G1 > Acre

    Familiares de detentos em greve de fome protestam na entrada do Tribunal de Justiça e em presídio de Cruzeiro do Sul

    Familiares de detentos em greve de fome protestam na entrada do Tribunal de Justiça e em presídio de Cruzeiro do Sul


    Presos estão em greve de fome desde o dia 13 de agosto e reivindicam revisão de penas vencidas e aumento no horário de visitas íntimas. Ao menos 40 mulheres participaram de ato nesta quinta (16). Mulheres protestaram na frente do Tribunal de...


    Presos estão em greve de fome desde o dia 13 de agosto e reivindicam revisão de penas vencidas e aumento no horário de visitas íntimas. Ao menos 40 mulheres participaram de ato nesta quinta (16). Mulheres protestaram na frente do Tribunal de Justiça e também do Presídio Manoel Neri nesta quinta (16) Divulgação/Polícia Militar de Cruzeiro do Sul Familiares de detentos que estão em greve de fome no Presídio Manoel Neri, em Cruzeiro do Sul, fizeram um protesto nesta quinta-feira (16). Um grupo de ao menos 40 mulheres fechou a entrada do Tribunal de Justiça do município e, após conversar com um juiz, seguiram para a frente do presídio e fecharam as duas entradas do local e a rodovia BR-307. Com cartazes, o grupo pedia informações sobre o andamento das reivindicações feitas pelos presos que estão em greve de fome desde o último dia 13 de agosto em Cruzeiro do Sul e outras cinco unidades do Acre. O tenente da Polícia Militar (PM-AC) Silva Lima acompanhou a ocorrência disse que após a conversa com o juiz as mulheres exigiram falar com a direção do presídio. O fechamento no local ocorreu por volta de 11h e durou cerca de 40 minutos. Alunos que seguiam para a aula decidiram descer do ônibus para passar pela barreira e ir a pé para escola. “Achávamos que após a conversa com o juiz estava tudo resolvido. Quando chegamos na unidade havia um tumulto muio grande de veículos lá. Em outra conversa da PM-AC com as líderes, elas decidiram desbloquear a via. Foram recebidas pela direção da unidade e deixaram o local”, relatou. Familiares pediam informações sobre a situação dos presos que estão em greve de fome desde o dia 13 de agosto Divulgação/Polícia Militar de Cruzeiro do Sul Conversa com a direção Ao G1, a diretora do presídio Manoel Neri, Deyse Januário, informou que os familiares se reuniram próximo à guarita da unidade. O grupo formou uma comissão e pediu para conversar com a direção para saber o andamento das reivindicações e se havia a possibilidade de a situação ser resolvida. Os detentos do município permanecem em greve de fome. “Elas queriam que fossem atendidas as reivindicações dos parentes delas que estão presos, queriam saber se alguma das situações havia sido resolvida. Nada foi cedido, até porque são reivindicações que não dizem respeito diretamente à nossa unidade. Conversamos tranquilamente, explicamos e elas se retiraram”, destacou Deyse. Grupo foi recebido pela direção do presídio e após a conversa deixou o local Airton Rodrigues/Arquivo Pessoal Reivindicações Os presos de quatro pavilhões do Presídio Manoel Neri da Silva, em Cruzeiro do Sul, estão em greve de fome desde o dia 13 de agosto. Os detentos da segunda maior cidade do Acre decidiram aderir ao protesto que teve início em unidades prisionais da capital do estado. Conforme a direção do presídio, nos quatro pavilhões estão 403 presos, integrantes de três organizações criminosas que atuam em Cruzeiro do Sul. Entre as reivindicações apresentadas estão: o aumento do horário da visita íntima e a revisão dos processos dos que estão com penas vencidas. As reivindicações foram encaminhamos ao Poder Judiciário. No interior, os detentos também aderiram ao protesto no Presídio Evaristo de Moraes, em Sena Madureira e Moacir Prado, em Tarauacá. Protesto em Rio Branco Em Rio Branco, na quarta (15), as mulheres de presos fecharam as principais vias da capital pressionando para que as exigências dos presos fossem atendidas. Em nota, o Iapen informou que iria dialogar com as manifestantes, mas não vai cederia às pressões. O Iapen-AC informou que o movimento busca regalias e que o sistema penitenciário avalia as reivindicações, mas deve ceder apenas nos casos em que o pedido esteja previso em lei. Familiares fecharam ruas da capital durante protesto na quarta (15) Aline Vieira/Rede Amazônica Acre
    Alunos protestam e pedem justiça a jovens que morreram após sair de feira agropecuária em Rio Branco

    Alunos protestam e pedem justiça a jovens que morreram após sair de feira agropecuária em Rio Branco


    Caminhada foi feita a pedido dos alunos da Escola João Mariano nesta quinta (16), no bairro Taquari. Amanda, Isabele e Vitor sumiram após saírem da Expoacre no dia 5 de agosto. Dois deles foram achados mortos. Alunos fizeram protesto pedindo paz...


    Caminhada foi feita a pedido dos alunos da Escola João Mariano nesta quinta (16), no bairro Taquari. Amanda, Isabele e Vitor sumiram após saírem da Expoacre no dia 5 de agosto. Dois deles foram achados mortos. Alunos fizeram protesto pedindo paz após morte de colegas que desapareceram ao sair para feira agropecuária Arquivo Pessoal Ao menos 300 alunos da Escola João Mariano fizeram um protesto na tarde desta quinta-feira (16) pedindo paz e justiça pela morte dos adolescentes que desapareceram no último dia 5 de agosto após sair para a última noite da Expoacre, em Rio Branco. Os manifestantes também pediam paz no bairro Taquari, no 2º Distrito da capital, onde moravam os jovens. A concentração da passeata foi feita na frente escola e depois os estudantes seguiram pelas ruas do bairro até o local onde foi achado, no dia 9 de agosto, o corpo de Isabele Silva Lima, de 13 anos. No local, cantaram e fizeram orações. Ao G1, a diretora da instituição, Sônia Amélia, explicou que Isabele e Amanda Gomes, de 13 e 14 anos, estudavam na escola desde o ensino fundamental. Já Vitor Vieira de Lima, de 18 anos, era um ex-aluno. O corpo de Vitor foi achado dois dias após o desaparecimento dentro de um poço no bairro Taquari, onde os três adolesentes moravam. Lima tinha várias perfurações pelo corpo e estava com as mãos amarradas. “É muito chocante uma violência dessa contra pessoas tão novas. Essa passeata aconteceu principalmente a pedindo dos alunos, pois as meninas eram nossas alunas. Os pais da Amanda também participaram. Queremos paz, queremos justiça”, destacou a diretora. Com cartazes, alunos pediram paz e justiça pela morte de estudantes que moravam no bairro Taquari Arquivo Pessoal Os alunos levaram cartazes para as ruas e pediram que o crime não fique impune, outros pediram o fim das tragédias nas vidas dos jovens no Acre. “São nossas alunas desde pequenininhas. Elas moravam perto da escola, conhecemos a família, elas fazem parte da história da escola. Quando falaram que um corpo foi achado foi difícil conter os alunos, todos conheciam a Isabele e ficaram muito tristes. Só queremos paz, chega de tragédias”, pediu. Diretora afirma que passeata foi feita a pedido de estudantes que conheciam Amanda e Isabele. Além disso, Vitor era um ex-aluno da escola Arquivo Pessoal Investigações O coordenador da Delegacia de Homícido e Proteção à Pessoa (DHPP), delegado Rêmulo Diniz, contou que as investigações do caso estão sob sigilo. Diniz apenas detalhou que tem uma equipe destacada exclusivamente para o caso e já foram feitas buscas em três pontos. "Foram pontos indicados via denúncia 181 e buscamos que a população colabore. Não logramos êxito em encontrar nem o corpo e nem a pessoa, mas esperamos que ela esteja viva e estamos em campo", acrescentou. O delegado disse também que continua ouvindo testemunhas e familiares para buscar informações do paradeiro. Diniz não quis falar qual a principal linha de investigação da polícia. "Temos recebido algumas informações desencontradas, mas não podemos descartar nenhuma possibilidade. Trabalhamos com a possibilidade dela estar viva até os últimos instantes. Esperamos ter um desfecho feliz sobre isso", concluiu. Amanda Gomes (esq.), Isabele Lima e Vitor de Lima sumiram no domingo (5) quando saíram para a Expoacre. Vitor e Isabele foram achados mortos dias após o sumiço Arquivo da família
    Após quase 5 meses, família diz ainda não ter notícias do paradeiro de servente geral desaparecido

    Após quase 5 meses, família diz ainda não ter notícias do paradeiro de servente geral desaparecido


    Ismael Delmiro sumiu em março deste ano após retornar de um almoço na Vila do V. Polícia diz que que também não tem informações do paradeiro do servente. Servente Ismael Delmiro está desaparecido desde o mês de março Arquivo da família A...


    Ismael Delmiro sumiu em março deste ano após retornar de um almoço na Vila do V. Polícia diz que que também não tem informações do paradeiro do servente. Servente Ismael Delmiro está desaparecido desde o mês de março Arquivo da família A família do servente geral Ismael Paiva Delmiro, de 34 anos, ainda não tem nenhuma informação do paradeiro dele. O homem desapareceu no mês de março após retornar da Vila do V, interior do Acre, onde tinha almoçado com a família para Rio Branco. Delmiro chegou a ligar para a mulher dele, Maria Vanda, para falar que tinha sido assaltado no Centro da capital acreana, mas que iria logo para casa. Ele não tinha telefone e utilizou o aparelho de uma pessoa na rua. "Teve boatos, mas vamos checar e não dá em nada. Eu e a família dele não paramos, toda semana estamos na delegacia em busca de respostas. A polícia diz que está trabalhando, mas até agora não deu resposta para a família”, contou Maria. O delegado responsável pelo caso, Leonardo Santa Barbara, contou que ouviu diversas testemunhas. Ele confirmou ainda que Delmiro era usuário de drogas. "Os familiares confirmaram que o envolvimento dele era esse. Temos duas informações: a primeira era que estava no Centro, depois em Porto Acre, não tem uma informação certa. A polícia está investigando, mas até agora não tem nada, ele não tinha celular", detalhou. A mulher de Delmiro contou também que foi até o Instituto Médico Legal (IML) saber se a ossada humana encontrada por uma moradora no início do mês é do marido. Ela foi informada que precisa de uma documentação da delegacia que investiga o caso para os familiares fazerem exames de DNA. “O delegado não deu o papel até agora. Precisa desse papel para fazer exames. Não sei como é esse trabalho deles é muito lento. Já faz tanto tempo. A esperança é a última que morre, mas, às vezes não tenho esperança de encontrar ele vivo porque ele nunca ficou sem se comunicar”, lamentou. Maria diz que cobra a quebra do sigilo do telefone usado por Delmiro no último contato com ela. Porém, foi informada que a polícia espera autorização da Justiça. "Acho que já era para o juiz já ter lido o caso dele. Falou que o sigilo ia sim ser quebrado, mas precisava que a Justiça autorizasse Semana passada fui lá [na Justiça] e me disseram que o processo dele ainda está na delegacia. É muito difícil porque corro para um lado e outro”, diz.
    Paciente alega ter sido expulso de hospital no interior do Acre e registra queixa contra dois médicos

    Paciente alega ter sido expulso de hospital no interior do Acre e registra queixa contra dois médicos


    Profissionais negam as acusações. Boletim de ocorrência foi registrado nesta quinta (16) na delegacia de Cruzeiro do Sul. Homem diz que foi expulso ao procurar atendimento no Hospital do Juruá Vanísia Nery/G1 O contador José Francisco França...


    Profissionais negam as acusações. Boletim de ocorrência foi registrado nesta quinta (16) na delegacia de Cruzeiro do Sul. Homem diz que foi expulso ao procurar atendimento no Hospital do Juruá Vanísia Nery/G1 O contador José Francisco França registrou um boletim de ocorrência na delegacia de polícia de Cruzeiro do Sul, nesta quinta-feira (16), contra os médicos Edgar Valente e Ronierisson Sarah, que prestam serviços no Pronto-Socorro do Hospital do Juruá, interior do Acre. Rocha alega que foi tratado de forma agressiva e teria sido expulso do consultório da unidade de saúde ao procurar atendimento na noite de segunda-feira (12). Ele estava com pressão e foi até o hospital acompanhado da mulher, Juliana Lima. Na unidade de saúde, após mais de uma hora de espera, o paciente foi atendido pelo médico Edgar Valente, que teria tratado o casal de forma indelicada. “Meu esposo não podia falar porque ele tava com dificuldades devido a pressão alta e com muita dor no peito, aí, fui falar por ele e o médico mandou eu me calar, abriu a porta da sala para que eu me retirasse. Queria que eu deixasse ele só, sendo que ele não teria condições de responder nenhuma pergunta do médico”, conta Juliana. Após a discussão, o médico encaminhou o paciente para fazer um eletrocardiograma. Com o resultado na mão, o casal teve que aguardar ainda por mais de 2 horas para que o médico retornasse para avaliar o exame. “No caso, o eletro deu alterado. Depois disso ele foi dormir e não retornou mais. Daí, quando procuramos a enfermeira e dissemos que íamos para casa, ela falou que o estado dele era delicado e foi chamar outro médico, que foi o doutor Ronierisson e que foi mais grosso ainda”, alega a mulher. O segundo médico teria ficado alterado e expulsado o paciente da unidade de saúde. “Ele tomou as dores do colega e pediu para o meu esposo se retirar, só porque meu esposo perguntou porque a pressão não queria baixar. Ele falou com ironia: ‘eu acho que você sofreu bem um infarto’. Aí a gente disse que ia procurar nossos direitos e ele falou: ‘pode procurar, fique à vontade’. E disse: ‘é pra sair agora, abriu a porta e expulsou a gente da sala. Literalmente fomos expulsos do hospital”, revolta-se. O paciente procurou atendimento em um consultório particular na terça-feira (13), dia seguinte ao ocorrido. Segundo à família, França continua tendo quadros de pressão alta. Por conta disso, somente nesta quinta-feira (16), o casal compareceu à delegacia para registrar queixa contra os médicos. Os dois médicos informaram em nota que as alegações do casal não são verdadeiras, mas se negam a falar do assunto. Alegam ainda que “a direção do hospital foi comunicada e notificada após terceiros divulgarem as imagens de difamação proferidas pelos reclamantes, colhendo em auditoria interna a versão dos médicos e demais pessoas que estiveram presentes”, diz a nota. Paciente alega ter sido expulso de hospital no interior do Acre e registra queixa contra dois médicos Reprodução/Rede Amazônica Acre
    Patrimônio de candidatos ao Governo do Acre ultrapassa R$ 3,8 milhões

    Patrimônio de candidatos ao Governo do Acre ultrapassa R$ 3,8 milhões


    Gladson Cameli (PP) é o mais rico em bens declarados. Coronel Ulisses (PSL) foi o único que não prestou contas à Justiça Eleitoral até esta quinta-feira (16). Informações estão dispostas no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE)...


    Gladson Cameli (PP) é o mais rico em bens declarados. Coronel Ulisses (PSL) foi o único que não prestou contas à Justiça Eleitoral até esta quinta-feira (16). Informações estão dispostas no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Reprodução/TSE A soma do patrimônio dos candidatos ao Governo do Acre ultrapassa os R$ 3,8 milhões de reais, de acordo com os dados registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), após os pedidos de registros de candidatura. Conforme as informações, o candidato Gladson Cameli (PP) é o mais rico com bens declarados à Justiça Eleitoral, com um montante superior a R$ 2,9 milhões. A maioria dos bens do candidato é de créditos e poupança, aplicações financeiras e veículos. David Hall (Avante) é o candidato com menor patrimônio, com bens declarados em R$ 19 mil. O candidato Coronel Ulysses (PSL) foi o único que não prestou contas à Justiça Eleitoral até esta quinta-feira (16). O segundo candidato com maior soma de bens é Marcus Alexandre (PT), num valor que ultrapassa R$ 600 mil, entre terrenos, casas e outros bens móveis. Em sequência está a candidata Janaina Furtado (Rede), com mais de R$ 275 mil entre veículo e casas. Em relação aos candidatos a vice-governador, a soma entre eles chega a ultrapassar o valor de R$ 1,8 milhão. Emylson Farias (PDT), companheiro de Marcus Alexandre (PT) tem maior patrimônio na ordem de R$732,5 mil. Já Julio Cesar (Rede), vice de Janaina Furtado, declarou bens de R$615 mil e Major Rocha (PSDB), companheiro de Gladson Cameli, possui patrimônio de R$ 540 mil. Os candidatos a vice Ressini Jarude (PSL) e Thiago Gonçalves (Avante) não declararam bens à Justiça Eleitoral até esta quinta-feira (16).
    Cães farejadores são usados em operação de fiscalização na fronteira do Acre

    Cães farejadores são usados em operação de fiscalização na fronteira do Acre


    Cerca de 50 veículos foram abordados no primeiro dia da ação, nesta quarta (15). Fiscalização deve continuar nos próximos dias na fronteira. Fiscalizações devem continuar nos próximos dias na fronteira do estado Divulgação/Polícia Federal...


    Cerca de 50 veículos foram abordados no primeiro dia da ação, nesta quarta (15). Fiscalização deve continuar nos próximos dias na fronteira. Fiscalizações devem continuar nos próximos dias na fronteira do estado Divulgação/Polícia Federal no Acre A Polícia Federal no Acre (PF-AC) e homens da Força Nacional de Segurança fizeram uma ação de fiscalização, nesta quarta-feira (15), na faixa de fronteira próxima a cidade de Epitaciolândia, interior do Acre. São usados cães farejadores durante as ações. A PF-AC informou, nesta quinta (16), que foram fiscalizados 50 veículos apenas na quarta, mas nenhum material ilícito foi encontrado. A ação deve continuar nos próximos dias na fronteira. A polícia acrescentou que a operação compõe a lista de uma série de ações para combater o tráfico de drogas e outros crimes. A polícia destacou que os cães usados nessa ação chegaram recentemente ao estado.
    Mais de 9 mil animais já foram vacinados contra a raiva em Cruzeiro do Sul

    Mais de 9 mil animais já foram vacinados contra a raiva em Cruzeiro do Sul


    Meta é imunizar cerca de 12,5 mil, entre cães e gatos, até o final da campanha de vacinação que ocorre até do dia 22 de agosto Mais de 9 mil animais já forma vacinados em Cruzeiro do Sul Mazinho Rogério/G1 Em 9 dias da campanha de vacinação...


    Meta é imunizar cerca de 12,5 mil, entre cães e gatos, até o final da campanha de vacinação que ocorre até do dia 22 de agosto Mais de 9 mil animais já forma vacinados em Cruzeiro do Sul Mazinho Rogério/G1 Em 9 dias da campanha de vacinação antirrábica, o Centro de Zoonoses de Cruzeiro do Sul, no interior do Acre, já imunizou 9,6 mil animais e a meta é vacinar 12,5 mil cães e gatos até o dia 22 de agosto. Na primeira semana da campanha, as equipes de vacinadores visitaram as comunidades rurais e, desde segunda-feira (13), os agentes do centro atuam na zona urbana do município. A campanha teve início no dia 7 de agosto e, na primeira etapa, atingiu mais de 70% de cobertura vacinal nas comunidades rurais. De acordo com a coordenadora do Centro de Zoonoses, Elmaria Ferreira, o trabalho começou pela área rural por conta do período de estiagem que possibilita o acesso dos vacinadores. “Demos atenção nesse primeiro momento para os ramais, tendo em vista que pode começar o período de chuvas o que tornaria difícil o acesso das equipes. Mas, ainda não atingimos todas as comunidades, por isso, devemos retornar em algumas e visitar aquelas em que o trabalho ainda não foi realizado”, informou Elmaria. De acordo com o médico veterinário Eduardo Dias, que trabalha no Centro de Zoonoses, muitas pessoas ainda resistem em permitir que seu animal de estimação seja vacinado. “É comum as pessoas não deixarem os vacinadores realizar o trabalho, com medo que os animais adoeçam. Na zona rural existe uma lenda de que os animais podem perder o faro e aí vai impedir a caça. Isso é só lenda, não é verdade. Por favor, permitam a vista dos nossos vacinadores para facilitar o nosso trabalho”, esclareceu Dias. Na zona urbana, durante 4 dias, mais de 30% das casas já foram visitadas pelos vacinadores. O Centro de Zoonoses capacitou 11 equipes que trabalham com o objetivo de vacinar 80% de uma população de mais de 12 mil cães e 2.478 gatos. Vacinação ocorre em Cruzeiro do Sul Mazinho Rogério/G1
    Mulher de jovem desaparecido em Rio Branco há seis dias diz que ele estava sendo ameaçado

    Mulher de jovem desaparecido em Rio Branco há seis dias diz que ele estava sendo ameaçado


    Larissa afirma que ficou sabendo por uma amiga nesta quinta-feira (16) que o marido estava recebendo ameaças. Ele sumiu na sexta (10), no KM 7 da Estrada da Transacreana. Manoel Everton Ferreira está desaparecido desde sexta-feira (10) em Rio...


    Larissa afirma que ficou sabendo por uma amiga nesta quinta-feira (16) que o marido estava recebendo ameaças. Ele sumiu na sexta (10), no KM 7 da Estrada da Transacreana. Manoel Everton Ferreira está desaparecido desde sexta-feira (10) em Rio Branco Arquivo pessoal A dona de casa Larissa de Oliveira, de 18 anos, continua sem notícias do marido, que está desaparecido há seis dias, e nesta quinta-feira (16) recebeu a informação de ele estava sendo ameaçado antes de sumir. Ferreira foi visto pela última vez na última sexta (10), quando saiu da casa da irmã no KM 7 da Estrada Transacreana, zona rural de Rio Branco. Inicialmente, Larissa contou que recebeu informação de que o marido teria sido morto a tiros quando bandidos roubaram a motocicleta que ele estava. E agora, a família ficou sabendo que ele estava sendo perseguido por pessoas que queriam matá-lo. “Ficamos sabendo que tinham uns caras atrás dele para matar. Mas, eu não estava sabendo disso, vim saber hoje por uma amiga minha. Não sei por qual motivo estavam atrás dele. Fora isso, não temos mais nenhuma notícia dele”, disse a mulher. A família já procurou por Ferreira em unidades de saúde e até no Instituto Médico Legal (IML) da capital. Ele saiu de casa usando uma camisa vermelha e uma bermuda e não levou o celular. Um boletim de ocorrência foi registrado pelo desaparecimento do rapaz.
    Preso que fugiu de hospital ao pedir para ir ao banheiro é capturado após dois meses

    Preso que fugiu de hospital ao pedir para ir ao banheiro é capturado após dois meses


    Luan Santos de Oliveira foi capturado no bairro Cidade Nova pela Polícia Civil. Ele fugiu do Huerb em junho deste ano. Luan Santos era procurado por roubo, receptação e porte de arma Divulgação/Polícia Civil do Acre Após quase dois meses...


    Luan Santos de Oliveira foi capturado no bairro Cidade Nova pela Polícia Civil. Ele fugiu do Huerb em junho deste ano. Luan Santos era procurado por roubo, receptação e porte de arma Divulgação/Polícia Civil do Acre Após quase dois meses foragido, Luan Santos de Oliveira, de 21 anos, foi capturado nesta quarta-feira (15), no bairro Cidade Nova, em Rio Branco. Oliveira fugiu do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb) após pedir para ir ao banheiro. Na época, o Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC) informou que Oliveira cumpria pena alternativa e foi recolhido por descumprir alguns procedimentos. Porém, a Polícia Civil informou, durante apresentação do rapaz nesta quinta (16), que ele foi preso no mês de junho por assalto , tentou fugir da polícia, caiu de moto e quebrou o braço direito. "Quando menor de idade participou de um latrocínio e outros delitos. Após a maioridade responde por receptação, porte de arma e roubo. Foi preso no dia 18 de junho em razão de um flagrante de roubo, na fuga caiu e foi levado para o Pronto-Socorro. Após três dias conseguiu fugir do local", disse o delegado Sérgio Lopes.
    Após acidente que matou marido, atendente de farmácia está na UTI e precisa de doação de sangue

    Após acidente que matou marido, atendente de farmácia está na UTI e precisa de doação de sangue


    Fátima Nascimento estava de moto com o marido Wandre Afonso quando ocorreu o acidente. Amigos e familiares pedem doação de qualquer tipo sanguíneo. Fátima Nascimento está internada na UTI do Huerb e precisa de bolsas de sangue Arquivo da...


    Fátima Nascimento estava de moto com o marido Wandre Afonso quando ocorreu o acidente. Amigos e familiares pedem doação de qualquer tipo sanguíneo. Fátima Nascimento está internada na UTI do Huerb e precisa de bolsas de sangue Arquivo da família Amigos e familiares da atendente de farmácia Fátima Nascimento iniciaram uma campanha para arrecadar bolsas de sangue para ela. Fátima e o marido Wandre do Nascimento Afonso sofreram um acidente de trânsito na rodovia Via Verde, próximo a Terceira Ponte, em Rio Branco. Afonso morreu no local do acidente. Fátima está internada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb). Homem morreu após acidente em rodovia de Rio Branco envolvendo carro e moto Divulgação/Corpo de Bombeiros O acidente envolveu um carro e uma motocicleta na noite desta quarta-feira (15). Os passageiros que estavam no carro ficaram presos às ferragens e o Corpo de Bombeiros foi acionado para retirar as vítimas. A Polícia Rodoviária Federal no Acre (PRF-AC) informou, nesta quinta (16), que o boletim da ocorrência ainda não está concluído. Ao G1, uma amiga da atendente, que pediu para não ser identificada, falou que Afonso tinha buscado a mulher no Complexo Prisional Francisco d’Oliveira Conde (FOC), onde ela trabalha. O acidente ocorreu quando o casal voltava para casa, no bairro Santa Inês. "Ela fraturou o pé, a bacia e o fêmur. Está internada na UTI precisando de qualquer tipo de sangue. É só falar o nome dela", complementou.
    ‘Tudo é Irrelevante, Hélio Jaguaribe’ e ‘Unicórnio’ são novos filmes exibidos no Cine Teatro Recreio no AC

    ‘Tudo é Irrelevante, Hélio Jaguaribe’ e ‘Unicórnio’ são novos filmes exibidos no Cine Teatro Recreio no AC


    Sessões começam 18h e 19h30 a partir desta quinta-feira (16). Ingressos variam de R$ 7 e R$ 14. Filme Unicórnio é um dos destaques do Cine Teatro Recreio Divulgação A programação do Cine Teatro Recreio em Rio Branco muda a partir desta...


    Sessões começam 18h e 19h30 a partir desta quinta-feira (16). Ingressos variam de R$ 7 e R$ 14. Filme Unicórnio é um dos destaques do Cine Teatro Recreio Divulgação A programação do Cine Teatro Recreio em Rio Branco muda a partir desta quinta-feira (16). Estão em cartaz os filmes “Tudo é Irrelevante, Hélio Jaguaribe”, às 18h, e “Unicórnio”, das 19h30. Os ingressos são vendidos por R$ 7 e R$ 14. O primeiro filme fala da trajetória de vida de Hélio Jaguaribe, um dos maiores cientistas políticos no Brasil, responsável por formular as teorias de um capitalismo autônomo para o país, o nacional-desenvolvimentismo. Um dos nomes que propôs uma integração da América Latina, ele faz parte do grupo que passou a repensar o Brasil desde a década de 1950. Em “Unicórnio”, Maria é uma menina, que está sentada num banco ao lado de seu pai. A conversa que eles tem ali, conduz a narrativa do filme: acompanhamos a história na rústica casa de campo, onde ela mora com a mãe, e aguardam a volta deste mesmo pai. A relação entre Maria e a sua mãe muda com a chegada de um outro homem. Confira a programação completa: Tudo é Irrelevante, Hélio Jaguaribe Onde: Cine Teatro Recreio; Horário: 18h; Quando: a partir de quinta-feira (16) Ingressos: R$ 7 e R$ 14. Unicórnio Onde: Cine Teatro Recreio Horário: 19h30; Quando: a partir de quinta-feira (16); Ingressos: R$ 7 e R$ 14. ‘Tudo é Irrelevante, Hélio Jaguaribe’ é o segundo filme em cartaz no Cine Teatro Recreio Divulgação
    Pais querem arrecadar R$ 10 mil com vaquinha online para custear tratamento de filho diagnosticado com câncer no Acre

    Pais querem arrecadar R$ 10 mil com vaquinha online para custear tratamento de filho diagnosticado com câncer no Acre


    Marcos Henrique, de 2 anos, tem leucemia linfoide aguda e faz tratamento desde abril. Pai vende churrasquinho para pagar medicamentos e exames e por isso família decidiu pedir doações. Pais decidiram fazer campanha online e tentar arrecadar R$ 10...


    Marcos Henrique, de 2 anos, tem leucemia linfoide aguda e faz tratamento desde abril. Pai vende churrasquinho para pagar medicamentos e exames e por isso família decidiu pedir doações. Pais decidiram fazer campanha online e tentar arrecadar R$ 10 mil para pagar tratamento de filho com câncer Reprodução/Vakinha Os pais do pequeno Marcos Henrique, de 2 anos, querem arrecadar R$ 10 mil para custear o tratamento do filho que foi diagnosticado com leucemia linfoide aguda em abril desse ano. O valor vai ser usado para pagar exames e comprar medicamentos que não estejam disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS). A vaquinha foi iniciada na segunda-feira (13) e até terça (14) já havia recebido R$ 550 em doações. A mãe do menino, Quelen Catrine da Costa Magalhçães, de 27 anos, conta que precisou sair do emprego para cuidar de Marcos e a única renda do casal é a venda de churrasquinhos e sanduíches feita pelo marido, Dacildo Menezes da Silva Júnior, de 27 anos. “Sempre têm ressonâncias, consultas, exames e remédios que as vezes faltam no SUS e precisamos comprar. Estou sem trabalhar e meu esposo está se virando em mil. Não temos casa, moramos com a mãe do meu marido. Ele [Júnior] também paga aluguel onde vende os lanches e, ultimamente, devido a tantas coisas, ele não está conseguindo quitar o aluguel”, relata. Pais pedem ajuda com vaquinha online para pagar exames e remédios que não são oferecidos pelo SUS para filho com câncer Arquivo da família Sintomas A família levou a criança ao hospital após Henrique apresentar manchas roxas no corpo e desmaios. Além disso, Quelen conta que o filho era ativo e gostava muito de brincar, mas foi ficando apático e não conseguia mais comer direito. “Ele está fazendo tratamento, mas uma vez faltou um medicamento e agora ele vai recomeçar tudo na Unacon. Um amigo indicou a vaquinha online e isso tem nos ajudado muito”, afirma. Quelen fala ainda que ela e o marido não perdem as esperanças de ver o filho curado e com saúde. Se a meta da campanha for ultrapassada, os pais pretendem doar o valor para ajudar outras crianças vítimas do câncer. “Ele é a nossa vida, eu vivo para ele agora. Tenho fé em Deus que meu filho vai vencer essa luta. Espero que as pessoas nos ajudem, não vamos perder as esperanças nunca”, finaliza a mãe. Marcos Henrique foi diagnosticado com câncer em abril deste ano. Mãe largou o emprego para cuidar do filho e pai sustenta família com venda de churrasquinho e sanduíches Arquivo da família
    Imac aplicou mais de meio milhão de reais em multas devido a queimadas no Acre

    Imac aplicou mais de meio milhão de reais em multas devido a queimadas no Acre


    Dados são de janeiro a 14 de agosto desse ano. Ao todo, foram aplicados 119 autos de infração e termos de embargo de áreas. Ao todo, foram aplicados 119 autos de infração e termos de embargo de áreas de janeiro a 14 de agosto desse...


    Dados são de janeiro a 14 de agosto desse ano. Ao todo, foram aplicados 119 autos de infração e termos de embargo de áreas. Ao todo, foram aplicados 119 autos de infração e termos de embargo de áreas de janeiro a 14 de agosto desse ano Divulgação/Corpo de Bombeiros do Acre Devido ao período de estiagem, o número de queimadas aumentou em todo o Acre. O Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac), aplicou R$ 590 mil em multas após identificar irregularidades. O levantamento das multas levou em consideração os dados de janeiro a 14 de agosto desse ano. Conforme o diretor-presidente do instituto, Paulo Viana, foram aplicados cerca de 119 autos de infração e termos de embargo de áreas. Com o embargo, os donos dessas áreas ficam impedidos, entre outros problemas, de realizar financiamentos. Viana ressalta que a fiscalização deve ficar cada vez mais forte nos próximos dias. “Até o final de agosto as ações de fiscalização nas áreas de maior criatividade, de Sena Madureira à Tarauacá, serão intensificadas. Além disso, iremos intensificar as ações de educação ambiental para uso alternativo do fogo. Temos também a reunião semanal da sala de situação sediada no corpo de bombeiros”, disse Viana.
    Com chuva, público da procissão do Novenário em Cruzeiro do Sul cai 74% em relação ao ano passado

    Com chuva, público da procissão do Novenário em Cruzeiro do Sul cai 74% em relação ao ano passado


    Foram 10 mil pessoas percorrendo as ruas da cidade. Padre diz que chuva não atrapalhou o momento de fé. Foram 10 mil pessoas acompanhando a imagem de Nossa Senhora da Glória em Cruzeiro do Sul Ismael Medeiros/G1 A procissão de encerramento do...


    Foram 10 mil pessoas percorrendo as ruas da cidade. Padre diz que chuva não atrapalhou o momento de fé. Foram 10 mil pessoas acompanhando a imagem de Nossa Senhora da Glória em Cruzeiro do Sul Ismael Medeiros/G1 A procissão de encerramento do Novenário de Nossa Senhora da Glória, em Cruzeiro do Sul, teve que enfrentar a chuva na noite desta quarta-feira (15). O evento, que reuniu no ano passado em torno de 38 mil pessoas, este ano contou com público 74% menor. De acordo com a Polícia Militar, cerca de 10 mil fiéis participaram da romaria. A previsão para início da procissão era às 18h, logo após a missa celebrada na igreja matriz da cidade. No entanto, devido à forte chuva, parte da tarde e início da noite desta quarta-feira (15), a caminhada só teve início às 20h. A maioria dos romeiros utilizou guarda-chuva para se proteger e acompanhar a imagem de Nossa Senhora da Glória, que percorreu dois quilômetros pelas ruas da segunda maior cidade do Acre. Muitos católicos foram à procissão, considerada pela igreja como a segunda maior festa religiosa da região Norte, para pagar promessas por acreditar que tiveram seus pedidos atendidos por interseção da santa. A produtora rural Zeneide Fociz saiu do ramal 3, do Projeto de Assentamento Santa Luzia, distante 70 quilômetros da cidade, segundo ela, para agradecer pela cura recebida. “Estava com três anos com uma dor na perna que não parava de doer. Até que um dia me deu vontade de pedir uma ajuda à Nossa Senhora, que se ela me botasse boa, enquanto eu tivesse vida ia participar da procissão. Por isso estou aqui”, disse a devota que caminhou descalça e vestida de branco. A aposentada Josefa Ponce, de 80 anos, é voluntária da igreja na organização do novenário há meio século. Para ela, mesmo com a chuva e um público abaixo do esperado, foi um momento de muita emoção. “É muita fé, muito prazer, uma emoção enorme em poder trabalhar há tanto tempo na igreja e ainda ter forças para participar de um momento como esse”, afirmou. Durante o novenário, que teve início no dia 5 deste mês, a cidade de Cruzeiro do Sul recebeu um grande número de turistas. O aposentado Euzaniro Melo mora em Rio Branco e participou dos últimos cinco dias do evento. “Sigo o costume da minha mãe que esteve aqui, em uma cadeira de rodas, até o último ano da vida dela. Eu decidi vir, principalmente para homenageá-la”, destacou Melo, que caminhou com uma câmera na mão tirando fotos e produzindo vídeos para enviar para a família na capital. Para o bispo da Diocese de Cruzeiro do Sul, Dom Mosé Pontello, mesmo com o público reduzido e com a chuva que moderou somente nos momentos finais da procissão, a festa religiosa não perdeu o brilho. “O pessoal não teve medo, foi em frente. Mesmo os padres, os bispos, todo mundo tomou chuva e, por isso, estou feliz com a festa. Foi muito bom. Uma grande demonstração de fé” - comemorou o religioso. A procissão marcou o último dia das comemorações do centenário do Novenário de Nossa Senhora da Glória. Logo após as celebrações, o público se reuniu em frente a igreja para assistir ao show do padre Delair Cuerva, que durou até as 22 h. Procissão encerrou centários de Nossa Senhora da Glória Mazinho Rogério/G1
    Em greve de fome, presos exigem revisão de penas vencidas e aumento no horário de visitas íntimas em Cruzeiro do Sul

    Em greve de fome, presos exigem revisão de penas vencidas e aumento no horário de visitas íntimas em Cruzeiro do Sul


    Movimento iniciou em seis unidades do estado nesta segunda-feira (13). Reivindicações foram escritas à mão. Em greve de fome, mais de 400 presos exigem revisão de processos com penas vencidas em Cruzeiro do Sul Mazinho Rogério/G1 Os presos de...


    Movimento iniciou em seis unidades do estado nesta segunda-feira (13). Reivindicações foram escritas à mão. Em greve de fome, mais de 400 presos exigem revisão de processos com penas vencidas em Cruzeiro do Sul Mazinho Rogério/G1 Os presos de quatro pavilhões do Presídio Manoel Neri da Silva, em Cruzeiro do Sul, estão em greve de fome desde segunda-feira (13). Os detentos da segunda maior cidade do Acre decidiram aderir ao protesto que teve início em unidades prisionais da capital do estado. Em papel escrito, representantes dos presidiários apresentaram suas reivindicações aos diretores da unidade. De acordo com a direção do presídio, nos quatro pavilhões estão 403 presos, integrantes de três organizações criminosas que atuam em Cruzeiro do Sul. Todos se negam em fazer as três refeições que são servidas por dia – café da manhã almoço e janta. A diretora da penitenciária, Deisy Januário, disse que um grupo de representantes dos presos foi ouvido pela equipe de segurança, ainda na segunda-feira (13) e apresentou um documento com as reivindicações que foi encaminhado à Vara de Execuções Penais. “Entre as reivindicações apresentadas estão: o aumento do horário da visita íntima e a revisão dos processos dos que estão com penas vencidas. Nós encaminhamos ao Poder Judiciário”, disse. Ainda de acordo com a diretora, os detentos de Cruzeiro do Sul já afirmaram que continuam em greve de fome em apoio ao protesto dos presos de Rio Branco. “Eles aqui informam que estão mais apoiando as reivindicações de Rio Branco, porque na unidade aqui a situação está bem tranquila”, destacou. Mesmo com a greve, as refeições são colocadas à disposição dos detentos todos os dias. Somente após a direção ser informada, pelos próprios detentos, que eles não se servirão, os alimentos estçai sendo levados para instituições de caridade. Atualmente o presídio Manoel Neri da Silva está com 748 presidiários. No interior, os detentos também aderiram ao protesto no Presídio Evaristo de Moraes, em Sena Madureira e Moacir Prado, em Tarauacá. Em Rio Branco, na quarta, as mulheres de presos fecharam as principais vias da capital pressionando para que as exigências dos presos fossem atendidas. Em nota, o Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen) informou que vai dialogar com as manifestantes, mas não vai ceder às pressões. “Não se curvará às pressões exercidas em consequência das medidas postas em prática e que visam a segurança das unidades prisionais”, destacou. Marmitas estão sendo levadas para entidades carentes do estado, diz direção Mazinho Rogério/G1
    Sine oferta 17 vagas de emprego para Rio Branco nesta quinta-feira (16); veja a lista

    Sine oferta 17 vagas de emprego para Rio Branco nesta quinta-feira (16); veja a lista


    Há vagas para nutricionista e manicure. Candidatos interessados devem comparecer no Sine, que fica no Bosque, em Rio Branco. Há vagas para operador de telemarketing em Rio Branco Reprodução EPTV O Sistema Nacional de Emprego do Acre (Sine)...


    Há vagas para nutricionista e manicure. Candidatos interessados devem comparecer no Sine, que fica no Bosque, em Rio Branco. Há vagas para operador de telemarketing em Rio Branco Reprodução EPTV O Sistema Nacional de Emprego do Acre (Sine) disponibiliza 28 vagas para diversas áreas nesta quinta-feira (16) na capital acreana. Os candidatos interessados devem comparecer pessoalmente à instituição, localizada na Avenida Getúlio Vargas, n°1.670, em Rio Branco. O candidato à vaga deve atualizar o seu cadastro no Sine. Aqueles que não tiverem cadastro na instituição, devem levar os seguintes documentos: Carteira de Trabalho, Identidade/CPF, Título de Eleitor, comprovante de escolaridade e de endereço. As vagas são rotativas, ou seja, são disponibilizadas para o dia, podendo não estar mais disponíveis para o dia seguinte. O Sine se responsabiliza por encaminhar cinco pessoas, no perfil solicitado pelo empregador, para que ele possa escolher qual vai preencher a vaga. O cidadão pode verificar se a vaga ainda está disponível através do telefone 0800 647 8182. Sine Acre oferta 17 vagas de emprego nesta quinta-feira (16) Sine Acre/Divulgação
    Frente fria de fraca intensidade continua no Acre nesta quinta-feira (16), prevê Sipam

    Frente fria de fraca intensidade continua no Acre nesta quinta-feira (16), prevê Sipam


    Previsão é de um dia nublado e chuvoso no oeste do estado. Frente fria de fraca intensidade permanece no Acre nesta quinta-feira (16) Jhonatas Fabricio/Arquivo pessoal A friagem ainda atua no Acre nesta quinta-feira (16). A previsão é de um dia...


    Previsão é de um dia nublado e chuvoso no oeste do estado. Frente fria de fraca intensidade permanece no Acre nesta quinta-feira (16) Jhonatas Fabricio/Arquivo pessoal A friagem ainda atua no Acre nesta quinta-feira (16). A previsão é de um dia nublado e chuvoso no oeste do estado. Nas demais áreas e na capital, o dia ainda começa nublado, mas aos poucos o tempo abre e não há previsão de chuva. Apesar da friagem ser de fraca intensidade, o sistema vai garantir um dia agradável em todo o estado, atenuando o forte calor dos últimos dias. Há possibilidade de que ocorram grandes volumes de chuva em todo o oeste do Acre. Confira as temperaturas em todas as regiões: Alto Acre Em Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia e Xapuri, as temperaturas oscilam entre a mínima de 19°C e a máxima de 27°C. Baixo Acre Mínima de 20°C e máxima de 28°C são as temperaturas registradas em Acrelândia, Bujari, Capixaba, Plácido de Castro, Porto Acre, Senador Guiomard e Rio Branco. Vale do Juruá Já em Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Marechal Thaumaturgo, Porto Walter e Rodrigues Alves os termômetros ficam entre 22°C e 27°C. Vale do Purus Em Manoel Urbano, Santa Rosa do Purus e Sena Madureira faz entre 21º C e 28°C. Vale do Tarauacá/Envira Por fim, em Feijó, Jordão e Tarauacá a variação de temperatura fica entre a mínima de 22°C e a máxima de 26°C.
    Denúncia aponta que prefeito teria direcionado licitações no interior do AC e MP investiga o caso

    Denúncia aponta que prefeito teria direcionado licitações no interior do AC e MP investiga o caso


    Prefeito, secretário de governo e procurador jurídico do município teriam direcionado processo licitatório para favorecer empresas. Portaria foi publicada na segunda-feira (13) no Diário do MP-AC. MP-AC investiga suposta prática de crimes em...


    Prefeito, secretário de governo e procurador jurídico do município teriam direcionado processo licitatório para favorecer empresas. Portaria foi publicada na segunda-feira (13) no Diário do MP-AC. MP-AC investiga suposta prática de crimes em licitações pelo prefeito de Senador Guiomard Arquivo pessoal O Ministério Público do Acre instaurou um procedimento investigatório criminal para averiguar suposta prática de crime em licitações públicas cometidas pelo prefeito André Luiz Maia de Senador Guiomard, no interior do estado. A portaria foi publicada na edição de segunda-feira (13) do Diário Eletrônico do MP-AC. Ao G1, o advogado Wellington Silva, da defesa do prefeito André Maia, informou que o prefeito nega as acusações e que as denúncias se tratam de uma questão político-partidária. Segundo ele, Maia repudia as pessoas utilizarem de má fé. “O prefeito se sente à vontade para responder e para deixar o poder judiciário e Ministério Público fazer seu papel, porque ele acredita na autonomia e independência das instituições. Ele está muito convicto que toda e qualquer ação praticada na prefeitura é seguindo os preceitos legais, não há qualquer ingerência no sentido de fazer mal-uso das verbas públicas”, disse Silva. Conforme o documento, a notícia, encaminhada pela Promotoria de Justiça Criminal daquele município, chegou à Procuradoria Especializada no dia 7 de julho deste ano. A portaria determina o prazo de 90 dias para a conclusão das investigações. Na denúncia, constava que o prefeito, junto com o secretário de governo e o procurador jurídico do município “unidos por laços de amizade”, teriam direcionado processo licitatório e processos de dispensa de licitação para favorecerem cinco empresas. Para a investigação, o MP-AC determina que sejam coletadas informações, depoimentos, certidões e relatórios. A portaria estabelece que a prefeitura seja oficializada e que envie, em um prazo de dez dias, cópia dos processos de licitação que teriam sido fraudados.
    Bomba flutuante é instalada em açude para reforçar combate a incêndio que já dura mais de 20 dias em aterro no Acre

    Bomba flutuante é instalada em açude para reforçar combate a incêndio que já dura mais de 20 dias em aterro no Acre


    Corpo de Bombeiros quer aumentar ainda mais o volume de água usado para fazer o resfriamento do local. Incêndio começou em 25 de julho em um aterro de resíduos sólidos de Rio Branco. Após mais de 20 dias, Corpo de Bombeiros continua combatendo...


    Corpo de Bombeiros quer aumentar ainda mais o volume de água usado para fazer o resfriamento do local. Incêndio começou em 25 de julho em um aterro de resíduos sólidos de Rio Branco. Após mais de 20 dias, Corpo de Bombeiros continua combatendo incêndio em aterro Uma bomba flutuante foi instalada nesta quarta-feira (15) em um açude para reforçar o combate ao incêndio que já dura 21 dias no aterro de resíduos sólidos na Estrada Transacrena, em Rio Branco. O equipamento foi instalado pelo Corpo de Bombeiros em um balneário próximo ao aterro. As equipes usam mais de 300 mil litros de água por dia para tentar combater o fogo. Além dos caminhões dos bombeiros, três carros-pipas da Prefeitura de Rio Branco auxiliam no combate ao fogo que começou no dia 25 de julho. O major Cláudio Falcão explica que duas viaturas quebraram devido ao esforço no combate ao fogo. “O açude fica próximo e estamos bombeando essa água para aumentar esse volume de água e tentar combater o incêndio. Há lugares no aterro que chegam a 30 metros de altura, então precisamos de uma potência muito grande, de, por exemplo, três galões por segundo, ou não é possível alcançar a altura”, explica. Chuva complicou situação Ainda conforme Falcão, a chuva registrada na capital nesta quarta (15) ajudou, mas não resolveu o problema. Além disso, acabou deixando o aterro enlameado e dificultando a movimentação dos caminhões com água. A previsão é que ainda leve mais de 20 dias para que toda a situação seja contida e cheguem ao ponto de origem do incêndio. “A queima ali é em profundidade. Nós temos o controle do incêndio, é evidente, mas não temos a extinção. Por isso estamos diariamente fazendo esse combate para poder minimizar a questão da fumaça e chegar ao ponto de origem. Porém, o material é muito inflamável que não exala chama por conta do resfriamento, mas queima lentamente e não apaga com facilidade”, lamenta. Além dos caminhões dos bombeiros, três carros-pipas da Prefeitura de Rio Branco auxiliam no combate ao fogo que começou no dia 25 de julho Divulgação/Corpo de Bombeiros 50% da fumaça foi dissipada O coronel do Corpo de Bombeiros, Charles da Silva, afirma que já conseguiram dissipar 50% da fumaça no local, mas que ainda há pontos de emissão. No aterro podem ser despejados resíduos de construção civil, restos de podas de árvores e os resíduos de limpezas feitas nos bairros. “Em virtude do clima não foi possível dissipar totalmente. Esse é um local que vamos ter a emissão de fumaça devido a tipo de material despejado. Esse material está todo por baixo de areia e barro, então o que acontece é que ele começa a queimar em superfície e em profundidade e emitindo a fumaça que causa grande incômodo”, destaca. A inalação da fumaça pode causar riscos, conforme o coronel. Ele destaca que as crianças e idosos são os que mais sofrem. Por isso, as equipes no local usam o equipamento de proteção individual (EPI). “A fumaça causa irritação nos olhos, é um dos primeiros sintomas, mas também há incômodo geral como qualquer fumaça. As pessoas que infelizmente inalarem esse tipo de material podem ter problemas respiratórios entre outras coisas. Usamos o EPI para que consigamos trabalhar gradualmente todos os dias”, ressalta. Equipes usam até sete caminhões-pipas por dia para tentar conter chamas Guilherme Barbosa/Rede Amazônica Acre
    Homem morre e passageiros ficam presos às ferragens em acidente entre carro e moto em rodovia de Rio Branco

    Homem morre e passageiros ficam presos às ferragens em acidente entre carro e moto em rodovia de Rio Branco


    Acidente ocorreu na noite desta quarta (15) na Via Verde. Samu e BPTrans também foram acionados. Homem morreu após acidente em rodovia de Rio Branco envolvendo carro e moto Divulgação/Corpo de Bombeiros Wandre do Nascimento Afonso morreu na noite...


    Acidente ocorreu na noite desta quarta (15) na Via Verde. Samu e BPTrans também foram acionados. Homem morreu após acidente em rodovia de Rio Branco envolvendo carro e moto Divulgação/Corpo de Bombeiros Wandre do Nascimento Afonso morreu na noite desta quarta-feira (15) após um acidente de trânsito envolvendo um carro e uma moto na rodovia Via Verde, próximo à Terceira Ponte, em Rio Branco. Os veículos teriam colidido. Outros passageiros que estavam no carro ficaram presos às ferragens e o Corpo de Bombeiros foi acionado para retirar as vítimas. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e o Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTrans) também foram encaminhados ao local. Corpo de Bombeiro foi acionado para retirar vítimas que ficaram presas às ferragens Divulgação/Corpo de Bombeiros
    Mãe procura por jovem que saiu de casa para ir na casa de namorado e sumiu em Rio Branco

    Mãe procura por jovem que saiu de casa para ir na casa de namorado e sumiu em Rio Branco


    Thayná Pinheiro de Araújo, de 23 anos, saiu de casa na sexta-feira (10) no bairro Defesa Civil para passar final de semana na casa do namorado no Recanto dos Buritis. Thayna Pinheiro de Araújo está sumida desde sexta-feira (10) em Rio...


    Thayná Pinheiro de Araújo, de 23 anos, saiu de casa na sexta-feira (10) no bairro Defesa Civil para passar final de semana na casa do namorado no Recanto dos Buritis. Thayna Pinheiro de Araújo está sumida desde sexta-feira (10) em Rio Branco Arquivo pessoal A dona de casa Rosa Maria Pinheiro, de 46 anos, procura por notícias da filha que está desaparecida desde o último dia em Rio Branco. Thayná Pinheiro de Araújo, de 23 anos, saiu de casa no bairro Defesa Civil para passar final de semana na casa do namorado no Recanto dos Buritis e não retornou. A mãe conta que só viu o namorado de Thayná uma vez e que não sabe o endereço completo do rapaz. Segundo ela, a família já procurou por todos os lugares que imaginava, inclusive no bairro onde a jovem disse que iria. “Ela saiu aqui de casa dizendo que ia para a casa desse namorado que conheceu não está nem com um mês. Foi para voltar na segunda [13] e até hoje nada. A gente tenta ligar para o celular dela, mas só está desligado desde sábado [11]. Não tenho nenhuma notícia, ninguém fala nada. Acabei de chegar do bairro Recanto dos Buritis, levei foto dela e ninguém viu”, disse a mãe. A jovem, segundo a mãe, não costuma ficar muitos dias sem dar notícias. “Final de semana retrasado ela foi para lá, mas voltou logo e atendia o telefone. Agora, estamos preocupados, porque ela não atende de jeito nenhum, está desligado e a última visualização foi às 14h de sábado [11]”, afirmou Rosa.
    Familiares de presos em greve de fome fecham ruas de acesso ao Centro de Rio Branco em protesto

    Familiares de presos em greve de fome fecham ruas de acesso ao Centro de Rio Branco em protesto


    Avenida Ceará, Marechal Deodoro, Rui Barbosa, entre outras, estão interditas desde a manhã desta terça (15). Iapen-AC disse que está em diálogo com os familiares e deve receber uma comissão para conversar. Familiares de presos fecham avenida...


    Avenida Ceará, Marechal Deodoro, Rui Barbosa, entre outras, estão interditas desde a manhã desta terça (15). Iapen-AC disse que está em diálogo com os familiares e deve receber uma comissão para conversar. Familiares de presos fecham avenida em protesto Familiares dos detentos que estão em greve de fome fecharam as ruas que dão acesso ao Centro de Rio Branco em protesto, na manhã desta terça-feira (15). Equipe da Superintendência de Transportes e Trânsito de Rio Branco (RBTrans) estão no local para tentar desviar os veículos para outras vias. Os parentes exigem a presença de representantes do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC) e da Vara de Execuções Penais. Avenida Ceará, Marechal Deodoro, Rua Rui Barbosa estão interditadas. O Iapen-AC disse que em diálogo com os manifestantes e deve receber uma comissão de representantes. Porém, não vai recuar por pressão nas medidas que visam a segurança das unidades. A greve de fome dos detentos de seis presídios do Acre já dura 48h. O Iapen-AC informou que o movimento busca regalias e que o sistema penitenciário avalia as reivindicações, mas deve ceder apenas nos casos em que o pedido esteja previso em lei. O movimento dos presos foi deflagrado nas unidades Francisco d’Oliveira Conde, presídio de segurança máxima Antônio Amaro e Unidade Feminina, em Rio Branco. No interior, os detentos também aderiram ao protesto no Presídio Evaristo de Moraes, em Sena Madureira, Moacir Prado, em Tarauacá e Manoel Néri, em Cruzeiro do Sul. Ruas que dão acesso ao Centro da capital acreana estão fechadas devido ato Aline Vieira/Rede Amazônica Acre “Não estamos aqui em busca de sexo, como estão postando nas redes sociais, estamos atrás dos direitos que são da gente como visitantes deles. Quando falamos que vamos para o presídio já saímos de casa ciente que vai para o inferno. Tem agente que trata a gente direito, mas muitos oprimem as visitas. Agora inventaram também, além do raio-x, de cutucar a comida. O raio-x não está lá para isso? Não precisa disso”, reclamou Shirlei Lopes. Entre as reivindicações está ainda a instalação de um bebedouro para as visitantes. Segundo Shirley, os familiares chegam a ficar de três horas na fila sem tomar água. “Penal virou uma verdadeira bagunça. Precisam entender que o preso é do Estado não é de agente e de diretor. Os agentes estão lá fazendo o trabalho deles, não estão fazendo nenhum favor para nós e não é assim”, reclamou. Marcilene Souza também está no ato com as demais parentes. Ela alega que o presídio não oferece estrutura para receber as visitas, e afirmou que a comida entregue para os detentos chegam estragada no presídio. "Ficamos em um pátio escolar, na chuva, no sol, as comidas ficam jogadas e só têm duas mesas. Queremos pegar visita na cela. As comidas estão indo estragadas para eles, a água que fornecem lá está adoecendo os presos. Todos os presos, a maioria, está doente com tuberculose, não tem saúde, a família que tem que levar o medicamento para eles. Não tem dentista. Não temos reivindicando visita íntima, só queremos os direitos dos esposos que estão lá. Já está passando por limite", acrescentou. Frota de ônibus está parada devido protesto de familiares Aline Vieira/Rede Amazônica Acre O superitendente da RBTrans, Gabriel Forneck, contou que toda frota de ônibus está parada devido o ato. Os manifestantes fecharam as principais ruas que dão acesso ao Centro do município. As equipes tentam buscar soluções para que a frota volte a funcionar parcialmente. "A orientação é não vim para o Centro nesse momento. A gente está tentanto redimensionar como vamos fazer a distribuição das linhas de ônibus. Todas as linhas estão prejudicadas no momento porque não conseguimos fazer os desvios corretos. Está chegando mais reforços para a gente fazer o desvio pelo Bosque, Aviário e Segundo Distrito fazer o retorno dos ônibus", argumentou.
    No Acre, sete detentos que fugiram de presídio por buraco em cela continuam foragidos

    No Acre, sete detentos que fugiram de presídio por buraco em cela continuam foragidos


    Ao todo, 15 detentos fugiram da Unidade Prisional de Feijó na madrugada de domingo (12). Iapen informou que buscas continuam para localizar os demais presos. Detentos fizeram buraco em cela e fugiram do presídio de Feijó Divulgação/Iapen-AC Sete...


    Ao todo, 15 detentos fugiram da Unidade Prisional de Feijó na madrugada de domingo (12). Iapen informou que buscas continuam para localizar os demais presos. Detentos fizeram buraco em cela e fugiram do presídio de Feijó Divulgação/Iapen-AC Sete dos 15 detentos que conseguiram fugir da Unidade Prisional de Feijó, no interior do Acre, no domingo (12), seguem foragidos até esta quarta-feira (15). A informação foi confirmada pelo diretor do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC), Aberson Carvalho. O Iapen-AC afirma que continua as buscas para recapturar o restante dos foragidos. Conforme Carvalho, somente na terça (14), foram encontrados cinco presos. “Oito já foram recapturados, três no primeiro dia e mais cinco ontem {terça,14]. No primeiro dia, um deles se entregou e um outro foi a mãe que entregou. As buscas continuam sendo feitas para localizarmos todos os foragidos”, disse o diretor. Os 15 detentos fugiram na madrugada de domingo (12) após fazerem um buraco em uma das celas da unidade e pularem o muro. Os 15 presos dividiam a mesma cela. O Iapen informou que um inquérito administrativo já foi aberto para apurar as circunstâncias em que ocorreu a fuga. Os presos que continuam foragidos são: José Francisco Lima da Silva Elieuson Melo de Sousa Júnior Pereira da Silva Jonas de Oliveira Ferreira André Moura Silva Cleyton da Silva Castro Sousa e Sousa
    Trio é preso em Rio Branco suspeito de roubar e vender veículos na Bolívia

    Trio é preso em Rio Branco suspeito de roubar e vender veículos na Bolívia


    Suspeitos fazem parte de uma quadrilha, que tinha como líder homem procurado pela Interpol. Prisão em Rio Branco ocorreu na terça nos bairros Belo Jardim e Recanto dos Buritis. Três suspeitos presos em Rio Branco foram apresentados na Delegacia...


    Suspeitos fazem parte de uma quadrilha, que tinha como líder homem procurado pela Interpol. Prisão em Rio Branco ocorreu na terça nos bairros Belo Jardim e Recanto dos Buritis. Três suspeitos presos em Rio Branco foram apresentados na Delegacia da 3ª Regional Divulgação/Polícia Civil do Acre Três pessoas foram presas em Rio Branco por roubo de carros e organização criminosa, na terça-feira (14). Segundo a Polícia Civil, o trio faz parte de uma quadrilha que vendia os veículos na Bolívia. Ao todo, eram investigados seis pessoas, sendo que duas foram presas por outros crimes e estão no Complexo Prisional Francisco d’Oliveira Conde (FOC), e o chefe do grupo foi detido em Rondônia (RO). Ainda segundo a polícia, Pedro dos Santos, conhecido como P.J, era líder da organização e tinha um mandado de prisão expedido pela Interpol. Ele era procurado por ajudar no roubo de armas de uma delegacia da Bolívia. Santos está preso na cidade de Costa Marques, no estado rondoniense. Calebe Silva de Freitas, Jonas Bonfim da Silva e Paulo Antônio Barbosa da Silva estavam escondidos nos bairros Belo Jardim e Recanto dos Buritis, na capital acreana. Segundo o delegado Marcos Cabral, responsável pelo caso, as investigações iniciaram após o roubo de uma caminhonete na zona rural de Senador Guiomard, interior do Acre. “Constatamos a participação desses elementos que roubavam os veículos em ramais e levavam para a Bolívia. Lá pegam parte em dinheiro, outra parte em drogas ou até mesmo armamento”, falou. Ainda segundo a polícia, os envolvidos identificados no esquema que estão no FOC foram presos por roubo e homicídios. Cabral falou que P.J. se apresentava como estudante de medicina para despitar a polícia. Ele foi detido em uma ação da polícia no início da semana. "O indivíduo preso em Rondônia é um dos líderes para fazer as transações dos trâmites, se apresentava como estudante de medicina, mas, na verdade, praticavam esses crimes com os criminosos", destacou.
    Presos do Acre continuam em greve de fome e alimentos são doados a casas de recuperação

    Presos do Acre continuam em greve de fome e alimentos são doados a casas de recuperação


    Greve de fome foi iniciada na segunda-feira (13) em seis presídios do estado. Eles reivindicam melhores condições nos presídios e mudanças nas regras de visitas. Alimentos foram doados para centros de recuperação e comunidades...


    Greve de fome foi iniciada na segunda-feira (13) em seis presídios do estado. Eles reivindicam melhores condições nos presídios e mudanças nas regras de visitas. Alimentos foram doados para centros de recuperação e comunidades carentes Divulgação/Sindapen Com a greve de fome dos presos de seis unidades prisionais do estado desde segunda-feira (13), os alimentos estão sendo doados para centros de recuperação e comunidades carentes. Os detentos reivindicam melhores condições nos presídios e mudanças nas regras de visitas. Conforme o diretor do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC), Aberson Carvalho, os detentos continuam com a greve de fome nesta quarta-feira (15). O Sindicato dos Agentes Penitenciários do Acre (Sindapen) informou que os presos estão se negando a comer as três refeições que são oferecidas diariamente pelas direções dos presídios, que são o café, almoço e janta. Somente na capital acreana, Rio Branco, estão sendo doados cerca de 3,5 mil itens de cada refeição, que incluem pães, café e leite pela manhã e marmitas durante o almoço e jantar. Conforme o sindicato, os alimentos foram doados à “Casa de Recuperação Reconstruindo Vidas para o Reino de Deus” e à “Associação Beneficente Caminhos de Luz”, que oferecem tratamento a dependentes químicos. Além de serem entregues em comunidades carentes próximas aos centros de recuperação. Carvalho afirmou que o movimento busca regalias e que o sistema penitenciário avalia as reivindicações, mas deve ceder apenas nos casos em que o pedido esteja previso em lei. A greve de fome foi deflagrada nas unidades Francisco d’Oliveira Conde, presídio de segurança máxima Antônio Amaro e Unidade Feminina, em Rio Branco. No interior, os detentos também aderiram ao protesto no Presídio Evaristo de Moraes, em Sena Madureira, Moacir Prado, em Tarauacá e Manoel Néri, em Cruzeiro do Sul. Greve de fome foi iniciada na segunda-feira (13) por detentos de seis presídios do estado Divulgação/Sindapen Reivindicações Os presos pedem visitas íntimas a cada 15 dias e a volta da visita de ‘amigas' que ocorriam todos os finais de semana e agora são liberadas apenas uma vez por mês. As detentas também exigem receber a visita dos maridos. Além disso, os chefes de facções que cumprem pena no Regime Disciplinar Diferenciado (RDD) no Presídio de Segurança Máxima Antônio Amaro, em Rio Branco, pedem acesso à televisão, rádio e ventilador. Outra exigência é um tempo maior das visitas familiares e que ocorram a cada 15 dias. O diretor destaca que o direito à visita é garantido por lei à criança e não ao reeducando.
    Quatro são presos e três adolescentes apreendidos suspeitos de matar homem em bairro de Rio Branco

    Quatro são presos e três adolescentes apreendidos suspeitos de matar homem em bairro de Rio Branco


    Rapaz foi morto no bairro Bahia Nova com ao menos sete tiros. Suspeitos foram presos na região do Segundo Distrito de Rio Branco. Waldiney Aguiar morreu na noite desta terça-feira (14) no bairro Bahia Nova Arquivo pessoal Sete pessoas foram levadas...


    Rapaz foi morto no bairro Bahia Nova com ao menos sete tiros. Suspeitos foram presos na região do Segundo Distrito de Rio Branco. Waldiney Aguiar morreu na noite desta terça-feira (14) no bairro Bahia Nova Arquivo pessoal Sete pessoas foram levadas para a delegacia suspeitas de matar Waldiney Braga de Aguiar com ao menos sete tiros na Rua Santa Rita, bairro Bahia Nova, em Rio Branco, na noite desta terça-feira (14). Entre os envolvidos estão três adolescentes, duas mulheres e dois homens. O grupo trocou tiros com a polícia na fuga na região do Segundo Distrito da capital acreana. A Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) informou que a vítima andava de bicicleta quando foi assassinada. Segundo a polícia, um dos suspeitos disparou duas vezes em Aguiar de dentro do carro. Logo após, uma segunda pessoa desceu do veículo e disparou outras vezes contra ele. “Segundo o que foi apurado inicialmente, eles procuravam uma vítima, foram em um bairro em que há maior domínio da facção rival e escolheram a vítima”, explicou o coordenador da DHPP, delegado Rêmulo Diniz. Vítima pode ter sido escolhida aleatoriamente Diniz falou também que, possivelmente, Aguiar foi morto inocentemente. Ele diz que o grupo pode ter escolhido a vítima aleatoriamente e decido matar apenas por morar em um bairro dominado pela facção rival. “Estamos levantando ainda a vida pregressa da vítima”, acrescentou. Ainda segundo a polícia, o grupo estava em um carro roubado e com duas armas. Após matar a vítima, os suspeitos fugiram para o Segundo Distrito da capital acreana, onde foi localizado pela Polícia Militar do Acre (PM-AC). "Instantes após ser notificada, a DHPP iniciou as investigações e conseguiu identificar a placa do carro utilizado no crime. Foi difundido pelas redes sociais e em grupos fechados e tivemos a ajuda do empenho e o trabalho corajoso do 2º Batalhão da polícia que conseguiu interceptar esse veículo e prender as pessoas", destacou. O coordenador acrescentou que o grupo confessou o crime. Os suspeitos foram levados para a Delegacia Especializada Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca). "Aprenderam duas armas logo após entrar em confronto com esses indivíduos no local. Todos foram flagranteados na Delegacia do Menor, já que há menores envolvidos no crime, confessaram o homicídio e estão sendo conduzidos logo mais para a audiência de custódia", concluiu.
    Tiro que matou menina de 11 anos durante operação do Bope no AC saiu de fuzil da PM, conclui laudo

    Tiro que matou menina de 11 anos durante operação do Bope no AC saiu de fuzil da PM, conclui laudo


    Maria Cauane da Silva morreu em maio deste ano no bairro Preventório, em Rio Branco. Caso está com o MP-AC e corre em segredo de Justiça. Criança de 11 anos foi morta durante tiroteio em Rio Branco em maio deste ano Arquivo pessoal O laudo feito...


    Maria Cauane da Silva morreu em maio deste ano no bairro Preventório, em Rio Branco. Caso está com o MP-AC e corre em segredo de Justiça. Criança de 11 anos foi morta durante tiroteio em Rio Branco em maio deste ano Arquivo pessoal O laudo feito pelo Instituto de Criminalística concluiu que o tiro que matou a menina Maria Cauane da Silva, de 11 anos, no mês de maio no bairro Preventório, em Rio Branco, foi disparado de um fuzil usado pela Polícia Militar do Acre (PM-AC). A informação foi confirmada pela Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) nesta quarta-feira (15). Além da menina, foram mortas mais duas pessoas na ação. O Batalhão de Operações Especiais (Bope) informou, na época, que criminosos tinham subido o morro de barco e tentado retomar a área, que é dominada por uma facção rival. O Bope afirmou que os criminosos chegaram atirando e a menina foi usada como escudo. A versão foi contestada pelos familiares das vítimas. As famílias alegaram que não houve troca de tiros e nem confronto entre as facções rivais e sim que o Bope havia tirado o eletricista Edmilson Sales de dentro de casa para matá-lo. Já a menina havia sido morta por acidente. “O laudo concluiu que o projétil que atingiu a menor partiu de uma das armas utilizadas pelas forças policiais. Foi comprovado que houve o confronto no local e que um dos projéteis encontrado no local foi deflagrado pela polícia. O inquérito já foi concluído e remetido para a Justiça. Está a cargo do Ministério Público do Acre”, destacou o delegado Rêmulo Diniz. O Instituto de Criminalística informou que não está autorizado a falar sobre o caso. Porém, detalhou que foram entregues para a perícia 11 fuzis usados na ação do Bope, uma carabina calibre 22, um revólver calibre 38 e uma pistola ponto 40. Em nota, o comando-geral do Bope destacou o trabalho da polícia a atuação nos 22 anos de existência. Deixa claro ainda que o tiro que acertou a criança foi uma fatalidade. “Vale ressaltar que nenhum policial militar da nossa corporação entra de serviço decidido a tirar vidas, seja de infratores, seja de inocentes. É bem verdade que a perícia concluiu que a vítima foi a óbito em decorrência de um disparo efetuado por um policial militar do Bope, mas esta mesma perícia concluiu que a vítima foi atingida indiretamente por um projétil que ricocheteou durante uma troca de tiros, em uma ocorrência onde os militares revidaram injustos disparos e, ainda, conseguiram prender três indivíduos e apreender três armas de fogo”, destaca a nota. O comando disse ainda que, além da PM, Polícia Civil e Ministério Público do Acre abriram procedimento que ainda estão em andamento. Destacam ainda que as providências necessárias serão adotadas ao fim das investigações. “Reafirmamos nosso compromisso com a sociedade e ressaltamos que nossa tropa tem agido com profissionalismo durante o atendimento de ocorrências, mesmo as mais críticas, onde, por diversas vezes, os militares são recebidos a tiros pelos infratores, contudo, continuamos a cumprir nossa missão de servir e proteger a sociedade acreana”, finaliza a nota. Diniz falou também que o caso está com o Ministério Público do Acre (MP-AC) e corre em segredo de Justiça. “Como ele é o titular da ação, só eles que podem divulgar maiores detalhes agora”, concluiu. Entenda o caso No dia 15 de maio, Edmilson Sales, de 38 anos, foi morto a tiros durante uma operação do Bope no bairro Preventório. Além dele, Maria Cauane da Silva, de 11 anos, e Gleito Silva Borges, de 36, também acabaram mortos na ação. Na época, o Bope informou que teve acesso a um vídeo onde criminosos exibiam armas de grosso calibre e cantavam músicas de ostentação. A versão da polícia é de que um grupo criminoso tentou retomar a área após ela ser dominada por uma facção rival e alegou que houve troca tiros. Já a família alegou que os policiais já chegaram atirando. “Tiraram ele de dentro de casa e mataram. Foi a polícia que atirou, não teve nada de facção. Mataram a menina da mulher, não teve outra desculpa para inventar, mas não foi assim. Estavam desde cedo na região. Só que entraram lá e não acharam nada”, contou Luana de Sales, de 30 anos, mulher do eletricista na época. Luana falou que na hora da ação as filhas do casal estavam dentro da casa. A menina de 11 anos era vizinha do eletricista. Luana acusa ainda a polícia de ter colocado uma arma ao lado do marido. “Eles forjaram. Nós temos testemunhas. Querem jogar pra cima dos que morreram porque não podem se defender. Mas, não foi assim que a banda tocou. Mataram a criança num acidente e inventaram isso”, reclamou. Com base nas denúncias dos familiares, o MP-AC instaurou um inquérito para apurar os fatos. Três pessoas foram mortas durante operação do Bope em maio deste ano Arquivo pessoal
    Após dois dias de buscas, corpo de homem que sumiu após ser atingido por moto aquática é achado no interior do Acre

    Após dois dias de buscas, corpo de homem que sumiu após ser atingido por moto aquática é achado no interior do Acre


    Jadson Tadeu Sobreira de Souza, de 40 anos, foi encontrado na noite desta terça. Homem tomava banho no Rio Envira, em Feijó, quando foi atingido pela moto aquática. Após três dias de buscas, corpo de homem que sumiu após ser atingido por moto...


    Jadson Tadeu Sobreira de Souza, de 40 anos, foi encontrado na noite desta terça. Homem tomava banho no Rio Envira, em Feijó, quando foi atingido pela moto aquática. Após três dias de buscas, corpo de homem que sumiu após ser atingido por moto aquática é achado no interior do Acre Divulgação/Corpo de Bombeiros Após dois dias de buscas, o corpo de Jadson Tadeu Sobreira de Souza, de 40 anos, foi encontrado na noite desta terça-feira (13), próximo ao local do acidente. Souza tomava banho no Rio Envira, em Feijó, no interior do Acre, durante o Festival do Açaí quando foi atingido por uma moto aquática. Os condutores dos jet skis foram levados para a delegacia de Feijó. “Foi encontrado por volta das 21h e resgatado às 22h. Estava próximo do local mesmo, não teve muita distância. Tinham parentes lá nas buscas. A informação que temos é que ele era de Rio Branco e o pessoal da moto aquática também”, contou o major Cláudio Falcão. Ainda segundo os bombeiros, os parentes de Souza iam trasladar o corpo na madrugada desta quarta (15). “O corpo estava bastante deteriorado. Foi levado para o hospital da cidade, já que em Feijó não tem IML”, concluiu.
    Trio é preso e menor apreendido durante perseguição com carro e produtos roubados

    Trio é preso e menor apreendido durante perseguição com carro e produtos roubados


    Polícia diz que grupo tinha assaltado uma farmácia no Conjunto Universitário. Ação ocorreu na noite desta terça (14), na BR-364, em Rio Branco. Trio é preso e menor apreendido durante perseguição com carro e produtos...


    Polícia diz que grupo tinha assaltado uma farmácia no Conjunto Universitário. Ação ocorreu na noite desta terça (14), na BR-364, em Rio Branco. Trio é preso e menor apreendido durante perseguição com carro e produtos roubados Divulgação/PRF-AC Três jovens foram presos e um adolescente de 15 anos apreendido durante uma perseguição policial na noite desta terça-feira (14), no km 139 da BR-364. Segundo a polícia, os jovens estavam em um carro roubado e tentavam fugir após um assalto em uma farmácia do Conjunto Universitário, em Rio Branco. No veículo, a polícia diz que foram encontradas armas, dinheiro, chocolates e outros produtos roubados da farmácia. O grupo era perseguido por uma equipe da Polícia Militar do Acre (PM-AC) e, ao chegar em uma rotatória, o motorista perdeu o controle do carro, rodou na rodovia e parou. Uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF-AC) estava em uma abordagem de rotina ajudou na ocorrência. A PRF-AC informou que as armas encontradas no carro era uma pistola, uma carabina e uma faca. O grupo foi levado pela PM-AC para uma delegacia da Polícia Civil.
    No Acre, Receita vai pagar mais de R$ 10 milhões no 3º lote do Imposto de Renda 2018

    No Acre, Receita vai pagar mais de R$ 10 milhões no 3º lote do Imposto de Renda 2018


    No estado acreano, 7.947 contribuintes devem receber os valores. Crédito bancário é realizado a partir de 9h desta quarta-feira (15). No Acre, Receita vai pagar mais de R$ 10 milhões no 3º lote do Imposto de Renda 2018 Fabiana Figueiredo/G1 A...


    No estado acreano, 7.947 contribuintes devem receber os valores. Crédito bancário é realizado a partir de 9h desta quarta-feira (15). No Acre, Receita vai pagar mais de R$ 10 milhões no 3º lote do Imposto de Renda 2018 Fabiana Figueiredo/G1 A Receita Federal vai pagar mais de R$ 10 milhões em restituições para 7.947 acreanos no 3º lote do Imposto Sobre a Renda da Pessoa Física 2018 (IRPF). O crédito bancário dos valores vai ser feito a partir de 9h desta quarta-feira (15). O 3º lote também contempla restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2017. Em toda a 2ª Região Fiscal que inclui os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia e Roraima, o leão vai liberar mais de R$ 173 milhões para 123.949 contribuintes. O crédito bancário para os mais de R$ 2 milhões de contribuintes em todo o Brasil será de R$ 3,6 bilhões. Desse total, mais de R$ 342 milhões será creditado a 5.493 contribuintes idosos acima de 80 anos e 43.345 contribuintes entre 60 e 79 anos. Também serão contemplados no lote 7.913 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave e 77.492 pessoas cuja maior fonte de renda seja o magistério. Consulta Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deve fazer a consulta no site da Receita, aqui. A consulta também pode ser feita pelo telefone 146. A Receita lembra que há ainda o aplicativo para tablets e smartphones que facilita consulta às declarações do IRPF e situação cadastral no CPF, diretamente nas bases de dados da Receita Federal. Malha fina No fim do ano passado, a Receita Federal informou que 747 mil declarações estavam retidas na malha fina do IR de 2017 devido a inconsistências nas informações prestadas. Nos últimos anos, a omissão de rendimentos foi o principal motivo para cair na malha fina, seguido por inconsistências na declaração de despesas médicas. Para saber se está na malha fina, os contribuintes podem acessar o "extrato" do Imposto de Renda no site da Receita Federal no chamado e-CAC (Centro Virtual de Atendimento). Para acessar o extrato do IR é necessário utilizar o código de acesso gerado na própria página da Receita Federal, ou certificado digital emitido por autoridade habilitada. Veja aqui o passo a passo do extrato do IR. Após verificar quais inconsistências foram encontradas pela Receita Federal na declaração do Imposto de Renda, o contribuinte pode enviar uma declaração retificadora. Quando a situação for resolvida, o contribuinte sai da malha fina e, caso tenha direito, a restituição será incluída nos lotes residuais do Imposto de Renda.
    Sine oferta 17 vagas de emprego para Rio Branco nesta quarta-feira (15); veja a lista

    Sine oferta 17 vagas de emprego para Rio Branco nesta quarta-feira (15); veja a lista


    Há vagas para secretário escolar e mecânico eletricista. Candidatos interessados devem comparecer no Sine, que fica no Bosque, em Rio Branco. Há vagas para ajudante de cozinha em Rio Branco Gilcilene Araújo/G1 O Sistema Nacional de Emprego do...


    Há vagas para secretário escolar e mecânico eletricista. Candidatos interessados devem comparecer no Sine, que fica no Bosque, em Rio Branco. Há vagas para ajudante de cozinha em Rio Branco Gilcilene Araújo/G1 O Sistema Nacional de Emprego do Acre (Sine) disponibiliza 17 vagas para diversas áreas nesta terça-feira (14) na capital acreana. Os candidatos interessados devem comparecer pessoalmente à instituição, localizada na Avenida Getúlio Vargas, n°1.670, em Rio Branco. O candidato à vaga deve atualizar o seu cadastro no Sine. Aqueles que não tiverem cadastro na instituição, devem levar os seguintes documentos: Carteira de Trabalho, Identidade/CPF, Título de Eleitor, comprovante de escolaridade e de endereço. As vagas são rotativas, ou seja, são disponibilizadas para o dia, podendo não estar mais disponíveis para o dia seguinte. O Sine se responsabiliza por encaminhar cinco pessoas, no perfil solicitado pelo empregador, para que ele possa escolher qual vai preencher a vaga. O cidadão pode verificar se a vaga ainda está disponível através do telefone 0800 647 8182. São 17 vagas para esta quarta-feira (15) em Rio Branco Divulgação/Sine-AC
    Detento faz check-in em rede social de dentro de presídio em Rio Branco

    Detento faz check-in em rede social de dentro de presídio em Rio Branco


    Iapen-AC informou que preso foi identificado e vai responder administrativamente. Órgão afirma que bloqueadores de sinal telefônico estão funcionando, mas podem ter inconsistências. Preso fez check-in no Facebook de dentro de presídio em Rio...


    Iapen-AC informou que preso foi identificado e vai responder administrativamente. Órgão afirma que bloqueadores de sinal telefônico estão funcionando, mas podem ter inconsistências. Preso fez check-in no Facebook de dentro de presídio em Rio Branco Reprodução/Facebook Um detento do regime provisório fez um check-in de dentro do Complexo Penitenciário Francisco d’Oliveira Conde, em Rio Branco. As postagens foram feitas durante o mês de julho e o perfil posteriormente apagado. O homem afirmava se sentir 'pensativo'. Ao G1, o diretor-presidente do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC), Aberson Carvalho, informou que os bloqueadores de sinal telefônico estão funcionando normalmente. Porém, explicou que a tecnologia muitas vezes têm inconsistências devido a problemas como a oscilação de energia. O preso, segundo ele, foi identificado e punido com sanções administrativas. “Só observando. O mundo gira. Qm [sic] hoje tá por BAIXO, amanhã tá por CIMA”, escreveu ao fazer o check-in com a localização e confirmando que estava dentro do presídio. Em outro post, o detento tira uma foto com um colega durante o banho de sol na unidade e marca o perfil do amigo na publicação. “Longe de casa há mais de uma semana, milhas e milhas distante do meu amor”, escreveu o preso citando o trecho da música A Dois Passos do Paraíso. Além disso, o homem acrescentou “Tudo nosso, nada deles” e usou como hashtags as frases “gaiola de pedra” e “passarinho bico de ferro”. Em outro post, detento cita parte de música e marca colega durante o banho de sol Reprodução/Facebook Sistema é eficaz, diz Iapen O diretor do Iapen-AC afirmou que apesar das inconsistências o sistema é eficaz. Ele acrescenta ainda que um técnico é responsável por toda a verificação da rede e análises das oscilações que podem ocorrer. Essa pessoa faz um levantamento para que a rede de bloqueadores tenha o menor índice de queda possível. “Esse sistema é eficaz, mas pode sim ter inconsistências. Isso não quer dizer que o bloqueio não funciona, porém durante uma oscilação de energia ele provoca irregularidades no próprio sistema que são verificadas de imediato para correção”, destacou. Quanto ao uso do celular dentro da unidade, Carvalho voltou a reforçar que é proibido e que nesses casos o detento é identificado e o pavilhão onde ele está sentenciado passa por uma revista. “Quando é verificado que há qualquer publicação externa de imediato é feita uma revista no pavilhão. Identificadas essas pessoas, eles respondem por processo administrativo e são colocados em correção de imediato como também é feito revistas nos pavilhões justamente para tentar tirar o ilícito que está dentro da unidade”, finaliza.
    Mais três detentos que fugiram de presídio por buraco em cela são recapturados no interior do Acre

    Mais três detentos que fugiram de presídio por buraco em cela são recapturados no interior do Acre


    Nove seguem foragidos e Iapen-AC afirma que policiais e agentes continuam buscas. Ao todo, 15 detentos fugiram da Unidade Prisional de Feijó na madrugada de domingo (12). Detentos fizeram buraco em cela e fugiram do presídio de...


    Nove seguem foragidos e Iapen-AC afirma que policiais e agentes continuam buscas. Ao todo, 15 detentos fugiram da Unidade Prisional de Feijó na madrugada de domingo (12). Detentos fizeram buraco em cela e fugiram do presídio de Feijó Divulgação/Iapen-AC Mais três detentos que fugiram da Unidade Prisional de Feijó, no interior do Acre, foram recapturados nesta terça-feira (14). Ao todo, nove ainda seguem foragidos. O Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC) afirma que continua as buscas para recapturar o restante dos foragidos. Nesta terça (14) foram recapturados Salomão Santos Albuquerque, Antônio Araújo Firmino e Rangel Ranny Ferreira de Souza. Os 15 detentos fugiram na madrugada de domingo (12) após fazerem um buraco em uma das celas da unidade e pularem o muro. Ainda no domingo, três detentos foram recapturados pela Polícia Militar do Acre (PM-AC). Os 15 presos dividiam a mesma cela. O Iapen informou que um inquérito administrativo já foi aberto para apurar as circunstâncias em que ocorreu a fuga. Os presos que continuam foragidos são: Jonas de Oliveira Ferreira "Jonas do Pascoal” Alexandre Tavares Leone José Francisco Lima da Silva Elieuson Melo de Sousa Junior Pereira da Silva Juan Lima Cordeiro Ailton Aguiar do Nascimento André Moura da Silva Cleyton Sousa e Sousa
    Sem acordo, detentos continuam em greve de fome em seis presídios do Acre

    Sem acordo, detentos continuam em greve de fome em seis presídios do Acre


    Iapen-AC diz que estuda reivindicações, mas vai cumprir apenas o que for determinado por lei. Greve foi deflagrada na capital e interior na segunda-feira (13). Após mais de 24 horas, detentos continuam com greve de fome em seis presídios no...


    Iapen-AC diz que estuda reivindicações, mas vai cumprir apenas o que for determinado por lei. Greve foi deflagrada na capital e interior na segunda-feira (13). Após mais de 24 horas, detentos continuam com greve de fome em seis presídios no Acre Iryá Rodrigues/G1 Os detentos de seis presídios do Acre continuam em greve de fome após mais de 24 horas. A informação foi confirmada nesta terça-feira (14) pelo diretor-presidente do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC), Aberson Carvalho. A greve começou na manhã de segunda (13) e segue após não haver acordo. O diretor diz que o movimento busca regalias e que o sistema penitenciário avalia as reivindicações, mas deve ceder apenas nos casos em que o pedido esteja previso em lei. “Aquilo que não estiver dentro da legislação, infelizmente o sistema não pode garantir”, destacou. A greve de fome foi deflagrada nas unidades Francisco d’Oliveira Conde, presídio de segurança máxima Antônio Amaro e Unidade Feminina, em Rio Branco. No interior, os detentos também aderiram ao protesto no Presídio Evaristo de Moraes, em Sena Madureira, Moacir Prado, em Tarauacá e Manoel Néri, em Cruzeiro do Sul. Reivindicações Os presos pedem visitas íntimas a cada 15 dias e a volta da visita de ‘amigas' que ocorriam todos os finais de semana e agora são liberadas apenas uma vez por mês. As detentas também exigem receber a visita dos maridos. “Essa questão da visita dos maridos é uma questão que estamos estudando o número de pessoas que são casadas. É importante dizer que o preso, ele estando dentro da unidade prisional, é uma logística diferenciada que não é fácil para se ver ou cumprir. Mas nós estamos vendo a possibilidade, não estou dizendo que vai ter a visita, mas estudamos qual seria esse volume [de pessoas casadas]”, explicou. Além disso, os chefes de facções que cumprem pena no Regime Disciplinar Diferenciado (RDD) no Presídio de Segurança Máxima Antônio Amaro, em Rio Branco, pedem acesso à televisão, rádio e ventilador. “No presídio de segurança máxima onde não é permitido o acesso de eletroeletrônicos e não vamos permitir. O que se tem no sistema prisional, por um processo já antigo, é que houve a liberação do televisor e rádio através da Vara de Execuções Penais. O ventilador liberado por conta do clima e a superlotação que existe nas unidades prisionais. Então, as unidades que possuem essas características é que são atendidas”, destaca. Outra exigência é um tempo maior das visitas familiares e que ocorram a cada 15 dias. O diretor destaca que o direito à visita é garantido por lei à criança e não ao reeducando. “Quem garante o direito é a criança de visitar o pai ou a mãe que cometeu o ato infracional, não é o reeducando que tem o direito de vê-lo, mas sim a criança que tem esse direito para não perder o laço afetivo com o pai e a mãe”, finaliza.
    Frente fria e pancadas de chuva são esperadas para esta quarta-feira (15) em Rio Branco

    Frente fria e pancadas de chuva são esperadas para esta quarta-feira (15) em Rio Branco


    Entre tarde e noite o tempo fecha e devem ocorrer chuva com trovoadas. Confira as temperaturas em todas as regiões. Frente fria e pancadas de chuva são esperadas para esta quarta-feira (15) em Rio Branco Tácita Muniz/G1 Uma frente fria chega ao...


    Entre tarde e noite o tempo fecha e devem ocorrer chuva com trovoadas. Confira as temperaturas em todas as regiões. Frente fria e pancadas de chuva são esperadas para esta quarta-feira (15) em Rio Branco Tácita Muniz/G1 Uma frente fria chega ao Acre nesta quarta-feira (15) e muda o tempo em todo o estado, segundo o Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam). O sol aparece pouco e o tempo varia de nublado a encoberto e ocorrem pancadas de chuva com trovoadas a qualquer hora do dia. Nas demais regiões, o sol aparece sempre entre nuvens e o tempo fica abafado. Entre a tarde e a noite o tempo fecha e ocorrem pancadas de chuva com trovoadas. Há possibilidade de chuva forte, com raios e ventanias. A frente fria deve ser de fraca de intensidade e diminui levemente o calor nos últimos dias. Confira as temperaturas em todas as regiões: Alto Acre Em Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia e Xapuri, as temperaturas oscilam entre a mínima de 20°C e a máxima de 26°C. Baixo Acre Mínima de 21°C e máxima de 27°C são as temperaturas registradas em Acrelândia, Bujari, Capixaba, Plácido de Castro, Porto Acre, Senador Guiomard e Rio Branco. Vale do Juruá Já em Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Marechal Thaumaturgo, Porto Walter e Rodrigues Alves os termômetros ficam entre 22°C e 33°C. Vale do Purus Em Manoel Urbano, Santa Rosa do Purus e Sena Madureira faz entre 22º C e 27°C. Vale do Tarauacá/Envira Por fim, em Feijó, Jordão e Tarauacá a variação de temperatura fica entre a mínima de 22°C e a máxima de 32°C.
    Encontro capacita mais de 100 profissionais da saúde sobre atendimento ao público masculino em Cruzeiro do Sul

    Encontro capacita mais de 100 profissionais da saúde sobre atendimento ao público masculino em Cruzeiro do Sul


    Município atende mais de 4 mil homens diabéticos e hipertensos. A capacitação é promovida pelo Programa Estadual de Saúde do Homem. Encontro capacita mais de 100 profissionais da saúde sobre saúde do homem em Cruzeiro do Sul Mazinho...


    Município atende mais de 4 mil homens diabéticos e hipertensos. A capacitação é promovida pelo Programa Estadual de Saúde do Homem. Encontro capacita mais de 100 profissionais da saúde sobre saúde do homem em Cruzeiro do Sul Mazinho Rogério/G1 Um encontro com técnicos do Ministério da Saúde e da Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) reúne mais de 100 profissionais em saúde de Cruzeiro do Sul, nesta terça-feira (14), com a finalidade de orientar os servidores sobre as estratégias para conscientizar o público masculino da importância da prevenção. A capacitação é promovida pelo Programa Estadual de Saúde do Homem que nos últimos meses está visitando vários municípios do estado reforçando os conhecimentos dos profissionais sobre os guias de saúde do homem. A oficina é auditório do Centro de Educação Permanente (Cedup) e teve início às 9h com previsão de término às 17h. Médicos, enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, além de agentes de saúde das unidades básicas do município, do Hospital do Juruá, da Maternidade debatem sobre a prevenção. “Os homens, por conta do trabalho da dia a dia, ou por conta de desinformação, geralmente esquecem de fazer um acompanhamento de sua saúde. De certa forma a gente entende, mas sempre estamos procurando ressaltar essa importância da sua saúde para que eles também busquem cuidar melhor”, explica a enfermeira Mirla Sampaio, que trabalha na Unidade Básica de Saúde do Produtor Rural. Além de explicar sobre o guia de saúde do homem, os técnicos do Ministério da Saúde também fazem uma abordagem sobre a política nacional de atenção ao homem e sobre o guia do pré-natal, que tem como proposta o acolhimento do homem durante as consultas de suas parceiras no período de gestação. “O intuito é chamar os profissionais das unidades de saúde para falar sobre a política nacional e os guias de saúde do homem que englobam todos os agravos que o homem sofre e todas as dificuldades que ele tem que procurar uma unidade, entre outras situações referentes à saúde do homem”, destacou a gerente da Divisão de Saúde do Homem da Sesacre, Jocilene Souza. O enfermeiro Gilmar Giles, coordenador do Programa de Saúde do Homem, da Secretaria Municipal de Saúde de Cruzeiro do Sul (Semsa), o município já desenvolve ações voltadas para atender especificamente o público masculino. “Por exemplo, no dia 15 de julho, em alusão ao Dia do Homem, realizamos vários atendimentos em horário alternativo para atender exclusivamente ao público masculino. Também temos a estratégia de visitar aqueles locais de trabalho onde temos um público genuinamente masculino, como em oficinas, nas empresas de construção civil e fazemos atendimentos direcionados aos mototaxistas e taxistas, entre outros”, enfatiza. Dados da Semsa apontam que o número de homens que procuram as unidades básicas para fazer o acompanhamento de sua saúde é bem inferior ao número de mulheres. O município atualmente assiste a uma população masculina de 2.702 hipertensos e 1.409 diabéticos. Ainda segunda a secretaria, no município o número de mortes de homens é bem superior ao de mulheres.
    ‘Esperança é de encontrar ela com vida’, diz pai de adolescente desaparecida após sair para feira agropecuária no Acre

    ‘Esperança é de encontrar ela com vida’, diz pai de adolescente desaparecida após sair para feira agropecuária no Acre


    Os dois amigos foram encontrados mortos e a jovem continua desaparecida. Amanda Gomes desapareceu no último dia 7 após sair da Expoacre com os amigos Isabele Silva e Vitor Vieira. Amanda Gomes continua desaparecida após oito dias Arquivo da...


    Os dois amigos foram encontrados mortos e a jovem continua desaparecida. Amanda Gomes desapareceu no último dia 7 após sair da Expoacre com os amigos Isabele Silva e Vitor Vieira. Amanda Gomes continua desaparecida após oito dias Arquivo da família Difíceis e angustiantes. É assim que o pai da adolescente Amanda Gomes, de 14 anos, descreve os dias desde que a filha sumiu . A garota desapareceu no último dia 5, quando saía da feira agropecuária de Rio Branco com os amigos Isabele Silva Lima, de 13, e Vitor Vieira de Lima, de 18 anos. Dois dias depois, o corpo do rapaz foi encontrado dentro de um poço no bairro Taquari, onde os três moravam. Lima tinha várias perfurações pelo corpo e estava com as mãos amarradas. Na quinta (9), o corpo de Isabele foi achado em um matagal do mesmo bairro onde estava o corpo de Vitor. "Esperança é que a polícia encontre ela com vida. Até o momento o corpo não foi encontrado, então, minha filha está viva e é muita angústia, não só para mim, mas para os familiares todos. Estou há uma semana sem ir para o trabalho, não tenho condições", contou o pai da jovem, que pediu para não ser identificado. O homem disse também que a família suspendeu as buscas, mas que procurou no bairro durante vários dias pela jovem. Ele reclamou ainda dos trabalhos feitos pela polícia “Vimos umas três viaturas aqui pelo Taquari só, mas como a gente estavam fazendo dentro do mato foi só a família que fez. Paramos porque pediram para parar que poderia prejudicar, mas não tem mais por onde a gente procurar aqui no bairro", falou. Menina tranquila Ainda segundo o pai, Amanda é uma menina tranquila e não costumava sair só. No dia de visitar a exposição, o pai falou que Amanda disse que iria com uma pessoa maior de idade, além de Vitor, mas mentiu para a mãe. Amanda mora apenas com a mãe, porque os pais são separados há 14 anos. “Não é porque é minha filha, mas a rotina dela era escola, célula, igreja e ficar aqui em frente da casa da mãe dela. Final de tarde se reuniam lá em uma rodinha. Nem namorado minha filha tinha, até moça ela é. Então, em questão de se envolver com gente que não presta, ela não andava. Foi a primeira vez que saiu só e era para ter ido com um adulto, mas desencontrou dessa pessoa e foi com esse rapaz", lamentou. Conforme o parente, a família tem recebido ligações anônimas informando o paradeiro da garota. O pai revelou também que não consegue comer direito e só quer a filha de volta "É uma angustia tão grande. Recebi uma ligação restrita, perguntou se era eu e disse que minha filha estava no Recanto dos Buritis. Fui lá com meu carro, rodei até às 3h da tarde e nada. Pessoas sem piedade se aproveitam da situação e ficam brincando com o sentimento dos outros. É muito difícil para gente. É uma situação que não desejo para ninguém", diz. Investigações O coordenador da Delegacia de Homícido e Proteção à Pessoa (DHPP), delegado Rêmulo Diniz, contou que as investigações do caso estão sob sigilo. Diniz apenas detalhou que tem uma equipe destacada exclusivamente para o caso e já foram feitas buscas em três pontos. "Foram pontos indicados via denúncia 181 e buscamos que a população colabore. Não logramos êxito em encontrar nem o corpo e nem a pessoa, mas esperamos que ela esteja viva e estamos em campo", acrescentou. O delegado disse também que continua ouvindo testemunhas e familiares para buscar informações do paradeiro. Diniz não quis falar qual a principal linha de investigação da polícia. "Temos recebido algumas informações desencontradas, mas não podemos descartar nenhuma possibilidade. Trabalhamos com a possibilidade dela estar viva até os últimos instantes, até porque é uma jovem e não tem qualquer história. Esperamos ter um desfecho feliz sobre isso", concluiu.
    Prefeitura sanciona lei que institui 29 de outubro Dia do Cerimonialista em Rio Branco

    Prefeitura sanciona lei que institui 29 de outubro Dia do Cerimonialista em Rio Branco


    Texto do decreto foi divulgado nesta terça (14) no Diário Oficial do Acre (DOE). Prefeitura divulgou nesta terça (14) lei que institui o Dia do Cerimonialista Divulgação/Asscom Prefeitura de Rio Branco A Prefeitura de Rio Branco assinou um...


    Texto do decreto foi divulgado nesta terça (14) no Diário Oficial do Acre (DOE). Prefeitura divulgou nesta terça (14) lei que institui o Dia do Cerimonialista Divulgação/Asscom Prefeitura de Rio Branco A Prefeitura de Rio Branco assinou um decreto que institui o Dia do Cerimonialista. O texto da lei foi publicado neste terça-feira (14) no Diário Oficial do Acre (DOE). O dia escolhido para comemoração foi 29 de outubro. Conforme a publicação, a ideia é divulgar uma ‘nova cultura de reconhecimento da sociedade a respeito da atividade dos cerimonialistas’. O decreto afirma que a assessoria de cerimonial tem uma importância significativa para os órgãos públicos e entidades.

    Justiça do AC mantém condenação de dupla que matou bebê indígena com tiro na cabeça no interior


    Juntos, os dois foram condenados a 57 anos de prisão no júri popular que ocorreu em fevereiro de 2018. Crime aconteceu no dia 27 de março do ano passado em Sena Madureira. A Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC) negou o pedido de...

    Juntos, os dois foram condenados a 57 anos de prisão no júri popular que ocorreu em fevereiro de 2018. Crime aconteceu no dia 27 de março do ano passado em Sena Madureira. A Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC) negou o pedido de apelação feito pela defesa dos acusados de matar um bebê indígena da etnia Manchineri no dia 27 de março do ano passado. Jonhatan Cristofer Souza Rezende e Romário Pereira da Silva foram condenados a 29 e 28 anos de prisão, respectivamente. A advogada Larissa Leal, que representa Silva, informou que a apelação com relação ao seu cliente foi no sentido de pedir um novo julgamento. E, caso fosse negado, que a Justiça retirasse as qualificadoras para conseguir a redução de pena. “A defesa, que não concordou com a sentença, entrou com pedido de apelação por acreditar que foi injusta a condenação, pelo fato de que Romário não cometeu o crime. Ele não possui antecedentes criminais. A apelação foi no sentido de requerer a rescisão da decisão do júri popular e, caso não fosse esse o entendimento, foi pedido também que as qualificadoras fossem afastadas”, disse Larissa. Já a advogada de defesa do acusado Rezende, Helane Cristina, afirmou que recorreu a rescisão da decisão do tribunal do júri, uma vez que foi contrária à prova dos autos. A advogada pretende recorrer novamente da decisão. “Uma das testemunhas afirmava ter visto o outro apelante com a arma do crime, bem como pelas denúncias anônimas que apontavam este como autor. Além disso, caso não fosse acolhida, pedimos a exclusão das qualificadoras e o reconhecimento da participação de menor importância”, explicou Helane. A decisão foi divulgada pelo TJ-AC nesta terça-feira (14). Os dois foram condenados em fevereiro deste ano durante um júri popular no Fórum Desembargador Vieira Ferreira, em Sena Madureira. O bebê de um ano, que não teve o nome divulgado, estava chegando na cidade com a família em uma embarcação quando criminosos efetuaram os disparos. Ele morreu após levar um tiro na cabeça. Conforme a Justiça, ficou verificado que os dois acusados tinham a intenção de matar por conta da rivalidade e disputa de território entre facções criminosas. O júri popular condenou os dois em regime inicial fechado e foram atribuídas três qualificadoras, entre elas o motivo ser fútil, perigo comum e aplicação de recurso que impossibilitou defesa da vítima. A Justiça apontou que foi considerado ainda como aumento de pena o fato do crime ter sido praticado contra menor de 14 anos de idade. Conforme o TJ-AC, o relator do processo, desembargador Pedro Ranzi, não aceitou o argumento da defesa de que o resultado do julgamento foi contrário às provas constantes dos autos. “Os jurados, em sua soberania, acataram uma das teses ventiladas em plenário. Além disso, os depoimentos de policiais que participaram do flagrante merecerem total credibilidade, feitos sob a garantia do contraditório, por isso, aptos a embasar o decreto condenatório”, declarou o magistrado. Os dois permanecem presos na unidade penitenciária de Sena Madureira. Em junho do ano passado eles passaram por audiência de instrução. Um dia após o crime, Silva foi preso enquanto tentava fugir em um táxi para o município de Manoel Urbano, em um trecho da BR-364. Outras três pessoas foram presas logo em seguida, sendo que duas foi por guardarem o rifle calibre 22, utilizado para atirar na embarcação e matar a criança.
    Câmara de Tarauacá aprova pedido de cassação de prefeita após denúncia de supostas infrações administrativas

    Câmara de Tarauacá aprova pedido de cassação de prefeita após denúncia de supostas infrações administrativas


    Prefeita Marilete Vitorino tem prazo de dez dias para se manifestar sobre denúncia. Dos 11 vereadores, oito votaram a favor do pedido de cassação do mandato da prefeita. Prefeita Marilete Vitorino tem prazo de dez dias para se manifestar sobre...


    Prefeita Marilete Vitorino tem prazo de dez dias para se manifestar sobre denúncia. Dos 11 vereadores, oito votaram a favor do pedido de cassação do mandato da prefeita. Prefeita Marilete Vitorino tem prazo de dez dias para se manifestar sobre denúncia Reprodução/Rede Amazônica Acre A Câmara de Vereadores do município de Tarauacá aprovou, durante sessão desta terça-feira (14), o pedido de cassação do mandato da prefeita Marilete Vitorino. De acordo com o presidente da Câmara, vereador Carlos Tadeu, a medida foi após a Casa receber denúncia de supostas infrações político-administrativas. O G1 entrou em contato com Marilete, mas até a publicação desta reportagem não obteve resposta. Conforme o presidente, dos 11 vereadores que atuam na Câmara, oito votaram a favor do pedido de cassação de Marilete. A prefeita tem um prazo de dez dias para se manifestar a respeito da denúncia. “Recebemos denúncia de que a prefeita fez uma viagem no mês passado e transferiu a prefeitura para o sub-procurador jurídico, sendo que a cidade estava com o vice-presidente da câmara, já que eu também não estava aqui. Além disso, ela não comunicou ao poder judiciário e diretamente tomou essa decisão”, disse o presidente. A Câmara agora tem um prazo de 48 horas para formar a comissão que vai analisar a denúncia de cassação da prefeita.