida em 30 minutos para cada um dos réus. O Ministério Público também terá 2h30 para sustentar a sua tese. Se houver réplica e tréplica, serão mais 2 horas para defesa e acusação. Os debates podem durar até 9 horas. "A expectativa é terminar hoje ao final da tarde, ou à noite, até porque os representantes do Ministério Público terão 2h30 nos debates e a defesa também 2h30, além das réplicas e tréplicas", afirma o juiz Geraldo Amorim. Os debates A acusação foi a primeira a falar na fase dos debates. Em sua tese, o promotor José Antônio Malta Marques sustenta que Vanessa Ingrid cometeu o crime por ciúmes. "Havia um sentimento por parte da Sra. Vanessa Ingrid de que ela era dona do Ninho e que nenhuma outra mulher poderia tê-lo em seus braços. Ela está pagando pelo crime da Amanda... fez com Amanda, com Franciellen e continuaria fazendo com outras". Malta Marques rebateu ainda o depoimento de Vanessa, quando ela disse que não tinha intenção de matar. "As amigas da Franciellen estavam lá, quando desceram com ela do apartamento. Vanessa deu R$ 10 a elas e ameaçou: Peguem táxi, vão embora e não falem nada, senão vai acontecer o mesmo com vocês. Se ela não tinha intenção de matar, porque disse isso para as amigas?" Promotor José Antônio Malta Marques Andrea Resende/G1 Sobre o envolvimento dos demais reús, o promotor defendeu que todos tiveram participação. "O que vimos aqui foi que eles jogaram a responsabilidade do crime uns para os outros. Cada um teve sua participação e vai responder cada um pela sua participação. Depois de matar eles foram comemorar. Nesse julgamento, diferente da maioria, todos os réus confessaram. Mas todos disseram: agora me condene menos, me condene pouco. Mas aqui não é um Tribunal de clemência", reforça o magistrado. O advogado de Vanessa Ingrid sustenta a tese de que ela não mandou matar Franciellen. "O depoimento da Vanessa foi o único que condiz com a realidade dos fatos. Todos quiseram dizer que Vanessa teria mandado matar, que Vanessa teria convidado a Francielle para ir a uma festa e lá ela teria sido agredida por ciúmes, por ter relacionamento com Ninho. Os outros disseram que fizeram tudo a mando da Vanessa, por medo, por ela pertencer a uma facção criminosa, o que em nenhum momento foi provado. Ela não tinha nenhuma arma. Como iria ameaçar? A Vanessa quis dizer ontem que ela foi omissa. Ela não ateou fogo, não jogou gasolina. Errou ao permitir que a situação saísse de controle. Peço que o júri reconheça a absolvição de Vanessa, por falta de provas", diz Leonardo Gamito. Advogado Leonardo Gamito diz que Vanessa torturou, mas não matou Franciellen Andrea Resende/G1 Franciellen foi torturada e queimada viva na noite de 14 de fevereiro de 2013. Segundo a acusação, foi Vanessa quem planejou a morte dela porque a vítima estava tendo um relacionamento com o namorado da acusada à época. Ela nega o homicídio, mas admite que a torturou. "Eu tinha, sim, omitido muitas coisas. Estava deixando de dizer algumas coisas e hoje eu decidi contar. Na delegacia, eu fui ouvida sozinha. Thiago e Victor ficaram em uma sala especial. No calor no momento, a gente fica assustada e acaba omitindo coisas", disse Vanessa. Vanessa Ingrid é acusada de ter planejado morte de Franciellen; ela responde por homicídio triplamente qualificado Itawi Albuquerque/TJ-AL Na sequência, quem prestou depoimento foi Thiago Santos. O réu afirmou que estava no apartamento quando Franciellen chegou, mas nega que tenha torturado a vítima ou cometido o homicídio. "Foi ela, a Vanessa. Por conta do ciúme dela com a menina que tinha ficado com o marido dela", disse o acusado. Duante o depoimento, Saulo Araújo disse que sua participação se resume a uma carona dada ao grupo que cometeu o assassinato. “Se eu soubesse o que estava acontecendo, não teria dado carona a eles no meu carro. Eu não estava presente no momento das agressões, nem no momento da morte. Não amarrei, não coloquei venda nos olhos dela, não ateei fogo no corpo e nem a matei. Só fui saber que estavam planejando o homicídio quando Franciellen já estava morta. Após o assassinato, Vanessa se vangloriou dentro do carro do crime”, disse Saulo. Pela manhã, a primeira testemunha a depor foi uma amiga da vítima, que estava no apartamento onde aconteceu a emboscada e disse ter visto Franciellen após a tortura: "Estava com lesões e cabelo cortado". Franciellen foi turturada e queimada viva em fevereiro de 2013 Reprodução/Facebook Veja mais notícias da região no G1 Alagoas

    Suspeito de estuprar e engravidar a própria filha é preso em Igreja Nova, AL


    Ele foi preso em casa em cumprimento de mandado de prisão. Polícia investiga se ele abusou da outra filha de 13 anos. A Polícia Civil de Alagoas prendeu um homem suspeito de estuprar e engravidar a própria filha de 15 anos na cidade de Igreja Nova,...

    Ele foi preso em casa em cumprimento de mandado de prisão. Polícia investiga se ele abusou da outra filha de 13 anos. A Polícia Civil de Alagoas prendeu um homem suspeito de estuprar e engravidar a própria filha de 15 anos na cidade de Igreja Nova, região do Baixo São Francisco. A prisão do suspeito ocorreu na quarta-feira (23), em cumprimento de mandado de prisão. A polícia investiga ainda se Edmilson Bezerra dos Santos, 34, também abusava sexualmente da outra filha de 13 anos. As duas são menores de idade. Segundo a polícia, Edmilson Bezerra dos Santos, 34, foi preso em sua residência, no povoado Sobrado, na zona rural do município, em uma operação realizada pela 84º Distrito Policial (DP). O suspeito está na delegacia da cidade, de onde será transferido ao sistema prisional. A prisão do suspeito foi comandada pelo delegado Xavier com o apoio do chefe de operações, Jaelson dos Santos. Veja mais notícias da região no G1 Alagoas

    Polícia prende suspeitos de tráfico de drogas no Bom Parto, em Maceió


    Foram presos três suspeitos com maconha, crack, balança de precisão e um revólver. O Batalhão de Operações Especiais (Bope) prendeu na quarta-feira (23) três suspeitos de tráfico de drogas no bairro do Bom Parto, em Maceió. Eles cumpriam...

    Foram presos três suspeitos com maconha, crack, balança de precisão e um revólver. O Batalhão de Operações Especiais (Bope) prendeu na quarta-feira (23) três suspeitos de tráfico de drogas no bairro do Bom Parto, em Maceió. Eles cumpriam mandado de prisão contra um dos suspeitos. De acordo com o relatório do Centro Integrado de Operações da Segurança Pública (Ciosp), os militares foram cumprir um mandado de prisãocontra José Aparecido da Silva, 28. Na residência dele a polícia encontrado 1,1 Kg de maconha e uma balança de precisão. Os militares fizeram buscas em mais duas residências. Alexandre Rodrigues da Silva, 26, estava com 990 gramas de maconha, um revólver calibre 38, cinco munições e uma balança de precisão, e Mário Francisco dos Santos Neto, 25, com 1kg de maconha, 550 gramas de crack e uma balança de precisão. Os três suspeitos e o material apreendido foram encaminhados a Central de Flagrantes I, no bairro do Farol, onde foram autuados em flagrante. Veja mais notícias da região no G1 Alagoas

    Protesto de caminhoneiros chega ao terceiro dia em AL; foi autorizada redução de 10% na frota de ônibus em Maceió


    Segundo a categoria, congestionamento chegava a 15 quilômetros na BR-101. Por causa do risco de faltar combustível, a SMTT, autorizou redução  de 10% na frota de ônibus em Maceió. Caminhoneiros continuam com protesto na BR-101, em Messias O...

    Segundo a categoria, congestionamento chegava a 15 quilômetros na BR-101. Por causa do risco de faltar combustível, a SMTT, autorizou redução  de 10% na frota de ônibus em Maceió. Caminhoneiros continuam com protesto na BR-101, em Messias O protesto dos caminhoneiros autônomos contra o aumento do preço do combustível entra no terceiro dia seguido em Alagoas. Nesta quinta-feira (24), eles bloquearam a BR-316 em Maribondo, e outros trechos de rodovias estaduais. Desde quarta (23), também há bloqueio em outro trecho da BR-316, mas em Palmeira dos Índios, e desde terça (22), na BR-101, em Messias. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) confirmou os bloqueios, mas não informou o número de participantes em nenhum deles, apenas que há aproximadamente 500 caminhões na pista e mais uns 140 estacionados nos postos de combustíveis. A categoria também não deu estimativa. A Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) informou que nesta manhã que autorizou redução de 10% na frota dos ônibus por causa da falta de combustíveis. Da frota de 670 ônibus, 67 podem não circular. A medida é para manter o funcionamento do transporte público na capital. Até o íncio da tarde, segundo a assessoria de comunicação do Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros (Sinturb), as empresas São Francisco, Real Alagoas, Cidade de Maceió e Veleiro ainda não tinham reduzido o número de veículos. Segundo os caminheiros, já passa de 15 quilômetros a fila de veículos em Messias, nos dois sentidos. Não foi informada a situação em Palmeira. "Nos reunimos com os companheiros e após uma reunião em Brasília, vamos manter o bloqueio por tempo indeterminado", afirma o representante da categoria, Valdir Kummer. O bloqueio é pacífico. Os caminhões ocupam uma das pistas em cada sentido da rodovia, e liberam passagem de carros de passeio, ônibus e ambulâncias, além de caminhões com cargas perecíveis. Imagens aéreas mostram extensão da fila de caminhões parados no protesto na BR-101, em AL Combustíveis As interdições já começam a refletir nas bombas dos postos de combustíveis no interior do estado. Nesta quinta, estabelecimentos em pelos menos seis municípios relataram sem nada nas bombas. Na capital, há relatos de que o preço do litro da gasolina subiu por causa da paralisação. Por telefone, alguns gerentes de postos de combustíveis informaram à reportagem do G1 que já faltava gasolina e álcool, mas não há informação oficial sobre isso. O Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de Alagoas (Sindicombustíveis) disse que a maioria dos postos é abastecida por caminhões que saem do Porto de Maceió, onde o abastecimento acontece normalmente. Ainda segundo o sindicato, se houver algum posto desabastecido, pode ser porque recebe de outro lugar, como o Porto de Suape, em Pernambuco. Mas de maneira geral, não falta combustíveis no estado. Aeroporto A Infraero informou nesta manhã que o Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares, na Região Metropolitana de Maceió, opera normalmente, sem registro de atrasos ou cancelamentos, e que qualquer mudança deve ser relatada diretamente pelas companhias aéreas; Na quarta, um comunicado alertava para uma possível falta de combustíveis para as aeronaves. A Shell tinha estoque apenas para aquele dia, e a BR tinha estoque para mais dois dias. Veja abaixo a situação em cada companhia no estado até as 10h50: AVIANCA - Todos os voos previstos para o dia sairão normalmente. AZUL - Todos os voos previstos para sair de Maceió hoje pela manhã serão mantidos. GOL - A companhia não registrou nenhum atraso ou cancelamento de voos. LATAM - Os voos estão saindo normalmente de Maceió. As restrições estão ocorrendo nos aeroportos de Brasília, Goiânia, Ilhéus, Recife e Teresina. Viagens no aeroporto de Maceió estão mantidas até quinta-feira (25) Initial plugin text Veja mais notícias da região no G1 Alagoas
    Operação em Arapiraca prende suspeitos de tráfico de drogas e exploração sexual

    Operação em Arapiraca prende suspeitos de tráfico de drogas e exploração sexual


    Ação foi coordenada pelo delegado regional Thiago Prado. Nove pessoas foram presas. Durante a operação nove suspeitos foram presos Ascom/PC A Polícia Civil realizou uma operação na tarde de quinta-feira (23) na Rua 16 de Setembro, área onde...


    Ação foi coordenada pelo delegado regional Thiago Prado. Nove pessoas foram presas. Durante a operação nove suspeitos foram presos Ascom/PC A Polícia Civil realizou uma operação na tarde de quinta-feira (23) na Rua 16 de Setembro, área onde há prostíbulos na cidade de Arapiraca, Agreste de Alagoas. Durante a ação, nove pessoas foram presas. A operação foi coordenada pelo delegado regional Thiago Prado e teve o objetivo a repressão ao tráfico de drogas, homicídio e casa de prostituição. Foram presos Ingrid Dayane da Sulva Batista, 25; Givanilza Maria dos Santos Spinele, 49; Jairo José Spinele, 51; Talia dos Santos Alves, 19; Wilson Gomes da Silva, 23; Gabriel de Lima Silva, 22; Jeymisson Jairo Santos Spinele, 29; Isabela Maria dos Santos, 23; Cristiane Santos Nascimento, 29. A investigação do caso começou há cerca de um mês, quando ocorreu um homicídio de uma garota de programa na cidade de Traiupu. Segundo a polícia, a família que comanda o tráfico e a prostituição na região teria executado a jovem garota, pelo fato dela não querer mais comercializar drogas. Durante a ação, foram apreendidos cerca de 1 kg de maconha, munições de calibre .38, e balança de precisão, confirmando a denúncia que no local era praticado o tráfico de drogas, além da exploração sexual. Foram expedidos mandados de prisão e de busca e apreensão, que foram cumpridos na tarde de quarta-feira (23). Cerca de 50 policiais civis da Regional de Arapiraca, ASFIXIA e Grupamento Aéreo participaram da ação. Material apreendido durante a operação em Arapiraca Ascom/PC Veja mais notícias da região no G1 Alagoas